Você está na página 1de 8

Técnicas de Gestão de Bases de Dados

Curso Tecnológico de Informática

Actividade de laboratório 2
Normalização

Para cada um dos problemas a seguir descrito:

A. Apresente um esquema das estruturas finais para o modelo relacional. Para cada tabela
criada explique o seu papel, as chaves criadas, as suas relações de integridade referencial,
bem como os seus atributos.
B.Preencha o conteúdo das tabelas com dados relevantes.
C.Elabore uma lista de respostas que pode dar baseadas no modelo criado.
D.Apresente uma base de dados desenvolvida em MS Access que reflicta o problema.

1. TINTURARIA

Uma tinturaria desenvolveu várias receitas que, para um dado artigo e usando alguns dos
produtos de que dispõe, lhe permitem produzir as cores pretendidas pelos clientes. Os
produtos são especificados em gramas por quilo a produzir e têm um preço por grama. O
cliente começa por pedir um orçamento para a cor desejada que caso seja aceite dará
origem a várias ordens de fabrico, cada uma para cada lote desse artigo que o cliente
deverá entregar. No orçamento podem ser pedidas outras operações (além de tingir pode
ser pretendido: lavar, calandrar, ramolar, etc), numa sequência certa e de que são
conhecidos o custo hora e para as quais se estima os tempos. Para cada lote serão recebidas
várias entradas de artigo, registando-se a data, os metros e quilos entregues. Para
processar a ordem de fabrico são feitas várias ordens de produção, com a sequência de
operações previstas no orçamento, com as saídas de artigo. Para cada operação da
produção registam-se os metros e quilos, antes e depois, bem como a data e hora de início
e fim.

2. PUBLICIDADE

Uma empresa de publicidade planeia anúncios para os seus clientes. Os clientes podem ter
várias marcas, cada uma com vários produtos. A empresa prepara inicialmente propostas
de planos, as aceites são consideradas planos para serem executados, as não aceites, devem
manter-se disponíveis. O estado das propostas é controlado através da data da sua
apresentação e das datas de aceitação ou recusa.

Trabalho 2 Página 1 de 8
A empresa faz planos para um produto ou marca, decidindo onde e quando colocar cada
anúncio. Um anúncio é feito através de um Meio (tv, rádio, jornal, painel exterior, ... )
havendo para cada um vários veículos (RTP, TVI, RC, RFM, JN, Público, ... ) onde se
considera a existência de vários suportes (Telejornal das 13h, Caderno Economia, antes da
telenovela das 8h, 10 intervalo da Noite de cinema, relato Futebol da Liga, capa,
contracapa, página central, página ímpar, ... )
Os anúncio têm dimensões, que em função do meio, são especificadas em: tempo (tv,
rádio, cinema ... ), linhas e colunas (jornal, revista, ... ) ou altura e largura (paineis
exteriores, panfletos, ... ). Para cada suporte e dimensão há um preço, que cada ocorrência
de anúncio planeado irá ter. Cada anúncio será colocado por um ou mais períodos ou em
datas específicas.
O valor total a cobrar ao cliente resulta, para cada plano do somatório do produto do custo
de cada anúncio pelo número de vezes que ocorre.

3. DISTRIBUIÇÃO

Uma empresa distribui produtos através de vários armazéns. Além das encomendas,
compras, vendas e aprovisionamento, tem necessidade de efectuar inúmeras transferências
entre os seus armazéns e é fundamental para o negócio a possibilidade de no mesmo
documento poder efectuar transferências entre vários armazéns. Ou seja, existe um
documento modelo para cada tipo de operação (encomendas, compras, vendas e
aprovisionamento) estando nele pré-definidos certos campos necessários para realizar essa
operação. Dado o elevado número de movimentos efectuados é necessário determinar
contagens frequentes das existências e ajustar as quantidades reais.
Cada produto tem o último preço e custo na sua ficha, mas em cada armazém deve ser
igualmente feito esse registo. Nas compras e transferências é sempre usado o custo, mas
nas vendas é usado o preço. Para todo o tipo de documento deve ficar registado o total em
quantidades e em valor.

4. BIBLIOTECA

Uma biblioteca central faz a distribuição de livros pelas diversas bibliotecas associadas. Os
objectos a movimentar são livros (código, título, subtítulo) escritos por um ou mais autores
(nome, data nascimento) mas que podem aparecer sob a forma de pseudónimos que
deverão estar relacionados com o autor. Cada livro pode ter várias edições (nº edição, nº
páginas, preço, descritivo, ano, código ISBN) e cada uma pode ter uma editora diferente
(nome, nº contribuinte). Cada livro terá um ou mais capítulos (nome, índice) e cada um
deverá ser classificado por vários temas, subtemas, sub-subtemas, e assim sucessivamente
numa estrutura hierárquica sem limite de níveis.
Cada biblioteca associada terá o registo das suas existências e poderá enviar e receber
livros de qualquer outra. Em qualquer momento uma biblioteca pode criar um documento
de devoluções que pretende efectuar indicando para isso as quantidades de cada edição de
cada livro que pretende libertar; de igual modo qualquer uma poderá criar um documento
com os livros que pretende obter, indicando para isso a quantidade para cada livro,
podendo indicar a edição, ou não.

Trabalho 2 Página 2 de 8
Não são tratados aqui os pedidos dos utilizadores.

5. SERVIÇOS DE LIMPEZA

Uma empresa de serviços de limpeza prepara, para potenciais clientes, propostas que
poderão ser aceites até uma determinada data. Os comerciais visitam os clientes e
identificam os diversos espaços, em cada local, anotando o tipo de limpeza, a área ou
quantidade e o grau de dificuldade entre 1 - muito fácil e 5 - muito difícil.
(Ex: SoftPT SA; Sede, piso O, recepção: Chão mármore, 300m2, 3; Vidros, 30m2, 4; ... )
Para cada tipo de limpeza, em função do grau de dificuldade há um valor de unidades
limpas por hora. (Ex: Chão madeira: l-150m2, 2-130m2, 3-110m2, 4-100m2, 5-90m2; )
Cada tipo de limpeza tem associado, uma lista de materiais, por unidade de medida, uma
lista de equipamentos e o tipo de trabalhador a usar.
(Ex: Chão alcatifa: Champoo X-0.03, Tira nódoas Y-O.Ol; Aspirador Líquidos, Escovas Z;
Trabalhador geral)
Cada tipo de trabalhador, cada material e cada equipamento tem um custo e um preço a
praticar.
As propostas podem ser elaboradas para um ou vários espaços e deverão apresentar o total
de horas para cada tipo de trabalhador, o total de cada material necessário e a lista dos
equipamentos a empregar no serviço.
Todas as propostas elaboradas têm de ficar armazenadas com o seu conteúdo para análise
posterior e as aceites terão a data de aprovação dada pelo cliente.

6. PRODUÇÃO

Um plano de produção é composto por uma sequência de processos, onde, em cada, são
incorporados vários materiais, podendo ser conhecido o próprio material ou apenas o seu
tipo. Uma partida (ordem de produção) é criada para um certo peso d e um artigo, cuja
composição em materiais é conhecida em percentagem. Para cada partida, depois de
escolhido o plano, serão indicados os materiais a usar. Pode acontecer que sejam indicados
mais do que um material no mesmo tipo.
Durante o processo produtivo são registados, com data e hora os quilos reais entrados e os
produzidos para cada processo. Cada movimento contem ainda o funcionário responsável
e a máquina em que ocorreu o processo, onde for caso disso.

7. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

Uma empresa de prestação de serviços é capaz de fornecer aos seus clientes uma grande
diversidade de serviços que vende de inúmeros fornecedores e dos quais recebe uma

Trabalho 2 Página 3 de 8
percentagem, como comissão, que deduz no valor a pagar. Quando um cliente pede um ou
mais serviços, um funcionário abre um processo onde o identifica juntamente com uma
das suas moradas.
Apenas o director de departamento pode consultar os processos de todos os funcionários
do seu departamento. Essas consultas podem ser tanto por cliente como por funcionário.
Quanto aos serviços a prestar, cada um será escolhido de uma lista genérica. Depois será
escolhido o fornecedor para esse serviço sendo que cada fornecedor pode ter um descritivo
e preço diferente para o mesmo serviço. Ainda assim o funcionário poderá alterar o
descritivo e preço usado em cada processo.
A comissão a receber em cada serviço pode ser específica para o serviço do fornecedor
escolhido, pode ser específica do fornecedor, do serviço ou finalmente do tipo de serviço.
Em qualquer altura deverão estar disponíveis todas as comissões em questão e deverá
haver uma grande facilidade de consulta por qualquer das variáveis. Para cada processo
será necessário manter o total dos preços a cobrar e o valor total das comissões.

8.CENTRAL DE COMPRAS
Uma central de compras elabora, para os seus clientes, propostas para a solução de
diversas questões (ex: frota automóvel para ano 2002, mobiliário escritório Av. Brasil, ... ).
Cada proposta tem vários estados, dos estados possíveis, até à sua aprovação ou anulação.
Para cada questão/proposta é necessário apresentar várias alternativas usando empresas
concorrentes, cada uma com uma lista de produtos, dos produtos possíveis para satisfação
da questão.
Cada produto possível terá uma marca e cada cliente tem uma lista das marcas com que
quer trabalhar. Uma mesma alternativa pode incluir produtos de marcas diferentes, desde
que pertençam às marcas que o cliente admite.
Cada produto tem um custo e um preço, que pode variar ao longo do tempo. Cada
alternativa de cada proposta deverá ter o custo e preço total dos produtos, e cada produto
incluído deve ter o custo e preço à data em que foi incluído na proposta.
Sempre que há uma alteração de estado de proposta deverá ficar registado o nome e data
do utilizador, bem como as observações que ele entenda fazer.
Sempre que necessário poderão ser feitas anotações à proposta, a uma alternativa da
proposta ou a um produto incluído, sendo que deverá ser possível consultar em simultâneo
todas ou escolhendo as anotações da alternativa e/ou o produto. Cada anotação deverá ter
associada o utilizador e a data e hora a que foi feita.
A aprovação da proposta - mudança para um estado específico: "Aprovação", só pode
acontecer se estiver assinalada a alternativa escolhida; se for retirada essa marca o estado
muda para outro do género: "Aguarda Aprovação".

9. ESCRITÓRIO DE ADVOGADOS

Cada advogado de um escritório pode ter várias avenças com clientes e estabelece para
cada, um plano anual de honorários com data de emissão e de recebimento. O cliente pode
ter várias moradas (departamentos) onde são identificados vários contactos podendo

Trabalho 2 Página 4 de 8
acontecer que o mesmo contacto esteja relacionado com mais do que uma morada.
Cada advogado tratará de vários processos identificando para cada, além do cliente, uma
morada e um contacto responsável. Os processos serão de vários tipos e podem ser
tratados ao abrigo de uma avença estabelecida. Para cada processo o advogado irá receber
honorários uma ou mais vezes. Em cada processo são guardados o total de custos e o total
de honorários específicos.
Um processo decorre em várias fases, de uma lista de fases predefinida, cada uma com um
prazo (dias que o advogado tem para tratar do assunto) em dias úteis que permitirá
determinar a data limite da fase do processo. Em cada fase serão agendadas várias tarefas
a realizar pelo advogado ou por outros colaboradores do escritório (secretariado, serviços
externos, outro advogado, solicitador, etc.) onde se anotará o tempo gasto e a cada tarefa
associar-se-ão vários custos de serviços de terceiros. Dada a grande quantidade de
documentos a tratar, para cada processo e tarefa deverá existir uma lista de todos os
documentos referenciados pelo seu nome (nome ficheiro), data, assunto e tipo.

10. TRANSPORTES

Uma empresa de logística com armazéns em várias cidades cria em cada um diário da
recepção das mercadorias entregues pelos seus clientes. Cada mercadoria é pesada (Kg), é
avaliada em volume (m3), é classificada segundo um tipo e é anotada a data em que tem de
estar no seu destino.
Cada tipo de mercadoria só pode usar alguns dos meios de transporte disponíveis. O
transporte pode ser feito numa ligação única ou em várias, desde que sejam respeitadas a
data de entrega e meios usados. As ligações a usar serão também escolhidas em função do
seu horário (igual para todos os dias) e para cada possibilidade haverá a considerar o custo
e preço a praticar por Kg e m3 - sendo usado o menos favorável ao cliente, o tempo, o meio
de transporte que usa e a transportadora que o efectua.
Sempre que uma nova mercadoria for recepcionada e determinadas as suas condições de
envio pode ser agrupada num dos transportes já previstos, tendo em conta o espaço ainda
disponível no meio de transporte. Periodicamente são criadas facturas para os clientes com
a indicação da mercadoria, nº de transporte e destino, bem como o seu preço - somatório
dos preços das diferentes ligações.
De igual modo, periodicamente cada transportadora envia a relação das mercadorias
transportadas, é feita uma conferência e é criado um pagamento.

11. AVIAÇÃO

Considere a existência de companhias ligadas ao sector da aviação. Cada companhia é


detida por accionistas individuais ou por outras companhias, sendo que a globalidade das
participações como é evidente atinge os 100%. As companhias são proprietárias de aviões e
podem ter participações em hangares de aeroportos onde é feita a Recolha/Manutenção de
aviões. Cada avião faz manutenção, regularmente num qualquer hangar, da qual faz parte
uma lista de operações de um seu plano de manutenção. Além das operações do plano
pode verificar-se a necessidade de outras que serão obviamente realizadas. Cada operação
envolve a participação de vários funcionários especializados, cada um com um custo/ hora

Trabalho 2 Página 5 de 8
associado.
Cada operação têm um tempo de início e fim relativo no plano bem como um custo. Da
totalidade dos custos e tempo resulta um custo e tempo globais para a Manutenção, que
por sua vez se acumulam no total dos custos e tempo do hangar e avião. Por sua vez
pretende-se que os mesmos valores estejam sempre actualizados para a companhia que
detém directamente a participação no hangar onde é executada a manutenção.

12. CURSOS

- Uma instituição de ensino tem vários cursos.


- Cada curso tem um plano, revisto periodicamente, que para cada ano contém as cadeiras
a frequentar.
- Cada aluno está abrangido por um plano e mantém-se sempre nele.
- Uma cadeira pode ser dada em diferentes cursos, planos ou anos e pode ser anual, com
peso 2 ou semestral com peso 1.
- Cada ano de cada curso é criado em cada plano com o total do peso das cadeiras.
- Cada aluno terá de se inscrever, em cada ano lectivo, nas cadeiras obrigatórias do plano
para atingir o peso do ano.
- Cada cadeira tem, em cada ano lectivo, várias aulas e vários exames, em datas
determinadas. Para cada aula devem registar-se os alunos presentes.
− Para cada cadeira, o aluno pode fazer vários exames e das classificações obtidas valerá,
a melhor, como final.

É necessário manter permanentemente disponível:


- A média de cada aluno tendo em conta que deve ser calculada em função da classificação
obtida em cada cadeira considerando o peso igual ao produto do peso da cadeira pelo ano
em que está no plano (ex: Análise, peso 2, dada no ano 3 do curso, tem peso 6).
- O ano do curso em que o aluno está inscrito.
- A média das classificações de cada exame em cada ano lectivo. O total de presenças em
cada aula de cada ano lectivo.
− O total de presenças de cada aluno em cada cadeira inscrita, em cada ano lectivo.

13. EMPRESA DE INFORMÁTICA

Uma empresa de informática pretende ter um maior controlo sobre o tempo gasto a
desenvolver aplicações que comercializa. A empresa tem várias secções e desenvolve
diferentes tipos de aplicações informáticas.
Cada secção tem os seus próprios empregados. No entanto, por vezes devido ao grande
fluxo de trabalho os empregados de uma dada secção podem ir trabalhar no
desenvolvimento de uma aplicação pertencente a uma outra secção.

Trabalho 2 Página 6 de 8
Uma aplicação pode ser iniciada ou porque foi requerida por um cliente ou por decisão
interna. Em qualquer do casos, o director da secção solicitada, tendo em conta as
características da aplicação, estima o tempo total necessário para o seu desenvolvimento e
verifica se tem empregados disponíveis para desenvolver a aplicação dentro do prazo
solicitado. Caso não haja empregados suficientes, pede aos directores das outras secções
que lhe facultem empregados.
Uma vez definidos todos os empregados, assinala na Ficha da Aplicação o requerente
(identificação do cliente ou interno), data do pedido, data prevista conclusão, os nomes dos
empregados envolvidos, fase e função que vão desempenhar, identificação da secção onde
vai ser desenvolvida, identificação das máquinas, linguagem e utilitários que vão usar.
O director, antes de se iniciar o desenvolvimento de uma aplicação, elabora um mapa,
baseando-se na Ficha da Aplicação, com a definição de cada fase, empregados que a vão
executar, data de início e data prevista de fim. No fim de cada fase o encarregado do
desenvolvimento da aplicação - gestor do projecto - comunica à secretária da secção a data
de conclusão dessa fase, e para cada empregado afecto a esta fase a data em que iniciou e
terminou a sua tarefa. Com desta informação a secretária actualiza o registo dos
empregados.

14. PLANEAMENTO DE OBRAS

No planeamento de uma obra, é definida uma sequência pré-estabelecida de tarefas, cada


uma com diferentes durações em dias, e cujo início depende, ao longo do tempo, de um
número de dias antes ou depois, do início ou fim de outras tarefas; as tarefas podem
repetir-se com durações diferentes e para cada é planeado o número de trabalhadores a
usar.
Cada tarefa é realizada numa fase e é necessário para cada obra planeada registar a
primeira e última data de cada fase, bem como o total dos custos que ocorreram. Cada
tarefa é realizada por uma profissão estando definidas algumas profissões que podem
substituir outras. Para cada profissão existem vários trabalhadores. Cada obra é executada
numa zona e para cada estão identificados vários trabalhadores. Ao ser feito o
planeamento da obra terão de ser escolhidos para cada tarefa os trabalhadores usando-se
preferencialmente os que são da mesma zona da obra. A obra será iniciada numa data
específica e é necessário determinar o seu início e fim. Para cada tarefa da obra são
identificadas as quantidades de materiais a usar, sendo o seu custo conhecido e sempre o
mesmo independentemente da tarefa em que são usados. Cada trabalhador tem
igualmente um custo dia predefinido. O custo total por fase entra em consideração com o
total dos materiais e trabalhadores.

15. EMPRESA IMOBILIÁRIA

Uma empresa imobiliária gere um conjunto de negócios que vão desde a compra e venda
de imóveis e acompanhamento de alterações (ou obras) até ao seu arrendamento.
Genericamente, qualquer um dos produtos (ou prédios) com que trabalham, será de um
tipo (terreno rústico ou urbano, edifício, armazém, andar, loja, etc.) que pode mudar,
numa data, através de alterações de determinado tipo. Tipo de alterações: a passagem de
terreno rústico a urbano, a sua divisão em lotes, num lote é construído um armazém que

Trabalho 2 Página 7 de 8
pode ficar disponível para arrendamento.
No caso de um produto vir a ser fraccionado é necessário saber qual o que lhe deu origem.
Cada produto terá um conjunto flexível de características: para um terreno pode ser
apenas a área e localização, para outro, será necessário indicar a orientação, tipo de solo,
terrenos confinantes, ..., para um andar será necessário a sua tipologia, área, materiais
empregues, ..., cada valor registado terá uma data e colaborador associados.
Para cada produto transaccionável será aberto um processo com o objectivo (compra,
venda, arrendamento, ...). O mesmo produto pode ser transaccionado várias vezes e, nesse
caso, deve ser possível aceder às transacções anteriores. Quando um processo é terminado
é-lhe atribuído uma data de fim.
A empresa tem uma lista de clientes que podem ter apenas pedidos para um produto
específico, que pode não existir; podem já ter efectuado um ou mais negócios de compra ou
venda; ou podem ser inquilinos (no caso do arrendamento). O mesmo processo pode ter
vários clientes interessados, embora seja finalizado apenas com um.
No caso dos arrendamentos, para cada um, após ser acordada a mensalidade, deverá ser
criada uma lista calendarizada dos valores a receber bem como o seu estado de cobrança.

Trabalho 2 Página 8 de 8