Você está na página 1de 5

Técnicas de Gestão de Bases de Dados

Curso Tecnológico de Informática

Actividade prática 1
Modelo orientado a processos

1.Uma reprografia oferece serviço de fotocópias e pretende gerir


administrativamente os seus serviços. Para tal, a reprografia assenta a sua
gestão nas seguintes operações:
 Recebe os pedidos dos clientes;
 Emite um talão numerado, com o valor a pagar e a data prevista de
entrega ao cliente;
 Cobra o valor de cada unidade de acordo com o número total de
fotocópias;
 Entrega ao cliente o trabalho, depois de efectuado o pagamento;
 Emite a factura de pagamento.

1.1.Define os objectivos do sistema.


1.2.Elabora a lista de eventos do sistema.
1.3.Constrói o diagrama de contexto do sistema.
1.4.Constrói o diagrama de fluxo de dados.

2.Numa clínica médica são realizadas consultas de clínica geral e


especialidades. As consultas são realizadas através do telefone ou
directamente na sua secretária. Para marcar uma consulta, o utente apresenta
o seu número e a funcionária regista a data e a hora da consulta para um
determinado médico. Se o utente ainda não tem um número, é necessário criar
um registo com os seus dados e identificação.
Quando o utente for à consulta, o médico analisa o seu historial, regista os
seus sintomas e o diagnóstico, passando as receitas, se necessárias.
À saída da consulta, o utente efectua o pagamento e recebe uma factura.
Caso seja necessário, efectua uma nova marcação.

2.1.Define os objectivos do sistema.


2.2.Elabora a lista de eventos do sistema.

Actividade prática 1 Página 1 de 5


2.3.Constrói o diagrama de contexto do sistema.
2.4.Constrói o diagrama de fluxo de dados.

3.A Editora Maravilha pretende oferecer serviços comerciais on-line através do


seu novo site. Assim sendo, a Editora pretende que os seus clientes façam as
encomendas de artigos tais como, livros, material escolar, multimédia e jogos
através do site.
O cliente poderá comprar vários artigos numa mesma encomenda. Após a
realização da mesma o cliente receberá a confirmação com os dados da
encomenda via correio electrónico.
O cliente poderá optar por pagar a encomenda através do cartão de crédito ou
de transferência bancária. Se optar pelo cartão de crédito deve fornecer o
número da conta do cartão e a data de expiração. Se optar pelo pagamento
por transferência bancária deve fornecer o número de identificação bancária
(NIB)
Todos os artigos encomendados pelo cliente serão enviados pelo serviço de
correio normal ou correio rápido acompanhados de uma guia de transporte.
Os artigos só poderão ser enviados ao cliente quando o banco confirmar o
pagamento do cliente em relação à Editora Maravilha.

3.1.Define os objectivos do sistema.


3.2.Elabora a lista de eventos do sistema.
3.3.Constrói o diagrama de contexto do sistema.
3.4.Constrói o diagrama de fluxo de dados.

4.Um empréstimo numa biblioteca de um colégio é criado quando um aluno


pede um livro. Antes da data do empréstimo expirar, este pode ser renovado
até ao máximo de 3 vezes. Se o livro está reservado por outro aluno o
empréstimo não pode ser renovado.
Se um livro não foi devolvido uma semana após expirar o empréstimo, é
enviado o primeiro de 3 avisos.
Após a emissão do terceiro aviso, o aluno tem duas semanas para a devolução
do livro; se o não fizer será colocado na lista negra e impedido de fazer outros
empréstimos. Como consequência, o empréstimo é eliminado passando para
contencioso.
Em situações normais o empréstimo será eliminado seis meses após o livro ser
devolvido.

4.1.Define os objectivos do sistema.


4.2.Elabora a lista de eventos do sistema.
4.3.Constrói o diagrama de contexto do sistema.
4.4.Constrói o diagrama de fluxo de dados.

5.A firma ABC recebe pedidos de encomendas dos seus clientes através dos

Actividade prática 1 Página 2 de 5


seus vendedores. Neste momento, esta firma já tem vendedores distribuídos
pelas principais regiões do país (Viana do Castelo, Bragança, Porto, Aveiro,
Visel:l, Leiria, Lisboa, Covilhã, Évora, Faro e Madeira). Em qualquer uma destas
regiões há mais do que um vendedor e cada vendedor tem atribuído um certo
número de clientes.
Quando os vendedores se deslocam a estas regiões anotam as encomendas,
que receberam durante o dia, dos seus clientes. Ao fim do dia transmitem
estas encomendas para a sede da empresa (Cacém). Aqui, para cada
encomenda recebida, rectifica-se na tabela dos artigos o preço de cada artigo
encomendado e actualiza-se a quantidade disponível; o valor total da
encomenda é calculado e vê-se no arquivo do cliente qual o desconto que o
cliente pode usufruir. Tendo em conta o valor total da encomenda e o desconto
do cliente é então emitida a factura que posteriormente se entrega ao
respectivo vendedor, sendo actualizado o registo do vendedor com o valor da
encomenda.
Mensalmente, a pedido do director de pessoal, é emitida uma lista de
comissões mensais, ordenada pelo número de vendedor; a comissão é uma
percentagem (20%) do valor total de encomendas que o vendedor arranjou
nesse mês.

5.1.Define os objectivos do sistema.


5.2.Elabora a lista de eventos do sistema.
5.3.Constrói o diagrama de contexto do sistema.
5.4.Constrói o diagrama de fluxo de dados.

6.Diagrama de Fluxos de Dados


P1
Emitir D1 Utente
Pedido_consulta comprovativ
D2 Consulta
Utente o consulta
Comprovativo_consult D3 Médico
a
Comprovativo_consult
a P2 D2 Consulta
Médico Diagnóstico Realizar
consulta
D1 Utente
Factura
P3 D2 Consulta
Pedido_Pagamento Efectuar D4 Factura
pagamento
D1 Utente
Receita
D2 Consulta
P4
Emitir D3 Médico
receita D5 Receita

Dicionário de Dados
Utente = @n_utente + nome + apelido + morada + 0{telefone}2 +
(telemóvel) + [“M”|”F”]
Consulta = @n_consulta + n_utente + n_médico + data + hora + especialidade + n_factura +

Actividade prática 1 Página 3 de 5


diagnóstico + n_receita
Receita =@n_receita + n_utente + data_receita + médico + {medicamentos + quantidade +
medicamentos + posologia}
Médico = @n_medico + nome + apelido + morada + 0{telefone}2 +
(telemóvel) + email + especialidade
Factura =@n_factura + n_utente + data + valor_pagar

Tendo em conta o DFD e o DD referentes ao sistema de uma Clínica Médica


realiza as seguintes tarefas:
6.1.Expande os processos de nível zero para nível um;
6.2.Realiza o Diagrama de Estrutura de cada um dos processos de nível um;
6.3.Elabora o Diagrama de Acção de cada diagrama de estrutura.

7.O Centro hospitalar da cidade X possui um sistema informático para a


gestão de doentes e de consultas externas.
Pretende-se agora fazer a gestão da Farmácia desse centro que funcionará do
seguinte forma:

1. Prescrição de medicamentos:
A distribuição de medicamentos é feita com base nas receitas emitidas
diariamente para cada doente e enviadas à Farmácia em grupos de 20 (nº de
camas de cada enfermaria).
2. Distribuição de medicamentos:
Cada enfermaria dispõe de um carro com várias gavetas onde são colocados os
medicamentos necessários para cada dia (24 horas); cada gaveta está afecta a
um doente.
2.1 Preparação:
Os dados contidos nas receitas serão registados via terminal.
Com a introdução de cada produto receitado será necessário verificar se
existem incompatibilidades com outros medicamentos receitados ou contra-
indicações para o doente (cardíacos, diabetes, etc.).
Se for detectado algum problema sairá na impressora uma cópia da receita
para ser enviada ao médico de serviço que, após decisão, a devolverá com a
respectiva correcção.
No final da introdução de todas as receitas do dia sairá uma lista dos
medicamentos a colocar em cada carro.
2.2 Preparação dos carros:
Um funcionário munido dessa lista de medicamentos colocará estes nas
respectivas gavetas do carro. Uma vez que o controlo das existências em stock
é rigoroso, não podendo ocorrer rupturas de stock, as saídas são registadas
imediatamente.
2.3 Controlo da distribuição:
Uma vez cheios, os carros passam para o controlo onde se detectam os erros
ocorridos na preparação. Para isso, compara-se o conteúdo da receita
introduzida com o da gaveta. Esta operação implica a introdução através do
terminal, da referência e da quantidade de cada medicamento.
2.4 Entradas em stock:
A entrada de produtos em stock resulta da aquisição aos fornecedores.
O registo das entradas dá lugar à actualização imediata das existências e à
edição de uma lista de produtos entrados para a Gestão.

Actividade prática 1 Página 4 de 5


2.5 Elaboração de encomendas:
No fim do dia, é elaborada uma lista de produtos a encomendar que será
transmitida aos respectivos laboratórios (fornecedores). Estes depois de
verificarem se existem tais produtos, enviam-nos acompanhados de uma
factura.
2.6 Avaliação dos stocks e consumos:
No fmal de cada mês é elaborado um mapa de entradas e saídas por produto
com quantidades e valores e um mapa estatístico dando por cada enfermaria o
total dos consumos, em quantidade e valor de cada medicamento. Por outro
lado são calculados os valores em débito aos fornecedores e emitidos e
enviados os respectivos cheques.
2.7 Facturação a doentes:
Diariamente será recebida na farmácia uma lista dos doentes que vão ter alta,
submetida pelo sector administrativo. Mediante essa lista será necessário
preparar por cada doente um documento em que constem os medicamentos
consumidos durante a sua estadia e o respectivo valor. Esse documento será
enviado ao sector ad1l1inistrativo que o englobará na factura a entregar ao
doente e que será preparada pela aplicação de Gestão de Doentes.

7.1.Define os objectivos do sistema.


7.2.Elabora a lista de eventos do sistema.
7.3.Constrói o diagrama de contexto do sistema.
7.4.Constrói o diagrama de fluxo de dados.

Actividade prática 1 Página 5 de 5