Você está na página 1de 9

UNIVERSIDADE DE AVEIRO

Departamento de Educação

TRABALHO FINAL

Implementação das Actividades


do
Courseware energiza.te

Esmoriz, Junho de 2010


A Educação Ciência-Tecnologia-Sociedade no Ensino Básico através de um courseware
didáctico

INTRODUÇÃO

A escola, enquanto organização social, apresenta uma complexidade natural própria a que
se juntam todas as valências de ordem educativa, curricular e pedagógica. Tanto no
âmbito educativo como organizacional, as Tecnologias da Informação e Comunicação
(TIC) têm vindo a assumir um papel cada vez mais influente e imprescindível, sendo
notória uma evolução permanente nos paradigmas relacionados com a sua utilização.
Desta forma, devemos encarar a aplicação das TIC como um salto positivo a reflectir nos
resultados educativos da instituição, em que o principal beneficiário é o aluno. (Adaptado:
http://nautilus.fis.uc.pt/softc/Read_c/destaque/teseind.htm)

Com esta oficina de formação pretendemos, acima de tudo, promover a integração das TIC
no processo de ensino/aprendizagem, segundo a perspectiva Ciência-Tecnologia-
Sociedade (CTS), com o recurso a uma ferramenta educativa digital, de forma a fomentar
melhor o desenvolvimento de ensino e aprendizagem. Nesse sentido, propusemo-nos a
implementar actividades, para o estudo da Água e Energia, a fim de funcionar como um
complemento da aula à disciplina de Ciências Físico-Químicas do ensino básico.

Relativamente ao presente relatório, este encontra-se estruturado em três partes distintas:


a primeira parte é dedicada à escolha da implementação de actividades do courseware
energiza.te, referindo-se a actividade implementada e como foi preparado o Antes da
visita; a segunda parte relata a visita de estudo ao Jardim da Ciência, da Universidade de
Aveiro, e a actividade proposta aos alunos Durante a visita; por fim, contextualiza a
implementação das actividades em sala de aula, recorrendo ao guião Depois da visita e à
utilização das TIC para o processo de ensino/aprendizagem.

Ana Godinho/Isabel Reis/Marília Marques 2


A Educação Ciência-Tecnologia-Sociedade no Ensino Básico através de um courseware
didáctico

IMPLEMENTAÇÃO DAS ACTIVIDADES DO COURSEWARE ENERGIZA.TE

A escola EB 2,3 Florbela Espanca, Esmoriz, foi receptiva a que as suas docentes se
enriquecessem em termos metodológicos na sua formação profissional através da
aquisição de conhecimentos de novos recursos didácticos, segundo uma perspectiva
Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS).

Como esta escola fornece condições para implementação de recursos didácticos,


utilizando as TIC, facilmente criou oportunidade para que fosse possível a implementação
das actividades da oficina de formação.

ANTES DA VISITA

O registo “Antes da Visita”, foi preenchido pelos alunos como tarefa para casa, nas turmas
B e C do sétimo ano. Na turma 7º A, o mesmo foi realizado numa aula de 45 minutos de
Ciências Físico-Químicas.

Na generalidade, os alunos mostraram-se entusiasmados com esta actividade e motivados


a visitar o Jardim da Ciência.

DURANTE A VISITA

A visita realizou-se no dia 9 de Junho, à tarde, em autocarro ofertado pela Universidade de


Aveiro, com um total de participantes de 40 alunos e 4 professores.
Feita a recepção pela Formadora Ana Cristina, procedeu-se à divisão em 2 grupos e estes
divididos em três subgrupos acompanhados por uma monitora, cada um.
Dado que não era possível estarem os dois grupos na visita ao mesmo tempo, optou-se
por um deles ir conhecer o espaço envolvente da Universidade de Aveiro enquanto o outro
grupo se encontrava a realizar as actividades no Jardim da Ciência.
Os grupos passaram por todas as actividades existentes no Jardim, à excepção dos
viscitubos e do prisma óptico que se encontravam em manutenção.
Relativamente aos Circuitos de Água, foi preenchido o guião desta actividade à medida
que iam observando, tendo sido facultado aos alunos material de suporte para esse
preenchimento. Mas, uma vez que, esta actividade não estava a funcionar em pleno, os

Ana Godinho/Isabel Reis/Marília Marques 3


A Educação Ciência-Tecnologia-Sociedade no Ensino Básico através de um courseware
didáctico

alunos tiveram a oportunidade de observarem um dispositivo que simulava a produção de


energia eléctrica a partir da água em movimento.
Seguem-se algumas fotografias registadas durante a visita ao Jardim da Ciência.

Ana Godinho/Isabel Reis/Marília Marques 4


A Educação Ciência-Tecnologia-Sociedade no Ensino Básico através de um courseware
didáctico

DEPOIS DA VISITA

As formandas autopropuseram-se a implementar as actividades em sala de aula, num


tempo de 45 minutos, estando apenas presentes todos os alunos que participaram na
visita.
Nessa aula de 45 minutos, fez-se o balanço da visita recorrendo a um flipchart que
continha um resumo ilustrativo de todos os módulos visitados. De seguida, fez-se a análise
dos registos efectuados durante a visita relativamente à actividade “Circuitos de água”.
Posteriormente, foi distribuído o guião “Depois da Visita”, onde os alunos fizeram uma
leitura individual dos vários textos, discussão em conjunto do questionário proposto e
registo escrito, no quadro interactivo, das várias opiniões dos alunos.
Em virtude da actividade ser extensa e o tempo disponível ser reduzido, a planificação da
aula não foi cumprida. No entanto, na aula seguinte (última aula do ano lectivo), foram
dedicados cerca de 15 minutos para uma breve conclusão da actividade.

1. Flipchart criado para


implementação em sala de aula.

Ana Godinho/Isabel Reis/Marília Marques 5


A Educação Ciência-Tecnologia
Tecnologia-Sociedade
Sociedade no Ensino Básico através de um courseware
didáctico

2. Flipchart criado para


implementação em sala de aula.

Notas:
• Todos os guiões referidos no relato da
da implementação das actividades foram
disponibilizados pela Formadora.
• A planificação da aula segue-se em anexo.

Ana Godinho/Isabel
/Isabel Reis/Marília Marques 6
A Educação Ciência-Tecnologia-Sociedade no Ensino Básico através de um courseware
didáctico

REFLEXÃO

As formandas, com esta actividade implementada em sala de aula, tomaram consciência,


reflectiram e partilham da opinião de que o recurso a ferramentas digitais em contexto de
ensino estimula e motiva os alunos no seu processo de aprendizagem.
Deste modo, o registo “Antes da Visita”, permitiu ao aluno um conhecimento mais
consistente daquilo a que se propunha visitar, uma vez que:
• Permitiu uma breve reflexão sobre os conhecimentos anteriormente adquiridos
relativos ao tema “água” e “energia”, tornando-os mais conscientes das suas
aprendizagens;
• Incentivou e orientou na pesquisa de informação;
• Ajudou a consolidar as aprendizagens aquando a solicitação de esquemas;
• Promoveu a formulação de questões a colocar durante a visita, após o incentivo à
leitura e análise de textos e pesquisa de informação com recurso à webgrafia
existente no registo do aluno.
Gostaríamos de ter explorado mais este registo, mas tal não foi possível devido à falta de
disponibilidade de tempos lectivos.
É de mencionar que durante a visita, para além do bom comportamento, os alunos
demonstraram muito interesse, curiosidade e entusiasmo nas actividades experimentadas.
Apesar de o tempo não ter estado favorável em todo o período da visita, os alunos
estiveram sempre empenhados na participação das actividades.
De referir, ainda, que os alunos tinham bem presente todas as observações e registos
feitos durante a visita, tal como foi constatado em sala de aula.
Com isto, esperamos ter contribuído para o conhecimento e domínio de conceitos de
Ciência e Tecnologia bem como uma mudança de atitude perante a Sociedade que os
envolve.
Em termos de conclusão e dado o entusiasmo dos alunos pelas actividades, fica o nosso
interesse em implementar, futuramente, o courseware energiza.te e, quem sabe, adquiri-lo
para a escola.

Ana Godinho/Isabel Reis/Marília Marques 7


A Educação Ciência-Tecnologia-Sociedade no Ensino Básico através de um courseware
didáctico

ANEXOS

Ana Godinho/Isabel Reis/Marília Marques 8


ESCOLA EB 2,3 Florbela Espanca
Ciências Físico-Químicas – 7 º Ano
Ano Lectivo 2009/2010

 Plano de Aula 
Sumário: Balanço da visita de estudo efectuada ao Jardim da Ciência. Duração: 45 min
Princípio de funcionamento de uma Central Hidroeléctrica. Data: 14/06/2010
Vantagens e desvantagens das Centrais Hidroeléctricas.

Conteúdos Estruturantes Termos / Conceitos

• Fontes renováveis de energia


• Fontes renováveis de energia
• Centrais hidroeléctricas
• Central Hidroeléctrica • Barragem
• Comportas
• Turbinas
• Gerador
• Transformador
• Rede de distribuição

Competências
.
Compreender o que são fontes renováveis de energia.
Compreender o funcionamento de uma Central Hidroeléctrica.
Reconhecer o contributo da Ciência na interpretação dos fenómenos do dia-a-dia.
Estabelecer inter-relações entre Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente.

Estratégias

Apresentação de um flipchart sobre o Jardim da Ciência.


Debate sobre o registo “Durante a Visita”.
Leitura individual do texto introdutório existente no registo “Depois da Visita”.
Solicitar a participação de um aluno para responder à questão 1.1 seguido de debate.
Solicitar a participação de um aluno para preencher a tabela 1.2 no quadro interactivo.
Leitura individual dos textos 1 e 2.
Solicitar a participação dos alunos para preencher os campos relativos aos textos anteriores no quadro interactivo.

Recursos

Computador, quadro interactivo, registos do aluno e flipchart.