Você está na página 1de 43

Simpósio sobre o Livro Didático

de Língua Materna e Estrangeira

Simpósio sobre Materiais


e Recursos Didáticos

Programa e
Caderno de Resumos
Programa e Caderno de Resumos
III Simpósio sobre o Livro Didático de Língua Materna e Estrangeira
II Simpósio sobre Materiais e Recursos Didáticos

28, 29 e 30 de Julho de 2010

Local
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Realização
Departamento de Artes & Design – PUC-Rio
Departamento de Letras – PUC-Rio

Apoio
Decanato do CTCH /PUC-Rio
Pontifícia Universidade Católica Comissão Científica Comissão Organizadora
do Rio de Janeiro – PUC-Rio
Adriana Mesquita Rigueira Adriana Mesquita Rigueira
Alexandre Farbiarz Alexandre Farbiarz
Ana Paula Marques Beato-Canato Ana Paula Marques Beato-Canato
Barbara Jane Wilcox Hemais Barbara Jane Necyk
Barbara Jane Necyk Beatriz de Castro Barreto
Fátima Cristina Dória Ramirez Cristina Helena Evelyn T. Teixeira
dos Santos Daniela Marçal
Luis Antonio Luzio Coelho Guilherme de Almeida Xavier
Luiza Novaes Luciana dos Santos Claro
Jackeline Lima Farbiarz Luciana Salles de Bragança
Lucia Pacheco de Oliveira Moraes
Maria Cristina Góes Monteiro Mabel Costa de Castro
Reitor
Pe. Josafá Carlos de Siqueira, S.J.
Nathália Sá Cavalcante Márcia Olivé Novellino
Ricardo Arthur Pereira de Ricardo Arthur Pereira de
Vice-Reitor para Assuntos Acadêmicos Carvalho Carvalho
Prof. José Ricardo Bergmann Rita Maria de Souza Couto Romulo Miyazawa Matteoni
Decano do Centro de Teologia e Ciências Humanas Rogério Tílio Tatiana Tabak
Prof. Paulo Fernando Carneiro de Andrade Romulo Miyazawa Matteoni Vera Lucia Carvalho Grade
Tânia Maria de Frota Mattos Selvatici
Diretor do Departamento de Letras
Mazillo Violeta de Santiago Dantas
Prof. Julio Diniz
Vera Lucia Carvalho Grade Barbosa Quental
Diretora do Departamento de Artes & Design Selvatici
Profa. Luiza Novaes

Coordenadoras do Simpósio
Profª Barbara Jane Wilcox Hemais Secretaria
Profª Jackeline Lima Farbiarz Carolina Pinho
Digerlaine Tenório
Apoio Eliakin Carlos Oliveira Marques
Decanato do CTCH/PUC-Rio Fábio Rodrigo Lopes de Araújo
Luis Anderson da Silva Pinho
Telma Cortes Ribeiro
Apresentação
 aproximar a produção acadêmica das práticas
O III Simpósio sobre o Livro Didático de Língua Materna e escolares e do mercado, estreitando relações entre a
Estrangeira (III SILID) e o II Simpósio sobre Materiais e Universidade, o mercado e as diferentes redes de
Recursos Didáticos (II SIMAR) são eventos interdisciplinares ensino, e estimulando trocas entre os pesquisadores
organizados pelo Grupo de Pesquisa do Livro Didático do e os agentes envolvidos no processo de elaboração,
Departamento de Letras da PUC-Rio e pelo Grupo de produção, divulgação e uso de livro, materiais e
Pesquisa Design e Formação de Leitores em Contextos
recursos didáticos;
Pedagógicos e Culturais do Departamento de Artes &
Design da PUC-Rio. As atividades de estudo e pesquisa dos  discutir a relação texto-suporte-imagem e atentar
grupos voltam-se para o conhecimento e a análise de para a questão da multimodalidade, considerando
questões relacionadas ao livro, aos materiais e aos recursos que as novas gerações estão sendo expostas a um
didáticos em relação à formação educacional e cultural universo em que o verbal e o não verbal estão
contemporânea. ocupando espaços em comum;
Dentro desta perspectiva os objetivos dos Simpósios são:  refletir sobre o uso de livros, materiais e recursos
 abrir um foro interdisciplinar para discussão sobre didáticos na educação especial; debater sobre as
questões em torno da produção, do uso e da tecnologias acessíveis e integradas ao ambiente de
recepção de livros, materiais e recursos didáticos ensino aprendizagem, especialmente sobre a
tanto na educação presencial quanto na educação a tecnologia computacional e seus impactos na
distância; sociedade.

 propiciar o encontro dos múltiplos agentes  debater sobre as tecnologias acessíveis e integradas
envolvidos no processo de autoria de livros, ao ambiente de ensino aprendizagem,
materiais e recursos didáticos, no que tange à especialmente sobre a tecnologia computacional e
elaboração, produção, divulgação e uso, incluindo seus impactos na sociedade.
escritores, editores, designers gráficos, ilustradores, É nossa intenção aproximar a produção acadêmica das
divulgadores, gráficos, professores e alunos; práticas profissionais e do mercado, estreitando relações
 conhecer, compartilhar e estimular a pesquisa sobre entre a Universidade, o mercado e as diferentes redes de
ensino.
o livro, os materiais e os recursos didáticos em uma
perspectiva interdisciplinar; O público-alvo dos Simpósios congrega pesquisadores,
professores, escritores, ilustradores, editores, designers
gráficos, alunos de graduação e interessados de diversas
áreas do saber que busquem debater questões acerca do
livro didático de língua materna e estrangeira, dos materiais
didáticos e dos recursos inovadores, resultantes, sobretudo
dos avanços da tecnologia, nos contextos da educação
presencial, da educação à distância e da educação especial.
Esperamos fomentar a produção de conhecimento
interdisciplinar no sentido de estimular a formação de
grupos de pesquisa nas temáticas abordadas.
Desejamos que todos os participantes encontrem um
ambiente favorável/propício para a troca de experiências.
Sumário
Barbara Jane Wilcox Hemais Programação 11
Jackeline Lima Farbiarz
Coordenação do III SILID e do II SIMAR
Resumos 39

Índice dos Autores 75


Programação
12 13

Quadro geral

Quarta-feira, 28 de julho Sexta-feira, 30 de julho

1º andar – sala 09:00 – 10:30 Mesa Redonda IV F300


09:00 – 09:30 Inscrições
105
prédio Kennedy
Auditório Padre 1º andar
09:30– 10:00 Sessão de Abertura 10:30 – 11:00 Coffee Break
Anchieta prédio Kennedy
Auditório Padre 1º andar
10:00 – 11:00 Sessão Plenária 11:00 – 12:45 Oficinas
Anchieta prédio Kennedy
1º andar 12:45 – 14:00 Almoço
11:00– 11:30 Coffee break
prédio Kennedy
Comunicações Edifícios Comunicações 1º andar
11:30 – 13:00 14:00 - 15:30
Coordenadas I Kennedy e Frings Coordenadas III prédio Kennedy
1º andar
13:00 – 14:00 Almoço 15:30 – 16:00 Coffee Break
prédio Kennedy
Comunicações 1º andar 16:00 – 17:45 Encerramento/Reflexão F300
14:00 – 15:30
Individuais I prédio Kennedy
1º andar
15:30 – 16:00 Coffee break
prédio Kennedy
16:00 – 17:45 Mesa Redonda I F300

Quinta-feira, 29 de julho

09:00 – 10:30 Mesa Redonda II F300


1º andar
10:30 – 11:00 Coffee Break
prédio Kennedy
Comunicações Edifícios
11:00 – 12:30
Coordenadas II Kennedy e Frings
12:30 – 14:00 Almoço
Comunicações 1º andar
14:00 – 15:30
Individuais II prédio Kennedy
1º andar
15:30 – 16:00 Coffee Break
prédio Kennedy
16:00 – 17:45 Mesa Redonda III F300
15

Sessões

Dia 28 de julho

Inscrições
09:00 – 09:30 sala K105

Sessão de Abertura
09:30 – 10:00 Auditório Padre Anchieta

Sessão Plenária
10:00 – 11:00 Auditório Padre Anchieta
Maria José Coracini

Coffee Break
11:00 – 11:30 1º andar prédio Kennedy

Comunicações Coordenadas I
11:30 – 13:00

Sessão 1
11:30 – 13:00 sala K109
Imagens, capas e projetos gráficos nos livros didáticos de
língua
Márcia Mendonça; Clécio Bunzen (Coordenadores)
Texto e imagem no livro didático
Marcelo Araujo
A imagem como objeto de leitura em livros didáticos de língua
materna: um instantâneo
Márcia Mendonça
Dois suportes, múltiplas leituras na formação do leitor
Célia Belmiro
16 17

O design de capas de língua portuguesa e inglês: a produção da O gênero publicitário na produção de materiais de leitura em
Ática na décadas de 1970 e 1980 língua inglesa
Didier Dias de Moraes Thamiris Oliveira de Araújo
Livro didático de língua inglesa: até que ponto contribui para o
Sessão 2
processo de ensino e aprendizagem?
11:30 – 13:00 sala K113
Rosielly Santos da Silva
Abordagem dos gêneros e ensino de língua nos livros didáticos
de Língua Portuguesa Sessão 4
Leonor Werneck dos Santos; Clécio Bunzen (Coordenadores) 11:30 – 13:00 sala K123
Gêneros textuais: uma análise dos manuais didáticos do ensino Materiais didáticos em meio virtual: a democratização da
médio autoria
Leonor Werneck dos Santos Kátia Modesto Valério (coordenadora)
Gêneros textuais e sua apropriação por manuais didáticos de O letramento crítico em ambiente Web 2.0: o processo de co-
língua portuguesa autoração
Adriano Rodrigues de Melo Nelson Mitrano Neto
O espaço dos gêneros textuais em livro didático de língua Redes sociais de aprendizagem: uma experiência colaborativa
portuguesa: do dizer ao fazer no ensino de inglês na escola pública
Eulália Vera Lucia Fraga Leurquin Maria Aparecida Oliveira Moreira
Os conhecimentos linguísticos-gramaticais em coleções Tecendo as teias do conhecimento a muitas mãos: uma
didáticas para o ensino fundamental II experiência na graduação em língua inglesa
Daniela Manini Kátia Modesto Valério

Sessão 3 Sessão 5
11:30 – 13:00 sala K118 11:30 – 13:00 sala F310
Material didático de língua inglesa Multiletramentos e pluralidade cultural nos materiais
Isabel Cristina Rangel Moraes Bezerra (coordenadora) didáticos
Roxane Helena Rodrigues Rojo (Coordenadora)
Produção de material instrucional em um projeto de iniciação
à docência: construindo possibilidades Alfabetizar letrando ou letrar cantando: o rap como conteúdo
Isabel Cristina Rangel Moraes Bezerra dos LDP
Renata Rodrigues Mariana Santos de Assis
Roxane Helena Rodrigues Rojo
18 19

Letramento de trabalhadores rurais sem-terra em espaços não- Comunicações Individuais I


escolares: repensando a educação de jovens e adultos no 14:00 – 15:30
campo
Maria Cristina Macedo Alencar Sessão 7
14:00 – 15:30 Sala K104
“Mas isso não é coisa de preto?” O desafio das práticas
culturais na escola Grupo Temático 1
Larissa da Silva Lisboa Souza Agentes mediadores: pluralidade autoral
Multiletramentos no samba: escola multicultural? O uso de uma ferramenta colaborativa da Internet como
Talita Guimarães da Silva recurso didático: relato de uma experiência didática inovadora
em um curso superior de tecnologia
Sessão 6 Adriana Netto Silva
11:30 – 13:00 sala F300
A divulgação do livro didático na mídia eletrônica: recursos
O livro didático de espanhol: discurso, gênero e prescrição comunicativos e linguísticos
Luciana Maria Almeida de Freitas (Coordenadora) André Lima Cordeiro
Manual do professor: escrito prescritivo da atividade docente O design do livro didático de alfabetização: tipografia e
em cursos de línguas legibilidade
Luciana Maria Almeida de Freitas Luis Augusto do Nascimento
A formação cidadã nos livros didáticos: mero adorno ou uma O livro didático na perspectiva do autor
busca de inclusão social? Regina Lucia Peret Dell’Isola
Viviane Conceição Antunes Lima
Sessão 8
A distribuição dos gêneros textuais no livro didático de língua
14:00 – 15:30 sala K109
estrangeira
Renato Pazos Vazquez Grupo Temático 2
Gêneros discursivos em livros, materiais e recursos didáticos.
Imagens discursivas do professor de espanhol – língua
estrangeira nos manuais do ensino médio Um olhar sobre o espaço destinado ao trabalho com gêneros
Raabe Costa Alves Oliveira do discurso em livros didáticos de língua portuguesa de ensino
médio
Almoço Ana Paula Kuczmynda da Silveira
13:00 – 14:00
Gêneros discursivos no livro didático: uma reflexão sobre as
capacidades de leitura
Lílian Kelly Caldas-Viudes
20 21

A presença e a função de gêneros textuais em livros didáticos Sessão 10


de Português - Língua Estrangeira 14:00 – 15:30 sala K112
Natália Moreira Tosatti
Grupo Temático 4
A progressão curricular dos gêneros textuais proposta num Livros, materiais e recursos didáticos no ensino da escrita e
livro didático leitura.
Terezinha Toledo Melquiades de Melo
O uso de materiais didáticos para o ensino/aprendizagem de
inglês: atividades de leitura com foco em temas
Sessão 9
Annallena de Souza Guedes
14:00 – 15:30 sala K110
Girlene Écio Damasceno Dias
Grupo Temático 3
O livro didático no ensino/aprendizagem de leitura em língua
Abordagens metodológicas e sistemas de avaliação nos livros,
estrangeira: conceitos em foco
materiais e recursos didáticos
Marcel Álvaro de Amorim
Expectativas em torno do livro didático de língua estrangeira Álvaro Monteiro Carvalho
Fátima Cristina Dória Ramirez dos Santos
Uma proposta de progressão para o ensino fundamental
A influência do livro didático na experiência de aprendizagem organizada em sequências didáticas
de inglês de alunos da educação básica Vera Lúcia Lopes Cristóvão
Rita de Cássia Augusto Ana Paula Marques Beato-Canato
Priscila Peixoto Pereira Célia Regina Capellini Petreche
Marlene Aparecida Ferrarini
Propostas de material didático para o fomento da autonomia
Lucas Moreira dos Anjos Santos
na aprendizagem de língua estrangeira
Walkyria Magno E. Silva
Sessão 11
Edwiges Conceição de Souza Fernandes
14:00 – 15:30 sala K113
Marcus de Souza Araújo
Grupo Temático 5
A noção de autenticidade e os textos circulantes em manuais
Pluralidade cultural, representação social e identidade nos
de ensino e aprendizagem de escrita em inglês
livros, materiais e recursos didáticos
Tatiana S. de Macedo
A imagem do aluno através dos textos multimodais no livro de
inglês
Adriana Batista de Souza
Análise de informações culturais em livros didáticos de língua
espanhola
Cristina Bongestab
22 23

Com quantos paus se faz uma canoa? Identidade cultural no Mesa Redonda 1
ensino de português-língua estrangeira: as unidades 16:00 – 17:45 sala F300
fraseológicas
Produção de material e livro didático: perspectivas sobre
Gislene Lima Carvalho
agência, objetivos e desafios
Terra Brasil: cultura e ensino em livro didático de português Julie de Araújo Pires (coordenadora)
para estrangeiros
O caminho do livro
Henrique Leroy
Julie de Araújo Pires
Jerônimo Coura-Sobrinho
Multimodalidade no livro didático
Sessão 12 Romulo Miyazawa Matteoni
14:00 – 15:30 sala K114
Questões de autoria no livro didático
Grupo Temático 3 Ana Paula Marques Beato-Canato
Abordagens metodológicas e sistemas de avaliação nos livros,
Avaliação do livro didático
materiais e recursos didáticos
Roxane Helena Rodrigues Rojo
A competência comunicativa em livro didático de português –
língua estrangeira
Ana Angélica Lima Gondim
Eulália Vera Lucia Fraga Leurquin
As abordagens acerca do vocabulário trazidas por livros
didáticos de língua portuguesa
Juliana Clara Pinton
Competência comunicativa em livros didáticos de língua
portuguesa: da teoria à prática
Leonel Andrade dos Santos
Eulália Vera Lucia Fraga Leurquin
Problemas de compreensão dos enunciados de provas escritas:
um estudo exploratório
Patrícia Santos Costa de Rezende

Coffee Break
15:30 – 16:00 1º andar prédio Kennedy
24 25

Dia 29 de julho Esferas sociais, gêneros discursivos e a construção da leitura


crítica em língua inglesa: uma experiência com alunos do
Mesa Redonda 2 primeiro período do curso de Letras
09:00 – 10:30 sala F300 Paula Tatianne Carréra Szundy

Espaços contemporâneos de aprendizagem A abordagem via gêneros textuais como fomento ao


Beatriz de Castro Barreto (Coordenadora) letramento em língua estrangeira: da reflexão à crítica
Reinildes Dias
Modelo de ensino híbrido em ambientes virtuais de
aprendizagem Sessão 14
Paulo Abreu 11:00 – 12:30 sala K113
Múltiplas mídias em ambientes de aprendizagem Escolha, usos e (re)construção dos projetos didáticos e gráficos
Luiza Novaes de coleções de língua materna
Edutainment: um olhar sobre ambientes de aprendizagem Clécio Bunzen (Coordenador)
Alexandre Farbiarz Do PNLD à sala de aula: a interação livro didático e professor
Professores e alunos: (co)autores de espaços de ensino- de língua portuguesa
aprendizagem Dulce Cassol Tagliani
Jackeline Lima Farbiarz Projeto didático autoral de livros didáticos de língua
portuguesa: múltiplos usos
Coffee Break Clécio Bunzen
10:30 – 11:00 1º andar prédio Kennedy
Projeto gráfico-editorial em livros didáticos de língua
portuguesa: influências e interferências no processo ensino-
Comunicações Coordenadas II aprendizagem
11:00 – 12:30
Fabiana Panhosi Marsaro
Sessão 13
Sessão 15
11:00 – 12:30 sala K109
11:00 – 12:30 sala K118
Gêneros textuais no livro didático: novas formas de ensinar,
Avaliação institucional e pesquisas sobre livro didático de
novas formas de ler o mundo
língua portuguesa e alfabetização
Rogério Tilio(coordenador); Christine Nicolaides (debatedora)
Ceris Salete Ribas da Silva; Clécio Bunzen (Coordenadores)
Polifonia e gêneros textuais em um livro didático de língua
A avaliação dos livros didáticos em Portugal: uma análise de
portuguesa
intrumentos
Rogério Tilio
Joana Souza
Terezinha Fátima Martins Franco Brito
Maria de Lourde Dionísio
26 27

Impactos das avaliações do PNLD na qualidade dos livros de Abordagens da leitura de gêneros multissemióticos em livros
alfabetização didáticos de língua portuguesa: resultados de pesquisa
Ceris Salete Ribas da Silva Heitor Gribl
Roxane Helena Rodrigues Rojo
Pesquisa sobre materiais didáticos em Mato Grosso – a
experiência do mestrado em linguagens da UFMT A leitura situada e a atitude responsiva ativa em livros
Simone Padilha didáticos de Língua Portuguesa e sua importância na formação
do leitor
Discursos visuais, verbais e multimodais em manuais escolares
Camila Dalla Pozza Pereira
de países lusófonos
Aracy Alves Martins Propostas de didatização para o inglês no Ensino Fundamental
Célia Abicail Belmiro I: gêneros discursivos, multiletramentos e transculturalidade
Cláudia Hilsdorf Rocha
Sessão 16
Gêneros de propaganda nos livros didáticos de Língua
11:00 – 12:30 sala K123
Portuguesa
Análise de material didático quanto à sua pertinência em Kátia Sayuri Fujisawa
relação à formação de professores
Vera Lúcia Lopes Cristóvão; Raquel Gamero (Coordenadoras) Sessão 18
11:00 – 12:30 sala F300
Análise de um livro didático de compreensão e produção
escrita: uma proposta para licenciatura em língua inglesa Discursos em Educação, entretenimento e novas midias
Juliane D´Almas Alexandre Farbiarz (Coordenador)
Taisa Pinetti Passoni
Educação e entretenimento
Material didático de compreensão e produção oral: análise da Tamíris de Almeida Cutrim
pertinência em relação à formação de professores Ceciliane Dias Gomes
Raquel Gamero
Redes sociais e Educação
Análise de um livro didático de gramática de língua inglesa Mariana de Souza Coutinho
Mariana Daré Vargas Juliana Maria Carvalho
Mariana Killner
Panorama dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem no Brasil
Eduardo de Moura Almeida
Sessão 17
Raiane Nogueira Gama
11:00 – 12:30 sala F310
Leitura crítica e multissemiose nos livros didáticos de línguas
Almoço
Roxane Helena Rodrigues Rojo (Coordenadora) 12:30 – 14:00
28 29

Comunicações Individuais II Imagem em movimento: recurso para uma abordagem


14:00 – 15:30 multimodal de ensino de língua inglesa
Márcia Olivé Novellino
Sessão 19
Enunciados de interpretação no livro didático de língua
14:00 – 15:30 sala K104
portuguesa: problemas estruturais ou de compreensão?
Grupo Temático 1 Rosângela Maria da Cruz
Agentes mediadores: pluralidade autoral
Sessão 21
Uma reflexão sobre a transposição didática e didatização nas
14:00 – 15:30 sala K110
práticas de ensino mediadas pelo livro didático: do saber a
ensinar ao saber ensinado Grupo Temático 3
Márcia Andréa Almeida de Oliveira Abordagens metodológicas e sistemas de avaliação nos livros,
materiais e recursos didáticos
Análise discursiva de apresentações de livros didáticos de
inglês em manuais do professor com base na Linguística A imagem do professor configurada pelo manual do professor
Sistêmico Funcional de coleções didáticas de língua inglesa
Renato Caixeta da Silva Cristina Mott Fernandez
A constituição autoral nas atividades de análise linguística Manuais do professor e atividades de produção textual em
Lezinete Regina Lemes livro didático de língua portuguesa: um estudo da relação
teoria - prática
Produção brasileira de livros didáticos de alemão ontem e hoje
Raquel Gomes Palmeira
Dörthe Uphoff
Danielly Vieira Inô Espíndula
Sessão 20 Gêneros textuais/discursivos em livros didáticos do ensino
14:00 – 15:30 sala K109 médio: critérios de categorização e agrupamento
Danielly Vieira Inô Espíndula
Grupo Temático 2
Gêneros discursivos em livros, materiais e recursos didáticos. Diálogos possíveis entre design e educação como contribuição
para a formação de professores reflexivos
Hipertexto e hipermídia no livro didático de língua
Tatiana Tabak
portuguesa das séries iniciais do ensino fundamental
Geandro Rocha
Sessão 22
Hipertexto como material didático para letramento digital na 14:00 – 15:30 sala K112
educação de jovens e adultos.
Grupo Temático 3
Dafne Barboza Cortez
Abordagens metodológicas e sistemas de avaliação nos livros,
Heitor Garcia de Carvalho
materiais e recursos didáticos
30 31

Os gêneros textuais no livro didático de língua portuguesa – Sessão 24


uma análise à luz dos PCN 14:00 – 15:30 sala K114
Danielle do Amaral Pessoa
Grupo Temático 4
As práticas de oralidade no ensino médio mediadas pelo livro Livros, materiais e recursos didáticos no ensino da escrita e
didático leitura.
Fabiane Rodrigues
Recomendações para o desenho de material didático em cursos
Dulce Cassol Tagliani
on line
Produção de aulas de língua portuguesa em suporte digital: Claudio de Paiva Franco
relato de experiência
Atividades de produção de texto presentes em livros didáticos
Ynah de Souza Nascimento
de português, geografia e história: as condições de produção
Carla Alexandre Barboza de Sousa
Luciana Moreno de Oliveira
Sessão 23 Estratégias de mediação em leitura na alfabetização de jovens
14:00 – 15:30 sala K113 e adultos
Maria Cecília Mollica
Grupos Temáticos 3 e 4
Mariza Leal
Abordagens metodológicas e sistemas de avaliação nos livros,
materiais e recursos didáticos / Livros, materiais e recursos A relação entre linguagem e ciência em materiais didáticos de
didáticos no ensino da escrita e leitura nível médio
Viviane dos Ramos Soares
O texto literário no livro didático de francês – língua
estrangeira
Sessão 25
Frank da Silva Gonçalves
14:00 – 15:30 sala K116
Literatura infantil: suporte para o desenvolvimento do
Grupo Temático 5
trabalho alfabetizador com as capacidades linguísticas.
Pluralidade cultural, representação social e identidade nos
Maria Diomara da Silva
livros, materiais e recursos didáticos
Juliana Clara Pinton
Terezinha Toledo Melquiades de Melo A representação discursiva e visual de portadores de
necessidades especiais nos livros didáticos de LEM: tendências
O texto poético em manuais de redação: o caso da coleção
contemporâneas
Ruth Rocha
Juliana da Silva Passos
Caroline Cassiana Silva dos Santos
O uso do material didático pelos professores: elementos de
Livros didáticos de língua portuguesa e italiana: a construção
reflexão sobre a produção do conhecimento docente
aluno leitor
Maria Cristina Silva Tempesta
Viviane Netto Silva
Ana Lúcia Guedes-Pinto
32 33

Educação e design: desenvolvendo competências e habilidades Dia 30 de julho


pelo jogo
Gabriel do Amaral Batista Mesa Redonda 4
Luiza Novaes 09:00 – 10:30 sala F300
Alexandre Farbiarz
Reflexões sobre materiais didáticos e ‘qualidade de vida’ na
Práticas de leitura e escrita para o ensino de literatura para sala de aula
surdos Inês Kayon Miller (Coordenadora)
Maria Lucia Martins Cunha
Uma reflexão sobre as oportunidades de aprendizagem e a
Coffee Break produção de material de leitura em inglês
15:30 – 16:00 1º andar prédio Kennedy Isabel Cristina Rangel Moraes Bezerra (UERJ/FFP)
Trabalhando para entender nossas próprias atividades
Mesa Redonda 3 didáticas no estágio supervisionado
16:00 – 17:45 sala F300 Beatriz de Castro Barreto (PUC-Rio)
Experiências multidisciplinares na elaboração e uso de Maria Cristina Góes Monteiro (PUC-Rio)
material didático Inês Kayon Miller (PUC-Rio)
Rita Couto (Coordenadora) Por que voluntários sem prática de sala de aula e sem um livro
Multidisciplinaridade no material didático texto conseguem ensinar línguas estrangeiras?
Rita Couto Maria Isabel Azevedo Cunha (Cap-UFRJ/ Especialização PUC-Rio)
Lucia Oliveira Albuquerque (Professora voluntária, ONG Educari)
Design de material didático
Cristina Portugal Coffee break
Materiais didáticos não convencionais em curso didáticos 10:30 – 11:00 1º andar prédio Kennedy
Guilherme de Almeida Xavier
Oficinas
11:00 – 12:45 sala K109
1. Avaliação de material didático para educação de jovens e
adultos: processos, critérios e instrumentos.
Paulo Eduardo Dias Mello
11:00 – 12:45 sala K113
2. Pesquisando (com) (no) o livro didático de língua estrangeira
Renato Caixeta da Silva
34 35

11:00 – 12:45 sala K118 Sessão 27


14:00 – 15:30 sala K109
3. Discutindo critérios para a análise de livros didáticos: a teoria
na prática Materiais didáticos elaborados por redes oficiais nas escolas
Rogério Tilio públicas
Jacqueline Peixoto Barbosa (Coordenadora)
11:00 – 12:45 sala K123
Múltiplos materiais didáticos na escola: amplificando
4. Variação linguística e pluralidade cultural: como, por que e
problemas ou vislumbrando soluções?
para quem elaboramos propostas didáticas
Jacqueline Peixoto Barbosa
Ângela Marina Bravindos Santos
Currículo e material didático: algumas considerações
Almoço Roxane Helena Rodrigues Rojo
12:45 – 14:00
Proposta Curricular do Estado de São Paulo para o ensino de
língua portuguesa: primeiras impressões dos ‘Cadernos do
Comunicações Coordenadas III professor e do aluno’
14:00 – 15:30 Fernanda Félix Litron

Sessão 26 Avaliação de atividades de leitura do Sistema Anglo


14:00- 15:30 sala K104 Nathalia Martins Melati

A esfera de produção e circulação do livro didático de Língua Sessão 28


Portuguesa 14:00- 15:30 sala K110
Maria Inês Batista Campos; Clécio Bunzen (Coordenadores)
O livro didático de língua estrangeira moderna no PNLD 2011:
Livros didáticos de língua portuguesa para o ensino médio: a reflexões necessárias
voz do autor Miriam Lucia dos Santos Jorge (Coordenadora)
Maria Inês Batista Campos
O direito ao livro didático de língua estrangeira: professores e
De professora à autora: tem sempre uma pedra no meio do alunos em formação
caminho... Miriam Lucia dos Santos Jorge
Ynah de Souza Nascimento
A formação do produtor de textos em LE: necessidades e desafios
Autoria do livro didático de língua portuguesa: o papel do Adriana Maria Tenuta de Azevedo
editor
Adriana Luzia Sousa Teixeira O ensino da leitura nos livros didáticos de LEM no PNLD
Ludmila Scarano Coimbra
O conceito de reedição em livros didáticos: primeira,
segunda...muitas? A comunicação oral e o livro didático de LEM
Roberta Lombardi Martins Aparecida Araújo de Oliveira
36 37

Sessão 29 Sessão 31
14:00- 15:30 sala K112 14:00- 15:30 sala K114
O livro didático de língua estrangeira: tendências atuais Identidade e hibridismo na formação de designers: cultura e
Reinildes Dias (Coordenadora) mediações
Barbara Jane Necyk (Coordenadora)
Manual do Professor de livro didático de língua estrangeira:
características, finalidades e análise crítica Identidade e hibridismo na formação de designers: cultura e
Reinildes Dias mediações
Barbara Jane Necyk
O livro didático de inglês: em busca de um aprendente
autônomo? A formação da identidade do aluno de design
Marcus de Souza Araújo Ricardo Artur Pereira de Carvalho
A transposição didática de gêneros textuais na prática A formação do designer como agente cultural
pedagógica de língua estrangeira: visão atual da escrita como Daniela de Carvalho Marçal
processo
Adriana Aparecida Souza Aguiar Sessão 32
14:00 – 15:30 sala K116
Sessão 30
Trânsitos: propostas didáticas e acesso à cultura valorizada em
14:00- 15:30 sala K113
debate
Tendências contemporâneas no livro didático de inglês: Mariza Balthasar Soares (Coordenadora)
autonomia, agenciamento e novas tecnologias
Gosto vs criticidade: em debate materiais didáticos que abrem
Rogério Tílio (Coordenador); Christine Nicolaides (debatedora)
perspectivas para a superação dessa dicotomia na formação do
A perspectiva do desenvolvimento de autonomia do aprendiz leitor literário na escola
de línguas em livros didáticos de inglês Mariza Balthasar Soares
Rogério Tílio
A multimodalidade: uma proposta de trabalho com
Uma análise comparativa de materiais para a aprendizagem videopoemas
autônoma de inglês Shirley de Oliveira Garcia Jurado
Ana Paula Deslandes
A inclusão de vozes marginais: uma experiência de
O uso do YouTube e de blogs como ferramentas planejamento de uma unidade de trabalho com fanzine
complementares ao livro didático Eduardo de Moura Almeida
Raquel Rodrigues Ellen Rosenblat
Jacqueline Peixoto Barbosa
38

Coffee Break
15:30 – 16:00 1º andar prédio Kennedy

Encerramento/Reflexão
16:00 – 17:45 F300
Nathalia Sá Cavalcante
Renato Caixeta da Silva

Resumos
40 41

Plenária Mesa Redonda 4


Reflexões sobre materiais didáticos e ‘qualidade de vida’ na
Maria José Coracini sala de aula
Inês Kayon Miller, Isabel Cristina Rangel Moraes Bezerra, Renata Lopes
de Almeida Rodrigues, Beatriz de Castro Barreto, Maria Cristina Góes
Mesas Redondas
Monteiro, Maria Isabel Azevedo Cunha, Lúcia Oliveira Albuquerque
Mesa Redonda 1 Inspirados nos princípios da Prática Exploratória, professoras
Produção de livro didático: perspectivas sobre agência, formadoras, professores em formação inicial e professores
voluntários refletem sobre o processo de produção de material
objetivos e desafios
instrucional para compreensão de textos em língua inglesa, sobre a
Julie de Araújo Pires, Romulo Miyazawa Matteoni, Ana Paula Marques criação de atividades didáticas no estágio supervisionado e sobre a
Beato-Canato, Roxane Rojo possibilidade de ensinar inglês sem livro texto.
A troca de experiências entre Letras & Design tem em vista
aprofundar o conhecimento e a análise de questões relacionadas ao
processo de produção, autoria e avaliação do livro didático. Oficinas
Mesa Redonda 2 1. Avaliação de material didático para educação de jovens e
Espaços contemporâneos de aprendizagem adultos: processos, critérios e instrumentos.
Beatriz de Castro Barreto, Paulo Abreu, Luiza Novaes, Alexandre Paulo Eduardo Dias Mello
Farbiarz
Esta oficina tem como objetivo apresentar e discutir as concepções,
A troca de experiências entre Letras & Design tem em vista refletir os critérios e instrumentos que atualmente orientam a formulação e
sobre a relação entre professores, alunos e novas tecnologias em execução de processos de avaliação de materiais didáticos para a
espaços de aprendizagem inscritos na contemporaneidade. Educação de Jovens e Adultos desenvolvidos pelo Ministério da
Mesa Redonda 3 Educação, tais como materiais literários, livros didáticos e
tecnologias educacionais.
Experiências multidisciplinares na elaboração e uso de
material didático 2. Pesquisando (com) (no) o livro didático de língua estrangeira
Rita Couto, Cristina Portugal,Guilherme de Almeida Xavier Renato Caixeta da Silva
A contemporaneidade leva o professor de língua materna e Nessa oficina, os participantes serão instigados a pensar e debater
estrangeira a recorrer a materiais didáticos plurais. A mesa busca sobre pesquisa e aspectos a ela relacionados, e ainda sobre pesquisa
compartilhar experiências de elaboração e uso de material didático envolvendo livros didáticos de língua estrangeira. As atividades e
concreto e virtual. discussões abarcarão temas, métodos, justificativas de investigações,
questões de paradigma de pesquisa, credibilidade, validade e
consistência. Esta é uma tentativa de motivar pesquisas sobre o livro
didático de línguas estrangeiras e um olhar de pesquisador de
professores usuários desses materiais. Nesta oportunidade, serão
apresentados exemplos de pesquisas sobre esse material de línguas
estrangeiras.
42 43

3. Discutindo critérios para a análise de livros didáticos: a teoria Adriana Baptista de Souza
na prática
A imagem do aluno através dos textos multimodais no livro de
Rogério Tilio
inglês
Esta oficina tem como objetivo discutir critérios para a análise de
Através de análises sobre a representação multimodal dos atores
materiais didáticos para o ensino de língua estrangeira (embora tais
sociais em livro de inglês nacional e importado para se chegar à
critérios possam ser facilmente adaptados ao ensino de língua
imagem do aluno, o presente trabalho visa a contribuir para a
materna). Tal análise visa tanto à seleção / adoção de livros didáticos,
formação crítica de professores de língua estrangeira quanto à
como à sua adaptação para uso em sala de aula.
exploração do fenômeno da multimodalidade no livro didático.
4. Variação linguística e pluralidade cultural: como, por que e
Adriana Luzia Sousa Teixeira
para quem elaboramos propostas didáticas
Ângela Marina Bravindos Santos Autoria do livro didático de língua portuguesa: o papel do
editor
Esta oficina tem por objetivo apresentar as impropriedades
conceituais presentes nos livros didáticos de Português no tocante à Esta apresentação discute o processo editorial de LDs, com destaque
relação entre variação lingüística e pluralidade cultural, o que para o papel do editor na autoria do LDP. A reflexão sobre o que é
ocorrerá no primeiro momento do trabalho; na segunda etapa, serão produzir materiais didáticos revela que o livro didático deve servir de
desenvolvidas propostas didáticas que relacionem os fenômenos objeto de pesquisa em outras dimensões que não seja apenas a da
variáveis à modalidade escrita do português. análise do produto final.

Adriana Maria Tenuta de Azevedo


Comunicações individuais e coordenadas A formação do produtor de textos em LE: necessidades e
desafios
Adriana Aparecida Souza Aguiar
Neste trabalho, apresentamos o resultado da análise de obras que
A transposição didática de gêneros textuais na prática foram avaliadas pela equipe de avaliadores e coordenadores do PNLD
pedagógica de LE: visão atual da escrita como processo 2011-LEM. Observou-se como essas obras trataram a habilidade de
produção escrita, especificamente com relação aos critérios
Este trabalho parte da constatação que os livros didáticos (LDs)
apontados pelo Edital do PNLD 2011 de línguas estrangeira
disponíveis no mercado ainda não incorporam a noção de escrita
modernas e como essa habilidade está integrada às outras no
como processo nem fazem uso da concepção de gênero textual como
conjunto das atividades constantes da coleção. Essa análise revela,
uma forma de agir, mas apenas como pretexto para fixar itens
concomitantemente, a necessidade de se pensar a formação de
lexicais e gramaticais. Nesta pesquisa, apresento o procedimento
professores de língua estrangeira no sentido de formá-lo para
sequência didática (SD) como uma alternativa capaz de mudar essa
realizar independentemente uma avaliação do material que ele terá
realidade, uma vez que esse procedimento configura-se como um
de ou poderá escolher para ser adotado em sua escola, ou com o qual
tipo de transposição didática que é fundamentada no interacionismo
já trabalha.
sociodiscursivo a partir dos trabalhos do Grupo de Pesquisadores de
Genebra (BRONCKART, 2003; DOLZ; NOVERRAZ; SCHNEUWLY,
2004).
44 45

Adriana Netto Silva Ana Paula Deslandes


O uso de uma ferramenta colaborativa da internet como Uma análise comparativa de materiais para a aprendizagem
recurso didático: relato de uma experiência didática inovadora autônoma de inglês
em um curso superior de tecnologia Este trabalho propõe uma análise comparativa de materiais para o
Este artigo objetiva relatar o desenvolvimento de uma experiência estudo autônomo da língua inglesa. Edições antigas e recentes de
inovadora de ensino com o uso de uma ferramenta colaborativa da materiais para estudo de inglês, publicadas entre 1938 e 2008, serão
internet por estudantes de um Curso Superior Tecnológico. comparadas a fim de analisar as mudanças pelas quais estes materiais
Apresentamos as potencialidades e limitações do uso dessa wiki passaram ao longo dos anos.
como suporte para o desenvolvimento de um trabalho voltado para a
Ana Paula Kuczmynda da Silveira
produção coletiva de conteúdo
Um olhar sobre o espaço destinado ao trabalho com gêneros
Adriano Rodrigues de Melo
do discurso em livros didáticos de língua portuguesa de ensino
Gêneros textuais e sua apropriação por manuais didáticos de médio
língua portuguesa
Este trabalho tem ancoragem da teoria dos gêneros do discurso
O objetivo desta comunicação é promover uma reflexão sobre a (BAKHTIN, 1997) e propõe-se a discutir o espaço destinado aos
forma como os manuais didáticos de língua portuguesa do ensino gêneros do discurso no âmbito de atividades voltadas ao ensino-
fundamental utilizam os gêneros discursivos, intercalando-os em aprendizagem de leitura e produção textual em dois livros de Língua
suas páginas e promovendo reconfigurações pela forma de Portuguesa destinados ao Ensino Médio.
abordagem do gênero. Para entender a utilização do gênero pelo
manual didático, foi analisado o gênero notícia de jornal, André Lima Cordeiro
entendendo as estratégias colocadas em prática pelos sujeitos A divulgação do Livro Didático na mídia eletrônica: recursos
comunicantes na busca pela produção de sentido.
comunicativos e linguísticos
Ana Angélica Lima Gondim (Eulália Vera Lúcia Fraga Leurquin, co- Análise comparativa das páginas eletrônicas destinadas à venda e/ou
autora) divulgação de Livros Didáticos de Espanhol de quatro editoras de
grande porte atuantes no Brasil. Abordam-se questões que envolvem
A competência comunicativa em livro didático de português –
o estudo do gênero discursivo (BAKHTIN, 2000), de estratégias da
língua estrangeira linguagem e (MAINGUENEAU, 2001) e relativas às estratégias de
A presente comunicação mostra parte de uma pesquisa em marketing (KOTLER, 2000).
desenvolvimento. Nossos objetivos são analisar livros didáticos de
Annallena de Souza Guedes
português língua estrangeira (a fim de investigar o grau de
competência comunicativa, englobando as quatro capacidades O uso de materiais didáticos para o ensino-aprendizagem de
necessárias em língua estrangeira), através de atividades de produção inglês: atividades de leitura com foco em temas
oral.
O presente trabalho busca discutir estratégias pedagógicas,
incluindo o uso de material didático para a aprendizagem de uma
língua estrangeira, nesse caso, a inglesa, objetivando a reflexão dos
alunos sobre como a língua inglesa pode servir de subsídio na
46 47

aquisição de conhecimentos das mais diversas áreas, o que Camila Dalla Pozza Pereira
proporcionaria múltiplas interfaces com outras disciplinas. Partindo
deste pressuposto, os alunos expostos a textos em inglês sobre os A leitura situada e a atitude responsiva ativa em livros
temas propostos, podem conseguir efetuar uma melhoria na didáticos de Língua Portuguesa e sua importância na formação
aquisição de vocabulário intensificando o conhecimento do leitor
interdisciplinar.
Análise da leitura situada em textos e exercícios de livros didáticos
Aparecida Araujo de Oliveira de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental II, para verificar se as
coletâneas textuais são contextualizadas e se os exercícios de
A comunicação oral e o livro didático de LEM interpretação desenvolvem a “atitude responsiva ativa” (BAKHTIN,
Neste trabalho, objetiva-se discutir as possibilidades e limitações do 1997) com o objetivo de comprovar sua importância na formação do
trabalho com a compreensão e produção oral, mediado pelo uso do leitor.
livro didático, no contexto da escola pública brasileira. Dois focos Caroline Cassiana Silva dos Santos
principais dessa discussão são a formação do professor de inglês e
espanhol e o investimento na autonomia do aluno, por meio do uso O texto poético em manuais de redação: o caso da coleção
de estratégias de aprendizagem que possam ajudá-lo a utilizar o livro “Escrever e criar... é só começar”, de Ruth Rocha e Anna Flora
e outros recursos para desenvolver as habilidades necessárias para a
comunicação oral (WEISSBERB, 2006; NATION, 2008; PAPP, 2008). Consideramos como corpus os quatro volumes da Coleção “Escrever e
criar...” (1996), manuais de redação escritos por Ruth Rocha e Anna
Aracy Alves Martins (Célia Abicail Belmiro, co-autora) Flora. O objetivo era quantificar os textos poéticos e qualificar sua
proposta didática, considerando especialmente a produção escrita
Discursos visuais, verbais e multimodais em manuais escolares uma vez que se trata de coleção destinada à redação.
de países lusófonos
Célia Abicail Belmiro
Este texto estuda os discursos que circulam em manuais escolares de
História e de Português, em países lusófonos, com o objetivo de Dois suportes, múltiplas leituras na formação do leitor
analisar os gêneros textuais e as atividades destinadas aos alunos,
Análise de diferentes possibilidades de relações entre imagens e
com exploração da multimodalidade, pelo perspectiva da Análise do
textos verbais em cartilhas de alfabetização e livros de literatura
Conteúdo e da Análise Crítica do Discurso (VAN DIJK).
infantil, suas possibilidades comunicativo-discursivas, a natureza
Barbara Jane Necyk plástica das imagens e sua aderência às situações discursivas e, por
fim, as múltiplas realizações que os diferentes gêneros podem
Identidade e hibridismo na formação dos designers: cultura e suscitar.
mediações
Ceris Salete Ribas da Silva
Neste estudo verificaremos como o campo do design se constitui na
sua origem como palco do embate característico de países Impactos das Avaliações do PNLD na qualidade dos livros de
periféricos apontado por Canclini: a paradoxal relação entre alfabetização
modernismo e modernização. Na atualidade, observa-se que o campo
Este trabalho de pesquisas analisa os impactos das avaliações do
do design se depara com novos desafios mediante o profuso cenário
PNLD na alteração do perfil dos livros de Alfabetização produzidos no
midiático e multicultural.
Brasil, considerando os novos pressupostos que passam a subsidiar
as suas propostas pedagógicas, bem como as estratégias criadas
48 49

pelas editoras para se adequarem às novas exigências colocadas utilizaremos as contribuições de Eagleton (2005), Canclini (2008),
pelas avaliações. Batista (2005), entre outros autores, além das Orientações
Curriculares para o Ensino de Língua Espanhola no Brasil (2006).
Cláudia Hilsdorf Rocha
Cristina Mott Fernandez
Propostas de didatização para o inglês no Ensino Fundamental I:
gêneros discursivos, multiletramentos e transculturalidade A imagem do professor configurada pelo manual do professor
de coleções didáticas de lingua inglesa
Sob um enfoque plurilingue e transcultural, orientada pela teoria de
gêneros e pela Pedagogia dos Multiletramentos, esta Comunicação O objetivo desse estudo foi identificar as características de um
visa a apresentar resultados de uma pesquisa de doutorado voltada à exemplar do gênero Manual do Professor (MP) e a forma em que estas
elaboração de propostas de didatização para o Inglês no Ensino configuram o professor de língua inglesa (LI). Baseamo-nos nos
Fundamental I público. aportes teórico-metodológicos do Interacionismo Sociodiscursivo
(ISD) (BRONCKART, 1999, e seguintes), Clot (2006) e Faïta (2004).
Cláudio de Paiva Franco
Dafne Barbosa Cortez (Heitor Garcia de Carvalho, co-autor)
Recomendações para o desenho de material didático em cursos
on-line Hipertexto como material didático para letramento digital na
educação de jovens e adultos
A presente comunicação tem por objetivo apresentar e discutir
recomendações para a elaboração de cursos on-line, mais Na primeira metade do século XXI, apesar de as tecnologias de
especificamente cursos de inglês voltados para a leitura. informação e comunicação estarem bastante difundidas, ainda
Pretendemos contribuir com questões práticas e teóricas acerca do existem pessoas que não sabem utilizá-las, ou sabem pouco, e
desenho de atividades pedagógicas em cursos on-line. gostariam de saber mais. Na Educação de Jovens e Adultos estão
algumas delas. Este trabalho pretende analisar alguns hipertextos do
Clécio dos Santos Bunzen Jr. ponto de vista pedagógico para serem utilizados em aulas com o
Projeto didático autoral de livros didáticos de língua objetivo de buscar uma forma de letramento digital eficiente e
adequada para aquele público.
portuguesa: múltiplos usos
O presente trabalho tem como objetivo discutir o movimento de Daniela de Carvalho Marçal
reapresentação de determinados objetos de ensino, com enfoque no A formação do designer como agente cultural
processo de abordá-los e re(a)presentá-los no livro didático e na
interação em sala de aula. Destacaremos cenas de letramento escolar Partindo dos conceitos de Canclini buscamos refletir sobre a
em que o livro didático foi usado como um objeto a ser formação do designer, como agente cultural, considerando a
interpretado/re-alinhado. influência das diversas mediações no contexto pedagógico.
Questionamos a formação de um profissional capaz de inovar apenas
Cristina Bongestab em determinados aspectos, vemos a reprodução de mitos e
estereótipos na produção de websites infantis.
Análise de informações culturais em livros didáticos de Língua
Espanhola
Análise sobre informações culturais apresentadas em três livros
didáticos de Língua Espanhola, editados exclusivamente para
estudantes brasileiros. Como base teórica para esta pesquisa,
50 51

Daniela Manini construção de sentidos presente no diálogo entre as linguagens


verbal e visual que o design concretiza.
Os conhecimentos linguísticos-gramaticais em coleções
didáticas para o ensino fundamental II Dörthe Uphoff
O objetivo desta comunicação é discorrer sobre como coleções Produção brasileira de livros didáticos de alemão ontem e hoje
didáticas aprovadas pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD)
A comunicação tem por objetivo dar uma visão panorâmica dos livros
2008 desenvolvem o ensino de gramática. Para tanto, escolhemos
didáticos para o ensino de alemão que foram produzidos no Brasil
três coleções com perfis distintos e, portanto, representativas de
desde o início do século XX. Serão abordadas questões como as
diferentes tendências para o ensino de língua materna.
abordagens metodológicas das obras bem como suas diferentes
Danielle do Amaral Pessoa condições de produção, circulação e recepção.

Os gêneros textuais no Livro Didático de Língua Portuguesa – Dulce Casso Tagliani


uma análise a luz do PCN Do PNLD à sala de aula: a interação livro didático e professor
O presente trabalho tem como objeto de análise o livro didático tão de língua portuguesa
presente nas salas de aula do Brasil. Tomando como base o papel
Neste trabalho, discutimos em que medida o professor de Língua
pelo LDP, essa comunicação tem como objetivo apresentar a analise
Portuguesa interage com as resenhas avaliativas apresentadas pelo
de uma coleção de livros didáticos atuais de Língua Portuguesa
Guia do Livro Didático, via PNLD, considerando o nível de
quanto à diversidade de gêneros textuais e ao tratamento dado a
informatividade da publicação e o repertório teórico que embasa as
esses nas atividades de leitura.
práticas do professor.
Danielly Vieira Inô Espíndula Eduardo de Moura Almeida (Ellen Rosenblat, Jacqueline Peixoto
Gêneros textuais/discursivos em livros didáticos do ensino Barbosa co-autora)
médio: critérios de categorização e agrupamento A inclusão de vozes marginais: uma experiência de
Este trabalho tem por objetivos: a) identificar os critérios utilizados planejamento de uma unidade de trabalho com fanzine
para a categorização e o agrupamento dos conteúdos de produção
A partir da experiência de planejamento de unidade de trabalho com
textual em 04 (quatro) manuais didáticos de língua portuguesa
Fanzine, será traçado uma reflexão sobre o trabalho com o gênero
destinados ao Ensino Médio, especialmente quanto aos gêneros
diante da necessidade de desenvolver um letramento critico que
textuais/discursivos; e b) verificar a que estudos lingüísticos essa
busca colocar em diálogo os discursos das culturas locais dos alunos,
categorização se filia.
com as culturas valorizadas.
Didier Dominique Cerqueira Dias de Moraes
Eulália Vera Lucia Fraga Leurquia
O design de capas de língua portuguesa e inglês: a produção da
O espaço dos gêneros textuais em livro didático de língua
Ática nas décadas de 1970 e 1980
portuguesa: do dizer ao fazer
A renovação do design de capas de Português e Inglês da Ática
A qualidade do livro didático de língua portuguesa avançou muito
aproximou o livro escolar de alunos e professores devido ao
depois do Programa Nacional do Livro Didático. No entanto, ainda
reconhecimento de seu universo visual e propiciou a experiência de
precisa melhorar para alcançar o nível almejado. Em sala de aula,
temos LDs que se dizem atualizados porque possuem gêneros
52 53

textuais, mas as atividades propostas não possuem propósito orientações metodológicas, para o professor, e em atividades e
comunicativo. tarefas, para o aluno. Apresentação de tais documentos a partir de
uma primeira apreciação de seu conteúdo e organização.
Fabiana Panhosi Marsaro
Frank da Silva Gonçalves
Projeto gráfico-editorial em livros didáticos de língua
portuguesa: influências e interferências no processo de ensino- O texto literário no livro didático de francês - língua
aprendizagem estrangeira
Resultados da análise comparativa de duas obras didáticas Propomos, neste artigo, uma visão, tanto diacrônica quanto
recomendadas pelo PNLD/2008 com pareceres distintos acerca do sincrônica, do emprego de textos literários no livro didático de
projeto gráfico-editorial. Através da coleta e quantificação de dados, francês língua estrangeira (FLE). Nosso objetivo é informar ao
procuramos verificar de que maneira a ação editorial pode influir na professor sobre as perspectivas metodológicas até então adotadas e
proposta de ensino-aprendizagem dos autores e na formação crítica abordar aspectos relevantes sobre o aproveitamento desse material
e multiletrada dos alunos. autêntico.

Fabiane Rodrigues (Dulce Cassol Tagliani) Gabriel do Amaral Batista (Luiza Novaes; Alexandre Farbiarz,
co-autores)
As práticas de oralidade no ensino médio mediadas pelo livro
didático Educação e design: desenvolvendo competências e habilidades
pelo jogo
Este trabalho busca discutir as práticas de linguagem oral em sala de
aula, no sentido de verificar como os diferentes gêneros orais são No jogar são necessárias competências e habilidades que permitam a
abordados por meio do livro didático de língua portuguesa. articulação entre regras, conteúdo e esquemas. Esse artigo, a partir
da parceria entre os campos de Educação e Design, aborda como
Fátima Cristina Dória Ramirez dos Santos essas competências podem ser as mesmas trabalhadas em um
Expectativas em torno do livro didático de língua estrangeira momento de ensino e aprendizagem, e de como podem ser
desenvolvidas no jogar.
O trabalho vem propor uma discussão acerca do papel do LD no que
tange ao ensino de inglês como LE. O objetivo desta pesquisa foi Geandro Rocha
analisar a visão de professores, alunos e autores em relação a livros
Hipertexto e hipermídia no livro didático de língua portuguesa
didáticos para o ensino de inglês como LE, a fim de investigar se este
material é visto como objeto facilitador para a aprendizagem do
das séries iniciais do ensino fundamental
aluno, um apoio seguro para o professor e um ideal concretizado O objetivo deste estudo é investigar as apropriações conceituais
pelo autor. sobre hipertexto e hipermídia realizadas na coleção “Pensar e Viver”
da Editora Ática (Língua Portuguesa das séries iniciais do EF -
Fernanda Félix Litron
PNLD/2010), contribuindo assim para a discussão envolvendo as
Proposta curricular do Estado de São Paulo para o ensino de apropriações conceituais realizadas pelos livros didáticos e seu papel
língua portuguesa: primeiras impressões dos ‘Cadernos do no letramento digital de alunos.
professor e do aluno’
Análise do currículo da rede estadual de São Paulo, implantado em
2008, e dos apostilados que transpõem seus princípios em
54 55

Gislene Lima Carvalho Isabel Cristina Rangel Moraes Bezerra (Renata Rodrigues (co-autora)
Com quantos paus se faz uma canoa? Identidade cultural no Produção de material instrucional em um projeto de iniciação
ensino de português – língua estrangeira: as unidades à docência: construindo possibilidades
fraseológicas Apresentamos três instâncias de reflexão sobre material para o
Este trabalho tem o objetivo de analisar em que medida a cultura ensino de língua inglesa relacionadas a um projeto de iniciação à
brasileira está representada em livros didáticos de ensino de docência. Este busca construir com os bolsistas não apenas
Português como Língua Estrangeira, com foco nas unidades conhecimentos sobre o ensino de leitura, mas de instigá-los a
fraseológicas (UFs), expressões peculiares ao idioma e que estão entender suas ações/decisões através dos princípios da Prática
imersas na cultura em que são utilizadas, sendo imprescindíveis para Exploratória (ALLWRIGHT, 2009).
a comunicação.
Jacqueline Peixoto Barbosa
Heitor Gribl (Roxane Helena Rodrigues Rojo, co-autora)
Múltiplos materiais didáticos na escola: amplificando
Abordagens da leitura de gêneros multissemióticos em Livros problemas ou vislumbrando soluções?
Didáticos de Língua Portuguesa: Resultados de pesquisa Além dos livros didáticos avaliados e distribuídos pelo PNLD, é cada
Apresentamos os resultados da pesquisa desenvolvida (mestrado) a vez mais frequente a presença de sistemas de ensino e de materiais
partir da análise interpretativa de duas coleções didáticas, em uma didáticos elaborados por redes oficiais nas escolas públicas. A partir
perspectiva interdisciplinar. Verificamos que o modelo de leitura de de atividades retiradas desses materiais, pretende-se problematizar
decodificação é presente na maioria das abordagens realizadas pelas seus usos de forma a destacar possíveis benefícios e fragilidades.
atividades de leitura, revelando carência no tratamento das questões
Joana Souza (Maria de Lourdes Dionísio, co-autora)
de ensino-aprendizagem para gêneros multissemióticos.
A avaliação dos livros didáticos em Portugal: uma análise de
Henrique Rodrigues Leroy (Jerônimo Coura-Sobrinho, co-autor)
instrumentos
Terra Brasil: cultura e ensino em livro didático de português
No âmbito do estabelecimento de um sistema de avaliação de livros
para estrangeiros didáticos em Portugal, enquadrado numa política educativa mais
O presente trabalho tem o objetivo de refletir sobre tarefas culturais ampla cujo objetivo é aumentar a qualidade da educação,
presentes no livro didático de língua portuguesa para estrangeiros comparamos dois instrumentos de avaliação de livros didáticos e
Terra Brasil: curso de Língua e Cultura, verificando se as mesmas são apresentamos posições dos professores relativas a perspectivas
contempladas pelo quadro de abordagens de ensino de cultura pedagógico-didáticas por aqueles veiculadas.
(GIMENEZ: 2002). A essas interpretações sobre o ensino de cultura,
Juliana Clara Pinton
somam-se quatro categorias de cultura desenvolvidas por Moran e
adaptadas por Fontes (2002). As abordagens acerca do vocabulário trazidas por livros
didáticos de língua portuguesa
A presente pesquisa tem o objetivo de fazer uma análise de dois
exemplares de livros didáticos de LP, destinados ao 3° ano do EF. Esta
abordagem fundamenta-se na observação de como se estabelecem as
propostas para ensino do vocabulário nestes suportes pedagógicos.
56 57

Juliana da Silva Passos conceitos da área de marketing (CHURCHILL; PETER, 2000). Partindo
dessa compreensão, analisamos como os gêneros da propaganda são
A representação discursiva e visual dos portadores de trabalhados em duas coleções de livros didáticos de Língua
necessidades especiais nos livros didáticos de LEM: tendências Portuguesa recomendadas pelo PNLD/2008.
contemporâneas
Larissa da Silva Lisboa Souza
O presente trabalho tem como intuito discutir a tendência
contemporânea de representar o portador de necessidades especiais “Mas isso não é coisa de preto?” O desafio das práticas
nos livros didáticos de LEM e de que maneira se dá esta culturais na escola
representação. Interessa-nos discutir quem é o sujeito representado
As recentes discussões em torno da Pedagogia dos Multiletramentos
e que tipo de discurso se constrói e suas possíveis significações na
têm questionado a ausência das manifestações culturais plurais
formação da identidade destes sujeitos.
dentro do espaço escolar. Tratando a cultura popular como uma
Juliane D’ Almas (Taisa Pinetti Passoni, co-autora) forma privilegiada de letramento, o presente trabalho discute sobre
as (im)possibilidades de abordagem dessas práticas no ensino de
Análise de um livro didático de compreensão e produção língua materna.
escrita: uma proposta para a licenciatura em língua inglesa
Leonel Andrade dos Santos (Eulália Vera Lúcia Fraga Leurquin, co-
O presente trabalho analisa um livro didático de compreensão e autora)
produção escrita e manual do professor para verificar a pertinência
de sua utilização em uma graduação em Letras Inglês. Um Competência comunicativa em livros didáticos de língua
instrumento para análise destes materiais foi elaborado para guiar a portuguesa: da teoria à prática
investigação dos mesmos de acordo com determinados documentos
Com o objetivo de refletir sobre o desenvolvimento da competência
norteadores desta graduação.
comunicativa do aluno em LD, mostraremos resultados de uma
Kátia Modesto Valério análise do material da Olimpíada de Língua Portuguesa, levando em
consideração a (in) coerência com o conceito de sequência didática, a
Tecendo as teias do conhecimento a muitas mãos: uma prescrição do agir do professor de língua, dentre outros aspectos.
experiência na graduação em língua inglesa
Leonor Werneck dos Santos
A comunicação relata um projeto em desenvolvimento no Instituto
de Letras da Universidade Federal Fluminense. De uma perspectiva Gêneros textuais: uma análise dos manuais didáticos do ensino
sóciointeracionista, tenta-se abordar a experiência de professores médio
em formação na construção colaborativa de materiais virtuais
Esta pesquisa, iniciada em 2006, tem como objetivo principal analisar
multimodais que possam dar suporte à aprendizagem de
de que maneira os LDP de ensino fundamental e médio de língua
determinados aspectos sintáticos da língua inglesa.
portuguesa publicados a partir de 2004 estão aplicando conceitos
Kátia Sayuri Fujisawa referentes gêneros (GT) e tipologias textuais (TT).

Gêneros de propaganda nos livros didáticos de Língua Lezinete Regina Lemes


Portuguesa A constituição autoral na atividade de análise linguística
Neste trabalho, definimos a esfera da propaganda, baseando-nos na
Este trabalho apresenta resultados de pesquisa realizada nos livros
perspectiva bakhtiniana dos gêneros do discurso e buscando
didáticos de Língua Portuguesa do Ensino Médio sobre a constituição
58 59

da autoria discursiva em relação à análise linguística. Os dados língua estrangeira, este trabalho visa a apresentar os principais
revelam que há um embate entre a inovação e a tradição no que se critérios de avaliação do PNLD de línguas estrangeiras modernas,
refere à didatização dos conteúdos gramaticais. 2011, relacionados ao tratamento dado á compreensão escrita.

Lílian Kelly Caldas-Viudes Luis Augusto Nascimento


Gêneros discursivos no livro didático: uma reflexão sobre as O Design do Livro Didático de Alfabetização: tipografia e
capacidades de leitura legibilidade
Propomos uma reflexão acerca das capacidades e procedimentos de Partindo do pressuposto de que o design do livro influencia na leitura
leitura ativados nas práticas de leitura propostas por uma coleção de do texto escrito, esta pesquisa pretende analisar o projeto
LD de Ensino Fundamental. Os resultados mostram que tais práticas tipográfico de coleções de livros didáticos de alfabetização em
pouco envolvem o leitor na construção de sentido do texto, uma vez função das práticas de leitura e escrita propostas, relacionando as
que aparecem para apoiar o trabalho com gêneros. escolhas tipográficas às propostas pedagógicas.

Luciana Maria Almeida de Freitas Marcel Álvaro de Amorim (Álvaro Monteiro Carvalho, co-autor)
Manual do professor: escrito prescritivo da atividade docente O livro didático de ensino/aprendizagem de leitura em língua
em curso de línguas estrangeira: conceitos em foco
Esta comunicação apresenta uma análise de manuais do professor de Este trabalho teve como finalidade analisar as atividades de leitura de
cinco cursos livres de espanhol. Tem como marco teórico o dois manuais didáticos de I/LE. A análise pretendeu verificar se as
dialogismo (BAKHTIN, 2003) e a abordagem ergológica da atividade atividades de leitura propostas nestes manuais seguem as
(SCHWARTZ, 1997). Os resultados encontrados indicam que os orientações propostas pelos PCNs de LE. Foi concluído que, dos dois
manuais são escritos que prescrevem a atividade e que constituem a materiais analisados, apenas um adéqua-se ao proposto pelos PCNs.
tarefa docente.
Marcelo Araújo
Luciana Moreno de Oliveira
Texto e imagem no livro didático
Atividades de produção de texto presentes em livros didáticos
O livro didático é ferramenta de multimídia que reúne texto,
de Português, Geografia e História: as condições de produção ilustração, infografia, e fotografia. A eficácia desses elementos para
Esta comunicação pretende apresentar uma análise de enunciados de aquisição de conhecimentos depende da elaboração um projeto
atividades de produção de texto presentes em livros didáticos de editorial que leve em conta os processos cognitivos do leitor, e a
Português, Geografia e História do 4º ano do Ensino Fundamental. O interação entre seus canais verbal e visual.
estudo irá mostrar a organização desses enunciados e se eles deixam
Márcia Andréa Almeida de Oliveira
claro quais são as condições de produção em que o aluno deverá
produzir seu texto. Uma reflexão sobre transposição didática e didatização nas
Ludmila Scarano Coimbra práticas de ensino mediadas pelo livro didático: do saber a
ensinar ao saber ensinado
O ensino da leitura nos livros didáticos de LEM no PNLD
Fazemos uma reflexão sobre a transposição didática do objeto a
Considerando-se a necessidade e importância de se formar leitores ensinar ao objeto ensinado realizada em uma turma de 6º ano de
de inglês ou de espanhol no contexto de ensino/aprendizagem da língua portuguesa. A partir dessa, destacamos a necessidade de que
60 61

o professor saiba selecionar aspectos relevantes do objeto, planeje e para que os aprendentes reflitam sobre o próprio conhecimento,
realize situações didáticas utilizando os conhecimentos sobre o livro desenvolvendo neles a capacidade crítica e de formação de opinião.
didático, da disciplina e dos contextos sociais.
Maria Aparecida Oliveira Moreira
Márcia Olivé Novellino
Redes sociais de aprendizagem: uma experiência colaborativa
Imagem em movimento: recurso para uma abordagem no ensino de Inglês na escola pública
multimodal de ensino de língua inglesa
O presente trabalho relata a experiência com uma rede social online,
O presente trabalho apresenta um estudo sobre imagens em criada para possibilitar aos alunos do Ensino Fundamental de uma
movimento – filmes – utilizados em sala de aula de inglês dentro de escola pública um espaço virtual colaborativo de aprendizagem da
uma abordagem multimodal de investigação. Objetiva-se apresentar língua inglesa. Pretende-se com essa iniciativa analisar o
a. como os significados são produzidos em filmes, e b. discutir como comportamento dos jovens aprendizes diante de novos modelos de
os recursos multimodais estão disponíveis para o ensino da língua aquisição de conhecimento.
inglesa.
Maria Cecília Mollica (Marisa Leal, co-autora)
Márcia Rodrigues de Souza Mendonça
Estratégias de mediação em leitura na alfabetização de jovens
A imagem como objeto de leitura em livros didáticos de língua e adultos
materna: um instantâneo
A comunicação a ser apresentada indica meios pelos quais se pode
Este trabalho investiga o uso de imagens como objeto de leitura em oferecer suporte ao processo de apropriação das linguagens formais
três coleções didáticas de língua portuguesa de EFII aprovadas no ao oferecer propostas em mediação de leitura para a consolidação
PNLD-2008. Nas obras analisadas, a maioria das imagens das dos conhecimentos importantes do mundo letrado referentes às
coletâneas de leitura pertence à esfera jornalística e à artística, com habilidades de leitura e escrita em Língua Materna e em linguagem
poucas imagens não acompanhadas de texto verbal. Matemática.

Marcos de Souza Araujo Maria Cristina Macedo Alencar


O livro didático de inglês: em busca de um aprendente Letramento(s) de trabalhadores rurais sem-terra em espaços
autônomo? não escolares: repensando a educação de jovens e adultos do
O objetivo desta comunicação é identificar a fomentação da
campo
autonomia no livro didático de inglês do ensino médio no contexto Nesta comunicação, analisamos narrativas de trabalhadores rurais
brasileiro. Nossa pesquisa teve como suporte uma coleção não-escolarizados, integrantes do MST, sobre práticas, no cotidiano
recentemente publicada que está sendo utilizada em uma escola de de um acampamento, nas quais se faz uso da escrita, objetivando
ensino tecnológico na cidade de Belém. Os resultados preliminares contribuir para uma Educação de Jovens e Adultos do campo na qual
da pesquisa evidenciam que tal coleção promove a aprendizagem as práticas sociais de letramento dos sujeitos possam adentrar o
autônoma do aluno, pois o instiga a buscar seu próprio contexto escolar.
conhecimento, dando oportunidades para que, gradualmente, esse
aluno se encarregue de seu próprio aprender. Desse modo, o
material pesquisado é uma relevante fonte de insumo para a busca da
aprendizagem autônoma em inglês, pois funciona como ferramenta
62 63

Maria Cristina Silva Tempesta (Ana Lúcia Guedes-Pinto) propondo a leitura do filme como texto. Objetivando com isso a
formação de leitores, espectadores e produtores de histórias.
O uso do material didático pelos professores: elementos
reflexão sobre a produção do conhecimento docente Mariana Daré Vargas (Mariana Killner, co-autora)
Tomando como base teórica a relação pensamento - linguagem Análise de um livro didático de gramática de língua inglesa
(VYGOTSKY,1989), buscamos compreender como os instrumentos
O Interacionismo sócio-discursivo (ISD) propõe uma perspectiva
didáticos, tais como os materiais estruturados (SCHNEUWLY & DOLZ,
interacionista social de linguagem, em que as ações de linguagem se
1997), participam da construção do conhecimento docente.
desenvolvem em práticas sociais. O objetivo deste trabalho é analisar
Focalizamos como os “protocolos de ação” (CHARTIER, A. 2007)
um livro didático de gramática de língua inglesa com base nos
avançam da aplicação para a produção de conhecimento docente.
pressupostos teóricos do ISD e critérios para avaliação de materiais
Maria Diomara da Silva (Juliana Clara Pinton, Terezinha Toledo didáticos.
Melquiades de Melo, co-autoras) Mariana de Souza Coutinho (Juliana Maria Carvalho, co-autora)
Literatura infantil: suporte para o desenvolvimento do Redes sociais e educação
trabalho alfabetizador com as capacidades linguísticas
As redes sociais foram criadas como canal de comunicação entre
Vivemos em uma sociedade que valoriza a cultura escrita, tornando- internautas. Procuramos levantar indícios de sua utilização com
se cada vez mais necessário o conhecimento sobre o sistema de propósitos pedagógicos, buscando compreender o potencial deste
escrita. Esse trabalho descreve uma prática pedagógica através do ambiente em processos de ensino-aprendizagem, aliando os
trabalho com a literatura infantil. A formulação das atividades foram recursos de interação ali disponíveis a um status lúdico do ambiente,
feitas privilegiando o desenvolvimento das capacidades lingüísticas. mais próximo do repertório do jovem discente.
Maria Inês Batista Campos Mariana Santos de Assis (Roxane Helena Rodrigues Rojo, co-autora)
Livros didáticos de língua portuguesa para o ensino médio: a Alfabetizar letrando ou letrar cantando: o rap como conteúdo
voz do autor dos LDP
Nesta comunicação, o objetivo é descrever e analisar as diferentes A comunicação é parte da pesquisa IC desenvolvida com vistas a
etapas do processo de construção do livro didático de língua discutir, dentre outros aspectos, os “lugares” do rap nos meios de
portuguesa para o ensino médio. Nesse nível, estão contempladas comunicação e formadores de opinião. Nela, pretendemos apontar
três frentes de ensino: literatura, produção de texto e conhecimentos alguns aspectos da relação entre o rap e o movimento cultural hip hop
lingüísticos. Depois da coleção terminada, a edição é outra com a escola.
construção que se altera até sua publicação.
Mariza Balthasar Soares
Maria Lucia Martins Cunha
Gosto vs. criticidade: em debate materiais didáticos que abrem
Práticas de leitura e escrita para o ensino de literatura para perspectivas para a superação dessa dictomia na formação do
surdos leitor literário na escola
Ensinar literatura para pessoas surdas, que não dominam a leitura e a Como as recentes propostas de materiais didáticos das secretarias
escrita da língua portuguesa, parecia uma tarefa quase impossível. municipal e estadual de São Paulo abrem perspectivas para pensar a
Esta proposta interliga a literatura, o cinema e a informática superação da dicotomia “gosto” x “criticidade”, apontada, de modo
64 65

geral, como índice do hiato que há entre a formação do leitor Nelson Mitrano Neto
literário no Ensino Fundamental II e no Ensino Médio?
O letramento crítico em ambiente Web 2.0: o processo de co-
Miriam Lucia dos Santos Jorge autoração
O direito ao livro didático de língua estrangeira: professores e Esse trabalho pretende delinear e exemplificar uma proposta de
alunos em formação operacionalização de um modelo instrucional para língua estrangeira
que contemple um currículo apoiado nos conceitos de instrução com
Nesta apresentação, discutimos a inclusão do componente curricular
base em conteúdo, tarefas e interdisciplinaridade via um trabalho
língua estrangeira moderna no PNLD 2011. Primeiramente,
colaborativo, em co-autoria entre o professor e alunos, em ambiente
apresentamos o Livro Didático no contexto do mercado editorial
da Web 2.0.
brasileiro, nas políticas públicas desenvolvidas pelo Ministério da
Educação e o contextualizamos dentre práticas de letramento, fonte Patrícia Santos Costa de Resende
de insumo e formação de identidades. Em seguida, analisamos o
Edital PNLD 2011, documento que norteia a análise de coleções Problemas de compreensão dos enunciados de provas escritas:
didáticas inscritas para avaliação por equipes de especialistas. um estudo exploratório
Natália Moreira Tosatti Estudo da comparação dos enunciados das atividades de
compreensão presentes nas provas escritas de Língua portuguesa e
A presença e a função de gêneros textuais em livros didáticos os constantes na coleção de livros didáticos, Português Linguagens - 6º
de português como língua estrangeira ao 9º ano. Tal confronto visa verificar a diferença existente entre eles
e suas consequências no processo de aprendizado do aluno.
Nesta comunicação apresentamos resultados de uma pesquisa que
investigou a presença e a funcionalidade de gêneros textuais em Paula Tatianne Carréra Szundy
livros didáticos de Português para Estrangeiros. Verificamos se, nas
obras analisadas, os gêneros são propostos com objetivo de criar Esferas sociais, gêneros discursivos e a construção da leitura
situações de práticas de linguagem, propiciando o desenvolvimento crítica em língua inglesa: uma experiência com alunos do
da competência comunicativa na língua-alvo. primeiro período do curso de Letras
Nathalia Martins Melati Com base na concepção bakhtiniana de gêneros discursivos
(BAKHTIN, 1953), essa apresentação pretende discutir uma proposta
Avaliação de atividades de leitura do Sistema Anglo pedagógica de utilização de gêneros como instrumentos para
Esta comunicação pretende discutir resultados da análise do material construção da leitura crítica em língua inglesa por alunos do 1º
didático do Sistema de Ensino Anglo de Língua Portuguesa, de 6º e 9º período do curso de Letras. Utilizarei como material de análise o
ano, feita com base nos critérios relativos ao trabalho proposto com plano de curso da disciplina e excertos das seqüências didáticas
a leitura como estabelecidos pelo Guia de Livros Didáticos – utilizadas na disciplina Inglês I, componente leitura.
PNLD/2008. Raabe Costa Alves Oliveira
Imagens discursivas do professor de ELE nos manuais do
ensino médio
Este estudo reúne a análise dos manuais do professor presentes nos
livros didáticos de espanhol do ensino médio, nosso objetivo é
66 67

investigar, nesses discursos, saberes relacionados ao exercício complementação do livro didático no ensino de inglês. A finalidade é
profissional nesse segmento. Além disso, buscamos verificar também promover empoderamento e agenciamento, fornecer oportunidades
quais são as imagens do ensino de espanhol e do professor presentes para encontrar a língua-alvo em contextos sociodiscursivos
nos manuais. autênticos e para usá-la em práticas socioculturais.

Raiane Nogueira Gama Regina Lúcia Péret Dell’ Isola (Natália Moreira Tosatti, co-autora)
Panorama dos ambientes virtuais de aprendizagem no Brasil O livro didático na perspectiva do autor
Este trabalho dá continuidade ao levantamento e mapeamento de Nesta comunicação, apresentaremos as diretrizes que conduziram à
Ambientes Virtuais de Aprendizagem – AVAs - no Brasil. A partir da elaboração de um livro didático de língua portuguesa destinado ao
análise exploratória de cursos a distância online pretendemos Ensino Médio. Apresentaremos a proposta que orientou a confecção
discutir aspectos da interface gráfica de AVAs utilizando conceitos de da obra, as bases teóricas, nas quais trabalhamos os princípios
Comunicação Visual e Design. didático-pedagógicos que embasaram as atividades e a linha de
trabalho adotada.
Raquel Gamero
Reinildes Dias
Material didático de compreensão e produção oral: análise da
pertinência em relação à formação de professores A abordagem via gêneros textuais como fomento ao
letramento em língua estrangeira: da reflexão à prática
Esta comunicação visa apresentar uma análise de um livro didático de
compreensão e produção oral no intuito de observar sua pertinência Pretendo oferecer uma panorâmica sobre a abordagem via gêneros
em relação às necessidades do curso de Letras Estrangeiras textuais no desenvolvimento dos processos de recepção (leitura e
Modernas – Inglês em uma universidade do norte do Paraná, em compreensão oral) e de produção (escrita e produção oral) na
função de uma reformulação curricular. aprendizagem de língua estrangeira. Após discutir as prescrições
presentes nos documentos públicos atuais, e enfatizar os princípios e
Raquel Gomes Palmeira (Danielly Vieira Inô Espíndula, co-autora) diretrizes de uma abordagem de ensino via gêneros textuais,
Manuais do professor e atividades de produção textual em detenho-me em alguns exemplos de atividades de ensino para o
desenvolvimento da competência do aluno do Ensino Médio para ler,
livros didáticos de português: um estudo da relação teoria-
escrever, ouvir e falar, fazendo uso de uma coleção didática
prática
recentemente publicada.
O objetivo deste trabalho é confrontar o discurso teórico construído
Reinildes Dias
no item Manual do Professor, em 03 (três) livros didáticos de português
destinados ao ensino médio, e as propostas de produção textual do Manual do professor do LD de LE: características, finalidades e
gênero notícia, a fim de verificar se há correlação entre a teoria análise critica
escolhida e a prática proposta.
Tendo em vista a importância que o MP representa no processo de
Raquel Rodrigues ensino e aprendizagem de língua estrangeira, assim como na
formação do professor, pretendo analisar criticamente três MPs de
O uso do YouTube e de blogs como ferramentas
LDs do Ensino Médio publicados recentemente, em 2009 e 2010,
complementares ao livro didático
para o contexto brasileiro da Educação Básica. Dois dos MPs são de
Esta pesquisa testa novas tecnologias disponíveis ou compartilhadas LDs de inglês e um de espanhol que serão identificados apenas por
através da Web 2.0: blogs, o YouTube e vídeos digitais como números MP1; MP2 e MP3, garantindo, assim, o anonimato de seus
68 69

autores e respectivas editoras. Para o empreendimento da minha Rita de Cássia Augusto (Priscila Peixoto Pereira, co-autora)
análise, farei uso do instrumento de Dias (2009) e dos critérios de
avaliação, recentemente publicados pelo Programa Nacional de Livro A influência do livro didático na experiência de aprendizagem
Didático (MEC, 2011), relativos às coleções de Língua Estrangeira de inglês de alunos da educação básica
Moderna.
Esta comunicação tem por objetivo apresentar os resultados de um
Renato Caixeta da Silva estudo empírico que investiga a influência do livro didático na
experiência de aprendizagem de inglês de alunos da educação básica
Análise discursiva de apresentações de livros didáticos de
inglês em manuais do professor com base na Linguística Roberta Lombardi Martins
Sistêmico - Funcional O conceito de reedição em livros didáticos: primeira,
Este trabalho analisa apresentações de livros didáticos de inglês segunda...muitas?
brasileiras contidas em manuais endereçados aos professores da área Este trabalho aborda a noção de reedição pela perspectiva dos
e escritas por autores ou editores desses livros. A análise discursiva é gêneros (BAKHTIN, 1952/53) e da atividade (ENGËSTROM, 1999) de
baseada na Linguística Sistêmico-Funcional. O livro didático de reeditar um livro. Busca identificar como se relacionam diferentes
inglês é visto, aqui, como um elemento do cotidiano social, com edições de uma mesma obra pela análise de duas coleções de
importância pedagógica, política, econômica e social, não apenas um editoras e autores diversos em edições de mercado privado e público
instrumento de ensino de línguas, o que também norteia a análise a
ser apresentada. Rogério Tilio (Terezinha Fátima Martins Franco Brito, co-autora)
Renato Pazos Vazquez Polifonia e gêneros textuais em um livro didático de língua
portuguesa
A distribuição dos gêneros textuais no livro didático de língua
estrangeira/espanhol Com base na análise crítica do discurso, este trabalho objetiva
analisar textos e gêneros textuais presentes em um livro didático da
Este trabalho estuda como se distribuem os gêneros discursivos nos série Português: Linguagens (Ensino Fundamental II), com o intuito de
livros didáticos de Língua Estrangeira/Espanhol e quais são os efeitos verificar se há polifonia que garanta uma perspectiva
decorrentes dessas escolhas por parte dos autores a fim de verificar sociointeracionista de discursividade crítica, estabelecido um
um possível engessamento de determinados gêneros em posições diálogo entre esta análise e as atuais políticas públicas, tais como o
pré-determinadas (cabeça, tronco, pé) dentro dos manuais. Programa Nacional do Livro Didático e os Parâmetros Curriculares
Ricardo Artur Pereira de Carvalho Nacionais.

A formação da identidade do aluno de design Rogério Tilio (Christine Nicolaides, co-autora)

O estudo discute a formação da identidade do aluno de design a A perspectiva do desenvolvimento de autonomia do aprendiz
partir da observação da sala de aula. Ao contemplar o emprego de de línguas em livros didáticos de inglês
diferentes recursos, questiona-se a preponderância da prática
Partindo-se do pressuposto básico de que é importante estimular o
profissional sobre a crítica, que conduz tanto à inovação estética e
aprendiz a desenvolver uma atitude autônoma em sua aprendizagem,
técnica, como à reprodução de estereótipos culturais
este deve ser um dos componentes presentes em nossos critérios de
escolha de material didático. Este trabalho objetiva analisar livros
didáticos que carregam o discurso do desenvolvimento da
70 71

autonomia, buscando entender os mecanismos por eles utilizados tanto no que concerne aos livros utilizados em escolas públicas
para atender a este objetivo, e discutindo os possíveis resultados quanto aos materiais didáticos utilizados em cursos de formação
desta intervenção na aprendizagem do aluno. continuada de professores.

Rosângela Maria da Cruz Shirley de Oliveira Garcia Jurado


Enunciados de interpretação no livro didático de língua A multimodalidade: uma proposta de trabalho com
portuguesa - problemas estruturais ou de compreensão? videopoemas
Este trabalho versará sobre os enunciados na seção de interpretação Esta comunicação objetiva discutir em que medida um material
de textos, constantes em livros didáticos do Ensino Fundamental de didático que propõe a leitura de videopoemas, elaborado pela
Língua Portuguesa do 9º ano. Desse modo, essa comunicação tem Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, pode contribuir para
como objetivo apresentar uma reflexão pautada nos constructos o desenvolvimento de capacidades de leitura de poemas e textos
teóricos de Bakhtin sobre gêneros e de Marcuschi sobre tipologias multimodais.
de perguntas.
Talita Guimarães da Silva
Rosielly Santos da Silva
Multiletramentos no samba: escola multicultural?
Livro didático de língua inglesa: até que ponto contribui para o
A pesquisa visa à produção de materiais flexíveis para o ensino de
processo de ensino e aprendizagem? língua/linguagem na escola, baseados na teoria de gêneros, com foco
Apresento algumas reflexões que surgiram durante meu estágio em no gênero musical/de discurso samba /pagode, afim de desenvolver
uma escola estadual. A partir da Prática Exploratória e de discussões materiais que abarquem os multiletramentos da esfera e o diálogo
no projeto de ID que participo busquei entendimentos sobre o plurilíngue da escola com a cultura popular.
processo de ensino e aprendizagem desenvolvidos naquele ambiente
Tamíris de Almeida Cutrim (Ceciliane Dias Gomes, co-autora)
escolar, objetivando entender a qualidade de vida naquele espaço
Educação e entretenimento
Roxane Helena Rodrigue Rojo
As novas TIC’s e a valorização dos discursos imagéticos vêm
Currículo e material didático: algumas considerações pressionando o professor a alterar suas práticas de ensino, buscando
Nesta comunicação, será exposta uma breve análise contrastiva: a) reduzir o hiato com seus alunos. O Edutainment lhe permitirá
das bases curriculares estaduais e municipais do Estado de São Paulo; estabelecer um canal de comunicação partindo de um repertório
b) da maneira (opcional/obrigatória) como os materiais que buscam comum, alicerçando a construção de novas competências.
concretizá-las foram postos em circulação nas redes; etc) dos tipos
Tatiana S. de Macedo
de objeto de ensino propostos nas bases e nos materiais.
A noção de autenticidade e os textos circulantes em manuais
Simone Padilha
de ensino e aprendizagem de escrita em inglês
Pesquisa sobre materiais didáticos em MT – a experiência do
Neste trabalho, relato pesquisa cujo corpus – nove livros didáticos
mestrado em linguagens da UFMT
para o ensino e aprendizagem de escrita acadêmica em língua inglesa
Este trabalho apresentará uma síntese das pesquisas sobre materiais em universidades – foi analisado com o objetivo de observar, entre
didáticos que se têm realizado no Programa de Pós-graduação em outros aspectos, as dimensões do conceito de autenticidade que
Estudos de Linguagem da Universidade Federal de Mato Grosso,
72 73

permeiam esses livros, de acordo com a categorização de Breen Vera Lúcia Lopes Cristóvão (Ana Paula Marques Beato-Canato, Célia
(1985). Regina Apellini Petreche, Marlene Aparecida Ferrarini, Lucas Moreira
Tatiana Tabak dos Anjos Santos, co-autores)

Diálogos possíveis entre design e educação como contribuição Análise de material didático quanto à sua pertinência em
para a formação de professores reflexivos relação à formação de professores

O presente artigo visa abordar as idéias sobre a prática reflexiva sob Esse trabalho tem por objetivo apresentar e analisar uma proposta de
o ponto de vista de ações que associam o campo do design e da progressão para o ensino de língua inglesa como língua estrangeira
pedagogia, e pretende demonstrar a importância do diálogo entre as para os anos finais do Ensino Fundamental baseada numa abordagem
duas áreas no enfrentamento do desafio da formação de professores de gêneros textuais fundamentada no quadro teórico-metodológico
reflexivos. do Interacionismo Sociodiscursivo.

Terezinha Toledo Melquiades de Melo Viviane Conceição Antunes Lima

A progressão curricular dos gêneros textuais proposta num A formação cidadã nos livros didáticos: mero adorno ou uma
livro didático busca de inclusão social

A presente proposta de comunicação analisa a distribuição e a Este trabalho objetiva mostrar que lugar se destina à cidadania nos
progressão dos gêneros textuais em um livro didático. Optou-se livros didáticos brasileiros de língua espanhola, publicados entre
pelas abordagens quantitativa e qualitativa. O livro didático 2000 e 2009. Nossa hipótese é a de que, geralmente, se apresenta de
apresenta uma grande diversidade de gêneros textuais, mas estes forma superficial, ao contrário do que versam os atuais documentos
não são organizados numa progressão curricular. educacionais sobre o ensino línguas estrangeiras no Brasil.

Thamires Oliveira de Araújo Viviane dos Ramos Soares

O gênero publicitário na produção de materiais de leitura em A relação entre linguagem e ciência em materiais didáticos de
língua inglesa nível médio

Este trabalho terá como objetivo a reflexão docente sobre a Este trabalho tem por objetivo discutir a representação da relação
produção de materiais de leitura em língua inglesa. Partilharei as entre linguagem e ciência em materiais didáticos voltados a alunos
minhas reflexões sobre a produção de uma atividade de leitura sobre de nível médio a partir de uma reflexão sobre gênero científico e
um texto publicitário, problematizando-a, tentando uma sobre a produção de textos científicos como espaço para crítica às
aproximação entre as teorias de ensino-aprendizagem e a prática formas de produção naturalizantes da ciência contemporânea.
docente. Viviane Netto Silva
Livros didáticos de língua portuguesa e italiana: a construção
do aluno leitor
Essa pesquisa tem como objetivo investigar como se constroem e são
modalizados os enunciados sobre os textos dados para leitura em
manuais de língua materna italiana e brasileira. Como referencial
teórico nos valeremos do conceito de heterogeneidade, introduzido
74 75

Índice dos Autores


por Authier-Revuz (2001), a partir das noções de dialogismo e
polifonia propostas pelo Círculo de Bakhtin.
Walkyria Magno e Silva (Conceição de Souza Fernandes, Marcus de
Souza Araújo, co-autores) Adriana Aparecida Souza Aguiar adaguiar@gmail.com
Adriana Baptista de Souza drikrj@gmail.com
Propostas de material didático para o fomento da autonomia
na aprendizagem de língua inglesa Adriana Luzia Sousa Teixeira adrianaletras@gmail.com
Adriana Maria Tenuta de atenuta@gmail.com
Nos últimos anos, a autonomia na aprendizagem de línguas Azevedo
estrangeiras (LE) passou a ter um lugar de destaque no contexto
Adriana Netto Silva dricanettos@gmail.com
educacional brasileiro. Nesta comunicação, pretende-se propor
materiais didáticos, tarefas e estratégias de aprendizagem de inglês Adriano Rodrigues de Melo dricomelo@ig.com.br
que toquem os interesses de aprendentes diversos, catalisando a Alexandre Farbiarz alexfarbiarz@terra.com.br
busca autônoma por conhecimentos. Álvaro Monteiro Carvalho alvaroxxii@yahoo.com.br
Ana Angélica Lima Gondim anaangel.gondim@bol.com.br
Ynah de Souza Nascimento (Carla Alexandre Barboza de Sousa, co-
Ana Lúcia Guedes-Pinto alguedes@mpc.com.br
autora)
Ana Paula Deslandes de A. anapaula_deslandes@yahoo.com.br
Produção de aulas de língua portuguesa em suporte digital: Moutinho
desafios de quem produz Ana Paula Kuczmynda da Silveira ana_paula_k.silveira@terra.com.br
Relato crítico da experiência das autoras, integrantes da equipe Ana Paula Marques Beato-Canato anabeato@uol.com.br
multidisciplinar da empresa Educandus, e autoras de aulas digitais de André Lima Cordeiro andrelcordeiro@gmail.com
Língua Portuguesa para o Ensino Fundamental e Médio. O desafio foi Angela Marina Bravindos Santos bravin.rj@uol.com.br
produzir um material multimídia com interface amigável e que Annallena de Souza Guedes annallenaguedes@ifba.edu.br
facilitasse a construção de conhecimento, por parte do aluno. Aparecida Araújo de Oliveira cidaaraujo007@gmail.com
Ynah de Souza Nascimento Aracy Alves Martins aracymartins60@gmail.com
Barbara Jane Necyk 07barbara@gmail.com
De professora à autora: tem sempre uma pedra no meio do
Barbara Jane Wilcox Hemais bhemais@puc-rio.br
caminho
Beatriz Barreto barreto@puc-rio.br
Reflexão crítica acerca do lugar que o livro didático veio ocupando no Camila Dalla Pozza Pereira camila.dpp@gmail.com
processo de construção do percurso pessoal e profissional da Carla Alexandre Barboza de carlalexandrebs@hotmail.com
professora - não como um objeto de estudo apenas, mas como um
Sousa
objeto cultural complexo construído socio-historicamente e
Caroline Cassiana Silva dos carolcassiana@zipmail.com.br
legitimado culturalmente (BUNZEN, 2005)
Santos
Ceciliane Dias Gomes cissadonahi@hotmail.com
Célia Abicail Belmiro celiab@terra.com.br
Célia Regina Capellini Petreche
Ceris Salete Ribas da Silva cerisrs@gmail.com
76 77

Christine Nicolaides nicolaides@uol.com.br Isabel Cristina Rangel Moraes icmoraes@uol.com.br


Claudia Hilsdorf Rocha claudiahrocha@gmail.com Bezerra
Cláudio de Paiva Franco cpaivagfranco@yahoo.com.br Jackeline Lima Farbiarz jackeline@puc-rio.br
Clecio dos Santos Bunzen Junior clecio.bunzen@gmail.com Jacqueline Peixoto Barbosa jacbar@terra.com.br
Cristina Bongestab crisbonges@yahoo.com.br Jerônimo Coura-Sobrinho
Cristina Mott Fernadez cristinamott@yahoo.com.br Joana Sousa joaninhas.povoa@gmail.com
Dafne Barbosa Cortez dafnebc@gmail.com Juliana Clara Pinton juclarajf@hotmail.com
Daniela de Carvalho Marçal daniela@studiozero.com.br Juliana da Silva Passos julicwb@yahoo.com.br
Daniela Manini dmanini@uol.com.br Juliana Maria Carvalho julianamaria77@gmail.com
Danielle do Amaral Pessoa danielleletras@yahoo.com.br Juliane D’Almas julianedalmas@yahoo.com.br
Danielly Vieira Inô Espíndula dany_vi@yahoo.com.br Julie Pires julie.pires@gmail.com
Didier Dominique Cerqueira didier.moraes@usp.br Kátia Modesto Valério katia_valerio@yahoo.com.br
Dias de Moraes Kátia Sayuri Fujisawa sayuri.kat@gmail.com
Dörthe Uphoff dorthe@ig.com.br Larissa da Silva Lisboa Souza lari.lisboa@gmail.com
Dulce Cassol Tagliani dulcetagliani@vetorial.net Lezinete Regina Lemes lezinetelemes@yahoo.com.br
Eduardo de Moura Almeida dumoura@gmail.com Leonel Andrade dos Santos leonelclarinete@yahoo.com.br
Edwiges Conceição de Souza edwiges@uepa.br Leonor Werneck dos Santos leonorwerneck@yahoo.com.br
Fernandes Lílian Kelly Caldas-Viudes lilian_let@yahoo.com.br
Ellen Rosenblat ellenblat@terra.com.br Lucas Moreira dos Anjos Santos luca.dos.anjos@gmail.com
Eulalia Vera Lúcia Fraga Leurquin fragaleurquin@yahoo.com.br Lúcia Oliveira Albuquerque
Fabiana Panhosi Marsaro fabymarsaro@yahoo.com.br Luciana Maria Almeida de Freitas lucianafreitas@uol.com.br
Fabiane Rodrigues rodrigues.fabi.30@hotmail.com Luciana Moreno de Oliveira lumorenoo@yahoo.com.br
Fátima Cristina Dória Ramirez fatimaramirez@uol.com.br Ludmila Scarano Coimbra scaranobr@gmail.com
dos Santos Luiza Novaes lnovaes@puc-rio.br
Fernanda Felix Litron fernandalitron@hotmail.com Luiz Augusto do Nascimento lzaugusto@gmail.com
Frank da Silva Gonçalves frankup@gmail.com Marcel Álvaro de Amorim marceldeamorim@yahoo.com.br
Gabriel do Amaral Batista gabriel@gabiru.com Marcello Araújo marcelloaraujo@amaiscomunicaçao.
Geandro Rocha gerotj@gmail.com com.br
Girlene Écio Damasceno Dias gisdd@hotmail.com Marcia Andréa Almeida de dryoliv@hotmail.com
Gislene Lima Carvalho gislc@bol.com.br Oliveira
Guilherme Xavier guix@gbl.com.br Márcia Olivé Novellino marcianovellino@hotmail.com
Heitor Garcia de Carvalho heicarvapl@hotmail.com Márcia Rodrigues de Souza mendonca.mrs@gmail.com
Heitor Gribl heitor.g@gmail.com Mendonça
Henrique Leroy henriqueleroy@hotmail.com Marcus de Souza Araújo marcusaraujo@interconect.com.br
Inés Kayon de Miller inesmiller@hotmail.com Maria Aparecida Oliveira Moreira aparecidamor@uol.com.br
78 79

Maria Cecília Mollica ceciliamollica@terra.com.br Renato Caixeta da Silva rencaixe@yahoo.com.br


Maria Cristina de Góes Monteiro mcgoes@puc-rio.br Renato Pazos Vazquez vazquez@ufrj.br
Maria Cristina Macedo Alencar cristinaufpa@yahoo.com.br Ricardo Artur Pereira de ricardoartur@hotmail.com
Maria Cristina Silva Tempesta cristempesta@uol.com.br Carvalho
Maria de Lourdes Dionísio mldionisio@ie.uminho.pt Rita de Cássia Augusto ritaugusto@yahoo.com
Maria Diomara da Silva mariadiomara@yahoo.com.br Rita Couto ri-couto@puc-rio.br
Maria Inês Batista Campos maricamp@usp.br Roberta Lombardi Martins roberta.l.martins@gmail.com
Maria Isabel Azevedo Cunha Rogério Tilio rogeriotilio@gmail.com
Maria Lúcia Martins da Cunha mlcunha@globo.com Romulo Matteoni matteodesigner@gmail.com
Mariana da Souza Coutinho maryanacoutinho@hotmail.com Rosângela Maria da Cruz rosangelaprojovem@gmail.com
Mariana Daré Vargas marianadarevargas@yahoo.com.br Rosielly Santos da Silva rosiellyss@hotmail.com
Mariana Killner marikillner@msn.com Roxane Helena Rodrigues Rojo rrojo@mac.com
Mariana Santos de Assis iel.mary06@gmail.com Shirley de Oliveira Garcia Jurado shirleygo@uol.com.br
Marisa Balthasar Soares mbalth@usp.br Simone de Jesus Padilha simonejp1@gmail.com
Marisa Leal marisaleal@im.ufrj.br Taisa Pinetti Passoni taisapas@gmail.com
Marlene Aparecida Ferrarini maferrarini@yahoo.com.br Talita Guimarães da Silva tata_guimaraes_1@hotmail.com
Miriam Lucia dos Santos Jorge misj54@hotmail.com Tamiris Oliveira de Araújo tamirisdealmeida@gmail.com
Natália Moreira Tosatti natalia.tosatti@ig.com.br Tatiana S. de Macedo tmacedo25@yahoo.com.br
Nathalia Martins Melati nathaliamelati@terra.com.br Tatiana Tabak tatitabak@gmail.com
Nelson Mitrano Neto mitrano@mac.com Terezinha Fátima Martins Franco tfmarfranbr@yahoo.com.br
Oriana Magalhães Dupont orianamd@yahoo.com.br Brito
Patrícia Santos Costa de Resende pscresende@hotmail.com Terezinha Toledo Melquíades de temelquiades@gmail.com
Paula Tatianne Carréra Szundy ptszundy@uol.com.br Melo
Paulo Abreu Thamiris de Almeida Cutrim thamiris-ao@hotmail.com
Paulo Eduardo Dias de Melo paulodemello04@gmail.com Vera Lúcia Lopes Cristóvão veracristovao@yahoo.com
Priscila Peixoto Pereira Violeta de San Tiago Dantas violetaq@puc-rio.br
Raabe Costa Alves de Oliveira raabealves@yahoo.com.br Barbosa Quental
Raiane Nogueira Gama raiane_nog@msn.com Viviane Conceição Antunes Lima viviane.antuneslima@gmail.com
Raquel Gamero rachelgamero@yahoo.com Viviane dos Ramos Soares vivianesoares@fiocruz.br
Raquel Gomes Palmeira quelsume@hotmail.com Viviane Netto Silva vivianetto@gmail.com
Raquel Rodrigues mzrodriguez@gmail.com Walkyria Magno E. Silva wmagno@ufpa.br
Regina Lúcia Péret Dell’Isola reginadellisola@gmail.com Ynah de Souza Nascimento ynah@terra.com.br
Reinildes Dias reinildes@gmail.com
Renata Lopes de Almeida renatalar@uol.com.br
Rodrigues
80

Capa
Barbara Jane Necyk

Diagramação
Alexandre Farbiarz

Site
www.letras.puc-rio.br/3silid
Romulo Miyazawa Matteoni

Revisão
Vera Lucia Carvalho Grade Selvatici

Produção
Tatiana Tabak
Romulo Miyazawa Matteoni
III Simpósio sobre o Livro Didático de Língua Materna e Estrangeira II Simpósio sobre Materiais e Recursos Didáticos