Você está na página 1de 4

MKJ – Culto de Domingo1 - Série de Jonas – Paulo Sung Ho Won, 2009

O Arrependimento do profeta.

Texto: Jonas 2:1~10

A Oração de Jonas
1
Dentro do peixe, Jonas orou ao SENHOR, o seu Deus.
2
E disse:

“Em meu desespero clamei ao SENHOR,


e ele me respondeu.
Do ventre da morte2 gritei por socorro,
e ouviste o meu clamor.
3
Jogaste-me nas profundezas,
no coração dos mares;
correntezas formavam um turbilhão
ao meu redor;
todas as tuas ondas e vagas
passaram sobre mim.
4
Eu disse: Fui expulso da tua presença;
contudo, olharei de novo
para o teu santo templo.3
5
As águas agitadas me envolveram,4
o abismo me cercou,
as algas marinhas
se enrolaram em minha cabeça.
6
Afundei até chegar aos fundamentos
dos montes;
à terra embaixo, cujas trancas
me aprisionaram para sempre.
Mas tu trouxeste a minha vida
de volta da sepultura,
ó SENHOR meu Deus!
7
“Quando a minha vida já se apagava,
eu me lembrei de ti, SENHOR,
e a minha oração subiu a ti,
ao teu santo templo.
8
“Aqueles que acreditam
em ídolos inúteis
desprezam a misericórdia5.
9
Mas eu, com um cântico de gratidão,

1
Pregado dia 6 de dezembro de 2009.
2
2.2 Hebraico: lAv. Sheol. Essa palavra também pode ser traduzida por sepultura, profundezas ou pó.
3
2.4 Ou como poderei ver novamente o teu santo templo?
4
2.5 Ou As águas estavam em minha garganta,
5
2.8 Hebraico ds,x, amor leal, da aliança.
oferecerei sacrifício a ti.
O que eu prometi
cumprirei totalmente.
A salvação vem6 do SENHOR”.
10
E o SENHOR deu ordens ao peixe, e ele vomitou Jonas em terra firme.

Exposição.

1. O pecado traz as suas conseqüências.

Jonas desobedeceu à ordem de Deus de ir e pregar acerca do juízo de Deus na grande


cidade de Nínive. Ao invés de ir para o leste, foi para o sentido contr]ario, pegado um
barco em Jope, a caminho de Társis. No meio do caminho, um grande tempestade e
Jonas, ao final de tudo, é jogado ao mar. Esse é o enredo do capítulo 1.

O capítulo 1 termina com Jonas sendo engolido por um “grande peixe”. O capítulo 2
começa na absoluta escuridão. Jonas está na barriga desse peixe, em meio a um
ambienta extremamente desagradável, sob condições totalmente sub-humanas. De lá
Jonas ora a Deus. Uma oração sincera de uma pessoa que sabe que fez algo errado, e
que pede a misericórdia e a salvação que vem de Deus. Jonas vai descrevendo a sua
situação a Ele.

Podemos dizer que a barriga desse peixe simboliza a conseqüência da desobediência de


Jonas à ordem de Deus. Se ele tivera obedecido, estaria numa situação bem melhor.
Como ele desobedeceu, “O SENHOR fez com que um grande peixe engolisse Jonas, e
ele ficou dentro do peixe três dias e três noites” (Jn 1:17). Tudo o que fazemos gera
conseqüências, que podem ser boas ou ruins. No caso de Jonas, ele estava pagando pelo
seu pecado.

Jonas descreve o seu desespero no v. 2. No versículo 3 ele descreve de como o mar e as


ondas estavam passado sobre ele. No versículo 4 temos Jonas descrevendo a sua
situação como alguém que foi tirado da presença de Deus: justamente o que acontece
quando pecamos. No versículo 5 Jonas se vê no meio de algas marinhas, ou seja, no
meio da própria comida digerida do grande peixe. Finalmente no versículo 6 Jonas se vê
na sepultura, no interior da terra. Todas essas características mostram como é sombrio,
horrível e terrível a conseqüência do pecado em nossas vidas.

2. A situação de miséria fez Jonas reconhecer seus erros e se dirigir novamente a Deus.

O interessante é que ele ora como se Deus já tivesse respondido a sua oração: “Em meu
desespero clamei ao SENHOR, e ele me respondeu. Do ventre da morte gritei por
socorro, e ouviste o meu clamor” (Jn 2:2). Mesmo Jonas dentro da barriga do peixe, ele
contempla a presença de Deus expressa na visão do Templo “Fui expulso da tua
presença; contudo, olharei de novo para o teu santo templo” (Jn 1:4). Jonas está com o

6
Dependendo da tradução l. de pode significar "pertence ao Senhor".
coração arrependido.

“Quando a minha vida já se apagava, eu me lembrei de ti, SENHOR, e a minha oração


subiu a ti, ao teu santo templo” (v. 7). Lembrar do Senhor é recordar sobre a sua
bondade e fidelidade. É saber que mesmo que erremos Deus é fiel e justo para nos
perdoar. Quando nós reconhecemos os nossos erros, pedindo perdão a Deus, Ele nos
perdoa.

Imagine a situação que Jonas teve de chegar para que entendesse o erro que tinha
cometido. Nem no barco ele havia percebido, tanto é que ele estava dormindo
profundamente em meio à tempestade (Jn 1:5).

As vezes, somente durante as dificuldades é que percebemos o nosso erro, nos voltando
novamente à Deus. Os peixes grandes de nossas vidas são mandados por Deus para nos
corrigir e nos confrontar, a fim de que possamos ser conduzidos novamente ao caminho
certo. Quem estava guiando o peixe até que ele vomitasse Jonas na praia? Deus. Jonas
fugiu, mas Deus foi atrás dele. Deus não desiste de ninguém por causa de pecado.
Quando pecado, ele vai atrás de nós para nos buscar. Os problemas causados pelo
pecado, muitas vezes, nos mostram que Deus está exatamente do meu lado para me
restaurar.

3. Jonas vislumbra o perdão, e por isso ele agradece a Deus.

“Aqueles que acreditam em ídolos inúteis desprezam a misericórdia. Mas eu, com um
cântico de gratidão, oferecerei sacrifício a ti. O que eu prometi cumprirei totalmente. A
salvação vem do SENHOR” (Jn 2:8,9).

Jonas diz que Deus é diferente. Deus não é como os ídolos sem misericórdia que os
pagãos adoram. Pelo contrario, Deus é cheio de misericórdia. Misericórdia é a
prerrogativa divina de não destruir o pecador por causa do pecado. Misericórdia
combina muito bem com a palavra perdão. É a expressão do amor leal de Deus, o amor
da aliança expresso pelo termo hesed (ds,x,). Deus perdoou Jonas. O profeta sabendo e
crendo que, devido seu arrependimento, fora perdoado por Deus, ele agradece e louva a
Deus, ainda dentro da barriga do peixe.

Deus perdoa todos os nossos pecados quando dos arrependemos e confessamos. Mas
nem por isso ele deixará que não soframos as conseqüências do pecado. Mesmo assim,
aqueles que sabem da importância do perdão de Deus e do seu poder libertador, não
podem fazer outra coisa a não ser adorá-Lo e agradecê-Lo. Jonas que expressar sua
gratidão publicamente. Essa é justamente a promessa que ele quer cumprir.

O perdão dos pecados é algo tão sobrenatural, que ao receber não podemos ficar da
mesma maneira. Essa é a mensagem de amor do Evangelho, que deve ser anunciado
através dos nossos próprios testemunhos: Deus nos perdoa de todos os pecados, quando
nos arrependemos. Essa é uma das mensagens centrais do livro de Jonas.
Conclusão

"A salvação vem do Senhor" (Jn 2:9). Essa é a conclusão do texto. Deus salva tanto o
profeta desviado, como também, mais adiante, a cidade desviada. Por causa da
expressão hw"hy>l; podemos entender também como "a salvação pertence ao Senhor". Seja
como for, não há dúvidas de que Só Deus pode salvar.

Essa salvação está relacionada com o reconhecimento da condição miserável da pessoa,


a confissão, perdão de pecados e a extensão da misericórdia divina. Tudo isso para o
profeta que justamente teria que levar essa mensagem de arrependimento e juízo para a
capital do Império Assírio. Jonas viveu na pela graça de Deus que seria oferecido a uma
nação pagã. Esse é o amor de Deus cujo alvo somos todos nós. É esse amor, que quando
estamos desviados de Sua vontade, faz sopra uma grande tempestade, ele manda um
grande peixe, para me trazer de volta. o interesse e a vontade de Deus é que nenhum se
perca! "Esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum dos que ele
me deu, mas os ressuscite no último dia" (Jo 6:39).

"E o SENHOR deu ordens ao peixe, e ele vomitou Jonas em terra firme" (v. 10). Jonas
experimentou a salvação de Deus. Agora ele está pronto para levar essa mesma
mensagem para os ninivitas. Porém, o peixe não foi o seu maior mestre.