Você está na página 1de 5

Avaliação da Coluna

Tem o objetivo de obter informacoes que identifique e avalie um desvio da normalidade. A


avaliacao deve ser composta das seguintes etapas:

• Dados de identificação;
• Anamnese;
• Exame físico;
• Exames complementares;
• Medicamentos;

1.Anamnese:
• Queixa principal;
• HDA: Quando aconteceu, como aconteceu, quando começaram os sintomas...
• HDP;
• Comportamento dos sintomas: ex.: Dor (tipo, intensidade, localização, quando dói, o que
piora ou melhora...);
• HS: Atividades diárias do paciente, se faz atividade física, com o que trabalha, quantas
horas trabalha, hobby...

A anamnese permite ao fisioterapeuta determinar as circunstancias e a forma com que os


sintomas apareceram, o mecanismo de lesao, a extensao do dano, se a condicao eh simetrica,
motora ou sensorial. Devem ser destacados nessa parte da avaliacao os fatores agravantes e
facilitadores dos sintomas, como eh o dia-a-dia do paciente e como estes sintomas influenciam
em suas AVD`s, para que dessa forma possamos classificar a dor e posteriormente trata-la da
forma mais adequada. As informacoes da HS dao base para entender melhor a saude geral do
paciente, bem como realca as comorbidades.

2. Exame físico:
A historia do paciente serve como guia para o fisioterapeuta determinar as estruturas que
necessitam de uma investigacao adicional. Os testes utilizados pelo fisioterapeuta para realizar a
avaliacao deve distinguir entre outros disturbios qual o disturbio alvo do tratamento.

• Avaliação postural;

• Palpação:
A palpacao desempenha um papel central no diagnostic, atraves dela o fisioterapeuta pode
identificar pontos dolorosos, areas hiperalgicas, identificar mudanca da textura do tecido,
possivel restricao miofascial, localizar mudanca do tonus, espasmos, pontos-gatilho, mudancas
de umidade da pele, aleracoes vasomotoras, locais especificos de edema, entre outras alteracoes.
Os pontos importantes para palapacao na avaliacao da coluna devem ser:

- Processos espinhosos;
- Musculatura;
- Sacro;
- Pelve;
- Rotação da vértebra;
- Tensão muscular;
- Deslizamento de vértebra;
- Rotação, depressão ou elevação da EI;

• ADM:

Uma articulacao normal tem uma ampliude disponivel de movimento ativo ou fisiologico que eh
limitada por uma barreira fisiologica a medida que se desenvolve tensao sobre os tecidos. O
exame da amplitude deve determinar as direcoes exatas do movimento que evocam os sintomas.

1º pedir o movimento ativo:

Sintoma provocado;
Integridade dos tecidos contrateis;
Presença de padrão de restrição;
Movimentos compensatórios;
Efeito do movimento sobre as curvaturas;
Avaliar força;

 O teste ativo pode ser adiado se os movimentos provocarem dor intensa. Inicialmente os
movimentos sao realizados no plano cardinal, depois sao realizados movimentos combinados
(movimentos no plano simples com movimentos sobrepostos).

2º realizar o movimento passivo:

Avaliar sensação de final de movimento;


Reprodução dos sintomas;

 A dor que ocorre na amplitude final do movimento passivo eh sugestiva de hipermobilidade


ou instabilidade, contracao capsular ou tecido cicatricial que nao foi adequadamente remodelado.
O tipo de sensacao de final de movimento pode ajudar a determinar a presenca de disfuncao.

3º realizar movimento intraarticular:

Pode ser realizado direto em grau 3 ou 4 se o paciente apresentar um SINE baixo.

 Envolve a avaliacao dos movimentos artrocinematicos ou acessorios de uma articulacao. Se a


movimentacao articular estiver restrita e nao houver indicio de sensacao ossea no final do
movimento, ou irritabilidade grave, tecnicas de mobilizacao articular sao usadas com o grau
determinado pelo estagio da lesao. Se houver restricao podem ser utilizadas tecnicas que
aumentem a extensibilidade dos tecidos conjuntivos adjacentes.

• Sensibilidade da região (das costas);


• Miótomo  Testar força dos músculos (resistência sem movimento);

 A forca mede a capacidade das unidades musculotendineas de gerar movimento contra


resistencia variavel. Este tecido contratil deve ser testado por meio de uma contracao muscular
isolada, atraves de um movimento resistido de pequena duracao. A dor que ocorre na resistencia
ao movimento pode indicar ruptura do ventre muscular, lesao articular ou combinacao de ambas.
O grau de importancia dos achados no teste resistido depende da posicao do musculo e da forca
aplicada. Sempre o mesmo musculo deve ser testado do lado oposto logo em seguida, e o valor
deve ser registrado de acordo com a escala utilizada.

• Dermátomo  Testar a sensibilidade dos membros;

 Dermatomo eh a representacao de serie de regioes sensoriais perifericas restritas identificando


as raizes dorsais dos nervos espinais. O teste sensorial deve ser realizado quando houver
presenca de falta de forca, parestesia e ou dor irradiada. A sensacao deve ser comparada
bilateralmente, e sao avaliados dor, vibracao, propriocepcao e sensacao termica.

• Reflexos tendíneos;

 O reflexo eh uma unidade de comportamento programada de forma que um estimulo


exteroceptivo em um determinado receptor leva automaticamente uma resposta a um efetor. A
avaliacao dos reflexos eh de extrema importancia para diagnostico e localizacao de das lesoes
neurologicas. A integridade reflexa eh definida como a integridade do trajeto neural envolvida no
reflexo testado. Eles devem ser testados e registrados de 0 (hiporreflexivo) a 4+(hiperreflexivo).

Obs: Não é necessário avaliar força e sensibilidade dos membros SEMPRE. Avaliar quando o
paciente apresentar sintomas de perda de força e/ou dor irradiada.

• Avaliar mobilidade:
Lombar:
- Distancia do 3º dedo ao solo em uma flexão de tronco;
- Índice de Schobber: Medir a distancia de um ponto entre L5 - S1 até 10cm acima. Pedir a
flexão de tronco e medir novamente esta distancia, o normal é que este valor aumente 5cm.

• Testes neurais:
- Ciático:
Lasegue: FLX quadril e EXT de joelho passivas. O teste é positivo quando dor irradiada
em MI ate 30° de flexão de quadril.
SLUMP TEST: FLX cervical, braços atrás do corpo, EXT de joelho. O teste é positivo
se dor irradiada em MI.

- Mediano:
RE de ombro, EXT de cotovelo, EXT de punho, EXT de dedos, IL contralateral de
cervical. O teste é positivo se dor irradiada em MS ao realizar ABD de ombro.

- Radial:
RI de ombro, EXT de cotovelo, FLX de punho, FLX dedos, IL contra lateral de cervical.
O teste é positivo se dor irradiada em MS ao realizar ABD de ombro.

- Ulnar:
EXT de punho, EXT de dedos, FLX de cotovelo. O teste é positivo se dor irradiada em
MS ao realizar ABD de ombro.

 O teste de mobilidade neurodinamica eh projetado para o exame das estruturas neurologicas


para encurtamento adaptativo e inflamacao das entruturas neurais central e perifericamente. Os
testes neurais devem ser realizados quando houver suspeita de uma irritacao ou adesao dural,
bilateralmente e após realizar o teste de encurtamento.