Você está na página 1de 18

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

13/02/2017 LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF LEICOMPLEMENTARNº13,DE03DESETEMBRODE1996

LEICOMPLEMENTARNº13,DE03DESETEMBRODE1996

PublicadanoDODFde04deSetembrode1996

Alteração:LeiComplementarnº879,de25/04/14 – DODFde28/04/14.

Regulamenta o art. 69 da Lei Orgânica, dispondo sobre a elaboração,redação,alteraçãoeconsolidaçãodasleisdoDistrito Federal.

O GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL, FAÇO SABER QUE A CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERALDECRETAEEUSANCIONOASEGUINTELEICOMPLEMENTAR:

CAPÍTULOI

DASDISPOSIÇÕESPRELIMINARES

Art.1º Aelaboração,redação,alteraçãoeconsolidaçãodasleisdoDistritoFederal,sujeitasaoprocesso

legislativo,regem­seporestaLeiComplementar,nostermosdoquedispõeoart.69,parágrafoúnico,da

LeiOrgânica. Art.2º Oprocessolegislativoéoconjuntodeatospreordenadosvisandoàformaçãodasleisatravésda colaboraçãoentreosPoderesdoDistritoFederal. Art. 3º Recebe a denominação de procedimento legislativo o modo de realizar os atos do processo legislativo. Parágrafoúnico.Oprocedimentolegislativo,quepodeserordinário,sumárioouespecial,serádisciplinado peloRegimentoInternodaCâmaraLegislativa. Art.4º ParaefeitosdestaLeiComplementar,leiséogênerodequesãoespécies:

I­aemendaàLeiOrgânica; II­aleicomplementar; III­aleiordinária; IV­odecretolegislativo; V­aresolução. §1º NoâmbitolegislativodoDistritoFederal,considera­se:

I­emendaàLeiOrgânicaaleiquedeterminealteraçãoemdispositivodaLeiOrgânica; II­leicomplementaraleiquedisciplinematériaqueaLeiOrgânicadeterminecomoseuobjeto; III­leiordináriaaleiquedisciplineas matérias legislativas dacompetênciadoDistritoFederalquenão estejamprevistasnosincisosanteriores; IV­decretolegislativoaleique,comestenome,discipline,comefeitoexterno,matériadacompetência privativadaCâmaraLegislativa; V­resoluçãoaleique,comestenome,discipline,comefeitointerno,matériadacompetênciaprivativada CâmaraLegislativa. §2º Nagradaçãodaordemjurídica,aleicomplementarsesituaentreaLeiOrgânicaeasleisordinárias. §3º Aleiordináriateráseunomeabreviadoparalei. Art.5º VETADO

CAPÍTULOII

DAELABORAÇÃO

SeçãoI

DasDisposiçõesPreliminares

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

Art. 6º A elaboração das leis obedecerá ao processo legislativo previsto na Lei Orgânica, nesta Lei ComplementarenoRegimentoInternodaCâmaraLegislativa,levando­seemconta:

I­anecessidadesocialeoideáriodejustiça;

II­osprincípiosjurídicosconsagradospelosdiversosramosdoDireito;

III­alegislaçãoexistente,obedecendo­se,conformeaespéciedelei:

a)àConstituiçãoFederaleàLeiOrgânicaesuasemendas; b) às leis complementares e ordinárias da União que disponham sobre normas gerais para serem obedecidaspelosEstados,DistritoFederaleMunicípios; c)àsleiscomplementaresdoDistritoFederal; d)àsleisordináriasdoDistritoFederalquecontenhamnormasgerais; IV­ohistóricodasleisoudeseusdispositivosqueversemsobreoassuntoabordadonanovalei; V­atransiçãodoregimejurídicodaleivelhaparaodaleinova. Art.7º Oprocessodeelaboraçãodasleiscompreendeasetapasseguintes:

I­iniciativa;

II­emendas;

III­discussão;

IV­deliberação;

V­sançãoouveto;

VI­promulgação;

VII­publicação.

SeçãoII

DaIniciativa

Art.8º Ainiciativaéapropostadecriaçãodedireitonovo,ecomelaseiniciaoprocessolegislativo. Parágrafoúnico.AemendaàLeiOrgânicaseráiniciadanaformadeproposta,easdemaisleisdequetrata

oart.4ºdestaLeiComplementarserãoiniciadasnaformadeprojeto.

Art.9º Ainiciativapodesercomumouprivativa. §1º Ainiciativacomuméaquepodeserexercida:

I­peloGovernador; II­porqualquermembroouÓrgãodaCâmaraLegislativa; III­peloscidadãos,naformaprevistanaLeiOrgânica. §2º Ainiciativa privativa é a que se reserva a um Poder ou a Órgão dos Poderes Públicos o direito exclusivodeiniciaroprocessolegislativo. § 3º A Câmara Legislativa poderá ser provocada a manifestar­se sobre matéria de sua competência privativa,mediantesolicitação:

I­doGovernador; II­doTribunaldeContasdoDistritoFederal; III­ do Supremo Tribunal Federal, do SuperiorTribunal de Justiça ou do Tribunal de Justiça do Distrito FederaleTerritórios. Art. 10. Observado o disposto no art. 72 da Lei Orgânica, os projetos de iniciativa privativa podem ser emendadospelaCâmaraLegislativa.

Art.11.ÉvedadoousodeprojetoautorizativoparasuprirainiciativaprivativadeoutroPoderoudeórgão

dosPoderesPúblicosdoDistritoFederal. §1º Éaindavedadoousodeprojetoautorizativoparamatériasquedependamdedecisãodasautoridades administrativasdoDistritoFederaloudesuasempresaspúblicasesociedadesdeeconomiamista. § 2º Não sendo a iniciativa privativa exercida no prazo fixado em lei, a Câmara Legislativa solicitará

informaçõesàautoridadecompetente,inclusiveaoGovernador,nostermosdoquedispõeoart.60,XXXII,

daLeiOrgânica.

Art.12.AlémdoscasosprevistosnaLeiOrgânica,oRegimentoInternodaCâmaraLegislativapoderáexigir

dosDeputadosDistritaisnúmeromínimodesubscritoresparainiciaroprocessolegislativodedeterminadas matérias. Parágrafo único. Recebe a denominação de iniciativa qualificada a que exige número mínimo de subscritoresparainiciaroprocessolegislativo.

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

Art.13.Salvonocasoprevistonoart.74,§7º,daLeiOrgânica,aspropostasdeemendaàLeiOrgânicaou

osprojetosnãoserãoreapresentadosnamesmasessãolegislativaemquehajamsidorejeitadosoutidos

porprejudicados.

Parágrafoúnico. Nas matérias deiniciativaprivativadoGovernador, areapresentaçãodeprojetorejeitado dependedeaceitaçãopréviadamaioriaabsolutadosmembrosdaCâmaraLegislativa.

SeçãoIII

DasEmendas

Art. 14. Emenda é a proposição que tem por finalidade alterar proposta de emenda à Lei Orgânica ou projeto. Parágrafoúnico.Aemendapodeser:

I­supressiva; II­aglutinativa; III­substitutiva; IV­modificativa; V­aditiva; VI­deredação.

Art.15.AiniciativadeproporemendacompeteaosmembrosouórgãosdaCâmaraLegislativa,naforma

quedispuserseuRegimentoInterno.

Parágrafo único. O Governador pode solicitar à Câmara Legislativa a alteração de proposição de sua iniciativa,medianteapresentaçãodotextoaserdeliberado,antesdaapreciaçãopelascomissões. Art. 16. A emenda será vinculada à proposição principal e obedecerá às normas contidas nesta Lei Complementar,bemcomoaoquedispuseroRegimentoInternodaCâmaraLegislativa. Parágrafoúnico.Seráreproduzidointegralmentedispositivoobjetodeemenda:

I­modificativa;

II­substitutiva;

III­aglutinativa;

IV­deredação.

SeçãoIV

DaDiscussão

Art.17.Discussãoéaetapadoprocessolegislativodestinadaaodebatedasmatériasobjetodeelaboração

delei. Art. 18. O início da discussão depende de quorum estabelecido no Regimento Interno da Câmara Legislativa. Parágrafoúnico.RecebeadenominaçãodequorumaexigênciadenúmeromínimodeDeputadosDistritais presentesàsessãodaCâmaraLegislativaparadiscussãooudeliberaçãodasmatériasobjetodelei.

Art.19.AformadediscussãoserádisciplinadanoRegimentoInternodaCâmaraLegislativa.

SeçãoV

DasDeliberações

Art.20.DeliberaçãoéaetapadoprocessolegislativopelaqualaCâmaraLegislativadecideprivativamente

sobre a conveniência, oportunidade e conteúdo das propostas de emenda à Lei Orgânica ou projetos levadosàsuaconsideração. Parágrafoúnico.AsdeliberaçõesobedecerãoàLeiOrgânicaeaoRegimentoInternodaCâmaraLegislativa.

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

Art.21.Paraefeitosdedeliberação,considera­se:

I­maioriaqualificadaamanifestaçãodedoisterçosdosmembrosquecompõemaCâmaraLegislativa;

II ­ maioria absoluta a manifestação ou presença de, no mínimo, metade mais um dos membros que

compõemaCâmaraLegislativa; III­maioriasimplesamanifestaçãopormaioriadevotos,presenteamaioriaabsolutadosmembrosque compõemaCâmaraLegislativa. §1º Paraseraprovado,dependedamanifestaçãofavorável:

I­damaioriaqualificada:

a)propostadeemendaàLeiOrgânica;

b)projetodeleiqueenvolvamatériatributáriaouprevidenciáriadoDistritoFederalsobre:

1)isenção;

2)anistia;

3)remissão;

4)benefícioseincentivosfiscais;

c)projetodedecretolegislativoqueautorizeoPoderJudiciárioaprocessarejulgarnoscrimescomuns:

1)oGovernadoreoVice­Governador;

2)osSecretáriosdeGoverno;

d)projetodedecretolegislativoquecondeneoGovernadorouoProcuradorGeraldoDistritoFederalpor

crimederesponsabilidade;

e)projetodedecretolegislativoquesuspendaasimunidadesparlamentaresdosDeputadosDistritais;

II­damaioriaabsoluta:

a)projetodeleicomplementar;

b)projetodeleiquecrieouextingaRegiãoAdministrativa;

c)projetodedecretolegislativoqueautorizeainstauraçãodeprocessocriminalcontraDeputadoDistrital;

d) projeto de decreto legislativo que determine a perda do mandato de Deputado Distrital, nos casos

previstosnoart.63,I,IIeVI,daLeiOrgânica;

e)projetoderesoluçãoqueautorizeàCâmaraLegislativareunir­seforadesuasede,nostermosdoart.55,

parágrafoúnico,daLeiOrgânica;

f)rejeiçãodoveto;

III­damaioriasimplesamatérianãocompreendidanosincisosanterioresquesejaobjetode:

a)leiordinária;

b)decretolegislativo;

c)resolução.

§ 2º O Regimento Interno da Câmara Legislativa poderá prever outros casos de projetos de decreto

legislativo ou de resolução que dependam da maioria qualificada ou da maioria absoluta para serem aprovados.

§3ºParadeliberarsobrematériaqueexijamaioriaqualificada,exige­seapresençade,pelomenos,dois

terçosdosmembrosdaCâmaraLegislativa.

Art.22.Nenhumprojetoseráaprovadoseonúmerodeabstençõesouvotosembrancoforigualousuperior

aonúmerodevotosfavoráveis. §1º Oprojetoqueseencontrarnasituaçãodescritanesteartigoseráreincluídonaordemdodiaparanova deliberação. §2º Persistindoasituaçãodescritanesteartigo,serátidoporprejudicadoparaefeitosdoart.13destaLei Complementar.

SeçãoV

DaSançãoedoVeto

SubseçãoI

DasDisposiçõesComuns

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

Art.23.SançãoevetosãoatosprivativosdoGovernador.

§1º Apenasosprojetosdeleicomplementaredeleiordináriaestãosujeitosavetoousanção. §2º Asançãoeoveto,umavezapresentados,sãoirretratáveis. §3º O disposto nesta e nas subseções seguintes aplica­se, inclusive, a projetos de lei de iniciativa privativadoTribunal deContas doDistritoFederal edoProcuradorGeral doMinistérioPúblicojuntoao TribunaldeContasdoDistritoFederal.

Art.24.Édequinzediasúteis,contadosdorecebimento,oprazoparaqueoprojetosejasancionadoou

vetado.

SubseçãoII

DoVeto

Art.25.VetoéoatopeloqualoGovernadornegasanção,notodoouemparte,aprojetoaprovadopela

CâmaraLegislativa. §1º Ovetoserásempreexpressoemotivado. §2º OGovernadorexplicitaráasrazõesdeordemjurídicaoucontráriasaointeressepúblicoquemotivaram oveto.

Art.26.Ovetoparcialabrangerásomentetextointegraldeartigo,parágrafo,inciso,alíneaounúmero.

Art.27.ÉdequarentaeoitohorasoprazoparaqueovetoesuasrazõessejamencaminhadosàCâmara

Legislativa.

Art.28.Oprazodoartigoanteriorcomeçaafluirdadataedahoradaassinaturadovetoesuasrazões.

§1º Nafaltadeindicação dahora,presume­sequeovetofoiopostoàsdezoitohoras. §2º Nafaltadeindicaçãodedata,presume­sequeovetofoiopostonoúltimodiaútildoprazoprevistono

art.24destaLeiComplementar,ounoúltimodiaútildomês,sefaltarapenasodia.

Art.29.OvetoopostoforadoprazoounãocomunicadodentrodoprazodestaLeiComplementarétidopor

inexistente.

Art.30.ACâmaraLegislativamanifestar­se­ásobreovetonosprazoseformaprevistosnaLeiOrgânicae

noseuRegimentoInterno.

Art.31.ACâmaraLegislativapoderárejeitar,totalouparcialmente,ovetototal.

Art.32.AmanutençãodovetopelaCâmaraLegislativa,aindaqueovetosejaparcial,equivaleàrejeiçãode

projetoparaefeitosdoart.13destaLeiComplementar.

Art. 33. Otextovetadoserásuprimidodalei, ficandoaunidadedearticulaçãocorrespondentecomsua numeraçãooriginal,seguidadaexpressão"vetado"entreparênteses.

Parágrafoúnico.Évedadaareutilizaçãodanumeraçãodedispositivovetado,salvonocasodoart.130,

parágrafoúnico,destaLeiComplementar.

SubseçãoIII

DaSanção

Art.34.SançãoéoatopeloqualoGovernadorexterioriza,expressaoutacitamente,suaaquiescênciaao

projetodeleicomplementaroudeleiordináriaaprovadopelaCâmaraLegislativa. §1º SançãoexpressaéaqueocorrequandooGovernadormanifesta,porescrito,suaaquiescência. §2º Sançãotácitaéaqueocorrepordecursodeprazo,emvirtudedesilênciodoGovernadornoprazodo

art.24destaLeiComplementar.

Art. 35. A sanção não supre vícios de iniciativa, nem de outras etapas a que os projetos de lei complementaroudeleiordináriaestãosujeitos. Art. 36. A sanção será aposta, inclusive, aos projetos de lei complementar ou de lei ordinária que receberemvetoparcial.

SeçãoVI

DaPromulgação

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

Art.37.Promulgaçãoéaetapadoprocessolegislativoqueatestaaexistênciadalei,reconheceosfatose

atosqueageraram,indicasuavalidadeeatornaaptaaserexecutada.

Art.38.Asleiscomplementareseordináriasserãopromulgadasemquarentaeoitohoras,contadas:

I­dadatadasançãoexpressa; II­doúltimodiaútil,nocasodesançãotácita; III­dadatadorecebimentodoprojetoquecontenhavetorejeitadopelaCâmaraLegislativa; IV­daúltimahoradoprazoparapromulgação,quandohouversilênciodoGovernador,ou,sucessivamente, doPresidenteedoVice­PresidentedaCâmaraLegislativa, nos casos previstos noart. 74, §6º, daLei Orgânica.

Art.39.AemendaàLeiOrgânicaserápromulgadaematéquinzediasúteis,contadosdapublicaçãode

suaredaçãofinalnoDiáriodaCâmaraLegislativa.

Art.40.OprazoparapromulgaçãodedecretolegislativoederesoluçãoseráfixadonoRegimentoInterno

daCâmaraLegislativaenãopoderásersuperioraoprazodoartigoanterior.

Art.41.Apromulgaçãodasleiséatribuição:

I­daMesaDiretoradaCâmaraLegislativa,paraasemendasàLeiOrgânica;

II­doGovernador,paraasleiscomplementareseordinárias;

III­doPresidentedaCâmaraLegislativa,paraosdecretoslegislativoseresoluçõese,seoGovernadornão

ofizer,paraasleiscomplementareseordinárias;

IV­doVice­PresidentedaCâmaraLegislativa,senãoofizeroseuPresidente,noscasosindicadosno

incisoanterior.

Parágrafoúnico.DepoisdeoprojetodeleicomplementaroudeleiordináriatersidoaprovadopelaCâmara

Legislativa,aementanãosesujeitaavetoparciale,qualquerquesejaaautoridadepromulgadora,nãose

alteracomapromulgação,sendovedadoutilizaraexpressão"promulgaçãonegada".

SeçãoVII

DaPublicação

Art.42.Apublicação,condiçãodevigênciaeeficáciadalei,éaetapadoprocessolegislativopelaqualse

dáciênciadapromulgaçãodasleisaosseusdestinatários,tornandoobrigatóriasuaexecução. §1º Todapublicaçãoseráescrita. §2º Asleisserãopublicadasimediatamenteapóssuapromulgação. §3º Aleisóproduzefeitodepoisdepublicadaeapartirdadataindicadanacláusuladevigência.

Art.43.DependemdepublicaçãonoDiárioOficialdoDistritoFederal:

I­asemendasàLeiOrgânica; II­asleiscomplementares; III­asleisordinárias; IV­osdecretoslegislativos.

Art.44.AsresoluçõesdependemdepublicaçãonoDiáriodaCâmaraLegislativa.

Art.45.Sealeiforrepublicadaportersaídocomincorreção,considera­secomodatadepublicaçãoaque

ocorrerporúltimo,respeitando­seodispostonoart.93destaLeiComplementar.

SeçãoVIII

DasAutorizações

Art.46.Asautorizaçõeslegislativasconstituem­seemlicençasdoPoderLegislativodecorrentesdecasos

previstosemlei. Parágrafoúnico.Asautorizaçõeslegislativasdecorremdecasosprevistosemlei. Art. 47. A autorização legislativa será dada por lei ou por decreto legislativo e depende de pedido ou propostadoÓrgãoouautoridadeinteressada.

Art.48.Naautorizaçãolegislativa,seráespecificadasuaabrangênciaefixadasascondiçõesemquedeva

sercumprida.

CAPÍTULOIII

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

DAREDAÇÃO

SeçãoI

DasDisposiçõesPreliminares

Art. 49. A redação das leis obedecerá à norma culta da língua portuguesa adotada no Brasil, especialmente:

I­aosacordosortográficosemvigor; II­aoVocabulárioOrtográficodaLínguaPortuguesa,daAcademiaBrasileiradeLetras; III­àterminologiadaNomenclaturaGramaticalBrasileira; IV­aospadrõeslingüísticosrecomendadospelosfilólogosconceituados; V­àdenominaçãooficialdeórgão,endereçooulogradouropúblico. §1º Havendodivergênciaentreas normas ouentreas grafias dos vocábulos, seráadotadaanormaou grafiamaispopular. §2º Éfacultadoequiparar,notextodasleis,adenominaçãooficialdequetrataoincisoVdesteartigoà denominaçãopopular,quandoestaformaisconhecidadoqueaquela.

SeçãoII

DasNormasEspecíficasdeRedação

SubseçãoI

DosPrincípios

Art. 50. As leis serão redigidas com precisão, clareza, coesão e concisão, levando­se em conta os princípiosseguintes:

I­ovocabuláriojurídicoconsagradopeloDireitodeveprevalecersobreovocabuláriocomum;

II­évedadoousodeexpressõesdaslínguasestrangeiras,inclusivedolatim,salvoasconsagradaspela

doutrinajurídicaquenãopuderemsertraduzidassemprejuízodesentido;

III­évedadoousodevocábulos,expressõesoufrasesexemplificativas,esclarecedoras,justificativasou

explicativas;

IV­osnúmerosqueindiquemquantidade,fração,percentagem,medidaouvalor,quandoempregadosnas

frases,serãoredigidosporextenso;

IV–osnúmerosqueindiquemquantidade,fração,percentagem,medidaouvalor,quandoempregadosnas frases,sãoexpressosporalgarismosarábicosou,conformeatradição,poralgarismosromanos,vedadaa reproduçãoporextensoentreparêntesis; V ­ salvo se a lei for de natureza eminentemente técnica, dar­se­á preferência aos vocábulos comuns, quandoestespuderemexpressarcomprecisãoosvocábulosdenaturezatécnica; VI­preferir­se­á:

a)aformadopluralàdosingular;

b)aafirmaçãoànegação;

c)adeterminaçãodosujeitoàsuaindeterminação;

d)aordemdiretadostermosdaoraçãoàordeminversa;

e)aformaverbalnopresenteàformanofuturo;

VII­buscar­se­á,tantonotextodamesmaleiquantodeumaleiparaoutra:

a)expressaramesmaidéiasemprecomomesmovocábuloouexpressão;

b)usarummesmovocábuloouexpressãosemprecomumsósentido;

c)usarosvocábuloseexpressõesquesejamcomunsàsdiferentescamadassociais;

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

d)padronizaralinguagem;

VIII­evitar­se­ão:

a)osneologismos;

b)asconstruçõessintáticasquepossamgerarduplicidadedesentido;

c)oempregodevocábuloouexpressãoqueconfigureduplosentidonotexto;

d)asfraseslongas;

e)oempregodesiglas,abreviaturasesinaisquenãosejamprópriosdasregrasdearticulaçãodasleis;

IX­evitar­se­ádardefiniçãodeexpressãoouvocábulodiversadaquejáconstardeoutralei.

X– as datas de documentos são expressas em dia, mês e ano apenas na primeira referência; nas seguintes,apenaspeloano. §1º ObservadoodispostonoincisoVIII,e,desteartigo,sóépermitidoousodesigla,abreviaturaousinal consagradopelousoeapósaexplicitação,naprimeirareferência,daquiloqueexpressa. §2º Adefiniçãolegalquesefizernecessárianotextodaleiseráredigidademodo:

I­aguardarcoerênciacomasdemaisdefiniçõesjáexistentes;

II­apropiciarequilíbrioentreoconteúdoeaforma;

III­aasseguraracorretaexpressãodasidéias.

SubseçãoII

DasRemissões

Art.51.Remissãoéareferênciaexpressaaleiouadispositivodelei.

Parágrafoúnico.Recebeadenominaçãoderemissãointernaaqueéfeitaadispositivodamesmaleiem quearemissãoéfeita;eremissãoexternaaqueéfeitaaoutraleiouadispositivodeoutralei.

Art.52.Aremissãoadispositivodeleiinicia­sepeloartigo,que,quandoseguidodorespectivonúmero,é

indicadopelaabreviatura"art."ou"arts.",conformeseusearemissãoparaumoumaisartigos. §1º Aonúmerodoartigoeisoladas porvírgula, seforocaso, seguem­seas unidades dearticulação complementaresdoartigo,devendoamaisabrangenteprecederamenosabrangente. §2º Naremissãoamaisdeumparágrafo,seráusadoosímbolo"§§",parágrafodobrado.

Art.53.Cadaleicomplementar,emsuaementa,faráremissãoaodispositivodaLeiOrgânicaqueestiver

sendodisciplinado.

SubseçãoIII

DasIncorporaçõesporRemissão

Art.54.Incorporaçãoporremissãoéorecursopeloqualsemandaaplicaraumaleioqueestádisciplinado

emoutra. Art. 55. Buscar­se­á redigir a incorporação por remissão de modo que seja possível depreender, pela simplesleitura,osentidodotextoincorporado.

Art.56.Évedadaaincorporaçãoporremissão:

I ­ se a lei ou dispositivo de lei incorporado não se adaptar rigorosamente ao que disciplina a lei incorporadora; II­sealeioudispositivodeleiincorporadofordehierarquiainferioraodaleiincorporadora; III­deleioudispositivodeleiquenãodependadesançãoemleiquedeladependa; IV­denormaoudispositivodenormaquenãoestejasujeitoaoprocessolegislativodaConstituiçãoFederal oudaLeiOrgânica. Parágrafoúnico.Asvedaçõesdesteartigonãoseaplicamàsremissõesfeitasdemodogenérico.

Art.57.Naincorporaçãoporremissão,declarar­se­áexpressamentesetambémficaincorporadaalteração

posterior. Parágrafo único. Salvo em caso de nova redação do dispositivo incorporado por remissão, é vedado incorporaralteraçãoposterioràdatadepublicaçãodaleiincorporadora.

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

SeçãoIII

DaEstruturadasLeis

SubseçãoI

DasDisposiçõesPreliminares

Art.58.Aestruturadasleiscompõe­sede:

I­preâmbulo;

II­texto;

III­fecho.

Parágrafoúnico.Otextocontémasdisposiçõesnormativasdasleis.

SubseçãoII

DoPreâmbulo

Art.59.Preâmbuloéaparteinicialdaleiquepermitesuaidentificação.

Art.60.Opreâmbulocontém:

I­otítulo,quecompreendeaepígrafeeaementa;

II­afórmuladepromulgação,quecompreende:

a)aautoria; b)ofundamentolegaldaautoridade; c)aordemdeexecução.

Art.61.Aepígrafe,grafadaemcaracteresmaiúsculos,éapartedotítulo:

I­quequalificaalei,denominando­apelasuaespécie; II­quedistinguealeideoutrasdamesmaespécie,pelanumeração; III­quesituaaleinotempo,pelasuadata.

Art.62.Cadaumadasespéciesdeleitratadasnoart.4ºdestaLeiComplementarteránumeraçãoprópria.

§ 1º As leis são numeradas com algarismos arábicos na ordem crescente de sua publicação e em seqüênciaininterrupta. §2º Anumeraçãodasleisterácomoinícioadata:

I­dapromulgaçãodaLeiOrgânica,parasuasemendas;

II­dapromulgaçãodaLeiOrgânicade1993,paraasleiscomplementares;

III­dapromulgaçãodaConstituiçãode1988,paraasleisordinárias;

IV­dainstalaçãodaprimeiralegislaturadaCâmaraLegislativa,paraosdecretoslegislativoseresoluções. §3º Serãonumerados:

I­pelaCâmaraLegislativa:

a)asemendasàLeiOrgânica;

b)osdecretoslegislativos;

c)asresoluções;

II­peloPoderExecutivo:

a)asleiscomplementares; b)asleisordinárias. §4º OdispostonoincisoIIdoparágrafoanterioraplica­seaindaquandoapromulgaçãotenhasidofeita peloPresidentedaCâmaraLegislativaouporseuVice­Presidente.

Art.63.Logoapósonúmerodalei,serácolocadaadata,queterádia,mêseano.

Art.64.Ementaéapartedotítuloquepermiteidentificaraleipelasíntesedeseuconteúdooufinalidade.

§1º A ementa será iniciada por um verbo na terceira pessoa do singular do presente do indicativo e sintetizaráoconteúdoouafinalidadedalei.

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

§2º Aementaserágrafadaemnegritoou,nafaltadeste,pormeiodecaracteresquearealcem,eseu textosituar­se­áentreocentroeamargemdireitadopapel. §3º Naredaçãodaementa,seráobservadoodispostonosarts.53e109destaLeiComplementar.

Art.65.Afórmuladepromulgaçãoserácolocadalogoapósaementaealinhadacomotextodalei.

Parágrafoúnico.Afórmuladepromulgaçãoseráinseridanaleiporquemapromulgar.

Art.66.Afórmuladepromulgaçãocontém:

I­adenominaçãodoÓrgãooudocargodaautoridadequepromulgaralei; II­adesignaçãodequealeifoiaprovadapelaCâmaraLegislativa; III­aindicação,quandoforocaso,dequeaautoridadequedeveriapromulgaraleinãoofeznoprazolegal; IV­ofundamentolegalparaoÓrgãoouautoridadepromulgaralei; V­aordemdeexecução. §1º OfundamentolegalparaoÓrgãoouautoridadepromulgaraleidecorredaLeiOrgânica. §2º Aordemdeexecuçãoseráexpressapelaformaconsagradapelousoparacadaespéciedelei.

Art.67.Éfacultadousar,antesdaordemdeexecução,ajustificaçãodosatosquelevaramàpromulgação

dalei,sobaformadeconsiderando.

SubseçãoIII

DaArticulação

Art.68.Otextodasleisseráarticulado.

Art.69.Aunidadebásicadearticulaçãoéoartigo;oparágrafo,oinciso,aalíneaeonúmerosãounidades

complementares. §1º Cadaunidadedearticulaçãoobedeceráanormaspróprias,estatuídasnestasubseção.

§ 2º

complementadas. §3º Recebeadenominaçãodedispositivoanormacontidaemcadaunidadedearticulação.

Art.70.Oartigoconteráapenasumaregraeseráexpressoporumaúnicafrase,cujosentidooracional

poderásercomplementadoouexplicitadoporincisos. §1º Depoisdeparágrafo,ocaputdoartigonãopoderáserdesmembradoemincisos. §2º O artigo será indicado através da abreviatura "Art.", seguida de numeração ordinal até o nono e cardinaldepoisdeste. §3º Entre a numeração em algarismo ordinal e o texto, não será colocado nenhum sinal; depois da numeraçãoemalgarismocardinal,serácolocadoumponto. §4º Anumeraçãoaqueserefereo§2ºdesteartigoseráfeitaemordemcrescenteeininterruptapara cadalei. §5º Otextodoartigoprincipiaporletrainicialmaiúsculaeterminaporponto,salvosefordesdobradoem incisos,quandoterminarápordois­pontos.

Art.71.Oparágrafoéaunidadecomplementardearticulaçãoqueexpressaospormenoresnecessáriosà

As unidades complementares de articulação não subsistem sem as que por elas são

apreensãodosentidodoartigoouascircunstânciasqueampliemourestrinjamsuaintenção. §1º Comounidadedependentedocaputdoartigo,oparágrafonãosubsistesemele. §2º Cadaconjuntodeparágrafostemnumeraçãoprópriadentrodoartigoaquepertencem. §3º Havendo apenas um parágrafo, será ele designado pela expressão "Parágrafo único", seguida de ponto;havendomaisdeum,serãoelesindicadospelosímbolo"§",seguidodenúmeroordinalatéononoe cardinaldaíemdiante. §4º Osentidooracionaldoparágrafopodesercomplementadoporincisos. §5º Aplica­seàredaçãodoparágrafoodispostono§5ºdoartigoanterior.

Art.72.Incisoéaunidadedearticulação:

I­quecomplementaosentidooracionaldocaputdeartigooudoparágrafo; II­queexplicitanormascontidasemprincípiooutermodocaputdeartigooudoparágrafo. §1º Comounidadecomplementardearticulação,osentidodoincisoésempredependentedosentidodo caputdeartigooudoparágrafo. §2º Nãohaveráincisoúnico. §3º Naredaçãodoinciso,serãoobservadasasnormasseguintes:

I­seránumeradoemalgarismoromano,seguidodetravessão;

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

II­seutextoprincipiaporletrainicialminúscula; III­umincisosepara­sedooutroporponto­e­vírgula; IV­terminapordois­pontos,sefordesdobradoemalíneas; V­oúltimoincisodecadasérieterminaporponto; VI­paracadacaputdeartigoouparágrafo,inicia­senovanumeraçãodeincisos. §4º Osentidooracionaldoincisopodesercomplementadoporalínea. §5º Évedadousaralíneanolugardeinciso.

Art.73.Aalíneaéaunidadedearticulaçãoquecomplementaosentidooracionaldoinciso.

§1º Comounidadecomplementardearticulação,osentidodaalíneaésempredependentedoinciso. §2º Nãohaveráalíneaúnica. §3º Naredaçãodaalínea,serãoobservadasasnormasseguintes:

I­seráindicadaporletraminúscula,seguidadosinal")"; II­seutextoprincipiaporletrainicialminúscula; III­umaalíneasepara­sedaoutraporponto­e­vírgula; IV­terminapordois­pontos,sefordesdobradaemnúmeros; V­aúltimaalíneadecadasérieterminaporponto­e­vírgula,sedepoisdelahouvernovoinciso;e,porponto, senãohouver; VI­paracadainciso,inicia­senovasériedealíneas. §4º Osentidooracionaldaalíneapodesercomplementadopornúmero.

Art.74.Onúmeroéaunidadedearticulaçãoquecomplementaosentidooracionaldaalínea.

§1º Comounidadecomplementardearticulação,onúmeroésempredependentedaalínea. §2º Nãohaveránúmeroúnico. §3º Naredaçãodonúmero,serãoobservadasasnormasseguintes:

I­seráindicadoporalgarismoarábico,seguidodosinal")"; II­seutextoprincipiaporletrainicialminúscula; III­umnúmerosepara­sedooutroporponto­e­vírgula; IV­oúltimonúmerodecadasérieterminaporponto­e­vírgula,sedepoisdelehouvernovaalíneaouinciso; e,porponto,senãohouver; V­paracadaalínea,inicia­senovasériedenúmeros. Art. 75. Os artigos das disposições transitórias serão numerados em seqüência aos artigos das disposiçõespermanentes. Parágrafoúnico.Odispostonesteartigonãoéobrigatórioparaoscódigos.

SubseçãoIV

DosAgrupamentosdeArtigos

Art.76.Osartigosdeumaleipodemreunir­seemunidadesdeagrupamento.

Parágrafoúnico.Paraconsecuçãododispostonesteartigo,seráconsiderada:

I­aextensãodaleieacompartimentaçãodoassuntonelaabordado; II­adenominaçãodoassuntoemcadaunidadedeagrupamento; III­aafinidadeentreosassuntosdosartigosagrupados; IV­asistematizaçãoadotadanalei.

Art.77.Oagrupamentodeartigosteráporbaseocapítulo.

Art.78.Ocapítulopodedividir­seemseções;eestas,emsubseções.

Parágrafoúnico.Nãohaveráseçãoúnica,nemsubseçãoúnica.

Art.79.Poderãoseragrupados:

I­oscapítulosemtítulos; II­ostítulosemlivros; III­oslivrosempartes. Parágrafoúnico.Asunidadesdeagrupamentoconstantesdesteartigosópoderãoserúnicasquandoalei fordivididaemunidadesdeagrupamentosmaisabrangentesdoqueaconsiderada.

Art.80.Paradenominarasunidadesdeagrupamentos,serãoobservadasasnormasseguintes:

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

I­cadaunidadedeagrupamentodeartigoconteráadenominação:

a)dotipodeunidadedeagrupamento,seguidadealgarismoromano; b)doassuntoquenelaédisciplinado; II­adenominaçãodoassuntotratadaemcadaunidadedeagrupamentoseráiniciadapelapreposição"De", combinadacomoartigodefinidoapropriado; III­semprequepossível,asunidadesdeagrupamentoserãografadasemnegrito; IV­ocapítulo,otítuloeolivroserãografadoscomcaracteresmaiúsculos; V ­a seção e a subseção serão grafadas com caracteres minúsculos, salvo a letra inicial do primeiro vocábuloeadosquenãosejammeraspartículasdeligação,queterãoaletrainicialmaiúscula. Parágrafoúnico.Havendopossibilidade,ostítulosesubseçõesserãografadosemitálico;eoslivroseas partes,comcaracteresespeciais.

Art.81.Nenhumaleiterámaisdoqueduaspartes.(ArtigomantidopelaCLDFapósvetodoGovernadordo

DF–DODFde22.10.1996)

§1ºAspartesserãodesignadasexclusivamentedepartegeraleparteespecial,semmencionaroassunto

nelastratado.(ParágrafomantidopelaCLDFapósvetodoGovernadordoDF–DODFde22.10.1996)

§2ºAparteespecialsempreabrirápáginanova.(ParágrafomantidopelaCLDFapósvetodoGovernadordo

DF–DODFde22.10.1996)

Art.82.Évedadoredigirleicujosartigosestejamreunidosemunidadesdeagrupamentosemnumeração.

SubseçãoV

DasNormasdeSistematização

Art.83.Aleiseráestruturadademodoqueseusdispositivosguardemcoerênciaeharmoniaentresieseja

inseridaadequadamentenosistemajurídico. Parágrafo único. Recebe a denominação de sistematização interna a coerência e harmonia que os dispositivosdevamterentresi;esistematizaçãoexternaaadequadainserçãodaleinosistemajurídico.

Art.84.Paraasistematizaçãoexterna,serãoobservadososprincípiosseguintes:

I­aleiteráseuobjetoeâmbitodeaplicaçãoindicadosemseuartigoprimeiro;

II­nenhumaleiconterámatériaestranhaaseuobjetoouqueaestenãoestejavinculadoporafinidade,

pertinênciaouconexão;

III­omesmoassuntonãopoderáserdisciplinadopormaisdeumalei,salvo:

a)seleiposterioralterarleianterior; b)nocasodeleigeraleleiespecial; IV­buscar­se­ádisciplinaromaisespecificamentepossívelasdiversasimplicaçõesdecorrentesdamatéria disciplinadapelalei. §1º Semprequeduasoumaisleisversaremsobreomesmoassunto,deverãoserobservadasasnormas doCapítuloVdestaLeiComplementar. §2º Osassuntosdecaráterpermanentenãopodemsertratadosnasleisdecarátertemporário.

Art.85.Paraasistematizaçãointerna,serãoobservadososprincípiosseguintes:

I­devemserdisciplinados:

a)separadamente,institutosdiversos;

b)emdispositivosqueestejampróximosunsdosoutros,matériasafinsouconexas;

c)segundoordemcronológica,osprocedimentos;

II­osprincípiosdevemprecedersuaregulamentação;

III­nasunidadesdeagrupamentosdeartigo,devemsemprevirantes:

a)dasdisposiçõestransitóriasaspermanentes; b)dasdisposiçõesacessóriasasprincipais; c)dasdisposiçõesespeciaisaspreliminares; d)dasdisposiçõesparticularesascomuns. §1º Institutosdiversosematériasafinsouconexasdevemsertratadossegundosuapossívelordemde ocorrência. §2º Asdisposiçõescomunsdeinstitutosdiversosdevemsertratadasemconjunto. §3º Asdisposiçõesqueintroduzamumassuntoserãotratadaspreliminarmente.

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

§4º Paraqueanormaespecíficadeuminstitutosejaaplicadaaoutroquelhesejaafimouconexo,é necessáriofazerremissãoexpressa.

Art.86.Osartigosquecontenhamnormasdecarátergeralpodemseragrupadosemunidadedenominada

de"disposiçõesgerais". §1º Vêmnoiníciodaleiouantes deoutras unidades deagrupamentoas disposições gerais decujas normasdependamoutrasdedisciplinamentosespecíficos. §2º Vêm no final da lei ou depois de outras unidades de agrupamentos as disposições gerais cujas normassejamdiretamentedependentesdeoutrasdedisciplinamentosespecíficos.

SubseçãoVI

DaVigênciadasLeis

Art.87.AleicomeçaavigoraremtodooterritóriodoDistritoFederalnadataporelaindicadaesomente

perdesuavigência,totalouparcialmente:

I­pelarevogação; II­porterexpiradooprazoparaoqualfoielaborada; III­pelasuperveniênciadeleifederalsobrenormasgeraisnoâmbitodalegislaçãoconcorrente,nostermos

doquedispõeoart.24,§4º,daConstituiçãoFederal.

§1ºRecebeadenominaçãodecláusuladevigênciaodispositivoquedisciplinaadatadeentradaemvigor

dalei.

FICARENUMERADOOPARÁGRAFOÚNICOPARA§1ºEACRESCENTADOO

§2ºAOART.87PELALEICOMPLEMENTARNº879,DE25/04/14 – DODFDE

28/04/14.

§2ºNãohavendocláusuladevigência,aleicomeçaavigoraremtodooDistritoFederal15diasapóssua

publicação.

Art.88.Naestipulaçãodacláusuladevigência,serãolevadosemconta:

I­urgência;

II­complexidadedesuasnormas;

III­alteraçõesqueprovocaránosistemajurídico;

IV­prazonecessárioparaqueosdestinatáriosseadaptemasuasexigências.

Parágrafoúnico.Somenteentraemvigor:

I­ noventa dias depois de publicada, a lei que instituir ou aumentar contribuição social dos servidores

públicosdoDistritoFederal;

II­noexercíciofinanceiroseguinteaodapublicação,aleiqueinstituirouaumentartributos;

III­noprimeirodiadoexercíciofinanceiroparaoqualfoielaborada,aleiorçamentária;

IV ­ no primeiro dia do ano subseqüente ao da posse do Governador eleito, a lei que aprovar o plano

plurianual.

Art.89.Oprazodadoporleiparainíciodesuavigênciaécontínuoesóseinterrompeousesuspendeem

virtudedeleiposterioroudedecisãojudicial. §1º Nocômputodoprazo,inclui­seodiadapublicação. §2º Odiadeiníciodavigênciadaleinãoseprorroga, aindaquecaiaemdiadesábado, domingoou feriado.

Art.90.Paraefeitodevigência,considera­seleinovaapartevetadacujovetotenhasidorejeitado.

Art.91.Havendonovapublicaçãocomopropósitoderetificartextodelei,seráobservadooseguinte:

I­paraefeitodevigência,considera­seleinovaaretificaçãodetextodaleiquejáestejaemvigor; II­nãoestandoaindaemvigoralei,oprazodesuavigênciarecomeçaafluirdaúltimapublicação. Parágrafoúnico.Ficamresguardadososdireitosadquiridosdeboa­féduranteavigênciadosdispositivos quetenhamsidoretificados.

Art.92.Aleipoderácomeçaraproduzirefeitosemdatadiversaàdoiníciodesuavigência.

Parágrafoúnico.Évedadooefeitoretroativo,salvosealeiversar:

I­sobreaumentooureajuste,aqualquertítulo,daremuneraçãodeautoridadeouservidorespúblicosdo DistritoFederal; II­sobreorçamentoanual;

III­sobreodispostono§2ºdoartigoanterior.

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

Art.93.Alei,oupartedela,quetrouxeradeterminaçãodeserregulamentadafixaráoprazoparaquese

cumprataldeterminação. Parágrafo único. Não sendo feita a regulamentação no prazo fixado, a Câmara Legislativa solicitará

informaçãoaoGovernador,nostermosdoart.60,XXXII,daLeiOrgânica.

Art.94.Aleiqueconcedaisençãooubenefíciofiscalseráelaboradacomprazocertodevigência.

Parágrafoúnico.Nenhumaisençãooubenefíciofiscalseráconcedidocomprazoqueultrapasseavigência daleiqueaprovaroplanoplurianual.

Art.95.Aalteraçãoemtextodeleiconsidera­seleinova.

Art.96.Aleirevogada,totalouparcialmente,nãoserestauraporterperdidoavigênciaaleirevogadora.

Parágrafo único. O disposto neste artigo não se aplica à lei que for elaborada com o propósito de restabeleceravigênciadeleirevogada.

SubseçãoVII

DaRevogaçãodasLeis

Art.97.Revogaçãoéadeterminação,expressaoutácita,contidaemlei,quemandacessaravigênciade

leianterior. §1º Arevogação,queterádispositivopróprio,chamadodecláusularevogatória,constarádoúltimoartigo dalei. §2º Édispensadaacláusularevogatóriadaleicujamatérianãotenhasidodisciplinadaanteriormente. Art. 98. Dá­se a revogação expressa quando a lei nova identifica a lei anterior atingida, total ou parcialmente,pelarevogação. §1º Arevogaçãoexpressaobedeceráaoseguinte:

I­umaleisópodeserrevogadaporoutradamesmaespécieoudegrausuperior; II­sódeveserrevogadaalei,ouqualquerdeseusdispositivos,quandohouvercompletaincompatibilidade jurídicaentrealeinovaealeianterior; III­deveserevitadaarevogaçãoentreleisqueversemsobrematériasdiversas; IV ­lei queestabeleçanormas decarátergeral nãodeverevogarlei queestabeleçanormas decaráter especial;nemestadeverevogaraquela; V­sóserevogatextointegraldeartigo,parágrafo,inciso,alíneaounúmero. §2º A revogação da unidade de articulação complementada atinge as unidades de articulação que a complementam. § 3º É vedada a revogação de dispositivo de lei se a revogação acarretar prejuízo aos dispositivos remanescentes.

Art.99.Arevogaçãoexpressadedispositivoincorporadoporremissãosóatingealeiaquesereferir.

Art.100.Anovaredaçãodadaadispositivodeleirevogaaredaçãoanterior.

Art. 101. Dá­serevogaçãotácitaquandoanormadeumalei quenãofoi expressamenterevogadaseja juridicamenteincompatívelcomnormadeleinova. §1º Arevogaçãotácitaobedeceráàsregrasdehermenêutica,observadooseguinte:

I­leiposteriorrevogaaanteriornaquiloquelheforcontrário; II­ficarevogadaaleicujamatériasejaintegralmentedisciplinadaporleiposterior. §2º O disposto no inciso Ido parágrafo anterior aplica­se, inclusive, quando houver incompatibilidade jurídicaentreleiqueestabeleçanormasgeraiseleiqueestabeleçanormasespeciais.

Art.102.Évedadaareutilizaçãodanumeraçãodedispositivorevogado,salvonoscasosprevistosnosarts.

96,parágrafoúnico,e127,parágrafoúnico,destaLeiComplementar.

SubseçãoVIII

DoFecho

Art. 103. Após o último artigo, serão consignados o local e a data da assinatura da autoridade que promulgaralei.

Art.104.NasemendasàLeiOrgânica,nasleiscomplementaresenasleisordinárias,seráfeitareferência

aoanoemqueseestiveremrelaçãoàProclamaçãodaRepúblicaeàinauguraçãodeBrasíliacomoCapital doBrasil.

Art.105.Logoapósadata,aleideveráserassinadaporquemapromulgar.

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

Art. 106. As leis complementares e ordinárias, quando for o caso, deverão ser referendadas pelos SecretáriosdeGovernocujapastaseacherelacionadacomamatérialegislada,nostermosdoquedispõe

oart.105,parágrafoúnico,II,daLeiOrgânica.

Parágrafo único. O disposto neste artigo aplica­se ainda que a lei não tenha sido promulgada pelo Governador.

CAPÍTULOIV

DASALTERAÇÕES

SeçãoI

DasDisposiçõesComuns

Art.107.Alteraçãoéamodificaçãodedispositivodelei.

Parágrafoúnico.Aalteraçãoocorrepor:

I­supressão; II­acréscimo; III­novaredação.

Art.108.Asalteraçõestêmporfinalidade:

I­expurgardosistemajurídicodispositivoquesetornouinconvenienteouinoportuno; II­complementarlacunasdeixadaspelaleianterior; III­corrigirdistorçõesnosistemajurídico; IV­aprimoraraleiexistenteeadequá­laàsnovasexigênciasdasociedade. Parágrafoúnico.Asalteraçõesdevemguardarcoerênciacomosdispositivosnãoalterados,bemcomocom asistematizaçãoquealeialteradaadotou. Art. 109. A lei cuja finalidade principal for a de alterar outra incluirá, em sua ementa, a ementa da lei alterada. Art. 110. A lei alteradora obedecerá às normas de articulação estatuídas por esta Lei Complementar e indicará,emseusdispositivos,aalteraçãoocorrida. Art. 111. Sempre que for considerável a alteração da lei anterior, será elaborada lei nova disciplinando integralmenteamatériaanteriormentetratada.

SeçãoII

DasSupressões

Art.112.Asupressãodedispositivodeleiocorrecomarevogação.

Parágrafoúnico. Parasuprimirdispositivodelei, obedecer­se­áaodispostonasubseçãoVIIdocapítulo anterior.

SeçãoIII

DosAcréscimos

Art.113.Sóépermitidooacréscimodetextointegraldeparágrafo,inciso,alíneaounúmero.

Art.114.Évedadaarenumeraçãodeartigosemvirtudedealteração.

§1º O disposto neste artigo não se aplica à renumeração dos artigos que contenham a cláusula de vigênciaeacláusularevogatória. §2º A matériaaserdisciplinadaporartigoaquenãoseaplicarodispostonoparágrafoanteriorserá tratadanapróprialeialteradora.

Art.115.Aleiindicaráonúmerodoartigoquecontémdispositivoacrescidoe,sendoocaso,omodode

renumeraçãodosjáexistentes.

Art.116.Odispositivoacrescidoserádestacado,notextodaleialteradora,dodispositivoquedeterminaro

acréscimoeviráentreaspas.

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

Parágrafoúnico.Serãoabertasnovasaspasparacadadispositivoacrescido,eofechamentosósedaráno últimodeles. Art. 117. A lei quemandaracrescerdispositivoserásempredamesmaespéciedaquetiverdispositivo acrescido.

SeçãoIV

DaNovaRedação

Art.118.Dá­senovaredaçãoatextodedispositivoquandohouvernecessidade:

I­desuprimirouacrescervocábuloouexpressão; II­deampliarourestringiraabrangênciadanorma; III­deaumentaroudiminuirquantitativosfixadosporexpressõesnuméricas;

IV­deatenderaodispostonoart.108destaLeiComplementar.

Art.119.Aplica­seaestaseçãooestatuídonosarts.115a117destaLeiComplementar.

CAPÍTULOV

DACONSOLIDAÇÃODASLEIS

SeçãoI

DasDisposiçõesPreliminares

Art.120Aconsolidaçãodasleistemporfinalidadetornarsuaconsultaacessívelaoscidadãos,nostermos

doquedispõeoart.60,X,daLeiOrgânica.

Art.121Aconsolidaçãodasleisseráfeita:

I­pelainserção,notextodalei,dasalteraçõesocorridas; II­pelacompilação, num sótextoedemodosistemático, detodas as leis esparsas sobreamesma matéria; III­pelaconsagraçãodesignificadoouconceitoatribuídoadeterminadotermo. §1º Cadaespéciedeleiteráconsolidaçãoprópria. §2º Quandodaconsolidação,serãoeliminadasasimpropriedadesevidentesdelinguagem,bemcomoas imprecisõesterminológicas,eatualizadaadenominaçãodeórgão,logradourooucargopúblicoquesofrer alteração.

Art.122.Odispostonestecapítulonãoéobrigatórioparaasleis:

I­queaprovemoualteremoorçamentoanual;

II­queaprovemoplanoplurianualouasdiretrizesorçamentárias;

III­quetenhamcomoobjetoapenasoreajustesalarialdeautoridadesouservidorespúblicosdoDistrito

Federal.

SeçãoII

DaConsolidaçãoporInserção

Art.123.Aleialteradaserárepublicadacomasalteraçõesinseridasemseutexto.

§1º Aconsolidaçãoaqueserefereesteartigoocorreráantesdoencerramentodecadasessãolegislativa eabrangeráasleisalteradasnoperíodo. §2º AconsolidaçãoporinserçãoédacompetênciaprivativadaCâmaraLegislativa,nostermosdoque

dispõeoart.60,X,daLeiOrgânica.

§3º Serádeterminada:

I­pordecretolegislativoaconsolidação:

a)daLeiOrgânicacomsuasemendas;

b)dasleiscomplementarescomsuasalterações;

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

c)dasleisordináriascomsuasalterações; d)dosdecretoslegislativoscomsuasalterações; II­porresoluçãoaconsolidaçãodasresoluçõesqueforemalteradas.

Art.124.Paraapublicaçãodasleisconsolidadas,serãoobservadasasnormasseguintes:

I­nãohaverámodificaçãonanumeração,dataevigência;

II­sóserãoinseridasasalteraçõesaprovadasatéadataanterioràdadeterminaçãodeconsolidarasleis;

III­aoladododispositivoalteradooulogoabaixodele,seráindicado:

a)otipodealteraçãoocorrida; b)onúmeroeadatadaleialteradora; c)odispositivodaleialteradoraquedeterminouaalteração. Parágrafoúnico.Apublicaçãodasleisconsolidadasobedecerá,noquecouber,àsnormasestatuídasno CapítuloII,SeçãoVII,destaLeiComplementareseráefetuadaatéoúltimodiaútildoanocivil.

Art.125.Permanecemcomsuanumeraçãooriginalosdispositivossuprimidosemvirtudede:

I­veto; II­revogação;

III­suspensãoporinconstitucionalidadeouilegalidade,nostermosdoart.60,XIX,daLeiOrgânica.

§1º Seráconsignadaaofinaldecadadispositivosuprimidoasuasituação, fazendo­sereferênciaàlei determinadoradasupressão. § 2º No caso do inciso III deste artigo, será feita referência ao decreto legislativo ou resolução que determinarasuspensão. Art. 126. Respeitadas as normas desta seção, a lei alteradora poderá determinar que se publique, em anexo,aleialteradacomainserçãodasalterações.

SeçãoIII

DaConsolidaçãoporCompilação

Art.127.Aconsolidaçãoporcompilaçãoocorrerápelareunião,emumsótextoedemodosistemático,de

todasasleisesparsassobreamesmamatéria. Parágrafoúnico.Osdispositivosvetados,revogadosoususpensosserãosuprimidosoureaproveitados.

Art.128.Aconsolidaçãodequetrataestaseçãoseráfeitanaúltimaseçãolegislativadecadalegislatura.

Art.129.Aconsolidaçãodasleisporcompilaçãoseráfeitaporleidamesmaespéciedasconsolidadas.

Art.130.Serámantida,tantoquantopossível,fidelidadeaotextodasleisconsolidadas.

Parágrafoúnico.Havendodivergênciaentreasleisnomododedisporomesmoassunto,decidir­se­ápelo queformaisadequadoàconsecuçãodosobjetivosdalei.

Art.131.Aconsolidaçãodasleisporcompilaçãoconsidera­seleinovaparatodososefeitoslegais.

Art.132.Aosdispositivosincorporadosporremissãoaplica­se,noquecouber,odispostonestaseção.

SeçãoIV

DaConsagraçãodeSignificados,ConceitoseFormas

Art.133.ACâmaraLegislativaorganizará:

I­glossáriodeexpressõesetermosjurídicosusadosnasleisdoDistritoFederal; II­manualderedaçãodasleis. §1º Oglossárioaqueserefereesteartigoseráatualizadoaomenosumavezemcadalegislatura. §2º OmanualderedaçãodasleisteráporbaseospadrõesutilizadosnaConstituiçãoFederal,naLei OrgânicaenestaLeiComplementar. §3º Nomanualderedaçãodasleis,serãoincluídososprincipaiscasosde:

I­ortofonia;

II­ortografia;

III­acentuaçãográfica;

IV­flexãovocabular;

V­regência;

VI­concordância;

13/02/2017

LeiComplementar013­96ProcessoLegislativodoDF

VII­colocaçãodostermosnaoração;

VIII­pontuação;

IX­estilísticadasleis.

CAPÍTULOVI

DASDISPOSIÇÕESTRANSITÓRIAS

Art.134.VETADO

Art. 135. Dentro de cento e vinte dias da publicação desta Lei Complementar, a Câmara Legislativa consolidaráasleisjáexistentes. Parágrafo único. Quando forem consolidadas, as leis serão adaptadas às normas de articulação e de agrupamentodeartigosprevistasnestaLeiComplementar.

Art.136.ÉdecentoeoitentadiasoprazoparaqueaCâmaraLegislativaelaboreomanualderedaçãoeo

glossárioprevistosnoart.133destaLeiComplementar.

Art.137.EstaLeiComplementarentraemvigornadatadesuapublicação.

Brasília,3deSetembrode1996

108ºdarepúblicae37ºdeBrasília

CRISTOVAMBUARQUE

Fechar
Fechar