Você está na página 1de 2

RECURSOS NOS TRIBUNAIS

Recurso Ordinrio Constitucional


Recurso Especial
Recurso Extraordinrio
Embargos de Divergncia

RECURSO ORDINRIO CONSTITUCIONAL (idntica Apelao, s que pra


casos especficos)

1) Acrdo proferido em Ao Mandamental (HC, HD, MS, MI) de competncia


originria de Tribunal Deciso foi denegatria (no cabe ROC se for
concessiva, sendo privativo do impetrante)

Competncia: STF (art. 102, II, CF) ou STJ (art. 105, II)

2) Crimes polticos (STF)

3) Contra sentena que tenha de um lado um Estado Estrangeiro ou Organizao


Internacional e do outro municpio ou pessoa residente ou domiciliada no pas.
(Ex.: cobrana de IPTU pelo municpio contra consulado de pas estrangeiro)
de competncia do STJ.

MODELO: Pea semelhante de APELAO (petio de interposio + razes recursais).


Interpe para o Presidente do Tribunal de Origem!!!

RECURSO ESPECIAL E EXTRAORDINRIO


O fundamento a uniformizao da interpretao da lei federal e da
Constituio no Brasil. No serve para reapreciao de fatos, apenas para
interpretao de tese jurdica.
REsp (STJ) RE (STF)
Cabimento: Cabimento:
Acrdo ou deciso de ltima instncia Acrdo ou deciso de ltima ou nica
de TJ ou TRF (art. 105, III, a,b,c, CF). A CF instncia. Cabe RE contra deciso de
exigiu origem (TJ ou TRF)!!! colgio recursal, j que a CF no exigiu
origem (art. 102, III, a,b,c,d, CF).
Requisitos (do cabimento): Requisitos:
1) Cabimento Constitucional; 1) Repercusso Geral (art. 1.035, CPC
2) Prequestionamento (a matria foi + 102, 3, CF)
objeto de discusso na instncia 2) Cabimento Constitucional
inferior ou o Tribunal discute os 3) Prequestionamento
artigos ou h presena de 4) Pressupostos genricos
EmbDcl);
3) Pressupostos genricos

ATENO!!! Art. 102, III, d (LEI local em face de lei federal) X Art. 105, III, b (ATO
local com Lei Federal) decreto no lei, apenas o que for oriundo de processo
legislativo de assembleias e cmaras legislativas.

A ideia central a discusso entorno da competncia legislativa distribuda pela CF.


Conflito de competncia constitucional (TESE DA ALNEA D: arts. 22 e 24, CF)!!!

Para distinguir o cabimento entre REsp e RE, utiliza-se e se analisa a TESE.

A ADMISSIBILIDADE do RE e REsp continua sendo feita primeiramente pelo presidente


do tribunal recorrido e, caso seja negativo, cabe Agravo em REsp ou RE (art. 1.042,
CPC).

Se for CONTRARRAZES, pede que seja desconhecido o recurso e improvido, elevando-


se os honorrios.