Você está na página 1de 8

Família Orleans

Julho/ Agosto de 2010 | Distribuição gratuita | familiaorleans2010.blogspot.com | semanadafamilia2010@gmail.com


Paróquia Santo Antonio de Orleans | Publicação especial em comemoração à Semana da Família 2010

Semana da
Família 2010
Na semana do Dia dos Pais, a Paróquia Santo Antonio
de Orleans dedica atenção especial às famílias. Com
atrações que vão de domingo(08) a sábado (14 de
agosto), a Semana será repleta de celebrações, além
da realização de horas santas e de um bate-papo com
as famílias em formato de programa de auditório.
Pág. 03

Problemas na família Respeito Educação Política


Conheça o trabalho do SOS A importância da presença dos O desafio de educar os filhos; Igreja demonstra indignação
Família na Igreja das Mercês casais de segunda união na Igreja diálogo é mais eficaz que palmadas com lei do “divórcio expresso”
Pág. 05 Pág. 08 Pág. 06 Pág. 02
2 |

Política Depoimentos


Minha família...
Divórcio: totalmente Famílias podem gerar

Liberado “
gênios e delinqüentes. Não
Somos uma família se pode negar que cada
muito bonita, de nove indivíduo tem a liberdade
irmãos: sete homens e de escolha de fazer o que
duas mulheres. Felizmen- lhe parece certo, os pen-
te ainda tenho a minha samentos são diferentes,
mãe (Leonídia Lejambre não fosse assim não vería-
de Camargo), hoje com 95 mos casos de irmãos que
anos, que continua sendo criados da mesma forma
o centro, a matriarca da fazem escolhas por cami-
família. Meu irmão mais nhos diferentes, optam
Nova lei em vigor dá fim ao processo de separação; Igreja velho já está com 74 anos pelo bem, ou pelo mal.
e há uns três meses nós Cada um escolhe o que
Católica encara a iniciativa como banalização do casamento fazer com o que a vida lhe
sofremos um golpe com
Moreira Mariz de que maneira isso vai con-
o falecimento de um dos proporciona, ou tira uma
tribuir para a nossa socieda-
meus irmãos, exatamente lição e reverte o jogo, ou
de”, afirmou Crivella. Incon-
o quarto filho (...) Isto aba- toma como desculpa para
formado com a aprovação
lou muito a todos. justificar erros eternamen-
da PEC e encaminhamento
Fui criado numa famí- te. Mas inegável é a influ-
da mesma para o Congresso,
lia onde a música sempre ência da família na forma-
Demóstenes esse senador declarou que irá
esteve bastante presente. ção do caráter.
Torres (DEM- recorrer da decisão perante a
A maioria dos meus ir- Minha família, eu consi-
GO), o autor da
PEC do “divórcio
Comissão de Constituição e
mãos são músicos, que to- dero um ponto de referên-
rápido” Justiça (CCJ). Ele alega que
cam acordeon, saxofone, cia, para o qual posso me
o painel de votação mos-
violão... A gente sempre voltar em momentos de
A partir de agora, todos “Infelizmente, mais uma vez a trou apenas 48 votos a favor, dúvida e dificuldade e pela
os divórcios brasileiros po- família e o amor humano, rece- cantou muito em família,
quando seriam necessários
um ambiente muito ale- qual luto para ser uma pes-
dem ocorrer imediatamen- bem um duro golpe, no senti- 49. No entanto, a senadora soa melhor a cada dia.
te, sem a necessidade de do de que cada vez menos nós gre (...)
Rosalba Ciarlini (DEM-RN) Caroline Martins de
haver separação judicial. A sentimos valorizado essa união Lamento que seja uma
disse que não conseguiu dar Souza, auxiliar contábil/
medida foi fruto da decisão tão importante, marcada pelo família que já está enve-
seu voto devido a problemas administrativa
do Senado e, posteriormen- amor, entre um homem e uma lhecendo. A minha irmã


com o aparelho de votação e
te, do Congresso Nacional, mulher (...) É uma derrota sim, caçula já está com 53 anos.
teve que fazê-lo oralmente.
que teve aprovação final no da família, derrota do amor Mas temos a geração mais
Em entrevista à TV Can- Família é a base de
dia 14 de Julho. Com a nova humano”, afirma o secretário- nova... Minha mãe tem 28
ção Nova, Carlos Henrique tudo na vida. Tudo o que
lei, não é preciso que o casal geral da Conferência Nacional netos, 32 bisnetos e o pri-
de Oliveira e Renata Mene- eu sou, minha educação,
fique separado judicialmen- dos Bispos do Brasil (CNBB), meiro tataraneto.
zes de Oliveira afirmaram meu porto seguro... Com
te por um ano antes de ser Dom Dimas Lara Barbosa. Na família a gente en-
que o tempo de um ano exi- quem posso contar para
considerado divorciado. De acordo com represen- contra o revigorar das for-
gido pela antiga lei foi cru- tudo! Que me ouve sem se
De acordo com o se- tantes da Igreja, uma lei como ças. Mesmo aqui, quando
cial para que eles fizessem a cansar ou reclamar, que dá
nador que propôs essa lei, essa acaba com um tempo pre- às vezes, na paróquia, a
reconciliação. De acordo com os melhores conselhos nas
Demóstenes Torres (DEM- cioso para que o casal venha gente está cansado e so-
Carlos, o processo de separa- dúvidas mais difíceis.
GO), nenhuma norma pode a se reconciliar, se for o caso, brecarregado... Você vai
ção serviu para dar o tempo Meus pais me apoiam
obrigar as pessoas a per- incentivado por uma decisão pra família, sente o alento
necessário de Deus agir. nos meus sonhos e me
manecerem casadas. “Não precipitada. e a força positiva dela, que
Hoje, eles estão casados dão os melhores caminhos
há sentido manter, por um Como a lei foi fruto de uma motiva e incentiva a conti-
há sete anos e possuem uma para que eles se realizem.
tempo, pessoas que não Proposta de Emenda Constitu- nuar.
filha com cinco. Acabaram
querem ficar juntas”, argu- cional (PEC), não teve neces- Gilson Cézar de Camargo, Amanda Eduarda Alves,
se reaproximando à Igreja e
mentou. sidade de ser sancionada pelo pároco auxiliar de biblioteca.
sentiram-se tocados a reatar.
Entretanto, diversas li- presidente Lula e, portanto, já “No momento em que fomos
deranças da Igreja Católica está vigor. O senador Marcelo a Missa, Deus nos deu a res- Expediente
de todo o Brasil acreditam Crivella (PRB-RJ) criticou a lei, posta de que a gente deveria
que a nova lei banaliza a na semana em que foi votada Este informativo é uma pu- Diego Henrique da Silva; Re-
ficar juntos, voltar e formar
seriedade com que o casa- no Senado. “Vai ser uma coisa blicação especial, realizada visão: Antonio Carlos Senko-
a família que a gente tinha”, como parte das comemora- vski, Eloyna S. da Costa e Tar-
mento deveria ser tratado. de casa e descasa e eu não sei explica Renata. ções da Semana da Família cízio Valentim da Costa.
2010, que nesse ano ocorre no
período de 08 a 14 de agosto. Contato
Redação, foto de capa, pro- semanadafamilia2010@gmail.com
+ no blog
A cobertura completa da Semana da Família 2010 você
confere no blog familiaorleans2010.blogspot.com jeto gráfico e diagramação: familiaorleans2010.blogspot.com
|3
SXC
O Evento

Reunindo a
Família Orleans
Semana da Família 2010 promete agitar a paróquia com uma
programação imperdível. Juventude, pais, mães e até as crianças
estão convidados a participar dos eventos e celebrações

O marido já trocou enfrentados pelas famílias em edição. “O objetivo geral é que as realizar missas variadas, além de nha Pastoral Familiar. “O
a mulher pelo bate-papo nossa sociedade. Os exemplos pessoas possam parar um tempo horas santas (momentos de ora- grupo dos idosos, da cate-
com os amigos do bar e citados inicialmente são ape- e refletir sobre a família. Ela é a ção e encontro religioso), visitar quese, dos jovens, enfim...
em breve pretende trocar nas um grão de areia, se forem célula da sociedade e vem sen- famílias da comunidade e fazer Todos devem estar integra-
de mulher também. O fi- comparados a uma praia cheia do atacada por todos os lados. um bate-papo no formato de um dos à família”, avalia.
lho adolescente consome de questões mal resolvidas em Dar atenção à ela e discutir seus programa de auditório, voltado Toda família tem seus
drogas há um bom tempo praticamente todos os lares. problemas é muito importante”, para todas as idades. problemas e desafios. São
e os pais só foram perceber Para ajudar ou, pelo menos, comenta Tarcízio Valentim da De forma bem humorada, desentendimentos, brigas,
isso depois que ele ficou lançar luzes que contribuam para Costa, membro do Movimento nosso páraco, Gilson Cézar de falta de diálogo e de tem-
viciado. Ir à missa aos do- uma vivência familiar mais cris- de Irmãos. (+) Camargo, afirmou que lamenta a po para realizar atividades
mingos é a última coisa da tã, é o que algumas lideranças da Ao longo dos meses, diver- existência de apenas uma sema- em conjunto. Entretanto, a
lista dos afazeres do fim de Paróquia Santo Antonio de Orle- sas reuniões foram feitas para na da família. “Todas as semanas família também pode ser
semana. E há pessoas que ans preparam a Semana da Famí- planejar a Semana da Família, do ano deveriam ser voltadas à lugar de muita paz e amor,
acreditam que casamento lia 2010. A maratona de eventos e que, neste ano, pretende contar família e não só essa”, comentou. ajudando com que se tenha
religioso virou idiotice de celebrações vai acontecer duran- com maior participação da co- Para ele todas as pastorais deve- a experiência do Reino de
quem quer se “enforcar”. te a semana do dia dos pais, em munidade. De domingo à sábado riam valorizar a família, mesmo Deus acontecendo, desde já,
Não são poucos os desafios agosto, e esta será a sua segunda (08 a 14 de agosto), a intenção é que nossa a comunidade não te- em nossas casas.

Confira a programação completa da Semana da Família 2010


Domingo Missa e bate-papo com as fam
ílias Quarta-Feira Visita às
Celebração eucarística com no
ve
Dia dos Pais Bate-papo, no formato de pro na da medalha milagrosa, às 19h. famílias e missa
Missa de abertura da Semana grama de auditório, no anfi-te de encerramento

Sábado
do Centro de Convenções da atro
da Família, com a presença de Paróquia, às 20h. Com as pre Início do projeto
do coordenador arquidiocesan senças
D. Rafael Biernaski; às 10h. o da Pastoral Familiar, padre de visitação às
Jonacir; do coordenador arquid
iocesano da Pastoral da Juven famílias, que
padre Alex e da psicóloga Sarit tude,
a,
apstorais da juventude (das co além de alguns jovens das nossas serão realizadas
ira
Segunda-fe
munidades e matriz) e do no pelos Ministros
pároco padre Gilson. sso
Extraordinários
novação
Missa com re da Sagrada
nio
do matrimô o dos Quinta-feira Comunhão (MESCs)
Haverá bênç .
ã Sexta-feira e diáconos.
h
casais; às 20 Missa e Hora Santa Missa Celebração
Celebração eucarística com e Oração do Terço Eucarística de
trezena de Santo Antonio, às 19h. Celebração eucarística às encerramento da
Hora Santa voltada às famílias, 19h. Terço meditado para Semana da Família
-feira

m
Hora Santa celebrada pelas Irmãs da Sagrada as famílias, às 19h30, co 2010, presidida pelo
Celebrada pela equipe testemunhos de vid a e
Família; às 20h. bispo emérito de
da catequese, com trabalho da comunidade. Curitiba, Dom Pedro
Terça

bênção das crianças; Fedalto; às 1930.


+
Conheça o que é o Movimento de Irmãos e como ele
às 19h30.
no blog atua na Igreja Matriz Santo Antonio de Orleans
>> familiaorleans2010.blogspot.com
4 |

Unidos pela Igreja


Para praticar em família
NÓS não vamos à missa. Opções para celebrar em família não faltam

EU vou à missa
Fotos: Diego Henrique da Silva
Gabaon
Evento religioso
que ocorre em
dias próximos
ao carnaval,
geralmente
organizado
pela Renovação
Carismática
Católica.

Ainda é comum que famílias participem juntas das


celebrações católicas, entretanto a falta da preservação do hábito Celebrações “de entrega”
Quem é pai de filhos que vão à catequese já sabe. A cada fase que o
da participação conjunta pode acabar com essa realidade catequizando passa, deve receber da família, em cerimônia própria, um
presente simbólico como uma bíblia, oração do Creio ou do Pai-nosso.
Quando ceou pela última rando e não se está dando a de- Festas religiosas
vez com os apóstolos, con- vida atenção às crianças... Mui- que marcam
forme dizem os evangelhos tos acabam perdendo um dia
bíblicos, Jesus pediu que re- todo no shopping e a religião Nossos entrevistados
petissem aquela ação para é lembrada só quando sobra para essa matéria falam sobre
que nunca se esquecessem tempo”, comenta. Ela afirma as celebrações católicas que
dEle. “Fazei isto em memó- que é importante as famílias se deixaram boas lembranças.
ria de mim”, enfatizou. Po- unirem nas práticas religiosas. Para Salete, a Coroa-
rém, ainda há muitas pessoas “Isso faz parte do desenvolvi- ção de Nossa Senhora tem
que nem conhecem quem foi mento do ser humano. Nin- significado especial. “Acho
Jesus de Nazaré, sobretudo guém consegue viver sem ter muito lindo quando Maria é
pelo fato de não terem tido uma crença em algo”, justifica. reverenciada. Muitas vezes
contato com a cultura cristã. O documento que contém acabam deixando ela de lado
Contudo, não é difícil encon- o Catecismo da Igreja Católica e não reconhecem o quanto
Corpus Christi
trarmos pessoas que se decla- (CIC) esclarece que “a partici- ela é importante para o pro- O Cristo Eucarístico sai às ruas
ram católicas, mas não parti- pação na celebração comuni- jeto de Deus”, argumenta. do centro e de diversas outras
cipam das celebrações com a tária da Eucaristia dominical é O Natal e a Páscoa também comunidades, como na nossa aqui
devida freqüência. um testemunho de pertença e são momentos importantes, de Orleans. Ao ser transmitida pela
Pesquisa divulgada em de fidelidade a Cristo e à sua segundo ela. “É celebração televisão, quem narra e comenta a
2007 pela Fundação Ge- Igreja” (CIC 2128). Ainda se- procissão é o nosso pároco Gilson.
de nascimento e vida. Todo
túlio Vargas (FGV) revela gundo o documento, partici- mundo se prepara. É um Paixão de Cristo
que o número de católicos par da missa é dar testemunho momento em que toda a fa- Principal apresentação do
teve queda. Entre os anos de outras duas coisas: de que mília fica junta, e perde um gênero, em Curitiba. Ocorre
todos os anos, na sexta-feira
de 2000 e 2003, o número de Deus é santo e de que se tem pouco a graça quando falta santa. A cada ano, o Grupo
pessoas que se declaravam esperança da salvação, além de alguém”, declara. Teatral Lanteri realiza a
pertencentes a essa religião ser oportunidade de reconfor- O período da quaresma, encenação que resume a
caiu de 73,89% para 73,79%. to entre a comunidade. segundo o padre Gilson, é vida de Jesus.
Ao passo que o número de O pároco Gilson Cézar de algo que ficou marcado na Em nossa paróquia, jovens
evangélicos (o que inclui di- e adolescentes, também
Camargo acredita que enquan- sua infância. “Naquele pe-
representam a Paixão de
versas denominações) cres- to existir família, haverá espe- ríodo, tinha via-sacra toda Cristo anualmente.
ceu de 16,2% para 17,9%. rança. “Lá, da porta da igreja, quarta e sexta-feira. Recor-
Segundo a catequista ainda vemos muitas famílias do da minha mãe, que diri-
Salete Sabatowski, membro entrarem juntas para rezar e gia as orações na capela da
da Paróquia São José Tra- isso é um bom sinal”, explica. comunidade, que ficava no
balhador, muitos valores Ele também diz que os meios interior”, relembra o páro-
cristãos estão se perdendo, de comunicação deveriam ter co. Os momentos em que a
o que pode ser uma das ex- mais responsabilidade e obser- família se reunia para rezar
plicações para o resultado varem com cautela os conteú- ao pé da cama e as orações
da pesquisa da FGV. “As dos veiculados e as representa- do terço também foram ci-
famílias estão se desestrutu- ções familiares. tados por ele.
|5

Antes que a casa


A ajuda que vem daqui
O diácono Bastos também realiza cancha esportiva). “Realizo esse tra-
atendimentos de escuta e aconselhamen- balho pois ele faz parte do meu mi-

Exploda
to em nossa paróquia. Os interessados nistério, que se baseia em pregação
devem ir até a Secretaria Paroquial, mar- do evangelho, liturgia e caridade”, ex-
car um horário para conversar com ele. plica o diácono. Para ele, o trabalho é
Os encontros são individuais e ocorrem gratificante. “Fico muito feliz quando,
às terças e quartas-feiras, a partir das 19h, depois de algum tempo de acompa-
conforme as possibilidades de cada pes- nhamento, vejo as famílias sorrindo e
soa, sempre nas salas de catequese (em os casais se abraçando... Realmente, é
cima do Centro de Formação, ao lado da bênção de Deus”, complementa.

Problemas na família
importante.
Saber onde procurar ajuda em momentos difíceis Uma das opções pode ser o
Um pouco de história do SOS
é essencial para não tomar decisões precipitadas; SOS Família. Trata-se de um ser-
desentendimentos entre casais, divórcio e viço gratuito que tem o objetivo
Em 2001, foi lançado o manual “Uma
problemas como vício nas famílias podem ser de ajudar as pessoas a solucio-
proposta de SOS Família”, quando os
solucionados com a orientação correta narem problemas, quando essas
coordenadores arquidiocesanos dessa
não sabem onde procurar auxí-
iniciativa eram Heitor e Elizabeth Viana.
Quando decidem se unir, tremos, algumas pedras podem lio. Foi criado aqui em Curitiba,
O livro obteve a autorização episcopal
muitos casais entram na rela- aparecer no caminho e, aparen- há oito anos. É formado por gru-
oficial de Dom Pedro Fedalto em julho
ção esperando apenas coisas temente, não há como e nem pos de casais, voluntários, católi-
de 2002. Tal publicação possui diversas
boas acontecerem. Esperam para quem pedir ajuda. Às ve- cos praticantes e que estão casa-
orientações para a implantação do servi-
ser “felizes para sempre”. zes, não querem expor o proble- dos há aproximadamente cinco
ço nas paróquias, além de uma lista de
Mas um dia, pode ser que a ma para parentes ou não há ami- anos. Infelizmente, nem todas as
telefones úteis, textos para estudo e di-
casa caia, e o que era sonho gos confiáveis. Saber procurar a paróquias da capital parananese
recionamentos sobre os diversos proble-
vira pesadelo. Em casos ex- ajuda correta acaba sendo muito dispõem desse serviço.
mas que podem aparecer.

Divulgação
faz é orientar as pessoas a bus-
carem entidades como essas, de
acordo com as suas reais neces-
sidades. Além dos órgãos men-
cionados, há diversos outros

O SOS na vezes, carregadas, desesperadas... que trabalham problemáticas


Serviço
Lá, nós a acolhemos, confortamos específicas como a Associação
O endereço
Igreja dos e, principalmente, ouvimos tudo
o que elas têm a nos falar. Ouvir é
da Igreja das
Mercês é a
Curitibana de Órfãos da AIDS,
a Associação Paranaense dos

Capuchinhos extremamente importante”, expli-


ca José Luiz. Ele afirma que depois
Avenida Manoel
Ribas, n° 966, no
Diabéticos Juvenis, o Grupo de
Apoio aos Jogadores Compulsi-
de uma reestruturação que acon- bairro Mercês. vos, a Fundação de Recuperação
Na Igreja das Mercês, por teceu no mês de maio, cinco ca- O atendimento do Indigente e até assistência ju-
exemplo, o SOS Família é coorde- sais passaram a integrar a equipe é gratuito. rídica gratuita.
nado pelo casal José Luiz Tizzot do SOS Família. “São pessoas que Telefone da Tudo o que as pessoas con-
e Vanessa Pereira Tizzot. Outras fazem cursos e foram preparados coordenação tam nas conversas é mantido
pessoas que não sejam integran- pela Arquidiocese”, justifica. do SOS Família em segredo. “O desabafo e tudo
na Igreja
tes daquela paróquia, também Entre maio e junho deste ano, o que é dito ali, morre ali”, conta
das Mercês:
podem ir buscar ajuda por lá. foram realizados 52 atendimen- José Luiz. Segundo ele, os casos
(41) 8407-
“É um serviço que está aberto a tos na Igreja das Mercês. O traba- 7200. E-mail: mais recorrentes são desenten-
absolutamente todas as pessoas lho do SOS é basicamente ouvir o sosmerces@ dimentos conjugais, pedido de
que nos procurarem”, enfatiza o desabafo, numa postura de apoio gmail.com orientação para os que estão
coordenador José Luiz. psicossocial e, identificado o pro- Diácono Bastos numa segunda união, auxílio
Todas as quintas-feiras, das blema, encaminhar a pessoa para ?????????????? em casos de agressão e da pre-
16h às 21h, os casais realizam o os setores específicos que possam sença de vícios (drogas e alcoo-
atendimento às pessoas que os ajudá-las. Por exemplo, você sabia lismo) na família.
procuram. “Nossa maior alegria que existe o grupo “Neuróticos
é vermos as pessoas saírem dali Anônimos”? E a Sociedade Para-
+
Visite familiaorleans.blogspot.com e saiba como montar uma equipe do
sorrindo. Elas chegam, muitas naense de Psicodrama? O que se no blog SOS Família, quais são os trabalhos feitos pelos casais desse grupo e conhe-
ça as principais orientações aos casais que trabalham com esse serviço.
6 |

Nem
Divulgação

Dicas para educação infantil

“pestinha,”
> Demonstre o que eles devem Quanto mais você der atenção a
fazer, e não apenas o que não de- esse tipo de coisa, menos será ou-
vem; vido;
> Explique suas verdadeiras ra- > Quando as crianças fazem algu-
zões. Argumentar ‘porque eu es- ma coisa errada, explique-lhes, na
tou dizendo’ nada ensina; medida do possível, como podem

anjinho
> Elogie o bom comportamento e consertar;
repreenda o inadequado; > Mesmo que você não aprecie o

nem
> Apóie-se em recompensas como comportamento do seu filho, nun-
abraços e brincadeiras, e não em ca sugira que você não gosta dele.
punições como tapas e gritos; Fonte: Organização Mundial para o Fim da
> Ignore pequenas bobagens. Punição Física

Educação dos filhos Entretanto, gente que é fa- mente ela percebe que poderia
vorável às palmadas e tapas ter educado eles de uma forma
Busca do equilíbrio é um excelente caminho para educar para educar não faltam. O autor um pouco diferente. “Minha
crianças; segundo especialistas palmadas e outros castigos do livro “A arte da guerra para educação foi muito rígida e
físicos não devem ser usados como método de ensino professores”, Maurício Apoliná- apanhava muito. Os pais é que
“Se você quebrar isso, eu tas vezes, ficando em segundo Educando pela dor rio, pensa que bater em crianças ditavam as ordens, a gente não
arrebento a sua cara, menino plano. Nesse contexto, educar Grande parte dos pesqui- que desobedecem, com sabedo- podia falar nada”, comenta. En-
infeliz”. “Me obedeça, senão os filhos torna-se cada vez mais sadores que estudam especi- ria e no momento certo, é uma tretanto, ela faz uma ressalva.
eu vou te dar uns tapas”. “Lá difícil. ficamente o uso de castigos atitude justificável. “A psicolo- “Para aquela época, deu certo.
em casa a gente conversa”. Com tal falta de tempo, o físicos para educar. Entre 1981 gia, desde que passou a dar pal- Tanto é que tenho uma boa ín-
Pode ser no ônibus, na saída pouco que sobra para se dedi- e 2000, apenas 28% dos auto- pites na educação familiar e na dole. Mas hoje, acredito que não
da escola, num evento entre car à família torna-se algo raro res de livros que falam sobre educação formal, a partir da dé- pode ser assim. Tudo tem que
conhecidos ou dentro da nos- e precisa ser bem aproveitado. o assunto, defendem o uso cada de 1950, com as frescuras ser mais partilhado... Devemos
sa própria casa. Seja em qual Em entrevista ao Jornal O Glo- da palmada nos processos de de traumas e autoestima, tudo saber ouvir a criança, que tem
for o lugar, certamente já vi- bo, a educadora argentina Cris educação. Esse dado foi levan- piorou no que se refere à falta de muito a nos dizer”.
mos pessoas dizendo algu- Poli, a Super Nanny brasileira, tado numa pesquisa feita pelo limites de crianças, adolescentes Para a integrante do Movi-
mas das frases acima na hora afirma que é preciso valorizar os psicólogo Cristiano da Silveira e jovens”, argumenta o escritor, mento de Irmãos, Eloyna Cos-
de educar o filho. Se é que a momentos de convivência. “As Longo, formado pela Universi- que não possui habilitação ple- ta, o amor deve falar mais alto.
gente mesmo, não as tenha crianças se ressentem quando o dade de São Paulo (USP). na para falar do assunto. “Como Jesus nos ensina na sa-
utilizado... tempo que passam com os pais Ele defende que, apesar de grada escritura, a raiz de qual-
O estilo de vida moder- não é de qualidade. Elas fazem dar mais trabalho, educar sem Exemplos aqui de casa quer correção deve ser o amor.
no é altamente influenciado tudo para chamar a atenção, bater dá bons resultados. “For- A coordenadora paroquial Mesmo que em determinado
pelo modelo econômico que tentam manipulá-los... Mas, nos ma pessoas mais conscientes”, do grupo de formadores de ca- momento seja preciso ser rígi-
a nossa sociedade utiliza: o momentos disponíveis, devem explica Longo. De forma didá- tequistas da Escola Discípulo do com seus filhos, essa atitu-
capitalismo, que se baseia no brincar, contar histórias, fazer tica, ele compara dois adultos Amado, Lúcia Martins é mãe de enérgica deve ter como base
acúmulo excessivo de dinhei- programas infantis, enfim, tudo parados no trânsito, com o sinal de três filhos, hoje com 24, 29 e o amor, e nunca o ódio”. “Ao
ro/ capital e na transforma- que estabelece uma boa relação”, vermelho. O motorista acostu- 31 anos de idade. Ela conta que corrigir com amor, mesmo que
ção de pessoas em “coisas”. explica Cris. Ela também aponta mado a obedecer apenas pela para educá-los, quando eram energicamente, a criança perce-
Com a necessidade de se qual é a primeira grande dificul- punição vai parar o carro com crianças, sempre buscava con- be o seu erro e é transformada
colocar o trabalho como um dade dos pais na hora de edu- medo de ser multado. O outro, versar, dar algum castigo (como em sua atitude, mesmo que aos
dos primeiros itens de nossa car. “Eles tem que pensar juntos que cresceu sendo ensinado não comprar alguma coisa que poucos... Pelo contrário, quando
vida, outros afazeres, como a educação dos filhos. Se a mãe através da conversa e entenden- pediam) e, quando precisava, a raiz é de ódio e raiva, o que
destinar tempo para o lazer e quer uma coisa e o pai, outra, do o motivo das restrições, pára dava alguns tapas na bunda acriança percebe é essa ira que a
para a família, acabam, mui- não vai dar certo”, afirma. no semáforo em respeito à vida. também. Lúcia diz que atual- torna pior e mais rebelde”.


Divulgação

Depoimentos Conversar é o primeiro passo. Às vezes,


tem famílias que usam o diálogo como
Antes de corrigir seus filhos, último recurso. Primeiro batem, acusam,
experimente corrigir primeiro a sua rotulam, depois é que vão ouvir a criança,
postura... E veja se é raiva ou amor o sendo que se prestarmos atenção, os filhos
que você quer expressar pra eles. têm muita coisa pra ensinar pra gente.
Eloyna Costa, paroquiana Lúcia Martins de Souza, paroquiana

+ no blog
Mais dicas de educação dos filhos em: familiaorleans.blogspot.com
Lá, também dá pra partilhar experiências através dos comentários
|7

Uma

“droga” de família
Herzog, em Jerusalém. está viciada, seja em álcool,
Lidando com vícios
Para Nilo Momm, os valores drogas ou jogatina fica mais
Álcoolismo, apostas em jogos e drogas são vícios que ensinados a uma pessoa pesam difícil de resgatá-la, porém
bastante no momento de deci- não impossível. Um dos re-
assombram muitas famílias; prevenção ainda é a melhor saída
direm o que vão consumir. “Os quisitos, por exemplo, para
O churrasco em família é fumam os filhos tem mais pos- sas novas. É assim que encontra- princípios sociais, familiares e re- participar de qualquer gru-
um excelente momento para sibilidades de converter-se em mos novas fontes de alimentos, ligiosos são os que dão aos jovens po de Alcoólicos Anônimos
se fazer uma “boa ação”. fumantes. Considere que com novos parceiros e descobrimos os motivos para dizer não e os (AA) é desejar parar de be-
Achando que está ensinando suas atitudes e atos podem es- onde está o perigo. Isso é adaptá- que os ajudam a manter sua deci- ber. Nilo Momm acredita
algo de útil, o pai oferece um tar contribuindo à formação da vel e natural”, afirma. são”, argumenta. Nesse contexto, que o combate pode ser fei-
gole de cerveja ao filho menor decisão de seus filhos de tomar, Não é fácil evitar que, sobre- a família passa a ter papel impor- to através de várias ações.
de idade. A intenção é que o ou não, álcool e outras drogas”, tudo, os jovens consumam bebida tante no que diz respeito à forma- “Repressão ao tráfico, a re-
adolescente não passe vonta- explica. alcoólica ou sintam curiosidade ção de um sujeito. Segundos da- dução da produção e, prin-
de. Afinal, ele pode ficar do- São diversos os motivos que para experimentar alguma droga, dos da pesquisa “Determinantes cipalmente, pela prevenção,
ente de tanta vontade repri- levam as pessoas a entrarem nos justamente pela suscetibilidade socioculturais do uso abusivo de reduzindo o consumo e evi-
mida de beber... De acordo vícios. Juntamente com outros que possuem de conhecer coisas álcool e drogas”, um ambiente fa- tando que as pessoas come-
com um artigo escrito pelo colegas universitários, Michael novas. Por isso, a prevenção acaba miliar dominado por conflitos ou cem a consumir”, cita.
então membro da Comissão Bardo, da Universidade do Ken- sendo importante. Saber das conse- pela falta de critérios no estabele- Não há receitas prontas
Nacional da Pastoral da So- tucky, nos Estados Unidos, rea- quências negativas que o álcool, a cimento de regras, assim como o para lidar com a problemá-
briedade, organismo ligado lizou uma pesquisa sobre “Psi- jogatina e as drogas trazem, acaba desinteresse dos pais por aquilo tica dos vícios nas famílias.
à Conferência Nacional dos cofarmacologia Clínica e Expe- sendo bom caminho para evitá-los. que os filhos fazem, são fatores de Devido à complexidade do
Bispos do Brasil (CNBB) Nilo rimental”. Eles concluíram que “O traço para a busca de novidade, risco que podem levar os filhos a assunto, selecionamos al-
Momm, ações como essa não faz parte do ser humano querer é derivado de um de nossos instin- consumirem drogas. gumas dicas, que podem
são um bom exemplo para experimentar coisas desconhe- tos mais básicos, aproximação ou funcionar como luzes para
os filhos. “Os filhos copiam a cidas. “Somos biologicamente evitação”, afirma Richard Ebstein Antes que aconteça o pior quem precisa lidar com esse
conduta dos pais. Se os pais programados para gostar de coi- diretor de pesquisas no Hospital Depois que uma pessoa já obstáculo.

Como ajudar os filhos


Afeto: Manifestações de ca- Diálogo: Ache tempo para con- os contestem ou questionem, terão nos meio, motive-os a tomar decisões, ensi- Princípios: Evidencie os
rinho e amor são sempre bem versas e consultas freqüentes sobre pais os melhores exemplos e guias. ne-os a assumir responsabilidades e es- princípios espirituais, em contra-
vindas. Abrace, beije, incentive qualquer assunto. Reserve um tem- Liberdade: Mais autonomia signi- timule-os a desenvolver valores fortes e posição aos valores materiais.
os filhos, mesmo em público. For- po especial para cada membro da fica maior capacidade de decisão. In- o senso crítico diante das mais diferen- Regras claras: Imponha
taleça os vínculos entre os mem- família. Mantenha em casa um clima centive a responsabilidade de cada um. tes situações, inclusive das drogas. limites. Quando fizer alguma
bros da família, incentivando o de diálogo franco e aberto. Converse Respeite os valores e os sentimentos de Participação: Tome decisões proibição, não deixe dúvida
clima de afetividade, sinceridade com seus filhos sobre o consumo de seu filho. Evite criticá-lo o tempo todo. em conjunto, assim todos perce- sobre suas razões. O amor de
e companheirismo entre todos. álcool e de outras drogas, mas tam- Modelo: Cuide para que a relação bem que suas opiniões e pontos de pai e de mãe precisa ser exi-
Ambiente: Reduza a influ- bém sobre demais assuntos que fa- com os filhos seja fundamentada na vista são respeitados. gente. Esse amor acompanha,
ência negativa que possa vir de zem parte de seus interesses. confiança e no respeito. Isso cria um Presença: Reforce as relações fa- coloca limites, exige compor-
outros grupos. Faça com que o Exemplo: Álcool e cigarro são modelo de comportamento para eles. miliares, participe mais das atividades tamentos, orienta respostas,
ambiente familiar seja atrativo drogas lícitas, mas evite consumi-las, Os jovens precisam de bons modelos. dos filhos. Cresça com seus filhos. deixa as regras claras e aler-
e aconchegante. Faça com que se não quiser estimular os filhos a fa- Ocupação: Encoraje as atividades Prevenção: Explique sempre aos ta para os sinais de fraqueza.
seu filho se sinta bem em sua zer o mesmo. Viva o que você reco- criativas e saudáveis de seus filhos, filhos quais são os riscos do uso de dro- Confie em seus filhos.
própria casa. menda aos seus filhos. Mesmo que ajude-os a lidar com as pessoas de seu gas. Ensine-os a não experimentá-las. Padre Nilo Momm
8 |


Casais em segunda união

Do altar para a
O amor
virou consórcio,

Lata de lixo
compromisso
com ninguém...
Padre Zezinho,
em “Oração pela família”.

As causas da
Existem quase 20 casos que podem justificar a nulidade de um
casamento; mas antes de jogar fora o compromisso assumido, a
à sua Igreja (Cf. Mt 28, 20), os
casais escolhem viver a mesma nulidade de
Igreja espera que os casais separados possam se reconciliar situação, com o cônjuge, ao se um casamento
unirem pelo matrimônio. “Se Quais os motivos pelos quais
A frase final de um pa- consegue conceber o permanente sobre o assunto (CIC 1652). as pessoas têm dificuldade de um casamento pode ser
dre numa cerimônia de casa- numa sociedade que vive o valor Neste momento muitos ca- entender que a união entre nulo? Há, segundo o Código
mento poderia ser “Até que do descartável?”, analisa. sais em segunda união podem Cristo e a Igreja é indissolúvel, de Direito Canônico da Igreja,
a primeira briga vos separe”. Mas, às vezes, o casamento estar sofrendo desnecessaria- também não vão conseguir dezenove motivos:
Afinal, “antes ficar só, do que religioso não dá certo. A reco- mente, por não saberem que seu entender que o matrimônio é
mal acompanhado”. Pesqui- mendação do Apóstolo Paulo casamento anterior pode ter sido indissolúvel”, complementa o
Falhas de consentimento
sas do Instituto Brasileiro de expressa no livro de Colossens- algo nulo. Nesses casos, a Igreja pároco.
1. Falta de capacidade para
Geografia e Estatística (IBGE) ses não dá mais para ser seguida: pode permitir o recebimento do
sacramento. “Há cerca de 20 ca- Casais de segunda união de-
consentir (cânon 1095)
confirmam que a separação é “Suportai-vos uns aos outros e
sos (Ver box) que podem levar vem ser respeitados 2. Ignorância (cânon 1096)
uma prática que vem se tor- perdoai-vos mutuamente, toda
nando cada vez mais comum vez que tiverdes queixa contra o Tribunal Eclesiástico do Ma- Apesar de não poderem 3. Erro (cânones 1097-1099)
no país. Em 23 anos (entre outrem” (Col 3, 13). Daí, o jeito trimônio a declarar a nulidade receber a eucaristia, os casais 4. Simulação (cânon 1101)
1984 e 2007), a taxa de divór- que muitos encontram é se sepa- de um casamento. São falhas no de segunda união continuam 5. Violência ou medo (cânon
cios subiu 200%. Em números rar e ir tentar ser feliz através de consentimento, impedimentos sendo membros da comunida- 1103)
absolutos, foram concedidas uma segunda união. dirimentes ou falta de formação de. “Isto não quer dizer que eles 6. Condição não cumprida
30.847 dissoluções de união Conforme o apresentador do canônica”, explica o professor se afastem da Igreja. Apenas, se (cânon 1102)
em 1984 e 179.342, em 2007. programa “Escola da Fé”, da TV Felipe por meio de um artigo, no abstenham do sacramento que
De acordo com o pároco Canção Nova, professor Felipe blog da Canção Nova. alimentava aquele vínculo que Impedimentos dirimentes
Gilson Cézar de Camargo, Aquino, a orientação mais clara deixou de existir”, explica o pa- 7. Idade (cânon 1083)
fica difícil fazer com que as que a Igreja nos oferece sobre a Casamento religioso deve ser dre Gilson. Segundo ele, os dois
8. Impotência (cânon 1084)
pessoas entendam a profun- situação dos casais de segunda fruto de decisão consciente sacramentos se complementam.
9. Vínculo (cânon 1085)
didade do matrimônio em união está na Exortação Apostó- Para o padre Gilson, o rom- “O sacramento do matrimônio é
pimento do vínculo matrimonial alimentado pelo sacramento da
10. Disparidade de culto
meio à ausência dos valores lica “Familiaris Consortio”, feita
seria incoerente com o seu signi- eucaristia. A partir do momen- (cânon 1086,- cf cânones
cristãos. “De modo geral, os pelo Papa João Paulo II. Esse docu-
valores religiosos estão fican- mento é recente e foi escrito após ficado. “O casal deve ser o sinal to que se quebra o vínculo do 1124s)
do em segundo plano. Tem o Sínodo da Família, realizado em visível da união de Jesus Cristo matrimônio, com a separação, 11. Ordem Sacra (cânon
certos valores que são perma- 1980. Entretanto, o Catecismo da com a sua Igreja”. Logo, se Cris- quebra-se também o vínculo 1087)
nentes. Como é que a gente Igreja Católica (CIC) também fala to prometeu fidelidade eterna com a eucaristia”. 12. Profissão Religiosa
Perpétua (cânon 1088)
Divulgação 13. Rapto (cânon 1089)
14. Crime (cânon 1090)
Esclarecendo o mal entendido 15. Consangüinidade (cânon
Em 2007, uma mentira di- a primeira exortação apostólica do 1091)
vulgada pela grande imprensa Papa, o “Sacramentum Caritatis” 16. Afinidade (cânon 1092)
brasileira, acabou desinforman- (O Sacramento do Amor), que fala- 17. Honestidade pública
do e revoltando os católicos de va sobre a eucaristia. (cânon 1093)
todo o país. Em algumas emisso- O que foi traduzido errone- 18. Parentesco legal por
ras de televisão, o caso virou até amente como “praga”, na verda-
de significava “chaga”. Com isso,
adoção (cânon 1094)
manchete. Muitas reportagens
afirmaram que o Papa Bento XVI Bento XVI queria dizer que a Igreja
havia classificado os casais em assume como chagas (as feridas de Falta de forma canônica
segunda união como uma “pra- Cristo), a situação dos fiéis católicos na celebração do
ga” social. O desentendimento em segunda união. E não que são matrimônio
+
Mais detalhes sobre nulidade ocorreu devido a uma tradução um estorvo, conforme clamaram os (Cânones 1108-1123)
no blog em casamentos no blog
>> familiaorleans2010.blogspot.com
equivocada do documento com grandes meios de comunicação.

Você também pode gostar