Você está na página 1de 3

1.

O carvão é um combustível constituído de uma mistura de compostos ricos em
carbono.

A situação em que a forma de apresentação do combustível, do comburente e a
temperatura utilizada favorecerão a combustão do carbono com maior velocidade é:
Obs: Pulverizado: reduzido a pó.
a) Combustível - carvão em pedaços; Comburente – ar atmosférico; Temperatura 0°C.
b) Combustível - carvão pulverizado; Comburente – ar atmosférico; Temperatura 30°C.
c) Combustível - carvão em pedaços; Comburente - oxigênio puro; Temperatura 20°C.
d) Combustível - carvão pulverizado; Comburente - oxigênio puro; Temperatura 100°C.
e) Combustível - carvão em pedaços; Comburente - oxigênio liquefeito; Temperatura
50°C.

2. A tabela a seguir mostra situações experimentais realizadas por um estudante
sobre a reação:
Conc. do
Massa Forma Temp.
Exp. ácido em
Zn (g) do Zn (ºC)
mol/L
I 1,0 Barra 0,2 20
II 1,0 Pó 0,2 60
III 3,0 Pó 0,2 20
IV 3,0 Barra 0,5 60
V 3,0 pó 0,5 60
Assinale a experiência em que a reação entre o metal zinco e a solução de ácido
clorídrico se processou com maior rapidez:
a) I b) II c) III d) IV e) V

3. Alguns medicamentos de natureza ácida, como vitamina C (ácido ascórbico) e
aspirina (ácido acetilsalicílico), são consumidos na forma de comprimidos
efervescentes. A efervescência desses comprimidos, responsável pela produção
de gás carbônico, decorre da reação (abaixo representada) entre a substância
ativa e um bicarbonato do excipiente.

Um professor partiu desse acontecimento cotidiano para demonstrar a influência de
certos fatores na velocidade de reação (ver figura abaixo).
Primeiramente (I), pediu que os alunos medissem o tempo de dissolução de um
comprimido efervescente inteiro num copo de água natural (25°C). Em seguida (II),
sugeriu que repetissem a experiência, usando um comprimido inteiro, num copo de água
gelada (5°C). Finalmente (III), recomendou que utilizassem um comprimido partido em
vários pedaços, num copo de água natural (25°C).

Considerando apenas a restrição referente ao pH. c) 100 vezes menor. podem ser lançados em rios. Comparando-se esse valor com o do pH da água pura. b) da indústria II. somente. A análise feita. d) 2 vezes maior. Os efluentes das indústrias I. da chuva da cidade de São Paulo forneceu um valor médio de pH igual a 5. somente. d) das indústrias I e II. II e III apresentam as seguintes concentrações (em mol/L) de H+ ou OH-. 4. sem tratamento prévio. em relação ao resultado do primeiro experimento. somente. e) 100 vezes maior 6. assinale a alternativa que corresponde à amostra analisada: Dado: log5=0. respectivamente. A concentração hidrogeniônica [H+] de uma amostra revelou o valor de 5x10-3 mol/L. c) da indústria III. os tempos de reação do segundo e do terceiro foram. e) das indústrias I. b) menor e igual. b) 5 vezes maior. d) maior e menor. os efluentes a) da indústria I. II e III. durante um ano. em média: a) 2 vezes menor. 5. c) maior e igual. As leis de proteção ao meio ambiente proíbem que as indústrias lancem nos rios efluentes com pH menor que 5 ou superior a 8. A partir da escala de pH apresentada a seguir. e) maior e maior. a) menor e maior.7 . . Os estudantes observaram que. somente. percebe-se que o [H+] na água da chuva é.

a) Vinagre b) Tomate c) Ovo d) Limão e) Amônia .

Interesses relacionados