Você está na página 1de 3
MATERIAL DE APOIO EXAME DE ORDEM
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

Revisão criminal enunciado n. 28 do livro de Prática (p. 359)

Esqueleto:

1. Cliente: “A”

2. Crime pena: art. 272 do CP reclusão, de 4 a 8 anos, e multa

3. Ação penal: pública incondicionada

4. Rito: comum ordinário

5. Sursis processual: não cabe

6. Momento processual: condenação penal transitada em julgado

7. Peça: Revisão criminal (art. 621, I, do CPP)

8: Competência (endereçamento): Presidente do TJ

9. Teses:

a) nulidade (arts. 564, III, b, e 158 do CPP)

b) de mérito principal (falta de prova da existência do crime)

10. Pedidos: procedência (art. 626 do CPP), para

a) anulação do processo (art. 564, III, b, do CPP) e, caso assim não entendam

b) absolvição (art. 386, II, do CPP)

+ direito à indenização por erro judiciário (art. 5°, LXXV, da CF e art. 630 do CPP)

Excelentíssimo Senhor Doutor Desembargador Presidente do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado de

Senhor Doutor Desembargador Presidente do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado de Exame de Ordem Damásio

Exame de Ordem

Damásio Educacional

MATERIAL DE APOIO EXAME DE ORDEM
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

“A”, (nacionalidade), (estado civil), (profissão), inscrito no Cadastro de Pessoas Físicas sob o n. , portador da Cédula de Identidade n. , residente e domiciliado em , por seu advogado (procuração anexa), vem, perante Vossa Excelência, propor ação de Revisão Criminal, com base no art. 621, inciso I, do Código de Processo Penal, pelos fatos e fundamentos seguintes.

I Dos Fatos

Informar a decisão penal condenatória transitada em julgado.

II Do Direito

O presente processo padece de nulidade, por falta de exame de corpo de delito em infração penal que deixa vestígios (art. 564, III, b, do CPP), tal como ocorre com o crime de adulteração de substância ou produto alimentício (art. 272 do CP).

A aludida nulidade constitui desdobramento da regra contida no art. 158 do Código de Processo Penal, que estabelece a obrigatoriedade (indispensabilidade) da realização do exame de corpo de delito quando a infração deixar vestígios.

Assim, tratando-se de crime que deixa vestígios, e considerando que não há nos autos qualquer laudo (mas mero auto de infração da autoridade sanitária), impõe-se o reconhecimento da nulidade do processo que culminou com a condenação do requerente, nos termos do disposto no art. 564, inciso III, alínea b, do Código de Processo Penal.

Caso assim não entendam Vossas Excelências, cumpre reconhecer que, no mérito, a ausência do exame de corpo de delito implica a falta de prova da existência da infração penal, com a consequente necessidade de absolvição do requerente, tendo em vista que a acusação

consequente necessidade de absolvição do requerente, tendo em vista que a acusação Exame de Ordem Damásio

Exame de Ordem

Damásio Educacional

MATERIAL DE APOIO EXAME DE ORDEM
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

não se desincumbiu do ônus da prova (art. 156, caput, do CPP), devendo por isso prevalecer a presunção de inocência estabelecida no art. 5°, inciso LVII, da Constituição Federal.

III Dos Pedidos

Ante o exposto, requer seja julgado procedente o presente pedido de revisão criminal, com base no art. 626 do Código de Processo Penal, para a anulação do processo ab initio, com fundamento no art. 564, inciso III, alínea b, do mesmo diploma legal e, caso assim não entendam Vossas Excelências, para a absolvição do requerente, com fulcro no art. 386, inciso II, ainda do Código de Processo Penal, expedindo-se, em qualquer dos casos, o respectivo alvará de soltura.

Por derradeiro, requer seja reconhecido o direito à indenização por erro judiciário, com fulcro no art. 5°, LXXV, da Constituição Federal, e art. 630 do Código de Processo Penal.

Local, data.

Advogado OAB n.

Federal, e art. 630 do Código de Processo Penal. Local, data. Advogado – OAB n. Exame

Exame de Ordem

Damásio Educacional