Você está na página 1de 60

Aplicações para Banco de Dados Local

_______________________________________________________________________________

DELPHI

APLICAÇÕES PARA
BANCO DE DADOS LOCAL
Prof. José Geraldo Orlandi
FAVI – Instituto de Ensino Superior
Versão 1.0 – Maio 2004

1
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
ÍNDICE

1. INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS ........................................................................................ 3


BDE................................................................................................................................................................................................................. 3
BDE ADMINISTRATOR ...................................................................................................................................................................................... 3
ARQUITETURA DO BANCO DE DADOS DO DELPHI............................................................................................................................................... 4
ARQUITETURA DOS COMPONENTES DE BANCO DE DADOS ................................................................................................................................. 4
DATABASE DESKTOP ........................................................................................................................................................................................ 5
ALIASES ........................................................................................................................................................................................................... 7
DATABASE EXPLORER....................................................................................................................................................................................... 7
PALETA DE COMPONENTES DA PÁGINA DE ACESSO DE DADOS ........................................................................................................................... 7
PALETA DE COMPONENTES DA PÁGINA DE CONTROLE DE DADOS....................................................................................................................... 8
USANDO DATASETS .......................................................................................................................................................................................... 9
ESTADOS DO DATASET ..................................................................................................................................................................................... 9
UTILIZANDO O COMPONENTE E DATASOURCE ................................................................................................................................................. 10
PROPRIEDADES DO OBJETO TDATASET ........................................................................................................................................................... 12
MÉTODOS DO OBJETO TDATASET ................................................................................................................................................................... 13
EVENTOS DO OBJETO TDATASET .................................................................................................................................................................... 14
UTILIZANDO O OBJETO TFIELDS ..................................................................................................................................................................... 15
COMPONENTE TABLE ...................................................................................................................................................................................... 18
CRIANDO UMA APLICAÇÃO UTILIZANDO O COMPONENTE TABLE..................................................................................................................... 18
O COMPONENTE QUERY ................................................................................................................................................................................. 22
CRIANDO UMA APLICAÇÃO UTILIZANDO O COMPONENTE QUERY .................................................................................................................... 24
UTILIZANDO O COMPONENTE DATABASE GRID ............................................................................................................................................... 27

2. BANCOS DE DADOS RELACIONAIS ........................................................................................ 30


CHAVES DE ACESSO ........................................................................................................................................................................................ 30
CHAVES PRIMÁRIAS ........................................................................................................................................................................................ 30
CHAVES SECUNDÁRIAS ................................................................................................................................................................................... 30
CHAVES ESTRANGEIRAS.................................................................................................................................................................................. 31
CONSISTÊNCIA E INTEGRIDADE DOS DADOS..................................................................................................................................................... 31
INTEGRIDADE REFERENCIAL ........................................................................................................................................................................... 31

3. FORM WIZARD .......................................................................................................................................................... 33


4. COMPONENTE DATABASE LOOKUP.................................................................................... 35
COMPONENTE DBLOOKUPLISTBOX ................................................................................................................................................................ 35
COMPONENTES DBLOOKUPCOMBOBOX ......................................................................................................................................................... 35
ADICIONANDO UM COMPONENTE DATABASE LOOKUP A UM FORM .................................................................................................................. 35
CRIANDO UMA APLICAÇÃO UTILIZANDO UM COMPONENTE DATABASE LOOKUP.............................................................................................. 36

5. CRIANDO UM APLICATIVO MASTER/DETAIL..................................................... 39


TABELA MASTER ............................................................................................................................................................................................ 45
TABELA DETAIL.............................................................................................................................................................................................. 47
ALTERANDO AS PROPRIEDADES DE ALGUNS COMPONENTES DO FORMULÁRIO. .................................................................................................. 49

6. RELATÓRIOS ................................................................................................................................................................ 57
CONSTRUÇÃO DE UM RELATÓRIO SIMPLES ...................................................................................................................................................... 58
CONSTRUÇÃO DE UM RELATÓRIO MASTER/DETAIL ......................................................................................................................................... 59

2
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

1. INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS


Os aplicativos de banco de dados do Delphi não têm acesso direto às fontes de dados que eles referenciam. O
Delphi faz interface com o Borland Database Engine (BDE) que tem acesso direto às diversas fontes de dados,
incluindo dBase, Paradox, etc. O BDE também pode fazer interface com SQL, permitindo acesso a diversos
servidores, remotos ou locais.

BDE
O Borland Database Engine é o coração do Delphi em suas aplicações com banco de dados principalmente
usando Paradox e dBase. O BDE é uma coleção de DLLs que as aplicações de banco de dados irão fazer
chamadas. Cada estação de trabalho que tiver a aplicação de banco de dados instalada deverá ter também o
BDE instalado. O Delphi vem com a instalação do BDE para você adicionar a sua aplicação.

O BDE permite a você usar tabelas dBase, Paradox ou ODBC em modo multi-usuário. A versão Cliente/Servidor
do Delphi também vem com links para servidores de banco de dados como Oracle, Sybase, MS SQL Server,
Informix, e InterBase.

BDE Administrator
Com o BDE Administrator você pode alterar a configuração da BDE, por exemplo em Configuration/System/Init
você tem a propriedade Local Share que deve ser setada para True, quando você quiser que a base de dados
seja compartilhada em uma rede. Além disso, você pode criar Aliases, como no Database Explorer.

O BDE Administrator

3
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Arquitetura do Banco de Dados do Delphi


As aplicações em Delphi não acessam diretamente o banco de dados. O acesso é feito através do BDE. Portanto
devido a este fato, elas são leves e padronizadas.

Arquitetura do Banco de Dados em Delphi

Arquitetura dos Componentes de Banco de Dados

Arquitetura de Acesso a DB em Delphi

4
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

DataBase Desktop
O DataBase Desktop é uma ferramenta do DELPHI para manipulação de Banco de Dados. Ela é útil
principalmente para:

• criação de banco de dados;


• alteração das características dos campos.

EXEMPLO: criar uma tabela contendo os funcionários de uma empresa.


Para ilustrar o funcionamento do DataBase Desktop será criada uma tabela de produtos com os seguintes
campos: CÓDIGO, NOME DA PESSOA, IDADE, SEXO, ENDERECO, CIDADE, UF e SALÁRIO. Para isto devem ser
seguidos os passos abaixo:

PASSO 1
Clique na opção Tools no menu principal do DELPHI, e, em seguida, na opção Database Desktop. Neste
momento será aberto o programa Database Desktop.

PASSO 2
No menu principal do Database Desktop selecione a opção File, seguida de New e, por fim, a opção Table
(Erro! A origem da referência não foi encontrada.).

PASSO 3
O próximo diálogo permite que se selecione o tipo da tabela a ser criada. Selecione a opção Paradox 7 e clique
em OK. As tabelas Paradox tem extensão (DB) e oferecem mais recursos que as tabelas DBase (extensão
DBF).

Database Desktop: criando uma nova tabela.

PASSO 4
Neste instante devem ser definidos os atributos dos campos, como segue:
• Field Name: define o nome do campo;
• Type: define o tipo do campo. Clicando com o botão direito do mouse pode-se selecionar o tipo do
campo;
• Size: define o tamanho do campo. Só está disponível para alguns tipos;
• Key: define campos-chave para bancos de dados relacionais.

Ainda nesta tela pode-se definir:


• Table properties: define características gerais dos campos da tabela;
• Required Field: define se o campo tem um valor requerido;
• Minimum Value: valor mínimo para o campo;
• Maximum Value: valor máximo para o campo;
• Default Value: valor default para o campo;
• Picture: define o tipo de campos figura.

5
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Database Desktop: definindo os atributos dos campos

PASSO 5
Clicando no botão Save As, deve aparecer uma caixa de diálogo para que se possa salvar a tabela em disco.
Dê um nome a tabela e clique no botão Save.
) Verifique com atenção o diretório onde está gravando a tabela.

Neste instante a tabela foi criada. Para verificar se ela foi criada corretamente pode-se selecionar File | Open |
Table no menu principal do Database Desktop, para poder abrir o arquivo gravado.

Table Properties
Em Table Properties você define os vários aspectos de configuração da tabela. Muitas dessas opções podem ser
implementadas no Delphi e vários programadores preferem não usá-las no Database Desktop.

Opção Descrição
Validity Checks Validações para os campos, como obrigatoriedade, valor mínimo e máximo
Table Lookup Indica que o valor atribuído a um determinado campo tem que estar gravado em outra
tabela
Secondary Cria índices secundários
Indexes
Referential Cria integridade referencial, geralmente utilizada em relacionamentos de 1 para N.
Integrity
Password Permite a criação de senhas, protegendo a tabela de acesso não autorizado
Security
Table Language Especificar o driver de língua utilizado pela tabela, geralmente é o Pdox ANSI Intl850
Dependent Mostra todas as tabela dependentes através da integridade referencial
Tables

Tipos de Campos
Os principais tipos de campos são mostrados abaixo, mas existem outros além desses. Os tamanhos marcados
com asterisco indicam que o campo pode guardar tamanhos maiores que os informados, o que ultrapassar o
tamanho será guardado em um arquivo externo com a extensão MB.

6
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Tipo Descrição Faixa Tamanho
A Alfanumérico 1-255
N Numérico ± 10 308
$ Monetário
S Short Integer ± 32767
I Long Integer ± 2147483648
D Data
T Hora
@ Data e Hora de modificação
M Memo 1-240*
G Gráfico 1-240*
L Lógico True/False
+ Autoincremental 1-2147483648

Aliases
Um Alias é um nome lógico, um atalho para um banco de dados. Todo o trabalho do Delphi com um banco de
dados pode ser feito baseado no Alias, de forma que para mudar de banco de dados, só é necessário mudar o
Alias. Para criar um Alias você pode usar Database Explorer, o BDE Administrator ou o próprio Database
Desktop.

Database Explorer
Pode aparecer com os nomes Database Explorer ou SQL Explorer. Nele você pode manipular os Aliases,
navegar pelas estruturas dos bancos de dados, alterar os dados das tabelas e executar comandos SQL.

Para criar um Alias selecione o item Databases, clique em Object/New, escolha o tipo do banco de dados, ou
Standard para dBase, Paradox e arquivos texto, depois digite um nome do Alias, esse nome será usado pelo
Delphi quando você quiser acessar o banco de dados, finalmente defina as propriedades do banco de dados na
seção Definition, cada banco de dados terá suas próprias definições. O assunto será abordado com detalhes
posteriormente.

Paleta de Componentes da página de Acesso de Dados

Paleta Data Access

Componente Utilidade
TDataSource Atua como um conduto entre componentes TTable, TQuery, TStoredProc e componentes
de controle, como um TDBGrid
TTable Adquire dados de uma tabela de banco de dados via o BDE e fornece dados para um ou
mais componentes de controle de dados através do componente TDataSource. Envia
dados recebidos de um componente para um banco de dados via o BDE.
TQuery Usa estruturas em SQL para recuperar dados de uma tabela de banco de dados via o BDE,
e fornece dados para um ou mais componentes de controle de dados através de um
TDataSouce, ou usa estruturas em SQL para enviar dados de um componente para um
banco de dados via o BDE.
TStoreProc Habilita uma aplicação para acessar procedimentos armazenados em um servidor. Envia
dados recebidos de um componente para um banco de dados via o BDE.
TDataBase Instala uma conexão permanente com um banco de dados, especialmente um banco de
dados remoto requerendo um login do usuário e uma senha.
7
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
TBatchMove Copia a estrutura de uma tabela ou seus dados. Pode ser usado para mover tabelas
inteiras de uma formato de banco de dados para outro.
TSession Fornece gerenciamento global para um grupo de conexões a banco de dados dentro de
uma aplicação. Delphi cria automaticamente uma sessão default se não for criada pelo
usuário.
TUpdateSQL Aplica cached updates como agente de queries ou stored procedures que não podem ser
salvas diretamente no banco de dados.
TNestedTable É um componente Dataset que encapsula uma tabela de banco de dados que está
aninhada como um campo dentro de uma outra tabela.

Paleta de Componentes da página de Controle de Dados

Paleta Data Controls

Componente Utilidade
TDBGrid Grade padrão de controle de dados que possibilita visualizar e editar dados de forma
tabular, semelhante a uma planilha; faz uso extensivo das propriedades do TField
(estabelecidos no Editor de Campos Fields Editor) para determinar a visibilidade de
uma coluna, formato da visualização, ordem, etc.
TDBNavigator Botões de navegação para controle de dados que move o apontador do registro
corrente de uma tabela para o posterior ou anterior, inicia inserção ou modo de
edição; confirma novos ou modificações de registros; cancela o modo de edição; e
refresca (refaz) a tela para recuperar dados atualizados.
TDBText Rótulo de controle de dados que pode mostrar um campo corrente do registro ativo.
TDBEdit Caixa de edição de controle de dados que pode mostrar ou editar um campo
corrente do registro ativo.
TDBCheckBox Caixa de verificação de controle de dados que pode mostrar ou editar dados lógico
de uma campo corrente do registro ativo.
TDBListBox Caixa de Lista de controle de dados que pode mostrar valores da coluna de uma
tabela.
TDBComboBox Caixa de Lista móvel de controle de dados que pode mostrar ou editar valores da
coluna de uma tabela.
TDBRadioGroup Grupos de radio de controle de dados com botões de rádio que pode mostrar ou
setar valores de colunas.
TDBMemo Caixa memo de controle de dados que pode mostrar ou editar dados textos do
registro corrente ativo.
TDBImage Caixa de Imagem de controle de dados que pode mostrar, cortar ou colar imagens
BLOB bitmap’s do registro corrente ativo.
TDBLookupList Caixa de Lista de controle de dados que mostrar valores mapeados através de outra
tabela em tempo de compilação.
TDBLookupCombo Caixa de Combo de controle de dados que mostrar valores mapeados através de
outra tabela em tempo de compilação.
TDBRichEdit Representa um controle de edit multi-linhas que pode mostrar e editar um campo
memo em texto rico em um dataset..
TDBCtrlGrid Mostra registros de uma fonte de dados em um lay-out com tipo de formato livre.
TDBChart É derivado do TChart e herda todas suas funcionalidades. Adquire a série de dados
direto de um banco de dados.

8
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Usando DataSets
Para manipular e consultar bancos de dados, você precisa entender o conceito de dataset. Um dataset no
Delphi é um objeto que consiste de uma série de registros, cada um contendo qualquer quantidade de campos
e um ponteiro para o registro atual. O dataset pode ter uma correspondência direta, um-para-um, com uma
tabela física, ou, como um resultado de uma query, pode ser um subconjunto de uma tabela ou uma junção de
diversas tabelas. As classes de componentes

Um dataset no Delphi é o tipo de objeto TDataSet e é uma classe abstrata. Uma classe abstrata é uma classe
de onde você pode derivar outras classes, mas não pode criar uma variável desta classe. Por exemplo, ambos
os componentes Query e Table classificam-se como componentes TDataSet porque cada um foi derivado do
objeto TDataSet. Note que você não encontrará nenhum componente chamado TDataSet nas paletas. O
TDataSet contém as abstrações necessárias para manipular diretamente uma tabela. É a ferramenta utilizada
para abrir uma tabela e navegar por suas colunas e linhas.

Os componentes neste capítulo são referenciados pelo seu tipo de objeto (identificado no Delphi pelo seu nome
com o prefixo T). O termo componente DataSet é utilizado para referenciar um componente Table, Query, ou
StoredProc. TTable, TQuery, e TStoredProc são descendentes de TDataSet, ou seja, eles herdam as
propriedades de TDataSet.

Datasets

Estados do DataSet

Estado Descrição
dsInactive O Dataset esta fechado.
dsBrowse Estado de Espera. O estado default quando um dataset é aberto. Registros podem ser
visualizados mas não mudados ou inseridos.
dsEdit Habilita a linha corrente para ser editada.
dsInsert Habilita uma nova linha para ser inserida. Uma chamada para o Post inserir a nova linha.
dsSetKey Habilita FindKey, GotoKey, and GoToNearest para procurar valores nas tabelas do banco de
dados. Estes métodos somente pertencem para o componente TTable. Para TQuery, a
procura é feita com a syntax do SQL.
dsCalcFields Modo quando os OnCalcFields é executado; previne qualquer mudança para outros campos
ou campos calculados. Raramente é usado explicitamente.

9
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Estados de um Dataset

Utilizando o Componente e DataSource


O componente DataSource atua como intermediário entre o componente DataSet (TTable, TQuery, ou
TStoredProc) e os componentes Data Control. Dentre os componentes Data Control incluem DBGrid, e DBText
entre outros.

Um Componente DataSource gerencia o relacionamento entre uma tabela de banco de dados e a representação
deste dado em seu form. É um intermediário entre os componentes DataSet e DataControl. Componentes
DataSet gerenciam a comunicação com o Borland Database Engine (BDE), e o componente DataSource
gerencia a comunicação com componentes data-aware Data Control. Em uma típica aplicação de banco de
dados, um componente DataSource é associado com um componente DataSet (Table ou Query) e um ou mais
componentes Data Control (tais como DBGrid).

A figura a seguir mostra este relacionamento:

10
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Função do Componente DataSource

Utilizando Propriedades e Eventos DataSource


As propriedades e eventos chave do componente DataSource são:
• Propriedade DataSet
• Propriedade Enabled
• Propriedade AutoEdit
• Evento OnDataChange
• Evento OnUpdateData
• Evento OnStateChange

Utilizando a propriedade DataSet do Componente DataSource


A propriedade DataSet identifica o nome de um componente DataSet. Você pode atribuir à propriedade DataSet
através de programação ou utilizando o Object Inspector. O valor atribuido à propriedade DataSet é o nome de
um objeto TDataSet. Por exemplo, a linha de código a seguir atribui um nome ou objeto TQuery à propriedade
DataSet de um componente ou objeto DataSource.

DataSource1.DataSet := Query1

Você pode inserir diversos componentes Query, Table, e StoredProc em um form a atribuir a propriedade
DataSet baseado em uma condição no programa. Você também pode atribuir a propriedade DataSet a um
nome ou objeto TQuery, TTable, ou TStoredProc encontrado em outro form utilizando o identificador da unit do
form. Por exemplo, após incluir a Unit1 na cláusula uses, você pode digitar o seguinte:

DataSource1.DataSet := Unit1.Form1.Table1;

Utilizando a Propriedade Enable do Componente DataSource


A propriedade Enable inicia ou termina a comunicação entre os componentes TDataSource e DataControl. É do
tipo booleano assumindo True ou False. Por exemplo, o código a seguir desabilita o TDataSource, procura por
um valor coincidente de número do cliente, e depois habilita o TDataSource para que ou a linha do cliente ou a
última linha seja exibida.

DataSource1.Enabled : = False;
Table.First;
While not Table1.EOF do
begin
if Table1.FieldByName(‘NoCliente’).AsString = LookupCust then
Break;
Table1.Next;
end;
DataSource1.Enabled : = True;

11
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Utilizando a propriedade Enable permite que você desconecte temporariamente o componente visual Data
Control do TDataSource.
No exemplo anterior, se a tabela contiver 2000 linhas e o TDataSource estiver habilitado, o usuário de sua
aplicação veria 2000 linhas rolando na tela durante esta operação. Desabilitando TDataSource é uma maneira
mais eficiente de se pesquisar em um grande número de linhas, pois o componente Data Control não atrasará a
procura exibindo cada linha conforme esta for sendo alterada.

Utilizando a Propriedade AutoEdit do Componente DataSource


A propriedade AutoEdit controla como a edição é iniciada nos componentes Data Control.
Os valores das propriedades AutoEdit são:
• True
O modo de edição é iniciado sempre que o usuário comece a digitar dentro de um componente Data Control.
• False
O modo de edição é iniciado quando o método Edit é invocado, por exemplo, após o usuário dar um clique
sobre o botão Edit do Navigator. Este parâmetro controla a edição.

Dentro do seu código, você pode utilizar os seguintes métodos para controlar as alterações nos dados da tabela
quando AutoEdit estiver como False:
• Edit
• Post
• Cancel

O código a seguir é um exemplo utilizando o método Post:

DataSource1.DataSet.Edit; {Start edit mode}


DataSource1.DataSet.Fields [3] .AsString : = “Hello”;
DataSource1.DataSet.Post;

Utilizando o Evento OnDataChange do Componente DataSource


O evento OnDataChange ocorre sempre que:
• A propriedade State do TDataSource mudar do estado dsInactive
• Ocorrer uma alteração de campo, registro, tabela, query ou layout

Este evento é associado com alterações na exibição de dados, tais como rolar para um novo registro ou
ativando TDataSource. Este evento é útil para monitorar alterações nos componentes Data Control.

Utilizando o Evento OnUpdateData do Componente DataSource


O evento OnUpdateData ocorre quando:
• O registro atual no TDataSet estiver para ser atualizado
• Uma alteração estiver para ser confirmada

Este evento é útil na monitoração de alterações nos dados de uma tabela. Por exemplo, você pode utilizar este
evento para criar auditor de alterações nos dados em sua aplicação.

Utilizando o Evento OnStateChange do Componente DataSource


O evento OnStateChange ocorre sempre que a propriedade State de DataSource for alterada. Este evento é útil
para monitoração de alterações na propriedade State. A propriedade State pode ter os seguintes valores:
• dsInactive
• dsBrowse
• dsEdit
• dsInsert
• dsSetKey
• dsCalcFields

Propriedades do Objeto TDataSet


A tabela a seguir descreve as propriedades mais importantes do objeto TDataSet:

12
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Propriedade Descrição
Active Abre ou fecha um componente DataSet. Abrir um componente DataSet estabelece a
conexão entre o componente e o banco de dados. Você pode definir a propriedade Active
no Object Inspector durante o design ou diretamente em seu código, como segue:

if DeActivate = true then


Table1.Active : = True
Else
Table1.Active : = False;

Os métodos Open e Close também definem a propriedade Active de TDataSet.


EOF Propriedades somente de leitura (read-only) com os seguintes valores:
(End of File) • EOF é definido para True quando você tenta mover para além da última linha do
BOF dataset
(Beginning of • BOF é definido para True quando o componente DataSet é aberto ou quando o
File) ponteiro do DataSet para a linha atual estiver posicionado na primeira linha.
Fields Um array do objeto TField. Você pode definir e ler dados dos campos da linha atual
utilizando esta propriedade. Por exemplo:

Table1.Fields[0]. AsString : =
‘Hello’;
Table1.Fields[1] .AsString : =
‘World’;

Métodos do Objeto TDataSet


O objeto TDataSet fornece ao componente Table diversos métodos.
Alguns dos métodos mais importantes são mostrados na tabela a seguir:

Método Descrição
Open Operam nos datasets, como segue:
Close • O método Open é equivalente a definir a propriedade Active para True.
Refresh • O método Close define a propriedade Active para False
• O método Refresh permite ler novamente o dataset do banco de dados . Se você precisa
se assegurar que os dados são os mais atuais, contendo quaisquer alterações feitas por
outros usuários, utilize o método refresh. Um componente Table, Query, ou StoredProc
deve estar aberto com open quando Refresh for chamado.
Um exemplo destes métodos é :

Table1.Open;
Table1.Close;
Table1.Refresh;
First Permite navegar ou alterar a linha atual do dataset. A seguir, um exemplo utilizando vários
Last destes métodos:
Next
Prior Table1.First
MoveBy While not Table1.EOF do
begin
{Seu código aqui}
Table1.Next;
end;

O método MoveBy move um número especificado de linhas. Por exemplo:


• Table1.MoveBy(3) move 3 linhas para baixo.
• Table1.MoveBy(-2) move 2 linhas para cima.

Insert Permite modificar os dados em uma tabela de banco de dados, como segue:
Edit • O método Insert permite adicionar uma linha à tabela. Por exemplo:
Delete
Append Table2.Insert;

13
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Post Table2.Fields[0] .AsInteger : = 20;
Cancel Table2.Fields[1] .AsString : = ‘News’;
Table2.Fields[ 2] .AsString : = ‘5 Horas’;
Table2.Post;

• O método Post faz com que a operação Insert Update ou Delete ocorra.
• O método Cancel faz com que uma operação Insert Delete, Edit ou Append não ocorrida
seja cancelada.
FieldByName Fornece uma maneira de acessar dados de uma coluna especificando no nome da coluna do
banco de dados. Como no exemplo a seguir:

s : = Table2.FieldByName (‘area’) .AsString;


SetKey Procura através dos datasets, como segue:
GotoKey • SetKey alterna a tabela para o modo de pesquisa (search). Enquanto neste modo, a
propriedade Fields tem uma utilização especial.
• GotoKey inicia a pesquisa por um valor coincidente com o valor encontrado em
Fields[n]. Fields[n] contém o valor a ser pesquisado por valores em outras colunas
definindo a coluna Fields correspondente.
O exemplo a seguir mostra um exemplo da utilização de SetKey e GotoKey:

Table1.SetKey;
Table1.Fields[0] .AsString
Edit1.Text;
Table1.GotoKey;
SetRangeStart Permite ser mais seletivo nos dados que sua aplicação seleciona ou utiliza na tabela.
SetRangeEnd Geralmente uma tabela é grande e você quer selecionar somente uma série de valores da
ApplyRange tabela. O método Range permite fazer tal seleção. Exemplo:

Table1.SetRangeStart
Table1.Fields[0] .AsString : =
Edit1.Text;
Table1.SetRangeEnd
Table.Fields[0] .AsString : =
Edit2.Text;
Table1.ApplyRange;

A primeira chamada à SetRangeStart o coloca no modo range e a propriedade Fields toma


um significado especial. Utilize a propriedade Fields para especificar o valor de início para a
série. A chamada para SetRangeEnd inicia um modo onde os valores digitados na
propriedade Fields são utilizadas como o valor final da série. ApplyRange faz com que o
comando seja processado. Um dataset é criado contendo os valores entre os valores de
início e final.
FreeBookmark Permite criar um marcador de linha em uma tabela ou query e depois retornar à esta linha
GeTBookMark posteriormente. Os métodos Bookmark utilizam um tipo de objeto chamado TBookMark.
GotoBookmark Por exemplo:

Var
Marker : TBookMark;
begin
Marker : = Table2.GeTBookMark;
Table2.GotoBookmark(Marker);
Table2.FreeBookmark(Marker);

O método GeTBookMark aloca um marcador para linha da tabela. O método GotoBookmark


altera a localização na tabela para a linha indicada pelo Bookmark alocado anteriormente.
Utilize o método FreeBookmark para liberar o espaço alocado para o marcador.

Eventos do Objeto TDataSet


O objeto TDataSet permite responder a um grande número de eventos. A tabela a seguir descreve diversos
deles:

14
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Evento Descrição
OnOpen Permite construir e controlar o comportamento de aplicações de bancos de dados.
Exemplos de utilização seguem:
OnClose • Evento BeforePost para validar os campos de um registro antes de inserí-lo ou
atualizá-los
OnNewRecord • Evento AfterPost para gravar um registro de auditoria quando necessário
BeforeInsert • Evento OnDelete para gravar código que efetue a deleção em cascata quando
apropriado
AfterInsert

BeforeEdit

AfterEdit

BeforePost

AfterPost

OnCancel

OnDelete

Utilizando o Objeto TFields


O objeto TField, como o objeto TDataSet, não é encontrado nas paletas. É uma propriedade do objeto TdataSet.
Algumas propriedades no Object Inspector são objetos com seu próprio conjunto de propriedades. TFields é um
deles.

Propriedades Fields do Objeto TDataSet


Uma das propriedades do Objeto TDataSet (portanto, os componentes Table, Query, e StoredProc) é a
propriedade Fields.
Como discutido anteriormente neste capítulo, a propriedade Fields permite acessar os campos individuais do
dataset. A propriedade Fields é um array dos objetos TFields. Este array ou lista é gerada dinamicamente
durante a execução ( e portanto, não aparece na lista de propriedades do Object Inspector). O array representa
cada uma das colunas no componente Table.
Objetos estáticos TFields são visíveis no Object Inspector. Seções posteriores deste capítulo explicam como
criar uma lista estática de objetos TField, mas primeiro, você deve entender algumas das propriedades destes
objetos.

Fields Editor
Para criar objetos para os campos de uma tabela clique duas vezes no componente Dataset ou escolha Fields
Editor no seu menu de contexto, na janela do Fields Editor, clique com o botão direito do mouse e escolha Add,
na janela Add Fields, escolha os campos que você vai querer usar e clique em Ok.
No Fields Editor podemos também remover os campos criados, alterar sua ordem de apresentação e usar suas
propriedades e eventos no Object Inspector. Para cada campo é criado um objeto de um tipo descendente de
TField, como TStringField, TIntegerField, TFloatField. As principais propriedades, métodos e eventos dos objetos
TField estão listadas nas tabelas abaixo.
Se você não criar nenhum objeto TField, todos os campos da tabela estarão disponíveis, mas caso você crie
algum, somente os campos que você criar estarão disponíveis.
Se você selecionar os campos no Fields Editor e arrastar para o Form, serão criados os controles visuais para
esses campos, Label, DBEdit e outros, mas antes coloque a descrição dos campos na propriedade DisplayLabel.

TField
A classe TField é usada como ancestral para todos as classes dos campos. Geralmente iremos usar objetos de
classes descendentes de TField, mas em todos eles podemos encontrar os itens mostrados abaixo.

15
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Propriedades Descrição
Alignment Alinhamento do texto do campo nos controles visuais
AsBoolean Valor do campo convertido para Boolean
AsCurrency Valor do campo convertido para Currency
AsDateTime Valor do campo convertido para DataTime
AsFloat Valor do campo convertido para Double
AsInteger Valor do campo convertido para Integer
AsString Valor do campo convertido para string
AsVariant Valor do campo convertido para Variant
Calculated Indica se o campo é calculado em tempo de execução
CanModify Indica se um campo pode ser modificado
ConstraintErrorMessage Mensagem de erro se a condição de CustomConstraint não for satisfeita
CustomConstraint Condição de validação do campo
DataSet DataSet onde está o campo
DataSize Tamanho do campo, em Bytes
DataType Propriedade do tipo TFieldType, que indica o tipo do campo
DefaultExpression Expressão com valor Default do campo para novos registros
DisplayLabel Título a ser exibido para o campo
DisplayText Texto exibido nos controles visuais associados ao campo
DisplayWidth Número de caracteres que deve ser usado para mostrar o campo no
controles visuais
EditMask Máscara de edição do campo
FieldKind Propriedade do tipo TFieldKind que indica o tipo do campo, como
Calculado ou Lookup
FieldName Nome do campo na tabela
FieldNo Posição física do campo na tabela
Index Posição do campo nos controles visuais
IsIndexField Indica se um campo é válido para ser usado como índice
IsNull Indica se o campo está vazio
KeyFields Campo chave da tabela no relacionamento com LookupDataSet, usado
em campos Lookup
Lookup Indica se um campo é Lookup
LookupCache Define se será usado cache para campos Lookup
LookupDataSet DataSet onde está definido o valor do campo Lookup
LookupKeyFields Campo chave do relacionamento em LookupDataSet
LookupResultField Valor do campo, que será mostrado nos controles visuais
ReadOnly Define se um campo é somente para leitura
Required Define se o campo é obrigatório
Size Tamanho físico do campo
Text Texto de edição do campo
Value Acesso direto ao valor do campo
Visible Define se um campo é visível
Eventos Descrição
OnChange Chamado quando o valor do campo é mudado
OnSetText Chamado pelos controles visuais para atribuir o texto digitado pelo
usuário ao campo
OnGetText Chamado para formatar o texto de exibição do campo
OnValidate Validação do valor atribuído ao campo, caso o valor não seja válido, gere
uma exceção

16
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Método Descrição
Assign Atribui um valor de um campo a outro, inclusive nulo
FocusControl Seta o foco para o controle visual ligado ao campo nos Forms
Clear Limpa o conteúdo do campo

O código a seguir mostra alguns exemplos para a utilização das propriedades do TField:

Fields[0] .AsString : = Ísto é uma string’;


FieldByName ('Casado’) .AsBoolean : = False;
SomaDespesas : = Fields[5] As.Float;
NoPedido ; = Fields[3] .AsInteger;

Estão listadas abaixo algumas classes que realmente iremos manipular no tratamento dos campos de uma
tabela, são classes descendentes de TField.

TStringField TBlobField TTimeField


TSmallintField TIntegerField TBytesField
TFloatField TWordField TVarBytesField
TCurrencyField TAutoIncField TGraphicField
TBooleanField TBCDField TMemoField
TDateField TDateTimeField

Em alguns desses campos você pode encontrar as propriedades mostradas abaixo, que não estão presentes em
TField.

Propriedades Descrição
MaxValue Valor máximo para o campo
MinValue Valor mínimo para campo
DisplayFormat Formato de apresentação do campo, como ,0.00” %” ou ,0.##” Km”
EditFormat Formato de edição do campo
Currency Define se um campo é monetário
DisplayValues Usado com campos Boolean, define o texto para True e False, como Sim;Não
Métodos Descrição
LoadFromFile Carrega o conteúdo do campo de um arquivo
SaveToFile Salva o conteúdo do campo para um arquivo

17
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Componente Table
O componente Table é um componente TDataSet que comunica com uma tabela de banco de dados através do
BDE. A tabela do banco de dados pode ser tanto local ou em um servidor remoto.

TTable herda de TDataSet a capacidade de manipular datasets. Ele fornece métodos, tais como Next, First,
Last, Edit, SetRange e Insert.

Propriedades do Componente Table


Como vimos, muito da funcionalidade do componente Table vem do objeto TDataSet. O componente Table
permite utilizar as propriedades, métodos e eventos TDataSet, mas possui diversas propriedades próprias
relativas às tabelas de banco de dados. Por exemplo, o componente Table permite que você:
• Especifique índices a serem utilizados
• Crie um cursor “Linkado”

Cursores “Linkados” coordenam dois ou mais componentes DataSet para criar forms master-detail.
A tabela a seguir descreve as propriedades mais importantes do componente Table:

Propriedade Descrição
DatabaseName Especifica o seguinte:
• O diretório local de um banco de dados que contenha a tabela a ser visualizada
• O alias de um banco de dados remoto
TableName Especifica o nome do banco de dados a ser visualizado
Exclusive Controla o acesso de usuário ao banco de dados. Os valores são:
• True
Assegura que nenhum outro usuário acesse ou modifique a tabela enquanto você a
mantiver aberta
• False
Permite que outros usuários acessem ou modifiquem a tabela enquanto você a mantiver
aberta. Este é o default.

IndexName Identifica um índice secundário para Table.


Você não pode alterar IndexName enquanto a tabela estiver ativa
MasterFields Especifica o nome dos campos ligados ou campos na
propriedade MasterFields para criar um cursor “linkado”a uma tabela secundária
Para especificar diversos campos, você deve separar os nomes de campos com uma
barra vertical (|) .
MasterSource Especifica o TDataSource de onde TTable obterá os dados para a tabela máster
ReadOnly Põe a tabela em modo somente-leitura. Os valores são:
• True
Previne o sistema de gravar alterações ao banco de dados onde a tabela resida
• False
Permite que o sistema grave alterações ao banco de dados onde a tabela resida

Criando uma Aplicação Utilizando o Componente Table


Este processo é um tutorial de exemplo. Você construirá uma aplicação de exemplo utilizando uma tabela
chamada COUNTRY.
Esta tabela exibe informação sobre países do mundo inteiro. Ao invés de utilizar o DBNavigator, você utilizará
botões padrão e métodos DataSet para fornecer a funcionalidade do DBNavigator.
Este tutorial mostra como utilizar:
• Os métodos First, Next, Prior e Last
• Os métodos BOF e EOF
• Os métodos Edit, Insert e Cancel
18
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Estágio Processos
1 Adicionar e definir propriedades para os componentes TDataSet
2 Adicionar e definir propriedades para componentes DBGrid e Button
3 Criar event handlers OnClick para componentes Button
4 Executar e testar a aplicação

Passos para o Estágio 1

Passo Ação
1 Abra um novo projeto e grave-o.
Quando solicitado, grave a unit como UDSEVENT.PAS e o projeto como PDSEVENT.DPR.
2 Utilizando a página Data Access, adicione o seguinte ao seu form:
• Um componente Table
• Um componente DataSource
3 Defina as propriedades para os componentes Table e DataSource como segue:

Nome do Componente Propriedade Valor


Table1 DatabaseName DBDEMOS
TableName COUNTRY.DB
Active True
DataSource1 DataSet Table1
AutoEdit False

Passos para o Estágio 2

Passo Ação
1 Utilizando a página Data Control, adicione um componente DBGrid.
Arranje os componentes para que seu form esteja similar à figura a seguir:

Usando o componente Table

19
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Passo Ação
2 Utilize a tabela a seguir para definir propriedades do DBGrid para que utilizem o componente
DataSource do form:

Nome do Componente Propriedade Valor


DBGrid1 DataSource DataSource1

Passo Ação
3 Adicione oito botões ao form, e arranje-os para que seu form esteja similar à figura a seguir:

Montando o aplicativo usando Table

Passo Ação
4 Utilize o Object Inspector para definir as seguintes propriedades aos componentes Button:

Nome do Componente Propriedade Valor


Button1 Caption Primeiro
Button2 Caption Último
Button3 Caption Próximo
Button4 Caption Anterior
Button5 Caption Editar
Button6 Caption Post
Button7 Caption Cancelarr
Button8 Caption Inserir

Passos para o Estágio 3

Passo Ação
1 Digite o código a seguir para os eventos OnClick nos botões apropriados.

20
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Nome do Componente Evento Código
Button1 OnClick Table1.First;
Button2 OnClick Table1.Last;
Button3 OnClick if not Table1.EOF then
Table1.Next;
Button4 OnClick if not Table1.BOF then
Table1.Prior;
Button5 OnClick Table1.Edit;
Button6 OnClick if Table1.State in
[dsEdit, dsInsert] then
Table1.Post;
Button7 OnClick Table1.Cancel;
Button8 OnClick Table1.Insert;

Passos para o Estágio 4

Passo Ação
1 Compile e grave a aplicação.
Execute e teste cada botão para verificar se o método funciona.
2 Quando tiver completado o teste, grave e feche o projeto.

21
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

O Componente Query
O componente Query permite utilizar comandos SQL para executar o seguinte:
• Especificar ou criar datasets que possam ser exibidos
• Inserir linhas
• Editar a atualizar colunas
• Deletar linhas

O componente Query gerencia a comunicação com o BDE e serve como interface entre o BDE e os componentes
DataSource (TDataSource) em seus forms

Como com o componente Table, um componente DataSource é anexado ao componente Query para gerenciar a
comunicação entre o componente Data Control e o componente Query. Uma aplicação típica possui um
componente DataSource para cada componente Query.

Propriedade do Componente Query


A tabela a seguir descreve diversas propriedades importantes do componente Query:

Propriedade Descrição
Active Abre ou fecha uma query. Os valores são:
• True
Abre uma query, o que faz com que o comando SQL seja executado, como no exemplo:
{Abre a query}
Query1.Active : = True;
• False
Fecha uma query, como segue:
{Fecha a query}
Query1.Active : = False;
Database Identifica o alias do banco de dados ou o drive e diretório de um banco de dados local. A
Name propriedade DatabaseName pode ser definida somente quando a query não estiver ativa,
como no exemplo a seguir:
{Fecha o DBDataSet}
Query1.Active : = False;
Query1.DatabaseName : = ‘Demos’;
Query1.Active : = True;
Fields Suportam os campos no componente Query. É uma propriedade somente durante execução
e é utilizada para examinar ou modificar um determinado campo, como no exemplo a
seguir:
Query1.Fields[3] .AsString : = ÓK’;
DataSource Fornece valores para queries parametrizadas. Uma query parametrizada é uma onde um
ou mais valores na condição de seleção não é conhecida
Params Guardam os parâmetros para uma query parametrizada. Uma query parametrizada envolve
um ou mais valores na condição de seleção que não são conhecidas até a execução, como
no exemplo a seguir:
Select * from Orders
Where CustNo = :SomeNo
Esta é uma propriedade de somente-leitura, durante a execução.
Consulte o Help Online para maiores informações sobre queries parametrizadas.
SQL Guarda o texto do comando de query SQL
EOF Propriedade somente-leitura com valores a seguir:
(End of File) • EOF é True quando você tenta mover para além da última linha do dataset.
BOF (Beginning • BOF é True quando o componente DataSet é aberto, ou quando o ponteiro do TDataSet
of File) da linha atual estiver na primeira linha.

Métodos do Componente Query


A tabela a seguir descreve alguns métodos do componente Query:

22
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Método Descrição
ExecSQL Executa comando SQL atribuido à propriedade SQL se o comando não retornar dados. Quando
estiver inserindo, atualizando ou deletando dados, você deve utilizar este método. Se estiver
executando um comando de seleção, utilize o método Open. A seguir um exemplo da utilização
do método ExecSQL:
Query1.Close;
Query1.Clear;
Query1.SQL.Add ( ‘Delete emp where empno = 1010’);
Query1.ExecSQL;
Open Abre o componente Query. É equivalente a definir a propriedade Active para True. A seguir um
exemplo utilizando o método Open:
Query1.Open;
Close Fecha o componente Query fazendo com que quaisquer atualizações pendentes sejam
efetuadas no banco de dados. Chamar Close é equivalente a definir a propriedade Active para
False. A seguir mostramos um exemplo utilizando o método Close:
Query1.Close;
Prepare Traduz a propriedade SQL para criar a propriedade Text para Submeter ao servidor. O método
Prepare também envia a requisição ao servidor para propósito de otimização, embora nenhum
valor parametrizado esteja incluido. A requisição inteira com parâmetros não é submetida até
que o método Open ou ExecSQL sejam chamados. Se você não chamar Prepare explicitamente,
o Delphi chama Prepare implicitamente quando utilizar o comando em ExecSQL. A seguir um
exemplo utilizando o método Prepare:
Query1.Close;
Query1.SQL : =
‘Delete emp where empno = : empno’;
Query1.Prepare;

Métodos TQuery Herdados de TDataSet


O objeto TDataSet fornece ao componente Query uma grande variedade de métodos. Alguns dos mais
importantes são mostrados na tabela a seguir:

Método Descrição
First Permite navegar ou alterar a linha atual do dataset. A seguir um exemplo utilizando
Last diversos destes métodos:
Next Query1.First
Prior While not Query1.EOF do
MoveBy begin
{Seu código aqui}
Table1.Next;
End;
O método MoveBy move um número determinado de linhas. Por exemplo:
• Query1.Moveby(3) move 3 linhas para baixo.
• Query1.Moveby (-2)move 2 linhas para cima
Insert Permite modificar o conjunto resultante de uma query. O método Insert permite adicionar
Edit linhas à tabela, como no exemplo a seguir:
Delete Query2.Insert;
Append Query2.Fields [0] .AsInteger : = 20;
Post Query2.Fields [1] .AsString : = ‘News’;
Cancel Query2.Fields [2] .AsString : = ‘5 horas’;
Query2.Post;
• O método Post faz com que as operações Insert, Update, ou Delete ocorram.
• O método Cancel faz com que um Insert, Delete, Edit ou Append não completado seja
cancelado.
SetKey Pesquisa através dos datasets, como segue:
GotoKey • O método SetKey alterna o dataset para o modo de procura. Neste modo, a propriedade
Fields tem uso especial.
• O método GotoKey inicia uma procura por um valor que coincida com o valor

23
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
encontrado em Fields[n]. Fields[n] contém o valor que você está procurando e que
ocorre na primeira coluna da tabela ou dataset. Você pode procurar por valores em
outras colunas definindo a coluna correspondente.

O exemplo a seguir mostra a utilização dos métodos SetKey e GotoKey:


Query1.SetKey;
Query1.Fields [0] .AsString : = Edit1.Text;
Query1.GotoKey;
FreeBookmark Permite criar um marcador em uma linha na tabela ou query e retornar posteriormente
GeTBookMark para esta linha, como segue:
GotoBookmark • O método FreeBookmark libera espaço alocado para o marcador
• O método GeTBookMark aloca um marcador para a linha atual da tabela.
• O método GotoBookmark altera a localização na tabela para a linha indicada por um
marcador alocado préviamente .

Os métodos Bookmark utilizam o objeto tipo TBookMark, como no exemplo a seguir:


Var
Marker : TBookMark;
begin
Marker : = Query2.GeTBookMark;
Query2.GotoBookmark (Marker);
Query2.FreeBookmark (Marker);

Eventos do Componente Query Derivados de TDataSet


O componente Query responde aos eventos herdados do objeto TDataSet. A tabela a seguir descreve estes
eventos:

Eventos Descrição
OnOpen Permite construir e controlar o comportamento da aplicação de banco de dados. Por
OnClose exemplo:
OnNewRecord • O event handler BeforePost valida os campos de um registro antes de inserir ou
BeforeInsert atualizar os dados
AfterInsert • O evento AfterPost é útil para gravar um registro de auditoria quando necessário.
BeforeInsert • O evento OnDelete é útil para escrever código que efetue a deleção em cascata quando
AfterEdit apropriado.
BeforePost
AfterPost
OnCancel
OnDelete

Criando uma aplicação Utilizando o Componente Query


Esta seção fornece um aprendizado na utilização do componente Query. O componente Query possui muitas
características avançadas. Entretanto, este exemplo focaliza as características básicas deste componente.
Este exercício demonstra como utilizar um componente Query para criar um dataset, e métodos TDataSet para
executar operações no dataset, envolvendo os seguintes estágios:

Estágio Processo
1 Construir uma aplicação e exibir os dados utilizando um comando SQL
2 Modificar uma aplicação para consultar um banco de dados, baseado no campo CustID

Passos para o Estágio 1


Execute os passos a seguir para construir uma aplicação de clientes e exibir dados do cliente utilizando um
comando SQL:

24
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Passo Ação
1 Abra um novo projeto e grave-o.
Quando solicitado, grave a unit como EX7SQL.PAS e o projeto como EX7P.DPR.
2 Utilizando a página Data Access page da Component Palette, adicione os seguintes ao seu form:
• Um componente Query
• Um componente DataSource
3 Defina as propriedades dos componentes Query e DataSource, como segue:

Nome do Componente Propriedade Valor


Query1 DatabaseName DBDEMOS
RequestLive True
DataSource1 DataSet Query1

Passo Ação
4 Utilizando a página Data Controls da Component Palette, adicione os seguintes ao seu form:
• Um componente DBGrid
Um componente DBNavigator
5 Utilize a tabela a seguir para definir propriedades dos componentes DBNavigator e DBGrid para
que utilizem o componente DataSource do form:

Nome do Propriedades Valor


Componente
DBGrid1 DataSource DataSource1
DBNavigator DataSource DataSource1

6 Crie um event handler OnActivate para o form utilizando o Object Inspector. Digite o código abaixo no
handler OnActivate:
Query1.SQL.Add (‘Select * from customer’);
Query1.Open;
Este código adiciona uma instrução SQL à propriedade SQL do componente Query. Você pode definir
esta instrução SQL como uma propriedade utilizando o Object Inspector.
Após adicionar a instrução SQL, seu event handler deve ser:
Query1.SQL.Add( ‘Select * From Customer’ );
Query1.Open;
7 Quando sua aplicação for compilada satisfatoriamente. grave-a. Depois, execute sua aplicação e
teste-a utilizando o Navigator para atualizar e inserir linhas no dataset.
8 Quando tiver terminado, feche a aplicação.

Passos para o Estágio 2

Passo Ação
1 Utilizando a página Standard do Component Palette, adicione os seguintes ao form:
• Dois componentes botão
• Um componente Edit
• Um componente Label

25
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
2 Utilize a informação da tabela a seguir para definir propriedades destes componentes:

Nome do Componente Propriedade Valor


Button1 Caption Query
Button2 Caption Exec Query
Edit1 Text (Empty)
Visible False
Label Caption IdCliente
Visible False

Passo Ação
3 Adicione o seguinte código para o evento OnClick do Button1:
Edit1.Visible : = True;
Label1.Visible : = True;
4 Adicione o seguinte código ao evento OnClick do Button2
Query1.Close;
Query1.SQL.Clear;
Query.SQL.Add
(‘Select * from customer where ‘+’CustNo = ‘+ Edit1.Text);
Query.Open;
Edit1.Visible : = False;
Label1.Visible : = False;

Passo Ação
5 Compile e grave sua aplicação.
Execute e teste-a através do seguinte:
• Selecione um número de cliente da lista de clientes e dê um clique em Query.
• Digite o número e dê um clique em Exec Query para exibir um único cliente no grid.

26
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Utilizando o Componente Database Grid


Como você já pode ter observado, o componente DBGrid fornece uma maneira conveniente de se exibir
diversas linhas de dados de um componente Table ou Query. Sua aplicação pode utilizar o DBGrid para inserir,
deletar, editar ou exibir dados de um banco de dados. Combinado com o DBNavigator, o DBGrid permite
protipar e exibir rapidamente dados do banco de dados.

Até agora, você tem visto exemplos utilizando o componente DBGrid. Uma lista completa das propriedades,
métodos e eventos do DBGrid encontram-se no Help Online

Este tópico oferece sugestões para:


• Definir a propriedade Options do Componente DBGrid
• Definir caracteristicas de exibição de campo para o componente DBGrid

Propriedades de Options do DBGrid


A figura a seguir mostra um conjunto de propriedades que compõem a propriedade Options do componente
DBGrid. O conjunto aparece quando você clica o sinal (+) na frente da propriedade Options.

Opções do DBGrid

Descrição da Propriedade Options


Você pode alterar a aparência e comportamento de uma grade alterando valores da propriedade Options,
utilizando o Object ou escrevendo código. A tabela a seguir descreve as definições de Options do componente
DBGrid:

Propriedade Options Descrição Quando Definido para True


DgEditing O usuário pode editar dados na grade.
Quando a propriedade ReadOnly do DataSet for True e dgEditing também for True,
os usuários podem utilizar a tecla Insert para inserir uma linha em branco, ou
pressionar a tecla de seta para baixo quando posicionado no final da grade para
adicionar uma linha em branco, embora não possam digitar texto na nova linha.
DgTitles Os títulos das colunas são visíveis.
DgIndicator Um pequeno ponteiro fica visível para indicar a coluna atual.

27
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
dgColumnResize As colunas podem ser reajustadas.
DgColLines As linhas entre as colunas ficam visíveis
DgRowLines As linhas entre as linhas ficam visíveis.
DgTabs Os usuários podem pressionar a tecla Tab e Shift+ Tab para se moverem entre as
colunas da grade.

Propriedade Options como Tipo Set


A propriedade Options do componente DBGrid é um tipo set. Você pode modificar a propriedade Options
utilizando operadores set. As linhas a seguir são comandos Object Pascal válidos:
DBGrid1.Options : = DBGrid1.Options + [dgTitles];
DBGrid1.Options : = DBGrid1.Options - [dgTitles, dgRowLines];

Definindo Características de Exibição de Campo para o Componente DBGrid


Geralmente no desenvolvimento de uma aplicação, você precisa controlar o comportamento de campos no
componente DBGrid. O comportamento default do DBGrid é determinar dinamicamente o tamanho do campo e
permitir ao usuário o uso do mouse para reajustar o tamanho do campo. A chave para obter o controle das
características de exibição do DBGrid ou outro componente data-aware é criar uma lista estática de
componentes Field. Uma vez criados componentes para cada um dos campos no dataset, você pode definir o
seguinte:
• Tamanho de exibição
• Formato de exibição
• Máscara de Edição
• Rótulos de exibição

Passos para Definir Tamanho de Exibição


Execute os passos a seguir para criar campos de exibição de tamanho fixo no componente DBGrid:

Passo Ação
1 Abra o Fields Editor para o componente TDataSet que será exibido no componente DBGrid.
2 Adicione cada um dos campos de banco de dados que você queira no dataset.
Este passo cria componentes TFields estáticos para os campos a serem exibidos no DBGrid.
3 Localize o componente DBGrid no Object Inspector, e defina a opção dgColumnReSize para
False.
Como alternativa, você pode escrever comandos Object Pascal em sua aplicação para alterar
esta propriedade.
4 Altere o tamanho da coluna exibida de uma destas maneiras:
-Utilize o mouse para arrastar e reajustar o tamanho das colunas no DBGrid
-Defina a propriedade DisplayWidth para cada um dos componentes Field que o Fields Editor
adicionou.

Definindo a Propriedade DisplayLabel


Uma vez que você utilizou o Fields Editor para gerar um conjunto de objetos TField para o dataset, você pode
utilizar o Object Inspector para definir a propriedade DisplayLabel do componente Field. O componente
DisplayLabel do componente Field.

Definindo Propriedade DisplayMask


Campos, Float, Integer e Date possuem uma propriedade DisplayMask. Você pode utilizar esta propriedade para
formatar a exibição em um DBGrid ou outro componente Data Control. Por exemplo, o formato de exibição
mm-dd-yy pode ser utilizado para exibir um campo data.

Definindo a Propriedade EditMask


Os componentes Field possuem uma propriedade EditMask que você pode definir sempre que digitar dados em
um DBGrid ou outro componente Data Control. Para definir uma propriedade EditMask, localize o componente
Field no Object Inspector, e clique a propriedade EditMask. O quadro de diálogo Input Mask Editor é exibido,
como segue:

28
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Para testar sua máscara de edição, digite um valor no campo Test Input.

Editor de Máscara

29
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

2. BANCOS DE DADOS RELACIONAIS


Existem situações no projeto de um banco de dados, onde é necessário criar relações entre tabelas, visando
principalmente evitar inconsistência e duplicação de informações. O modo mais comum de se realizar esta
tarefa é através dos bancos de dados relacionais.

Os bancos de dados relacionais permitem o relacionamento entre as tabelas através da definição de chaves
de acesso.

Os bancos de dados também devem conter índices que são utilizados principalmente para agilizar operações
de pesquisa e classificação. Os bancos de dados que contém índices para acesso aos dados nele armazenados
são denominados de bancos de dados indexados.

Os índices em um banco de dados estabelecem uma ordem pré-definida de registros em determinados campos
de uma tabela. No Paradox e no DBase, os índices são gerados automaticamente, a partir do momento que se
define um campo como chave (key).

VANTAGEM DOS BANCOS DE DADOS INDEXADOS:


• os bancos de dados devem ser indexados para agilizar operações de pesquisa e classificação sobre os
mesmos, a partir dos campos definidos como chave.

DESVANTAGEM DOS BANCOS DE DADOS INDEXADOS:


• a indexação em um banco de dados torna as operações de atualização e inserção mais lentas.

Chaves de Acesso
As chaves são campos do banco de dados para agilizar sua manipulação.

As chaves podem ser classificadas como:


• chaves primárias: estabelecem as chaves principais de acesso aos campos de uma tabela;
• chaves secundárias: estabelecem chaves auxiliares de acesso aos campos de uma tabela;
• chaves estrangeiras: estabelecem chaves de acesso aos campos de outras tabelas.

Chaves Primárias
As chaves primárias são as principais chaves de acesso a um banco de dados. As principais
características das chaves primárias são:
• definindo-se uma chave como primária garante-se que ela não estará duplicada dentro de um banco
de dados;
• a definição de chaves primárias, em bancos de dados dBase e Paradox, cria automaticamente um
índice para acesso aos dados das chaves;
• a definição de chaves primárias faz com que o banco de dados seja automaticamente ordenado pelas
chaves;
• para definir uma chave como primária em bancos de dados DBase e Paradox, basta colocar um * no
campo Key, utilizando o Database Desktop;

É importante ressaltar que um banco de dados pode ter vários campos definidos como chaves primárias.

Chaves Secundárias
As chaves secundárias estabelecem chaves auxiliares de acesso aos campos de uma tabela. Elas devem ser
utilizadas em campos onde se fazem pesquisas ou classificações eventuais sobre uma tabela.

Para se definir uma chave secundária, através do Database Desktop, deve-se seguir os passos abaixo:
1. Abra o Database Desktop e a tabela onde se quer definir uma chave secundária.
2. Entre na opção Restructure Table.
3. Selecione, na caixa Table properties, a opção Secondary Indexes.
4. Selecione o botão Define.

30
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
5. Selecione o campo que quer utilizar como chave secundária, de modo que ele apareça na lista
Indexed Fields.
6. Clique em OK, dê um nome a nova chave secundária e clique novamente em OK.
7. Salve a tabela utilizando o botão Save.

Os campos definidos como chaves secundárias também possuem índices relacionados a eles.

Chaves Estrangeiras
As chaves estrangeiras permitem o acesso e validação a outros banco de dados. Suas principais características
são:
• as chaves estrangeiras permitem que se faça o relacionamento entre os bancos de dados;
• as chaves estrangeiras, em um banco de dados, armazenam chaves de outros bancos de dados;
• as chaves estrangeiras devem ter o mesmo tipo de sua correspondente chave em um outro banco de
dados.

Para se definir uma chave estrangeira, através do Database Desktop, deve-se seguir os passos abaixo:
1. Abra o Database Desktop e a tabela onde se quer definir uma chave estrangeira.
2. Entre na opção Restructure Table.
3. Selecione, na caixa Table properties, a opção Referential Integrity.
4. Selecione o botão Define.
5. Selecione o campo que quer utilizar como chave estrangeira na coluna Fields e clique na seta para a
direita para definir o campo Child Fields.
6. Selecione a tabela com a qual quer estabelecer o relacionamento e clique na seta para a esquerda
para definir o campo Parent’s Key.
7. O relacionamento está estabelecido entre as chaves definidas em Child Fields e Parent’s Key, que
devem ter o mesmo tipo.
8. Clique em OK, dê um nome a nova chave secundária e clique novamente em OK.
9. Salve a tabela utilizando o botão Save.

A restrição desta definição é que o relacionamento pode ser definido apenas com o primeiro campo da outra
tabela.

Em tabelas Paradox para ser definida como chave estrangeira uma chave tem que ser definida como primária
ou secundária.

Consistência e Integridade dos Dados


A maioria dos bancos de dados relacionais possue recursos para consistir e tornar íntegro os dados
armazenados em suas tabelas. Desta forma, qualquer ferramenta que o usuário utilizar para acessá-lo é
obrigada a respeitar as regras, mantendo a integridade dos dados. Os recursos de consistência variam de banco
para banco, mas pode-se definir conceitualmente algumas categorias de integridade como: integridade
referencial, domínios e regras do negócio.

Integridade Referencial
Integridade referencial é um conjunto de regras e de consistências entre os registros de duas tabelas que se
relacionam. Como foi visto no modelo relacional, quando duas tabelas se relacionam, a chave primária de uma
é copiada para a outra e se esses dados forem alterados ou excluídos da tabela original é necessário verificar o
que será feito com os dados e registros duplicados na outra tabela. Quando se define uma integridade
referencial, está se definindo o procedimento que será tomado quando esses processos ocorrerem.
Sejam duas tabelas “A” e “B” que se relacionam através de uma coluna “c” que é a chave primária de “A” e
portanto foi repetida em “B” para se fazer o relacionamento. Quando se define uma integridade referencial para
esse relacionamento, está se definindo que a coluna “c” da tabela “B” só pode conter valores já cadastrados na
coluna “c” da tabela “A”.

31
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Tabela A Tabela B
*c *a
d b
e c
.
.
Integridade Referencial

Existem três formas de se manter essa regra quando registros da tabela “A” são excluídos:

• Restrict: Define que se o valor da coluna “c” de “A” existir em algum registro de “B”, o registro não poderá
ser excluído e uma mensagem de erro retornará para a aplicação;
• Cascade: Define que se o valor da coluna “c” de “A” existir em algum registro de “B”, todos os registros que
possuírem esse valor serão também excluídos;
• Set Null: Define que se o valor da coluna “c” de “A” existir em algum registro de “B”, os valores de “c” em
todos os registros serão transformados para “Null”;

Em todos os casos, se o usuário tentar inserir um registro em “B” com um valor de “c” que não exista na tabela
“A”, um erro será reportado à aplicação.
Alguns bancos, também permitem fazer o mesmo tratamento quando a chave da tabela for alterada, ao invés
de excluída. Entretanto, essa alteração de chaves não deve ser um processo comum nas aplicações, sendo
normalmente proibidas.
Os bancos de dados possuem formas diferentes de disponibilizar esses serviços. Alguns possuem até mais de
uma forma de fazer o mesmo processo. Mas de maneira geral existem duas possibilidades de implementação:

32
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

3. FORM WIZARD
O Form Wizard é uma ferramenta do DELPHI que permite criar um formulário padrão para a manipulação de
banco de dados. Sua principal vantagem está na automatização do processo de criação de formulário, o que
permite ganhar tempo no desenvolvimento da aplicação.

EXEMPLO: neste exemplo será criado um formulário para manipular os dados da tabela criada no exemplo
apresentado no Database Desktop.

PASSO 1
Inicie um novo projeto, clicando na opção File no menu principal do DELPHI, e, em seguida, na opção New
Application. Neste momento será aberto um novo projeto.

PASSO 2
Clique na opção Database no menu principal do DELPHI, e, em seguida, na opção Form Wizard. Neste
momento será aberto uma tela para iniciar o processo de criação do formulário.

PASSO 3
Na tela inicial do Form Wizard deve-se selecionar o tipo do banco de dados e o tipo do conjunto de dados. Os
tipos de banco de dados são:
• Simple: banco de dados simples, onde todos os dados estão armazenados em uma mesma tabela.
• Master/Detail: banco de dados relacional
Já o tipo de conjunto de dados pode ser:
• TTable: quando os dados forem manipuladas diretamente na tabela.
• TQuery: quando os dados forem manipulados a partir de uma consulta.
Para o exemplo apresentado selecione Simple Form, TTable e em seguida clique no botão Next.
Neste instante deverá aparecer a tela para seleção do banco de dados.

PASSO 4
Esta tela permite que se selecione a tabela onde estão armazenados os dados. Selecione a tabela criada no
exemplo do Database Desktop e pressione o botão Next. Neste instante deverá aparecer a tela de seleção dos
campos a serem editados.

PASSO 5
Esta tela permite selecionar os campos que poderão ser editados. Todos os campos que estiverem na coluna
Ordered Selected Fields poderão ser manipulados no formulário. Selecione todos os campos (botão >>) e
clique em Next. Neste instante deverá aparecer a tela de layout do formulário.

PASSO 6
Esta tela permite selecionar a forma de apresentação dos dados, que poderá ser na Vertical, Horizontal, ou em
linhas de grade. Selecione a opção Horizontal e clique em Next. Neste instante deverá aparecer a tela final de
criação do formulário.

PASSO 7
Na última tela da criação do formulário deve-se definir se o formulário é o formulário principal da aplicação e se
na geração do formulário deve ser criado ou não um Data Module. Ative a opção Generate main form e
selecione a opção Form and Data Module e clique no botão Finish. Neste instante deve aparecer na tela o
formulário criado pelo Form Expert, de acordo com as definições selecionadas (Erro! A origem da referência
não foi encontrada.).

33
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Formulário criado com o Form Wizard.

34
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

4. Componente Database Lookup


Um database lookup, ou tabela de busca é o processo de encontrar texto descritivo de um valor codificado.
Uma situação comum onde tabelas de busca seriam utilizadas, seria quando você está editando o input de
usuário e quiser exibir uma informação mais significativa, e não valores codificados.

O Delphi fornece dois componentes para buscar valores em uma tabela de banco de dados, ou editar o input
contra um valor em uma tabela. Eles são os seguintes:

• Componente DBLookuplistBox
• Componente DBLookupComboBox

O termo lookup em cada nome de componente refere-se às tabelas de busca. O termo lookup tables refere-se
às tabelas que contém informação descritiva sobre um valor codificado. Esta seção discute a utilização destes
componentes. Eles se encontram na página Data Controls da Component Palette.

Componente DBLookuplistBox
O componente DBLookuplistBox é um componente ListBox data-aware projetado para buscar valores em uma
tabela baseado no valor de uma segunda tabela. O DBLookuplistBox contém um conjunto finito de dados, o
usuário deve selecionar uma das opções da lista. Um DBLookuplistBox permite exibir um conjunto de opções
baseado no valor em outra tabela. O componente DBLookuplistBox difere do componente DBListBox porque
permite coordenar o valor selecionado do DBLookuplistBox com a linha corrente de outra tabela do banco de
dados.

Componentes DBLookupComboBox
O componente DBLookupComboBox é um componente ComboBox dataware similar ao BDLookupListBox, exceto
que um usuário pode selecionar um valor na lista ou digitar um novo valor. Um ComboBox de onde o
DBLookupComboBox é derivado combina as capacidades de um ListBox com as capacidades de um componente
Edit.

Adicionando um Componente Database Lookup a um Form


Quando você adiciona um componente DBLookuplistBox ou DBLookupComboBox ao seu form, assumimos que:

• Você possui uma aplicação de banco de dados


• O form na aplicação possui pelo menos um DataSource e um componente derivado de TDataSet sendo
utilizado para exibir informações do banco de dados

Adicionar um componente database lookup envolve o seguinte processo:

Estágio Processo
1 Adicionar o componente database lookup e ligá-lo a um componente DataSource existente e
propriedade DataField
2 Adicionar um novo componente Query ou Table (TDataSet) e DataSource, e utilizar este
DataSource para buscar valores codificados no primeiro DataSource

Passos para o Estágio 1


Execute os passos a seguir para adicionar um componente DBLookuplistBox ou DBLookupComboBox a um data
source existente:

Passo Ação
1 Adicione um componente database lookup em seu form.
2 Defina a propriedade DataSource a um componente DataSource que exista no form e que
contenha o valor que você esteja procurando.
3 Defina a propriedade DataField ao campo que necessite de busca.

35
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Passos para o Estágio 2
Execute os passos a seguir para anexar o componente DBLookuplistBox ou DBLookupComboBox à tabela de
busca:

Passo Ação
1 Adicione um componente TDataSet utilizando um componente Table ou Query que corresponda
à tabela de busca.
2 Defina a propriedade DatabaseName do novo componente TDataSet.
3 Execute um dos seguintes:
• Defina a propriedade TableName do novo componente Table.
• Entre com um query para a propriedade SQL do componente query.
4 Adicione um novo componente DataSource, e defina a propriedade DataSet ao novo
componente TDataSet.
5 Defina a propriedade ListSource de componente DBLookup ao novo componente DataSource.
6 Defina a propriedade KeyField ao valor chave da tabela de busca.
7 Defina a propriedade ListField ao campo que você queira exibir no componente
DBLookuplistBox.

Criando uma Aplicação Utilizando um Componente Database Lookup


A melhor maneira de se aprender a utilizar um componente DBLookup é através de um exemplo. Nesta seção,
você utilizará um componente DBLookuplistBox para exibir um nome de empresa baseado no campo CustlD
encontrado na tabela Orders.

Passos
O processo do tutorial envolve os seguintes estágios:

Estágio Processo
1 Criar um form que exiba uma lista estática dos campos de uma tabela de banco de dados
utilizando um componente Table, DataSource, DBGrid e DBNavigator
2 Adicionar e conectar um componente TDBLookuplistBox à aplicação
3 Adicionar código para coordenar ações do componente TDBLookuplistBox quando o sistema
insere ou atualiza uma linha

Passos para o Estágio 1


Execute os passos a seguir para criar um form que exiba campos selecionados da tabela Orders:

Passo Ação
1 Abra um novo projeto e grave-o
Quando solicitado, grave a unit como EX7CMAIN.PAS e o projeto como EXAMP7.DPR.
2 Utilizando a página Data Access da Component Palette, adicione um componente Table e
DataSource ao seu form.
3 Utilizando a página Data Controls, adicione os seguintes ao seu form:
• Um componente DBGrid
• Um componente DBNavigator

4 Defina as seguintes propriedades para cada componente, como mostrado na tabela:

Nome Propriedade Valor


do Componente
Table1 Database Name DBEMOS
TableName ORDERS.DB

36
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Active True
DataSource1 DataSet Table1
AutoEdit False
DBGrid1 DataSource DataSource1
DBNavigator DataSource DataSource1

Passo Ação
5 Utilize o Fields Editor para adicionar os seguintes campos ao dataset Table1:
• OrderNo
• CustNo
• SaleDate
• ItemsTotal
• AmountPaid
6 Arranje os campos no Fields Editor para que OrderNo seja o primeiro campo e CustNo seja o
segundo.
7 Compile e grave a aplicação.Execute e teste-a.

Passos para o Estágio 2


Execute os passos a seguir para adicionar um componente DBLookuplistBox à aplicação:

Passo Ação
1 Utilizando a página Data Controls da Component Palette, adicione um componente
DBLookuplistBox ao seu form:

2 Utilize o Object Inspector para definir as seguintes propriedade do componente DBLookuplistBox:

Nome Propriedade Valor


do Componente
DBLookuplistBox1 DataSource DataSource1
DataField CustNo

Passo Ação
3 Adicione um novo componente Table e DataSource ao seu form. Defina as propriedades para cada
componente, como mostrado na tabela a seguir:

Nome Propriedade Valor


do Componente
Table2 DatabaseName DBDEMOS
TableName CUSTOMER.DB
Active True
DataSource2 DataSet Table2

Passo Ação
4 Utilize o Fields Editor para adicionar os seguintes campos ao dataset Table2:
• CustNo
• Company
5 Conecte o componente DBLookuplistBox ao segundo DataSource utilizando a tabela a
seguir:

37
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Nome Propriedade Valor


do Componente
DBLookuplistBox1 ListSource DataSource2
KeyField CustNo
ListField Company

Passo Ação
6 Compile e grave a aplicação.
Execute e teste-a.
O componente DBLookuplistBox destaca a empresa que corresponde ao valor de CustNo na linha
do DBGrid.

Passos para o Estágio 3


Este código de event handler permitirá definir o valor de CustNo durante o modo de edição ou inserção através
de um duplo-clique no componente DBLookuplistBox.
Execute os passos a seguir para adicionar um event handler para os eventos de DBLookuplistBox, OnDblClick,
ou OnClick:

Passo Ação
1 Adicione as instruções a seguir no evento OnDblClick do componente DBLookuplistBox:
if Table.State in [dsEdit, dsInsert] then
Table1CustNo.Value := Table2CustNo.Value;
2 Compile e grave sua aplicação.
Execute e teste-a alternando a aplicação entre o modo de edição e inserção e utilizando o
DBLookuplistBox para definir o valor de CustNo na tabela Orders.

38
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

5. CRIANDO UM APLICATIVO MASTER/DETAIL


No grupo de programas do Delphi, encontramos o utilitário Database Desktop, que permite a criação e
manipulação de banco de dados de diversos formatos.

O nosso exemplo gerenciará duas tabelas. Uma com o cadastro dos clientes e outra com as vendas realizadas
para estes clientes.

Execute o Database Desktop, selecionando a opção Database Desktop no menu Tools.

O Database Desktop

Crie uma nova tabela como mostra a figura a seguir.

Criando uma tabela

39
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Escolha o tipo Paradox 7. Aparecendo então a janela Create Paradox 7 Table.

Tipo da Tabela Criada

Digite o nome para o primeiro campo (CODIGO) e mude para tipo de campo (Type) usando a tecla Tab. Com o
campo Type selecionado, de um clique com o botão direito do mouse nele, para ser exibido o menu pop-up com
todos os valores para o tipo de campo. As letras sublinhadas correspondem à letra de atalho para cada tipo de
dado. O nosso campo CODIGO será definido como tipo Alpha. Apesar de ser um campo com números nós não
iremos realizar nenhum cálculo matemático com ele, por isso o definimos como Alpha.

Criando os campos da tabela

O campo CODIGO será a nossa chave primária para a identificação dos clientes na tabela Clientes. Para definir
um campo como chave primária, pressione qualquer tecla quando o campo Key estiver selecionado, marcando
este campo com um * - asterisco.

40
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Tornando o Campo CODIGO Chave primária

Dê continuidade entrando com outros campos, seguindo o modelo apresentado abaixo.

Criando os Demais Campos

41
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Salve-a como Clientes.db.

Salvando a Tabela Paradox

Logo após, abra uma nova tabela no mesmo formato, e construa-a como mostrado abaixo.

Criando a Tabela Vendas

Para que a tabela Vendas se relacione com a tabela Clientes, deveremos definir o campo CODIGO como índice
secundário na tabela Vendas.

No ComboBox Table properties, selecione a opção Secondary Indexes e clique no botão Define...,
aparecendo o quadro de diálogo Define Secondary Index.

Na janela Define Secondary Index, selecione o campo CODIGO e dê um clique na seta para introduzi-lo como
campo índice, e finalmente dê um clique no botão OK para aceitar a opção.

Será então solicitado um nome para este índice, digite INDCODIGO.

42
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Definindo Índices Secundários

Salvando os Índices

Salve a tabela como Vendas.db. Saia do Database Desktop, através do menu File, opção Exit.

O Delphi possui o assistente Form Wizard para a construção de formulários de acesso a Banco de Dados, nós
iremos utilizá-lo para construirmos o nosso projeto, que utiliza as tabelas de Clientes e Vendas construídas
anteriormente.

Volte ao Delphi, e exclua o formulário Form1 que o Delphi cria junto com um novo projeto. No menu Project,

escolha a opção Remove from Project..., ou o botão ( ) na barra de ferramentas, e exclua Form1 não
salvando o arquivo. Pois o Form Wizard criará um novo formulário automaticamente.

Removendo o form do projeto

43
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Excluído o formulário, inicie o wizard escolhendo a opção Form Wizard do menu Database. O Database Form
Wizard é o assistente para a criação de Formulários envolvendo banco de dados. Este assistente ajudará na
definição dos campos a serem mostrados e o layout do formulário, além de incluir um componente
DBNavigator, que será usado para a navegação entre os registros das tabelas.

DBNavigator

O nosso primeiro formulário terá duas divisões, uma para cada tabela. A primeira conterá os dados relativos a
um cliente, e a segunda as compras realizadas por este cliente. Inicie o Form Wizard, seguindo as opções
mostradas nas figuras a seguir; pressionando o botão Next para continuar com o assistente.

Iniciando o Form Wizard

44
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Estas opções criam um formulário com duas divisões, usando componentes TTable. Um componente TTable
realiza a conexão entre o formulário e uma tabela do banco de dados. Ele é um componente visível somente
em tempo de projeto - semelhante ao componente TTimer.

Tabela Master
Inclua a tabela Clientes.db, como sendo a master query. Ou seja, a tabela que irá comandar a apresentação
do dados.

Incluindo a tabela Clientes como Master Query

Selecione o botão >> para incluir todos os campos da tabela Clientes.db no formulário.

Incluindo Todos os Campos

45
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
A opção Vertical posiciona os campos dentro do formulário, um acima do outro.

Selecionando a Opção Vertical para Mostrar os Campos

Alinhamento Left, posiciona as legendas ao lado esquerdo dos quadros de Edit.

Escolhendo o Alinhamento Left (Esquerdo)

46
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Tabela Detail
Defina a tabela Vendas.db como a tabela de detalhes.

Definindo a Tabela Vendas Como Detalhe

Inclua todos os campos da tabela Vendas, e a seguir, escolha o formato Grid para a apresentação da tabela
Vendas.

Mostrando os Campos do Detalhe em Grid

Selecione os campos que farão a ligação entre as duas tabelas, escolhendo INDCODIGO como índice. Em
Detail Fields e Master Fields, selecione o campo CODIGO como campo de junção em ambas as tabelas e
pressione Add. Como mostrado a seguir.

47
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Fazendo a Ligação entre as Tabelas

Concluindo a Ligação entre Tabelas

Pressione Next e finalize o Form Wizard. O seu formulário estará como a figura a seguir.

48
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Resultado do Form Wizard

Alterando as propriedades de alguns componentes do formulário.


Comece alterando o tamanho do Panel3 referente aos dados dos clientes. E redesenhe o formulário como a
figura abaixo.

Redesenhando o Formulário Principal

49
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Para formatar a entrada de dados, ou seja, definir o formato do dado, para a tabela Clientes.db, dê um clique
duplo em Table1 para acessar o editor de campos (Fields Editor). Selecione o campo CEP e no Object
Inspector, procure a propriedade Edit Mask. Esta propriedade abre o quadro de diálogo Input Mask Editor onde
poderemos escolher uma máscara para o campo CEP, escolha Long Zip Code e na caixa Input Mask elimine
um dígito 9, como mostra as figuras a seguir.

Configurando a Máscara do Campo CEP

Mascarando o Campo CEP

Faça o mesmo para o campo Telefone, escolhendo a máscara Phone. Feche a Input Mask Edit.

Selecione o campo CODIGO em Table2, e mude a propriedade Visible:=False, para não aparecer o código do
cliente no componente DBGrid, pois ele já será exibido por um componente Edit.

Selecione o EditEstado e altere a propriedade Charcase:=ecUpperCase, para que os caracteres neste TEdit
sejam apresentados em maiúscula.

Insira um botão BitBtn no Formulário com as seguintes definições de propriedades:

1 - Caption:=Sai&r; Kind:=bkCLose

A propriedade Kind do BitBtn determina qual desenho será mostrado na face do botão. Esta propriedade
também implementa algumas funções ao botão eliminando linhas de código, neste caso não será necessário
nenhuma linha de código para fechar o formulário.

Finalmente, mude a propriedade Active dos dois componentes TTable (Table1 Table2) de False para True. Isto
tornará o Table ativo tanto em tempo de projeto quanto em tempo de execução. Ao ativarmos o Table, os
controles TEdit mudarão seu conteúdo, passando a exibir o primeiro registro da tabela a eles ligada.

50
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Dê o nome de frmClientes ao Formulário e salve como frmClientesUnt.pas.

O formClientes Após as Mudanças

O próximo formulário será construído manualmente, sem o uso do Form Wizard. Não utilizaremos o Form
Wizard apenas por questões didáticas, mas este novo Formulário também poderia ser construído utilizando este
assistente.

Este segundo formulário servirá para cadastrar vendas. O usuário selecionará um nome de cliente já
cadastrado, a partir de um quadro combo, digitará a data da venda e escolherá um produto, através de botões
de opção, definindo também a quantidade de itens de um mesmo produto e o valor total da venda.

Insira um novo formulário ao projeto escolhendo a opção New Form do menu File ou o botão ( ). Monte
este novo formulário utilizando os componentes descritos na figura abaixo.

Fazendo o Formulário de Vendas

Altere as propriedades, de alguns componentes, indicadas na tabela a seguir:

51
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Componente Propriedade Valor
Table1 DatabaseName C:\Curso Delphi 5
TableName Vendas.db
Name tblVendas
Active True
DataSource1 DataSet tblVendas
Name dsrVendas
Table2 DatabaseName C:\Curso Delphi 5
TableName Clientes.db
Name tblClientes
Active True
DataSource2 DataSet tblClientes
Name dsrClientes
DbNavigator DataSource dsrVendas
Name navVendas
ShowHint True

Selecione todos os TDBEdit, dando um clique em cada um enquanto pressiona a tecla Shift, e altere a
propriedade DataSource de todos ao mesmo tempo para dsrVendas. Depois selecione um por vez e altere a
propriedade DataField correspondente a cada TEdit.

Dê um clique duplo em tblVendas para editar o campo Data. Repare que a janela Fields Editor aparece vazia
sem nenhum campo listado. Clique com o botão direito do mouse no Fields Editor e escolha a opção Add
Fields..., selecione todos os campos e pressione Ok, para inserir todos os campos da tabela Vendas.db no
Fields Editor.

Adicionando os Campos da Tabela Vendas

Voltando ao Fields Editor, selecione o campo DATA e altere o formato da propriedade EditMask para Date.
Após a inserção de todos os campos da tabela Vendas no componente tblVendas, as propriedades destes
campos podem ser acessadas diretamente através do Object Inspector. Como ilustra a figura a seguir.

52
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Acessando os Campos Diretamente do Object Inspector

O componente DBLookupComboBox, exibe os valores de um campo em uma lista, onde o usuário poderá
escolher um valor para este campo. Os valores exibidos pertencem a uma tabela e quando o usuário fizer uma
escolha, o valor escolhido será vinculado a uma outra tabela.

No formulário que estamos projetando - Vendas, o nome dos clientes virá da tabela Clientes e quando
inserirmos a venda, o nome do cliente escolhido será vinculado a esta venda na tabela Vendas através da
chave primária CODIGO.

Portanto o DBLookupComboBox trabalha com duas tabela simultaneamente, uma que fornece os dados para a
lista e outra que está associada ao DbLookupComboBox. A tabela abaixo explica as propriedades relativas a
esta vinculação.

Propriedade Uso
DataSource Indica qual tabela associada.
DataField Indica o campo associado.
ListSource Determina a tabela que fornecerá os dados para a lista.
KeyField Indica qual o campo da tabela acima será usado como
vínculo.
ListField Indica qual campo será mostrado na lista do quadro
combo.

Siga a tabela abaixo para determinar as propriedades do nosso DBLookupComboBox.

Propriedade Valor
Data Source dsrVendas
Data Field CODIGO
ListSource dsrClientes
KeyField CODIGO
ListField NOME

A lista de clientes será vinculada através do campo CODIGO mas estará exibindo ao usuário, o campo NOME.

O componente DBRadioGroup apresenta uma série de opções pré-definidas a serem selecionadas pelo
usuário, contendo um botão para cada opção. Estas opção são determinadas pela propriedade Items. O valor
do campo na tabela associada ao DBRadioGroup, será o mesmo valor do botão selecionado.

Selecione o DBRadioGroup e edite a propriedade Items, configurando três opção para produtos vendidos,
seguindo o modelo a seguir.
53
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

Configurando o DBRadioGroup com 3 RadioButtons

Altere outras propriedades conforme a tabela mostrada abaixo:

Propriedade Valor
DataSource dsrVendas
DataField PRODUTO
Columns 3
Caption vazia

Salve este Formulário com o nome de frmVendasUnt.Pas. O Formulário final é mostrada abaixo.

O Formulário frmVendas Finalizado

O próximo formulário será a abertura do programa. A partir dele serão chamados os dois formulários
construídos anteriormente.

Acrescente um formulário vazio File e New Form, e construa-o da seguinte forma:

54
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

O Formulário de Apresentação frmControle

A propriedade Hint dos SpeedButtons, contém o texto que será mostrado quando o mouse ficar parado por
alguns instantes sobre o botão. Define ShowHint:=True, para ativar esta função.

Com isto concluímos a construção de nossa interface gráfica com o usuário. Salve o formulário com o nome
frmControleUnt.pas

Temos então em nosso projeto três formulários - frmControle, frmClientes e frmVendas. Todos foram
salvos no disco com o mesmo nome da sua propriedade Name mais "Unt".

Começaremos o código pelo frmControle.

implementation

uses frmVendaUnt, frmClientesUnt;

{$R *.DFM}

procedure TfrmControle.SpeedButton3Click(Sender: TObject);


begin
Close;
end;

procedure TfrmControle.SpeedButton2Click(Sender: TObject);


begin
frmVenda.Show;
end;

procedure TfrmControle.SpeedButton1Click(Sender: TObject);


begin
frmClientes.Show;
end;

Código para frmVendas.


55
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

procedure TfrmVenda.BitBtn1Click(Sender: TObject);


begin
frmVenda.Hide; {o método Hide esconde o Formulário, mas
não a elimine da memória, enquanto que Close retira
o Formulário da memória }
end;

Antes de compilar o projeto, verifique se o formulário inicial do programa é mesmo o frmControle. No menu
Project do Delphi, escolha a opção Option..., e defina como o Main Form o formulário frmControle.

Colocando o frmControle como o Formulário Principal

Execute o programa pressionando F9.

56
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________

6. RELATÓRIOS
Para a geração de relatórios no Delphi usamos as ferramentas do QuickReport presentes na paleta QReport da
barra de ferramentas. Com estes controles poderemos construir relatórios que serão compilados diretamente
em nosso projeto sem a necessidade de carregar outras ferramentas de relatório. Poderemos também incluir
código a vários eventos relatórios proporcionando uma grande flexibilidade em nossos projetos.

O Delphi nos proporciona alguns modelos de relatórios, também um assistente para a criação destes relatórios.

Selecione File | New | Form e observe que existem três modelos de relatórios:

Modelos de Relatórios

• QuickReportLabels - Utilizado na criação de etiquetas.


• QuickReport List - Permite a criação de relatórios simples, a partir de dados de uma tabela ou query.
• QuickReport Master/Detail - É um modelo de relatório que obtém dados a partir de duas tabelas.

Primeiro vamos criar um relatório com as informações clientes partindo da tabela Customer.db.

Na caixa de diálogo New Items, escolha QuickReport List.

QuickReport List

57
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
O Delphi nos apresenta um modelo de relatório com alguns componentes já inseridos. Um dos tipos destes
componentes são as bandas, elas nos dão funcionalidade como títulos, cabeçalhos, rodapés, detalhes, e sub-
detalhes para dados do relatório - representam o componente QRBand.

Outros componentes que iremos utilizar são o QRLabel e o QRDBTex. O primeiro exibe informações estáticas no
relatório, enquanto o segundo exibe informações dinâmicas vindas do banco de dados, pois está ligado a um
campo de determinada tabela.

Construção de um Relatório Simples


Repare que o formulário aberto pelo Delphi é do tipo TQRListForm, ou seja, é um formulário específico para
relatórios de lista. Selecione o formulário e mude as seguintes propriedades:

Name = ClientesRep
ReportTitle = Informações de Clientes

O componente Table presente no relatório, recebeu o nome de MasterTable e ele será nossa fonte de
informações do banco de dados. Altere suas propriedades:

DatabaseName = DBDemos
TableName = Customer.db

Na segunda faixa - ColumnHeader - coloque mais dois (já possui um) QRLabel e altere suas legendas para
Nome, Endereço e Telefone.

Na terciera faixa - Detail - posicione três QRDBText em baixo das legendas da faixa anterior, definindo a
propriedade DataSet como MasterTable para as três, e as propriedades DataField como Company, Addr1 e
Phone.

Posicione os controles de forma que seu formulário de relatório se pareça com a figura a seguir.

O Relatório Configurado

Este formulário possui um pop-menu que nos dá acesso a uma caixa de diálogo onde poderemos além de
outras coisas, configurar a apresentação do nosso relatório e também a opção de visualização antes dele estar
vinculado ao aplicativo. As opções são: Report Settings e Preview.

Faça uma visualização do relatório e, se tudo estiver de acordo com o seu gosto, inclua um botão na página
Clientes do nosso projeto, com o seguinte código para exibir o relatório. Não se esquecendo de incluir o nome
da unidade do relatório na seção uses do formulário principal.

procedure TForm1.RelatorioBtnClick(Sender: TObject);


begin
ClientesRep.Preview;
end;

58
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Construção de um Relatório Master/Detail
Abra um novo relatório, mas desta vez como Master/Detail.

Relatório Master/Detail

Este novo formulário possui a mais, duas tabelas, um DataSource e uma faixa de sub-detalhes em comparação
ao anterior. Ele também pertence a outro tipo de componente o TQRMDForm, sendo um formulário específico
para a construção de relatórios Master/Detalhe.

Altere as seguintes propriedades do formulário:

Name = VendasRep
ReportTitle = Vendas

As duas tabelas estão nomeadas como MasterTable e DetailTable, e o DataSource como MasterDS. O
DataSource está presente apenas para criar uma vinculação entre as tabelas. Altere suas propriedades
associando-as às tabelas Customer.db e Orders.db, e tornando-as ativas.

Vá até a DetailTable e selecione a propriedade MasterFields para exibir a caixa de diálogo Field Link
Designer, vista anteriormente no curso, utilizada para a vinculação de tabelas. Vincule as duas tabelas pelo
índice CustNo.

A tabela de Detalhe

Na banda Column Header, coloque dois componentes QRLabel com as legendas Nome do Cliente e Código.

Na banda Detail, insira dois QRDBText associados aos campos Company e CustNo da MasterTable. Aumente a
largura desta faixa, e inclua mais dois QRLabel com as legendas Número do Pedido e Valor Pago.

Na quarta banda - SubDetail - coloque dois QRDBText, para os detalhes das compras, associados aos campos
OrderNo e AmountPaid da tabela Orders.db - DetailTable.

59
Aplicações para Banco de Dados Local
_______________________________________________________________________________
Altere a propriedade DataSet da banda SubDetail para DetailTable.

Ao final, o seu formulário deverá se parecer com o da figura a seguir:

Relatório Master/Detail Final

Inclua mais um botão no formulário principal para a exibição deste último relatório. E teste o seu programa.

Os relatórios construídos anteriormente também poderiam ser construídos partindo-se de um formulário


comum, desde que incluíssemos o componente QuickRep neste formulário, dimensionando-o na área de cliente
de acordo com as necessidades. E a partir daí colocaríamos os demais componentes existentes de modo
semelhante nos relatórios construídos como exercícios.

60