QUO VADIS?

POR ONDE VAIS?
Vais pela estrada da comunhão com Deus e da paz entre os
homens que Jesus encarna? Ou trilhas o caminho da guerra, da
separação das famílias, da dor e da perda?

O milagre da vida acontece todos os dias, quando estamos
vigilantes e solidários ao volante.

O automóvel pode ser um bem. Mas não devemos torná-lo um
mal, ao ceder à tentação da velocidade excessiva. À tentação de
tornar o carro um instrumento de violência que, em vez de unir,
separa, fere e mata. E cria uma eterna saudade que nunca mais
pode, em vida, ser ressarcida.

Neste 13 Maio, o Santo Padre, a GNR e a ACA-M pedem que todos
contribuamos activamente para a Paz nas estradas, respeitando a
santidade da Vida Humana.
Guiemos para os outros como gostaríamos que nos guiassem a
nós próprios.

Acção integrada na Semana Mundial de Segurança Rodoviária, dedicada à
acalmia do trânsito automóvel - #slowdown
www.aca-m.org
OS DEZ AUTO-MANDAMENTOS

I - Não matarei.
II - A Estrada é um meio de comunicação entre pessoas e não
para ferir de morte.
III - A cortesia, verticalidade e prudência ajudar-me-ão a lidar
com eventos imprevisíveis.
IV - Serei caridoso e ajudarei o próximo em necessidade,
especialmente as vítimas de desastres.
V - O carro não será para mim uma expressão de poder e
dominação e uma ocasião de pecado.
VI - Convencerei caridosamente os jovens e menos jovens a
não conduzirem quando não estão em condições de o fazer.
VII - Apoiarei as famílias das vítimas de desastres rodoviários.
VIII - Aproximarei os motoristas culpados e as suas vítimas, na
altura apropriada, de forma a poderem passar pela
experiência libertadora do perdão.
IX - Na estrada, protegerei os mais vulneráveis.
X - Comportar-me-ei responsavelmente em relação aos outros.

Texto adaptado dos 10 Mandamentos do Condutor, publicados pela Santa Sé, no
Guia de Conduta Pastoral para a Estrada (19 de Julho de 2007).

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful