Você está na página 1de 3

As fraturas por estresse: Saiba os tipo, sintomas e tratamento

Corredores esto entre o grupo que apresenta uma grande chance de sofrer
deste problema, isso devido a grande quantidade de impactos durante as
corridas.

A fratura por estresse normalmente parcial e sem deslocamento do osso


envolvido. Os principais responsveis por elas acontecerem, so traumas
repetitivos, desequilbrio muscular e fadiga.

So mais comuns em ossos que suportam o peso corporal, especialmente os


membros inferiores. Os mais comumente afetados so:

1. Metatarso

2. Tbia

- Eixo superior, mais comum em bailarinos e ginastas

- Eixo inferior, mais comum em corredores

3. Fbula - regio da fbula distal (prximo ao tornozelo)

4. Calcneo

Fratura por estresse do Metatarso

1. Normalmente, um resultado de micro traumas repetitivos de saltos,


corridas ou dana.

2. Ela pode gerar uma deformidade ssea causando transferncia de peso


atravs dos ossos do p

3. Causa falhas biomecnicas criando um aumento da pronao do p

(FIGURA 1)

Fratura por estresse da Tbia

1. Muitas vezes precedida por "dores nas canelas"

2. Causa falhas biomecnicas criando um aumento da pronao do p

3. Piora pelo uso excessivo

(FIGURA 2)
Geralmente, os pacientes apresentam dor aguda, mas no sabe determinar
o que deu incio a dor. Ela aumenta abruptamente e diminui com o repouso.

As causas mais comuns so quando, o atleta corre em superfcies duras ou


irregulares, gerando maior impacto, aumenta a quilometragem dos treinos
muito rapidamente, ou usa um calado inadequado.

A preveno a chave!
1. Aquea os msculos da perna suficientemente antes de correr.

2. Certifique-se que voc est usando calado adequado, sempre que


possvel.

3. Aumente gradualmente a quilometragem ou intensidade do seu treino.

4. Faa consultas regulares com um Quiropraxista, mantendo a coluna


alinhada e articulaes com amplitude de movimento normal, suas chances
de se lesionar so menores.

Tratamento

A. Na dor aguda:

1. Crioterapia (massagem com gelo)

2. Eletroterapia para diminuir a inflamao (IFC)

3. Hidroterapia

4. Ajustes quiroprticos para corrigir falhas biomecnicas

B. Na dor crnica:

1. Ajustes quiroprticos para corrigir falhas biomecnicas seguidamente

2. Modificar programa de treinos e exerccios

3. Exerccios de reabilitao isomtricos e isotnicos

4. Ultrassom

5. rteses

Seja voc tambm um atleta que incorpora a Quiropraxia nas suas


atividades e sinta os benefcios que ela ir lhe proporcionar.

Augusto Moreno Quiropraxista

ABQ:0727
www.quiropraxiaaugusto.com.br

Você também pode gostar