Você está na página 1de 6

Ministério da Educação, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus

Cornélio Procópio, Departamento de Eletrotécnica, Materiais e Equipamentos
Elétricos.

Testes de Dureza

Jéssica Barretos Lima dos Reis 1427156

Lucas dos Santos Aguiar de Oliveira 1884522

Leandro Ferreira e Silva 1693395

Vinicius Mendes Galdino de Morais 1427369

A carga aplicada varia entre 500 e 3000 kgf e. “D” é o diâmetro do penetrador e “d” é o diâmetro da impressão resultante. a carga é mantida constante por um período entre 10 e 30 segundos. durante o teste. utilizado principalmente nos materiais metálicos. Fórmula O número Brinell de dureza (HB) é função da carga aplicada e do diâmetro da impressão resultante. produtos siderúrgicos em geral e peças não temperadas. Aplicações Teste de dureza principalmente de materiais metálicos. . feito de aço de elevada dureza ou de carbeto de tungstênio. Março de 2017 Brinell Definição O método Brinell é um método de medição da dureza.É o primeiro ensaio de dureza. O teste típico consiste em um penetrador de formato esférico com 10 mm de diâmetro. onde “P” é o valor da carga aplicada (em kgf). O método Brinell é utilizado para metais ferrosos e não-ferrosos. ambos em milímetros.

O aumento permanente na profundidade da penetração resultante da aplicação e remoção da carga é usado para calcular o valor da dureza Rockwell. Rockwell Definição O teste de dureza Rockwell consiste em furar o material sob teste com um cone de diamante ou um cone pontiagudo de aço endurecido. Atingido novamente o equilíbrio a carga é removida. aumentando a penetração. mantendo-se a força inicial. reduzindo a profundidade da penetração. Fórmula HR = E .e Onde: “e” é aumento permanente da profundidade de penetração devido à carga maior. um dispositivo indicativo que segue os movimentos do cone e responde às variações da profundidade de penetração é ajustado para a posição zero. metais mais macios e inclusive alguns plásticos. Ainda com a força inicial aplicada. Aplicações Teste de dureza em aços com dureza superficial. Quando o equilíbrio é atingido. uma segunda força é introduzida. ligas metálicas. O cone é pressionado contra a superfície do corpo de prova com uma força inicial. “E” é a constante que depende do formato do cone e seu material. . A remoção da força inicial provoca uma recuperação parcial.

sendo que este procedimento é utilizado em ensaios de micro e nano-dureza. . é usada uma pirâmide de diamante com ângulo de diedro de 136º que é comprimida. Fórmula Onde: “F” é a carga em kgf e“d” é a média aritmética entre as duas diagonais. com uma força arbitrária "F". Aplicações A grande vantagem deste método é a pequena impressão deixada. Calcula-se a área "A" da superfície impressa pela medição das suas diagonais. contra a superfície do material. na qual é possível analisar cerâmicas e finíssimas camadas de revestimento. Vickers Definição Dureza Vickers é um método de classificação da dureza dos materiais .neste método. d1 e d2 em mm.

Knoop Definição O método Knoop é utilizado para a medição de dureza sobre áreas muito pequenas. é pressionado contra uma superfície. com formato piramidal. Fórmula onde “P” é a carga aplicada em kgf. “L” é o comprimento da impressão (em mm) ao longo do maior eixo e “Cp” é um fator de correção relacionado ao formato do penetrador (idealmente 0. Aplicações Determinar durezas em pequenas partes do corpo de prova.070279). . “A” é a área superficial de impressão em mm2. na qual um penetrador de diamante.

em condições previamente fixadas. couro e materiais similares. P – a profundidade de penetração. . R ⁰ ’ ⁶ ⁵. silicone e vinil. em mm. Aplicações efetua a medição da rigidez de penetração de borrachas. como neoprênio. É conhecida a relação entre a profundidade de penetração de uma esfera rígida e o módulo de Young. em MPa. E0 – o módulo de Young. e outros tipos de borracha. Shore A Definição Desenvolvido para determinar a rigidez de penetração de materiais que se estende desde produtos de celulose a plásticos rígidos. elastômeros. em mm. em Newton. R – o raio do penetrador esférico. A medida da dureza é baseada na penetração de uma esfera rígida num provete normalizado.0038 . P ¹’ ⁶⁵ E0 sendo: F – a força de penetração. para um material perfeitamente elástico e isotrópico: F =0. Podendo também ser utilizada para efetuar medições em plásticos flexíveis..