Você está na página 1de 25

RECONHECIMENTO DE ANTÍGENOS

PELAS CÉLULAS T

Professora: Natália Malavasi Vallejo

RECONHECIMENTO DE ANTÍGENOS PELAS
CÉLULAS T

• Ao contrário das imunoglobulinas, as quais interagem com um
patógeno e seus produtos tóxicos no espaço extracelular do
organismo, as células T somente reconhecem antígenos
estranhos que são apresentados na superfície das próprias
células do organismo;

• Patógenos como: vírus, bactérias intracelulares, que se replicam
dentro da célula, ou de patógenos ou seus produtos
provenientes do fluido extracelular que as células internalizaram
por endocitose.

COMPLEXO PRINCIPAL DE IMUNOHISTOCOMPATIBILIDADE • Complexo gênico (grande grupo de genes) que codifica uma glicoproteína ligadora de peptídeo. . • A função de apresentar os antígenos para serem reconhecidos pelas células T é desempenhada pelas APCs. • Glicoproteína chamada de Complexo MHC.

porém homólogas. Os genes MHC são os genes mais polimórficos do genoma. . 2. Codificam 2 grupos de proteínas estruturalmente distintas. PROPRIEDADES DOS GENES DO COMPLEXO MHC 1.

Cada molécula da classe I ou da classe II possui uma única fenda de ligação que podem acomodar vários peptídeos diferentes. Os peptídeos que se ligam às moléculas do MHC apresentam características estruturais em comum que promovem esta interação. 3. . A associação de peptídeos antigênicos e moléculas do MHC é uma interação com menor afinidade. CARACTERÍSTICAS DAS INTERAÇÕES PEPTÍDEO-MHC 1. 2.

.

linfócitos B. dentre outras). enquanto as moléculas da classe II são em geral encontradas somente nas células apresentadoras de antígenos (dendríticas. macrófagos. .Como determinar que aquela célula T terá a capacidade de ligar a um determinado antígeno?? 1. A expressão das moléculas do MHC é aumentada pelas citocinas produzidas durante as respostas imunológicas natural e adquirida. 2. As moléculas da classe I são expressas constitutivamente em células nucleadas.

.

3. A maioria dos linfócitos T reconhecem apenas antígenos peptídicos. Os linfócitos T de qualquer indivíduo reconhecem antígenos peptídicos estranhos somente quando esses peptídeos estão ligados às moléculas do MHC e exibidos por elas naquele indivíduo (restrição ao MHC próprio). Propriedades dos antígenos reconhecidos por Linfócito T 1. . Os linfócitos T reconhecem antígenos peptídicos estranhos e respondem a eles somente quando os antígenos estão à superfícies das APCs. 2.

enquanto os CTLs CD8+ reconhecem os peptídeos ligados a moléculas do MHC da classe I. Os linfócitos T auxiliares CD4+ reconhecem os peptídeos ligados a moléculas do MHC da classe II. enquanto os linfócitos T CD8+ reconhecem os peptídeos derivados de proteínas citosólicas. Os linfócitos T CD4+ restritos à classe II reconhecem os peptídeos derivados principalmente das proteínas extracelulares que são interiorizadas em vesículas das APCs.5. . 6. em geral sintetizadas endogenamente.

. .APRESENTAÇÃO DE ANTÍGENOS PROTEICOS A LINFÓCITOS T CD4+ • CÉLULAS APRESENTADORAS DE ANTÍGENOS: . convertem antígenos proteicos em peptídeos (processamento do antígeno). exibem complexos de peptídeo-MHC para o reconhecimento pelos Linfócitos T (secreção de fatores co- estimuladores).

.

.linfócitos B (durante a resposta imune humoral). • Expressão de produtos de gene do MHC da classe II. . .Células dendríticas. Endocitose: processo pelo qual células vivas absorvem material (Ags) através da mb celular. TIPOS DE APCs PARA LINFÓCITOS T AUXILIARES CD4+ • Capacidade de processar antígenos que sofreram endocitose. são eliminados ou expostos pelo MHC.macrófagos (fase efetora da imunidade celular). . e a partir do Complexo de golgi.

Ocupam 25% da superfície da epiderme embora constituam menos de 1% da população de células. . • Células dendríticas imaturas: . nos epitélios da pele e nos trato gastrointestinal e respiratório. CÉLULAS DENDRÍTICAS • Estão presentes em órgãos linfoides. e durante o transporte amadurecem e tornam-se eficientes para a apresentação e estimulação dos linfócitos T não expostos ao Ag. Função: capturar antígenos proteicos de microorganismos e transportar os Ags aos linfonodos.

. exibem Ag aos LT. nos linfonodos são chamadas de células dendríticas interdigitantes. .• Células dendríticas maduras: . residem nas zonas de linfócitos T dos linfonodos e nesta localização. são diferenciadas pela expressão de vários marcadores da superfície celular. .

. • São induzidos pelo interferon-γ das citocinas para intensificar a apresentação de antígenos e ativação dos LT. • Possuem expressão baixa de moléculas de MHC da classe II. MACRÓFAGOS • Fagocitam ativamente grandes partículas. LINFÓCITOS B • Utilizam de seus receptores antigênicos para se ligar e interiorizar os Ags proteicos solúveis e apresentar peptídeos processados derivados dessas proteínas para o LT.

.

por convergirem na expressão da classe II.NATUREZA DE RESPOSTA DOS LINFÓCITOS T • Antígenos extracelulares geralmente terminam no conjunto endossômico e ativam os linfócitos T CD4+. • Ativam os linfócitos T CD8+ que eliminam as células produtoras destes antígenos intracelulares . onde são insensíveis a anticorpos e fagócitos. • Antígenos sintetizados endogenamente estão presentes no conjunto citoplasmático de proteínas. • Esses linfócitos T CD4+ funcionam como auxiliares para estimular os mecanismos efetores (anticorpos e fagócitos).

Processamento de antígenos endocitados para apresentação associada ao MHC da classe II – Lifócitos CD4+ .

.

APRESENTAÇÃO DE ANTÍGENOS PROTEICOS A LINFÓCITOS T CD8+ • Todas as células nucleadas podem apresentar peptídeos associados a MHC da classe I. são capazes de reconhecer peptídeos associados à classe I e de eliminar qualquer célula expressando antígeno. • Os linfócitos T CD8+. . • Eliminação de qualquer célula infectada por vírus ou célula tumoral.

Processamento de antígenos citosólicos para apresentação associada ao MHC da classe I – Linfócitos T CD8+ .

TAP: Transportador associado a processamento de antígeno Célula TAP negativa: defeito na apresentação de antígeno e na expressão de MHC classe II .

por convergirem na expressão da classe II.NATUREZA DE RESPOSTA DOS LINFÓCITOS T • Antígenos extracelulares geralmente terminam no conjunto endossômico e ativam os linfócitos T CD4+. • Antígenos sintetizados endogenamente estão presentes no conjunto citoplasmático de proteínas. • Esses linfócitos T CD4+ funcionam como auxiliares para estimular os mecanismos efetores (anticorpos e fagócitos). . • Ativam os linfócitos T CD8+ que eliminam as células produtoras destes antígenos intracelulares. onde são insensíveis a anticorpos e fagócitos.

Apresentação de antígenos extracelulares e citosólicos a diferentes subgrupos de linfócitos T .