Você está na página 1de 2

EXCELENTSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA ____ VARA DA

COMARCA DA CAPITAL.

MATIAS, nacionalidade, estado civil, profisso, portador da cdula de


identidade n ____, inscrito no CPF/MF sob o n ____, residente e domiciliado
no endereo, na comarca da Capital, por seu advogado, vem, respeitosamente,
presena de Vossa Excelncia, requerer o
RELAXAMENTO DA PRISO EM FLAGRANTE
com fulcro no artigo 5, inciso LXV, da Constituio Federal, pelas
razes de fato e de direito a seguir expostas:

I. DOS FATOS
No dia 15 de novembro de 2016, por volta das 22h, Matias conduzia
veculo automotor, marca Volkswagen, modelo Gol, placa XYX0611, pela Av.
Brasil, na Comarca da Capital, na altura do n YY, quando foi abordado por
uma guarnio da Policia Militar, sendo certo que os policiais constataram que
o Matias dirigia veculo produto de crime. Desta maneira, Matias foi preso em
flagrante delito pelos PMs como incurso nas penas do art. 180, do CP.
J em sede policial, a Sra. Miranda, proprietria do veculo, reconheceu,
em conformidade com o art. 226 do CPP, Matias como autor do crime de roubo
ocorrido 2 dias antes, ou seja, em 13/11/2016.

II. DO DIREITO
Entretanto, a priso deve ser imediatamente relaxada, pois, de acordo
com o artigo 302 do Cdigo de Processo Penal, considera-se em flagrante
delito quem:
a) est cometendo a infrao penal;
b) acaba de comet-la;
c) perseguido, logo aps, pela autoridade, pelo ofendido ou por
qualquer pessoa, em situao que faa presumir ser autor da infrao;
d) encontrado, logo depois, com instrumentos, armas, objetos ou
papis que faam presumir ser ele autor da infrao.
No caso em discusso, o requerente foi apresentado pelo crime disposto
no art. 180 do CP. Porm, quando posto diante da vtima, o mesmo foi acusado
pelo crime disposto no art. 157 do CP.
O acusado no havia acabado de cometer a infrao e nem estava
sendo perseguido. A priso em flagrante a medida necessria para evitar a
continuidade do ato delituoso, ou, caso j consumado, para que o suspeito no
fuja, o que poderia causar imenso prejuzo investigao do delito e posterior
ao criminal.
Portanto, a priso em flagrante do requerente manifestamente ilegal,
sendo imperioso o imediato relaxamento, nos termos do artigo 5, LXV, da
Constituio Federal.

III. DO PEDIDO
Diante do exposto, requer seja deferido este pedido de relaxamento da
priso em flagrante, para que se expea o respectivo alvar de soltura em favor
do requerente, como medida de justia.

Nestes termos,
Pede deferimento.

Comarca, data.

Advogado
OAB/UF