Você está na página 1de 2
O que é uma Atividade de Vivência A Atividade de Vivência consiste em observações e

O que é uma Atividade de Vivência

A Atividade de Vivência consiste em observações e práticas em sala de aula ou em outras situações escolares, propostas ao longo de um curso, e que têm por intenção promover a aplicabilidade dos conceitos discutidos em seu percurso.

Neste curso estamos desenvolvendo temáticas que visam o fortalecimento da gestão escolar, não é? E a Vivência, como uma das atividades, leva em consideração esse propósito, para que os conceitos trabalhados sejam problematizados e analisados em sua prática gestora.

Como realizá-la?

A Vivência está dividida em duas fases de elaboração, ambas vinculadas às reflexões realizadas ao longo dos módulos. Assim, durante o curso, você irá concluindo cada fase, tendo dois momentos

de entrega:

Etapa

Conteúdo previsto

 

Momento de entrega

Parte 1

Diagnóstico das necessidades formativas para posterior elaboração do Plano de Ação

Entrega nos Temas 3 Módulo 2

e

4

do

Parte 2 etapa final

Elaboração

de

Plano

de

Ação

para

Entrega nos Temas 1 Módulo 3

e

2

do

Formação Continuada

   

Passo a passo

Fase 1 a ser concluída para entrega nos Temas 3 e 4 do Módulo 2

Na primeira etapa, a proposta é a realização de um diagnóstico sobre as necessidades formativas de sua escola. Inicie revisitando o Plano de Ação que você traçou. Caso você não o tenha, esta será uma boa oportunidade para elaborá-lo.

Assim, a proposta desta etapa será iniciar com uma consulta e um diagnóstico dos problemas que, para serem enfrentados na escola, exigem uma ação conjunta da comunidade escolar. Considere

a importância de constituir-se como escola aprendente. Para tanto, será necessária a criação de

um Plano de Ação de Formação Continuada na Escola. Todo plano parte de um bom diagnóstico, certo? Você pode consultar os diversos documentos e registros da escola como a Proposta Pedagógica e analisar as ações que constam dela para a formação dos profissionais da escola , verificar metas delineadas e estabelecer um novo diagnóstico a partir do que foi analisado.

O diagnóstico é fundamental para a organização de seu Plano de Ação, pois marca seu ponto de

partida e ajuda a identificar as reais necessidades (marcando, também, seu ponto de chegada).

Ao longo dos módulos, nas atividades de envio de arquivo, você já foi convidado a pensar sobre essa formação. Aproveite esses registros!

Você também pode se guiar por algumas questões:

• O plano de ação da minha escola contempla formação continuada?

• Considero a formação para todos os profissionais da escola?

• O que consta do plano de ação? Para que profissionais?

• Que objetivos temos?

• As demandas formativas dos profissionais da escola condizem com o que foi planejado?

• Que aspectos identifico como fundamentais para servir como fios condutores dessa formação continuada? Com

• Que aspectos identifico como fundamentais para servir como fios condutores dessa formação

continuada?

Com base nos dados consultados e no que diagnosticou, depois de analisar e discutir com a equipe gestora da escola, você irá preencher o arquivo de envio Plano de Ação de Formação Parte 1. A entrega do trabalho é individual, ainda que, para organizá-lo, você conte com o apoio da Equipe Gestora de sua escola.

Esse documento deverá ser preenchido com as considerações e informações a respeito de cada etapa da Vivência realizada, para posterior envio.

Lembre-se: essa etapa é apenas diagnóstica e servirá para ajudá-lo na produção do passo seguinte, que será a elaboração do Plano de Ação de Formação Continuada.

Fase 2 a ser concluída para entrega nos Temas 1 e 2 do Módulo 3

Parte 2 Plano Final de Formação Continuada para toda a equipe escolar e comunidade

No final do Tema 2 do Módulo 3, você deverá entregar a versão final de um Plano de Ação que identifique aspectos importantes na organização da Formação Continuada em uma escola aprendente. Na primeira parte dessa Vivência, com o diagnóstico em mãos, você já terá realizado o mapeamento dos problemas e das condições para a elaboração de um Plano de Ação com vistas a enfrentá-lo.

Então, elabore um Plano de Ação de Formação Continuada para sua comunidade escolar de maneira a constituir uma comunidade aprendente. Traga para esse Plano de Ação todas as reflexões que terá feito ao longo do curso (lendo os materiais ou por meio das discussões realizadas com outros gestores da sua equipe). Preencha o Plano de Ação de Formação Parte 2, organizando e planejando as ações dessa formação.

Nessa última versão, você terá mais uma observação, além de ampliar para uma análise mais profunda de sua escola a partir dos resultados das avaliações internas e externas.

Lembre-se: essa é uma excelente oportunidade de elaborar uma parte do Plano de Gestão de sua escola.

Ao final do Tema 1 do Módulo 1, pontuamos a você que, às vezes, nossas expectativas são maiores que nossas possibilidades num dado momento. Isso exige sempre um olhar atento para

o que deve ser revisto, ressignificado de acordo com as exigências constantes que são postas em nosso cotidiano da realidade da gestão escolar. Nesse sentido, enviamos como mensagem a você: Não desista, procure reorganizar sua equipe e ouça seus pares. Promova o diálogo, sempre! É na relação dialógica que encontramos outras possibilidades. A elaboração de um Plano de Ação de Formação Continuada deve servir a esse novo momento de superação que, com certeza, você atingirá.

A Atividade de Vivência fornece a oportunidade para você colocar em prática essas possibilidades

de superação.

Bom trabalho!