Você está na página 1de 68

Fábio Baldin Santana

Utilizando recursos básicos da Linguagem Web - PHP para


desenvolver um Site para uma empresa fictícia

CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGÜERA

FACULDADES DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE LEME


LEME
2003

Fábio Baldin Santana

Utilizando recursos básicos da Linguagem Web - PHP para


desenvolver um Site para uma empresa fictícia

Monografia apresentada como exigência, parcial


para a obtenção do grau de Tecnólogo em
Informática pela Faculdade de Ciências
Administrativas de Leme, sob orientação do prof.
Marcelo Zani

CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGÜERA

FACULDADES DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE LEME

LEME

2
2003

Agradeço à Deus pela minha vida,


minha família, meus amigos, e pelo
caminho que a mim foi oferecido por
Ele.
“”

3
Agradecimentos

Ao longo destes três anos de vida acadêmica, enfrentamos vários obstáculos

para chegar ao objetivo principal que é a conquista não só de um diploma, mais sim de

qualificação para encarar a vida na área que escolhemos.

Durante todo esse tempo várias pessoas contribuem para o nosso

desenvolvimento pessoal e profissional e é nesse momento único que temos que

agradece-los pela presença em nossas vidas. São eles:

• Primeiramente à Deus que ilumina a todos os nossos caminhos;

• A minha mãe Lia e ao meu “paitrocinio” Sérgio que me ajudaram ao

longo do curso com suas sugestões e que enfrentaram várias dificuldades

para me ver feliz;

• À todos os professores que ministraram aula para nosso curso, à

professora e Coordenadora Márcia, Orientador Prof. Marcelo Zani pelos

ensinamentos e amizade.

Agradecimentos

4
• A minha querida avó Cicera Medeiros pelo carinho de 2ª mãe e pelo

meu primeiro computador

• À Minhas tias Nuna, Nilza e Marina e TODOS os meus primos.

• A minha madrinha D. Izabel pelo carinho transmitido à mim durante

a minha infância.

• À eterna “Equipe Pascal” : Fábio A. de Araújo, Daniel H.

Bragagnolo, Felipe Mourão e Leandro Bachega, pelos ensinamentos,

conselhos e a grande amizade conquistada durante os anos de curso.

• Aos amigos: Diego Cicolin, Emerson e Anderson Delfino, Priscila F.

Tirapelle, Thiago Manfrini, Andre Delgado, Rafael Galhardo, Daniela

Malachias Fávaro, pela ajuda e pela amizade de vários anos.

• Aos meus finados parentes....

5
E se você fizer com sinceridade e
persistência, pouco a pouco, passo a
passo, será capaz de reordenar seus
hábitos e atitudes e pensar menos em seu
mundo de interesses e mais nos interesses
de outras pessoas. E encontrará a paz e
felicidade para si mesmo. (Dalai - Lama)

6
Resumo

Este trabalho tem como finalidade principal, a apresentação da linguagem

PHP versão (4.3.2) para a criação de um site dinâmico para uma empresa de marketing

fantasia e sua interação com aplicativos de Banco de Dados e Servidor Web

detalhando o processo de instalação dos aplicativos. Além do desenvolvimento de um

projeto simples, o banco de dados utilizado foi o MySQL versão (3.23.57) e Servidor

Web Apache versão (1.3.27) pela rapidez e estabilidade comprovadas por revistas de

renome no mercado, como a INFO exame, além de custo igual a zero1.

A utilização da linguagem PHP para este trabalho se deu através de

pesquisas sobre custos e nível de dificuldade no aprendizado de sintaxes de outras

linguagens.

As siglas e logomarcas indicadas por ® são de propriedade das empresas

fabricantes.

Palavras – Chaves: PHP – mySQL – Apache – Baixo Custo

1
Valores sem inclusão das tarifas de pulsos telefônicos ocasionalmente utilizados por usuários de banda estreita

(conexão discada) e valores de assinatura dos serviços de Internet .

7
Abstract

This work have as principal finality, show the PHP language version (4.3.2) to

create a dynamic website for a fantasy marketing enterprise and your interation with

applications, attach databases and web server, detailing the process to install this

applications. Besides development a simple project, the database use is MySQL

version (3.23.57) and Web Server Apache version (1.3.27) for your speed and stability

confimated in the best brazilian magazines, as INFO exame, and your costs are zero2.

The usefulness of PHP language for this work if got of researches about

costs and dificult level in learn other syntax languages.

The acronym and trademarks displayed with ®, are properties of building

enterprises.

Keywords: PHP – mySQL – Apache – Low Costs

2
Do not include include prices of telephonic pulses (dialling conection ) and values of Internet works.

8
Lista de Figuras

FIGURA 1 : ESQUEMA DE FLUXO DE INFORMAÇÕES PHP/HTML..........................................18

FIGURA 2 : INSTALAÇÃO DO APACHE SERVER........................................................................25

FIGURA 3: TELA QUE INDICA A INSTALAÇÃO CORRETA DO APACHE SERVER..............26

FIGURA 4: VISUALIZAÇÃO DA ALTERAÇÃO NO ARQUIVO PHP.INI.....................................27

FIGURA 5 : TELA DE APRESENTAÇÃO DO PHP...........................................................................30

FIGURA 6: TELA PRINCIPAL DO PHP EDITOR.............................................................................30

FIGURA 7: INICIALIZADOR DO SERVIDOR WINMYSQLADMIN.............................................34

FIGURA 8: TELA PRINCIPAL DO SERVIDOR MYSQL................................................................34

FIGURA 9: ÍCONE DO SERVIDOR MYSQL AO LADO DO RELÓGIO DO WINDOWS .........35

FIGURA 10: TELA EXIBIDA AO SE INICIAR O MYSQL..............................................................35

FIGURA 11 - PÁGINA PRINCIPAL FBSNET MARKETING...........................................................38

9
Lista de Tabelas

TABELA 1: SISTEMAS OPERACIONAIS COMPATÍVEIS COM PHP.........................................22

TABELA 2 : BANCOS DE DADOS COMPATÍVEIS COM PHP.......................................................22

10
Sumário

RESUMO....................................................................................................................................................7

ABSTRACT................................................................................................................................................8

LISTA DE FIGURAS.................................................................................................................................9

11
LISTA DE TABELAS..............................................................................................................................10

INTRODUÇÃO........................................................................................................................................13

2- LINGUAGEM PHP.............................................................................................................................16

2.1 – HISTÓRIA...........................................................................................................................................16
2.2 – O QUE É O PHP......................................................................................................................................17
2.2 – FUNCIONAMENTO DA INTERPRETAÇÃO DE DADOS DO PHP.............................................................................17
2.3 - SUAS VANTAGENS E PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS. .....................................................................................18
2.4 - SUPORTE AO PHP.....................................................................................................................................20
2.4.1 - HARDWARE...........................................................................................................................................21
2.4.3 - SISTEMAS OPERACIONAIS........................................................................................................................21
2.4.2 - BANCOS DE DADOS................................................................................................................................22
2.4.3 - SERVIDORES WEB..................................................................................................................................23

3 – INSTALAÇÃO DOS COMPONENTES DO PROJETO................................................................23

3.1 – APACHE..................................................................................................................................24
3.1.1 BAIXANDO O APACHE 1.2.27........................................................................................................24
3.1.2. - INSTALANDO O APACHE 1.3.27................................................................................................24
3.1.3. - TESTANDO A INSTALAÇÃO DO APACHE...............................................................................25
3.2 - PHP......................................................................................................................................27
3.3 - CONFIGURANDO O APACHE/PHP...................................................................................28
3.4 – PHP EDITOR...........................................................................................................................30
3.5 – MYSQL..................................................................................................................................31

4- O PROJETO ........................................................................................................................................36

4.1 – FORMULÁRIO USUÁRIO E SENHA .................................................................................................37


4.2 – CRIAÇÃO DO BANCO DE DADOS....................................................................................................38
4.3 – CONSTRUÇÃO DO SCRIPT DE VERIFICAÇÃO DE USUÁRIO....................................................................39
4.4 – CONSTRUÇÃO DA PÁGINA INTERNA PARA USUÁRIOS CADASTRADOS........................................................42
4.5 – SCRIPTS DE PROCESSAMENTO DOS DADOS.......................................................................................43

5 – CONCLUSÃO.....................................................................................................................................45

ANEXOS...................................................................................................................................................46

BIBLIOGRAFIA......................................................................................................................................67

12
Introdução

Com ampla facilidade e grande aumento nas vendas de computadores, a Internet

tem aumentado e muito o número de acessos. Muitas pessoas não param apenas na

13
compra e procuram aperfeiçoar os conhecimentos que já possuem com o convívio no

trabalho, na casa de amigos, com os cursos de computação, etc.

Uma das áreas que ganham mais adeptos é a manipulação de arquivos para

Internet, com os agora “famosos” Webmasters, Webdevelopers e Webdesigners.

Dentro da informática é uma área onde o aprendizado é rápido e pode-se conquistar

clientes a um curto prazo, acabando assim o profissional da Internet tendo uma das

maiores rendas no ramo, além de ser uma tendência mundial para a integração de

sistemas multiplataforma3 pois o browser interpretará apenas a linguagem desenvolvida

à ele e o restante será realizado no servidor de informações que deverá possuir suporte

para a linguagem apropriada. Um exemplo do dia-a-dia é o acesso a sites de bancos

onde já vemos uma integração do sistema interno com a Internet numa simples

operação de transferência de dinheiro ou simplesmente o pagamento de contas.

Com isso começam as pesquisas de grandes empresas atrás de baixo custo na

implementação de sistemas on-line. E nisso surgem, em meio a muitos outros, os

nomes populares de código aberto4 como LINUX, PHP, Apache e mySQL pois são

produtos que mostram um ótimo desempenho e só apresentam custos no

desenvolvimento de aplicações e manutenção, geralmente realizado por uma pessoa

ou uma equipe, dependendo do volume e fluxo de dados na rede.

3
Multiplataforma: Sinônimo de Sistemas Operacionais como Windows, Linux, Os/2, etc. que podem
interagir entre si através de sistemas e ou aplicativos.
4
Código Aberto: Programas, na maioria gratuitos, onde várias comunidades de programadores atuam no
desenvolvimento da linguagem.

14
O PHP® ou Personal Home Page e o Perl (Practical Extraction and Report

Language) são linguagens interpretadas para Web, que além de ter seu código aberto,

são multiplataforma sendo utilizados em vários sistemas operacionais com um alto

desempenho e custo zero, ao contrário de seus grandes concorrentes que, além do alto

custo com licença de uso, possuem código fechado onde somente as empresas o

manipulam. O ASP® (Active Server Pages) da Microsoft® que só trabalha na

plataforma Windows® e o ColdFusion® da Macromedia que também é multiplataforma

são os maiores concorrentes das linguagens de código aberto.

A vantagem de se utilizar o tipo de linguagem interpretada para Web é que o cliente5

ao solicitar o código fonte, somente verá o padrão HTML6 e não a codificação em PHP,

preservando assim os direitos de código do autor do site.

Além dos direitos autorais preservados, outra vantagem deste tipo de linguagem é,

principalmente, a manipulação de banco de dados via Web (adição, exclusão,

consultas, etc.). Também é possível a incorporação de dados de outros arquivos, fazer

calculos matemáticos complexos e ainda, há autores que dizem ser possível (pelo

menos teoricamente) a escrita de um servidor Web usando PHP.

Além disso é possível ver em sites e publicações7 a afirmação que a combinação

PHP/mySQL/Linux possui um desempenho maior do que ASP/SQL Server/Windows NT

4 por uma grande margem.

5
Cliente: Computador que recebe as informações do site.
6
HTML. Hypertext Markup Language, linguagem padrão para a estrutura de documentos na Internet.
7
www.caucho.com/articles/benchmark.xtp

15
Com a leitura e pesquisa de várias publicações e após muita navegação pela

Internet, podemos perceber que o PHP é muito presente em Web Sites por ser uma

linguagem robusta, flexível, de sintaxe simples, e que o desenvolvedor, conhecendo o

básico em programação, poderá tranqüilamente implementar esta solução em seu site.

2- Linguagem PHP

2.1 – HISTÓRIA

Em 1994 Rasmus Lerdorf desenvolveu a primeira versão do PHP para o

monitoramento de visitas ao seu site, tendo como primeiro nome Personal Home Page

Tools. A primeira versão foi distribuída no início de 1995 sendo composta por um

sistema bastante simples que rodava alguns utilitários por trás das home-pages.

No mesmo ano, o analisador PHP foi reescrito e tornou-se conhecido como

PHP/FI com o significado : Personal Home Page Tools / Form Interpreter.

Em 1997, Andi Gutmans e Zeev Suraski reescreveram o núcleo do interpretador.

Rasmus já não estava mais sozinho no aperfeiçoamento do PHP e com as melhorias,

foi lançada a versão 3.

Atualmente, a versão 4 do PHP é uma das mais utilizadas em Web sites e sua

versão sucessora já está sendo desenvolvida .

16
2.2 – O que é o PHP

Como dito antes, o PHP é uma linguagem interpretada8, de scripts

embutidos no código HTML, muito parecida com a linguagem de programação7 C,

também com algo de Perl e é disponível para todas as plataformas.

É uma linguagem server-side (O servidor processa os dados antes de

enviá-los ao

cliente, ao contrário do HTML, que é executado no browser do cliente), sendo o

resultado final obtido da mistura do HTML da página mais a resposta do interpretador

PHP.

2.2 – Funcionamento da Interpretação de Dados do PHP

O servidor Web em sua instalação é previamente configurado para a

execução do interpretador PHP de acordo com a extensão da página solicitada pelo

cliente (veremos isto adiante, na instalação do Servidor Apache). Se a página tem a

extensão .htm, .html, o servidor não executa nenhum script PHP. Ao contrário se a

página possuir extensão .php ou .php3 (dependendo da configuração do servidor) o

8
Linguagem Interpretada: Além da leitura e entendimento do código, o interpretador é um programa que lê um
arquivo com o código a ser executado e age imediatamente sobre ele, enquanto a Linguagem de programação utiliza-
se de um compilador para montar o programa utilizando-se de um código binário sendo executado diretamente pelo
computador e sua leitura não é entendida por uma pessoa.

17
servidor executará o interpretador na parte onde a página contem os parâmetros do

código php. Sendo eles:

• <? “código php” ?>

• <?php “código php ?>

• <script language=”PHP” >Código PHP</script>

• <% “código php” %> (com o valor de asp_tags = ON na

configuração do arquivo php.ini. Valor padrão: OFF) .

O interpretador após a execução dos comandos, envia a resposta para o servidor

em formato HTML, que por sua vez encaminha para o browser do cliente. Veja abaixo:

Figura 1 : Esquema de fluxo de informações PHP/HTML

2.3 - Suas Vantagens e Principais Características.

Como qualquer outra linguagem interpretada, o PHP tem o poder de tornar um

site estático9, sem vida, em um site poderoso com vários recursos como fóruns, chats,
9
Estático: Sem recursos, como animações, atualizações por meio de banco de dados ou através de linguagens
interpretadas, inverso de Dinâmico, na linguagem WEB

18
murais, desenvolvimento de e-commerce10, etc. Tudo isso se deve a grande

flexibilidade que esse tipo de linguagem possui devido à manipulação de variáveis11 que

o desenvolvedor pode criar de acordo com cada recurso a ser implementado em seu

Web Site.

Uma grande vantagem do uso do PHP em si é, além de ser gratuito, sua sintaxe

é fácil e simples de ser aprendida por iniciantes, desde que possuam pelo menos um

conhecimento básico em programação.

É orientado à objetos, onde o programador trabalha com métodos e atributos de

uma classe, ou seja exemplificando, ele cria uma classe caneta. Seus atributos por

exemplo são tinta, tubo e ponta ,seu método principal é escrever. O objeto em si

diferencia-se pela marca, tipo de tinta utilizado, tipo de tubo, tipo de ponta, etc., mas o

que é comum nas canetas: a tinta o tubo e a ponta, além do método escrever.

Uma “certa” desvantagem, do PHP é a falta de um suporte técnico específico

como o da Microsoft® para o .ASP ou como a Macromedia para o ColdFusion, mas

para os que acham isso um motivo para desistir da programação em PHP, não há em

que se preocupar pois existem milhares de canais do IRC 12, muitos Web Sites e várias

fontes de pesquisa para o desenvolvimento da linguagem.

10
E-Commerce: Modalidade de comércio eletrônico feito via Internet através de Web Sites.
11
Variáveis, de uma maneira simples, significa um espaço temporário ou não, reservado na memória para o
armazenamento de dados inseridos pelo usuário. Por exemplo, verificação de senha digitada pelo usuário para acesso
ao e-mail.
12
Instant Relay Chat: Sistema de comunicação em tempo real entre milhares de pessoas conectadas à servidores
dedicados para este tipo de modalidade.

19
Sua sintaxe é bem simples de ser compreendida, parecida com C com toques de

Perl e com os sempre presentes ‘;’ do Object Pascal.

Para se manipular variáveis basta colocar $ antes do nome da variável como

abaixo descrito , onde a variável f receberá o valor resultante da adição entre a variável

b mais 5.

$f = $b + 5

Além disto o PHP lida com o fluxo de execução de um programa com a estrutura

if e a estrutura switch., com estruturas de repetição como while e for , com arrays 13,

além de conversão de tipos de variáveis diferentes (exemplo: de real para string).

2.4 - Suporte ao PHP

Muitas vezes encontramos problemas ao instalar novos softwares em nossos

PC's devido a incompatibilidade com o hardware que possuímos, sistemas

operacionais, ou mesmo por pequenos detalhes que podem nos custar muito tempo.

Por isso, antes de instalar o PHP ou qualquer outro software é de suma

importância que seja feita a leitura dos requisitos mínimos necessários para a

instalação do mesmo, geralmente encontrado no arquivo LEIA-ME que acompanha o

produto.
13
Array: Funciona da mesma maneira que uma variável, mas reserva um espaço maior na memória pois armazena
mais valores que uma variável normal. Enquanto uma variável armazena 1 espaço em memória, o array armazena o
necessário, de acordo com o que programador estipula.

20
2.4.1 - Hardware

Para a instalação do PHP, não é necessário uma configuração muito

específica e/ou potente. Basta que o PC possua bons recursos e que ofereça ao

programador um bom desempenho no desenvolvimento de seu projeto.

Confira abaixo uma configuração mínima para o desenvolvimento de

qualquer projeto usando o PHP:

• Monitor de 14" colorido;

• Placa de vídeo que suporte 256 cores;

• HD superior à 2 GB;

• Processador de 100 MHZ (independente de fabricante)

• 64MB de memória RAM ou similar

• Fax Modem

• Teclado e Mouse

2.4.3 - Sistemas Operacionais

Muitos sistemas operacionais suportam o PHP. Segue abaixo uma lista dos mais

utilizados.

AIX 4.5 BSDI 2.X BSDI 3.0, 3.1 , 4.x DEC UNIX FreeBSD 2.x

4.x /
21
3.X

HP-UX Linux 2.0 + e NETBSD 1.3,1.4 NETBSD OpenBSD

10.20, 11.x Distribuições Intel 1.3 Alpha


OS/2 Warp3 SCO OpenServer / Unix Solaris 2.5, 2.6 e 2.7 Sun OS 4.x SGI Irix 6.x

/ Warp 4 Ware 7.0.1 em SPARC e x86


Tru64 Unix Microsoft Windows 9x Microsoft Windows

Me/NT/XP/2000

Tabela 1: Sistemas Operacionais Compatíveis com PHP

2.4.2 - Bancos de Dados

A seguir se encontra uma lista dos principais Bancos de Dados compatíveis com

o PHP.

A conexão com outros bancos com exceção dos que se encontram abaixo,

podem ser realizadas através de ODBC bastando o interessado ler a documentação do

php disponível pela internet no seguinte endereço: www.php.net

Adabas D Dbase MSQL

MySQL InterBase SyBase

Empress Velocis FilePro

Oracle Dbm Informix

PostgreSQL

Tabela 2 : Bancos de Dados Compatíveis com PHP

22
2.4.3 - Servidores Web

Abaixo uma lista dos mais utilizados.

• Microsoft PWS

• Microsoft IIS

• Apache

• Xitami

3 – Instalação dos componentes do projeto

Esta é a parte mais delicada, pois ao invés de vários pacotes prontos que

costumamos ver na Internet para que se facilite o uso dos aplicativos (Easy PHP, PHP

Triad), achei interessante fazer a instalação de cada componente de maneira

independente e adicionar as configurações necessárias para que trabalhem em

conjunto. Muito material foi pesquisado para se chegar a uma “ótima” configuração dos

componentes e a partir de agora, iniciaremos com a fase de downloads, instalação e

configuração dos componentes necessários para o desenvolvimento, lembrando ainda

que há muitas opções de editores do código PHP desde o Edit do MS-DOS, passando

pelo bloco de notas do Windows, até chegar em editores específicos e poderosos

como o PHP editor, Dreamweaver MX, respectivamente. Para o desenvolvimento do

projeto, foi escolhido o PHP Editor pela funcionalidade e simplicidade ao se tratar da

linguagem PHP.

23
3.1 – Apache

3.1.1 BAIXANDO O APACHE 1.2.27.

Existem alguns formatos disponíveis para o arquivo de instalação do Windows. A

instalação escolhida do Apache foi pelo formato de arquivo .msi (Pacote do Windows

Installer). Para iniciarmos baixe o arquivo em:

http://www.apache.org/dist/httpd/binaries/win32 -> Apache_1.3.27-win32-x86-

no_src.msi.

3.1.2. - INSTALANDO O APACHE 1.3.27.

Para efetuar a instalação do formato .msi é necessário possuir o Microsoft

Windows Installer. Os Usuários da versão do Windows 98 não possuem este arquivo e

podem adquiri-lo gratuitamente no seguinte endereço:

http://www.microsoft.com/downloads/release.asp?releaseID=17343

24
Após o download, é só começar a instalação do programa aceitando os termos

da licença de uso e na tela Server Information preencha da seguinte maneira:

Figura 2 : Instalação do Apache Server

Após isto clique em Next e prossiga até finalizar a instalação.

3.1.3. - TESTANDO A INSTALAÇÃO DO APACHE.

Para Iniciar o Apache vá em Iniciar -> Programas -> Apache HTTP Server e Start

Apache in Console.

Uma janela com este texto aparecerá:

APACHE/1.3.27 (WIN32) RUNNING ...

Agora Vamos testar para ver se o Apache está funcionando corretamente.

Abra o Internet Explorer e escreva na barra de endereço:

25
HTTP://LOCALHOST

É necessário que o apache esteja aberto e funcionando corretamente como

acima descrito.

Caso seu Apache esteja rodando corretamente, esta página será aberta.

Figura 3: Tela que indica a instalação correta do Apache Server

Caso não for feita nenhuma alteração na pasta padrão de instalação do Apache

de seu Computador, coloque seus arquivos a serem exibidos no seguinte local:

C:\Arquivos de programas\ Apache Group\Apache\htdocs

O Apache só exibirá os arquivos que estiverem nesta pasta.

26
Dica: Crie um atalho para a pasta na área de trabalho!

3.2 - PHP

O interpretador PHP para Windows poderá ser obtido através do download

através do site http://www.php.net/get/php-4.3.2-Win32.zip/from/a/mirror

Após o download, é necessário a descompactação dos arquivos na pasta PHP

dentro da unidade C: ficando o caminho para a pasta = C:\PHP.

Abra a pasta do PHP e copie o Arquivo php.ini-dist para a pasta Windows.

Renomeie-o para php.ini e abra-o.

Após abri-lo, abra-o e localize o texto: "extension_dir", alterando o valor para

"c:\php\extensions".

Após a alteração o arquivo deverá aparecer como a seguir:

Figura 4: Visualização da alteração no arquivo PHP.ini

27
Salve o arquivo e feche-o.

Após esta etapa, basta copiar o arquivo php4ts.dll que se encontra na pasta

principal do PHP, para a pasta C:\Windows\System e o php acaba de ser instalado.

3.3 - CONFIGURANDO O APACHE/PHP

Para que o Apache e o PHP rodem juntos, é necessário modificar o arquivo

httpd.conf que se localiza na pasta:

C:\Arquivos de programas\Apache Group\Apache\conf\httpd.conf (Se a pasta raiz

não fora modificada na instalação).

Abra o arquivo em Bloco de Notas e adicione essas duas linhas NO FINAL:

AddType application/x-httpd-php .php

LoadModule php4_module c:/php/sapi/php4apache.dll

Este procedimento fará com que o Apache carregue o modulo para ativar o

interpretador do php quando a extensão do arquivo disparado pelo usuário do

navegador conter a extensão .php, como mencionado no capitulo 2 item 2

(Funcionamento do PHP).

Salve o arquivo e reinicie o Apache, caso você tenha realizado a configuração

corretamente aparecerá o seguinte texto no Apache:

28
APACHE/1.3.27 (WIN32) PHP/4.3.2 RUNNING ...

Basta testar as configurações e saber se os dois estão trabalhando juntos. Para

saber, crie um arquivo no bloco de Notas com o seguinte texto:

<? phpinfo(); ?>

Salve este arquivo com qualquer nome (EX: teste.php) na pasta htdocs dentro

da pasta principal do Apache.

Abra seu navegador e digite:

HTTP://localhost/nomedoarquivo.php

Se a tela com as configurações do PHP for exibida como abaixo, o php e o

apache estão configurados

29
Figura 5 : Tela de apresentação do php

3.4 – PHP editor

Este é um poderoso editor de PHP e HTML muito simples, podendo ser utilizado

para diversas funções como editor das linguagens: CSS, Java, Javascript, Python, C++,

VBScript, XML, SQL, Perl e arquivos Pascal.

Já vem com muitas funções de PHP e mySQL inclusas o que facilita a vida do

programador em relação a escrita da linguagem, bastando apenas que se conheça a

função desejada.

O download do editor se faz no endereço www.phpeditor.kit.net e seu instalador

tem tamanho igual a 638KB, o que é surpreendente pela quantidade de recursos que

ele possui.

Figura 6: Tela principal do PHP editor

30
3.5 – mySQL

Em relação à todos os aplicativos que foram instalados, o mySQL foi o

que causou mais dúvida e o que mais utiliza espaço em disco. O endereço para

download se encontra em:

ftp://mysql.secsup.org/pub/software/mysql/Downloads/MySQL-3.23/mysql-

3.23.57-win.zip

O pacote zip acompanha instalador e todos os recursos, pois esta versão já se

encontra finalizada. Seu tamanho é de 12,7MB além de necessário o download de um

driver ODBC para o uso do winmysqladmin no tamanho de 732 KB no endereço:

ftp://mysql.secsup.org/pub/software/mysql/Downloads/MyODBC3/MyODBC-

3.51.06.exe

Deve-se instalar o mySQL dentro de uma pasta mySQL no drive C: para não se

confundir com outros caminhos que possam dificultar a configuração posterior de outros

aplicativos.

Após a instalação, para começar o uso do mySQL, será necessário a criação de

um atalho para o winmysqladmin, sendo que o aplicativo, se o padrão acima descrito foi

seguido, encontrara-se no seguinte caminho:

31
C:\mysql\bin

Após , basta clicar em winmysqladmin e criar o atalho na área de trabalho (com o

botão direito em cima do ícone, escolha enviar para a área de trabalho).

32
33
Figura 7: Inicializador do servidor WinMysqlAdmin

e a outra será do servidor propriamente dito (WinMySQLAdmin):

Figura 8: Tela principal do servidor mysql

Após alguns segundos estas telas iram se ocultar e surgirá uma figura de

semáforo ao lado do relógio do Windows

34
Figura 9: Ícone do servidor mySQL ao lado do relógio do Windows

Se tudo ocorrer como descrito acima, basta iniciar o banco de dados indo ao

menu Iniciar, menu Executar e digitar a seguinte linha de comando:

c:\mysql\bin\mysql -u root (OK)

Isto significa que o usuário padrão do mysql (root) está se conectando a base de

dados padrão. Agora é só começar a desenvolver o banco de dados para o projeto.

Figura 10: Tela exibida ao se iniciar o MySQL

35
4- O Projeto

Após configurado todos os aplicativos, daremos inicio à estruturação de um site

para uma empresa fantasia de marketing. Com isso, utilizaremos todos os recursos

possíveis para uma boa apresentação. É lógico que além dos recursos do programador

PHP/mySQL, o site precisará de um estilo, que será arbitrado pelo Webdesigner 14. A

estruturação, a navegação do site, deverá ser proporcional as necessidades do público

alvo que buscará em seu site as informações para certa finalidade. Após o

levantamento da estrutura de navegação e a estilização, entra em ação o programador

para interligar o site com os aplicativos necessários.

Nesta parte, o PHP entra com a codificação para tornar o site dinâmico ou até

mesmo esconder o código fonte do usuário que quiser obter o código fonte.

Para a inicialização e a visualização real de qualquer parte do nosso website, o

servidor de banco de dados (WinmysqlAdmin) e o servidor web (Apache) estejam

funcionando corretamente.

Será utilizado o PHP de uma maneira simples, para chamarmos funções,

conexão ao banco de dados para efetuar consultas, alterações, adições e exclusão de

registros, e a implementação de um simples contador de visitas realizadas ao site.

É importante lembrar que a codificação completa do site será disponibilizada nos

anexos do trabalho e que não será enfatizada a codificação e sim os pontos mais

relevantes para a construção dos scripts em PHP.

O primeiro passo será a criação de um formulário que enviará as informações

para o nosso programa escrito em PHP, onde o mesmo fará uma consulta ao banco de
14
Web Designer : Profissional que estiliza páginas de Internet, responsável pela parte gráfica do site.

36
dados com os nomes dos campos utilizados e retornará à tela o resultado da pesquisa.

Se o usuário ou senha for incorreto, o script retornará que Senha ou Usuário não estão

cadastrados.

Sendo o resultado correto, o usuário será enviado a outra página para consultar,

inserir e excluir dados, além do sistema de saída.

4.1 – Formulário Usuário e Senha

Para o reconhecimento de usuários, construiremos um formulário que fará uma

consulta ao banco de dados e exibirá os resultados obtidos para o cliente.

Na declaração do formulário temos 2 fatores essenciais para que o envio das

informações dê certo. São eles:

Action = Mostra para onde serão enviados os dados do formulário (Script que

processará os dados.)

Method = Método utilizado para o Envio (POST ou GET). Pode-se utilizar estes dois

métodos para o envio das informações. O método POST trabalha somente com

formulários e não passa parâmetros pela barra de endereços ou links, enquanto o

método GET trabalha com a passagem de informações por links, barra de endereços,

etc. O inconveniente do método GET é que além do usuário ver a passagem de

informações pela barra de endereços, ele tem um tamanho limitado de caracteres a

serem enviados (aproximadamente 2.000 caracteres). Por isso, será utilizada na maior

parte do nosso projeto o método POST.

37
As caixas de texto que receberão o nome de usuário e senha, deverão possuir

um nome que os identifique pois, quando seus valores forem enviados ao script PHP,

os mesmos se tornam variáveis que armazenarão o conteúdo digitado nas caixas.

Caixa nome:

"Usuário"

Caixa nome:

"Senha"

Formulário:

"Envia"

Figura 11 - Página Principal FBSnet Marketing

4.2 – Criação do Banco de dados

Depois de criado o formulário, criaremos a nossa base de dados em mySQL.

Após iniciado o mySQL (ver capítulo 3 item 5), criaremos nosso banco de dados

e a tabela para o armazenamento de usuários e suas respectivas senhas.

38
Na tela do mySQL basta a digitação do seguintes comandos:

Create Database nomedobancodedados;

Onde a resposta de verá ser:

Query OK, 1 row affected.

Isto significa que o banco de dados foi criado.

O próximo passo será a criação da tabela que irá receber o nome do usuário e a

senha.

Digitar na tela do mysql: Create table nomedatabela(

Cod int Not Null auto_increment primary Key,

Usuario varchar(20),

Senha Varchar(8));

Onde a resposta de verá ser

Query OK, 0 rows affected.

Isto significa que a tabela onde serão armazenados os dados foi criada.

Com a base de dados e tabela criada iremos escrever o script que fará a

verificação dos campos.

4.3 – Construção do Script de Verificação de Usuário

O primeiro passo é conectar o script ao banco de dados e , para isso

utilizaremos uma variável que armazenará o valor da conexão por meio da seguinte

sintaxe:

39
$variavel_que_faz_conexão=mysql_connect("nomedohost","usuario","senha");

$variavel_que_seleciona_banco=mysql_select_db("nome_banco");

Depois da conexão estabelecida e banco de dados selecionados,

recuperaremos, por meio do método POST, os valores do Nome de Usuário e senha e

atribuiremos cada um a uma variável que será utilizada no decorrer do script. É

importante lembrar que os métodos devem ser escritos como abaixo pois são funções

predefinidas da linguagem.

Para recuperarmos os valores do Nome de Usuário e da Senha devemos utilizar

a seguinte sintaxe:

$UsuarioExterno = ("$_POST[Nome_de_Usuário]");

$SenhaExterna = ("$_POST[Senha]");

As aspas "" dentro dos parênteses são necessárias pois o conteúdo foi definido

como texto. Se a variável fosse numérica ou recebesse o valor de outra variável com

valor numérico , o uso seria dispensável.

Depois da atribuição de valores para novas variáveis, é feita a consulta para

verificar se os campos usuário e senha digitados no formulário conferem com o valor

que está armazenado na base de dados:

$Consulta = mysql_query("Select Usuario, Senha from nomedatabela where

Usuario='$UsuarioExterno' and Senha ='$SenhaExterna';");

40
A função mysql_query envia a consulta (query) com a seguinte informação:

Selecionar campos Usuário e senha de nomedatabela onde Usuário é igual

a variável Usuário Externo E Senha igual a variável SenhaExterna.

Após a consulta, manipularemos o resultado para encaminhar o usuário de volta

ao site ou para a página de usuários cadastrados.

$Resultado_da_consulta = mysql_num_rows($Consulta);

if $Resultado_da_consulta = = 0)

echo "<a href=Principal.html>Voltar para Principal</a>";

else

echo "<html> <head> </head> <body> <meta http-equiv=refresh

content=5;URL=Dentro.php> </body></html> ";

?>

A variável $Resultado_da_consulta receberá o valor da quantidade de linhas

retornadas da consulta feita ao banco de dados pela variável $Consulta.

41
Após a atribuição temos uma estrutura que utiliza o valor da variável

$Resultado_da_consulta para verificar se há um usuário. Se o valor for igual a zero,

ou seja, não há Usuário com senha correspondente ou vice-versa, será exibido o

conteúdo para o usuário ser encaminhado a página Principal.html, caso contrário, será

"montada" uma página preliminar que enviará o usuário a página Dentro.php, que será

a página interna onde somente usuários cadastrados poderão acessar seus dados.

4.4 – Construção da página interna para usuários cadastrados.

Para as funções encontrarem os dados corretos, foi utilizado na página interna o

método GET para recuperar o nome do Usuário que logou na página e distribui-lo para

as demais funções como as de inserção, exclusão, verificação e localização.

O primeiro item inserido, "Verificar Meus Dados", será destinado à verificação

dos dados do próprio usuário. Com ele o usuário poderá verificar e alterar seus dados.

Para verificar seus dados, foi criada uma consulta que coloca em arrays os

resultados obtidos.

Para alterar os dados, por meio de outro formulário, como feito no sistema de

entrada, o usuário os envia para o script PHP que altera os mesmos diretamente na

base de dados.

O segundo item inserido foi "Adicionar Contatos". Neste item o usuário do site

fará um pequeno cadastro dos seus clientes contendo o Nome, endereço e E-mail.

O terceiro item, Listar Contatos, irá listar todos os clientes do respectivo usuário.

O quarto item, Excluir Contato, excluirá somente os clientes do respectivo

usuário mesmo que outros possuam o mesmo Cliente.

42
O quinto item, Localizar Contato, fará a localização de Clientes de acordo com os

parâmetros que o usuário digitou.

E o sexto e último item, Logout, termina a sessão do usuário no site, saindo da

área restrita e indo de volta à página principal.

O código fonte da página interna poderá ser analisado na seção anexos no item

de número 3.

4.5 – Scripts de processamento dos dados

A construção dos scripts requer muito cuidado do programador pois exigirá que

ele tenha em mãos uma estrutura sólida de seu banco de dados, conheça os

relacionamentos entre os campos e saiba usar a lógica para programar o que lhe é

desejado.

Como dito anteriormente o método GET fará o envio do nome do usuário ao

script PHP que selecionará apenas os dados daquele usuário. Abaixo, um trecho

baseado no projeto ilustrará melhor a construção de um script que selecionará tudo o

que está cadastrado com o nome do usuário que logou no website com seu login e

senha.

43
<?php

...

$UsuarioInterno= $_GET["Usuário_que_Logou"];

$Tudo=mysql_query("Select* from nomedatabela where NomeUsuario =

'$UsuarioInterno' ");

...

?>

Acima podemos observar que a variável $UsuarioInterno receberá o valor

recuperado pelo método GET de Usuário_que_Logou.

Depois disso o valor da variável $UsuarioInterno será utilizada como condição

para a busca dos dados em nomedatabela e no campo NomeUsuario.

Como este, os outros scripts serão bem parecidos bastando a alteração de

alguns parâmetros utilizados na busca de dados e o método em que as informações

serão mostradas ao usuário.

Após a construção da página interna, e scripts que receberão os dados, o projeto

estará finalizado bastando a ênfase em como o mesmo será apresentado ao usuário

final.

44
5 – Conclusão

O PHP vem sido utilizado na Internet devido ao baixo custo em sua

implementação, grande funcionalidade e praticidade para o desenvolvimento de

aplicações para Websites.

A informática se atualiza rapidamente, apresentado em curtos intervalos de

tempo, novas ferramentas, versões, enfim, tendo o profissional do meio sempre estar

atento as novas tecnologias. O PHP que foi lançado ao público em 1995 contava com 4

versões e algumas atualizações das mesmas sendo recentemente lançada a versão de

número 5. O mySQL lançado em 1992 possuí 4 versões com atualizações e há

comentários de que uma versão de número 5 seja lançada em breve.

Os trabalhos que posteriormente vierem a complementar este podem tratar de

aspectos como:

• Aprofundamento na linguagem (Sintaxe, Manipulação, etc.);

• Maior manipulação na base de dados ;

• Integração com scripts (JavaScript, VBScript) e outras linguagens

(.NET, Perl, Coldfusion,etc.);

O código fonte completo do trabalho para download será disponibilizado no

website:

www.fbsmarketing.cjb.net

45
Anexos

Anexo 1 - Index.php

<html>

<head>

<title>:: FBSnet Marketing ::</title></title>

<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1">

</head>

<style type=text/css>body {scrollbar-face-color: #f8f8f; scrollbar-shadow-color:

#f8f8ff; scrollbar-highlight-color: #f8f8f; scrollbar-3dlight-color: #f8f8ff; scrollbar-

darkshadow-color: black;scrollbar-track-color: white; scrollbar-arrow-color:

#f8f8ff;}</style>

<body bgcolor="#CCCCCC>

<table width="100%" height="100%" border="1" cellpadding="0" cellspacing="0"

bordercolor="#CCCCCC" bordercolordark="#000000" bordercolorlight="#CCCCCC" >

<tr><td>

<table width="100%" height="100%" border="0" cellpadding="0"

cellspacing="0" bordercolor="#000000" bgcolor="#CCCCCC">

<!--DWLayoutTable-->

<tr>

<td width="189" height="79" align="left" valign="top"><img

src="Imagens/Logo.jpg"></td>

<td width="12">&nbsp;</td>

<td width="72">&nbsp;</td>

46
<td width="578"><!--DWLayoutEmptyCell-->&nbsp;</td>

<td width="21">&nbsp;</td>

<td width="113" align="center" valign="middle"><img

src="Imagens/Bandeira.gif" width="80" height="58"></td>

</tr>

<tr>

<td height="465" align="center" valign="top"> <br> <table width="100%"

border="0" cellspacing="0" cellpadding="0">

<!--DWLayoutTable-->

<tr>

<td width="222" height="22" align="center" valign="top"><!--

DWLayoutEmptyCell-->&nbsp; </td>

</tr>

<tr>

<td height="22" align="center" valign="top"><object

classid="clsid:D27CDB6E-AE6D-11cf-96B8-444553540000"

codebase="http://download.macromedia.com/pub/shockwave/cabs/flash/swflash.

cab#version=6,0,0,0"

width="93" height="32" id="Untitled-1" align="absmiddle">

<param name=movie value="Imagens/Home.swf">

<param name=quality value=high>

<param name=bgcolor value=#CCCCCC>

<embed src="Imagens/Home.swf" quality=high bgcolor=#CCCCCC

width="100" height="22" name="Untitled-1" align="absmiddle"


47
type="application/x-shockwave-flash"

pluginspage="http://www.macromedia.com/go/getflashplayer"></embed>

</object> </td>

</tr>

<tr>

<td height="22" align="center" valign="top"><!--DWLayoutEmptyCell--

>&nbsp;</td>

</tr>

<tr>

<td align="center" valign="middle"> <object classid="clsid:D27CDB6E-

AE6D-11cf-96B8-444553540000"

codebase="http://download.macromedia.com/pub/shockwave/cabs/flash/swflash.

cab#version=6,0,0,0"

width="93" height="32" id="Untitled-1" align="absmiddle">

<param name=movie value="Imagens/Clientes.swf">

<param name=quality value=high>

<param name=bgcolor value=#CCCCCC>

<embed src="Imagens/Clientes.swf" quality=high

bgcolor=#CCCCCC width="90" height="32" name="Untitled-1" align="absmiddle"

type="application/x-shockwave-flash"

pluginspage="http://www.macromedia.com/go/getflashplayer"></embed>

</object></td>

</tr>

48
<td align="center" valign="middle" bordercolor="#000000"> <font

color="#FFFFFF" face="Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif" size="4"><font

color="#FFFFFF" face="Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif"><strong>

<center>

<p>&nbsp;</p>

<p>Login Associados </p>

</center>

<form action="Entrar.php" method="POST" name="Envia"

target="centro">

<font color="#FFFFFF" size="3" face="Verdana, Arial, Helvetica,

sans-serif">&nbsp;&nbsp;&nbsp;Usuário

</font> <br>

&nbsp;&nbsp;&nbsp;

<input type="text" name="Usuario" size="20" maxlength="30">

<br>

<br>

<font color="#FFFFFF" size="3" face="Verdana, Arial, Helvetica,

sans-serif">&nbsp;&nbsp;&nbsp;Senha

</font> <br>

&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;

<input type="password" name="Senha" size="20" maxlength="8">

<br>

<br>

<center>
49
<input type="submit" name="Entrar" Value="Entrar"

OnBlur="document.Envia.Usuario.value='';document.Envia.Senha.value=''">

</center>

</form></tr>

<tr>

<td align="center" valign="middle" ><img src="Imagens/MySQL.gif"

width="120" height="63"></td>

</tr>

</table></td>

<td>&nbsp;</td>

<td colspan="2" rowspan="2" valign="top" bordercolor="#000000"

bordercolordark="#999999" bgcolor="#FFFFFF"><iframe frameborder="0"

name="centro" marginheight="0" marginwidth="0" width="100%" height="100%"

src="Principal.html" scrolling="yes"></iframe></td>

<td colspan="2" valign="top"><table width="100%" border="0"

cellpadding="0" cellspacing="0" bgcolor="#CCCCCC">

<!--DWLayoutTable-->

<tr>

<td width="152">&nbsp;</td>

</tr>

<tr>

<td height="36" align="center" valign="middle"> <object

classid="clsid:D27CDB6E-AE6D-11cf-96B8-444553540000"
50
codebase="http://download.macromedia.com/pub/shockwave/cabs/flash/swflash.

cab#version=6,0,0,0"

width="93" height="32" align="right">

<param name=movie value="Imagens/Cadastro.swf">

<param name=quality value=high>

<param name=bgcolor value=#CCCCCC>

<embed src="Imagens/Cadastro.swf" quality=high

bgcolor=#CCCCCC width="93" height="32" align="right"

type="application/x-shockwave-flash"

pluginspage="http://www.macromedia.com/go/getflashplayer"></embed>

</object></td>

</tr>

<tr>

<td height="54">&nbsp;</td>

</tr>

<!--DWLayoutTable-->

<tr>

<td height="21" align="center" valign="middle"> <object

classid="clsid:D27CDB6E-AE6D-11cf-96B8-444553540000"

codebase="http://download.macromedia.com/pub/shockwave/cabs/flash/swflash.cab#ve

rsion=6,0,29,0" width="93" height="32" align="right">

<param name="movie" value="Imagens/Links.swf">

<param name="quality" value="high">

51
<embed src="Imagens/Links.swf" width="93" height="32"

align="right" quality="high" pluginspage="http://www.macromedia.com/go/getflashplayer"

type="application/x-shockwave-flash"></embed></object></td>

</tr>

<tr>

<td height="84">&nbsp;</td>

</tr>

<tr>

<td height="21" align="center" valign="middle" nowrap> <div

align="center"><font color="#FFFFFF" size="3" face="Arial, Helvetica, sans-serif">

<strong>Acesso n&ordm;</strong></font> </div></td>

</tr>

<tr>

<td height="51" align="center" valign="middle" nowrap

background="Imagens/Fundinho.gif"><center>

<?php

$Conexao=mysql_connect("localhost","root","");

$Banco=mysql_select_db("fbsmarketing_it_db");

$Consulta=mysql_query("Select*from cont");

$ContAtual=mysql_num_rows($Consulta);

$ProxCont=(($ContAtual)+1);

$Data=date("d/M/Y");

$ip = getenv("REMOTE_ADDR");

52
$Add_PCont_IP_Data=mysql_query("Insert Into cont Values

($ProxCont,'$Data','$ip');");

echo "<font face=Verdana size=3>";

echo ($ProxCont);

echo "</font>";

mysql_close($Conexao);

?>

</td>

</tr>

<tr>

<td height="79">&nbsp;</td>

</tr>

<tr>

<td align="center" valign="middle"><img src="Imagens/php.gif"></td>

</tr>

<tr>

<td align="center" valign="middle"><!--DWLayoutEmptyCell--

>&nbsp;</td>

</tr>

<tr>

<td height="8"></td>

</tr>

<tr>

53
<td height="19" align="right" valign="middle"><img

src="Imagens/apache_pb.gif" width="115" height="16"></td>

</tr>

</table></td>

</tr>

<tr>

<td height="19"></td>

<td></td>

<td>&nbsp;</td>

<td>&nbsp;</td>

</tr>

<tr>

<td height="36" colspan="2" bgcolor="#000000"><font color="#FFFFFF"

size="3" face="Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif">

Seu Endereço IP é :</td>

<td bgcolor="#000000">

<?php

$ip = getenv("REMOTE_ADDR");

echo "<font color=FFFFFF>" ;

echo ($ip) ;

echo "</font>";

?></font></font>

</td>

54
<td bgcolor="#000000" align="center"><font color="#FFFFFF" size="3"

face="Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif"><strong>©

FBSnet Marketing-2003</strong></font></td>

<td colspan="2" bgcolor="#000000"><div align="center">

<p><font color="#FFFFFF" face="Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif"

size="-2">Rodando

PHP 4.3.2</font></p>

</div></td>

</tr>

</table>

</td></tr>

</table>

</body>

</html>

55
Anexo 2 - Entrar.php

<?php

include("ConexBD.inc");

conecta();

$UsuarioExterno = ("$_POST[Usuario]");

$SenhaExterna = ("$_POST[Senha]");

$Consulta = mysql_query("Select Usuario, Senha from Pass where

Usuario='$UsuarioExterno' and Senha ='$SenhaExterna';");

$Resultado = mysql_num_rows($Consulta);

if ($Resultado == 0)

echo "<html><body bgcolor=#CCCCCC>";

echo "<center>";

echo "Usuário ou Senha não Cadastrado(a)";

echo "<br>";

echo "<a href=Principal.html>Voltar</a>";

echo "</center>" ;

echo "</body></html>";

else

setcookie("ConexBD.inc");

setcookie("Nome_Usuario",$UsuarioExterno,time()+60,0);

setcookie("Senha_Externa",$SenhaExterna,60);
56
echo "<center><font Face=Verdana size=3 color=#000000>Olá

$UsuarioExterno. Seja Bem - Vindo(a)</center></font>" ;

include("Dentro.inc");

?>

57
Anexo 2 - Dentro.php
<!DOCTYPE HTML PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.01 Transitional//EN">

<html>

<head>

<title>Untitled Document</title>

<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1">

<style type=text/css>body {scrollbar-face-color: #f8f8f; scrollbar-shadow-color:

#f8f8ff; scrollbar-highlight-color: #f8f8f; scrollbar-3dlight-color: #f8f8ff; scrollbar-

darkshadow-color: black;scrollbar-track-color: white; scrollbar-arrow-color:

#f8f8ff;}</style>

<SCRIPT LANGUAGE="JavaScript">

<!--

function buildMenu() {

speed=35;

// distância do menu ao topo da página

topdistance=0;

items=6;

y=-10;

ob=1;

if (navigator.appName == "Netscape") {

v=".top=",dS="document.",sD="";

else {

v=".pixelTop=",dS="",sD=".style";

58
}

function scrollItems() {

if (ob<items+1) {

objectX="object"+ob; y+=10; eval(dS + objectX + sD + v + y);

if (y<topdistance) setTimeout("scrollItems()",speed);

//topdistance+=20 define a distância entre cada link

else y=0, topdistance+=40, ob+=1, setTimeout("scrollItems()",speed);

// End -->

</SCRIPT>

</head>

<BODY onLoad="buildMenu(), scrollItems();">

<table width="100%" border="0" cellspacing="0" cellpadding="0">

<!--DWLayoutTable-->

<tr>

<td width="24%" height="100%"

rowspan="6">&nbsp;<br><br><br><br><br><br><br><br><br><br><br><br><br><br><

br><br><br><br><br><br><br><br><br><br><br><br><br></td>

<td width="76%" height="100%" rowspan="6"><iframe name="centro2"

frameborder="0" width="100%" height="100%" scrolling="auto"

src="Info.html"></iframe> &nbsp;</td>

</tr>
59
</table>

<div id="object1" style="position:absolute; visibility:show; left:5px; top:1px; z-

index:2">

<div align="left"><br>

<br>

<br>

</div>

<table border=0 width=100 bgcolor=#CCCCCC>

<td><center>

<?php

echo "<a href=MDados.php?User=$UsuarioExterno target=centro2><font

face=verdana color=white size=2>Verificar Meus Dados</a>";

?>

</center></td>

</table>

</div>

<div id="object2" style="position:absolute; visibility:show; left:5px; top:-100px; z-

index:2"><br><br><br>

<center>

<table border=0 width=100 bgcolor=#CCCCCC>

<td><center>
60
<?php

echo "<a href=Adciona.php?User=$UsuarioExterno target=centro2><font

face=verdana color=white size=2>Adicionar Contatos</a>";

?>

</center></td>

</table>

</div>

<div id="object3" style="position:absolute; visibility:show; left:5px; top:-100px; z-

index:2"><br><br><br>

<table border=0 width=100 bgcolor=#CCCCCC>

<td><center>

<?php

echo "<a href=Listar.php?User=$UsuarioExterno target=centro2><font

face=verdana color=white size=2>Listar Contatos</a>";

?>

</center></td>

</table>

</div>

<div id="object4" style="position:absolute; visibility:show; left:5px; top:-100px; z-

index:2"><br><br><br>

<table border=0 width=100 bgcolor=#CCCCCC>


61
<td><center>

<?php

echo "<a href=Excluir.php?User=$UsuarioExterno target=centro2><font

face=verdana color=white size=2>Excluir Contatos</a>";

?>

</center></td>

</table>

</div>

<div id="object5" style="position:absolute; visibility:show; left:5px; top:-100px; z-

index:2"><br><br><br>

<table border=0 width=100 bgcolor=#CCCCCC>

<td><center>

<?php

echo "<a href=Localiza.php?User=$UsuarioExterno target=centro2><font

face=verdana color=white size=2>Localizar Contatos</a>";

?>

</center></td>

</table>

</div>

<div id="object6" style="position:absolute; visibility:show; left:5px; top:-100px; z-

index:2"><br><br><br>
62
<table border=0 width=100 bgcolor=#CCCCCC>

<td><center>

<a href=Logout.php><font face=verdana color=white size=2>Logout</a>

</center></td>

</table>

</div>

</body>

</html>

63
Anexo 3 - Descoberto Primeiro Vírus de Hipertexto

Uma empresa americana de antivírus anunciou a descoberta do

PHP.NewWorld, o primeiro vírus a usar a linguagem de script Hypertext

Preprocessor (PHP), uma das mais populares linguagens utilizadas no

desenvolvimento do e-commerce e de conteúdo de sites.

Segundo especialistas, o vírus não é destrutivo mas em mãos erradas

poderá ser alterado para causar danos, representando assim um novo

desafio para programadores de vírus. Calcula-se que copias do vírus PHP

começarão a circular pela Internet nas próximas semanas.

O PHP é ativado quando um script infectado é executado e contamina

arquivos com extensões .html .php, .hm, ou .htt do diretório Windows. O

vírus não se replica, atingindo apenas uma maquina por vez

64
Anexo 4 - Free Hosts para hospedagem de PHP.

65
66
Bibliografia

• Maxfield, Wade. Aprendendo MySQL & PHP. São Paulo: Makron

Books, 2002. 371 p.

• Niederauer, Juliano. Desenvolvendo Websites com PHP 4. São

Paulo: novatec editora, 2001. 256 p.

• Stoco M., Lucio. Integrando PHP com MySQL. São Paulo:

novatec editora, 2000. 96 p.

• Fischer G., Hebert. PHP. São Paulo: novatec editora, 128 p.

• Damiani B., Edgard. JavaScript. São Paulo: novatec editora,

2001. 144 p.

• Proffitt, Brian & Zupan, Ann. XHTML - Desenvolvimento Web.

São Paulo: Makron Books, 2001. 369 p.

• Info, Coleção. Guia do Webmaster. São Paulo: editora abril,

2003. 114 p.

Visitas à websites:
• http://www.security.unicamp.br/docs/informativos/2001/01/b6.txt -

Acessado em Setembro de 2003

• http://br.share.geocities.com/klausrit/caracteristicas.html - Acessado

em Setembro de 2003

• http://www.phpfacil.com.br - Acessado em Setembro de 2003

• http://www.phpnuke.org.br - Acessado em Setembro de 2003

• http://www.superphp.com.br - Acessado em Maio de 2003

67
• http://www.scriptfacil.com - Acessado em Maio de 2003

• Ao clicar 2 vezes em cima do ícone acima, abrirá-se duas telas,

uma terá o nome de mysqld que inicializa o servidor de banco de dados

http://www.apachephp.rg3.net - Acessado em Julho de 2003

68