Você está na página 1de 25

DECRETO-LEI Nº240/2001 STANDARDS PORTARIA

(ANEXO) AUSTRÁLIA Nº 756/2009


1. O professor promove aprendizagens
curriculares, fundamentando a sua prática 1.2 Conhecimento do ensino e
profissional num saber específico resultante da da aprendizagem
produção e uso de diversos saberes integrados 1.3 Conhecimento do currículo
em função das acções concretas da mesma 2.2 Ensino e aprendizagem
prática, social e eticamente situada.
2.2.5 Ensina o uso apropriado e
relevante das TIC e dos recursos
f) Apoiar as actividades
de informação
curriculares e favorecer o
3.1.2 Empreende a pesquisa para
2. a) Assume-se como um profissional de desenvolvimento dos hábitos e
fornecer elementos para a
educação, com a função específica de ensinar, competências de leitura, da
inovação baseada em evidências
pelo que recorre ao saber próprio da profissão,
nos programas da biblioteca literacia da informação e das
apoiado na investigação e na reflexão partilhada
escolar competências digitais,
da prática educativa e enquadrado em
3.1.3 Envolve a comunidade trabalhando colaborativamente
orientações de política educativa para cuja
escolar em debates sobre temas
definição contribui activamente; com todas as estruturas do
educacionais
3.2.2 Dá ênfase ao ensino e Agrupamento;
aprendizagem nos programas e
serviços da biblioteca
DIMENSÃO PROFISSIONAL, SOCIAL E ÉTICA

2. b) Exerce a sua actividade profissional na a) Assegurar serviço de


escola, entendida como uma instituição biblioteca para todos os alunos;
educativa, à qual está socialmente cometida a 1.3.1 Compreende a literacia, a
responsabilidade específica de garantir a todos, literatura para crianças e jovens, f) Apoiar as actividades
numa perspectiva de escola inclusiva, um o currículo e os programas curriculares e favorecer o
conjunto de aprendizagens de natureza diversa, específicos na sua escola desenvolvimento dos hábitos e
designado por currículo, que, num dado 2.2.3 Apoia o ensino- competências de leitura, da
momento e no quadro de uma construção social aprendizagem, dando acesso literacia da informação e das
negociada e assumida como temporária, é equitativo a recursos competências digitais,
reconhecido como necessidade e direito de profissionalmente seleccionados trabalhando colaborativamente
todos para o seu desenvolvimento integral; com todas as estruturas do
Agrupamento;
1.1.3 Tem profunda compreensão
de como as crianças e jovens se
tormam leitores autónomos
2.1.3 Incentiva um ambiente em
2. c) Fomenta o desenvolvimento da autonomia que os alunos são encorajados a
dos alunos e a sua plena inclusão na sociedade, ler, ver, ouvir e responder
tendo em conta o carácter complexo e autonomamente, para a
diferenciado das aprendizagens escolares; compreensão e por prazer
2.2.4 Apoia os alunos
(individuais) para que
desenvolvam a autonomia na sua
aprendizagem
f) Apoiar as actividades
curriculares e favorecer o
2.1.1 Cria e alimenta um
desenvolvimento dos hábitos e
ambiente de aprendizagem rico
competências de leitura, da
2. d) Promove a qualidade dos contextos de em informação, que sustente as
literacia da informação e das
inserção do processo educativo, de modo a necessidades da comunidade
competências digitais,
garantir o bem-estar dos alunos e o escolar
trabalhando colaborativamente
desenvolvimento de todas as componentes da 2.2.2 Assegura que os seus
com todas as estruturas do
sua identidade individual e cultural; programas respondem às
Agrupamento;
necessidades dos alunos
(learners) da comunidade escolar
g) Apoiar actividades livres,
extracurriculares e de

1
enriquecimento curricular
incluídas no PAA ou PEA;
1.2.3 Compreende a necessidade
de atender ao ambiente social,
2. e) Identifica ponderadamente e respeita as
cultural e de desenvolvimento
diferenças culturais e pessoais dos alunos e
dos alunos na implementação de
demais membros da comunidade educativa,
programas e recursos curriculares
valorizando os diferentes saberes e culturas e
2.2.2 Assegura que os seus
combatendo processos de exclusão e
programas respondem às
discriminação;
necessidades dos alunos
(learners) da comunidade escolar
2. f) Manifesta capacidade relacional e de
comunicação, bem como equilíbrio emocional,
nas várias circunstâncias da sua actividade
profissional;
2. g) Assume a dimensão cívica e formativa das
suas funções, com as inerentes exigências éticas
e deontológicas que lhe estão associadas.
1. O professor promove aprendizagens no 1.2 Conhecimento do ensino e
âmbito de um currículo, no quadro de uma da aprendizagem
relação pedagógica de qualidade, integrando, 1.3 Conhecimento do currículo
com critérios de rigor científico e metodológico, 2.1 Ambiente de aprendizagem
conhecimentos das áreas que o fundamentam. 2.2 Ensino e aprendizagem
1.1.2 Compreende
aprofundadamente como os b) Promover a articulação das
DIMENSÃO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM

alunos (learners) desenvolvem e actividades da BE com o PEA,


aplicam skills e estratégias de PCA e PCT;
aprendizagem ao longo da vida
2.2.1 Colabora com os
professores na planificação e
2. a) Promove aprendizagens significativas no implementação da literacia da
âmbito dos objectivos do projecto curricular de f) Apoiar as actividades
informação e de programas de curriculares e favorecer o
turma, desenvolvendo as competências literatura que levem a resultados
essenciais e estruturantes que o integram; desenvolvimento dos hábitos e
positivos na aprendizagem dos competências de leitura, da
alunos literacia da informação e das
3.2.2 Dá ênfase ao ensino e competências digitais,
aprendizagem nos programas e trabalhando colaborativamente
serviços da biblioteca com todas as estruturas do
Agrupamento;

2. b) Utiliza, de forma integrada, saberes próprios 2.1.1 Cria e alimenta um f) Apoiar as actividades
da sua especialidade e saberes transversais e ambiente de aprendizagem rico curriculares e favorecer o
multidisciplinares adequados ao respectivo nível em informação, que sustente as desenvolvimento dos hábitos e
e ciclo de ensino; necessidades da comunidade competências de leitura, da
escolar literacia da informação e das
2.2.1 Colabora com os competências digitais,
professores na planificação e trabalhando colaborativamente
implementação da literacia da com todas as estruturas do
informação e de programas de Agrupamento;
literatura que levem a resultados
positivos na aprendizagem dos g) Apoiar actividades livres,
alunos extracurriculares e de
2.2.3 Apoia o ensino- enriquecimento curricular
aprendizagem, dando acesso incluídas no PAA ou PEA
equitativo a recursos
profissionalmente seleccionados
2. c) Organiza o ensino e promove, 1.2.1 Tem um conhecimento f) Apoiar as actividades
individualmente ou em equipa, as aprendizagens detalhado da actual pedagogia curriculares e favorecer o
no quadro dos paradigmas epistemológicos das educacional desenvolvimento dos hábitos e
áreas do conhecimento e de opções pedagógicas 1.3.1 Compreende a literacia, a competências de leitura, da

2
e didácticas fundamentadas, recorrendo à literatura para crianças e jovens, literacia da informação e das
actividade experimental sempre que esta se o currículo e os programas competências digitais,
revele pertinente; específicos na sua escola trabalhando colaborativamente
1.3.2 Tem um conhecimento com todas as estruturas do
detalhado de como promover e Agrupamento;
incentivar a leitura
2.2.1 Colabora com os
professores na planificação e
implementação da literacia da
informação e de programas de
literatura que levem a resultados
positivos na aprendizagem dos
alunos
2.2.3 Apoia o ensino-
aprendizagem, dando acesso
equitativo a recursos
profissionalmente seleccionados
3.2.2 Dá ênfase ao ensino e
aprendizagem nos programas e
serviços da biblioteca
3.2.4 Incentiva uma cultura de
leitura através da promoção
activa da literatura
2. d) Utiliza correctamente a língua portuguesa,
nas suas vertentes escrita e oral, constituindo
essa correcta utilização objectivo da sua acção
formativa;
1.1.4 Compreende o papel das f) Apoiar as actividades
2. e) Utiliza, em função das diferentes situações, TIC na aprendizagem ao longo da curriculares e favorecer o
e incorpora adequadamente nas actividades de vida desenvolvimento dos hábitos e
aprendizagem linguagens diversas e suportes 2.1.4 Aprecia a natureza dinâmica competências de leitura, da
variados, nomeadamente as tecnologias de das TIC e o seu papel na literacia da informação e das
informação e comunicação, promovendo a educação competências digitais,
aquisição de competências básicas neste último 2.2.5 Ensina o uso apropriado e trabalhando colaborativamente
domínio; relevante das TIC e dos recursos com todas as estruturas do
de informação Agrupamento;
1.1.2 Compreende
f) Apoiar as actividades
aprofundadamente como os
curriculares e favorecer o
alunos (learners) desenvolvem e
2. f) Promove a aprendizagem sistemática dos desenvolvimento dos hábitos e
aplicam skills e estratégias de
processos de trabalho intelectual e das formas de competências de leitura, da
aprendizagem ao longo da vida
o organizar e comunicar, bem como o literacia da informação e das
2.1.3 Incentiva um ambiente em
envolvimento activo dos alunos nos processos de competências digitais,
que os alunos são encorajados a
aprendizagem e na gestão do currículo; trabalhando colaborativamente
ler, ver, ouvir e responder
com todas as estruturas do
autonomamente, para a
Agrupamento;
compreensão e por prazer
1.2.3 Compreende a necessidade
2. g) Desenvolve estratégias pedagógicas
de atender ao ambiente social,
diferenciadas, conducentes ao sucesso e
cultural e de desenvolvimento
realização de cada aluno no quadro sócio-cultural
dos alunos na implementação de
da diversidade das sociedades e da
programas e recursos curriculares
heterogeneidade dos sujeitos, mobilizando
2.2.2 Assegura que os seus
valores, saberes, experiências e outras
programas respondem às
componentes dos contextos e percursos
necessidades dos alunos
pessoais, culturais e sociais dos alunos;
(learners) da comunidade escolar
2. h) Assegura a realização de actividades 2.2.4 Apoia os alunos g) Apoiar actividades livres,
educativas de apoio aos alunos e coopera na (individuais) para que extracurriculares e de
detecção e acompanhamento de crianças ou desenvolvam a autonomia na sua enriquecimento curricular
jovens com necessidades educativas especiais; aprendizagem incluídas no PAA ou PEA

3
2. i) Incentiva a construção participada de regras
de convivência democrática e gere, com
segurança e flexibilidade, situações
problemáticas e conflitos interpessoais de
natureza diversa;
1.3.3 Tem um profundo
conhecimento da teoria e dos
processos de avaliação actuais
2.4.1 Monitoriza práticas de
ensino para garantir a melhoria
do ensino e da aprendizagem
2.4.2 Avalia a aprendizagem dos i) Implementar processos de
2. j) Utiliza a avaliação, nas suas diferentes alunos para providenciar avaliação dos serviços e
modalidades e áreas de aplicação, como evidências do progresso na
elaborar um relatório anual de
elemento regulador e promotor da qualidade do literacia da informação e na
ensino, da aprendizagem e da sua própria leitura auto-avaliação a remeter ao
formação. 2.4.3 Avalia recursos, instalações, GRBE;
programas e serviços face às
actuais políticas, documentos
normativos e referências
2.4.4 Usa evidências para
fornecer elementos a programas
e serviços

1. O professor exerce a sua actividade 2.1 Ambiente de aprendizagem


profissional, de uma forma integrada, no âmbito 2.2 Ensino e aprendizagem
DIMENSÃO DE PARTICIPAÇÃO NA ESCOLA E DE RELAÇÃO COM A COMUNIDADE

das diferentes dimensões da escola como 3.4 Responsabilidades para com


instituição educativa e no contexto da a comunidade
comunidade em que esta se insere.
2. a) Perspectiva a escola e a comunidade como
espaços de educação inclusiva e de intervenção
social, no quadro de uma formação integral dos
alunos para a cidadania democrática;

b) Promover a articulação das


actividades da BE com o PEA,
PCA e PCT;
f) Apoiar as actividades
1.3.1 Compreende a literacia, a curriculares e favorecer o
literatura para crianças e jovens, desenvolvimento dos hábitos e
o currículo e os programas competências de leitura, da
2. b) Participa na construção, desenvolvimento e
específicos na sua escola literacia da informação e das
avaliação do projecto educativo da escola e dos
2.3.1 Garante que os competências digitais,
respectivos projectos curriculares, bem como nas
procedimentos e políticas da trabalhando colaborativamente
actividades de administração e gestão da escola,
biblioteca implementam a missão com todas as estruturas do
atendendo à articulação entre os vários níveis e
da escola Agrupamento;
ciclos de ensino;
3.3.1 Envolve-se activamente na g) Apoiar actividades livres,
liderança da escola e participa extracurriculares e de
nos órgãos-chave enriquecimento curricular
incluídas no PAA ou PEA
j) Representar a BE no Conselho
Pedagógico.

1.2.3 Compreende a necessidade


de atender ao ambiente social,
2. c) Integra no projecto curricular saberes e cultural e de desenvolvimento
práticas sociais da comunidade, conferindo-lhes dos alunos na implementação de
relevância educativa; programas e recursos curriculares

4
2. d) Colabora com todos os intervenientes no
processo educativo, favorecendo a criação e o
desenvolvimento de relações de respeito mútuo
entre docentes, alunos, encarregados de
educação e pessoal não docente, bem como com
instituições da comunidade;
1.1.2 Compreende
aprofundadamente como os
alunos (learners) desenvolvem e
2. e) Promove interacções com as famílias,
aplicam skills e estratégias de
nomeadamente no âmbito dos projectos de vida
aprendizagem ao longo da vida
e de formação dos seus alunos;
3.1.1 “Empower” outros na
comunidade escolar para
aprendizagem ao longo da vida
h) Estabelecer redes de
2. f) Valoriza a escola enquanto pólo de
trabalho cooperativo,
desenvolvimento social e cultural, cooperando
desenvolvendo projectos de
com outras instituições da comunidade e
participando nos seus projectos; parceria com entidades locais

3.1.2 Empreende a pesquisa para


fornecer elementos para a
inovação baseada em evidências
nos programas da biblioteca
escolar h) Estabelecer redes de
3.1.3 Envolve a comunidade
2. g) Coopera na elaboração e realização de trabalho cooperativo,
escolar em debates sobre temas
estudos e de projectos de intervenção integrados desenvolvendo projectos de
educacionais
na escola e no seu contexto. parceria com entidades locais
3.3.3 Constrói e incentiva equipas
colaborativas dentro da escola e
das comunidades profissionais
3.4.2 Participa activamente
enquanto membro de
comunidades profissionais
1. O professor incorpora a sua formação como
DIMENSÃO DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL AO LONGO

elemento constitutivo da prática profissional,


construindo-a a partir das necessidades e
realizações que consciencializa, mediante a 3.1 Aprendizagem ao longo da
análise problematizada da sua prática vida
pedagógica, a reflexão fundamentada sobre a 3.2 Compromisso
construção da profissão e o recurso à
investigação, em cooperação com outros
profissionais.
3.1.3 Envolve a comunidade
escolar em debates sobre temas
educacionais i) Implementar processos de
DA VIDA

2. a) Reflecte sobre as suas práticas, apoiando-se 3.1.4 Cria e incentiva avaliação dos serviços e
na experiência, na investigação e em outros oportunidades de elaborar um relatório anual de
recursos importantes para a avaliação do seu desenvolvimento profissional auto-avaliação a remeter ao
desenvolvimento profissional, nomeadamente relacionado com a biblioteca para GRBE;
no seu próprio projecto de formação; a equipa
3.2.5 Participa no
desenvolvimento profissional
contínuo
3.1.3 Envolve a comunidade
escolar em debates sobre temas
2. b) Reflecte sobre aspectos éticos e educacionais
deontológicos inerentes à profissão, avaliando os 3.1.4 Cria e incentiva
efeitos das decisões tomadas; oportunidades de
desenvolvimento profissional
relacionado com a biblioteca para

5
a equipa
3.2.5 Participa no
desenvolvimento profissional
contínuo
3.1.4 Cria e incentiva
oportunidades de
desenvolvimento profissional
relacionado com a biblioteca para
a equipa h) Estabelecer redes de
2. c) Perspectiva o trabalho de equipa como
3.3.3 Constrói e incentiva equipas trabalho cooperativo,
factor de enriquecimento da sua formação e da
colaborativas dentro da escola e desenvolvendo projectos de
actividade profissional, privilegiando a partilha
das comunidades profissionais parceria com entidades locais;
de saberes e de experiências;
3.4.2 Participa activamente
enquanto membro de
comunidades profissionais
3.4.3 Demonstra colegialidade e é
mentor de colegas
2. d) Desenvolve competências pessoais, sociais e 3.2.5 Participa no
profissionais, numa perspectiva de formação ao desenvolvimento profissional
longo da vida, considerando as diversidades e contínuo
semelhanças das realidades nacionais e 3.4.2 Participa activamente
internacionais, nomeadamente na União enquanto membro de
Europeia; comunidades profissionais
3.1.2 Empreende a pesquisa para
2. e) Participa em projectos de investigação fornecer elementos para a
relacionados com o ensino, a aprendizagem e o inovação baseada em evidências
desenvolvimento dos alunos. nos programas da biblioteca
escolar
f) Apoiar as actividades
curriculares e favorecer o
desenvolvimento dos hábitos e
1.1.1 Está bem informado sobre a competências de leitura, da
teoria e prática da literacia da literacia da informação e das
informação competências digitais,
trabalhando colaborativamente
com todas as estruturas do
Agrupamento;
f) Apoiar as actividades
curriculares e favorecer o
desenvolvimento dos hábitos e
1.2.2 Está familiarizado com a
competências de leitura, da
literacia da informação e com as
literacia da informação e das
necessidades, skills e interesses
competências digitais,
de informação dos alunos
trabalhando colaborativamente
com todas as estruturas do
Agrupamento;
1.4.1 Compreende que d) Garantir a organização do
bibliotecas escolares
espaço e assegurar a gestão
profissionalmente geridas e
abastecidas de recursos são funcional e pedagógica dos
cruciais para as realizações da recursos materiais da BE;
comunidade escolar
d) Garantir a organização do
1.4.2 Tem um conhecimento espaço e assegurar a gestão
profissional rico sobre os funcional e pedagógica dos
standards nacionais (normas) recursos materiais da BE;
para a gestão da biblioteca e da
informação e) Definir e operacionalizar uma
política de gestão dos recursos

6
de informação, promovendo a
sua integração nas práticas de
professores e alunos;

e) Definir e operacionalizar uma


política de gestão dos recursos
1.4.3 Compreende os standards
de informação, promovendo a
(normas) nacionais para a
recuperação da informação sua integração nas práticas de
professores e alunos;

d) Garantir a organização do
2.1.2 Fornece acesso aos recursos
espaço e assegurar a gestão
de informação através de
sistemas geridos de forma funcional e pedagógica dos
eficiente, efectiva e profissional recursos materiais da BE;

e) Definir e operacionalizar uma


política de gestão dos recursos
2.3.2 Providencia exemplarmente
de informação, promovendo a
serviços de referência e de
informação à comunidade escolar sua integração nas práticas de
professores e alunos;

2.3.3 Faz o planeamento d) Garantir a organização do


estratégico e orçamental para a espaço e assegurar a gestão
melhoria da biblioteca e dos funcional e pedagógica dos
serviços de informação e recursos materiais da BE;
programas
e) Definir e operacionalizar uma
2.3.4 Aplica práticas e sistemas política de gestão dos recursos
de gestão da informação de informação, promovendo a
consistentes com os standards sua integração nas práticas de
(normas) nacionais. professores e alunos;

3.2.1 Procura atingir a excelência


no serviço profissional
3.2.3 Promove a profissão de
professor bibliotecário na sua
escola e junto da comunidade
3.3.2 Promove e alimenta um
“focus” na globalidade da escola
na política e implementação da
literacia da informação
3.3.4 Providencia liderança
c) Assegurar a gestão dos
efectiva e transformadora ao
staff (equipa) da biblioteca recursos humanos da BE;
escolar e serviços de informação
3.4.1 Modela a partilha de
informação
3.4.4 Promove a biblioteca e os
serviços de informação na escola
e na comunidade

7
AUSTRÁLIA

PADRÃO DE EXCELÊNCIA DO PROFESSOR BIBLIOTECÁRIO


Nº Não

O professor bibliotecário excelente... X


usado
usado

1.1.1 Está bem informado sobre a teoria e prática da


1.1 Conhecimento dos
literacia da informação
0 X
princípios da
aprendizagem ao longo 1.1.2 Compreende aprofundadamente como os alunos
da vida (learners) desenvolvem e aplicam skills e estratégias 3
(Compreende os princípios de aprendizagem ao longo da vida
da aprendizagem ao longo 1.1.3 Tem profunda compreensão de como as crianças
da vida) 1
e jovens se tormam leitores autónomos
1.1.4 Compreende o papel das TIC na aprendizagem
0 vezes 1
ao longo da vida
1.2 Conhecimento do
1.2.1 Tem um conhecimento detalhado da actual
1
ensino e da pedagogia educacional
aprendizagem 1.2.2 Está familiarizado com a literacia da informação
(Conhece o ensino e a e com as necessidades, skills e interesses de 0 X
aprendizagem nas informação dos alunos
diversas áreas do 1.2.3 Compreende a necessidade de atender ao
currículo e níveis de ambiente social, cultural e de desenvolvimento dos
1. desenvolvimento) 3
alunos na implementação de programas e recursos
Conhecimento 2 vezes
curriculares
profissional 1.3.1 Compreende a literacia, a literatura para
1.3 Conhecimento do crianças e jovens, o currículo e os programas 3
currículo específicos na sua escola
(Compreende bem a
1.3.2 Tem um conhecimento detalhado de como
comunidade escolar e o 1
currículo) promover e incentivar a leitura
2 vezes 1.3.3 Tem um profundo conhecimento da teoria e dos
1
processos de avaliação actuais
1.4 Conhecimento da 1.4.1 Compreende que bibliotecas escolares
gestão da biblioteca e profissionalmente geridas e abastecidas de recursos 0 X
da informação são cruciais para as realizações da comunidade escolar
(Tem conhecimento 1.4.2 Tem um conhecimento profissional rico sobre os
especializado sobre
standards nacionais (normas) para a gestão da 0 X
gestão de
conhecimento, biblioteca e da informação
recursos, tecnologia e
biblioteca)
1.4.3 Compreende os standards (normas) nacionais
0 X
para a recuperação da informação
0 vezes
2.1.1 Cria e alimenta um ambiente de aprendizagem
rico em informação, que sustente as necessidades da 2
2.1 Ambiente de comunidade escolar
aprendizagem 2.1.2 Fornece acesso aos recursos de informação
(Envolve e desafia os alunos
num ambiente de
através de sistemas geridos de forma eficiente, 0 X
2. efectiva e profissional
aprendizagem rico em
Prática informação) 2.1.3 Incentiva um ambiente em que os alunos são
profissional encorajados a ler, ver, ouvir e responder 2
2 vezes autonomamente, para a compreensão e por prazer
2.1.4 Aprecia a natureza dinâmica das TIC e o seu
1
papel na educação
2.2 Ensino e aprendizagem 2.2.1 Colabora com os professores na planificação e
(Planifica colaborativamente implementação da literacia da informação e de 3
e fornece recursos aos programas de literatura que levem a resultados

8
programas do currículo que positivos na aprendizagem dos alunos
incorporam resultados 2.2.2 Assegura que os seus programas respondem às
transferíveis da literacia da necessidades dos alunos (learners) da comunidade 4
informação e da literatura)
escolar
2.2.3 Apoia o ensino-aprendizagem, dando acesso
3 vezes 3
equitativo a recursos profissionalmente seleccionados
2.2.4 Apoia os alunos (individuais) para que
2
desenvolvam a autonomia na sua aprendizagem
2.2.5 Ensina o uso apropriado e relevante das TIC e
2
dos recursos de informação
2.3.1 Garante que os procedimentos e políticas da
1
2.3 Gestão da biblioteca e biblioteca implementam a missão da escola
dos serviços de informação 2.3.2 Providencia exemplarmente serviços de
(Fornece exemplarmente referência e de informação à comunidade escolar
0 X
serviços de biblioteca e de
2.3.3 Faz o planeamento estratégico e orçamental
informação consistentes
com os standards – normas
para a melhoria da biblioteca e dos serviços de 0 X
– nacionais) informação e programas
2.3.4 Aplica práticas e sistemas de gestão da
0 vezes informação consistentes com os standards (normas) 0 X
nacionais.
2.4.1 Monitoriza práticas de ensino para garantir a
1
melhoria do ensino e da aprendizagem
2.4 Avaliação 2.4.2 Avalia a aprendizagem dos alunos para
(Avalia a aprendizagem dos providenciar evidências do progresso na literacia da 1
alunos e programas e
informação e na leitura
serviços da biblioteca para
informar a prática
2.4.3 Avalia recursos, instalações, programas e
profissional) serviços face às actuais políticas, documentos 1
0 vezes normativos e referências
2.4.4 Usa evidências para fornecer elementos a
1
programas e serviços
3.1.1 Empower outros na comunidade escolar para
1
aprendizagem ao longo da vida
3.1 Aprendizagem ao longo 3.1.2 Empreende a pesquisa para fornecer elementos
da vida para a inovação baseada em evidências nos 3
(Modela e promove a
programas da biblioteca escolar
aprendizagem ao longo da
vida)
3.1.3 Envolve a comunidade escolar em debates sobre
4
temas educacionais
1 vez 3.1.4 Cria e incentiva oportunidades de
desenvolvimento profissional relacionado com a 3
biblioteca para a equipa
3.2.1 Procura atingir a excelência no serviço
3. profissional
0 X
Compromisso 3.2.2 Dá ênfase ao ensino e aprendizagem nos
3.2 Compromisso 3
profissional (Assume um compromisso programas e serviços da biblioteca
para com os princípios da 3.2.3 Promove a profissão de professor bibliotecário
educação e da na sua escola e junto da comunidade
0 X
biblioteconomia) 3.2.4 Incentiva uma cultura de leitura através da
1
promoção activa da literatura
1 vez 3.2.5 Participa no desenvolvimento profissional
contínuo 3

3.3 Liderança 3.3.1 Envolve-se activamente na liderança da escola e


1
(Demonstra liderança nas participa nos órgãos-chave
comunidades escolar e 3.3.2 Promove e alimenta um “focus” na globalidade 0 X

9
profissional) da escola na política e implementação da literacia da
informação
0 vezes 3.3.3 Constrói e incentiva equipas colaborativas
2
dentro da escola e das comunidades profissionais
3.3.4 Providencia liderança efectiva e transformadora
ao staff (equipa) da biblioteca escolar e serviços de 0 X
informação
3.4 Responsabilidades para 3.4.1 Modela a partilha de informação 0 X
com a comunidade 3.4.2 Participa activamente enquanto membro de
3
(Participa activamente nas comunidades profissionais
redes profissionais de 3.4.3 Demonstra colegialidade e é mentor de colegas 1
educação e biblioteca) 3.4.4 Promove a biblioteca e os serviços de
1 vez
informação na escola e na comunidade
0 X

10
Portaria nº 756/2009

Art.3º - Conteúdo funcional


ELEMENTOS USADOS E NÃO USADOS NA COMPARAÇÃO COM O DEC-LEI Nº 240/2001
USADOS
NÃO USADOS
Nº DE VEZES

a) Assegurar serviço de biblioteca para todos os alunos do Agrupamento; 1

b) Promover a articulação das actividades da BE com os objectivos do PEA, PCA e


2
PCT;

c) Assegurar a gestão dos recursos humanos afectos à(s) BE(s); 0 x

d) Garantir a organização do espaço e assegurar a gestão funcional e pedagógica


dos recursos materiais afectos à BE;
0 x

e) Definir e operacionalizar uma política de gestão dos recursos de informação,


promovendo a sua integração nas práticas de professores e alunos;
0 x

f) Apoiar as actividades curriculares e favorecer o desenvolvimento dos hábitos e


competências de leitura, da literacia da informação e das competências digitais, 9
trabalhando colaborativamente com todas as estruturas do Agrupamento;
g) Apoiar actividades livres, extracurriculares e de enriquecimento curricular
4
incluídas no PAA ou PEA;

h) Estabelecer redes de trabalho cooperativo, desenvolvendo projectos de parceria


3
com entidades locais;

i) Implementar processos de avaliação dos serviços e elaborar um relatório anual


1
de auto-avaliação a remeter ao GRBE;

j) Representar a BE no Conselho Pedagógico, nos termos do regulamento interno. 1

11
QUADRO 1

O QUE ESTÁ NO DEC.-LEI Nº 240/2001 E NÃO ESTÁ NOS STANDARDS DA AUSTRÁLIA

Alíneas completas Conceitos

1ª Dimensão: - escola inclusiva (só aparece no ponto 2.2.3, como


“acesso equitativo a recursos...”)
f) Manifesta capacidade relacional e de - combate à exclusão e discriminação
comunicação, bem como equilíbrio emocional, nas - inclusão social
várias circunstâncias da sua actividade profissional; - bem-estar dos alunos
- capacidade relacional
g) Assume a dimensão cívica e formativa das suas - comunicação
funções, com as inerentes exigências éticas e - equilíbrio emocional
deontológicas que lhe estão associadas - dimensão cívica e formativa das funções

2ª Dimensão: - projecto curricular de turma


- actividade experimental
d) Utiliza correctamente a língua portuguesa, nas - necessidades educativas especiais
suas vertentes escrita e oral, constituindo essa - uso correcto da língua
correcta utilização objectivo da sua acção - regras de convivência democrática
formativa; - situações problemáticas
- conflitos interpessoais
i) Incentiva a construção participada de regras de
convivência democrática e gere, com segurança e
flexibilidade, situações problemáticas e conflitos
interpessoais de natureza diversa;

3ª Dimensão: - educação inclusiva


- intervenção social
a) Perspectiva a escola e a comunidade como - formação integral
espaços de educação inclusiva e de intervenção - cidadania democrática
social, no quadro de uma formação integral dos - interacção com as famílias
alunos para a cidadania democrática;

d) Colabora com todos os intervenientes no


processo educativo, favorecendo a criação e o
desenvolvimento de relações de respeito mútuo
entre docentes, alunos, encarregados de educação
e pessoal não docente, bem como com instituições
da comunidade;

f) Valoriza a escola enquanto pólo de


desenvolvimento social e cultural, cooperando com

12
outras instituições da comunidade e participando
nos seus projectos;

4ª Dimensão: - realidades internacionais/União Europeia


______________________________

13
QUADRO 2

O QUE ESTÁ NOS STANDARDS DA AUSTRÁLIA E NÃO ESTÁ NO DEC.-LEI Nº 240/2001

Pontos de carácter geral


1.1 Conhecimento dos princípios da aprendizagem ao longo da vida
1.4 Conhecimento da gestão da biblioteca e da informação
2.3 Gestão da biblioteca e dos serviços de informação
2.4 Avaliação
3.3 Liderança

Pontos específicos completos Conceitos

1.1.1 Está bem informado sobre a teoria e prática da


literacia da informação
- literacia da informação;
1.2.2 Está familiarizado com a literacia da informação e
com as necessidades, skills e interesses de informação - skills e estratégias de aprendizagem (o Dec. menciona
dos alunos apenas, na f) do 2ª Dimensão, o “processo de trabalho
intelectual”;
1.4.1 Compreende que bibliotecas escolares
profissionalmente geridas e abastecidas de recursos - inovação;
são cruciais para as realizações da comunidade escolar - evidências;
1.4.2 Tem um conhecimento profissional rico sobre os -monitorizar práticas de ensino;
standards nacionais (normas) para a gestão da
biblioteca e da informação - avaliação de recursos, instalações, programas e
serviços;
1.4.3 Compreende os standards (normas) nacionais
para a recuperação da informação - Excelência (procurar atingir);

2.1.2 Fornece acesso aos recursos de informação - cultura de leitura;


através de sistemas geridos de forma eficiente, efectiva
- liderança;
e profissional
- comunidades profissionais;
2.3.2 Providencia exemplarmente serviços de
referência e de informação à comunidade escolar - colegialidade;
2.3.3 Faz o planeamento estratégico e orçamental para - ser mentor de colegas.
a melhoria da biblioteca e dos serviços de informação e
programas

2.3.4 Aplica práticas e sistemas de gestão da


informação consistentes com os standards (normas)
nacionais.

14
3.2.1 Procura atingir a excelência no serviço profissional

3.2.3 Promove a profissão de professor bibliotecário na


sua escola e junto da comunidade

3.3.2 Promove e alimenta um “focus” na globalidade da


escola na política e implementação da literacia da
informação

3.3.4 Providencia liderança efectiva e transformadora


ao staff (equipa) da biblioteca escolar e serviços de
informação

3.4.1 Modela a partilha de informação

3.4.4 Promove a biblioteca e os serviços de informação


na escola e na comunidade

15
QUADRO 3

O QUE ESTÁ NO DEC.-LEI Nº 240/2001 E NÃO ESTÁ NA PORTARIA Nº756/2009

Alíneas completas Conceitos

1ª Dimensão: - escola inclusiva


- combate à exclusão e discriminação
c) Fomenta o desenvolvimento da autonomia dos - inclusão social
alunos e a sua plena inclusão na sociedade, tendo - bem-estar dos alunos
em conta o carácter complexo e diferenciado das - identidade individual e cultural dos alunos
aprendizagens escolares; - capacidade relacional
- comunicação
e) Identifica ponderadamente e respeita as - equilíbrio emocional
diferenças culturais e pessoais dos alunos e demais - dimensão cívica e formativa das funções
membros da comunidade educativa, valorizando os - exigências éticas e deontológicas
diferentes saberes e culturas e combatendo - autonomia
processos de exclusão e discriminação; - (respeitar) diferenças culturais e pessoais
- (valorizar) diferentes saberes e culturas
f) Manifesta capacidade relacional e de
comunicação, bem como equilíbrio emocional, nas
várias circunstâncias da sua actividade profissional;

g) Assume a dimensão cívica e formativa das suas


funções, com as inerentes exigências éticas e
deontológicas que lhe estão associadas

2ª Dimensão: - aprendizagens significativas


- Paradigmas epistemológicos
d) Utiliza correctamente a língua portuguesa, nas - actividade experimental
suas vertentes escrita e oral, constituindo essa - processos de trabalho intelectual
correcta utilização objectivo da sua acção - envolvimento activo dos alunos na gestão do
formativa; currículo
- estratégias pedagógicas diferenciadas
g) Desenvolve estratégias pedagógicas - diversidade das sociedades
diferenciadas, conducentes ao sucesso e realização Heterogeneidade dos sujeitos
de cada aluno no quadro sócio-cultural da - necessidades educativas especiais
diversidade das sociedades e da heterogeneidade - uso da língua portuguesa
dos sujeitos, mobilizando valores, saberes, - regras de convivência democrática
experiências e outras componentes dos contextos e - situações problemáticas
percursos pessoais, culturais e sociais dos alunos; - conflitos interpessoais

i) Incentiva a construção participada de regras de


convivência democrática e gere, com segurança e
flexibilidade, situações problemáticas e conflitos
interpessoais de natureza diversa;

16
3ª Dimensão: - educação inclusiva
- intervenção social
a) Perspectiva a escola e a comunidade como - formação integral
espaços de educação inclusiva e de intervenção - cidadania democrática
social, no quadro de uma formação integral dos - interacção com as famílias
alunos para a cidadania democrática; - projectos de vida e de formação dos alunos

c) Integra no projecto curricular saberes e práticas


sociais da comunidade, conferindo-lhes relevância
educativa;

d) Colabora com todos os intervenientes no


processo educativo, favorecendo a criação e o
desenvolvimento de relações de respeito mútuo
entre docentes, alunos, encarregados de educação
e pessoal não docente, bem como com instituições
da comunidade;

e) Promove interacções com as famílias,


nomeadamente no âmbito dos projectos de vida e
de formação dos seus alunos;

f) Valoriza a escola enquanto pólo de


desenvolvimento social e cultural, cooperando com
outras instituições da comunidade e participando
nos seus projectos;

4ª Dimensão: - projecto de formação do próprio professor


- desenvolvimento profissional
b) Reflecte sobre aspectos éticos e deontológicos - aspectos éticos e deontológicos da profissão
inerentes à profissão, avaliando os efeitos das - competências pessoais, sociais e profissionais
decisões tomadas; - formação ao longo da vida
- realidades internacionais/União Europeia
d) Desenvolve competências pessoais, sociais e - projectos de investigação
profissionais, numa perspectiva de formação ao
longo da vida, considerando as diversidades e
semelhanças das realidades nacionais e
internacionais, nomeadamente na União Europeia;

e) Participa em projectos de investigação


relacionados com o ensino, a aprendizagem e o
desenvolvimento dos alunos.

17
QUADRO 4

O QUE ESTÁ NA PORTARIA Nº 756/2009 E NÃO ESTÁ NO DEC.-LEI Nº 240/2001

Alíneas completas Conceitos

c) Assegurar a gestão dos recursos humanos afectos - serviço de biblioteca


à(s) BE(s); - gestão dos recursos humanos da BE
- organização do espaço
- gestão funcional e pedagógica dos recursos
materiais
d) Garantir a organização do espaço e assegurar a - recursos de informação
gestão funcional e pedagógica dos recursos - política de gestão dos recursos de informação
materiais afectos à BE; - hábitos e competências de leitura
- literacia da informação
- actividades livres, extracurriculares e de
enriquecimento curricular
e) Definir e operacionalizar uma política de gestão - avaliação dos serviços
dos recursos de informação, promovendo a sua
integração nas práticas de professores e alunos;

QUADRO 5

O QUE ESTÁ NA PORTARIA Nº 756/2009 E NÃO ESTÁ NOS STANDARDS DA AUSTRÁLIA

Alíneas completas Conceitos

h) Estabelecer redes de trabalho cooperativo, - projectos de parceria com entidades locais


desenvolvendo projectos de parceria com - promover a integração dos recursos de
entidades locais; informação nas práticas de professores e alunos
- actividades livres, extracurriculares e de
g) Apoiar actividades livres, extracurriculares e de enriquecimento curricular
enriquecimento curricular incluídas no PAA ou PEA; - relatório anual de auto-avaliação do professor
bibliotecário

18
QUADRO 6

O QUE ESTÁ NOS STANDARDS DA AUSTRÁLIA E NÃO ESTÁ NA PORTARIA Nº 756/2009

Alíneas completas

(A vermelho aquilo que a Portaria refere, ainda que formulado de maneira diferente)

1.1.1 Está bem informado sobre a teoria e prática da literacia da informação

1.1.2 Compreende aprofundadamente como os alunos (learners) desenvolvem e aplicam skills e estratégias de
aprendizagem ao longo da vida

1.1.3 Tem profunda compreensão de como as crianças e jovens se tormam leitores autónomos

1.1.4 Compreende o papel das TIC na aprendizagem ao longo da vida

1.2.1 Tem um conhecimento detalhado da actual pedagogia educacional

1.2.2 Está familiarizado com a literacia da informação e com as necessidades, skills e interesses de informação
dos alunos

1.2.3 Compreende a necessidade de atender ao ambiente social, cultural e de desenvolvimento dos alunos na
implementação de programas e recursos curriculares

1.3.1 Compreende a literacia, a literatura para crianças e jovens, o currículo e os programas específicos na sua
escola

1.3.2 Tem um conhecimento detalhado de como promover e incentivar a leitura

1.3.3 Tem um profundo conhecimento da teoria e dos processos de avaliação actuais

19
1.4.1 Compreende que bibliotecas escolares profissionalmente geridas e abastecidas de recursos são cruciais
para as realizações da comunidade escolar

1.4.2 Tem um conhecimento profissional rico sobre os standards nacionais (normas) para a gestão da biblioteca
e da informação

1.4.3 Compreende os standards (normas) nacionais para a recuperação da informação

2.1.1 Cria e alimenta um ambiente de aprendizagem rico em informação, que sustente as necessidades da
comunidade escolar

2.1.2 Fornece acesso aos recursos de informação através de sistemas geridos de forma eficiente, efectiva e
profissional (sem qualificativos)

2.1.3 Incentiva um ambiente em que os alunos são encorajados a ler, ver, ouvir e responder autonomamente,
para a compreensão e por prazer

2.1.4 Aprecia a natureza dinâmica das TIC e o seu papel na educação (“favorecer o desenvolvimento ... das
competências digitais”)

2.2.1 Colabora com os professores na planificação e implementação da literacia da informação e de programas


de literatura que levem a resultados positivos na aprendizagem dos alunos

2.2.2 Assegura que os seus programas respondem às necessidades dos alunos (learners) da comunidade escolar

2.2.3 Apoia o ensino-aprendizagem, dando acesso equitativo a recursos profissionalmente seleccionados

2.2.4 Apoia os alunos (individuais) para que desenvolvam a autonomia na sua aprendizagem

2.2.5 Ensina o uso apropriado e relevante das TIC e dos recursos de informação

2.3.1 Garante que os procedimentos e políticas da biblioteca implementam a missão da escola (na medida em
que articula com o PEA)

20
2.3.2 Providencia exemplarmente serviços de referência e de informação à comunidade escolar (excepto
“exemplarmente”)

2.3.3 Faz o planeamento estratégico e orçamental para a melhoria da biblioteca e dos serviços de informação e
programas

2.3.4 Aplica práticas e sistemas de gestão da informação consistentes com os standards (normas) nacionais.

2.4.1 Monitoriza práticas de ensino para garantir a melhoria do ensino e da aprendizagem

2.4.2 Avalia a aprendizagem dos alunos para providenciar evidências do progresso na literacia da informação e
na leitura

2.4.3 Avalia recursos, instalações, programas e serviços face às actuais políticas, documentos normativos e
referências

2.4.4 Usa evidências para fornecer elementos a programas e serviços (só implicitamente)

3.1.1 Empower outros na comunidade escolar para aprendizagem ao longo da vida

3.1.2 Empreende a pesquisa para fornecer elementos para a inovação baseada em evidências nos programas da
biblioteca escolar

3.1.3 Envolve a comunidade escolar em debates sobre temas educacionais

3.1.4 Cria e incentiva oportunidades de desenvolvimento profissional relacionado com a biblioteca para a equipa

3.2.1 Procura atingir a excelência no serviço profissional

3.2.2 Dá ênfase ao ensino e aprendizagem nos programas e serviços da biblioteca (implicitamente)

21
3.2.3 Promove a profissão de professor bibliotecário na sua escola e junto da comunidade

3.2.4 Incentiva uma cultura de leitura através da promoção activa da literatura

3.2.5 Participa no desenvolvimento profissional contínuo

3.3.1 Envolve-se activamente na liderança da escola e participa nos órgãos-chave

3.3.2 Promove e alimenta um “focus” na globalidade da escola na política e implementação da literacia da


informação

3.3.3 Constrói e incentiva equipas colaborativas dentro da escola e das comunidades profissionais

3.3.4 Providencia liderança efectiva e transformadora ao staff (equipa) da biblioteca escolar e serviços de
informação

3.4.1 Modela a partilha de informação

3.4.2 Participa activamente enquanto membro de comunidades profissionais

3.4.3 Demonstra colegialidade e é mentor de colegas

3.4.4 Promove a biblioteca e os serviços de informação na escola e na comunidade

22
SÍNTESE DAS DIFERENÇAS

- relação pedagógica

- características pessoais

- relações interpessoais com todos os


elementos da comunidade escolar
PROFESSOR
- uso correcto da língua

- necessidades educativas especiais

- valores: educação inclusiva, formação


integral, cidadania democrática...

Biblioteconomia, recursos de informação,


PROFESSOR BIBLIOTECÁRIO serviços de referência, literacia da
informação, gestão da biblioteca...

23
ELEMENTOS COMUNS AOS TRÊS DOCUMENTOS

Nº TOTAL
DIMENSÕES Nº ALÍNEAS COMUNS
ALÍNEAS COMUNS
DEC.-LEI 240/2001 AOS 3 DOC
EM 2 DOC.

PROFISSIONAL, SOCIAL E ÉTICA 3/7 5/7

DESENVOLVIMENTO DO ENSINO E
9 / 11 9 / 11
DA APRENDIZAGEM

PARTICIPAÇÃO NA ESCOLA E
2/7 5/7
RELAÇÃO COM A COMUNIDADE

DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL
2/5 5/5
AO LONGO DA VIDA

IDEIAS COMUNS
- ensinar/apoiar as actividades curriculares
- pesquisar/investigar, reflectir/debater
- currículo
- equidade
DIMENSÃO
PROFISSIONAL, - autonomia (só no Dec. e Standards)
SOCIAL E ÉTICA - criação/apoio aos contextos/ambientes de aprendizagem
- apoio a necessidades individuais (só no Dec. e Standards)
- levar em conta o ambiente sócio-cultural (só no Dec. e
Standards)
- desenvolvimento de estratégias de
aprendizagem/competências
- usar um saber transversal
DIMENSÃO DE - promover aprendizagens
DESENVOLVIMENTO - usar/promover as TIC
DO ENSINO E DA
APRENDIZAGEM - levar em conta o ambiente sócio-cultural (só no Dec. e
Standards)
- apoio a necessidades individuais (não NEE)
- avaliação

24
- conhecer/articular com o currículo da escola
- missão da escola/PEA
- participar na administração/gestão da escola
- levar em conta o ambiente sócio-cultural (só no Dec. e
Standards)
DIMENSÃO DE
PARTICIPAÇÃO NA - formação do aluno/aprendizagem ao longo da vida (só no
ESCOLA E RELAÇÃO Dec. e Standards)
COM A - estudos/debates/projectos de investigação/pesquisa em
COMUNIDADE equipa
- trabalho colaborativo/em equipa
- relação com comunidade/entidades locais (só no Dec. e
Portaria)

- formação/desenvolvimento profissional (só no Dec e


Standards)

DIMENSÃO DE - avaliação dos serviços/práticas


DESENVOLVIMENTO - auto-avaliação (só no Dec e Portaria)
PROFISSIONAL AO
- reflexão sobre a profissão (só no Dec e Standards)
LONGO DA VIDA
- trabalho em equipa/cooperação

25