Você está na página 1de 4

Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre - Ano XXIV - Edição 297

Editorial
Brasil realizará 93 obras
A Copa do Mundo é nossa? para sediar Mundial
Para sediar a Copa do Mundo 2014, segundo
Em meio aos investimentos que serão
a Folha, o Brasil pretende realizar 93 obras. Doze
realizados para que o Brasil esteja apto a sediar
cidades-sedes irão participar do megaevento.
a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em
De acordo com o Portal da Transparência (www.
2016, os trabalhadores aeroviários em Porto
transparencia.gov.br/copa2014), o país deve investir
Alegre perguntam-se: o que isso irá significar na
cerca de R$ 17 bilhões para receber os jogos.
melhoria das condições de trabalho no aeroporto
Parte desses recursos virá do Fundo de Amparo ao
Salgado Filho?
Trabalhador - FAT e Fundo de Garantia por Tempo de
Em Porto Alegre, para a Copa, serão investidos
Serviço - FGTS, ou seja, do trabalhador.
recursos em obras viárias e na adequação do
A Infraero e o governo federal assinaram, em
estádio Beira-Rio. O aeroporto também será
19 de julho, termo que prevê R$ 5,15 bilhões de
beneficiado com R$ 345,8 milhões previstos para a
investimentos em treze aeroportos. 61% destes
ampliação do terminal de passageiros e pátio, cuja
recursos virão da estatal e 39% do PAC (Programa
conclusão da obra é prevista para junho de 2013.
de Aceleração do Crescimento).
Para o Sindicato, a Infraero poderia aproveitar
O Sindicato e a Fentac/CUT esperam que a
os investimentos para garantir melhores condições
execução das obras para a Copa 2014 respeite o
de trabalho às categorias que atuam no aeroporto.
direito do trabalhador, garantindo boas condições de
Atualmente, por exemplo, por decisão do
trabalho, remuneração e segurança, e respeitando as
Ministério do Trabalho, parte do check in do
leis trabalhistas.
aeroporto está interditada após denúncia
As doze cidades que irão receber jogos são:
do Sindicato. O órgão já reuniu-se com
Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza,
representantes sindicais, das empresas e da
Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro,
Infraero para discutir as melhorias necessárias
Salvador e São Paulo, esta última ainda sem local
para evitar doenças ocupacionais e garantir um
para as partidas.
atendimento adequado aos passageiros. Até o
Em Porto Alegre, as obras previstas compreendem
momento, a Infraero não conseguiu apresentar
a adequação do Estádio Beira-Rio e a ampliação
um projeto que solucione os problemas. Os
do sistema de transporte, com a construção de
trabalhadores também reivindicam reforma no
corredores exclusivos para ônibus e duplicação das
vestiário e um refeitório.
principais avenidas de acesso ao estádio, somando
Com a alta temporada, o desgaste físico
R$ 622 milhões. Além da ampliação do terminal de
provocado pelas inadequações no mobiliário
passageiros e pátio do aeroporto Salgado Filho.
e equipamentos do check in mais a falta de
funcionários será ampliado. Se até a Copa do
portoimagem.wordpress.com

Mundo nada for melhorado, a situação ficará


terrível para os trabalhadores. Estamos falando
de necessidades ergonômicas e sobrecarga, que
geram doenças e lesões que acabam afastando ou
incapacitando pessoas.
O Sindicato é parceiro em busca de uma
solução que melhore as condições de saúde e
segurança no trabalho. E torce para que antes,
durante e depois da Copa o trabalhador(a)
aeroviário(a) sinta-se orgulhoso de ter participado
desse grande evento e ter escolhido uma profissão
que ajuda as pessoas a ir e vir dos mais distantes
lugares e é também respeitada e valorizada.
Avançam na Justiça ações por Sindicatos buscam
ampliar PPR da Gol/VRG
adicionais na TAM e Gol
Os sindicatos cutistas
O Sindicato acompanhou, em perito assistente foi contratado conseguiram encaminhar junto
15 de julho, a perícia realizada pelo Sindicato para realizar laudo à direção da Gol, em reunião no
pelo profissional nomeado pela independente. dia 15 de julho, o pagamento
Justiça para verificar as condições O Sindicato já ingressou com proporcional da Participação nos
de trabalho dos funcionários da ação para garantir o adicional aos Resultados de 2010 a funcionários
manutenção da TAM. aeroviários que atuam no setor que vierem a ser demitidos, ou
O Sindicato espera que o laudo de rampas da TAM. A primeira pedirem demissão na vigência
da perícia seja entregue à juíza audiência está agendada para 13 do acordo, acabando com a
em cerca de trinta dias. de setembro. discriminação.
O objetivo da entidade A entidade também ingressou O economista Claudio Toledo,
é garantir adicional de com ação visando o adicional assessor do Sindicato Nacional
periculosidade ou insalubridade para os aeroviários dos setores de dos Aeronautas, participou da
aos trabalhadores. manutenção e rampa da Gol/VRG. reunião e questionou as metas
O diretor sindical Ivan da Silva As audiências estão agendadas propostas pela companhia.
Dias acompanhou a perícia, que para os dias 24 de agosto e 27 de Segundo ele, há metas
durou mais de cinco horas. Um setembro. econômicas que não podem ser
atingidas e dados apresentados
aos trabalhadores diferentes dos
MPT abre inquérito contra TAM e demonstrados aos acionistas.
No último dia 27, os sindicatos
Swissport por assedio moral reuniram-se novamente com a
empresa para debater o plano.

O Ministério Público do responder se aceitava o acordo.


Trabalho no Rio de Janeiro abriu Se negá-lo, o MPT deve ingressar AIRSPECIAL/INFRAERO - O
inquérito para apurar a coação da com ação civil pública pedindo Sindicato reuniu-se na segunda-
TAM junto a funcionários para que a sua condenação. A próxima feira (26/7) com representantes
protocolassem cartas informando audiência da ação do SNA visando do SESMT da Infraero para
sua desistência em ação judicial. o pagamento do adicional será em pedir melhorias nas condições
A ação movida pelo Sindicato 3 de agosto, em Brasília. de trabalho dos aeroviários
Nacional dos Aeroviários (SNA) Para Selma Balbino, presidente que atuam na AirSpecial,
visa o pagamento do adicional de do SNA e secretária-geral da terceirizada da estatal. Segundo
periculosidade ou insalubridade Fentac/CUT, a atuação do MPT o representante da Infraero, a
aos aeroviários que atuam na nesses dois casos foi muito guarita de um metro quadrado
companhia. importante na luta contra a coação que abrigava o funcionário
Após denúncia do SNA, o e o assedio moral nas empresas que realizava inspeção de
órgão ouviu os trabalhadores em do setor. Também demonstra que veículos e motoristas no portão
segredo e comprovou a pressão os trabalhadores estão protegidos 4 e dispunha de uma única
promovida pela companhia. para ingressar com ações antes capa de chuva para todos os
Então, chamou a TAM e propôs de serem demitidos ou pedirem trabalhadores foi retirada e
um acordo. Para evitar ação civil demissão. “As empresas vão desativada. A Infraero também
pública, a companhia peticionou pensar duas vezes antes de coagir está providenciando a correção
ao juiz para que desconsiderasse um trabalhador depois desses do piso no portão 5, que retém
as cartas dos funcionários. casos”, comemora a sindicalista. chuva e alaga, dificultando o
Já o Ministério Público do trabalho no local. No último
Trabalho de Brasília sugeriu um Em Porto Alegre, o Sindicato domingo, um fiscal do Ministério
acordo mais duro à Swissport. já ingressou com diversas ações do Trabalho, após denúncia,
O órgão propôs um acordo que para garantir o adicional aos inspecionou o aeroporto para
impõe multa de um milhão de trabalhadores que atuam em áreas verificar as irregularidades. O
reais pela coação, no qual ela de risco. A entidade espera que Sindicato seguirá fiscalizando
se comprometeria a mudar sua não haja nenhum episódio de a Infraero e a AirSpecial para
conduta e a contratar consultoria pressão ou coação por parte das que as condições adequadas de
para dar palestras sobre assedio empresas. E, se houver, que seja trabalho sejam garantidas aos
moral em suas bases. A Swissport denunciado ao Sindicato. aeroviários.
tinha até o dia 22 de julho para
2
Curtas Aeroviários apresentam
reivindicações ao RH da TAM
FRB/Unimed - A Fundação
Ruben Berta fará uma reunião A direção do Sindicato reuniu- razão da sobrecarga. Esta é uma
com o diretor Cesar Curi, na se nesta quarta-feira (21/7) com reivindicação antiga da entidade,
próxima quinta-feira (29/7), das os representantes da TAM na que seguirá acompanhando o
15 às 17 horas, para falar sobre área de Recursos Humanos caso.
a situação do Plano de Saúde Martinho Bartmeyer e Arnaldo A companhia comprometeu-
da FRB/Unimed, no Plenarinho Ribeiro do Amaral, para debater as se a realizar um plano de ação
(Rua 18 de Novembro, 800). reivindicações dos trabalhadores. emergencial para regularizar
A reunião foi realizada na sede as horas extras acumuladas,
14 BIS - O Sindicato do Sindicato, pela manhã, e durou com atenção especial aos
convida os associados(as) para cerca de duas horas. O Sindicato despachantes técnicos. Além
confraternização no espaço considerou a discussão positiva, dessa irregularidade, há também
cultural, no dia 13 de agosto. uma vez que a companhia se cobrança de prestação de contas
Haverá karaokê e outras comprometeu a dar atendimento a de diárias e de devolução do
atrações. Nesta sexta-feira várias demandas. valor não gasto pelo trabalhador.
(30/7), o espaço sediará festa Segundo os representantes O Sindicato alertou a companhia
de São João dos funcionários da TAM, os gestores locais sobre a ilegalidade (a medida
da TAM. de base são os responsáveis vai contra o que está expresso
pela solicitação e entrega dos na CCT) e que a situação tem
FEDEX - A direção do uniformes. A empresa irá analisar constrangido os trabalhadores. A
Sindicato reuniu-se com a disponibilização de uniformes de diária é um direito do aeroviário e
dirigentes da empresa, em meia estação, bota de segurança não precisa ser comprovada ou
21 de julho, para esclarecer o de chuva, botina adicional aos utilizada de forma integral.
item 10 da Convenção Coletiva funcionários da manutenção, e Quanto à falta de trato das
de Trabalho (CCT), sobre verificar os problemas apontados lideranças com os colegas, a
a remuneração das horas pelo Sindicato. TAM disse estar implementando
extraordinárias. A reunião, Os dirigentes sindicais um curso de capacitação
considerada positiva, foi cobraram o desbloqueio do ponto para melhorar a relação de
realizada na sede do Sindicato. do setor de Manutenção para que supervisores e líderes com
os trabalhadores possam marcar subordinados. A empresa também
SWISSPORT - Em Porto suas horas extras. A direção de pretende realizar uma pesquisa
Alegre, líderes e chefias da RH informou que irá solicitar o para medir o “clima” de trabalho.
empresa têm assediado os desbloqueio junto ao setor. O novo A companhia comprometeu-se
trabalhadores. O Sindicato sistema de ponto será instalado a retomar as discussões sobre o
está acompanhando os em agosto, em cumprimento a PLR 2010. Uma resposta sobre o
casos e busca uma reunião nova legislação. escalonamento dos salários após
com a direção nacional da Em relação à sobrecarga promoções, as diferenças salariais
Swissport para reportá-los. de trabalho, devido a falta de em uma mesma função e outros
Os trabalhadores denunciam funcionários, a empresa disse que temas tratados na reunião deverá
também falta de uniformes e de continua realizando contratações ser encaminhada ao Sindicato em
transporte na madrugada. e irá checar com as gerências até um mês.
se o quadro atual atende à O Sindicato espera que os
IDIOMAS - Os demanda. O Sindicato alertou compromissos assumidos pela
cursos de Inglês e sobre a necessidade de ampliar o TAM sejam cumpridos e que novas
Espanhol na sede número de trabalhadores, devido reuniões sejam realizadas, visando
do Sindicato seguem aos casos de estresse, doenças construir um cenário mais justo e
com as matrículas ocupacionais e dificuldades no com menos irregularidades dentro
abertas para formação atendimento aos clientes em da companhia.
de novas turmas. Mais
Henrique Lessa/Virya

informações com as
professoras Sandra (Inglês),
pelos fones (51) 9242-9587
e 8537-7768, e Sherelia
(Espanhol), pelos fones (51)
3476-5359 e 9153-0929.

3
Em defesa do SUS universal e gratuito
A universalidade, igualdade,
equidade e gratuidade, princípios
que constituem o Sistema
Único de Saúde (SUS), ficaram
fragilizados após decisão do
Supremo Tribunal Federal (STF)
que autorizou a “diferença de
classe” entre usuários do SUS em
dois municípios do RS.
A CUT-RS divulgou manifesto
repudiando a decisão do STF,
considerada um atentado ao
direito constitucional do cidadão
brasileiro de acesso universal à
saúde. Para a entidade, a medida
deve ampliar a precarização e as
distorções no SUS.
A decisão do STF atende do Ministério Público do RS. O equidade do sistema e do próprio
demanda do Conselho Regional órgão também posicionou-se SUS”, disse o secretário.
de Medicina do RS (Cremers) e contrário à decisão. No dia 22, Os municípios com gestão
permite a pacientes dos municípios as entidades participaram de plena do SUS estudam ingressar
de Giruá e Serafina Correa pagar audiência pública na Assembleia com ações para enfrentar a
por quartos privativos ou médicos Legislativa do RS para debater o decisão. Giruá não irá cumprir a
particulares tema. medida e terá de arcar com R$
www.zonaleste.wordpress.com

em caso de A grande 500,00 por dia de multa.


internação no preocupação Uma comitiva formada por
SUS. dos municípios prefeitos e secretários de saúde
Porto Alegre é de que, com de municípios gaúchos reuniu-
e outras cidades a medida, se com o ministro Ayres Britto,
com a saúde pessoas com presidente em exercício do STF,
municipalizada maior poder em 8 de julho. Em manifesto, eles
também aquisitivo ressaltam que “... não discordamos
enfrentam ações Agente comunitária em atendimento a paciente do SUS passem na do pagamento de ‘diferenças’ para
semelhantes do frente de outros escolha do profissional e leito de
Cremers no STF. na fila do SUS. “A imoralidade primeira linha, mas que isso ocorra
Além da CUT-RS, diversas da cobrança suplementar, hoje fora do SUS, para que não haja o
entidades já manifestaram-se praticamente extinta, vai voltar retrocesso e a volta das filas para
contrárias à decisão, como a com tudo”, avaliou o secretário uns (pobres) e dos atalhos para
Famurs e órgãos ligados à saúde da Saúde de Porto Alegre, outros (ricos)”. Britto afirmou que o
pública. Em junho, as entidades Carlos Casartelli. “Se a decisão problema é muito grave e merece
reuniram-se com representantes se alastrar, significa o fim da detida reflexão da Corte do STF.

SAÚDE - O coletivo de Saúde da SAÚDE II - O Sindicato participou ENSINO - A direção do Sindicato


Fentac/CUT reuniu-se no dia 27, em do seminário do Ministério Público acompanha as discussões sobre a lei
São Paulo. Em pauta, a promoção de do RS sobre políticas de saúde para 10.639/2003, que inclui no currículo
uma campanha para incentivar o uso a população negra e em defesa do oficial de ensino no país o estudo da
de EPIs e de pesquisa sobre saúde SUS. O evento, realizado nos dias 19 História e cultura afrobrasileira. Para a
junto aos trabalhadores. O projeto e 20 de julho, em Porto Alegre, contou entidade, a medida busca, através do
piloto será realizado em Porto Alegre, com entidades ligadas aos Direitos ensino, fomentar o fim do preconceito,
no check in das companhias, com Humanos, saúde e comunidades agregando ao aprendizado o debate
apoio da UFRGS. quilombolas. sobre as diferenças.
EXPEDIENTE

Aerofolha é uma publicação do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre


Rua Augusto Severo, 82 - São João - Porto Alegre - RS - CEP 90240-480 - Fone/Fax: 51 3343-4302
www.aeroviarios.org.br - info@aeroviarios.org.br - Diretor de Imprensa: Henri Rupp (comunica@aeroviarios.org.br)
Projeto gráfico e editoração: Agência Virya (www.virya.net - info@virya.net - Tel.: 51 4062-9991). O conteúdo deste
veículo é de inteira responsabilidade da direção do Sindicato. Editado em 27/07/2010. Tiragem: 1.600 exemplares.