Você está na página 1de 40

JULHO / AGOSTO / SETEMBRO 2002

Volume 17 / Número 2
EDIÇÃO PORTUGUÊS

ATOS
A IGREJA
EM CASAS
O Modelo do Novo Testamento Para a Multiplicação de Congregações
Bob Fitts

PARE! Antes de você ler esta revista, por favor, olhe para a etiqueta de endereço em seu envelope.
No topo esquerdo de sua etiqueta está o seu número de ATOS. No topo direito de sua etiqueta, depois Por favor, escreva essa
Por favor, escreva esse número aqui. da palavra "EXPIR", está sua data de ven- data aqui:
cimento da assinatura da Revista ATOS.
(month/year). ________ / _________
mês ano
1 / ATOS OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2001
Você deverá dar esta informação cada vez que escrever ao World MAP, ou quando preencher
ABRIL seu/ Formulário
/ MAIO JUNHO 2002de Renovação de Assinatura ou solicitação do livro O Cajado do Pastor. ATOS / 1
1 / ATOS OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2001
A IGREJA EM CASAS
O Modelo do Novo Testamento Para a Multiplicação de Congregações
Bob Fitts
Capítulo 1
A RAZÃO PARA TERMOS
IGREJAS EM CASAS
“Saudai Priscila e Áqüila, meus Contudo, neste exato momento, na jovens, em sua maioria com idades de
cooperadores em Cristo Jesus... China, há um incomum mover do Es- 15 a 19 anos. Os adolescentes vão aos
saudai igualmente a igreja que se re- pírito de Deus que é até mesmo maior vilarejos e compartilham o Evangelho
úne na casa deles” (Rm 16:3-5). que o crescimento inicial da Igreja. onde ele nunca foi ouvido antes.
‘’As igrejas da Ásia vos saúdam. Isso está acontecendo sem o uso de “Quando os convertidos são organi-
No Senhor, muito vos saúdam Áqüila prédios de igreja. Esse reavivamento zados em pequenos grupos, os adoles-
e Priscila e, bem assim, a igreja que é um movimento de igrejas em casas. centes chamam os ‘presbíteros’ ou
está na casa deles” (l Co 16:19). A seguinte citação foi extraída do ‘anciãos’ (crentes de 20 a 30 anos de
“Saudai os irmãos de Laodicéia, Relatório Calebe da edição de Jan/Fev idade) para virem e ensinarem as recém-
e Ninfa, e à igreja que ela hospeda de 1990 da REVISTA MINISTÉRIOS. formadas igrejas em casas. Ao mesmo
em sua casa” (Cl 4:15). Este relatório foi feito por Loren tempo, os adolescentes seguem adian-
“Ao amado Filemom... e à igreja Cunningham, fundador e presidente da te, para alcançarem o próximo vilarejo.
que está em tua casa” (Fm 1,2). JOCUM (Jovens com Uma Missão): “Os pastores e mestres chineses
“De acordo com o U.S. Center For não têm barreiras financeiras para es-
Com base nos versículos acima, é World Mission (Centro Americano palharem a mensagem cristã. Eles
óbvio que a Igreja Primitiva reunia- Para Missões Mundiais), mais de moram com os camponeses e fazen-
se em casas. Essas casas não eram o 22.000 chineses estão vindo a Cristo deiros em cada região nova, e não
que poderíamos chamar de um prédio a cada dia. É o equivalente a 7 dias de constróem edifícios. Eles têm muito
característico e específico de uma Pentecostes a cada 24 horas. Isso está pouco e precisam de muito pouco.
igreja. Eram casas em que as pessoas acontecendo neste exato momento. A “Através deste meio simples, as
moravam, e eram abertas como um maior parte dessa explosão de uma Boas-Novas estão saltando sobre os
local de reunião para a igreja. nova fé está vindo das comunidades campos e montanhas da China.”
A Igreja Primitiva não tinha prédi- rurais da China, onde vive 80% da O explosivo crescimento da Igreja
os de igreja. Os prédios não aparece- população chinesa. que está acontecendo agora na China
ram até o ano 232 d.C. O período mais “Jonathan Chão, fundador da tem algo em comum com o crescimen-
explosivo do crescimento da Igreja na Chinese Church Research Center to da Igreja Primitiva do Livro de
história, até recentemente, aconteceu (Centro de Pesquisas da Igreja Chi- Atos. Ambos são um movimento de
durante os primeiros anos, quando não nesa), contou-me como o reavivamen- igrejas em casas. Este mesmo tipo de
havia nenhum prédio de igreja. to chinês está sendo espalhado por crescimento é visto em outros países

2 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


hoje, onde os prédios de igrejas não nem mesmo precisa chamá-la de EDIÇÃO PORTUGUÊS
são permitidos. “igreja”, contanto que você saiba que Volume 17 / Número 2
Há um princípio simples que é ex- ela é uma igreja. Nenhuma das situa-
presso aqui: Quanto mais obstáculos
que atrapalham a implantação de no-
vas igrejas forem removidos, tanto
ções acima são ruins ou erradas, mas
também não são necessárias. O Após-
tolo Paulo não usava nenhuma das
ATOS Índice
maior será o crescimento que veremos. coisas acima em seu ministério de im-
Já tive experiências, tanto na im-
plantação como no pastoreamento de
plantação de igrejas.
Muitas das nossas igrejas moder-
A IGREJA EM CASAS
igrejas em casas. nas deixaram a simplicidade do Novo 1. A Razão Para Termos Igrejas em Casas .... 2
Vejo algumas claras vantagens na Testamento e acrescentaram tantas 2. As Igrejas em Casas no Novo
implantação de igrejas em casas para coisas extras, que na verdade não são Testamento .................................................... 6
3. O que é Uma Igreja? ................................... 9
a multiplicação de igrejas: necessárias. Por essa razão, tem fica- 4. Implantação de Igrejas por Saturação .... 13
do cada vez mais difícil iniciarmos 5. Uma Roda ou Uma Videira? ..................... 17
AS IGREJAS EM CASAS SÃO uma nova igreja. 6. Será que os Prédios de Igrejas São
FÁCEIS DE SE INICIAR Não podemos ir a nenhum país Mesmo Necessários? .................................. 18
7. Um Passo à Unidade .................................. 21
Para se implantar uma igreja numa hoje onde o Apóstolo Paulo implan- 8. O que Fazemos Numa Igreja em Casa? .. 24
casa, você não precisa comprar propri- tou igrejas e apontarmos para um pré- 9. Perguntas e Respostas ............................... 27
edades, nem construir um prédio. Você dio e dizermos: “Aquela é a Igreja de Suplemento A – Por que a JOCUM (Jovens
não precisa de um púlpito, bancos de Corinto!” ou “Olhe para aquele lindo com Uma Missão) Implanta Igrejas .............. 30
Suplemento B – Por que Implantar Novas
igreja, hinários, nem de um piano. Você prédio! É a Igreja dos Efésios!” ou Igrejas ............................................................... 32
pode ficar sem um batistério, uma es- “Eis aqui a Igreja dos Tessalonicen- Como Fazer a Sua Igreja Crescer ................. 34
cola dominical, e um pastor de jovens. ses!” Não há nenhum prédio assim. O Crescimento da Igreja e as Escrituras ...... 37
Você não precisa pertencer a uma Pelo que saibamos, as igrejas que Pau- Diretor Responsável ................... Ralph Mahoney
denominação, nem tornar-se membro. lo iniciou reuniam-se em casas. Diretores ......................... Frank & Wendy Parrish
Diretores Administrativos
Você não precisa ter uma reunião aos Ray Willians, um amigo íntimo, é África .................................. Loreen Newington
domingos, ter um boletim da igreja, missionário no México há 25 anos. Ele Índia .................................................... Bill Scott
Internacional ................................ Gayla Dease
nem ter uma reunião no mesmo lugar tem sido usado por Deus para iniciar Artes Gráficas ... Dennis McLain & Vander Santos
todas as semanas. dezenas de igrejas no México, das Tradutor ....................................... Marcos Taveira
Você não precisa ter uma placa quais centenas de outras igrejas têm Revisora ........................................... Nadya Denis
Leitora de Provas ...................... Maura Ocampos
com o nome da sua igreja. Ela não pre- sido geradas. Impressão Gráfica ................ Editora Betânia S/C
cisa de um nome. Na verdade, você Ele me contou recentemente, que
VISÃO E MISSÃO
Como um ministério ao Corpo de Cristo, o
World MAP existe para:
1. Fornecer aos líderes de igrejas nos paí-
ses da Ásia, África e América Latina um
treinamento prático que os torne efica-
zes ministros do Evangelho.
2. Compartilhar com os crentes das nações
ocidentais as vitórias e as tribulações de
obreiros de igrejas nacionais, a fim de
que a Igreja: Ore mais fervorosamente e
dê mais sacrificialmente para abençoar
e desenvolver a obra dos que servem nas
linhas de frente do evangelismo.

ATOS, no original, (ISSN 0744-1789) é publi-


cada a cada três meses pelo “World MAP”, 1419
N. San Fernando Blvd., Burbank, CA 91504, EUA.
Toda correspondência deve ser dirigida para o en-
dereço acima ou para Caixa Postal 5053, 31611-
970 Venda Nova, MG, Brasil ou ainda para o e-
mail: revista.atos@uol.com.br
SR. AGENTE POSTAL: Favor enviar as mudan-
ças de endereço para “World MAP”, Caixa Postal
5053, 31611-970 Venda Nova, MG, Brasil.
Todas as passagens das Escrituras serão da
Bíblia Sagrada, traduzida em português por João
Ferreira de Almeida – Sociedade Bíblica do Brasil
– 1981, a menos que outra fonte seja indicada.

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 3


certa vez, iniciou uma igreja num tri- “A igreja em casas supre todos es- do, e, ao mesmo tempo, sendo respon-
gal. A igreja cresceu, e dela surgiu uma ses requisitos de forma ideal. Elas de- sáveis a um mestre na profissão.
multidão de “igrejas-filhas e netas”, e veriam sempre ser consideradas, tan- Esse era o método de Jesus. Seus
cada uma delas com uma visão de im- to para uma implantação inicial como discípulos aprendiam observando, ou-
plantação de novas igrejas. para expansões posteriores.” vindo e praticando, enquanto con-
Temos a tendência de tornar nos- viviam com o Próprio Mestre dos mes-
sas igrejas complexas demais. Deus AS IGREJAS EM CASAS SÃO tres.
está nos chamando de volta à simplici- FERRAMENTAS Nas igrejas em casas os pastores
dade e naturalidade da multiplicação. EVANGELÍSTICAS podem ser treinados no sentido de fa-
O Dr. Peter Wagner é considerado zerem de fato a obra de pastoreio. Ao
AS IGREJAS EM CASAS por muitos como a maior autoridade mesmo tempo, eles estão sob a super-
SÃO DESCONTRAÍDAS sobre o crescimento de igrejas hoje. visão de um pastor sênior. Eles cres-
E INFORMAIS Ele diz: “O melhor método debaixo cem à medida que a igreja cresce sob
Vários anos atrás, levei minha fa- do céu para a evangelização é a im- a liderança deles.
mília a uma igreja cujo pastor era um plantação de igrejas. Nunca houve um Os pastores que têm empregos re-
notável mestre da Bíblia. Eu gostava método melhor e nunca haverá.” munerados de tempo integral podem
muito daquela igreja e queria IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS POR continuar, a trabalhar até que a igreja
freqüentá-la. No entanto, todos os SATURAÇÃO é o nome dado à visão possa sustentá-los financeiramente. Al-
membros de lá vestiam-se com rou- que agora está sendo adotada por lí- guns pastorearão mais do que uma igre-
pas que eram muito caras para as con- deres de missões no mundo todo. ja numa casa, uma vez que nem todas
dições financeiras da minha família. Uma igreja que se divide a fim de elas se reúnem no domingo de manhã.
Algumas pessoas não frequentam multiplicar-se experimenta uma adi-
certas igrejas hoje porque o nível do ção. Uma igreja que tem o seu enfoque AS IGREJAS EM CASAS
padrão do vestuário é alto demais. somente na adição tem a tendência de AJUDAM A ESTREITAR OS
Eles transformaram a igreja num even- atolar-se e estagnar-se. RELACIONAMENTOS
to “formal”. Muitos que não frequen- O objetivo de muitos líderes de Uma pequena igreja numa casa
tam uma igreja do tipo formal, fre- igrejas tem sido o de se tentar fazer tem uma probabilidade muito maior
quentam uma igreja numa casa por- uma só congregação muito grande, em de que as pessoas tímidas encontrem
que ela é mais descontraída e tem um vez de se multiplicar as congregações. sua identidade no Corpo de Cristo.
ambiente informal e familiar. Contudo, a Igreja de qualquer cidade Em nossa igreja em casa geralmen-
Em seu livro UNDERSTANDING aumenta muito mais rapidamente pela te almoçávamos juntos nos domingos.
CHURCH GROWTH (Comprendendo o multiplicação das congregações do Todas as famílias participavam, pre-
Crescimento da Igreja), o Dr. Donald que pela tentativa de se edificar uma parando e servindo as refeições. A for-
McGavran cita “Oito Chaves Para o só super-congregação. mação de relacionamentos ocorre
Crescimento da Igreja nas Cidades”. A maior igreja do mundo encon- muito mais facilmente neste tipo de
A primeira delas nos dá a idéia do Dr. tra-se em Seul, Coréia, sob a lideran- situações “familiares”.
McGavran sobre a importância da ça pastoral do Dr. Yonggi Cho, que Em seu periódico Church Growth
implantação e multiplicação das igre- tem aplicado o princípio de multipli- Report (Relatório do Crescimento da
jas em casas. Ele afirma: cação. A sua igreja está evangelizan- Igreja), Win Arn faz a seguinte afir-
“As oito chaves que estou para do a Cidade de Seul de uma maneira mação sob o título “UM PRINCÍPIO
mencionar não são meras adivinha- notável, multiplicando as congrega- DE CRESCIMENTO COMPROVADO”:
ções. Elas descrevem princípios com ções, que são chamadas de “células”. GRUPOS PEQUENOS EFICAZES:
os quais concordam homens especi- Eles se dispuseram a dividir-se a fim “Em nossos estudos de igrejas cres-
alizados no crescimento da Igreja. de se multiplicarem, e a adição tem centes, descobrimos que uma carac-
“Em primeiro lugar, enfatize as igre- sido incrível. terística comum é o alto nível de ‘cola
jas em casas. Quando a igreja começa a relacionamental’ entre os membros.
crescer, cada congregação precisa en- AS IGREJAS EM CASAS Podemos chamar esta característica de
contrar logo um lugar para se reunir. FACILITAM O TREINAMENTO ‘amor’, ‘amizade’, ‘solicitude’..., mas
“A congregação deveria reunir-se DE PASTORES E LÍDERES é o que genuinamente atrai e retém os
nos ambientes mais naturais. Deveria ser Os educadores têm entendido há membros.”
um lugar em que os não-cristãos pos- muito tempo que o melhor método de
sam vir com a maior tranqüilidade. Ela treinamento ainda é o método de apren- AS IGREJAS EM CASAS SÃO
deveria estimular os próprios converti- dizagem, isto é, o treinamento de “um ECONÔMICAS
dos a darem prosseguimento aos cultos. mestre a um aprendiz na prática”. É o
A obtenção de um lugar de reunião não que um ferreiro, encanador, ou advo- Uma igreja numa casa pode cana-
deveria colocar um peso financeiro so- gado teria recebido há cem anos atrás. lizar para o ministério quase todos os
bre as pequenas congregações. Eles aprendiam observando e pratican- seus recursos financeiros. Já que as

4 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


reuniões são feitas em casas, todas as remuneração proveniente dos dízimos culdade de Saint John de Nottingham,
despesas com construções são evita- e ofertas. Isso ressarciria seus gastos Inglaterra. Em seu discurso no Con-
das. Desta forma, somente dez famí- e os encorajaria na obra do ministé- gresso Internacional sobre a Evange-
lias que dizimam poderiam sustentar rio. Quer esteja em tempo parcial ou lização Mundial em Lausanne, Suíça,
financeiramente um pastor em tempo integral, “digno é o trabalhador do em 1974, ele falou sobre os Métodos
integral. seu salário” (Lc 10:7). e Estratégias na Evangelização da
Já que um pastor poderia supervi- Igreja Primitiva. Ele disse: “Na Igre-
sionar mais do que uma igreja em AS IGREJAS EM CASAS ja Primitiva, os prédios não eram im-
casa, ele não precisa receber todo o PODEM RESOLVER O portantes. Eles não tiveram nenhum
seu sustento de uma só congregação. PROBLEMA DO prédio de igreja durante o período de
As reuniões podem ser feitas em ou- CRESCIMENTO seu maior avanço.
tros dias ou noites, como também aos Algumas das nossas congregações “Hoje em dia, os prédios de igreja
domingos. Ouvi sobre um pastor que crescem tanto que precisam construir parecem importantíssimos a muitos
estava fazendo regularmente 12 reu- prédios maiores, alugar instalações cristãos. A sua manutenção consome
niões em casas toda as semanas. Não maiores, ou fazer dois cultos. Isso é o o dinheiro e o interesse dos membros.
há nada no Novo Testamento que diga que chamamos de um “problema agra- Isso geralmente os afunda em dívidas
que domingo às 11 horas da manhã é dável”. e os isola dos que não frequentam a
a hora de a igreja se reunir. Aliás, o No entanto há também uma solu- igreja.
padrão do Livro de Atos é que eles se ção agradável. Comece a treinar pas- “Em alguns casos, até mesmo a pa-
reuniam diariamente. O primeiro dia tores, designando-lhes uma área da ci- lavra ‘igreja’ mudou o seu significa-
da semana é raramente mencionado, dade. Em seguida, dê-lhes algumas fa- do. Ela não significa mais um grupo
e nunca é enfatizado como um dia es- mílias para iniciarem uma igreja em de pessoas, como significava na épo-
pecial, separado para a adoração. casa nestas áreas da cidade, com o pro- ca do Novo Testamento. Nos dias atu-
Obviamente, muitas destas igrejas pósito de “terem um bebê”. ais, ‘igreja’ muitas vezes significa in-
em casas são dirigidas por pastores em A coisa mais vivificante que uma corretamente um prédio.”
treinamento. Estas pessoas possuem igreja pode fazer é ter um bebê. Te- Há muitas vantagens nas igrejas
empregos regulares e pastoreiam uma nho visto muitas e muitas igrejas mor- em casas. A mais importante delas é a
igreja numa casa à medida que seu rendo por causa de um espírito pos- simplicidade e facilidade de multipli-
tempo permitir. sessivo na liderança. As igrejas que cação.
A honra de um salário razoável de- Deus está abençoando são as igrejas Os movimentos de igreja que cres-
veria ser dada aos que estão em tem- que continuamente dão tudo o que ceram mais rapidamente na história
po integral na obra. Contudo, até mes- Deus lhes dá. foram os que não tiveram enormes es-
mo os que servem como pastor em Jesus disse: “dai, e dar-se-vos-á” truturas organizacionais. Os movi-
tempo parcial deveriam receber uma (Lc 6:38). Uma igreja que dá é uma mentos mais bem-sucedidos têm
honra semelhante. Eles deveriam re- igreja que cresce. enfocado os aspectos essenciais sem
ceber algumas ofertas de amor e uma Michael Green é o diretor da Fa- hesitações. n

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 5


A IGREJA EM CASAS
O Modelo do Novo Testamento Para a
Multiplicação de Congregações

Capítulo 2
AS IGREJAS EM CASAS NO
NOVO TESTAMENTO

Durante a vida de Jesus na terra, O Primeiro Culto de Ceia foi igrejas hoje em dia. Ele também fez
residências comuns e simples eram Realizado Numa Casa estas coisas ao ar livre e no pátio do
usadas para a propagação do Evange- Templo.
lho e para o discipulado de novos con- Na última semana do ministério de
vertidos. Isso também aconteceu du- Jesus, Ele disse aos Seus discípulos: O Pentecostes Veio a Uma Igreja
rante a expansão da Igreja no Livro “Ide à cidade ter com certo homem e em Casa
de Atos. Os versículos abaixo mos- dizei-lhe: O Mestre manda dizer: O “Ao cumprir-se o dia de Pentecos-
tram isto: meu tempo está próximo; em tua casa tes, estavam todos reunidos no mes-
celebrarei a Páscoa com os meus dis- mo lugar; de repente, veio do céu um
Uma Casa Onde Jesus Foi cípulos” (Mt 26:18). som, como de um vento impetuoso, e
Adorado O nosso Senhor poderia ter esco- encheu toda a casa onde estavam as-
“Entrando na casa, viram o meni- lhido celebrar a primeira Ceia com os sentados” (At 2:1,2).
no com Maria, sua mãe. Prostrando- Seus discípulos numa sinagoga, no Muitos de nós nunca consideramos
se, o adoraram; e, abrindo os seus te- Templo, ou em algum outro lugar de o número de eventos bíblicos funda-
souros, entregaram-lhe suas ofertas: importância religiosa. Contudo, Ele mentais que aconteceram em residên-
ouro, incenso e mirra” (Mt 2:11). escolheu celebrá-la numa casa comum cias particulares.
A primeira vez em que um grupo e simples.
se reuniu para adorar a Jesus e ofere- Assim sendo, Ele deu a Sua apro- LEMBRETES:
cer-Lhe presentes foi numa casa – a vação à residência comum como sen- • O primeiro culto de adoração
casa de Maria e José. do um lugar consagrado e santifica- aconteceu numa casa
do, digno dos mais solenes cultos de • O primeiro culto de Ceia foi numa
A Casa de Pedro Foi Usada Para adoração. casa
Uma Reunião de Curas • O primeiro culto de curas foi rea-
“Tendo Jesus chegado à casa de Jesus Pregou a Multidões lizado numa casa
Pedro, viu a sogra deste acamada e Reunidas em Casas • A primeira ocasião de pregação
ardendo em febre. Mas Jesus tomou- do Evangelho aos gentios aconteceu
a pela mão, e a febre a deixou. Ela se “Vários dias mais tarde, Ele vol- na casa de Cornélio
levantou e passou a servi-lo. Chega- tou a Capemaum e as notícias da Sua • O derramamento do Espírito San-
da a tarde, trouxeram-lhe muitos chegada espalharam-se rapidamente to no Dia de Pentecostes foi numa
endemoninhados; e ele meramente por toda a cidade. Logo, a casa em casa, e
com a palavra expeliu os espíritos e que Ele estava ficou tão lotada de vi- • As primeiras igrejas que o Após-
curou todos os que estavam doentes” sitantes que não havia espaço para tolo Paulo iniciou foram todas or-
(Mt 8:14-16). nem mais uma pessoa, nem mesmo ganizadas em casas.
Nos primeiros dias do Seu minis- fora da porta. E Ele lhes pregou a Através dos séculos nós perdemos
tério, Jesus usou a casa de Pedro para Palavra” (Mc 2:1,2 – A Bíblia Viva). a vida que pode ser encontrada na sim-
fazer reuniões de pregação, cura, e li- Jesus fez em casa as mesmas coi- plicidade. Ao contrário, temos acres-
bertação. sas que fazemos em nossos prédios de centado coisas que retardaram o pro-

6 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


gresso e a expansão da Igreja a todas toda a história, a Igreja cresceu mais mais tarde, iniciaria igrejas em casas
as nações. rapidamente quando ela permaneceu em suas viagens missionárias.
flexível, móvel e militante.
Nas Ruas e nas Casas Onde Vocês se Reúnem?
“Eles adoravam juntos, regular- Saulo, o Perseguidor, Ataca as “E todos os dias, no templo e de
mente, no Templo, todos os dias, reu- Igrejas em Casas casa em casa, não cessavam de en-
niam-se em pequenos grupos nas ca- Saulo começou a perseguir a Igre- sinar e de pregar Jesus, o Cristo” (At
sas para a comunhão, e compartilha- ja. Indo de casa em casa, ele arrastava 5:42).
vam as suas refeições com grande ale- os crentes e os colocava na prisão. Os crentes não se reuniam no Tem-
gria e gratidão” (At 2:46 – A Bíblia “Saulo, porém, assolava a igreja, plo em si, mas nos pátios, ou perto do
Viva). entrando pelas casas; e, arrastando Templo, onde as pessoas se reuniam.
A Igreja Primitiva não somente se homens e mulheres, encerrava-os no Eram reuniões ao ar livre.
reunia em pequenos grupos nas casas, cárcere” (At 8:3). A HISTÓRIA DO CRISTIANISMO de
mas também em reuniões maiores em Onde ia Saulo de Tarso para en- Lion afirma que os cristãos não ti-
lugares públicos. O crescimento mais contrar o “povo do caminho” a fim de nham nenhum prédio especial, mas
rápido da Igreja acontece quando ela arrastá-los à prisão e à morte? Ele os reuniam-se em casas particulares:
não usa locais formais de reunião. Por encontrava nas casas. Ele próprio, “Rústico, o Perfeito, perguntou o

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 7


seguinte a Justino Mártir (100-165 vendo os irmãos, os confortaram. En- principal era os relacionamentos, e
d.C.): ‘Onde vocês se reúnem?’ Justi- tão, partiram” (At 16:40). não os rituais.
no disse: ‘Onde as pessoas escolhem A Igreja de Filipos foi formada na
e podem, ou você supõe que todos nós casa de Lídia. O Livro de Atos não Da Sombra à Substância
nos reunimos exatamente no mesmo conta como a igreja cresceu. Muito Todos os tipos e sombras do Anti-
lugar? Nada disto, porque o Deus dos provavelmente, quando o grupo não go Testamento foram totalmente cum-
cristãos não está confinado (restrito) podia mais caber na casa de Lídia, os pridos em Cristo. Não precisamos
a um só lugar’.” membros formaram uma outra igreja mais do Tabernáculo, das vestes sa-
Em seu livro CELLS FOR LIFE (Cé- em casa em alguma outra parte da ci- cerdotais do Templo, da sua mobília,
lulas Para a Vida), Ron Trudinger diz: dade. Desta maneira eles continuaram ou de nenhuma outra coisa semelhan-
“Eles iniciaram a prática de se reu- a dividir-se e a multiplicar-se. te. Cristo é tudo e em todos. Somos
nirem diariamente no Templo e de completos n’Ele.
partirem o pão de casa em casa. Não precisamos mais de um
Esta última frase também pode- “Lugar Santo”, como tinham os
ria ser traduzida por: ‘nas várias judeus. Não precisamos de um al-
casas particulares’. A Igreja Primitiva não tar de incenso, da pia, dos pães
“A oposição dos judeus logo somente se reunia em da proposição, nem do Urim ou
impediu o uso do Templo pêlos Tumim. Não precisamos das som-
cristãos. As sinagogas foram usa-
pequenos grupos nas casas, bras, pois temos a substância – O
das por algum tempo, mas não de- mas também em reuniões NOME DELE É JESUS.
morou muito até que muitas de- maiores em lugares Analisemos agora João 4:20-
las fossem fechadas aos cristãos 23, quando a mulher de Samaria
(veja Atos 19). No entanto, con- públicos. O crescimento disse a Jesus: “Nossos pais ado-
tinuamos encontrando muitas re- mais rápido da Igreja ravam neste monte; vós, entretan-
ferências em Atos e nas Epísto- to, dizeis que em Jerusalém é o
las de igrejas em casas.”
acontece quando ela não lugar onde se deve adorar. Dis-
usa locais formais de se-lhe Jesus: Mulher, podes crer-
A Igreja em Casa que Abriu o me que a hora vem, quando nem
Evangelho às Nações reunião. Por toda a
neste monte, nem em Jerusalém
“No dia imediato, entrou em história, a Igreja cresceu adorareis o Pai. Vós adorais o
Cesaréia. Cornélio estava espe- mais rapidamente quando que não conheceis; nós adoramos
rando por eles, tendo reunido o que conhecemos, porque a
seus parentes e amigos íntimos.
ela permaneceu flexível, salvação vem dos judeus. Mas
Aconteceu que, indo Pedro a en- móvel, e militante. vem a hora e já chegou, em que
trar, lhe saiu Cornélio ao encon- os verdadeiros adoradores ado-
tro e, prostrando-se-lhe aos pés, rarão o Pai em espírito e em ver-
o adorou... Pedro... entrou, en- dade; porque são estes que o Pai
contrando muitos reunidos ali” (At procura para seus adoradores”.
10:24-27). A Casa Alugada de Paulo Jesus esclareceu que DA SUA ÉPO-
Esse é um bom exemplo de como “Por dois anos, permaneceu Pau- CA EM DIANTE Jerusalém não era um
iniciarmos uma igreja em casa. Al- lo na sua própria casa, que alugara, lugar mais santo que Samaria. Isso se
guém que esteja faminto por Deus re- onde recebia todos que o procuravam, devia ao fato de que ELE HAVIA VIN-
úne vários membros de sua família e pregando o reino de Deus, e, com toda DO. Em Sua vinda, Ele colocaria um
amigos. Aí então esta pessoa pede que a intrepidez, sem impedimento algum, fim para sempre na idéia de lugares
o homem de Deus venha e comparti- ensinava as coisas referentes ao Se- santos. Isso porque Ele Próprio havia
lhe a Palavra de Deus. Tão simples nhor Jesus Cristo” (At 28:30,31). cumprido todos os tipos e sombras do
assim! Estas palavras finais do Livro de Antigo Testamento.
A reunião na casa de Cornélio foi Atos revelam que, em Roma, Paulo Louvemos ao Senhor por termos
um irrompimento histórico. Ela con- usou sua casa alugada para divulgar sido libertos de toda escravidão refe-
venceu os crentes judeus que as Boas- as Boas-Novas do amor de Deus. rente a um lugar onde possamos ado-
Novas eram para todas as nações, e O movimento que cresce mais ra- rar a Deus. Regozijemo-nos porque
não somente para os judeus. pidamente no mundo hoje começou fomos libertos do legalismo. Somos
em casas. O movimento cristão teve livres para adorá-Lo quando estiver
A Casa de Lídia Foi a Primeira o seu maior crescimento enquanto os mos a sós ou com outras pessoas. So-
Igreja da Europa seus membros permaneceram flexí- mos livres para adorarmos a qualquer
“Tendo-se retirado do cárcere, di- veis e móveis. Os cristãos multiplica- hora, dia ou noite, em qualquer lugar
rigiram-se para a casa de Lídia e, ram-se mais quando o seu objetivo que escolhermos. n

8 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


A IGREJA EM CASAS
O Modelo do Novo Testamento Para a
Multiplicação de Congregações

Capítulo 3
O QUE É UMA IGREJA?
Uma igreja certamente não é aque- podem receber os benefícios e bênçãos “Talvez você pense que foi uma ta-
le prédio da esquina, com as lindas ja- da Igreja até que se reúnam. refa fácil. No entanto, ficamos muito
nelas de vitrais e o campanário em “Reunir-se” não significa que vocês frustrados.
cima. A igreja talvez se reúna lá, mas precisam estar no mesmo lugar ao mes- “Considere todas as circunstânci-
este prédio não é a igreja. mo tempo. Isso provavelmente nunca as das pessoas na terra. Aí então exa-
A palavra original no grego, acontecerá em nenhuma cidade. mine todos os vários modelos da Igre-
ekklesia, é composta por duas palavras: ja na Bíblia. Agora você começará a
ek, que significa “para fora de” e kalleo, “Pessoas Movendo-se entender a nossa frustração. Após
que significa “Eu chamo”. O signifi- Juntamente” muitas horas de discussão havíamos
cado pleno e simples de “igreja”, de John Dawson, em seu livro TAKING produzido muitos modelos bons. Con-
acordo com a palavra grega original, é OUR CITIES FOR GOD (Tomando Nos- tudo, não encontramos nenhuma de-
“Eu chamo para fora de”. sas Cidades Para Deus), diz: “Não há finição absoluta para a Igreja, a não
Quando Jesus disse: “Edificarei a nenhum modelo absoluto para o que ser ‘pessoas movendo-se juntamente
Minha Igreja”, Ele estava dizendo: deveria ser uma igreja local. sob o senhorio de Jesus’.”
“Chamarei o Meu povo para fora do “Certa vez eu passei uma tarde Gosto da definição “pessoas mo-
mundo. Eles se reunirão em Meu Nome com mais de cem líderes espirituais vendo-se juntamente”. A maioria de
e as portas do Inferno não prevalece- de várias denominações. Tentamos en- nós fomos levados a crer que a igreja
rão contra eles.” Isso mostra que o povo contrar uma definição universal de é um prédio – algo imóvel.
de Jesus chamado para fora se agrupa- uma igreja local bíblica. Se Deus estremecesse e retirasse
rá como um exército. Eles tomarão o
mundo para Ele. O inimigo não será
capaz de parar este avanço. Este exér-
cito invencível será motivado pelo
amor de Deus no coração de seus mem-
bros. Eles terão uma mensagem de
amor e perdão em seus lábios.
Na verdade, ekklesia tem dois sig-
nificados: o de sermos chamados para
fora e o de estarmos reunidos. Não
podemos experimentar a Igreja até que
nos reunamos.
A minha esposa e eu somos UM.
Somos UM até mesmo quando estiver-
mos separados um do outro, por mui-
tos quilômetros de distância. Porém,
não experimentamos os benefícios e
bênçãos da nossa união matrimonial
até que nos reunamos.
Semelhantemente, você e todos os
outros crentes da sua cidade constitu-
em a Igreja desta cidade. Mesmo quan-
do vocês não estiverem reunidos, ain-
da assim são a Igreja. Mas vocês não

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 9


todas as coisas até que não houvesse você não for parecido com uma igreja, uma idéia incorreta sobre as paraigre-
nada, senão uma simples e básica igre- então não é uma igreja.” jas. Em meu ministério de ensino eu
ja neo-testamentária, o que teríamos O fato é que, quando uma organi- geralmente dizia: “Se a igreja estives-
de sobra? zação “paraeclesiástica” é constituí- se fazendo o que deveria estar fazen-
Imagine que eu tirasse todas as da de crentes nascidos de novo em do não precisaríamos de todas estas
coisas desnecessárias do que eu en- Jesus e eles se reúnem para servi-Lo organizações paraeclesiásticas.”
tendo ser uma igreja. O que permane- e adorá-Lo, ela não é uma “paraigre- Nunca me ocorreu que as pessoas
ceria? O nosso propósito neste capí- ja” – é uma igreja! paraeclesiásticas constituíam uma
tulo é respondermos essa pergunta. igreja exatamente da mesma maneira
Em primeiro lugar examinemos a A Igreja São Pessoas que nós, muito embora o prédio em
palavra “paraigreja”. A igreja não é uma organização, que se reuniam não tivesse o mesmo
instituição, ou denominação. São formato que o nosso. Eu não percebia
O que é Uma Paraigreja? “pessoas movendo-se juntamente sob que elas eram o povo de Deus, mo-
Li recentemente um livro que pro- o senhorio de Jesus”. vendo-se juntamente sob o senhorio
curava explicar a natureza da igreja. Seria difícil encontrarmos uma de Jesus.
Um subtítulo do livro era “Qual é o verdadeira organização “paraeclesiás- Meu filho mais velho é membro de
Relacionamento da Igreja com as Or- tica”. Uma organização destas, com- uma organização “paraeclesiástica” há
ganizações Paraeclesiásticas?” O au- posta por cristãos, não seria uma “pa- muitos anos. Seu grupo está fazendo
tor fez a seguinte observação: raigreja”. Seria uma IGREJA – O um trabalho notável em missões e
“A Bíblia é clara no sentido de que POVO DE DEUS CHAMADO PARA evangelização. Ele está crescendo
é através da Igreja que Deus realizará FORA! Até mesmo se alguns membros muito rapidamente em todo o mundo.
o Seu grande propósito. Contudo, a não fossem nascidos de novo, ainda Alguns anos atrás meu filho e eu
Igreja nem sempre tem sido o que de- assim seria uma igreja. Qual é a igre- estávamos discutindo o futuro dele
veria ser. Por esta razão, muitos cren- ja que não tenha algumas pessoas não- com essa organização específica.
tes ficam desanimados com a Igreja. salvas frequentando os cultos? Compartilhei que eu tinha algumas
Eles percebem que a Igreja, da forma Há alguns anos eu também tinha idéias negativas sobre aquela orga-
como é, não supre certas necessida- nização, porque ela não era uma igre-
des óbvias. ja, e sim uma organização “paraecle-
“Cristãos cuidadosos e solícitos siástica”.
têm desejado suprir as necessidades Aparentemente ele foi apologético
urgentes. Por essa razão, eles têm es-
tabelecido sociedades missionárias,
orfanatos, organizações para homens
de negócios cristãos, e outras institui-
ções semelhantes.
(Nota do Editor: Estas organiza-
ções são geralmente chamadas de “mi-
nistérios paraeclesiásticos”. A palavra
“paraigreja” ou “paraeclesiástico” sig-
nifica “fora da igreja” ou “paralelo à
igreja”.)
“À medida que Deus continuar a
restaurar e fortalecer a Sua Igreja, a
necessidade dessas organizações exis-
tirem diminuirá. As comunidades
eclesiásticas estarão ministrando às
necessidades das pessoas em toda par-
te.”
É óbvio na citação acima que o es-
critor tinha um forte sentimento de que
“paraigreja” não era realmente “igre-
ja” absolutamente. Parece que ele acha
que algo inferior à “igreja” apareceu,
até que a igreja verdadeira possa ser
curada ou despertada para fazer a obra
que deveria estar fazendo. Este é um
clássico exemplo da seguinte idéia: “Se

10 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


e concordou plenamente comigo. Ele aceitar uma definição simples: um na vila de La Rumurosa, no Antigo
disse que o que ele e os outros esta- corpo de crentes pode ser chamado de México. Eu estava explicando Mateus
vam fazendo naquela organização es- igreja sempre que um grupo se reunir 18:20 – “Porque, onde estiverem dois
tava sendo maravilhosamente abenço- regularmente para uma edificação mú- ou três reunidos em meu nome, ali
ado por Deus. No entanto, ele achava tua. estou no meio deles.”
que o ministério da organização ainda “Porque, onde estiverem dois ou Em espanhol, este versículo é o se-
não era o que Deus realmente queria. três reunidos em meu nome, ali estou guinte: “Donde hay dos o três con-
Isso se devia ao fato de que aquele mi- no meio deles” (Mt 18:20). gregados en Mi Nombre, alli estoy en
nistério não estava sendo feito através “É claro o que Tertuliano, um dos médio de ellos.”
de uma igreja, mas sim de uma patriarcas da Igreja Primitiva, achava Uma palavra saltou aos meus
“paraigreja”. (Ele também estava con- ser o significado das palavras de Je- olhos. Eu nunca a havia notado antes.
fuso sobre “igreja” e “paraigreja”.) sus. Tertuliano disse: ‘Onde houver É a palavra espanhola congregados,
Um dia ou dois mais tarde eu esta- dois ou três crentes, até mesmo lei- que significa “reunidos” em por-
va dirigindo o meu carro e pensando gos, aí haverá uma igreja’.” tuguês.
sobre a minha conversa com o meu Jim Montgomery, autor de DAWN “Reunidos” significa “congrega-
filho. Senti o Senhor docilmente me 2000: 7 MILLION CHURCHES TO GO dos”. “Onde dois ou três estiverem
perguntando: “O que é que faz de uma (Alvorada 2000: Ainda Faltam 7 Mi- CONGREGADOS em Meu Nome, aí es-
organização uma igreja?” lhões de Igrejas) também aborda a tou Eu no meio deles.” Isto me fez
Enquanto eu tentava responder questão “O que é uma igreja?”. Ele lembrar da palavra “congregação”.
esta pergunta, senti que Deus estava escreve: “Estou impressionado com a Então perguntei ao grupo de cren-
me dando uma revelação. Eu nunca maneira pela qual um grupo de cris- tes mexicanos: “De acordo com este
havia visto antes tão claramente como tãos enfrentou esta questão bem fun- versículo, quantas pessoas são neces-
vi naquele momento. damental na China. sárias para termos uma congregação?”
Uma organização não é uma igre- “Esses crentes chineses comenta- Enquanto eu aguardava que eles res-
ja pelo fato de ter um prédio com um ram: ‘Muitos cristãos mais velhos dis- pondessem, fui surpreendido com o
certo formato que as pessoas chamam seram que não podiam predizer a for- peso da resposta que estava se forman-
de igreja. ma futura das igrejas chinesas. Eles do em minha própria mente.
Não é uma igreja pelo fato de ter recorreram à Bíblia para encontrarem Duas ou três pessoas é tudo o que
sido devidamente registrada pelo go- uma resposta. Eles descobriram que é necessário para termos uma congre-
verno federal como sendo uma igreja. o formato de igrejas em casas era uma gação – uma congregação de crentes
Não é uma igreja pelo fato de ter igreja legítima. Paulo menciona uma com Jesus no meio é uma igreja! Isso
sido reconhecida por uma sede igreja em casa em l Coríntios 16:19. não significa que os dois ou três se-
denominacional como sendo uma “Mais tarde encontramos um livro jam simplesmente quaisquer pessoas.
igreja. escrito por Wang Ming-dao. Ele era Significa duas ou três pessoas que se-
Não é uma igreja pelo fato de ter talvez o crente mais respeitado na jam chamadas pelo nome de Jesus,
cultos regulares aos domingos pela China no que se refere à igreja. Por porque pertencem a Ele.
manhã, e por praticar o batismo e a causa da sua fé ele ficou preso por
Ceia do Senhor. mais de 20 anos. Ele acreditava que Jesus no Meio
Não é uma igreja pelo fato de se onde houvesse cristãos havia uma “Jesus dentro do coração” é a ex-
reunir regularmente ou num determi- igreja. periência do indivíduo em seu cami-
nado local. “Estávamos felizes com relação a nhar particular com o Senhor.
É UMA IGREJA SIMPLESMENTE isto. O nosso grupo consistia de ape- “Jesus no meio” tem o mesmo sig-
E SOMENTE PELO FATO DE SER O nas algumas pessoas. Contudo, supú- nificado no contexto de uma comuni-
POVO DE DEUS CHAMADO PARA nhamos que éramos de fato uma igre- dade de igreja.
FORA, MOVENDO-SE JUNTAMEN- ja e que a nossa Cabeça era Jesus. “Jesus no meio” significa Jesus
TE SOB O SENHORIO DE JESUS. “A afirmação de Wang Ming-dao andando em nosso meio, tocando-nos,
O autor do livro / WILL BUILD MY ‘Onde há cristãos há uma igreja’ é uma falando conosco através dos dons do
CHURCH (Edificarei a Minha Igre- definição profunda, especialmente Espírito. É Jesus fluindo por intermé-
ja), Alfred Kuen escreveu: pelo fato de ser proveniente de uma dio dos membros do Seu Corpo, a
“E fácil ficarmos atolados com as- igreja que está crescendo rapidamen- Igreja.
suntos e questões insignificantes. Apa- te e que está trabalhando sob as mais “Jesus no meio” é a experiência
rentemente não há uma forma bem difíceis circunstâncias.” corporativa. “Jesus dentro do cora-
clara e precisa de se definir uma igre- ção” é a experiência particular.
ja local. Uma Congregação de Crentes é Quando dois ou três crentes ver-
“Quando, então, um corpo de cren- Uma Igreja dadeiros, nascidos de novo, se reúnem
tes poderá ser chamado de Igreja? Eu Há alguns meses eu estava ensi- em Seu Nome, Jesus está NO MEIO.
pessoalmente tenho a tendência de nando um pequeno grupo de crentes Jesus em nosso meio é IGREJA!

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 11


Essa experiência é diferente de Isso indica que o Espírito Santo, O bispo, presbítero, ou pastor é um
quando temos Jesus no coração. Não que é o Autor do Livro de Atos, sabia supervisor e alimentador. Ele funcio-
podemos experimentar Jesus em nos- que elas eram igrejas ANTES que a li- na como um pai ou uma enfermeira
so meio enquanto estamos sozinhos. derança fosse designada. aos seus “filhos” espirituais. No en-
Somente podemos ter essa experiên- “E, tendo anunciado o evangelho tanto, é preciso que haja um limite à
cia quando estivermos na companhia naquela cidade efeito muitos discípu- sua supervisão espiritual. Muitos lí-
de outros – pelo menos uma ou duas los, voltaram para Listra, e Icônio, e deres violam esse princípio frequen-
outras pessoas. Antioquia, fortalecendo a alma dos temente.
Será que dois ou três juntos são discípulos, exortando-os a permanecer A nossa violação principal como
uma igreja no mais pleno sentido da firmes na fé; e mostrando que, através líderes de igreja é que tiramos quase
palavra? Sim, são uma igreja no mais de muitas tribulações, nos importa que por completo a capacidade de
pleno sentido da palavra. É a igreja entrar no reino de Deus. E, promoven- ministração dos membros e entrega-
básica. do-lhes, em cada igreja, a eleição de mos esta capacidade ao “clero profis-
Podemos ter mais do que dois ou presbíteros, depois de orar com jejuns, sional”.
três, e, ainda assim, ser uma igreja, uma os encomendaram ao Senhor em quem
igreja no sentido mais pleno, mas ela haviam crido” (At 14:21-23). O que é Então Uma Igreja?
não se torna mais igreja pelo fato de Os presbíteros foram escolhidos Se retirarmos tudo o que não é es-
haver mais de dois ou três membros. dentre os discípulos que constituíam sencial na igreja sobrará somente o
Ela apenas se torna uma igreja maior. as igrejas. Os discípulos eram pesso- que é essencial. Teríamos então a Je-
as chamadas por Deus das trevas para sus e pelo menos duas pessoas que se
O Papel dos Líderes de Igrejas a luz. Esse tipo de pessoa constitui a reuniram em Seu Nome.
E os pastores, mestres, apóstolos, IGREJA! Observe que o escritor de Duas pessoas que nasceram de
evangelistas, e profetas? Será que uma Atos usa as palavras “discípulos” e novo, reunindo-se para reconhecerem
organização poderá ser uma igreja sem “igreja” de uma forma intercambiável. a presença de Jesus, são uma igreja
que esses ministérios estejam presen- Observe também que Paulo achou em seu nível mais básico. Não impor-
tes? Sim, será uma igreja, até mesmo seguro deixar aquelas igrejas recém- ta onde e nem quando estas duas pes-
sem todos os ministérios citados aci- formadas nas mãos do Senhor, em soas se reúnem. Quando elas se reú-
ma. quem as pessoas haviam crido. Esta é nem para honrarem a Jesus isto ainda
O quarto Capítulo de Efésios diz uma afirmação fundamental e precisa é uma igreja.
que o Senhor deu esses cinco minis- ser compreendida mais plenamente. Isso, obviamente, não significa que
térios à Igreja. Ele deu esses dons a Nós, que estamos em posições de esse nível essencial é onde o Senhor
algo que já existia. liderança na igreja, às vezes coloca- quer que operemos o tempo todo. Lou-
Quando Paulo saiu de Antioquia mos erroneamente uma importância vado seja Deus por grupos maiores.
em sua Primeira Viagem Missionária, demasiada sobre nós próprios. Faze- No entanto, nunca percamos de vista
ele estabeleceu igrejas em quatro ci- mos isso quando presumimos que a a igreja básica. Se o fizermos teremos
dades. Em seu caminho de volta à igreja não pode funcionar sem a nos- a tendência de cairmos de volta em
Antioquia, ele ordenou presbíteros sa total “supervisão e vigilância” com formalismos, rituais, cerimônias, re-
para essas igrejas. relação ao rebanho. ligiosidade, e legalismo. n

12 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


A IGREJA EM CASAS
O Modelo do Novo Testamento Para a
Multiplicação de Congregações

Capítulo 4
IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS
POR SATURAÇÃO
O principal defensor de implanta- na evangelização do mundo, e na implan- do. Desde 1950 somente, a propor-
ção de igrejas do Século XX foi o fa- tação de igrejas do que em qualquer ou- ção de não-cristãos para verdadeiros
lecido Dr. Donald McGavran. No tra época da história. crentes foi reduzida em 67%. Ela
DAWN REPORT (Relatório da Alvora- O seguinte diagrama mostra o nos- passou de 21 para l a apenas 7 para
da), Jim Montgomery conta o seguin- so progresso na conclusão da Grande l!
te incidente: Comissão: Exatamente como Jesus predis-
“Durante os últimos meses da en- se, a Sua Igreja está penetrando
fermidade de Mary McGavran, a mi- Não Crentes irresistivelmente em toda a Terra.
nha esposa Lyn passava frequente- Estamos chegando mais perto do
Para Cada Crente
mente algum tempo com ela. O tempo em que verdadeiramente “a
Donald McGavran estava presente Ano = D.C. Proporção terra se encherá do conhecimento da
também. Ele não fazia caso do seu glória do Senhor” (Hc 2:14).
próprio câncer doloroso enquanto to- 100 360 para 1
mava conta da sua amada Mary. 1000 220 para 1 Igrejas em Todos os Bairros
“ ‘Vocês podem ter a certeza de que 1500 69 para 1 Jesus ordenou que a Igreja fosse a
o Jim e eu continuaremos o nosso 1900 27 para 1 todo o mundo e discipulasse todas as
compromisso com relação ao cresci- 1950 21 para 1 nações.
mento das igrejas depois que você fa- A palavra “nação” significa grupo
lecer’, disse Lyn ao Donald certo dia. 1970 11 para 1 étnico, ou um grupo em que as pesso-
‘“Não o chame mais de crescimen- 1990 7 para 1 as compartilham da mesma cultura e
to de igreja’, foi a sua rápida respos- 2000 língua. De acordo com líderes missi-
ta. ‘Chame-o de multiplicação de igre- ? onários, há aproximadamente seis mil
jas!’ nações ou grupos étnicos que ainda
“Duas semanas antes da sua morte O Dr. Ralph Winter é o fundador não possuem uma igreja.
ele disse: ‘A única maneira pela qual do U.S. Center For World Mission São necessárias mais do que algu-
completaremos a tarefa da Grande (Centro Americano Para Missões mas igrejas para se discipular uma
Comissão é implantando uma igreja Mundiais). Com relação a este diagra- nação. A única maneira de fazê-lo é
em todas as comunidades do mundo.’” ma ele diz o seguinte: “Nos últimos por intermédio de implantação de
20 séculos, os mansos têm herdado a muitas igrejas dentro dessa nação.
O Movimento A. D. 2000 e Além terra silenciosamente!” Isso requer uma estratégia de IM-
O Movimento A.D. 2000 e Além Ao estudar o diagrama acima você PLANTAÇÃO DE IGREJAS POR SATU-
está ganhando um impulso em todo o perceberá que há 1900 anos, havia 360 RAÇÃO, que significa a implantação de
mundo. O seu objetivo é mobilizar o pessoas não-salvas no mundo para igrejas em todos os bairros com uma
Corpo de Cristo a trabalhar diretamen- cada crente nascido de novo. Esta era população de 500 a 1000 pessoas.
te no cumprimento da Grande Comis- uma proporção de 360 para 1. Esta visão de IMPLANTAÇÃO DE
são em nossa época. No ano de 1500, esta proporção já IGREJAS POR SATURAÇÃO não é so-
É uma visão que está sendo adota- havia sido reduzida a apenas 69 para mente para nações em desenvolvimen-
da por igrejas, organizações missio- 1. No início do século passado, esta to. É para todas as nações, incluindo-
nárias e denominações em todo o mun- proporção já havia caído a 27 para 1. se as da Europa, América Latina e
do. Há mais interesse hoje em missões, Veja agora o que está acontecen- América do Norte.

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 13


A maioria dos líderes das igrejas vez de tentarem edificar uma só con- bém estimularia a quaisquer outros
existentes não ficam nervosos ao pen- gregação gigantesca. pastores que amam a Jesus a multi-
sarem sobre um movimento de igre- Seríamos desafiados na área do plicarem as congregações na minha
jas em casas, se esse movimento esti- preparo de novos líderes. Nós já de- própria cidade ou em outra qualquer.
ver localizado do outro lado do mun- veríamos mesmo estar treinando líde-
do. No entanto, se o movimento esti- res. Desenvolvam Líderes Leigos
ver acontecendo em suas cidades, po- “O campo é o mundo” (Mt 13:38). Não-Remunerados
derá haver uma reação bem diferente. Sempre é o tempo certo para alcan- Alguns se preocupam, achando
Damos brados de louvores a Deus çarmos todos os não-salvos em todo que a multiplicação de igrejas em ca-
por todos os chineses que estão sendo o mundo. sas produz líderes não-qualificados.
salvos por causa do movimento de igre- Ninguém deveria dizer: “Ei, não Há uma preocupação de que líde-
jas em casas na China. Contudo, os comece uma igreja aqui. Este é o MEU res ineptos possam causar um aumen-
brados param e, às vezes, tornam-se um território!” Não há nenhuma igreja to de heresias e de ignorância.
resmungo de protesto se esse movi- que esteja alcançando todos os não- Esse argumento supõe que a rápi-
mento chegar em nossas cidades. Por- salvos em uma cidade, ou mesmo em da multiplicação de congregações es-
quê? Muitos temem que isso cause uma alguma região ou bairro. Precisamos vazia o nosso suprimento de líderes
divisão dentro de suas igrejas e leve de toda ajuda que pudermos obter para qualificados. Alguns acham que essa
embora alguns de seus membros. alcançarmos os necessitados. multiplicação torna necessária a co-
Seria bom se pudéssemos ver o Se um movimento de igrejas em locação, como líderes nas igrejas em
movimento de igrejas em casas como casas acelerasse a evangelização da casas, de homens e mulheres que Deus
uma multiplicação de congregações. minha cidade, eu gostaria de iniciar não pode usar.
Aí então todas as igrejas de uma dada tantas igrejas em casas quanto possí- Precisamos manter em mente que
cidade poderiam tornar-se ativas na vel. Eu tomaria as providências para Jesus não foi às instituições religio-
multiplicação de congregações, em que elas se multiplicassem e eu tam- sas da Sua época para escolher líde-

14 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


res para a Sua Igreja. Ele escolheu ho- Eles conheciam as Escrituras. Eles DISCIPLING THE CITY (Discipulando
mens que eram pescadores ignoran- estavam convencidos de que se Jesus a Cidade): “A tarefa evangelística da
tes e leigos simples e comuns. Em se- podia quebrar as tradições, era acei- Igreja exige que cada bairro, prédio
guida Ele os capacitou com o enchi- tável para eles fazerem o mesmo. de apartamentos, e vizinhança tenha
mento do Espírito Santo. Agora citaremos uma vez mais os uma igreja fiel à Palavra de Deus
Deus gosta muito de usar coisas escritos do Dr. McGavran, o “Pai” do estabelecida.”
pequeninas e fracas. Considere a se- Movimento de Crescimento de Igre-
guinte passagem bíblica: jas. Em seu livro UNDERSTANDING Igrejas aos Milhões
“Irmãos, reparai, pois, na vossa CHURCH GROWTH (Compreendendo Há pouco tempo eu estava lendo o
vocação; visto que não foram chama- o Crescimento da Igreja), ele afirma: livro de Jim Montgomery intitulado
dos muitos sábios segundo a carne, “Desenvolva líderes leigos não- DAWN 2000 (Alvorada 2000). Ele tem
nem muitos poderosos, nem muitos de remunerados. Os leigos têm tido um um subtítulo que eu quase não conse-
nobre nascimento; pelo contrário, papel importante nas expansões urba- guia crer: AINDA FALTAM SETE MI-
Deus escolheu as coisas loucas do nas da Igreja. LHÕES DE IGREJAS. Pensei comigo
mundo para envergonhar os sábios e “Desde o início do crescimento de mesmo: “Como alguém consegue até
escolheu as coisas fracas do mundo igrejas nas cidades da América Lati- mesmo ousar pensar em termos de
para envergonhar as fortes; e Deus na, homens comuns não-remunerados milhões de igrejas?”
escolheu as coisas humildes do mun- dirigiram as congregações. Eu ainda não havia lido muito até
do, e as desprezadas, e aquelas que não “Em alguns lugares, trabalhadores, descobrir que eu também poderia crer
são, para reduzir a nada as que são; a mecânicos, balconistas, ou motoristas que sete milhões de igrejas pudessem
fim de que ninguém se vanglorie na de caminhão ensinam a Bíblia, dirigem ser implantadas por todo o mundo nos
presença de Deus” (l Co 1:26-29). as orações, contam o que Deus tem fei- próximos anos.
Têm havido muitos movimentos to por eles, ou exortam os irmãos. Nes- Creio que seja provável porque es-
mundiais significativos na divulgação tes lugares, o cristianismo realmente tamos no limiar do mais forte movi-
do Evangelho por toda a história da parece natural a homens comuns. mento missionário da história do mun-
Igreja. Em cada um deles, homens e “Estes leigos que estão no minis- do. Há mais interesse agora em alcan-
mulheres ordinários e comuns têm tério estão sujeitos aos mesmos ris- çarmos todas as línguas, tribos e na-
tido um papel importante. cos e estão limitados pelo mesmo ho- ções do que jamais houve desde que
João Wesley era um homem muito rário de trabalho que os membros de Jesus subiu ao Pai.
instruído, com anos de aprendizado e suas congregações. Talvez eles este- Há um grande clamor subindo em
treinamento religioso. Ele foi o líder jam carentes na precisão dos ensinos todo o mundo, a saber: VAMOS TER-
de um dos grandes movimentos de bíblicos ou na beleza de suas orações. MINAR A TAREFA! VAMOS CUMPRIR
reavivamento e implantação de igre- Contudo, eles compensam abundan- O MANDAMENTO DE CRISTO DE
jas da história. No entanto, Wesley não temente essa falha através do contato PREGARMOS O EVANGELHO A TO-
foi às escolas estabelecidas de treina- íntimo com as pessoas comuns. DAS AS CRIATURAS. VAMOS OBE-
mento religioso para encontrar os seus “Nenhum obreiro remunerado que DECER O SEU MANDAMENTO DE
pastores e líderes. venha de fora pode saber tanto sobre DISCIPULARMOS TODAS AS NA-
Ele disse: “Dê-me doze homens uma região ou bairro quanto alguém ÇÕES.
que amem a Jesus com todo o seu co- que tenha dezenas de amigos íntimos VAMOS TRAZER CRISTO DE
ração e que não temam os homens ou e parentes ao seu redor. VOLTA PARA REINAR EM JUSTIÇA.
os demônios. Não dou a mínima im- “É verdade que em ‘território no- VAMOS VER OS REINOS DESTE
portância se forem clérigos ou leigos. vo’, alguém de fora deve ser a pessoa MUNDO TORNANDO-SE OS REINOS
Com estes homens eu mudarei o mun- indicada para iniciar novos trabalhos. DO NOSSO DEUS E DO SEU CRISTO.
do.” E foi exatamente isso que João No entanto, seria melhor a pessoa en- Há uma grande onda que está ga-
Wesley fez. tregar logo a direção das novas igre- nhando impulso diariamente.
Pregar o Evangelho ao ar livre na jas a homens da própria região.” Certamente a pedra que foi corta-
época de Wesley era o cúmulo do sa- Em seu livro BREAKING THE da sem mãos, que o profeta Daniel viu
crilégio. Era considerado como uma STA1NED GLASSBARRIER (Quebran- em sua visão, é Cristo. Daniel nos
grave afronta à Igreja estabelecida. A do a Barreira das Janelas de Vitrais), conta como ele viu a pedra descendo
Sagrada Palavra de Deus não podia David Womack escreveu: “Há somen- para ferir e golpear os pés da estátua
ser proclamada fora de um prédio de te uma maneira pela qual a Grande que representa os poderes do mundo
igreja. Comissão pode ser realizada, a saber, (Dn 2:34).
Os Irmãos Wesley e George estabelecendo-se congregações que Essa pedra, que é Cristo, está fi-
Whitefield sofreram anos de persegui- preguem o Evangelho em todas as cando cada vez maior e ganhando im-
ções por quebrarem as antigas tradi- comunidades sobre a face da terra.” pulso. Ela já colidiu ruidosamente
ções da Igreja estabelecida. No entan- Roger Greenway, um especialista contra os pés do sistema deste mun-
to, isso não os deteve. na evangelização de cidades, diz em do. Em breve ela crescerá e se trans-

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 15


igreja como sendo pessoas, que se re- Mais tarde, um outro missionário
únem em nome de Jesus. Essas pes- chamado George Patterson acrescen-
soas estão se reunindo em casas, lo- tou um outro “E” ao nome deste pro-
jas, escritórios, fábricas, armazéns, es- grama. Ele chamou o seu plano de
colas, salões fúnebres, parques, peni- ETEE – Educação Teológica e Evan-
tenciárias, prisões, hospitais, prédios gelização por Extensão. Era um pla-
abandonados, esquinas, saguões, clu- no para os pastores treinarem rapazes
bes femininos, clubes de serviço, e até para o ministério através de um siste-
mesmo em prédios de igreja. ma de aprendizes.
O plano exigia que cada pastor su-
O Sistema de Aprendizes pervisionasse o treinamento pessoal
A pergunta urgente é a seguinte: do aprendiz. Ele deveria dar ao jovem
Onde vamos arrumar todos os pasto- um “laboratório” para que ele apren-
formará numa montanha que cobrirá res que serão necessários para dirigi- desse a pastorear uma igreja.
a terra “do conhecimento do SE- rem todas essas novas igrejas? O “laboratório” era uma igreja ver-
NHOR, como as águas cobrem o mar” Há alguns anos, na América Lati- dadeira, um pequeno grupo de pessoas
(Is 11:9). na, vários missionários se reuniram que se reuniam numa casa ou em al-
A chave para o cumprimento da para traçarem um plano para o treina- gum outro lugar. O aprendiz era envia-
Grande Comissão é a implantação de mento de jovens para o ministério. A do para pastorear esse grupo. De vez
igrejas. maioria das pessoas em suas regiões em quando o aprendiz recebia tarefas
Há um plano que está atraindo a eram muito pobres. Portanto, era mui- especiais do pastor patrocinador. Al-
atenção de muitos estrategistas de to improvável que qualquer um daque- gumas destas tarefas eram: ler certos
missões hoje em dia. É a implantação les homens fossem enviados a uma livros, ouvir fitas, frequentar reuniões,
de uma congregação de crentes em cidade para serem instruídos numa ou participar de seminários. Semana
todas as comunidades com 500 a 1000 escola teológica. após semana, o aprendiz cumpria as
habitantes. Isto é a IMPLANTAÇÃO Aqueles missionários apresenta- tarefas dadas pelo seu pastor-mestre.
DE IGREJAS POR SATURAÇÃO. ram um plano chamado de ETE – Edu- A visão de multiplicação aconte-
Teremos de jogar fora o nosso con- cação Teológica por Extensão. Era um cia à medida que cada aprendiz era en-
ceito de igreja com janelas de vitrais. curso que os rapazes podiam fazer em sinado a patrocinar também outro ho-
Não podemos mais pensar em “igre- casa. Foi uma idéia oportuna para o mem da própria congregação. Assim
jas” como sendo uma construção de tempo em que estavam vivendo e tor- sendo, a visão do movimento de im-
tijolos. nou-se um programa muito bem-su- plantação de igrejas estava se cum-
Precisamos começar a pensar em cedido. prindo. n

16 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


A IGREJA EM CASAS
O Modelo do Novo Testamento Para a
Multiplicação de Congregações

Capítulo 5
UMA RODA OU UMA VIDEIRA?
Pense numa roda caída no chão, mãe no domingo de manhã. Todos os Quando isso acontece, cada plan-
com raios saindo em todas as direções, dízimos e ofertas são canalizados à ta-bebê começa a crescer e a enviar
procedentes de seu eixo no centro. igreja-mãe. novos ramos em todas as direções.
Pense agora numa videira, crescen- Os líderes das células não são con- Dessa forma, ela eventualmente gera
do no chão, que começa num lugar e siderados como pastores. De vez em um infindável número de lindas e ma-
estende os seus ramos em todas as di- quando uma das igrejas-células é li- duras “plantas-aranhas”.
reções. Cada um dos ramos está in- berada no sentido de tornar-se uma
troduzindo raízes no solo que também igreja adulta e um pastor é designa- Tendências
crescem e transformam-se em plantas. do. A roda tem a tendência a atrair os
Cada raiz está gerando uma outra Esse, em essência, é o conceito da raios para si mesma; a videira, a libe-
planta exatamente igual à primeira. roda. Ele tem sido muito bem-sucedi- rar os ramos para fora.
Todas essas novas plantas têm o mes- do em alguns lugares e tem produzi- A roda tem a tendência a ser local;
mo potencial de enviarem ramos, os do algumas congregações bem gran- a videira, a estar tanto dentro como
quais também introduzem raízes no des. fora de sua área local.
solo. A roda tem a tendência a adição; a
Qual das duas, a roda ou a videira, A Videira videira, à multiplicação.
descreve melhor a estratégia de IM- O conceito da videira com relação A roda tem a tendência a edificar
PLANTAÇÃO DE IGREJAS POR SA- à implantação de igrejas pode ser ilus- uma só igreja; a videira, a edificar
TURAÇÃO? A VIDEIRA, obviamente. trado pela “planta-aranha”. Ela tem fo- muitas igrejas.
Não é uma questão de qual das lhas longas, graciosas, e diversifica- A roda tem a tendência a restringir
duas funciona. Ambas funcionam. das, e assemelha-se a um chorão em a visão missionária; a videira, a incen-
Uma delas, no entanto, funciona me- miniatura. De suas folhas crescem lon- tivar a visão missionária.
lhor do que a outra. Algumas igrejas gos ramos que produzem “plantas-ara- A roda abrange a cidade; a videi-
estão usando o conceito da roda e ou- nhas” menores em intervalos ao lon- ra, o mundo.
tras estão começando a ver a sabedo- go dos ramos. A roda treina líderes de grupos; a
ria do conceito da videira com rela- A “planta-aranha” geralmente é videira, pastores e líderes.
ção à implantação de igrejas. plantada num vaso suspenso. As A roda tem a visão de células, es-
“plantas-aranhas” bebezinhas nunca tudos bíblicos, ou de grupos familia-
A Roda se tornam tão grandes quanto a plan- res; a videira tem a visão de igrejas
O conceito da roda requer que to- ta-mãe. Isso se deve ao fato de que, reunindo-se em casas.
das as igrejas-bebês estejam intima- diferentemente da planta-mãe, que
mente ligadas e dependentes da igre- tem as suas raízes plantadas no solo, Igrejas em Casas
ja-mãe. Normalmente elas não são as “plantas-aranhas” bebês são deixa- Que o Senhor da Colheita nos dê
chamadas de igrejas. Às vezes são das pendentes no ar. Elas recebem uma visão de longo alcance para a im-
chamadas de “grupos familiares” ou toda a sua vida da planta-mãe. plantação de igrejas. Que essa visão
“células”. Elas são consideradas como Imagine agora que você tirou essa permita uma liberdade total para que
uma extensão da igreja-mãe. linda planta de sua posição suspensa a vida da igreja possa expressar-se.
Todos os membros dos pequenos e a plantou no chão. Cada uma das Que não haja nenhuma restrição na
grupos reúnem-se durante a semana a “plantas-aranhas” bebezinhas come- expressão da vida da igreja! Esta é a
fim de poderem freqüentar a igreja- çarão a introduzir suas raízes no chão. nossa oração. Amém! n

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 17


A IGREJA EM CASAS
O Modelo do Novo Testamento Para a
Multiplicação de Congregações

Capítulo 6
SERÁ QUE OS PRÉDIOS DE IGREJAS
SÃO MESMOS NECESSÁRIOS?
Howard Snyder escreveu um livro ja cresceu mais rapidamente quando ção ou prédio que chamamos de “igre-
muito importante, intitulado THE ela não tinha a ajuda – ou o estorvo – ja”.
PROBLEM WITH WINESKINS (O dos prédios de igrejas.’”
Problema com os Odres). Nesse livro, Creio que o Senhor está chaman- Quebrando a Barreira dos
ele aborda detalhadamente os proble- do Seu povo para arrepender-se da ên- Vitrais da Igreja
mas das estruturas eclesiásticas. fase demasiada que se tem dado aos O Dr. Donald McGavran, em seu
Ele fala sobre os propósitos de prédios nos últimos séculos. Ele está livro Understanding Church Growth
Deus para a Sua Igreja que estão sen- nos dizendo para nos livrarmos de to- (Compreendendo o Crescimento da
do revelados. Ele fala da nossa inca- das as barreiras à rápida implantação Igreja), diz: “As igrejas em casas pos-
pacidade, algumas vezes, em fazermos de igrejas. sibilitaram que a pequenina Igreja do
os ajustes apropriados com relação a O objetivo é que “a palavra do Se- Primeiro Século crescesse poderosa-
esses propósitos. O texto a seguir é nhor se propague e seja glorificada” mente. Com uma só cajadada, eles
do capítulo intitulado “Os Prédios de (2 Ts 3:1). Um dos principais obs- venceram quatro obstáculos ao cres-
Igrejas São Supérfluos?” táculos, em muitos casos, é a constru- cimento, com os quais a Igreja se de-
“Imagine só! Imagine que você
está em qualquer cidade importante do
Primeiro Século, onde o cristianismo
havia penetrado.
“Agora faça a pergunta: ‘Onde está
a igreja?’ Você seria dirigido a um gru-
po de adoradores reunidos numa casa.
“Não havia nenhum prédio espe-
cial e nenhuma evidência de riqueza
com que pudéssemos associar a igre-
ja. Havia somente pessoas.”
Walter Oetting, em seu livro THE
CHURCH IN THE CATACOMBS (A
Igreja nas Catacumbas), escreveu:
‘“Os cristãos não começaram a
edificar prédios de igrejas até aproxi-
madamente o ano 200 d.C. Esse fato
sugere que os prédios não são essen-
ciais para um crescimento numérico
ou profundidade espiritual.
‘“A Igreja Primitiva possuía tanto
o crescimento quanto a profundidade.
Até épocas recentes, o maior período
de vitalidade e crescimento da Igreja
ocorreu durante os dois primeiros sé-
culos d.C. Em outras palavras, a Igre-

18 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


parou, à medida que liberava novas visão, ou zelo de multiplicarmos as os modernos equipamentos eletrôni-
populações: congregações. cos de som, as reuniões ao ar livre
(1) ”O custo de um prédio de igreja. tornaram-se difíceis. Não difíceis
Sem desembolsar absolutamente, O Fiasco de Constantino DEMAIS, note bem, somente difíceis.
nenhum dinheiro, as igrejas em ca- James Rutz, em seu livro THE Assim sendo, as reuniões em locais
sas forneceram tantos lugares de OPEN CHURCH (A Igreja Aberta), diz: fechados assumiram a supremacia.
adoração quanto havia grupos de “O que realmente nos matou foram os “Tudo o que era falado ficou cen-
cristãos. Esse primeiro obstáculo tijolos! Na maior asneira de sua histó- tralizado num púlpito. A ordem foi
comum à multiplicação de igrejas ria, a Igreja começou a construir um mantida. Parecia uma boa idéia na
nunca apareceu.” grande número de prédios. época.
(2) “O obstáculo da conexão judaica. “Ela desalojou as catacumbas (tú- “Na casa do Zé e da Maria você
As igrejas em casas tiraram a Igre- mulos subterrâneos) e os estreitos va- era um participante. Aqui, você é um
ja da sinagoga e a introduziu na po- les florestais em que os santos se reu- espectador – um ouvinte passivo. De
pulação gentia.” niam. Ela terminou para sempre com alguma forma você não se sente mais
(3) “O obstáculo de nos voltarmos as calorosas e preciosas reuniões na importante ou necessário.”
para dentro. Cada nova igreja em sala de estar das pessoas.
casa expunha um novo grupo de “Seguindo o modelo dos tribunais Paraíso Perdido
amigos e parentes a um contato ín- romanos, os novos prédios tinham ca- “Quando mudamos das salas de
timo com cristãos ardentes.” pacidade para centenas de cristãos. estar para os prédios de igreja com
(4)“O obstáculo de uma liderança li- Obviamente não podemos ter uma uma equipe profissional, perdemos
mitada. Cada igreja em casa lan- interação íntima e fácil com uma mul- todo o impulso. A igreja local tornou-
çava as responsabilidades e o tidão deste tamanho. Um novo santu- se fraca e fria.
prestígio da liderança em homens ário, desde o primeiro domingo em “Os que não eram sacerdotes fo-
capazes da nova congregação. Os que foi aberto, colocava limites na li- ram chamados de ‘leigos’, uma pala-
líderes trabalhavam de acordo vre expressão das pessoas. O novo vra que nem mesmo é encontrada na
com os ensinamentos do Antigo berço sufocou o bebê. Bíblia – e por uma boa razão.
Testamento, com a tradição oral “Imagine que você estivesse viven- “Como ‘leigo’ num prédio de igre-
da vida de Jesus, e uma ou duas do naquela época. ja do Quarto Século, você não mais
das Cartas de Paulo. Com esses “Talvez você se sentisse à vonta- se aproximava de Deus diretamente.
limites flexíveis, eles eram livres de, confessando um pecado a vinte ou O sacerdote fazia isso por você.
para seguirem a direção do Espí- trinta amigos na casa de Josephus e “Desta maneira, um problema
rito Santo.” Johanna (ou vamos chamá-los de Zé arquitetônico tornou-se um problema
“Em nosso contexto moderno, es- e Maria). Mas será que conseguiria doutrinário. Foi perdido o sacerdócio
ses quatro obstáculos e suas soluções fazer ISTO na frente de quinhentas do crente.
ainda são importantes. Ao falarmos pessoas desconhecidas? “A Bíblia foi tirada das mãos do
sobre as causas do crescimento da “Se Deus colocasse algo muito for- leigo e entregue ao sacerdote. E se não
Igreja Primitiva, deveríamos levar em te em seu coração nesta semana, você lhe é permitido decidir o que ela sig-
consideração o fato físico das igrejas não hesitaria em levantar-se para pas- nifica, por que você deveria se inco-
em casas. sar dez ou quinze minutos comparti- modar em lê-la?”
A IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS lhando isto na sala de estar do Zé e
POR SATURAÇÃO exige um irrompi- .da Maria. Mas aqui, no novo salão, O Caminho da Ruína
mento. Precisamos irromper através há provavelmente doze homens e “O que de fato saiu errado? Como
das “barreiras das janelas de vitrais” mulheres, no mínimo, com uma men- eu já disse, a Igreja ficou tão grande e
e entrar na comunhão simples e aber- sagem queimando em seu coração. popular que ela conseguia erigir os
ta do povo de Deus. Precisamos ver Você provavelmente nunca teria a próprios prédios.
essa comunhão no maior número pos- chance de se expressar! “Infelizmente, isto resolveu um an-
sível de aspectos em que o Espírito “Na casa do Zé e da Maria, todos tigo ‘problema’ que deveria ter sido
Santo nos conduzir, e não termos se envolveram na hora da adoração. deixado sem solução. Sempre que
medo de chamar de igreja. Você pôde louvar ao Senhor de cora- uma sadia igreja em casa ficava gran-
Quer estejamos nos reunindo em ção, vez após vez, da forma como se de demais para a sua sala de estar, ela
nome de Jesus numa catedral ou numa sentia dirigido. Foi o momento mais tinha que se dividir – em duas salas
cozinha, ainda assim é “igreja”. É o significativo e benéfico da sua sema- de estar. Desta forma, novos líderes
povo de Deus chamado para fora e na. Mas e aqui no novo prédio? Você estavam sempre sendo empurrados
reunido. teria de esperar por sua vez que tal- para cima através da hierarquia.
Sim, usaremos prédios. No entan- vez nunca chegue! “Mas quando os prédios de igre-
to, nunca permitiremos que os prédi- “Eu poderia prosseguir, mas você jas começaram a surgir em toda par-
os atrapalhem a nossa mobilidade, já faz idéia de onde quero chegar. Sem te, as congregações não tiveram mais

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 19


que enfrentar esse ‘problema’. Não com relação a como utilizarmos os mas não estou aberto a restringirmos
havia mais aquela embaraçosa agonia prédios de todos os tipos no cumpri- a implantação de igrejas à tradicional
de se saber quem ficaria com os pres- mento da Grande Comissão. idéia de igrejas centralizadas em cons-
bíteros favoritos e quem teria que se No entanto, nunca podemos cair truções. A necessidade de uma IM-
separar com os presbíteros menos po- numa atitude doentia e não-bíblica PLANTAÇÃO DE IGREJAS POR
pulares. Todo mundo ficava com todo com relação à importância de um pré- SATURAÇÃO é grande demais.
mundo. dio quando estivermos implantando e Nunca cumpriremos a Grande Co-
“O problema era que o comparti- edificando igrejas. missão num futuro previsível, conti-
lhamento e a intimidade ficavam com- As igrejas podem certamente fun- nuando a adotar o conceito tradicio-
plicados numa multidão de quinhen- cionar sem a ajuda de prédios especi- nal de “igreja”. Essa idéia simples-
tas pessoas. As grandes multidões da- almente construídos para essa finali- mente não permitirá um movimento
vam muita importância aos discursos dade. Isto tem sido provado na histó- em grande escala de implantação de
eloqüentes. Portanto, os novos conver- ria da igreja em todas as épocas. Ali- igrejas que será necessário para
tidos gaguejantes começaram a ficar ás, a história mostra que a Igreja, na discipularmos as nações.
escondidos ‘em suas cascas’. verdade, cresce mais rapidamente e Durante séculos a Igreja, requin-
“A situação em que nenhum mem- fica mais sadia sem prédios de igrejas tada e pomposamente, projetou e de-
bro conhecia os outros membros subs- do que com eles. corou lindos e imponentes prédios,
tituiu a comunhão. A comunicação du- O movimento de igrejas em casas que foram chamados de “igrejas”.
rante as reuniões começou a ser do- é somente uma parte do mover de Em alguns casos, os prédios cha-
minada pêlos poucos que tinham li- Deus de volta à simplicidade. Deus mados de “igrejas” tornaram-se, eles
vros e sabiam ler. No final, isso pas- está Se movendo em muitas frentes no próprios, objetos de adoração. Enormes
sou a significar os sacerdotes. sentido de levar a Sua Igreja à santi- quantias de dinheiro dedicadas a Deus
“Os leigos (ou não-sacerdotes) dade e pureza. Essa sempre foi Sua foram gastas na construção e manuten-
eram cidadãos de um Império Roma- vontade e Seu plano. ção destes prédios “sagrados”.
no que já estava ruindo há muito tem- Não é como se Deus subitamente Esta era está chegando a um fim.
po. Eles foram transformados em acordasse um dia com relação à ne- Há um movimento no meio do novo
‘eunucos’ espirituais. Eles perderam cessidade da Igreja e iniciasse um mo- de Deus de volta à simplicidade. E um
a força que o Império necessitava tão vimento para supri-la. A questão é que movimento que está se afastando do
desesperadamente naquela época. finalmente há cada vez mais pessoas cristianismo institucionalizado, poli-
“Em 476, Roma caiu pela última ouvindo o que o Senhor tem dito o tiqueiro, e super-organizado.
vez. Aí então a Igreja abriu o cami- tempo todo: “DEVOLVAM-ME A O Novo Testamento precisa ser o
nho para a Idade Média ou ‘Eras Es- MINHA IGREJA!!!” nosso guia de fé e prática em todas as
curas’.” Estou convencido de que a atitude coisas. Que ele seja também o nosso
da Igreja deveria ser: “Senhor, a me- guia nesta questão de prédios de igre-
O Uso Apropriado dos Prédios nos que Tu nos digas especificamen- jas. Que ele guie a nossa compreen-
Não estamos sugerindo que os pré- te para construirmos, comprarmos, ou são com relação ao lugar verdadeiro
dios não têm lugar algum na expan- alugarmos prédios, vamos implantar dos prédios na expansão mundial da
são do Reino de Deus. O Senhor cer- e multiplicar igrejas sem eles.” mensagem de Jesus Cristo, nosso Se-
tamente nos dará sabedoria e direções Estou aberto à idéia de prédios, nhor. n

20 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


A IGREJA EM CASAS
O Modelo do Novo Testamento Para a
Multiplicação de Congregações

Capítulo 7
UM PASSO À UNIDADE
Alguém pode perguntar: “Mas to- e as igrejas muito pequenas têm o mes- nização cristã chamada “João
das as pequenas igrejas em casas, es- mo desafio quando a questão é a uni- Dezessete Vinte e Um”, que era um
palhadas em uma cidade, não causa- dade. esforço no sentido de ajudar a estimu-
rão uma divisão e desunião no Corpo lar e promover a unidade dentro do
de Cristo daquela cidade? Unidade Organizacional ou Corpo de Cristo, tanto nos Estados
A verdade é que as igrejas peque- Unidade Espiritual Unidos como em outros países.
nas não causam mais divisões do que No final da década de 1970 eu es- Essa organização baseava-se na ora-
as grandes. As igrejas muito grandes tava envolvido com uma nova orga- ção de Jesus encontrada em João 17:21:
“afim de que todos sejam um; e como
és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, tam-
bém sejam eles em nós; para que o
mundo creia que tu me enviaste.”
Num período de vários anos tenta-
mos reunir o povo de Deus em retiros,
encontros, eventos, paradas, marchas,
reuniões de oração, e em todas as ma-
neiras possíveis. Acreditávamos que
por intermédio da nossa “unidade” or-
ganizada o mundo veria e creria.
Foi uma das tentativas mais frus-
trantes de que eu já havia participa-
do. Isso não significa que esses even-
tos não tenham o seu lugar de impor-
tância. Certamente são importantes.
No entanto, estávamos tentando orga-
nizar a unidade, e a unidade simples-
mente não estava acontecendo.
A unidade nunca acontecerá por
meio de uma organização. Ela preci-
sa acontecer no espírito mediante uma
compreensão do que é a unidade.
Certo dia comecei a questionar a
nossa compreensão de João 17:21 e
vi, em primeiro lugar, que não havía-
mos interpretado corretamente a ora-
ção de Jesus. Ele não estava orando
por uma unidade organizacional nes-
ta passagem. Ele estava orando por
uma unidade espiritual.
Além disso, Jesus não estava oran-
do por uma unidade espiritual no meio
dos crentes. Ele estava orando pela
união do crente individual com o Pai,

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 21


e não pela união dos crentes uns com às “igrejas” de nenhuma cidade. Ele terior, uma atitude para com as pesso-
os outros. sempre endereçava as suas cartas à as – o povo de Deus.
Toda esta passagem da oração de “igreja” de uma dada cidades.
Jesus aborda a união do indivíduo com Havia e há somente uma igreja em Unidade com Diversidade
o Pai e o Filho. Ela não aborda o rela- cada cidade ou localidade. Ele escre- Podemos ter todas as diversidades
cionamento do crente com outros ve à “igreja” de Roma, Corinto, Éfeso, que quisermos em organizações, de-
crentes. e assim por diante. No entanto, ele nominações, corporações, sociedades,
Uma interpretação errônea desta escreve às “igrejas” da Galácia, às clubes, comunidades, movimentos,
passagem causa uma grande e dolo- “igrejas” da Ásia, e assim por diante. cruzadas, e campanhas, e ainda assim
rosa frustração. Isso também faz com Isso se deve ao fato de que esses lu- termos a unidade no Espírito.
que percamos o verdadeiro significa- gares eram províncias, e não cidades. Não somos mantidos em união por
do daquilo pelo qual Jesus está de fato Talvez haja dezenas, ou até mesmo sermos membros no “papel”. Somos
orando. centenas de “igrejas” que se reúnem mantidos em união pela “unidade do
João 17:21 poderia ser parafrase- em nome de Jesus numa certa cidade. Espírito no vínculo da paz”
ado da seguinte maneira: “Para que No entanto, há na verdade somente Por outro lado, podemos ter uma
cada um deles possa ser um Contigo, uma igreja nesta localidade. Esta úni- gigantesca organização que inclua to-
Pai, exatamente como Tu és em Mim, ca igreja consiste dos muitos grupos dos os cristãos da terra e ainda assim
e Eu sou em Ti, a fim de que o mundo cristãos menores desta cidade. Exata- não termos nenhuma unidade verda-
possa crer que Tu Me enviaste.” mente como todas as igrejas de todas deira no Espírito. Podemos ter uma
O mundo nunca se convencerá de as cidades do mundo constituem o unidade organizacional sem uma ver-
que Jesus é o Cristo, o Filho do Deus Corpo de Cristo, assim também as igre- dadeira unidade.
Vivo, através de uma união organiza- jas (congregações) de uma localidade O “vínculo” de Efésios 4:3-6 fala
cional. Deus sempre usa homens e mu- constituem a igreja daquela cidade. de algo que une como uma corda ou
lheres que têm o mesmo relaciona- cinturão.
mento de união com o Pai que Jesus Mantenham a Unidade Este vínculo é a “paz”. É chama-
tinha. Em Efésios 4:3-6 lemos: “esfor- do de “vínculo da paz”. O oposto da
O plano de Deus ainda é o mesmo çando-vos diligentemente por preser- paz é a rivalidade ou guerra.
– encher os homens com o Seu Espí- var a unidade do Espírito no vínculo Se você tiver uma atitude de amor
rito e demonstrar o Seu amor e poder da paz; há somente um corpo e um e aceitação para com os seus irmãos e
por intermédio deles. O que Ele fez Espírito... um só Senhor, uma só fé, irmãs de outras igrejas, então você irá
através de Jesus Ele quer fazer em um só batismo; um só Deus e Pai de “preservar a unidade” com eles. Você
todo o mundo. todos, o qual é sobre todos, age por não estará criando esta unidade; você
Ele quer habitar em nós e caminhar meio de todos e está em todos.” estará mantendo-a viva em seu espí-
em nós. Ele quer fazer obras de amor Na passagem acima Paulo não dis- rito.
e graça por meio de nós, exatamente se “Estabeleçam a unidade do Espí- É aí que existe a unidade – no es-
como Ele fez através de Jesus. Este é rito.” Ele disse: “preservar a unidade pírito ou no coração. A unidade é ma-
o significado de João 17:21. do Espírito.” É como se esta unidade nifestada em diferentes maneiras, mas
fosse algo que já foi estabelecido. Ele ela existe no espírito por meio do Es-
Uma Cidade – Uma Igreja fala aqui como se a unidade fosse algo pírito Santo.
O único tipo de unidade que é abor- que vem automaticamente como parte Por outro lado, se você tiver uma
dado no Novo Testamento é a unidade de todo o “pacote” cristão. atitude de rivalidade, de divisão, ou
espiritual e os seus resultados. Procu- Nascemos de novo e somos intro- separação, você não estará mantendo
ramos em vão tentando encontrar duzidos na unidade porque “há so- a unidade do Espírito através do vín-
qualquer palavra na Bíblia que se re- mente um corpo e um Espírito... um culo da paz.
fira a organizações, sociedades, mis- só Senhor... um só Deus e Pai.” A
sões, ou qualquer outra coisa seme- nossa parte é simplesmente um reco- Um Passo Intrínsico
lhante às nossas atuais estruturas or- nhecimento de que já somos um. Cum- O único passo à unidade, então, en-
ganizacionais. prir o mandamento de mantermos a contra-se em Romanos 14:1 e 15:7:
O que encontramos de fato no Novo unidade do Espírito no vínculo da paz “Acolhei ao que é débil na fé, não,
Testamento é autoridade espiritual sen- significa mantermos algo que já te- porém, para discutir opiniões... Por-
do enviada no ministério de apóstolos mos, pois não podemos manter o que tanto, acolhei-vos uns aos outros,
e profetas. Vemos esta autoridade sen- ainda não temos. como também Cristo nos acolheu.”
do recebida pelas igrejas. Vemos uma Esta unidade não se encontra em A palavra “acolher” significa dar
igreja unida, dentro de cada cidade, estruturas externas. Ela não nasce em as boas-vindas, abraçar, receber – re-
mantida em união pela “unidade do vínculos externos, nem é mantida por conhecer um parentesco. Aceitar sig-
Espírito no vínculo da paz” (Ef 4:3). vínculos externos. Ela nasce no Espí- nifica confessar e declarar o fato de
O Apóstolo Paulo nunca escreveu rito e no coração. É uma atitude in- que somos um.

22 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


Somos um porque, pelo novo nas- Em primeiro lugar, Deus não está sim, aceitando e confirmando uns aos
cimento, todos nascemos na mesma nos dirigindo para caminharmos na outros nas coisas que já estiver fazen-
família espiritual. mesma direção. Em segundo lugar, do para o Senhor.
Somos todos irmãos e irmãs por- Efésios 4:13 nos diz que devemos
que Jesus é o nosso Salvador, e Deus manter esta unidade do Espírito, “até Muitos Líderes
é o nosso Pai! Exatamente como Je- que todos cheguemos à unidade da – um Só Exército
sus nos recebeu com todas as nossas fé”. Este versículo está simplesmente Estamos todos em guerra e há mui-
ruínas, falhas, e imaturidade, assim re- dizendo que podemos ter uma unida- tos generais, tenentes, capitães, e sol-
cebamos também uns aos outros. de espiritual enquanto ainda estiver- dados de infantaria.
mos alcançando uma unidade doutri- No entanto, há somente um Cabe-
Dê Este Passo Agora nária. ça, o nosso Comandante-Chefe, o Pró-
O único passo para a unidade pode prio Jesus Cristo.
ser dado onde você estiver, neste exa- Uma Verdade Central Ele disse: “Edificarei a Minha
to momento. Você pode voltar-se ao Há somente uma verdade central Igreja”, e é isto o que Ele está fazen-
Senhor neste momento e orar: “Pai, ao redor da qual podemos todos de- do (Mt 16:18). Vamos abrir espaço
em nome de Jesus Cristo meu Senhor, clarar a nossa unidade. Esta verdade para que Ele o faça. Ele tem a respon-
eu realmente reconheço que sou um não é um ensino, um conceito, um sabilidade sobre todas as pequenas
membro do Teu Corpo espiritual, a princípio, ou uma doutrina. Não é uma unidades do Seu poderoso Exército.
Igreja desta cidade e de todo o mun- igreja, denominação, ou movimento. Talvez estejamos em diferentes di-
do. Esta Verdade, é uma Pessoa. Jesus visões, em diferentes unidades, em di-
“Eu realmente aceito e recebo a é a Verdade. Ele disse: “Eu sou o ca- ferentes frentes, mas ainda assim so-
todos os Teus filhos como meus ir- minho, e a verdade, e a vida “ (Jo 14:6). mos um só Exército. Somos um só
mãos ou irmãs porque Tu és o nosso Quando nos voltamos a Ele, Ele povo, lutando na mesma guerra con-
Pai. Não importa onde os Teus filhos nos dá vida. Nascemos de novo! tra o Reino das Trevas.
morem, não importa de qual raça se Quando o carcereiro filipense pergun- Vamos confirmar e sustentar uns
originem. Não importa quais opiniões tou a Paulo e Silas: “Senhores, que aos outros em nossos vários lugares
ou práticas peculiares eles possam ter. devo fazer para que seja salvo?”, a de serviço. Não vamos pensar que
Não importa se eles batizam por asper- resposta não foi: “Creia em nossa dou- estamos separados pelo simples fato
são ou por imersão, ou se são Armini- trina e una-se à nossa organização.” de não estarmos todos no mesmo lu-
anistas ou Calvinistas. Não importa se A resposta foi: “Crê no Senhor Jesus gar, fazendo as mesmas coisas, ao
vão à igreja aos sábados, domingos, Cristo e serás salvo” (At 16:30,31). mesmo tempo, sob o mesmo porta-
às segundas, ou terças. Não importa a Nós cremos na Pessoa de Jesus e estandarte.
que denominação pertençam. nascemos no Reino de Luz. Quando
“Eu agora declaro solenemente, nos unimos a Jesus, unimo-nos uns Muitas Tribos –
em nome de Jesus Cristo de Nazaré, o aos outros. Somos um n’Ele. Uma Só Nação
Filho do Deus Todo-Poderoso, que eu Quem tem a Jesus tem a vida. Quem Havia doze Tribos em Israel. Cada
sou um com todos os outros crentes não tem a Jesus não tem a vida. Somos uma delas tinha o próprio território,
nascidos de novo que vivem, que já salvos, não pelo fato de adotarmos uma genealogia, líderes e bandeira. No
viveram, ou que ainda viverão no tem- posição doutrinária, mas por receber- entanto, elas ainda eram um só povo
po e na eternidade. Eu os aceito e os mos ao Próprio Jesus Cristo. – Israel.
recebo. Podemos ser constituídos de cen-
“Eu os amarei, os sustentarei, e Recebam uns aos Outros tenas ou milhares de denominações,
orarei por eles. À medida que me di- Em todas as igrejas, quer sejam organizações, e igrejas. No entanto,
rigires, Senhor, trabalharei com eles. igrejas em casas ou algum outro tipo somos um só povo – o povo de Deus
Procurarei manter esta unidade do Es- de igreja, precisamos ensinar os mem- – o Israel de Deus.
pírito por meio do vínculo da paz. bros a aceitarem todos os outros cren- Não temos de estar fisicamente
Amém!” tes. Somos membros do mesmo Cor- juntos, fazendo as mesmas coisas, sob
Você quer fazer esta oração ago- po, independentemente de uma afili- a mesma bandeira, a fim de sermos
ra? Se você puder fazer sinceramente ação denominacional. um. Já somos um. Portanto, vamos
esta oração acima, você terá dado o Deus nos dirige às vezes a coope- proclamar ousadamente a nossa uni-
único passo à unidade. rarmos juntamente com outros em dade. Vamos nos ocupar com a nossa
projetos para a extensão do Seu Rei- responsabilidade de ampliarmos o Seu
Unidade Doutrinária no. No entanto, a mais poderosa ex- Reino e, ao mesmo tempo, confirmar
“Mas”, você poderá perguntar, “e pressão de unidade não está no fato mos, aceitarmos, e recebermos uns aos
a unidade doutrinária? Como podere- de nos unirmos para demonstrarmos outros. Isso é o que significa “preser-
mos caminhar juntos, a menos que es- uma solidariedade externa, através da var a unidade do Espírito no vínculo
tejamos de acordo?” promoção de projetos especiais, mas da paz” n

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 23


A IGREJA EM CASAS
O Modelo do Novo Testamento Para a
Multiplicação de Congregações

Capítulo 8
O QUE FAZEMOS NUMA
IGREJA EM CASA?
Se você nunca esteve numa reu- nefício de todo o corpo local. O exer- reunião de igreja. O que se segue são
nião de uma igreja em casa, talvez cício de dons espirituais era estimu- algumas das coisas importantes a ob-
suas primeiras perguntas fossem: lado a fim de que todos fossem aben- servarmos ao nos reunirmos:
“Como seria uma igreja em casa? Será çoados e edificados. • Louvor e adoração
que haveria cânticos? Será que have- Não há nenhuma instrução especí- • Dons ministeriais proféticos
ria um sermão? fica dada a nós por Jesus ou Seus após- • Outros dons do Espírito
“Será que haveria um convite para tolos com relação ao que fazermos • Testemunhos
se receber a Cristo? Haveria batismos exatamente em nossas reuniões regu- • Ceia
e Santa Ceia? E a Escola Dominical? lares. No entanto, podemos encontrar • Avisos
E um culto de oração no meio da se- no Livro de Atos e nas Epístolas al- • Orações de um membro pelo outro
mana? guns dos elementos essenciais de uma • Ensino
É significativo o fato de que nem
o Apóstolo Paulo nem o Próprio Je-
sus nos deram instruções específicas
na Palavra escrita, com relação ao que
deveria ser feito exatamente quando
nos congregamos como igreja.
As palavras de Jesus foram muito
simples em Mateus 18:20: “Porque,
onde estiverem dois ou três reunidos
em meu nome, ali estou no meio de-
les.”
Ele não disse que eles teriam de
estar fazendo certas coisas para que
Ele pudesse estar no meio deles. Eles
simplesmente precisavam estar reuni-
dos.
O Apóstolo Paulo nos deu uma pe-
quena revelação com relação à natu-
reza das reuniões da Igreja Primitiva
em l Coríntios 14:26: “Que fazer, pois,
irmãos? Quando vos reunis, um tem
salmo, outro, doutrina, este traz re-
velação, aquele, outra língua, e ain-
da outro, interpretação. Seja tudo fei-
to para edificação.”
As reuniões de igreja naqueles dias
não enfatizavam um certo palestrante.
Elas eram reuniões abertas, onde cada
pessoa deveria contribuir para o be-

24 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


O Espírito Santo o guiará com re- com l Coríntios 14:26: “Que fazer, somente para a sua própria vizinhan-
lação à ordem e quanto tempo deverá pois, irmãos? Quando vos reunis, um ça.
ser dado a cada segmento. As vezes, tem salmo, outro, doutrina, este traz
alguns desses itens não são incluídos, revelação, aquele, outra língua, e ain- Avisos
mas, como via de regra, seria bom in- da outro, interpretação. Seja tudo fei- Precisamos informar aos nossos
cluir todos eles. to para edificação.” membros sobre reuniões especiais,
Numa reunião aberta, o líder diri- planos para eventos evangelísticos,
Louvor e Oração ge e estimula o grupo a compartilhar além de compartilharmos o que Deus
Sempre é bom iniciarmos cada reu- testemunhos, experiências, pedidos de está fazendo na cidade, na nação, e ao
nião com um tempo prolongado de mi- oração, breves ensinamentos, revela- redor do mundo. Precisamos enfocar
nistério ao Senhor através de cânticos ções, relatórios de louvor, e assim por a obra do Senhor numa escala maior
de louvor e adoração. Deve ser per- diante. do que somente na nossa pequena con-
mitido um tempo para orações infor- Vigie para que algumas pessoas gregação.
mais no meio da adoração. ousadas não dominem o tempo de Somos cristãos com visão mundi-
Quando o Espírito Santo começar compartilhamento. Estimule os quie- al. Jesus disse: “Levantai os vossos
a Se mover sobre nós enquanto esti- tos fazendo perguntas. olhos e vede os campos... “ (Jo 4:35.)
vermos adorando, é inteiramente Queremos compartilhar bênçãos Somos apenas uma pequena parte
apropriado levantarmos nossas ora- financeiras de acordo com 2 Coríntios do quadro maior. Vamos manter nos-
ções ao Senhor. Às vezes isso é feito 9:6-8 : “E isto afirmo: aquele que se- so coração, nossos olhos e as nossas
somente entre nós e Deus. Outras meia pouco, pouco também ceifará; orações, no mundo, enquanto procu-
vezes, Ele nos dirige a orarmos em e o que semeia com fartura com abun- ramos fazer a nossa parte na implan-
voz alta a fim de que os outros pos- dância também ceifará. tação do Reino de Deus na terra.
sam dizer “AMÉM” às nossas ora- “Cada um contribua segundo ti-
ções. ver proposto no coração, não com Ceia – 1 Coríntios 11:20-34
Os músicos são uma bênção adici- tristeza ou por necessidade; porque Esse é também um tempo de ensi-
onal durante o tempo de louvor. Ore Deus ama a quem dá com alegria. no. Antes da participação com o pão
para que Deus dê à sua igreja em casa “Deus pode fazer-vos abundar em e com o cálice, permita que alguém
uma forte e habilidosa equipe de lou- toda graça, afim de que, tendo sem- explique bem resumidamente algum
vor. Ainda que isso não seja absolu- pre, em tudo, ampla suficiência, aspecto do significado da Ceia. Em se-
tamente essencial, certamente será um superabundeis em toda boa obra.” guida, permita que os irmãos e irmãs
grande impulso para o período de lou- A segunda parte do tempo de com- participem do corpo e do sangue do
vor. partilhamento são as ofertas ao Se- nosso Senhor com compreensão e fé.
Muitos grupos não terão ninguém nhor. Esta é uma parte tão vital de um Esse pode ser um tempo muito pode-
que toque um instrumento na hora do culto de adoração que ela merece pelo roso. É uma boa ocasião para se fazer
louvor. Há várias fitas de louvor po- menos um pequeno ensino sobre a um convite aos incrédulos presentes
derosas que podem ser usadas como “graça das doações” todas as vezes em para receberem a Cristo como seu
música de fundo, enquanto as pesso- que nos reunimos. Senhor. Dirija-os numa oração para
as estiverem cantando. Muitos cristãos sinceros caem na que O recebam antes de você servir o
Não encurte o tempo de louvor. escravidão da pobreza porque ainda pão e o cálice.
Que todas as outras partes da reunião não compreenderam o princípio es- Muitas pessoas estão prontas para
sejam encurtadas antes mesmo de piritual da generosidade. Muitos de receberem a Jesus. Dê uma breve ex-
você considerar a diminuição do tem- nós estamos aprendendo que a nos- plicação do Evangelho e dirija a con-
po de louvor e adoração. sa maior arma em tempos de proble- gregação numa oração de recebimen-
As igrejas mais vitais e dinâmicas mas financeiros é a nossa generosi- to de Cristo. Muitos são levados a
hoje são as que dão muito tempo e dade. Cristo desta maneira.
atenção ao louvor e à adoração. Ha- Os nossos membros precisam sa- Os que recebem a Cristo como Sal-
verá ocasiões em que o Espírito San- ber disto e ser fortalecidos na graça vador devem receber o batismo nas
to o dirigirá a não fazer nada mais de dar. A maioria das ofertas deveriam águas imediatamente. O exemplo da
além de louvar ao Senhor. Esteja aber- ser encaminhadas ao sustento de líde- Igreja Primitiva no Livro de Atos era
to à Sua direção. Todas as coisas flu- res espirituais que dão tempo integral sempre o de batizar os novos conver-
em da fonte da oração, louvor, e ado- ao pastoreamento, à evangelização, e tidos no mesmo dia em que recebiam
ração. à implantação de igrejas. a Jesus.
Uma quantia generosa também
Ministério de uns aos Outros deveria ser encaminhada à obra mis- Ministério
Membros sionária em outras nações. Deus Estejam abertos para ministrarem
Agora é um tempo de se comparti- abençoa ricamente a igreja que tem uns aos outros através da imposição
lhar os dons ministeriais de acordo uma visão para o mundo todo, e não de mãos, da oração pêlos enfermos,

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 25


do ministério profético, da oração para tipo de culto voltado a espectadores, de enfatizarmos várias coisas em oca-
o recebimento do batismo no Espírito em que uma pessoa usa os dons, en- siões diferentes.
Santo, e assim por diante. quanto que as demais observam, ou- Os elementos importantes de qual-
Permitam que todos os dons do Es- vem, e recebem. quer igreja são o louvor, a adoração,
pírito possam fluir livremente para a O culto deveria ser dirigido pelo a oração, o compartilhamento, as in-
edificação de todos, de acordo com l pastor, mas não centralizado no pas- formações, o ensino da Palavra de
Coríntios 14. tor. Quanto mais o pastor/líder envol- Deus, o estímulo à liberação dos dons
ver os membros da igreja, tanto mais espirituais, a graça de dar, o batismo
Ensino eficaz será a reunião. Isso resultará em nas águas, o batismo no Espírito San-
Alguém deveria trazer um peque- pastores e líderes treinados e abrirá o to, a Santa Ceia, a evangelização, e o
no ensino da Palavra de Deus. Nor- caminho à geração de mais igrejas em ministério pessoal de um membro ao
malmente isto não é um “sermão” lon- casas. outro.
go. Devido ao formato de igreja aber- O que foi citado acima é um for- Essas são algumas das coisas so-
ta, o Espírito Santo ensina a todos atra- mato sugerido para uma reunião de bre as quais Jesus estava falando, ao
vés das pessoas que participam. igreja em casa. O Espírito Santo diri- dizer: “ensinando-os a guardar todas
Através dos séculos, a duração do girá todos os detalhes em cada reu- as coisas que vos tenho ordenado. E
“sermão” ou ensino aumentou cada nião. Não faça dela um programa. O eis que estou convosco todos
vez mais até quase excluir a partici- Espírito poderá dirigi-lo a agir dife- os dias até à consumação do século”
pação do grupo. Isso deu origem a um rentemente. Ele nos deu a liberdade (Mt 28:20). n

26 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


A IGREJA EM CASAS
O Modelo do Novo Testamento Para a
Multiplicação de Congregações

Capítulo 9
PERGUNTAS E RESPOSTAS
O que se segue são algumas per- passo que uma igreja em casa e uma sas abordagens com relação ao supri-
guntas que são frequentemente feitas igreja em si mesma e funciona como mento destas necessidades. As igre-
com relação às igrejas em casas: uma igreja. jas em casas não serão atraentes a to-
dos. Alguns precisam frequentar igre-
P. Por que igrejas em casas? P. Como podemos desenvolver jas com a capacidade de apresentar
R. Implantamos igrejas em casas um programa de igreja completo programas mais diversos. Não esta-
pelas seguintes razões: numa igreja em casa? mos em competição com outras igre-
1. A nossa meta não é somente ini- R. Cremos que se enfocarmos as jas. Estamos trabalhando juntamente
ciarmos uma igreja. A nossa meta é coisas mencionadas no Capítulo 8 (O com elas para ajudarmos no cumpri-
iniciarmos um movimento de implan- QUE FAZEMOS NUMA IGREJA EM mento da Grande Comissão.
tação de igrejas. Cremos que isso pode CASA?), o Senhor nos capacitará a su-
ser feito da melhor maneira, enfocan- prirmos as necessidades de todos os P. E as crianças? Elas terão au-
do-se a forma mais simples e mais indivíduos e famílias que frequentam las especiais?
reprodutível de implantação de igre- as reuniões. O Espírito Santo é pode- R. Algumas igrejas em casas têm
jas. A igreja em casa supre essa ne- roso para nos tornar criativos em nos- reuniões para crianças separadas dos
cessidade.
2. Cremos que o conceito de igre-
jas em casas é a melhor forma de trei-
narmos pastores e líderes.
3. A simplicidade das pequenas
congregações facilita a multiplicação
de congregações.
4. Deus está chamando o Seu povo
a uma quebra com o tradicionalismo
e o profissionalismo, e a uma volta à
simplicidade.
5. Na maioria dos países hoje, essa
é a única maneira de se colocar em
funcionamento um movimento de im-
plantação de igrejas. Não é possível
fazermos uma IMPLANTAÇÃO DE
IGREJAS POR SATURAÇÃO se esti-
vermos pensando em termos de igre-
ja tradicional.

P. As igrejas em casas não são a


mesma coisa que as células?
R. Não. O conceito de células é o
estilo da roda e a igreja em casa é o
estilo da videira. Uma célula é consi-
derada como que fazendo parte da
evangelização de uma outra igreja, ao

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 27


jovens e adultos. Algumas têm todas grados bem no meio de nossas igrejas toridade espiritual responsável, faça
as idades numa só reunião conjunta. e que são capazes de liderarem igre- com que duas ou três pessoas que ain-
É surpreendente o quanto as crianci- jas em casas. Não precisamos enviá- da não estejam envolvidas numa igreja
nhas aprendem pelo simples fato de los para fora para serem treinados em concordem em reunir-se com você re-
estarem com os jovens e adultos no escolas bíblicas ou seminários. O gularmente para adorarem a Jesus e
culto regular. método do aprendiz é o melhor méto- para caminharem em Seus caminhos,
do debaixo do céu para o treinamento e você já terá implantado uma nova
P. Quantas vezes por semana se de pastores e líderes. Nunca houve um igreja.
reúnem as igrejas em casas? método melhor e nunca haverá. Quando Paulo e suas equipes saí-
R. Uma ou duas vezes por semana am, eles primeiramente proclamavam
é comum, mas depende dos líderes de P. Como podemos esperar que as Boas-Novas e, aí então, reuniam os
cada igreja em casa. Não há nada na uma pequena igreja em casa gere discípulos. A reunião dos discípulos
Bíblia que diga com que freqüência uma outra igreja em casa? é “igreja”.
devemos nos reunir. R. Quando eu ainda era um ado-
lescente o meu pastor me deu a tarefa P. Você está sugerindo que todos
P. Sempre nos reunimos na mes- de iniciar Aulas de Bíblia nos Lares devem deixar a igreja tradicional e
ma casa? com os idosos que não frequentavam se tornar membros de uma igreja
R. Nem sempre é sábio nos reu- a Escola Dominical. Não recebi ne- em casa?
nirmos na mesma casa pela seguinte nhum ajudante ou membro com os R. O nosso propósito não é demo-
razão: quais eu pudesse começar essa tarefa. lirmos nada do que Deus esteja cons-
1. Precisamos compartilhar com os Recebi apenas alguns nomes e ende- truindo. Temos o compromisso de
outros a bênção de sermos os anfitri- reços de pessoas que talvez estives- abençoarmos e ajudarmos a todas as
ões de uma igreja em casa. sem interessadas em estudos bíblicos igrejas, de todas as cidades, pequenas
2. Mudando-se o local de reuniões em casa. ou grandes, denominacionais, não-
de vez em quando podemos alcançar Durante os meses que se seguiram denominacionais, ou
e evangelizar diferentes vizinhanças. tive a alegria de estabelecer aulas de interdenominacionais.
3. Somos mantidos em união pê- Bíblia em muitos lares. A minha tare- Não competimos com outras igre-
los vínculos dos relacionamentos, e fa não era somente ensinar a Palavra jas. Estamos simplesmente apresen-
não pelo local de reunião. Portanto, de Deus aos idosos, mas aprender tando uma expressão válida de “igre-
as mudanças são uma questão de se- como iniciar grupos em casas. ja” que se baseia na Palavra de Deus
gurança. Isto é parte do treinamento de um e que tem provado ser eficiente, tanto
4. Evitamos o problema das recla- presbítero. Ele recebe um território e na Igreja Primitiva, como nas igrejas
mações dos vizinhos por fazermos cul- a tarefa de iniciar uma nova igreja em atuais.
tos religiosos em suas proximidades. casa. Na maioria dos casos ele recebe Não estamos dizendo que Deus
pelo menos um ou dois casais para está chamando todo o Seu povo de
P. A idéia das igrejas em casas ajudá-lo a iniciar. O ideal é que um todos os lugares a estar fazendo exa-
não abre a possibilidade de qual- dos casais seja de pastores em treina- tamente a mesma coisa. A Igreja de
quer pessoa iniciar a própria igre- mento a fim de que, desde o início de Jesus Cristo é impressionantemente
ja? uma nova igreja, haja uma visão de flexível e versátil em suas muitas ex-
R. O Apóstolo Paulo disse em Ro- implantação de igrejas. pressões, quando não é limitada por
manos 10:15: “Como pregarão, senão Uma igreja em casa bem pequena regras rígidas e inflexíveis.
forem enviados?” Somente os que fo- pode enviar dois ou três casais todos
ram enviados têm autoridade espiritu- os anos para gerarem uma nova igre- P. As igrejas em casas têm de
al para implantarem igrejas. Até mes- ja. pertencer a uma denominação?
mo Paulo não se aventurou a sair e im- R. Em primeiro lugar, todas as
plantar igrejas até que tivesse sido en- P. Como iniciamos uma igreja igrejas em casas de qualquer cidade
viado pelo Espírito Santo e pela lide- em casa? pertencem à Igreja, o Corpo de Cristo
rança de sua igreja. (Leia Atos 3:1-4.) R. Em Atos Capítulo 13, foi o Es- daquela cidade. Uma igreja em casa
pírito Santo que enviou a Paulo e pode pertencer a uma denominação,
P. Onde encontraremos pastores Barnabé para iniciarem igrejas. Mas mas suas ligações com essa denomi-
para dirigirem estas congregações? Ele revelou aos líderes da Igreja de nação não devem interferir com o seu
R. As verdadeiras qualificações Antioquia que Ele os havia chamado compromisso e relacionamento com
para os presbíteros (pastores) encon- para fazerem isso. o Corpo de Cristo daquela localida-
tram-se em dois lugares do Novo Tes- Em Atos 15:24 algumas pessoas de.
tamento: Tito 1:6-9 e l Timóteo 3:1-7. que “saíram” sem ser “enviadas” en- O maior desafio de qualquer igre-
Deus já supriu muitos homens e mu- traram em apuros. Presumindo-se que ja é a manutenção da unidade dentro
lheres humildes, ensináveis, e consa- você tenha sido enviado por uma au- do mais amplo Corpo de Cristo na ci-

28 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


dade em que moramos e servimos. Isso já está começando a aconte- quando começaram nas casas. Se ti-
(Veja o Capítulo 7.) cer. Deus está falando sobre as IGRE- vessem continuado a se reunir em ca-
Há muitas outras questões que po- JAS EM CASAS a pessoas de toda par- sas, teriam continuado a ser igrejas.
deriam ser perguntadas sobre as igre- te. O alicerce foi colocado nos últi- Deus está sacudindo e mexendo
jas em casas, mas a mais importante mos vinte e cinco anos através da acei- em nossas atuais estruturas de igreja
é: “Senhor, o que Tu queres que eu tação mundial do movimento de cé- e levando-nos de volta ao básico. A
faça para ajudar no cumprimento da lulas. maior parte do que chegamos a consi-
Grande Comissão? Será que eu deve- Alguns de nós temos idade sufici- derar agora como sendo essencial na
ria estar envolvido na multiplicação ente para nos lembrarmos de quando verdade não é absolutamente essen-
de igrejas em casas em meu país e em era altamente questionável o início de cial.
todo o mundo?” um grupo em casa de qualquer tipo, Quando olhamos para a simplici-
Há muitas maneiras de implantar- ou de qualquer outra coisa fora dos dade da Igreja do Novo Testamento e
mos novas igrejas e, desta forma, am- próprios prédios de igreja. Havia um a comparamos com a Igreja instituci-
pliarmos o Reino de Deus sobre a ter- temor muito grande de que isso afas- onalizada de nossos dias vemos pou-
ra. Aceitaremos e não criticaremos as taria as pessoas da “igreja”. Agora, ca, ou nenhuma semelhança.
várias maneiras pelas quais o povo de esses grupos são muito desejáveis, e A Igreja em alguns países é mais
Deus está tentando implantar igrejas. considerados como uma forma de semelhante a uma corporação. Algu-
O meu propósito é tocar a trombeta crescimento da igreja. mas denominações são enormes re-
para iniciarmos igrejas em casas. Deus está nos chamando para dar- des, que, em muitos casos, são
Dizemos a vocês VENHAM E AJU- mos mais um passo e reconhecermos governadas politicamente, em vez de
DEM-NOS! Estamos entusiasmados que podemos de fato ter uma igreja, serem governadas por uma autorida-
com relação à multiplicação de igre- no sentido mais amplo da palavra, de espiritual ordenada por Deus. Isso
jas em todos os países e grupos étni- numa casa. tem causado um incomensurável de-
cos a fim de “que em seu nome se pre- Algumas das maiores congrega- sastre e divisões durante centenas de
gasse arrependimento para remissão ções do mundo hoje tiveram seu iní- anos.
de pecados a todas as nações” (Lc cio numa casa. Quando se tornaram Que Deus nos dê a revelação, a hu-
24:47). uma igreja? Será que eram igrejas mildade, e a graça para admitirmos o
quando tinham dez membros e se reu- quanto nos afastamos da simplicida-
SUMÁRIO niam numa casa? Ou será que eram de e da pureza da Igreja do Novo Tes-
A minha firme convicção é que já igrejas somente quando tinham mil tamento. Em seguida, vamos voltar a
existe agora um movimento de igre- membros? Será que se tornaram igre- essa simplicidade e pureza com que-
jas em casas a todo vapor em todos os jas quando se reuniam num prédio brantamento e arrependimento. n
países da terra. Creio que esta é a úni- especialmente projetado para isso e __________
ca maneira pela qual veremos o cum- chamado de “igreja”? Esse estudo foi reimpresso com a permis-
primento da Grande Comissão. A resposta é óbvia. Eram igrejas são do autor.

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 29


SUPLEMENTO A

POR QUE A JOCUM


(JOVENS COM UMA MISSÃO)
IMPLANTA IGREJAS
Floyd McClung

A implantação de igrejas é o pa- do povo de Deus não têm os recursos Implantamos igrejas para
drão bíblico. necessários para verem isso aconte- alcançarmos todos os níveis da
A implantação de igrejas era o ob- cer. sociedade.
jetivo principal da estratégia do Após- É inútil pensarmos em sociedades Uma igreja local ajuda a evangeli-
tolo Paulo para a evangelização. Em muçulmanas, budistas e hinduístas zar uma grande porcentagem da soci-
todos os lugares em que Paulo prega- sendo transformadas sem que o sal e edade porque o Evangelho é difundi-
va o Evangelho, ele conduzia as pes- a luz do povo de Deus sejam levanta- do especialmente através de familia-
soas a Cristo e as reunia em comuni- dos primeiramente. O primeiro passo res e redes de relacionamentos. Quan-
dades de crentes. do discipulado de uma nação inteira é do uma igreja é implantada, ela for-
É essencial que reconheçamos que trabalharmos e orarmos pelo surgi- nece uma estrutura para fazermos uma
o Novo Testamento não fala somente mento de um movimento popular na- colheita no meio dos contatos natu-
sobre ganharmos “ovelhas” mas tam- cional em direção a Cristo. rais que as pessoas têm.
bém sobre transformá-las em “reba- A igreja local tem um ministério
nhos”. A implantação de igrejas é a ma- contínuo de equipar os seus membros
Na Bíblia a Igreja é chamada de neira pela qual serão alcançados a alcançarem as pessoas com as quais
vários termos: o povo de Deus, uma cidades, nações e povos que ainda eles têm relacionamentos naturais.
nação santa, um sacerdócio real, um não conhecem o Evangelho. Estas pessoas podem ser os colegas
templo vivo, o templo de Deus – to- Um movimento de igrejas voltado de trabalho, os vizinhos, ou colegas
dos eles subentendendo uma comuni- a missões numa certa região é lança- de escola. Dessa maneira, uma gran-
dade, ou membros fazendo parte de do através de igrejas individuais que de parte da sociedade pode ser tocada
um grupo. estão sendo implantadas. Então elas por uma pequeníssima comunidade de
A implantação de igrejas é um são multiplicadas por toda a socieda- pessoas.
cumprimento do desejo de Deus de de. Esse passo simples, porém crucial, As cidades e as nações não são so-
nos reunir em comunidades do Rei- é geralmente negligenciado por cris- mente horizontais por natureza, mas
no. A Bíblia não está interessada so- tãos zelosos. são também verticais, ou seja, há vá-
mente em cristãos individuais, mas A presença de igrejas que se mul- rias camadas (ou classes) numa soci-
também em comunidades do povo de tiplicam, e um movimento de igrejas, edade, empilhadas umas sobre as ou-
Deus. As igrejas não são associações é a única maneira de medirmos o pro- tras. Precisamos alcançar todas as ca-
voluntárias – somos os “chamados gresso em direção ao cumprimento da madas se quisermos discipular plena-
para fora”. Grande Comissão. mente as nações.
Quão perto já chegamos da implan-
A implantação de igrejas coloca tação de uma comunidade que teste- As igrejas são implantadas para
um fundamento para o discipulado munhe sobre Cristo e que esteja ao al- preservar os frutos do nosso evan-
de nações inteiras. cance de todos os indivíduos de todos gelismo.
Deus usa a presença do Seu povo os países? Somente quando essa meta Há um perigo de entregarmos os
para colocar todas as esferas da so- for alcançada é que poderá ser medi- nossos “filhos” espirituais a uma
ciedade sob o Seu Senhorio. As na- do o objetivo final de alcançarmos to- “adoção espiritual” antes de saírem do
ções sem uma presença significativa das as criaturas. berço. São vidas preciosas que vêm

30 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


ao Senhor através do nosso evange- ralmente têm um enfoque em todas as Um exemplo disso é um movimen-
lismo. gerações daquela região geográfica to de quase 20 igrejas iniciadas por
As pessoas que levamos ao Senhor específica. Portanto, uma igreja pode um convertido da JOCUM num país
podem sentir-se rejeitadas se tentar- alcançar melhor todas as faixas etárias sul-americano. Eles estão enviando
mos colocá-las em outras igrejas, da região do que alguns tipos de es- agora os seus missionários através da
quando Deus quer que estejamos de- forços missionários. JOCUM.
senvolvendo estas pessoas e transfor- Implantamos novas igrejas porque
mando-as em novas igrejas locais. isso faz com que encaremos a respon- Deus quer que a JOCUM seja um
Obviamente, é importante que con- sabilidade de crescermos à maturida- canal às nações para evangelistas,
tinuemos trabalhando em cooperação de evangelística e missionária. Se qui- pastores, e missionários que im-
com igrejas locais, e, quando Deus sermos desenvolver nossos dons mis- plantam igrejas.
direcionar, levar os nossos converti- sionários e evangelísticos precisamos Devemos ser um canal às nações.
dos para essas igrejas. No entanto, é amadurecer ao nível de implantação Se não tivermos nenhuma visão para
também importante implantarmos no- de igrejas. a implantação de igrejas o nosso “ca-
vas igrejas. Isso não se aplica a todos os evan- nal” ficará obstruído. Aí então não
Se fizermos um evangelismo con- gelistas e missionários, obviamente, estaremos liberando os homens e as
tinuamente sem implantarmos igrejas, porque nem todos somos chamados mulheres que Deus quer enviar atra-
estaremos nos arriscando ao perigo de para implantarmos igrejas. No entan- vés de nós.
sermos infiéis para com os nossos to, a implantação de igrejas dá a mui- Se não tivermos visão de alcançar
convertidos. Precisamos estar prepa- tos a oportunidade de crerem que os que ainda não foram alcançados,
rados para cuidarmos de nossos dis- Deus levantará uma igreja onde não Deus nos deixará de lado, enviando
cípulos. há nenhuma. Esse passo de obediên- missionários com um potencial de im-
É bom aceitarmos a alegre tarefa cia requer fé e coragem. Novas lições plantação de igrejas a outras agências
de ajudarmos a conceber novos cren- devem ser aprendidas, e novos desa- missionárias.
tes. No entanto, não devemos evitar a fios devem ser vencidos.
tarefa, às vezes difícil, de gerarmos Implantamos igrejas a fim de
comunidades de crentes. Temos a con- Implantamos igrejas porque treinarmos implantadores de igre-
tínua responsabilidade de levantarmos Deus quer que os missionários da jas.
e conduzirmos esses novos cristãos à JOCUM introduzam nas congre- Os missionários que implantam
maturidade. gações locais os fundamentos es- igrejas não aprendem seu ministério
pirituais que Ele nos deu como mis- na sala de aula. Os implantadores de
A JOCUM implanta igrejas por- são. igrejas são como médicos – eles
que elas são um lugar vital de Somos chamados para reproduzir aprendem pela experiência prática.
edificação para crentes multi- nos outros a vida de Cristo que está Implantando igrejas, ganhamos a
geracionais. em nós. Há variedades de dons no experiência necessária para nos mul-
Quando não implantamos igrejas, Corpo de Cristo. A JOCUM (Jovens tiplicarmos através de outros.
deixamos de desenvolver uma forma com Uma Missão) recebeu uma un- Podemos somente dar a outros o
essencial de alcançarmos todas as ge- ção espiritual de Deus, e devemos que conhecemos por meio de uma ex-
rações de uma sociedade. Você gos- repassá-la às congregações que esta- periência de primeira mão.
taria de morar num bairro constituído belecemos. Floyd McClung é Vice-Presidente
inteiramente por jovens de 15 anos de Temos a responsabilidade de ensi- Executivo da JOCUM (Jovens com
idade? É um pouquinho limitado, não nar aos outros o que Deus nos ensi- Uma Missão). Como tal, ele assumiu
é? nou, não somente através de ensinos a liderança da Conferência de Estra-
A sociedade, pela própria nature- e escritos, mas também levantando tégia Internacional da JOCUM de De-
za, é multi-geracional. A JOCUM ge- novas igrejas. Quando implantamos zembro de 1988, em que sua organi-
ralmente promove eventos igrejas, passamos adiante o que Deus zação definiu metas para estabelece-
evangelísticos que enfocam a juven- nos deu. Desta maneira acontece uma rem movimentos de multiplicação de
tude, ou um grupo social específico. multiplicação. igrejas em 500 cidades majoritárias a
Se os nossos eventos evangelísticos Fomos ensinados sobre certos as- nível mundial, 150 grandes grupos ét-
não levam à implantação de uma nova pectos dos caminhos de Deus. Quere- nicos ainda não-alcançados, em todas
igreja local, especialmente em regiões mos transmiti-los a outros. É possível as nações do mundo para o ano 2000
ainda não alcançadas pelo Evangelho, vermos movimentos inteiros de igre- e além. n
podemos perder uma oportunidade de jas edificados sobre o mesmo funda-
tocarmos todas as gerações da socie- mento que nos foi ensinado. Essas __________
dade. igrejas podem tornar-se igrejas volta- O artigo acima foi reimpresso do DAWN
As igrejas são implantadas num das para missões, que também ensi- REPORT (RELATÓRIO DA ALVORADA) , Edi-
bairro, cidade ou vilarejo. Elas natu- nem outras pessoas. ção de 14 de abril de 1992.

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 31


SUPLEMENTO B

POR QUE IMPLANTAR


NOVAS IGREJAS
C. Peter Wagner
Há muitas razões para darmos Por outro lado, igrejas novas grupos étnicos não-evangelizados em
à implantação de igrejas uma posi- abrem escancaradamente as portas de regiões não-evangelizadas.
ção central no planejamento de es- desafios na liderança e no ministério, Ao entrarmos com o Evangelho
tratégias para o ministério da igre- O resultado é que todo o Corpo de numa nova região, ninguém discorda-
ja e missões: Cristo é beneficiado. ria que novas igrejas são necessárias.
No entanto, foi apenas recentemente
A implantação de igrejas é bí- A implantação de igrejas estimu- que grandes ministérios evangelísticos
blica. la as igrejas existentes. começaram a perceber como a im-
A implantação de igrejas é o mé- Algumas pessoas são relutantes em plantação de igrejas pode ser tremen-
todo neo-testamentário de expansão iniciarem novas igrejas por temerem damente importante.
do Evangelho. Trilhe a expansão da prejudicar as igrejas já existentes na A implantação de igrejas é impor-
Igreja a partir de Jerusalém, Judéia, mesma cidade ou vilarejo. Elas acham tante para resultados duradouros.
Samaria, e até os confins da terra, e que por fazerem isso poderiam criar Há três razões que mostram a ne-
você descobrirá que os implantadores uma competição indesejável entre os cessidade de novas igrejas como uma
de igrejas abriram o caminho. irmãos e irmãs em Cristo. parte essencial do evangelismo em ter-
Essa é uma atividade do Reino, Na verdade, na maioria dos casos, ritório novo:
grandemente apoiada por Deus, nosso uma nova igreja na comunidade ge- Em primeiro lugar, há uma razão
Rei. Como uma comunidade do Rei- ralmente aumenta o interesse espiri- bíblica.
no, não podemos achar que estamos tual das pessoas. Se essa questão for Na época da Igreja Primitiva, os
obedecendo a Deus se deixarmos de abordada apropriadamente, uma nova apóstolos e evangelistas mudavam-se
implantar igrejas. Para obedecermos a igreja pode ser um benefício às igre- para as fronteiras não-evangelizadas.
Deus, precisamos implantar igrejas in- jas existentes. Lá eles implantavam novas igrejas.
tencionalmente e eficientemente. O que abençoa o Reino de Deus O Apóstolo Paulo disse: “Esfor-
como um todo também abençoa as çando-me, deste modo, por pregar o
A implantação de igrejas desen- igrejas que verdadeiramente fazem evangelho, não onde Cristo já fora
volve novas lideranças. parte do Reino. anunciado, para não edificar sobre
Muitos estudos confirmam que o fundamento alheio” (Rm 15:20).
principal fator de crescimento e ex- A implantação de igrejas é efi- Paulo ia a novos territórios, e o que
pansão da igreja local é uma boa lide- ciente. ele fazia? Ele implantava novas igre-
rança. Na igreja local nenhum indiví- Não há uma maneira mais prática jas.
duo é mais importante para o cresci- ou menos cara de se levar os incrédu- Em segundo lugar, há uma razão
mento que o pastor sênior. No entan- los a Cristo em qualquer região do que tem a ver com o número de habi-
to, os pastores-sêniors eficientes cer- mundo do que a implantação de no- tantes da Terra, e em que eles crêem.
tificam-se de que os líderes leigos tam- vas igrejas. Isso se aplica tanto a um Há três bilhões de pessoas no
bém assumam posições responsáveis “território novo” como também a um mundo de hoje que ainda não conhe-
no ministério da igreja. “território antigo”. Vamos analisar cem a Jesus Cristo como Salvador e
Os membros de muitas igrejas exis- cada um deles. Senhor. Aproximadamente 70% des-
tentes têm inconscientemente a tendên- tes incrédulos não têm uma igreja
cia de colocarem limitações em qual- TERRITÓRIO NOVO viva e que evangelize em sua região.
quer papel de liderança. Conseqüente- Por “território novo” quero dizer Isto equivale a mais de dois bilhões
mente, é difícil que os novos membros duas coisas: (1) regiões do mundo que de pessoas.
subam a posições de ministério. ainda não foram evangelizadas, ou (2) Como elas virão a Cristo? Elas não

32 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


podem, até que alguém se mude para Campus Crusade, Bill Bright, come- te país na década de 1980 do que nos
a região delas com o amor de Cristo e çou a ter um problema. O filme “Je- prévios 150 anos de trabalho missio-
comece a implantar igrejas. sus” havia sido exibido em vilarejos, nário.
A rapidez com que elas serão ga- e várias pessoas haviam orado para re-
nhas para Cristo dependerá da rapi- ceberem a Jesus. Contudo, os crentes TERRITÓRIO ANTIGO
dez com que as igrejas se multiplica- não estavam sendo congregados em “Território antigo” é onde as igre-
rem. igrejas cristãs. jas já existem há cem ou mil anos.
Em terceiro lugar, há uma razão Portanto, a Campus Crusade co- A implantação de igrejas é o mé-
prática que mostra a necessidade de meçou a implantar “grupos de comu- todo evangelístico mais eficaz em
novas igrejas em “território novo”. nhão em casas”. Logo ficou claro que “território antigo”, como também em
Alguns ministérios cristãos inter- esses grupos eventualmente cresce- “território novo”.
nacionais foram estabelecidos com o riam e se transformariam em igrejas. A resistência mais forte à idéia de
único propósito da evangelização. Es- Por necessidade, a implantação de implantação de igrejas vem das pes-
ses ministérios descobriram que o mé- igrejas tornou-se agora uma meta de- soas que estão intimamente envolvi-
todo evangelístico mais eficaz é a im- finida da Campus Crusade. das com as igrejas tradicionais. Lem-
plantação de novas igrejas. Bill Bright formou então um pro- bre-se, porém, deste simples fato: É
Poucas organizações internacio- grama intitulado “New Life 2000” mais fácil termos bebês do que res-
nais têm sido usadas em ministérios (Nova Vida 2000). É o maior progra- suscitarmos os mortos!
evangelísticos mais amplamente do ma em larga escala que a Campus Nem todas as igrejas existentes
que a Campus Crusade for Christ. No Crusade já iniciou. De acordo com estão mortas, obviamente. Nem mes-
entanto, os planos originais dessa or- esse programa, eles trabalharam com mo a maioria delas estão mortas.
ganização não incluíam a implantação cristãos do mundo todo para alcança- A maioria das igrejas mortas po-
de igrejas. Ela começou em universi- rem oito metas específicas até o fim dem, e deveriam ser reavivadas pelo
dades, organizando grupos que agiam do século passado. Qual foi a meta poder do Espírito Santo. Ainda assim,
como substitutos das igrejas. Contu- número oito? Foi: “Estabeleçam, em o setor mais emocionante do hospital
do, mais tarde, ela desenvolveu o fil- cooperação com as denominações é o “setor da maternidade” – igrejas
me “Jesus” e iniciou um evangelismo existentes, mais de um milhão de no- em “território novo” onde nascem os
em vilas no mundo todo, em territó- vas igrejas.” novos bebês em Cristo! n
rio novo. Imaginem só o impacto que isso __________
Creio que o filme “Jesus” é a fer- terá na evangelização do mundo! O artigo acima foi adaptado do livro de C.
ramenta evangelística mais poderosa Considere a Tailândia como um Peter Wagner, CHURCH PLANTING FOR A
atualmente em uso. Muitos são salvos exemplo. Através do filme “Jesus”, a GREATER HARVEST (IMPLANTAÇÃO DE IGRE-
quando ele é exibido. Campus Crusade relatou que mais JAS PARA UMA COLHEITA MAIOR), publica-
Mais tarde, o Presidente da novas igrejas foram implantadas nes- do pela Regai Books.

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 33


COMO FAZER A SUA
IGREJA CRESCER
Dr. Johan Engelbrecht
Na época do Novo Testamento, os “Haverá maior júbilo no céu por um céu e na terra” (Mt 28:18); “Eis que
sinais do crescimento da Igreja podi- pecador que se arrepende” (Lc 15:7). envio sobre vós a promessa de meu
am ser vistos facilmente. Nós também sentimos essa alegria! Pai; permanecei, pois, na cidade, até
O Livro de Atos nos mostra as me- que do alto sejais revestidos de po-
lhores formas de fazermos com que a Será que Deus Está Interessado der” (Lc 24:49).
Igreja cresça e se multiplique. Ao ler- em Números? O evangelismo e o crescimento de
mos Atos, vemos claramente como a Contudo, alguns dizem que Deus igrejas são obra do Espírito Santo. O
Igreja Primitiva – o Corpo de Cristo – não está interessado em números. Eles Corpo de Cristo é um organismo vivo.
ficou espiritualmente madura, acres- tentam provar que Deus prefere per- Portanto, a reprodução espiritual da
centou mais membros, e iniciou mais der membros do que ganhá-los. vida do Novo Testamento pode vir
igrejas (At 2:46,47; 16:15). É verdade que é perigoso uma igre- somente do Espírito Santo.
A primeira igreja de Jerusalém co- ja crescer em números sem crescer em O Espírito Santo veio a fim de nos
meçou num cenáculo. Ela tinha ape- maturidade espiritual. lembrar dos ensinamentos de Jesus.
nas alguns membros – os 120 discí- Contudo, é ainda mais perigoso O Espírito Santo introduz os crentes
pulos (At 1:15). No Dia de Pentecos- uma igreja dar desculpas por não cres- no Corpo de Cristo (l Co 12:12,13).
tes, 3.000 pessoas foram batizadas, cer em números, pois, ao fazer isso, ela Ele traz vida e poder à igreja local.
instruídas na Palavra, e acrescentadas está sendo infiel à Grande Comissão. Ele dá instruções e unge o Seu povo
à igreja (At 2:41,42). O Movimento de Crescimento da para a obra.
À Igreja de Jerusalém logo ficou Igreja tem sido a ferramenta mais in- Sem o Espírito Santo não pode
com 5.000 membros (At 4:4). Até mes- fluente de Deus nos anos recentes. haver nenhum crescimento de igreja
mo no meio dos gentios, multidões fo- Hoje, há um grande interesse no cres- nem evangelismo. Com o Espírito
ram acrescentadas (At 15:14). Muitos cimento de igrejas. No mundo todo, Santo a Igreja de Jesus Cristo cresce,
outros tornaram-se discípulos em Je- organizações estão estudando o cres- tanto em tamanho como na maturida-
rusalém (At 6:7). Um grande número cimento de igrejas. Algumas dessas de espiritual. Observe a seqüência no
de sacerdotes tornaram-se obedientes organizações promovem seminários e Livro de Atos:
à fé (At 6:7). Um grande reavivamento cursos universitários; outras publicam Em primeiro lugar, os 120 discí-
começou em Samaria (At 8:5-25). muitos livros. pulos receberam a mensagem de ar-
Mais e mais igrejas eram implan- Centenas de congregações estavam rependimento e perdão.
tadas; mais e mais membros eram em declínio. Aí então elas começaram Em segundo lugar, eles recebe-
acrescentados a estas igrejas. Novas a seguir os princípios de crescimento ram o mandamento de compartilha-
igrejas foram implantadas na Judéia, de igrejas. Elas descobriram que esses rem aquela mensagem com todas as
Galiléia e Samaria. Aliás, novas igre- princípios funcionam! A estagnação nações (Mc 16:15-20; At 1:8).
jas estavam sendo implantadas todos espiritual transformou-se em entusias- Em terceiro lugar, eles esperaram
os dias (At 9:31; 16:5). mo espiritual. Conseqüentemente, os no Cenáculo até que recebessem os
Ao lermos esses “relatórios de membros tornaram-se mais ativamen- meios através dos quais poderiam
crescimento” no Livro de Atos, não te envolvidos na obra. Há muitos prin- cumprir aquele mandamento (Lc
podemos deixar de nos regozijarmos. cípios bíblicos de crescimento de igre- 24:45-49; At 1:12-14).
Jesus disse: “Edificarei a minha igre- jas. Estudaremos alguns deles:
ja, e as portas do inferno não prevale- 2. Uma Forte Liderança Bíblica
cerão contra ela” (Mt 16:18). As Suas 1. Obediência ao Espírito Santo Forte liderança significa não so-
Palavras foram cumpridas na Igreja do Cristo disse a Seus discípulos: mente o pastor, mas também a lide-
Novo Testamento. Ele também disse: “Toda a autoridade me foi dada no rança em geral. Ela inclui os presbíte-

34 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


ros, diáconos, professores da Escola sejam equipar e mobilizar as “pesso- lhões de dólares foram gastos em
Dominical, comités de evangelismo, as comuns” da igreja. Conseqüente- evangelismo em larga escala. A pre-
obreiros de jovens, etc. Esses líderes mente, a maioria das igrejas não cres- sença de grandes multidões e o ele-
PRECISAM compreender que Deus os cem mais do que 200 membros. vado número de decisões têm sido
chamou para discipularem as nações Na igreja menor, o pastor conse- muito impressionantes. No entanto,
– para alcançarem os que não conhe- gue fazer todo o trabalho. Ele conse- isso tem causado um aumento muito
cem a Cristo. Os bons líderes vêem as gue visitar os membros da congrega- pequeno na Igreja. Concordo com o
possibilidades e usam as oportunida- ção, visitar os enfermos nos hospitais, Dr. Peter Wagner, quando ele diz: “Se
des. orar pêlos necessitados, pregar todos acontecer um evangelismo eficaz, ele
A liderança bíblica é leal a Cristo. os sermões. Ele pode ser o zelador, tem que começar e terminar com a
Os líderes também precisam ter um lavar as janelas, e executar todas as igreja local.”
compromisso mútuo. A liderança é outras pequenas tarefas da igreja! Os métodos são importantes. To-
uma chave do crescimento da Igreja. Pelo contrário, os pastores de igre- das as igrejas locais deveriam identi-
Schuller diz: “Liderança significa jas crescentes têm descoberto como ficar e enfocar as necessidades das
pensar de antemão, planejar para o fu- ajudar seus membros a descobrirem pessoas que elas querem alcançar
turo, exaurir todas as possibilidades, os dons espirituais. Eles permitem que numa sociedade específica. Nenhum
prever os problemas, e conceber as so- os membros sejam ativos e produti- método funciona em toda parte, até
luções para eles, e, aí então, comuni- vos na igreja em envolvimentos signi- mesmo dentro da mesma denomina-
car as possibilidades e idéias de solu- ficativos. Eles treinam outros a faze- ção.
ção dos problemas aos que tomam as rem as tarefas que agora são feitas por O princípio é o seguinte: Todas as
decisões.” eles. É importante compreendermos o igrejas locais precisam ter um progra-
Uma liderança positiva não desis- ensino do Apóstolo Paulo sobre o fun- ma evangelístico para encarnarem o
te ao deparar-se com obstáculos. Não! cionamento do Corpo de Cristo, a igre- amor de Cristo em todos os segmen-
Ela irrompe através dos obstáculos em ja local. tos da sociedade.
fé, a fim de ter a alegria de fazer a Tenho visto que muitas pessoas
colheita. não compreendem o ministério dos 5. Comunhão dos Crentes
Para fazerem isso, os líderes pre- membros leigos. Muitas vezes, os A verdadeira comunhão bíblica é
cisam estar dispostos a pagarem o pre- membros da igreja consideram-se ci- um princípio de crescimento das igre-
ço pelo crescimento. dadãos de segunda classe da congre- jas que geralmente é negligenciado.
gação. Infelizmente, a equipagem e Em muitas igrejas, não há nenhu-
3. O Papel das Pessoas Comuns mobilização dos santos (Ef 4:11-16) ma estrutura definida que estimule a
Estudos sobre o crescimento de não recebe uma alta prioridade na comunhão. O cuidado de “uns para
igrejas ao redor do mundo têm mos- igreja local. com os outros” que vemos na Igreja
trado que o seguinte princípio neo-tes- do Novo Testamento precisa ser de-
tamentário é verdadeiro: As igrejas 4. Evangelismo Eficaz senvolvido em todas as igrejas locais.
crescem quando mobilizam os seus O Movimento de Crescimento da Não há nenhuma alternativa à ver-
membros à obra de Cristo. Todos os Igreja tem desafiado as igrejas em âm- dadeira vida comunitária bíblica. Esse
cristãos pertencem ao povo de Deus e bito mundial a levarem a sério a pre- tipo de comunhão traz cura e unida-
são chamados pelo Espírito Santo a gação do Evangelho aos perdidos e o de, além de proporcionar a oportuni-
se envolverem na obra. discipulado. dade de servir e desenvolver ministé-
Quando o Dr. W. Arn estudou os Se uma denominação ou igreja lo- rios.
novos convertidos dos Estados Uni- cal não levar a sério o evangelismo, Os membros de igrejas, e os que
dos, ele descobriu que 70 a 80 por ela se estagnará e eventualmente mor- não são membros, precisam de uma
cento deles tornaram-se membros de rerá. A Igreja pode tão facilmente iso- igreja que seja uma verdadeira comu-
igrejas porque foram convidados por lar-se do mundo e edificar altas mu- nidade neo-testamentária, que real-
parentes e amigos. ralhas para proteger-se. mente se importe com as pessoas. Je-
O mesmo acontece no mundo todo. Há um outro perigo: a fraca defi- sus disse: “Nisto conhecerão todos
Se uma igreja local leva a sério o mi- nição da igreja com relação ao evan- que sois meus discípulos: se tiverdes
nistério e a atividades de seus mem- gelismo. amor uns aos outros” (Jo 13:35). Es-
bros leigos, ela é muito mais eficaz O evangelismo não é simplesmen- sas palavras de Jesus precisam ser uma
no evangelismo e no discipulado. te fazer com que as pessoas se deci- marca distinta da Igreja.
Alguns ministros do Evangelho dam por Cristo; não é somente mais Talvez a melhor maneira de dar aos
opõem-se a esse princípio do Novo um bom sermão do púlpito. O propó- membros de igrejas a oportunidade de
Testamento. Talvez eles considerem sito do evangelismo é produzir discí- crescerem na comunhão, seja através
suas igrejas como um centro de pre- pulos e membros responsáveis no Rei- de pequenos grupos, ou grupos de soli-
gação. Eles podem se sentir tão ame- no de Deus. dariedade. Eles podem ser desenvolvi-
açados que são incapazes ou não de- Durante as décadas passadas, mi- dos para suprirem uma variedade de

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 35


necessidades e para estimularem o so de cooperarem com missões e com Você e a sua igreja podem partici-
evangelismo e o discipulado. as atividades das igrejas locais tam- par da colheita. Como é maravilhosa
bém experimentam bênçãos em suas essa notícia!
6. Adoração vidas. Os Evangelhos dão claras evidên-
A celebração é uma chave ao cres- As igrejas avarentas quase não cias de que o nosso Senhor espera um
cimento (At 2:47), especialmente crescem. No entanto, os membros de crescimento em Seu Reino: uma se-
quando o povo de Deus se reúne e tem igrejas crescentes dão com alegria. mente crescente que se desenvolve
motivos para adorar a Deus pelas coi- Uma das características da Igreja numa grande árvore. O Evangelho
sas que Ele fez durante a semana. Primitiva era o nível de compromisso também mostra que o crescimento é
Na América do Sul, o Dr. Peter dos crentes. Os apóstolos estavam dis- prático. Ele não acontece sem um
Wagner identificou a adoração como postos a pagarem o preço por esse compromisso e sacrifício. O discipu-
um fator fundamental. Ele diz: “Uma compromisso. Os seus escritos de- lado é de grande valor. O evangelis-
das primeiras coisas que observamos monstram claramente que eles espe- mo eficaz é precioso. Somos privile-
quando entramos num culto de ado- ravam que todos os crentes pagassem giados por fazermos parte da emocio-
ração numa Igreja Pentecostal latino- o preço. nante tarefa de discipularmos as na-
americana é o quanto as pessoas pa- Os sinais do Reino de Deus são ções!
recem estar se divertindo... Uma vez apresentados muito claramente na Bí- A Igreja é chamada para cumprir
que as pessoas se divertem indo à igre- blia. dois mandamentos: “amar o próximo”
ja, elas não hesitam em trazer alguns Paulo, como um escravo de Cris- e “fazer discípulos”. Precisamos de
convidados com elas.” to, lembra à Igreja que agora não vi- uma estratégia definida e de um obje-
A adoração tem um papel impor- vemos mais para nós mesmos – mas tivo claro para “irmos a todo o mun-
tante na igreja crescente à medida que por Aquele que morreu por nós. do”.
a ‘Comunidade do Rei’ ^adora e cele- Cristo, em Seu ensino, lembrou os Deus nos chamou para sermos co-
bra o reinado de Cristo. À medida que discípulos: “Buscai, pois, em primei- laboradores. Alguns semeiam. Al-
mais e mais pessoas se envolvem na ro lugar, o seu reino e a sua justiça...” guns regam as plantas. Deus dá o
adoração, ela produz resultados mai- (Mt 6:33.) crescimento (l Co 3:5-7). Vamos con-
ores. Paulo lembra aos romanos: “E, fiar em Deus e fazer parte do maior
Alguns da congregação cantam, al- uma vez libertados do pecado, fostes desafio da história – vermos a Igreja
guns lêem as Escrituras, alguns tocam feitos servos da justiça” (Rm 6:18). crescer! n
instrumentos, alguns fazem orações e
trazem pedidos, alguns dão testemu-
nhos, outros decoram a igreja com flo-
res, regulam o som e fazem gravações.
Uma NOVA MANEIRA de ajudar outros
Alguns dão as boas-vindas à congre-
gação e aos visitantes. Outros ainda líderes de igreja a receber ATOS!
oram pêlos necessitados...
As igrejas crescentes geralmente Querido Leitor da Revista ATOS,
proporcionam uma oportunidade para
Se você conhece outros líderes de igreja que ainda
ministério durante o culto de adora-
ção, quando a congregação espera por não recebem a Revista ATOS, e acha que eles gostari-
um tempo especial em que as neces- am de recebê-la, por favor, peca-lhes que nos escrevam e
sidades são supridas. Quando as pes- nos enviem os seguintes dados:
soas ouvem uma revigorante Palavra • O nome completo e endereço, em letra de forma;
do Senhor e têm oportunidade de se-
rem usadas por Deus, são estimula- • A quantas pessoas ensinam ou pregam a cada se-
das ao crescimento. mana;
• Uma descrição do ministério que exercem.
7. Recursos Liberados Querido leitor, NÃO nos envie os nomes e endereços
Dois recursos que todos os cren-
tes têm são o dinheiro e o tempo. Es- dessas pessoa. Quem desejar ser assinante da Revista
ses dois recursos têm um papel im- ATOS deve escrever-nos pessoalmente; isso nos ajudará
portante no crescimento da igreja -se a estar seguros de que só estamos enviando a Revista
estiverem submetidos a Cristo. aos líderes de igreja que a queiram receber.
Os dízimos e as ofertas são essen-
ciais para se promover a missão à qual Que Deus possa fortalecer e capacitar você e seus
Deus chamou a Igreja. companheiros líderes de igreja para a Sua grande obra!
Os membros que têm compromis-

36 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


O CRESCIMENTO DA
IGREJA E AS ESCRITURAS
Andre le Roux
Neste estudo do Livro de Atos, eu Esse tipo de crescimento é fiel ao a multidão de crentes, tanto homens
gostaria de mostrar-lhe como a Igreja ensino de Jesus: “Quem permanece como mulheres, agregados ao Se-
Primitiva cresceu tão rapidamente. em mim, e eu, nele, esse dá muito fru- nhor” (At 5:11-14).
A Igreja começou com 3.000 mem- to; porque sem mim nada podeis fa- Semelhantemente, o carcereiro de
bros no Dia de Pentecostes. Stephen zer” (Jo 15:5). Se os convertidos não Filipos “trêmulo, prostrou-se diante
Neill nos diz em seu livro A HISTORY são acrescentados ao Corpo de Cristo de Paulo e Silas” e clamou: “Senho-
OF CHRISTIAN MISSIONS (Uma (a igreja local), os nossos esforços são res, que devo fazer para que seja sal-
História das Missões Cristãs): quase em vão. vo?” (At 16:29,30.)
“No final do Terceiro Século, não É interessante notarmos o que Lu-
havia nenhuma região do Império Ro- Chaves Para Fazermos a cas diz sobre a maneira pela qual a
mano que não havia sido penetrada Igreja Crescer: Igreja Primitiva crescia: “Edificando-
pelo Evangelho.” • Não podemos fazê-lo, a menos se e caminhando no temor do Senhor,
Examinemos agora os seguintes que estejamos cooperando com uma e, no conforto do Espírito Santo, cres-
princípios de crescimento de igrejas ação divina (2 Co 6:1; Ef 2:10). cia em número” (At 9:31).
do Novo Testamento que contribuíram • Precisamos permanecer em Cris-
para o milagre de se levar o Evange- to diariamente a fim de sermos fru- Chaves Para Fazermos a
lho a todo o mundo conhecido em três tíferos (Jo 15:4; At 11:21). Igreja Crescer:
séculos. • Precisamos ter o cuidado de não • As pessoas precisam ser con-
usarmos métodos carnais para fazer- frontadas com o Deus Vivo em nos-
1. O Próprio Deus acrescenta à mos a igreja crescer (Jr 17:5; Jo 6:63; sas igrejas e ministérios.
Igreja Rm 8:5,6; Gl 3:3). • Precisamos ver a importância do
Há somente uma forma de cresci- “temor do Senhor” em nossa vida (Pv
mento de igreja que é um crescimen- 2. A Igreja cresce quando as pes- 9:10; Rm 3:18; Fp 2:12; Hb 12:28,29).
to verdadeiro no Reino. São as pesso- soas são confrontadas pelo Deus
as sendo salvas de uma existência pe- Vivo e se voltam a Ele em arrepen- 3. As Pessoas são confrontadas
caminosa e rebelde para uma nova dimento com o Deus Vivo através de sinais e
vida em Cristo. Quando Deus irrompe e entra em maravilhas feitos em Seu Nome
Nas nações ocidentais, muitas ve- nossa existência humana, as pessoas As Escrituras mostram que os si-
zes entendemos erroneamente a são subitamente confrontadas com o nais e maravilhas não são somente fins
relocação dos santos (pessoas Deus Vivo, e o coração delas se abre em si mesmos – eles são geralmente a
transferindo-se de uma igreja para para responderem à mensagem do maneira de Deus sacudir as próprias
outra) como sendo a evangelização Evangelho. bases do modo de pensar das pessoas.
dos perdidos. O verdadeiro crescimen- Quando Pedro curou o mendigo Através dos apóstolos “muitos sinais
to da Igreja não é a transferência de aleijado, as pessoas “se encheram e prodígios eram feitos entre o povo”.
crentes de uma igreja para outra. É a de admiração e assombro” (At Isso contribuiu grandemente para o
conversão de almas perdidas, que são 3:10b). Aí então, Pedro pregou, e surpreendente crescimento numérico
acrescentadas à Igreja. “Muitos, porém, dos que ouviram a da Igreja (At 5:12-16).
Na Igreja Primitiva, ‘’acrescenta- palavra a aceitaram, subindo o nú- Quando Pedro ressuscitou a Tabita
va-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam mero de homens a quase cinco mil” dentre os mortos, “isto se tornou co-
sendo salvos” (At 2:47). Lemos que (At 4:4). nhecido por toda Jope, e muitos cre-
“crescia mais e mais a multidão de Após o assustador juízo de Ananias ram no Senhor” (At 9:42). Da mes-
crentes, tanto homens como mulheres, e Safira, “sobreveio grande temor a ma forma, quando Paulo cegou a
agregados ao Senhor” (At 5:14). toda a igreja... E crescia mais e mais Barjesus, o feiticeiro, o procônsul

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 37


“vendo o que sucedera, creu, maravi- 4. As pessoas são confrontadas Chaves Para Fazermos a
lhado com a doutrina do Senhor” (At com o Deus Vivo através de prega- Igreja Crescer:
13:12). ções ungidas • As nossas pregações precisam ser
A pregação era eficaz e poderosa Em todo o Livro de Atos há exem- ungidas pelo Espírito Santo (Lc
porque o Próprio Senhor “confirma- plos de poderosos sermões ungidos 4:18,19; At 4:29-31).
va a palavra da sua graça, conceden- pelo Espírito que comoviam profun- • As nossas pregações precisam
do que, por mão deles, se fizessem si- damente os ouvintes. levar as pessoas a serem confronta-
nais e prodígios” (At 14:3). Lemos sobre o poderoso sermão de das pelo Deus Vivo (At 4:31; 17:16-
Pedro no Dia de Pentecostes. Neste 34)
Chaves Para Fazermos a dia, três mil almas foram salvas (At
Igreja Crescer: 2:40,41). 5. A oração era uma parte vital
• Precisamos fazer sinais e mara- Estêvão era um homem “cheio do da Igreja Primitiva
vilhas em nome de Jesus (Mc 16:20; Espírito Santo” (At 6:3). Quando al- Não é possível estudarmos a vida
Jo 14:12). guns rabinos estudados tentaram ar- e o crescimento da Igreja Primitiva
• Jesus muitas vezes teve de re- gumentar com ele, “não podiam re- sem vermos a forte ênfase na oração.
preender Seus discípulos pela sua falta sistir à sabedoria e ao Espírito, pelo Os apóstolos “perseveravam... nas
de fé na área dos milagres (Mt 14:31; qual ele falava” (At 6:10). orações” (At 2:42). Eles se consagra-
Mc 9:19). Semelhantemente, o Sinédrio “ficou ram à oração. (Veja Atos 6:4.) Quan-
• Temos a Sua autoridade para fa- maravilhado” com a coragem de Pedro do o inimigo tentou assustá-los, fazen-
zermos sinais e maravilhas (Lc 10:1- e João e “reconheceram que haviam do com que Pedro e João fossem pre-
9; 17-20). eles estado com Jesus” (At 4:13). sos, eles se uniram numa oração fer-
vorosa. Conseqüentemente, “Tendo
eles orado, tremeu o lugar onde esta-
Você Precisa Renovar vam reunidos... e, com intrepidez,
anunciavam a palavra de Deus” (At

Sua Assinatura de ATOS? 4:31).


Enquanto Pedro estava orando no
terraço da casa de Simão curtidor, em
Veja aqui como saber disso: Jopa, ele recebeu uma revelação de
• Verifique sua etiqueta de endereço no envelope da Revista ATOS. No Deus sobre como pregar o Evangelho
às nações gentias (At 10:19).
topo direito da etiqueta há uma DATA (month/year) depois da palavra
"EXPIR";
Chaves Para o
• Se a data está a QUATRO MESES ou MENOS DE QUATRO MESES
Crescimento da Igreja:
da data atual, então está na hora de renovar!
• Você não precisa renovar sua assinatura a cada edição da Revista • Todo o crescimento de igreja está
incubado na oração e na comunhão
ATOS; você só precisa renovar SE sua assinatura de dois anos esti-
ver vencendo nos próximos quatro meses. com Cristo – porque Cristo é o Cabe-
ça da Igreja e Ele inicia tudo o que
Veja aqui como renovar sua assinatura acontece em Seu Corpo sobre a terra.
de dois anos da Revista ATOS: • É através da oração e intercessão
• Destaque o Formulário de Renovação da Revista ATOS desta revista; que as pessoas são libertas da es-
• Siga TODAS as instruções do Formulário de Renovação; cravidão do pecado e do mundo (2 Co
• Responda a TODAS as perguntas do Formulário de Renovação – 10:4,5; Tg 5:13-18).
escreva claramente em letra de fôrma; e, O crescimento da Igreja é uma pri-
• Remeta o Formulário de Renovação, sem demora, para o escritório oridade no coração de Deus – especi-
do World MAP mais próximo de você! almente hoje, quando a Igreja está
NOTA: A Revista ATOS não é um “curso por correspondência”. Você não crescendo como nunca antes.
receberá um “certificado” ou “diploma” depois que ler a Revista ATOS. Somos desafiados a sermos ho-
Nossa esperança e oração é que você receba algo mais valioso: Ensina- mens e mulheres de oração. Somos de-
mento bíblico e treinamento para o ministério prático! Isso o ajudará a safiados a sermos homens e mulheres
tornar-se mais eficaz no ensino, no serviço e no testemunho a outros. que possam confrontar o mundo com
A Revista ATOS é enviada, gratuitamente, quatro vezes ao ano, aos líde- o Deus Vivo através de poderosas pre-
res de igreja que a solicitem na Ásia, África, e América Latina. Esses líde- gações confirmadas com sinais e ma-
res receberão a Revista ATOS durante dois anos, e após esse período ravilhas.
eles deverão renovar sua assinatura para que continuem a recebê-la por Deus está edificando a Sua Igreja
mais dois anos. e as portas do inferno não prevalece-
rão contra ela! (Mt 16:18.) n

38 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002


No próximo trimestre a Revista de ATOS apresenta...

Outro Tipo de
Crescimento!
S
im, o crescimento de igreja que você acabou de ler nesta edição
está “perto do coração de Deus”. Mas há outra coisa que está
igualmente perto do coração divino: o crescimento espiritual de
cada crente individualmente.
A edição de ATOS de julho de 2002 abordará os métodos que Deus
usa para habilitá-lo a crescer forte em sua fé e ter vitória sobre as pro-
vações e tentações.
Você será encorajado a aprender que Deus tem um propósito em toda
provação... que Deus dá graça ao humilde... que, ainda que Deus preci-
se nos castigar algumas vezes, Ele o faz por amor, para o nosso bem e
para Sua glória... e que Ele está sempre presente para nos fortalecer.
Esperamos que a edição de julho 2002 de ATOS o ajude a crescer
forte em sua fé, e o habilite a ajudar as pessoas, às quais você ensina, a
crescerem fortes em sua fé também.
Prepare-se – ao ler a próxima edição e todas as edições de ATOS –
para anotar qualquer idéia que você possa assimilar para um sermão
ou um estudo bíblico. Lembre-se de que o Espírito Santo quer ajudá-lo
e inspirar-lhe em sua habilidade para ensinar. Ao ler a Revista ATOS e
estudar a Bíblia, esteja pensando numa maneira de ensinar o que está
aprendendo.

Lembre-se de 2 Timóteo 2:2!

ABRIL / MAIO / JUNHO 2002 ATOS / 39


PIA
A CÓ EL
U V Solicite sua cópia deste
A S PONÍ !
DIS GORA
A poderoso equipamento
literário de World MAP!
O Cajado do Pastor – conhecido por alguns como "Uma Escola Bíblica
em Livro" – é uma obra de 1000 páginas projetada para treinar e equipar
líderes de igreja. Contém escritos, com base bíblica, de muitos autores
cheios do Espírito. Este livro foi compilado para satisfazer as
necessidades especiais de líderes de igreja que trabalham na Ásia,
África e América Latina.

Neste livro, O Cajado do Pastor, você achará:


[1] Um Manual de Treinamento Para Novos
Crentes que cobre todos os assuntos que você
precisa ensinar a novos convertidos.
[2] Uma Concordância Tópica com milhares de
referências bíblicas, que cobrem 200 principais
tópicos da Bíblia. Esta seção de referência de
O Cajado do Pastor o ajudará a ensinar a
Bíblia a outros.
[3] Um Guia Para Treinamento de
Líderes, contendo o melhor material de
treinamento de liderança de igreja
reunido por World MAP durante os
últimos trinta anos.

Tudo isso e muito mais está contido em


um único volume chamado O Cajado do Pastor!

Para receber sua cópia deste poderoso Livro Para Treinamento de


Líderes, O Cajado do Pastor, leia e preencha cuidadosamente o
Formulário de Solicitação anexo a esta revista.

Após responder todas as perguntas, e escrever suas respostas tão


claramente quanto possível, remeta o formulário para o endereço de
World MAP mais próximo de você. Você receberá sua cópia do livro O
Cajado do Pastor o mais rápido possível (mas devido aos embaraços
que ocorrem às vezes no correio, por favor, dê um prazo de 6 meses,
pelo menos, para O Cajado do Pastor chegar até você).

40 / ATOS ABRIL / MAIO / JUNHO 2002