Você está na página 1de 8

Operadoras prome- tem mais velocidade

Brasília deve ter internet móvel com tecnologia 4,5 G ainda em 2017. A promessa foi feita pela operadora Cla- ro, que utilizará a faixa de 700 MHz, abandonada pela TV analógica, para uso das redes mobile.

Em carta a Temer, papa recusa visita

Em uma carta na qual recu- sa um convite para visitar o Brasil, o papa Francisco cobrou o presidente Mi- chel Temer (PMDB) para evitar medidas que agra- vem a situação da popula- ção carente no País.

Abril Verde ilumina Palácio do Buriti Até o fim de abril, o Pa- lácio do
Abril Verde ilumina
Palácio do Buriti
Até o fim de abril, o Pa-
lácio do Buriti recebe ilu-
minação na cor verde, em
alusão à campanha nacio-
nal Abril Verde, que foca
na necessidade de pre-
venção dos acidentes de
trabalho.

Folha Centro Oeste

venção dos acidentes de trabalho. Folha Centro Oeste Um Jornal a Serviço do Povo www.folhacentrooeste.blog.br
venção dos acidentes de trabalho. Folha Centro Oeste Um Jornal a Serviço do Povo www.folhacentrooeste.blog.br

Um Jornal a Serviço do Povo

trabalho. Folha Centro Oeste Um Jornal a Serviço do Povo www.folhacentrooeste.blog.br Brasília, Abril de 2017 -
trabalho. Folha Centro Oeste Um Jornal a Serviço do Povo www.folhacentrooeste.blog.br Brasília, Abril de 2017 -
trabalho. Folha Centro Oeste Um Jornal a Serviço do Povo www.folhacentrooeste.blog.br Brasília, Abril de 2017 -

www.folhacentrooeste.blog.br

Brasília, Abril de 2017

- Edição N. 28 Ano III - folhacentrooeste@gmail.com

ADMINISTRAÇÕES REGIONAIS DO DF DEIXAM DE INVESTIR R$ 62 MILHÕES

REGIONAIS DO DF DEIXAM DE INVESTIR R$ 62 MILHÕES Quase metade do valor previsto deixou de

Quase metade do valor previsto deixou de ser gasto. Recursos fo-

ram destinados a pequenas obras

Pág 05

 

DF registra 1.138 casos prováveis de dengue em 2017

Pág 03

O primeiro trimestre de 2017 apresentou que- da significativa nas ocorrências de dengue, vírus transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti. De ja- neiro até a segunda semana de abril, foram com- putados 1.138 casos prováveis da doença. Uma redução de aproximadamente 90% em relação ao mesmo período do ano passado, com 14.193.

Novas regras reduzem os juros dos cartões

Pág 05

As novas regras para parcelamento de faturas do cartão de crédito devem diminuir os endivida- mentos com o crédito rotativo, mas exigem aten- ção dos devedores.

A

partir de hoje, cada usuário de cartão poderá

pagar a tarifa mínima de sua conta por apenas um mês e será obrigado a parcelar o valor de acordo

com as políticas dos bancos.

A

intenção do Banco Central (BC) com essas me-

didas é que as pessoas deixem de pagar os juros rotativos, atualmente de 481,5% ao ano, e quitem as pendências por meio de linhas de crédito mais baratas ou empréstimos pessoais.

2

ABRIL DE 2017

FOLHA CENTRO OESTE

EDITORIAL

EDITORIAL DIRETOR FLÁVIO RABELO Amigos Verdadeiros São Para Sempre Os amigos quando são verda- deiros são

DIRETOR FLÁVIO RABELO

Amigos Verdadeiros São Para Sempre

Os amigos quando são verda- deiros são amigos para sem- pre. Pois ainda que existam dificuldades, impedimentos, distâncias ou discussões, a amizade tudo supera. Não há obstáculo que con- siga impedir uma amizade verdadeira, e mesmo que os amigos não se vejam ou falem durante anos, o sentimento está lá no coração de cada um.

E apesar dessas circuns- tâncias, mesmo afastados, se algum precisar de apoio, de conforto ou um simples om- bro onde chorar, o outro não hesitará em demonstrar sua amizade. Pois assim é a amizade verdadeira, sempre eterna e poderosa. Um sentimento bom que torna nossas vidas mais fáceis e alegres, e o mundo um lugar mais belo.

O QUE SIGNIFICA TAGUATINGA?

“Barro branco”. Cidade do DF foi criada em 1958 para abrigar pessoas que construíram barracos próximos à W3 Sul e ao Núcleo Bandeirante

E

m

e

1958, as obras de Bra-

sília estavam a todo vapor

milhares de migrantes

chegavam por aqui em busca de emprego. Mas logo não havia mais lugar para abri- gar tanta gente e uma multidão começou a construir barracos próximos à W3 Sul e à Cidade Livre (atual Núcleo Bandeirante).

Para resolver o problema, Israel Pinheiro, diretor da Novacap, ne- gociou com os trabalhadores a mudança para um lugar, distante 25 quilômetros do Plano Piloto, onde todos teriam seu próprio lote a preços acessíveis. Nas- cia, assim, no dia 5 de junho de 1958, a primeira cidade-satélite do Distrito Federal: Taguatinga.

A nova cidade ocupava a área

da fazenda Taguatinga, que sur- giu no final do século XVIII às

margens do Córrego Cortado, em uma área antes ocupada por indígenas.

O nome Taguatinga vem do tupi e é formado pelo sufixo “ti nga ”, que significa “branco” e o prefixo “ta’wa”, que foi traduzido erro- neamente como “av e ”. Por isso há um pássaro branco na ban- deira de cidade.

Mas “ta’wa ” quer dizer “barro” (vem daí o nome “taba”, que era a moradia dos índios feita de barro). Taguatinga, portanto, sig- nifica “barro branco”, em refe- rência a um tipo de argila muito encontrada na região.

Fonte: Jornal de Brasília

muito encontrada na região. Fonte: Jornal de Brasília JORNAL FOLHA CENTRO OESTE CNPJ: 01.603.844/0001-90
muito encontrada na região. Fonte: Jornal de Brasília JORNAL FOLHA CENTRO OESTE CNPJ: 01.603.844/0001-90
muito encontrada na região. Fonte: Jornal de Brasília JORNAL FOLHA CENTRO OESTE CNPJ: 01.603.844/0001-90
JORNAL FOLHA CENTRO OESTE CNPJ: 01.603.844/0001-90 Telefone: (61) 98141-3937 Fixo: (61) 3036-2535 QNA 30 LT

JORNAL FOLHA CENTRO OESTE CNPJ: 01.603.844/0001-90

Telefone: (61) 98141-3937

Fixo:

(61) 3036-2535

Telefone: (61) 98141-3937 Fixo: (61) 3036-2535 QNA 30 LT 08 LOJA 102 Taguatinga Norte /Brasilia- DF

QNA 30 LT 08 LOJA 102 Taguatinga Norte /Brasilia- DF . Cep: 72.010-330

E-mail:folhacentrooeste@gmail.com Blog: folhacentrooeste.blog.br

Diretora Responsável MARIA NAZARE DA L. PINHEIRO Diretor Comercial FLAVIO RABELO Jornalista CLAUDI LOPES - DRT 1020/PA Fotógrafo CARLOS EDUARDO ANDRADE Diagramação CLAUDIANE / CLAUDIOMAR Gerente Financeiro CLAUDMERY PINHEIRO

CIDADES DE DISTRIBUIÇÃO:

10 mil exemplares

O Jornal é distribuido gratuitamente por todas as bancas de jornais de Taguatinga, Ceilândia, e demais cidades satélites, Esplanada dos Ministérios,(ministérios), Congresso Nacional, Presidência da Republica, Câmara Legislativa, Secretaria de Estado do DF, Palácio do Buriti, Empresas Estatais, Aeroporto Internacioal de Brasília, Sindicatos, postos de gasolinas, hotéis, bares, restaurantes, consutórios médicos, Brasíla e Entorno do DF.

Fontes:

Agência Brasília, Agência Brasil, Câmara Legislativa, Câmara Federal e Senado Federal, JB Brasilia, Politize,Google.

Agência Brasil, Câmara Legislativa, Câmara Federal e Senado Federal, JB Brasilia, Politize,Google. (61) 98141-3937
(61) 98141-3937
(61) 98141-3937
FOLHA CENTRO OESTE ABRIL DE 2017 3 Abril Verde ilumina Palácio do Buriti DF registra
FOLHA CENTRO OESTE
ABRIL DE 2017
3
Abril Verde ilumina
Palácio do Buriti
DF registra 1.138 casos prováveis
de dengue em 2017
Campanha volta a atenção para a segurança e a
saúde do servidor, com o objetivo de reduzir aciden-
tes de trabalho
Número apresenta redução de aproximadamente 90% em relação ao mesmo período do
ano passado
O primeiro trimestre de
2017 apresentou queda
significativa nas ocorrên-
cias de dengue, vírus transmiti-
do pelo mosquito Aedes Aegypti.
De janeiro até a segunda sema-
na de abril, foram computados
1.138 casos prováveis da doen-
ça. Uma redução de aproxima-
damente 90% em relação ao
mesmo período do ano passado,
com 14.193.
A té o fim de abril, o Palácio
data foi instituída por iniciativa
de sindicatos canadenses e es-
colhida após uma explosão que
matou 78 trabalhadores em uma
mina no estado da Virgínia, nos
Estados Unidos, em 1969.
Dos casos registrados neste ano,
975 são de pessoas residentes
no DF e 163 de outras unidades
da Federação. Os dados são do
Informativo Epidemiológico nº
15, divulgado pela Secretaria de
Saúde nessa quarta-feira (12).
doença no DF foram: Samam-
baia (110), Gama (107), São
Sebastião (111), Planaltina (99),
Santa Maria (91), Ceilândia (78),
Taguatinga (57), Sobradinho II
(40), Sobradinho (32) e Recanto
das Emas (26).
do Buriti recebe ilumina-
ção na cor verde, em alu-
são à campanha nacional Abril
Verde, que foca na necessidade
de prevenção dos acidentes de
trabalho.
Febre chikungunya e zika vírus
Ainda segundo o balanço, foram
anotados 64 registros prováveis
da febre chikungunya. Desses
infectados, 48 vivem no DF e 16
no Entorno.
mambaia (4), Paranoá (3), Cei-
lândia (2), Planaltina (2), Lago
Norte (2) e Sobradinho I (2).
O vírus da zika atingiu 34 pesso-
as. Dessas, 23 moram na capital
federal e 11 em outras unidades
federativas. A maior parte dos
casos prováveis da doença ocor-
reu nas regiões do Guará (3),
Sobradinho I (3), Vicente Pires
(3), Gama (2), Samambaia (2),
Santa Maria (2) e Taguatinga (2).
O
mês foi escolhido por causa
do Dia Mundial da Saúde (7) e
do
Dia Mundial em Memória das
Vítimas de Acidentes e Doenças
do Trabalho (28). Esta última
No Brasil, a Lei nº 11.121, que
criou o Dia Nacional em Memó-
ria das Vítimas de Acidentes e
Doenças do Trabalho, foi pro-
mulgada em maio de 2005.
De acordo com o balanço, até o
momento foram registrados três
casos graves. Não houve morte
causada por dengue em habi-
tantes do DF. No mesmo período
de 2016, ocorreram 26 infecções
graves e 14 óbitos entre residen-
tes locais.
As regiões mais atingidas pela
As regiões com maior incidência
da doença foram: Taguatinga (7),
Santa Maria (6), Gama (5), Gua-
rá (5), São Sebastião (4), Sa-
Não há casos confirmados de
doença aguda causada pelo zika
vírus em gestantes do DF. A noti-
ficação feita em boletins anterio-
res é de grávida procedente de
Padre Bernardo (GO).
3386-2422
AV.Central Bloco 990/1120 Loja 02
Núcleo Bandeirante / DF
(61)
3386-6781

4

ABRIL DE 2017

FOLHA CENTRO OESTE

CPI da Saúde: “Fizemos a nossa parte”

Até agora, na reunião de da- dos para a confecção do rela- tório da CPI da Saúde, o que mais tem surpreendido o se- nhor?

Quanto a isso, não posso me manifestar, porque até agora não recebi nenhum sub-relatório.

O presidente da CPI fala em tentativas de boicote aos tra- balhos de investigação por parte do Palácio do Buriti. En- quanto deputado da base, o senhor tem sentido resistên- cia do Executivo em relação à comissão?

Discordo totalmente. Muito pelo contrário. Tudo o que a CPI so- licitou em termos de documen- tação foi atendida. Mas, infe- lizmente, não tivemos tempo e nem condições de analisar mais de 30 mil documentos. Precisa- ríamos, pelo menos, de três a quatro anos para analisar tudo e, assim mesmo, com o dobro de técnicos que nos foi disponibili- zado até agora.

dobro de técnicos que nos foi disponibili- zado até agora. Que mudanças na saúde serão possíveis,

Que mudanças na saúde serão

possíveis, efetivamente, a par-

tir dos trabalhos da CPI?

Várias mudanças, caso o Poder Executivo leve em consideração as nossas sugestões como, por exemplo, as que estamos pro- pondo para a área de atenção básica à saúde.

O senhor se considera satis-

feito com a atuação da comis-

são, uma vez que propôs a in- vestigação?

Sinceramente, não! Poderíamos ter ido mais além, caso não ti- vesse ocorrido o afastamento de grande parte dos integrantes da CPI logo após a abertura dos tra- balhos. Mesmo assim, fizemos a nossa parte, de acordo com o tempo que tivemos de investigação e as condições de trabalho que nos foram apresentadas. Acredi- to que fizemos de um limão uma limonada, por causa das dificul- dades que tivemos ao longo das investigações.

Operadoras prometem mais velocidade B rasília deve ter internet móvel com tecnologia 4,5 G ainda
Operadoras prometem mais velocidade
B rasília deve ter internet
móvel com tecnologia 4,5
G ainda em 2017. A pro-
messa foi feita pela operadora
Claro, que utilizará a faixa de
700 MHz, abandonada pela TV
analógica, para uso das redes
mobile. De acordo com a com-
panhia, as primeiras células de
transmissão com a nova tecno-
logia foram ativadas assim que
a Anatel liberou a utilização do
espectro.
todos os requisitos para a nova
rede devem ser lançados. Na
prática, tudo isso deve melho-
rar o desempenho da 4 G que
já existe.
A TIM ativou a rede 4 G na faixa
700 MHz no aniversário de Bra-
sília, sexta-feira passada, com
a promessa de ampliar a capa-
TIM e Vivo também anuncia-
por conexão móvel. “O 4,5 G
é mais um passo na evolução
rumo ao 5 G, mas já promete
revolucionar a conectividade
entre pessoas e coisas”, afir-
mou Marcio Carvalho, diretor
de Marketing da Claro.
cidade e cobertura. Leonardo
Capdeville, CTO da TIM Brasil,
disse que o uso da frequência
é “estratégica para o contínuo
incremento da performance da
ram recentemente o uso da fre-
quência para aprimorar a 4 G.
rede 4 G e para o processo de
digitalização do País”.
A nova tecnologia, LTE-Ad-
vanced, aproveita a frequência
A Vivo também afirmou que tem
desativada com a intenção de
melhorar a oferta de rede, am-
pliando o alcance em regiões
que sofrem com a má cobertu-
ra, além de aumentar as taxas
de transmissão de dados feitas
A expectativa é de que 100%
da área de cobertura do Distri-
to Federal esteja adaptada ao
sistema até o fim deste ano. No
segundo semestre, os primei-
ros aparelhos compatíveis com
a intenção de usar a frequência
ainda neste ano, na capital. A
operadora vem realizando tes-
tes e atingiu velocidades de da-
dos superiores a 530 Mbps.
Fonte: Jornal de Brasília

Em carta a Temer, papa recusa visita

Jornal de Brasília Em carta a Temer, papa recusa visita Francisco havia sido convidado para celebrações

Francisco havia sido convidado para celebrações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida

E m uma carta na qual recu- sa um convite para visitar o Brasil, o papa Francisco

cobrou o presidente Michel Temer (PMDB) para evitar medidas que agravem a situação da população carente no País.

A correspondência foi uma res-

posta a outra enviada pelo pre-

sidente no fim de 2016, na qual

o líder da Igreja Católica era

convidado formalmente para as celebrações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Apa- recida, comemorados em 2017.

“Sei bem que a crise que o País enfrenta não é de simples so- lução, uma vez que tem raízes

sociais, políticas e econômicas,

e não corresponde à Igreja nem

ao papa dar uma receita concreta

para resolver algo tão complexo”, escreveu o pontífice.

O papa pediu a Temer atenção

especial à população mais pobre. “Não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandona- dos e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera me-

ramente financeira”, declarou.

Sobre o convite, o papa disse que, por causa de sua intensa agenda,

não poderia visitar o Brasil neste ano. Ainda de acordo com a carta,

o pontífice afirmou que reza pelo

País e que acompanha “com atenção” os acontecimentos na maior nação da América Latina.

Citando sua exortação apostólica

A Alegria do Evangelho, Francis-

co também lembrou que não se pode “confiar nas forças cegas

e na mão invisível do mercado”,

em um momento em que o gover- no Temer tenta aprovar reformas econômicas para garantir a con- fiança dos investidores.

Em setembro, na inauguração de uma imagem de Nossa Senhora

Aparecida no Vaticano, o pon- tífice já havia dito que o Brasil passava por um “momento tris- te”. Um mês antes, Francisco enviara uma carta não oficial em apoio a Dilma Rousseff (PT), que na época ainda não tinha sofrido

o impeachment. Contudo, o papa

sempre evitou se posicionar pu- blicamente sobre a crise política enfrentada pelo País, que culmi- nou na derrubada da presidente petista.

Fonte: Jornal de Brasília

FOLHA CENTRO OESTE

ABRIL DE 2017

5

Novas regras reduzem os juros dos cartões

A s novas regras para par-

celamento de faturas do

cartão de crédito devem di-

minuir os endividamentos com o crédito rotativo, mas exigem aten- ção dos devedores. A partir de hoje, cada usuário de cartão poderá pagar a tarifa míni- ma de sua conta por apenas um mês e será obrigado a parcelar o valor de acordo com as políticas dos bancos. A intenção do Banco Central (BC) com essas medidas é que as pes- soas deixem de pagar os juros ro- tativos, atualmente de 481,5% ao ano, e quitem as pendências por meio de linhas de crédito mais ba- ratas ou empréstimos pessoais. Pelas regras atuais, o consumidor pode pagar apenas 15% da fatura do cartão e arcar com os juros mais altos desse tipo de opera- ção.

“Com as novas regras, a fatura

[

]

deverá ser paga integralmen-

te

ou, então, o emissor do cartão

(aceita) parcelar a fatura em 10 parcelas, por exemplo”, esclare- ce o professor e mestre de En- genharia de Produção do Centro Universitário Estácio, Breno Pei- xoto Cortez.

A medida consta da reforma mi-

croeconômica anunciada pelo governo no fim de 2016. As ins- tituições financeiras receberam o prazo de dois meses para adap- tação à nova regra, que obrigou os bancos a transferirem para o crédito parcelado, com taxas me- nores, os clientes que não conse-

guirem quitar o rotativo do cartão nos primeiros 30 dias do mês após o vencimento da fatura.

O diretor econômico da Associa-

ção Nacional dos Executivos de

Finanças, Administração e Con-

tabilidade (Anefac), Miguel de

Oliveira, alerta, no entanto, para

a dificuldade de previsão do mo-

mento em que surgirão os primei- ros efeitos práticos da medida. “Em primeiro lugar, muitos ban- cos fixaram taxas bem elásticas, que podem chegar de 1,99% a 10% ao mês, dependendo da ins- tituição financeira e do histórico — o que define a capacidade de pagamento — do consumidor”, pondera Oliveira.

“Então, fica difícil saber qual será

o efeito efetivo, porque cada con- sumidor tem uma taxa personali- zada, e a gente precisa ver quem

não conseguirá pagar a fatura in- tegral”, acrescenta.

O especialista Bruno Peixoto Cor-

tez entende que as instituições fi-

nanceiras precisam disponibilizar linhas de crédito mais atrativas. Do contrário, as novas regras não

crédito mais atrativas. Do contrário, as novas regras não trarão tantos benefícios. “Para o tias”, analisa.

trarão tantos benefícios. “Para o

tias”, analisa.

consumidor que só tinha a opção

Ele

faz a ressalva, porém, de que

do rotativo, certamente é um bom

o

planejamento financeiro de

negócio, porém, as taxas, que va- riarão entre 2% e 10% ainda são

cada um deve ser bem feito para não depender de nenhuma des-

muito elevadas e existem outras

sas opções.

linhas no mercado mais baratas como empréstimos com garan-

Fonte: Jornal de Brasília

Administrações regionais do DF deixam de investir R$ 62 milhões

Quase metade do valor previsto deixou de ser gasto. Recursos foram destinados a pequenas obras

D esconectadas das necessi- dades e dramas da popu- lação, as administrações

regionais deixaram de investir R$ 62.954.814,08, nos últimos dois anos. Segundo pesquisa realiza- da pelo distrital Chico Vigilante (PT), entre 2015 e 2016, os ór- gãos responsáveis pelo cuidado e manutenção das 31 regiões administrativas prometeram gas- tar R$ 103.652.031 em peque- nas obras, necessárias para a melhoria da qualidade de vida. A promessa orçamentária foi regis- trada no investimento autorizado pelo governo de Rodrigo Rollem- berg.

No entanto, somente R$ 40.697.216,92 foram empenha- dos e aplicados em projetos.

Teoricamente, o orçamento não impõe a execução dos gastos para os gestores públicos. No entanto, o documento é uma pro- messa ações do governo. Em 2015, o investimento autorizado

messa ações do governo. Em 2015, o investimento autorizado para as administrações bateu R$ 37.935.530. No

para as administrações bateu R$ 37.935.530. No fim do ano, foram empenhados R$ 17.821.455,62. Em termos percentuais, 46,97% da promessa orçamentária foi cumprida. No ano seguinte, o go- verno autorizou investimentos de R$ 65.716.501, mas o empenho foi de R$ 22.875.761,30 - ou seja, 34,8% do prometido foi concreti-

zado. Ou seja, as administrações inves- tiram, em2015, metade do valor do anunciado; em 2016. os ór- gãos se limitaram a entregar um terço da previsão orçamentária.

A baixa execução orçamentária foi acompanhada por uma com- pleta falta de sintonia com as de-

sigualdades e carências de cada região.

Conforme a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD), Brazlândia abrigou 51.816 mora- dores, entre 2015 e 2016. O em- penho de investimentos chegou a R$ 3.765.613,92, que representa investimento de R$ 72 por habi- tante. Apesar de apresentarem condições sociais e econômicas mais frágeis, os 38.429 residen- tes da Estrutural receberam R$ 415.588,44 - ou seja, R$ 10,8 por cidadão.

Com uma população expressiva- mente superior à Brazlândia, Cei- lândia, a mais populosa do DF, também amargou menor inves- timento por habitante. A região, que tem 479.713 moradores, empenhou R$ 9.787.420,73 em projetos. Foi o maior valor bruto, na comparação com as demais regiões administrativas.

No cálculo por habitante, este

gasto representa investimento de somente R$ 20,4. Distorções or- çamentarias também aparecem

na comparação dos desembolsos

das demais administrações.

“As administrações hoje não ser- vem absolutamente para nada, se continuarem neste modelo que está.

Os administradores são meros despachantes, colocados por dis- tritais.

Geralmente, antes de se reportar

ao governador ou à Secretaria de

Cidades, eles se reportam antes para o deputado que os indica- ram.

Isto é uma anomalia. E quem per-

de é a população do DF”, crava

Chico Vigilante, para quem os órgãos não passam de onerosos cabides de emprego para cabos eleitorais.

Fonte: Jornal de Brasília

6

ABRIL DE 2017

FOLHA CENTRO OESTE

MENSAGEM DE FÉ
MENSAGEM DE FÉ

A Fé Move Montanhas

Um jovem que trabalhava no exército era humi- lhado por ser cristão. Um dia, seu superior, que- rendo humilhá-lo na frente do pelotão, chamou o soldado e disse:

- Jovem, pegue esta chave, vá até aquele jipe e estacione ali na frente. O jovem disse:

- Não sei dirigir. Então disse o superior: Peça ajuda a seu Deus. Mostre que Ele existe. O soldado pegou a chave e começou a orar, de- pois ligou o veículo, manobrou e estacionou per-

feitamente. Ao sair do jipe o soldado viu todos de joelhos, chorando e dizendo: Nós queremos co- nhecer o teu Deus.

O jovem soldado espantado, perguntou o que

estava acontecendo. O superior chorando abriu o capô do jipe e mostrou para o jovem que o carro estava sem motor.

O jovem então disse: Estão vendo? Esse é o

Deus que sirvo. O Deus do impossível. O Deus que traz à existência aquilo que não existe!

sirvo. O Deus do impossível. O Deus que traz à existência aquilo que não existe! C

CRUZADA

sirvo. O Deus do impossível. O Deus que traz à existência aquilo que não existe! C
sirvo. O Deus do impossível. O Deus que traz à existência aquilo que não existe! C
SOLUÇÃO ATUAL
SOLUÇÃO ATUAL

FOLHA CENTRO OESTE

ABRIL DE 2017

7

Idosa pede à Justiça que retire neta de casa

Usuária de drogas, adolescente agrediu e ameaçou a avó de morte. Mulher se diz incapaz de criá-la

I mpotente diante de um proble- ma do qual se tornou vítima, uma mulher de 64 anos en- tregou nas mãos da Justiça seu próprio destino e o de uma das netas, de 14 anos. Beatriz (nome

fictício) seria usuária de drogas

e agrediu e ameaçou a idosa, o

que levou a adolescente a ser apreendida. Até o fechamento desta edição, a mulher aguar- dava ansiosamente o resultado da audiência que decidiria se a garota seria internada ou voltaria para casa. A familiar torce para que seja a primeira opção.

A agressão ocorreu no Recanto

das Emas na noite de terça-feira.

A Polícia Militar foi acionada por

moradores da região, que afir-

mavam que a adolescente esta- va ameaçando a idosa de mor- te. Numa discussão acalorada,

a mulher pegou uma vassoura

para bater na jovem, e o obje-

to logo quebrou no decorrer da

situação. A menina, então, teria

pego um dos pedaços para revi- dar a atitude.

Beatriz não conta com a presen- ça dos paisemseu crescimento, tarefa que acabou atribuída à avó.

Além de ter envolvimento com drogas, ela já teve passagens na polícia por furto e roubo. De- pois da confusão de terça-feira, foi encaminhada à Delegacia da Criança e do Adolescente II e por ali permaneceu, pois a avó, que foi muitas vezes tirá-la do local, não quer mais a neta dentro de casa.

Amulher declara que não vê a

mais a neta dentro de casa. Amulher declara que não vê a possibilidade de ficar com

possibilidade de ficar com a me- nina, mesmo sendo o desejo da Vara da Criança. “Eles dizem que eu sou a responsável legal dela, mas eu não sou”, rebate.

Ela se diz frustrada com o fato de

a menina não querer “mudar de vida”.“

Já tem um mês que fiz a matrí- cula dela na escola, mas ela não apareceu. Não dá para conver- sar, pois em casa ela sempre parte para a violência”, alega.

Segundo a nora da idosa, o rela- cionamento que as duas têm não se assemelha a uma relação co- mum entre avó e neta, porque já está muito desgastado. Então, as duas esperam que a adoles-

cente fique detida. “É a terceira passagem dela pela polícia e ela

já ameaçou de matar a avó mais

de uma vez.

Nós não a queremos solta”, de- sabafa.

A vítima da agressão é respon- sável legal pela jovem,mas a

Polícia Civil do Distrito Federal confirmou na ocorrência que, temendo pela integridade física, ela se recusou a receber a jo- vem. (Colaboraram Amanda Karolyne

e Manuela Rolim)

SAIBA MAIS

» O trabalho da Polícia Civil já foi concluído, acrescenta o delega- do Amado Pereira, responsável

acrescenta o delega- do Amado Pereira, responsável pelo caso. “Agora, cabe à Justiça decidir o futuro

pelo caso.

“Agora, cabe à Justiça decidir o futuro da adolescente, se ela vai ser encaminhada para um trata- mento ou internação. O que po-

demos destacar é que esse tipo

de ocorrência não é comum”, conclui o profissional da Delega- cia da Criança e do Adolescente

II.

Fonte: Jornal de Brasília

não é comum”, conclui o profissional da Delega- cia da Criança e do Adolescente II. Fonte:
Tome todo o cuidado com o gasto de água quando estiver tomando banho, escovando os
Tome todo o cuidado com o gasto de água quando estiver tomando banho,
escovando os dentes, lavando a louça, limpando o chão da sua casa ou lavando
o carro. Essas medidas podem contribuir para evitar que o problema seja maior
durante a seca. Quando todos fazem sua parte, conseguimos mais.
#useaconsciência
Use a consciência. Não desperdice.

Interesses relacionados