Você está na página 1de 3

JUSTO E JUSTIFICADOR

Por Yago Martins

Eu sei que quando se chama alguém para vir a uma praça e pregar - aos meus irmãos, às
pessoas que estão aqui ouvindo - Eu sei que a gente espera que venha alguém para expor as
promessas de Deus no evangelho, as promessas de Deus de salvação para o homem e coisas
deste tipo, mas eu queria hoje escandalizar vocês. Eu queria incomodar, até, alguns. Mas eu creio
que serei bíblico nisso hoje.
Todos, todos, todos pecaram - toda a humanidade - e todos nós estamos destituídos -
destituídos - estamos longe da graça e da glória de Deus. Mas Ele, para manifestar a sua justiça e
o seu poder resolveu nos justificar - nos salvar - por meio da redenção que havia em Cristo Jesus,
para assim poder ser justo e justificador daqueles que O buscam.
Se você for em provérbios 17:15 você vai perceber que a bíblia fala que tanto aquele que
justifica o ímpio como aquele que condena o justo tanto um quanto o outro são abomináveis a
Deus. Se você é um justo e vier um juiz e te prender, ele é abominável a Deus porque você é um
justo e ele está te condenando. Agora, se você é um ímpio e o juiz deixa você ir, ele também está
sendo abominável porque ele está sendo injusto.
Agora entenda: Deus justifica ímpios todo dia. Todo dia Deus está pegando ímpios e
salvando - tirando do inferno e levando pros céus. Como Deus pode não ser injusto nisso? Esse é o
ápice, é o clímax, é o ponto principal do evangelho: Como Deus pode perdoar homens maus e
pecadores e continuar sendo um Deus justo?
Quem aqui gostaria de ter um Deus mau? Ninguém. Deus é bom. "Ah, como isso é bom"
Não, isso é ruim. Se Deus é bom Ele tem que punir pessoas más. Todos os homens estão destituídos
da glória de Deus porque pecaram. Nós somos maus. Todo homem é mau. "Seja todo homem
mentiroso e só Deus verdadeiro." [Rm 3:4]
Como Deus pode justificar a mim, justificar todos os que são salvos aqui, justificar pessoas
que podem se converter essa noite - como Deus pode justificá-los e continuar sendo justo? Através
de uma única maneira: através de Cristo.
Entenda, agente olha para a eternidade do inferno e pensa: "poxa, é muito duro, não é? 70
anos de pecado comparado com uma eternidade de sofrimento. Isso está meio desproporcional,
não?" A gravidade de um crime é medida comparando-a com a dignidade de contra quem
você peca. Por exemplo, se você ver seu o filho esmagando formigas no seu quintal você não vai
se importar, mas se você ver seu filho esmagando gatos no seu quintal, você vai se importar.
Porque para você um gato é mais importante que uma formiga. Se você ver alguém esmagando
seu filho no seu quintal, você vai se importar muito mais porque para você seu filho é mais
importante que um gato.
Sabe o que nós esmagamos com nosso pecado? A glória do Deus infinito. Sempre, em cada
pecado que nós cometemos, nós esmagamos a glória de Deus. Se você ver alguém matando
formigas, você não vai ligar. Se você ver alguém matando gatos na rua, talvez ele seja detido
pela policia, mas é besteira. Se você ver alguém matando seus filhos na rua, ele será preso por
muito tempo. Se alguém for pego por Deus pisando a glória d'Ele, ele precisará pagar por isso - e
isso é eterno. Isso é para sempre, porque a glória de Deus é muito valiosa.
E toda vez que nós pecamos nós estamos dizendo com nossa atitude que a glória de Deus é
menos valiosa do que ela realmente é. A glória de Deus é mais desejável do que tudo. Deus é
mais desejável do que tudo. Ele é o evangelho. Ele é tão santo que nem os céus são santos o
suficiente para Ele, segundo Jó [15:15]. Você consegue compreender isso? O céu! O lugar mais
perfeito que há não consegue ser santo o suficiente comparado com o seu criador - que é Deus.
e nós, a cada dia - a cada dia - pecamos e vamos contra Deus.
Se tem alguém que não conhece a Cristo aqui me escutando, tudo que você fez na sua
vida - na sua vida - foi um pecado. A questão não é se você peca ou não, a questão é que você
não faz nada além de pecar. Provérbios diz que até a lavoura do ímpio é pecado [Pv 21:4]. Até o

1
fato de você ir trabalhar é um pecado. Você respirar é um pecado. Você está ouvindo essa
mensagem essa noite é um pecado. A menos que você tenha Cristo. A menos que Cristo venha
para te salvar.
Pecados tão imensos puderam ser expiados em um homem. Por quê? Provérbios fala que:
quem pode pagar pelos pecados de um homem porque a alma de - em salmos - porque a alma
de um homem é valiosíssima. [Sl 49:7,8] Se você tentasse morrer para pagar pelo pecado de
alguém, você não iria conseguir porque você também precisa pagar o seu pecado. Você vai
passar toda a eternidade pagando o seu, como você vai ter um "tempo" para pagar o do outro?
Então, precisaríamos de um homem sem pecado. Nós precisaríamos de um homem que
não fosse passar essa eternidade pagando o próprio pecado para que ele pudesse pagar o
pecado de outro. Mas que homem é sem pecado se todos pecaram e estão destituídos da glória
de Deus? Deus precisou mandar esse homem - Cristo. Ele veio e veio viver uma vida sem nenhum
pecado para que Ele pudesse pagar o nosso.
Mas, se agente pensar bem, esse homem só poderia expiar o pecado de mais um homem -
porque um homem... outro homem... proporcional, sabe? - Mas entenda: então nós precisaríamos
de um homem que fosse tão infinitamente digno quanto Deus, para que ele pudesse ser punido e
com a punição dele - apenas uma punição - toda a blasfêmia que nós entregamos a Deus
pudesse ser paga - expiada. Se um Deus infinitamente glorioso foi ofendido outra pessoa
infinitamente gloriosa precisava ser ofendida. Alguém conhece outra pessoa infinitamente gloriosa
além de Deus?
Vocês compreendem isso? O próprio Deus teve que vir como carne como alguém
infinitamente digno e glorioso e totalmente sem pecado para poder receber a maldição que eu
deveria ter recebido. Ele veio e em três horas de cruz, "vinte e poucas" horas de tortura pagar por
homens de toda tribo, de toda raça, de toda língua, de toda era. Todos os homens que foram
salvos, o pecado deles foi legendo em Cristo naquela cruz, porque Ele era digno. Infinitamente
digno. Ele é o Rei dos reis, o Senhor dos senhores. Andava em ruas de ouro. E Ele decidiu pisar
nesta terra aqui. Corrompida, suja, imunda pelo pecado. Ele veio se fazer homem semelhante a
mim, semelhante a você.
Eu não sei vocês, mas eu fico louco com isso. Nós temos um Deus - O ser mais glorioso que
há. O Deus mais perfeito que Há. O Deus mais... Não existe nada... a nossa mente humana não
pode conceber isto. E Ele se faz homem.
Muitos cientistas quando estudam a grandeza do universo, tendem a rejeitar o cristianismo.
Porque? "Porque, não, se existe realmente um Deus, olhe o que Ele criou. Ele não poderia vir como
um homem, não é?" Você consegue entender o tamanho da humildade desse Deus em vir salvar
alguém? Ele foi justo - Ele se fez justo, justo e justificador. Ele é digno de honra e de glória. [Ap 5:12]
Entenda, nós não somos salvos simplesmente - simplesmente porque alguém bateu em
Jesus. Nós não somos salvos simplesmente porque Jesus morreu ou simplesmente porque Ele
ressuscitou. Isso faz parte, claro. Mas só com isso a gente não tem o evangelho. A gente tem o
evangelho quando agente percebe que toda a punição que eu merecia receber, Cristo
recebeu.
Aquele grito de Cristo: "Deus meu, Deus meu, porque me abandonaste?" [Mt 27:46] Nós
tentamos interpretar de um modo romântico e dizemos: "Não, porque Deus não agüentou ver seu
filho sofrer". Não. Porque Deus não coabita com o pecado e o meu pecado estava lá. Isaias 53 diz
que ao Senhor agradou moer a Cristo. [v. 10] Era a vontade de Deus moer seu filho por mim e por
você. Só que Deus não coabita com o pecado. Deus não está junto do pecado. O meu pecado
estava n'Ele. Em Cristo. E Deus não estava junto de Cristo naquele momento, porque Ele se fez
pecado por nós. Ele se fez pecado por nós. [II Co 5:21] Ele. Ele. Não outro homem. Não alguém
tão pecador. Ele. Deus se fez pecado por mim. Ele se fez pecado por você. Ele. Ele se fez justo e
justificador.
Vocês entendem isso? Vocês realmente entendem isso? Eu tenho dificuldades em entender
isso por que minha mente é canal é corrompida pelo pecado. Isso vai acabar naquele céu, eu
sei. Mas eu não consigo entender isso. Eu tenho que orar todo dia: "Deus, me faz entender". Eu oro
para que Deus faça vocês entenderem. Eu oro para que Deus possa abrir a mente das pessoas
aqui para que eles possam entender. Abrir o coração deles como abriu o de Lídia para ouvir a
mensagem do evangelho. [At 16:14]
2
Ó, Deus, faz-nos ouvir a mensagem do evangelho, Senhor. Pai, eu oro por mim, oro pelos
meus irmãos, oro pelas pessoas aqui, Deus. Faz-nos ouvir a mensagem do evangelho, Senhor.
Quem somos nós homens, Deus, de ouvidos surdos. De olhos que não vêem. De corações que não
sente. Mas tu dás vista ao cego, Deus. Só tu, Pai. Nós não podemos ver a luz porque somos cegos,
mas se tu nos der a vista, Deus, não há mais nada. Se tu nos der a visão, Pai. Se tu tocar no meu
coração e no coração dos meus irmãos, Deus. Se tu puder, Deus, vir e nos disciplina e nos levar ao
arrependimento. Ó, Deus, tu disciplina quem tu amas, meu Pai. Por favor, não nos deixa seguir
como nós queremos. Não nos deixa, pai. Faz-nos chorar, faz-nos ficar tristes. Ó, meu pai, faz com
que a noite destas pessoas que estão aqui hoje acabe, meu Deus. Que elas possam contemplar o
próprio pecado. Que elas possam ficar tristes realmente. Ver que têm um câncer na alma e só
assim buscar a cura. Ó, Deus, eu oro.
Eu peço em nome de Jesus, Senhor. Abençoa cada um aqui, meu Pai. Abençoa a minha
vida, Senhor. Ó, Deus, eu não ligo para resultados. Isso depende de Ti. Pai, eu ligo em cumprir a
tua vontade de vir aqui e passar o dia pensando que há um lugar que Ele não é adorado, há
corações onde Ele não é glorificado, há corações onde Ele não é adorado. E vir aqui pregar a
esses corações, meu Pai. Por favor, Deus, toca neles, Pai. Toca nestes corações. Toca no meu
coração se o meu for um deles. Ó, Deus, abençoa esse lugar, abençoa esse trabalho, abençoa a
todos. Eu, a ti, oro e agradeço por tudo, meu Pai. Em nome de Jesus, Deus. Amém.

Por Yago Martins. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com


Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este
material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não
altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Interesses relacionados