Você está na página 1de 1

VALIDAÇÃODA VERSÃO REDUZIDA DO INVENTÁRIO ANSIEDADE

TRAÇO ESTADO (IDATE). Ana Carolina Fioravanti ( PUC-Rio, Rio de Janeiro,
RJ). J. Landeira-Fernandez (PUC-Rio, Rio de Janeiro, RJ e UNESA).)

Dentre os instrumentos mais utilizados para quantificar aspectos relacionados á
ansiedade nas mais diversas culturas, está o Inventário de Ansiedade Traço-Estado
(IDATE). Este instrumento consiste de duas escalas com 20 itens cada uma, para medir
dois componentes distintos de ansiedade: o Estado de Ansiedade definido como uma
condição cognitivo-afetiva transitória; e o Traço de ansiedade, definido como uma
característica mais estável da personalidade.
Alguns pesquisadores encontram vantagens em trabalhar com uma versão
reduzida de um inventário por minimizar o número de respostas erradas e itens não
respondidos, além de melhorar os critérios de validade bem como a generalização dos
resultados. O propósito do presente estudo foi o de contribuir para a melhor
compreensão da estrutura psicométrica da versão brasileira do IDATE e propor uma
versão reduzida deste instrumento. O presente estudo empregou 5171 sujeitos,
distribuídos em cinco amostras. A primeira consistiu de um total de 1173 estudantes do
ensino médio de escolas particulares no município do Rio de Janeiro. A segunda
amostra constitui-se por 1881 estudantes de Psicologia e Enfermagem da Universidade
Estácio de Sá-RJ e PUC-Rio, enquanto a terceira amostra foi composta de 1254 alunos
do primeiro, segundo e terceiro ano do ensino médio do Instituto Abel-Niterói. A quarta
amostra foi composta de 444 funcionários do Hospital Estadual Alberto Torres e da
Xerox. A quinta amostra foi composta de 419 estudantes de Psicologia, Fisioterapia,
Moda, Geografia e cursos técnicos da UNESC-Santa Catarina.
Uma análise fatorial foi utilizada como critério para a escolha dos melhores
itens. O número de itens de uma escala foi determinado pelo índice de consistência
interna bem como a correlação da escala reduzida com a escala completa. Os resultados
mostraram que foi possível desenvolver uma escala reduzida do IDATE-T quanto do
IDATE-E, cada uma composta por seis itens. Ambas as escalas apresentaram
consistências internas adequadas (alfa de Cronbach 0,70 e 0,69, respectivamente) bem
como correlações adequadas com suas respectivas escalas completas (IDATE-T, r=0,87;
IDATE-E, r= 0,89).

PALAVRAS CHAVES: IDATE, ANSIEDADE-TRAÇO ANSIEDADE-ESTADO