Você está na página 1de 4

Parasitose

Parasitose

FormasEvolutivas

CE

Hospedeiro

Transmissão

PrincipalSinal/Sintoma

Profilaxia

Diagnóstico

             

Evitarcomercarnecrua/mal­

Avaliardadosclínicos.

Toxoplasmose

Toxoplasmagondii.

Bradizoíto,

Esporozoítoou

Taquizoíto.

CicloHeteróxeno

(Faseassexuada

ocorrenoHIefase

sexuadaocorreno

HD).

HD­Gato

HI­Homeme

outrosanimais.

Ingerindooocistosmaduros

presentesnafezesdofelídeos

enacarnemal­cozidae

contaminada.Congênitae

Transplacentária.

Febre,linfonodopatialocalizada,machas

pelocorpo,dificuldadeparaenxergar.

cozidaleitecruecontrolara

populaçãodegatos.

Gestantesdevefazero

exameprénatalde

toxoplasmose.

Diagnósticolaboratorial

(Amostradelíquido

aminiótico­faseaguda­,

sangueoubiópsiade

tecidos­fasecrônica­).

         

Pelapicadadovetor,o

     

DoençadeChagas

Trypanosomacruzi.

Tripomastigota,

Amastigota.

CicloHeteróxeno.

HD­Homem

HI­Inseto

vetor"barbeiro"

Triatomaspp.

"Barbeiro";Ingestãode

alimentoscontaminadoscomo

“barbeiro”ousuasfezes,

transfusãodesangueevia

congênita.

Febre,mal­estar,faltadeapetite,dor,leve

inflamaçãonolocaldapicada,aumento

dobaçoedofígado,disturbioscardíacos,

obstruçãodosgânglioseinchaçodas

pálpebras.

Usodemosquiteirosoutelas

metálicas,repelentesou

roupasdemangalonga.

Diagnósticolaboratorial

(ExamedeSangue).

               

Diagnósticoéatravésda

Tegumentar­Leishmania braziliensis, Leishmania amazonesese Leishmaniaguyanensis.

Nódulocutâneopruriginosoqueevolui

análisedebiópsiasdas

paraumaúlceraarredondadaouoval,

lesõessugestivas,pelo

rasaecombordoselevados.

testeMontenegroou

Pelapicadadovetor"mosquito

examessorológicos.

 

palha"dogêneroLutzomyia.

Leishmaniose

Mucocutânea­

Leishmaniabraziliensis.

Flagelada

(promastigota)

encontradanoinseto

vetoreaflagelada

CicloHeteróxeno.

HD­Homem

HI­Inseto

vetormosquito

fêmea

Ésubsequentedalesãocutâneanão

tratada.Acometeoseptonasalea

cavidaeoral.

Combateaovetor(o

mosquito),eliminaçãode

cãespositivos(essesse

tornamreservatórioda

Diagnósticoéatravésda

reaçãointradérmicade

Montenegro,testes

sorológicosebiópsias.

 

(amastigota)

observadanotecido

dohospedeiros

vertebrados.

(Lutyzomia)

"mosquito

palha".

 

Incial­Febreirregular(inferiora4

semanas),palidezcutânea­mucosa,

doença)eotratamentodos

pacienteseemáreas

endêmicassãorecomedados

ousodeinseticidas.

Diagnósticoéatravésda

Pelapicadadovetor"mosquito

hepatoesplenomegalia,diarreiaetosse

visualizãodoparasitoem

Visceral­Leishmania

chagasi.

palha"dogêneroLutzomyia,

formacongênita,viatransfusão

seca.Estado­Febreirregular(picos

diários),adinamia,emagrecimento,

culturaouemaspirado

demedúlaóssea,

sanguíneaemanipulaçãodo

mucosasdescoradase

aspiradodebaço,de

 

parasitoemlaboratório.

hepatoesplenomegalia.Final­Febre

linfonodosouem

contínua,desnutrição,edemadeMMII,

biópsiasdetecidos.

disturbioshemorrágicos,icteríciaeascite.

           

Inicial­mal­estar,cefaléia,cansaçoe mialgia,antecedendoafebreclássicada malária.OAcessomaláricoé acompanhadoporcalafrioesudorese.Ao términodafaseinicialafebretemum

carácterintervalado.Acada48hsnas

 

Odiagnósticoé

Pelapicadadomosquitoque

Usarrepelentesemáreas

confirmadoapós

Malária

Plasmodiumspp.

(falciparum,vivaxou

malarie).

Esporozoíto,

Trofozoíto,

Esquizonte,

Merozoíto.

CicloSexuado.

HD­Mosquito

fêmeado

gênero

Anopheles.

nasglândulassalivaresinocula

asformasinfectantes,por

transfusãosanguínea,

compartilhamentodeseringas,

expostasdocorpo,telar

portasejanelasedormir

commosquiteiros.

Coletivamenteemáreas

encontrarasformas

parasitáriasoude

antígenosrelacionados

nosangueperiféricodo

HI­Homem.

acidentesemlaboratórioea

 

endêmicasécomuma

paciente(pelométodode

infecçãocongênita.

infecçõespeloP.falciparum,PvivaeP ovale(conhecidocomomaláriaterça)ea

cada72hsnasinfecçõespeloP.malarie

(maláriaquartã).

borrifaçãodeinseticidas.

gostaespessaou

estirado)

Parasitose

Parasitose

FormasEvolutivas

CE

Hospedeiro

Transmissão

PrincipalSinal/Sintoma

Profilaxia

Diagnóstico

           

Ossintomaspodemestarrelacionados comaquebradoequilíbrioentreo parasitaeohospedeiro,quandoocorre podeinvadirasubmucosaintestinale podecausarulceraçõeseatravésda circulaçãoatingiroutrosorgãoscomo fígado,pulmão,rins,cérebrooupele.

Acolitenãodisentéricaháde2a4

 

Avaliardadosclínicos.

Ingestãodeáguasem

Diagnósticolaboratorial

tratamento,dealimentos

(ExamedeFezes).

Amebíase

Entamoebahistolytica

(possui4núcleos)ou

Entamoebacoli(possui8

Trofozoítos,Cistos.

CicloMonoxênico.

H­Homem

contaminados,moscase

barataspodemtransportaras

formascísticasatravesdas

Educaçãosanitária,lavar

bemetratartodosos

alimentoscrus,frutas,

Emcasodeinvasãode

outrosorgãosou

abcessoshepáticos

núcleos).

pataseporportadores

evacuações,asfezessãomolese pastosaspodendocontermucoesangue eemalgunscasoshádesconforto abdominaloucólicaseraramentefebre.A formadisentéricaéacompanhadade

cólicasintestinaisediarréiade8a10com

legumeseverduras

examesdeRX,

assintomáticosquemanipulam

cintilografia,

alimentosparaavenda.

ultrassonografiae

tomografia.

mucoesangue.

         

Ingestãodecistosmaduros

     

Giardíase

Giardialamblia.

Cistos,Trofozoíto.

CicloMonoxênico.

H­Homem

pelaáguasemtratamento,

alimentoscontaminados,

veiculaçãopormoscase

baratas,contatodiretopessoa­

pessoapormeiodemãos

contaminadaserelações

sexuais.

Sindromediarreicaacompanhadapor

cólicasabdominaiseconstipação

intestinal,azia,náuseas,vômitos,

sindromedemáabsorçãointestinalque

podeacareetaremagrecimento,anorexia,

distençãoabdominal,flatulência,

desnutrição,raquitismo.

Condiçõesdehigiene

adequada,educação

sanitáriaealimentação.

Diagnósticolaboratorial

(ExamedeFezes).

           

Mulher­Inflamaçãonavagina(vaginite,

   

queacompanhacoceiraeirritaão

vulvovaginal)comcorrimentovaginal

abundante,caracterizadopelamistura

Diagnósticolaboratorial

dascoresentreoamareloeoverde

Secreçãouretral,

(“amarelo­esverdeado”),deaspecto

Usodepreservativos,evitar

secreçãoprostática,

Tricomoníase

Trichomonasvaginalis

Trofozoítos,Cistos.

Cicloassexuado.

H­Homem

Relaçõessexuais.

bolhosoedeodorruim,doraourinare

ocontatosexualcom

materialsubprepucial,

poliúria.

pessoasinfectadas.

urinaousêmen.Nocaso

Homem­Infecçãonauretracom

dasmulheres,aprimeira

secreçãoleitosaoupurulentaeumaleve

urinajápelamanhã.

sensaçãodecoceira,corrimentoclaro

viscoso,escasso,ardênciaehipiremiano

meatouretral.

Parasitose

Parasitose

FormasEvolutivas

CE

Hospedeiro

Transmissão

PrincipalSinal/Sintoma

Profilaxia

Diagnóstico

         

Ingestãodeáguaoualimentos

Dorabdominal,diarreia,naúsease

Lavaralimentosquesão

 

contaminadoscomoovodo

anorexia,obstruçãointestinal,

ingeridoscruscom

Avaliardadosclínicos.

Ascaridíase

Ascarislumbricoides

Larvas.

CicloMonoxênico.

H­Homem

parasito.Pormeiode

broncoespasmo,expectoraçãodesangue

hipocloritodesódio,

Diagnósticolaboratorial

veiculaçãosolo,poeira,de

einflamaçãodospulmões(síndromede

saneamentobásico,

(ExamedeFezes).

aveseinsetos.

Loefler).

eduacaçãoparaasaúde.

 

Ancylostomaduodenale

     

Ocorreapósosovosserem

     

Ancilostomíase

(dentesnamargemda

boca)

Necatoramericanus

(lâminascortantes

Ovos,Larvas.

CicloMonoxênico.

H­Homem

eleminadospelasfezese

seremembrionadosnosolo.As

larvaspenetrampelapeleem

suamaioriapelospés.Viaoral,

Lesãonapele,dordeestômago,

diminuiçãodeapetite,indigestão,cólica,

indisposição,náuseas,

vômitos,flatulências,diarreia

Saneamentobásico,

educaçãosanitáriae

suplemetaçãoalimentarde

ferroeproteínas.

Avaliardadosclínicos.

Diagnósticolaboratorial

(ExamedeFezes).

circulandoamargemda

atravésdaingestãode

sanguinolentaeconstipação.

boca).

alimentoseágua.

         

Penetraçãodelarvasnapele

Cutâneo,,tosseseca,dispnéia,

Saneamentobásico,

 

(geralmenteentreosdedosdos

broncoespasmo,edemapulmonar,

educaçãoehigienesanitária,

Estrongiloidíase

Strongyloidesstercoralis

Ovos,Larvas.

CicloMonoxênico.

H­Homem

pés,elateralmente)ou

diarreia,doabdominal,,flatulência,

lavagemadequadados

Diagnósticolaboratorial

esporadicamentepelas

vômitosedorepigástrica,ouinfecções

alimentos,alimentação

(ExamedeFezes).

     

mucosas,autoendoinfecçãoe

secundáriascomomeningite,endocardite,

saudáveleatentara

autoexoinfecção.

sepseeperitonite.

utilizaçãodecalçados.

             

Educaçãoemsáudevoltada

 

Enterobíase

Enterobiusvermicularis.

Ovos,Larvas.

CicloMonoxênico.

H­Homem

Ingerindoovosdoparasito

presentesnapoeira,nos

objetosounosalimentos

(primo­infecção)oucoçara

regiãoperianalelevaramãoà

boca.

Coceira,levepruridonaregiãoanale

esseincomodoaconteceprincipalmenteà

noite,nocasodasmulherespodeocorrer

inflamaçãonavagina.

paraoshábitoemhigiene

pessoal,roupasdecamada

pessoainfectadadevemser

trocadastododia,nãolevar

asmãosàboca,cortaras

unhas.

Avaliardadosclínicos.

Diagnósticolaboratorial

(MétododeGrahamou

fitaadesiva).

       

HD­Homem.

   

Educaçãoemsáudevoltada

 

HI­Insetos

Ingerindoovosdoparasito

paraoshábitoemhigiene

Himenolepíase

Hymenolepisnana.

Ovos,Larvas.

CicloMonoxênicoe

especifícos

atravésdealimentosoumãos

Dorabdominal,diarreia,estadode

pessoal,usodesanitário

Diagnósticolaboratorial

Heteroxênico.

comopulgase

contaminadas,podeocorrer

inquietaçãoeirratabilidade.

adequadosecombateaos

(ExamedeFezes).

     

carrunchosde

tambémautoinfecçãointerna.

insetosemambiente

cereais.

doméstico.

           

Mal­estarcomousemfebre,tosse,

   

vômitos,náuseas,diarreia,dores

musculares,desconfortoabdominal,e

hepatiteaguda.

Faseaguda­áreascomnecroseno

Esquistossomose

Schistosomamansoni.

Ovos,Cercárias,

Miracídios.

CicloHeteróxeno.

HD­Homem.

HI­Caramujo

dogênero

Biomphalaria.

Penetraçãoativadecercárias

napeleoumucosas

(geralmentepelospésepernas

emcontatocomáguas

intestino,febre,sudorese,calafrios,

emagrecimento,dirreia,inflamaçãodo

intestinos,cólicas,descretoaumentodo

baçoefígadoelesões,aumentodos

Educaçãosanitáriada

população,combateaos

caramujostransmissores.

Avaliardadosclínicos.

Diagnósticolaboratorial

(ExamedeFezes).

contaminadas).

glânglioslinfáticos,dosleucócitos.

Fasecrônica­diarreiasrepetidas,

mucosanguinolentas,doroudesconforto

abdominal,aumentodofígado,

hipertensãoportal,fibrosehepática,

anemiaedesnutrição.

           

Tonturra,fraqueza,apettiteexcessivo,

   

naúsea,vômito,aumentodoabdômen,

Teníase

Taeniasolium(porco)

Taeniasaginata(boi).

Cisticerco,Ovos,

CicloHeteróxeno.

HD­Homem.

HI­Porcoou

boi.

Ingestãodeovosviáveis

provindodacarnesuínaou

bovina,cruaoumalcozida

infectadapeloscisticercos,

atravésdefrutas,verdurase

hortaliçasquenãoforam

higienizadasoupeloconsumo

deáguacontaminada.

doresdeintensidadevariávelem

diferentesregiõesdoabdômeneperdade

peso.Podemocorrerapósumtempo:

alergia,hemorragiasnamucosae

inflamação.

Cisticercose­dependeemquallocaro

ovosealojará,podendoserostecidos

muscularesousubcutâneos,asglândulas

mamárias,ogloboocularecommais

frequênciaositemanervosocentrale

Nãopermitirqueoboi/porco

enteemcontatocomas

fezeshumanas,saneamento

básico,nãocomercarne

cruaoumalcozida,melhorar

sistemadecriaçãode

animaiseinspecionarde

formarigorosaacarnee

fiscalizarolocaldos

matadouros.

Avaliardadosclínicos.

Diagnósticolaboratorial

(ExamedeFezesou

MétododeGrahamou

fitaadesiva).

intramedular.