Você está na página 1de 7

Série Davi, o homem segundo o coração de Deus1 – Mensagem 2/6

Duelo de titãs.
(1Sm 17)

Introdução.

Sempre que Deus escolhe alguém, Ele nunca o coloca na frente de primeira. Para que
uma pessoa possa ser um bom líder, um bom cristão, ele deve ser provado e aprovado.
As dificuldades da nossa vida, os gigantes que se levantam contra mim, muitas vezes
são enviados por Deus para provar nosso caráter.

Davi tinha sido ungido Rei de Israel, porém, Deus ainda tinha que tratá-lo. O relato de
Davi e Golias é só o primeiro de uma série e quase interminável lista de problemas e
dificuldades que Deus dá a Davi para torná-lo um homem segundo seu coração de
verdade. Nunca pense que Deus dará moleza a você: como Davi, Deus deseja te usar, e
para isso, com certeza, provas difíceis virão. Como vencê-las?

Exposição.

1. Duelo de titãs, de um lado, o gigante Golias.


1
Os filisteus juntaram suas forças para a guerra e se reuniram em Socó, de Judá.
E acamparam em Efes-Damim, entre Socó e Azeca. 2 Saul e os israelitas reuniram-se e
acamparam no vale de Elá, posicionando-se em linha de batalha para enfrentar os
filisteus. 3 Os filisteus ocuparam uma colina e os israelitas outra, estando o vale entre
eles. (v. 1~3)

Os israelitas e os filisteus já eram inimigos de longa data. Desde a entrada na terra


prometida, passando por toda a época dos juízes, os filisteus sempre foram uma espécie
de pedra de sapato nos pés dos israelitas. Líderes como Sansão, por exemplo, deram a
sua vida para tentar vencê-los.

Saul assume o controle de Israel, porém, os antigos problemas continuam. Os filisteus


ainda perseguem os israelitas. Agora, as duas tropas estavam frente a frente. Apenas um
ribeiro separava os dois grandes exércitos. Porém, as tropas de Israel estavam
totalmente acuadas. Diante dos inimigos, o exército de Saul estava estático. Não havia
mais aquela confiança de que Deus estava com eles, uma vez que o próprio rei fora
rejeitado por Deus.

Mas havia uma razão para todo o medo dos israelitas em atacar e vencer os filisteus.
Essa razão tinha nome: Golias. A bíblia descreve Golias nos seguintes termos: "Um
guerreiro chamado Golias, que era de Gate, veio do acampamento filisteu. Tinha dois
metros e noventa centímetros de altura. Ele usava um capacete de bronze e vestia uma
couraça de escamas de bronze que pesava sessenta quilos; nas pernas usava caneleiras
de bronze e tinha um dardo de bronze pendurado nas costas. A haste de sua lança era
parecida com uma lançadeira de tecelão, e sua ponta de ferro pesava sete quilos e
duzentos gramas. Seu escudeiro ia à frente dele." (v. 4~7). Que descrição! Esse homem,

1
Pregado no Acampamento do MEP, Vargem Grande Paulista, em 14 de fevereiro de 2010.

1
diante de todo o exército de Israel, dia e noite, durante quarenta dias desafiava as tropas,
insultando Saul e Deus.

Golias, cheio de si, e sabendo que ninguém de Israel teria coragem de duelar com ele,
propõe uma solução que era muito usada na antiguidade: o duelo de titãs. O melhor
guerreiro dos dois exércitos duelaria. A vitória de um significaria a vitória de tido o seu
exército. A derrota do outro, significaria a escravidão de um exército inteiro. Esse
mecanismo era muito usado para poupar a vida dos combatentes de ambos os lados.
8
Golias parou e gritou às tropas de Israel: “Por que vocês estão se
posicionando para a batalha? Não sou eu um filisteu, e vocês os servos de Saul?
Escolham um homem para lutar comigo. 9 Se ele puder lutar e vencer-me, nós
seremos seus escravos; todavia, se eu o vencer e o puser fora de combate, vocês
serão nossos escravos e nos servirão”. 10 E acrescentou: “Eu desafio hoje as
tropas de Israel! Mandem-me um homem para lutar sozinho comigo”. 11 Ao
ouvirem as palavras do filisteu, Saul e todos os israelitas ficaram atônitos e
apavorados.

"Mandem-me um homem" (v. 10b). "Será que aí, do lado de vocês, não tem alguém
homem suficiente para vir e me enfrentar?". Todo o exército ficou quieto e com medo,
"atônitos e apavorados" (v. 11). A começar de Saul, todo o exército já via como certa a
sua derrota.

Como que nós enfrentamos os grandes gigantes que vem sobre as nossas vidas? Golias
é a representação do diabo, dos nossos maiores temores, dos nossos mais graves
problemas, das nossas mais sensíveis dificuldades. E dia-a-dia, tudo isso vem diante de
nós e nos desafia dizendo: "Será que você é homem, ou mulher, suficiente para me
enfrentar?", "Desista! você nunca conseguirá me derrotar!".

A aparência de Golias já gerava medo nas pessoas. Imaginem um homem de quase três
metros, cuja armadura pesava mais do que uma pessoa! Imagine ele com sua lança e sua
espada na mão desafiando todos os dias para um confronto tête-à-tête.

2. Do outro lado, o menino Davi.

Olhe só para quem a história focaliza seus holofotes: Davi. O mesmo Davi, que no
capítulo anterior fora escolhido para ser o próximo rei de Israel, alguns dias depois, já
teria que provar o seu caráter e mostra o valor do seu coração! Se de um lado do ringe
temos o gigante Golias, do outro lado temos o garoto Davi.

"Senhoras e senhores, hoje a tarde teremos a luta que definirá o campeão dos pesos
pesados. Do lado esquerdo, Golias, com 2,9 metros de altura, com seu capacete a
prova de balas de bronze e com sua couraça de 60 kg, vem lutar com sua lança, cuja
ponta pesa 7,2 kg! Do outro lado Davi.... menino ruivo, de belos olhos... e...". "Davi era
filho de Jessé, o efrateu de Belém de Judá. Jessé tinha oito filhos e já era idoso na
época de Saul. Os três filhos mais velhos de Jessé tinham ido para a guerra com Saul:
Eliabe, o mais velho, Abinadabe, o segundo, e Samá, o terceiro. Davi era o caçula. Os
três mais velhos seguiram Saul, mas Davi ia ao acampamento de Saul e voltava para
apascentar as ovelhas de seu pai, em Belém." (v. 12~15).

2
A bíblia carrega um senso se humor muito forte. Duas pessoas absolutamente opostas
colocam-se em combate. O prêmio é a vitória de um lado e a escravidão do outro. Davi
era o caçula de sua família. Nem herança do seu pai ele teria direito. Ele era um simples
pastor de ovelhas que trabalhava para o seu próprio pai. Porém, de trás do rosto de um
garoto, estava alguém muito maior do que qualquer um que estava naquela peleja.

"Nessa ocasião Jessé disse a seu filho Davi: “Pegue uma arroba de grãos tostados e
dez pães e leve-os depressa a seus irmãos no acampamento. Leve também estes dez
queijos ao comandante da unidade deles. Veja como estão seus irmãos e traga-me
alguma garantia de que estão bem. Eles estão com Saul e com todos os homens de
Israel no vale de Elá, lutando contra os filisteus”." (v. 17~19). Certo dia, Davi foi
chamado para ir ao campo de batalha levar mantimento para os seus irmãos. Davi nem
era para estar lá. Só foi para o campo de guerra a mando de seu pai.

Chegando ao campo, Davi percebeu algo muito interessante: havia um clima muito
pesado no ar. "Durante quarenta dias o filisteu aproximou-se, de manhã e de tarde, e
tomou posição." (v. 16), e "e Davi o ouviu" (v. 23). O que passaria na cabeça de um
garoto, ver o seu herói fugindo de um grande monstro. O que seria de uma criança que
assiste ao Batman e vê ele fugindo, com medo, do coringa, ou, o Superman fugindo de
Lex Luthor? Deve ter sido a mesma decepção para Davi ver até os seus irmãos com
medo de Golias.

A maneira pela qual uma pessoa mostra o seu valor e seu caráter, não está na sua
aparência, nas suas habilidades exteriores, mas sim, em como essa pessoa lida com os
problemas e as adversidades da vida. O verdadeiro caráter um uma pessoa me manifesta
em meio à guerra, aos problemas, às lutas e dificuldades. Em um ambiente de festa e
alegria, todos podemos nos disfarçar de íntegros e justos, mas é nos momentos difíceis
da vida que mostramos quem somos!

Lembra-se de Eliabe, aquele que Samuel viu o exterior e pensou ser ele o próximo rei
de Israel? Aqui vemos que realmente Deus estava certo e ele não estava preparado para
ser rei: "Quando Eliabe, o irmão mais velho, ouviu Davi falando com os soldados, ficou
muito irritado com ele e perguntou: “Por que você veio até aqui? Com quem deixou
aquelas poucas ovelhas no deserto? Sei que você é presunçoso e que o seu coração é
mau; você veio só para ver a batalha”. E disse Davi: “O que fiz agora? Será que não
posso nem mesmo conversar?” Ele então se virou para outro e perguntou a mesma
coisa, e os homens responderam-lhe como antes." (v. 28~30).

3. O manifestar do caráter de Davi.

Saul, no desespero, oferecera a sua filha como prêmio para aquele que pudesse lutar
com Golias. Todos os jovens sonhavam em casar com uma princesa, porém, o grande
problema era Golias! Davi, ouve os rumores do prêmio ao vencedor. Mas será que Davi
estava tão interessado no prêmio assim? Afinal, ele era só garoto, um jovem.

"Davi perguntou aos soldados que estavam ao seu lado: “O que receberá o homem que
matar esse filisteu e salvar a honra de Israel? Quem é esse filisteu incircunciso para
desafiar os exércitos do Deus vivo?”" (v. 26). Que declaração! A preocupação de Davi
era que Golias estava manchando a honra de seu povo e insultando ao Deus de Israel!
Davi estava bravo e irado, não por que Golias não poderia ser derrotado, dado seu

3
tamanho e físico, mas sim, porque Ele desafiara o exército do Deus vivo? "Quem é esse
incircunciso? Quem é esse que nem ao menos conhece Deus para desafiar o seu povo?
O que ele pensa que é?".

Davi toma uma decisão: de lutar contra Golias. Ele não poderia deixar que todo o
glorioso exército de Israel fosse submetido àquela humilhação por quarenta dias! Davi
avisa que ele irá lutar com o gigante, e essa notícia cai nos ouvidos do rei. Talvez Saul
tivesse ficado muito animado pensando, "quem é esse bravo homem que lutará com
Golias?", mas ao ver Davi, penso que Saul ficou um pouco decepcionado.

Imagine um garoto, pastor de ovelhas, vindo na presença do rei e pedindo para lutar
com Golias. Nem armadura ele tinha, e em nenhuma batalha ele participara. Nunca
matara alguém, experiência de guerra, nenhuma! "Davi disse a Saul: “Ninguém deve
ficar com o coração abatido por causa desse filisteu; teu servo irá e lutará com ele”.
Respondeu Saul: “Você não tem condições de lutar contra esse filisteu; você é apenas
um rapaz, e ele é um guerreiro desde a mocidade”." (v. 32,33)

Que coragem tinha esse Davi! Como ele enfrentava de frente os problemas que se
abatiam sobre ele. E que exemplo de vida esse cara nos deixa. Creio que Davi sabia dos
riscos que ele corria. Ele não estava colocando em xeque apenas a sua vida, mas o
destino de toda a sua nação. O que, afinal, movia o coração de Davi, no sentido de
"matar no seu próprio peito" aquela batalha?

4. As experiências com Deus que forjam um caráter.


34
Davi, entretanto, disse a Saul: “Teu servo toma conta das ovelhas de seu pai.
Quando aparece um leão ou um urso e leva uma ovelha do rebanho, 35 eu vou atrás
dele, dou-lhe golpes e livro a ovelha de sua boca. Quando se vira contra mim, eu o
pego pela juba e lhe dou golpes até matá-lo. 36 Teu servo pôde matar um leão e um
urso; esse filisteu incircunciso será como um deles, pois desafiou os exércitos do Deus
vivo. 37 O SENHOR que me livrou das garras do leão e das garras do urso me livrará
das mãos desse filisteu”.

O relato de Davi é impressionante. Para Davi, lidar com gigantes não era uma novidade,
mas sim, uma rotina. Quando ele pastoreava as ovelhas de seu pai, ele enfrentara várias
vezes grandes animais como leão e urso. O mais engraçado é que Davi conta como ele
matava esses animais: "eu vou atrás dele, dou-lhe golpes e livro a ovelha de sua boca.
Quando se vira contra mim, eu o pego pela juba e lhe dou golpes até matá-lo." (v. 35).

Da mesma maneira que ele matara aqueles animais ferozes, Davi cria que ele poderia
derrotar Golias: "Teu servo pôde matar um leão e um urso; esse filisteu incircunciso
será como um deles, pois desafiou os exércitos do Deus vivo." (v. 36). Essa confiança
não vinha, de jeito nenhum, das suas habilidades de atirar pedra com a funda, ou se dar
uma cacetada na cabeça do urso, ou se rasgar a boca do leão. Muito pelo contrário,
todas essas experiências de vida, foram experiências que Deus havia dado a Davi para
forjar o seu caráter: "SENHOR que me livrou das garras do leão e das garras do urso me
livrará das mãos desse filisteu." (v. 37).

Para Davi, a questão não era: "Vou vencer Golias porque já venci leão e urso", mas sim,
"posso vencer Golias, porque eu sei que Deus sempre esteve comigo em minhas

4
dificuldades, e seu que ele estará sempre ao meu lado para vencer qualquer outro tipo
de adversidade. Ele me livrou e Ele me livrará!". Aleluia!

Sabe o que fará você vencer todos os tipos de obstáculos que se levantam sobre a sua
vida? A certeza que Deus está com você. Essa certeza só vem na medida em que Deus
nos experimenta e forja o nosso caráter na fornalha da vida. Só conhece Deus quem já
teve experiências reais com Ele. Para Davi, Deus não era religião, Deus era vivo!

"Diante disso Saul disse a Davi: “Vá, e que o SENHOR esteja com você”." (v. 37b)

5. O que você tem em suas mãos?


38
Saul vestiu Davi com sua própria túnica, colocou-lhe uma armadura e lhe pôs
um capacete de bronze na cabeça. 39 Davi prendeu sua espada sobre a túnica e tentou
andar, pois não estava acostumado com aquilo. E disse a Saul: “Não consigo andar
com isto, pois não estou acostumado”. Então tirou tudo aquilo 40 e em seguida pegou
seu cajado, escolheu no riacho cinco pedras lisas, colocou-as na bolsa, isto é, no seu
alforje de pastor, e, com sua atiradeira na mão, aproximou-se do filisteu.

A cena é a mais engraçada desse texto. Imaginem o jovem Davi colocando as armaduras
de Saul. Não se esqueça que Saul era um guerreiro experiente, alto, forte. Davi, um
menino. Creio que o capacete de Saul cobriu toda a cabeça de Davi. Davi não poderia
lutar contra Golias daquele jeito.

Esse trecho tem uma lição muito importante para todos nós, hoje. Você nunca poderá
vencer realmente as batalhas da sua vida com a experiência e com as armas dos outros.
Qual o grande problema de hoje? As pessoas querem imitar a qualquer custo pessoas
que são bem sucedidas na vida como se esse fosse o segredo para a vitória. De jeito
nenhum! Cada um tem o seu jeito e a sua maneira de lidar com as situações da vida,
cada um tem a sua experiência com Deus! Davi não poderia apropriar-se daquilo que
Saul representava: "E disse a Saul: “Não consigo andar com isto, pois não estou
acostumado”" (v. 39).

Davi tinha que ir para a batalha com a sua convicção própria. Largando todo o aparato
de defesa de Saul, Davi simplesmente "pegou seu cajado, escolheu no riacho cinco
pedras lisas, colocou-as na bolsa, isto é, no seu alforje de pastor, e, com sua atiradeira
na mão, aproximou-se do filisteu." (v. 20).

Deus quer te dar experiências. Ele quer forjar o seu caráter, para que você possa andar
em direção dos seus problemas para vencê-los.

6. Batalha final: Qual é a sua arma?


41
Enquanto isso, o filisteu, com seu escudeiro à frente, vinha se aproximando de
42
Davi. Olhou para Davi com desprezo, viu que era só um rapaz, ruivo e de boa
aparência, e fez pouco caso dele. 43 Disse ele a Davi: “Por acaso sou um cão, para que
você venha contra mim com pedaços de pau?” E o filisteu amaldiçoou Davi, invocando
seus deuses, 44 e disse: “Venha aqui, e darei sua carne às aves do céu e aos animais do
campo!”

5
Fico imaginando o que passou pela cabeça de Golias no instante que ele vê, lá do outro
lado do riacho, descendo da colina para o vale, um garoto, vestido de pastor, com uma
bolsa e um pedaço de pau, em sua direção. É claro que Golias tirou sarro da cara de
Davi, e da cara de todo o povo de Israel. Golias desprezou Davi dizendo: "“Por acaso
sou um cão, para que você venha contra mim com pedaços de pau?”" (v. 43). Para
piorar, Golias invocou os seus deuses para amaldiçoar Davi: "“Venha aqui, e darei sua
carne às aves do céu e aos animais do campo!”" (v. 44).

Muitas vezes nos encontramos nessa situação na vida. As pessoas podem olhar-nos e
não encontrar nenhuma qualidade a ponto de nos escarnecer. Toda aquela situação não
abalou a confiança que Davi tinha em seu Deus. Davi sabia que Deus estando com ele,
maldição alguma poderia abater-se sobre ele. "Porque ele me ama, eu o resgatarei; eu o
protegerei, pois conhece o meu nome. Ele clamará a mim, e eu lhe darei resposta, e na
adversidade estarei com ele; vou livrá-lo e cobri-lo de honra." (Sl 91:14,15).

Que armas Golias tinha? As mais poderosas que uma pessoa poderia carregar na época.
Que armas Davi tinha? Cinco pedras? Não! Um cajado de pastor? Tão pouco. Sua
habilidade em usar seu atirador? Também não.
45
Davi, porém, disse ao filisteu: “Você vem contra mim com espada,
com lança e com dardos, mas eu vou contra você em nome do SENHOR dos
Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem você desafiou. 46 Hoje mesmo
o SENHOR o entregará nas minhas mãos, eu o matarei e cortarei a sua cabeça.
Hoje mesmo darei os cadáveres do exército filisteu às aves do céu e aos animais
selvagens, e toda a terra saberá que há Deus em Israel. 47 Todos os que estão
aqui saberão que não é por espada ou por lança que o SENHOR concede vitória;
pois a batalha é do SENHOR, e ele entregará todos vocês em nossas mãos”.

Aleluia! A arma mais poderosa que Davi tinha a disposição era Deus! Davi cria que
Deus daria vitória a ele que Seu nome seria glorificado a vista de todos! Qual é a arma
que você tem hoje para derrubar os gigantes da sua vida? Não pense que seu estudo,
seus talentos, dons, habilidades, seu dinheiro, fama e todas essas coisas te ajudarão no
meu pior momento de vida! Golias foi com tudo o que ele tinha de melhor para acabar
com a vida de Davi e humilhar definitivamente todo o povo de Israel. Davi, sem muitos
recursos visíveis na mão, foi com aquilo que nenhum ser humano pode resistir: o "nome
do SENHOR dos Exércitos" (v. 45), esse Deus a quem Golias desafiara.

7. A vitória de um atirador de pedras contra um poderoso guerreio.


48
Quando o filisteu começou a vir na direção de Davi, este correu para a linha
de batalha para enfrentá-lo. 49 Tirando uma pedra de seu alforje, arremessou-a com a
atiradeira e atingiu o filisteu na testa, de tal modo que ela ficou encravada, e ele caiu,
dando com o rosto no chão.
50
Assim Davi venceu o filisteu com uma atiradeira e uma pedra; sem espada na
mão, derrubou o filisteu e o matou.
51
Davi correu, pôs os pés sobre ele, e, desembainhando a espada do filisteu,
acabou de matá-lo, cortando-lhe a cabeça com ela.

O clima estava absolutamente tenso. Do lado dos israelitas, todos viam como certa a sua
vitória: desfalecimento de ânimo total. Do outro, a certeza da vitória. Golias queria

6
acabar logo com aquilo. Quando Golias foi em direção de Davi, Davi pegou uma pedra
e arremessou com a sua funda direto na cabeça de Golias. Golias cai no chão
desacordado.

Não foi a pedra de Davi que matou Golias, mas a sua própria espada: "Davi correu, pôs
os pés sobre ele, e, desembainhando a espada do filisteu, acabou de matá-lo, cortando-
lhe a cabeça com ela." (v. 51). Todas as pessoas que, a semelhança de Golias, confiam
plenamente em si e naquilo que ele tem na mão perecerão justamente por causa, e com,
aquilo que mais lhe dava orgulho.

Bastou um lance de pedra para que a história de Israel desse uma guinada completa. O
que levou um simples garoto a isso? Sua profunda paixão e zelo por Deus e pelo seu
povo. Sua experiência viva e real com Deus nas situações difíceis da vida. Sua coragem
em enfrentar de frente, e em nome do Senhor toda e qualquer adversidade.

Esse foi o primeiro teste na vida de Davi. Porém, Deus tinha mais coisa reservada a ele.
O tempo de glória de Davi mal começara, porém, Davi nem imaginaria que sua vida
seria repleta de gigantes muito maiores do que o próprio Golias.

Conclusão
58
E Saul lhe perguntou: “De quem você é filho, meu jovem?”
Respondeu Davi: “Sou filho de teu servo Jessé, de Belém”.

Depois de uma grande vitória, sai um grande homem. Porém a grandeza de Davi estava
em sua humildade. Quando Saul perguntou quem era ele, Davi poderia muito bem ter
respondido: "Sou o seu mais novo genro!", ou "sou o campeão de Israel". Não. Ele
ainda era um simples pastor, filho de Jessé, habitante de uma das menores cidades de
Judá, Belém!

Quando você vencer seus gigantes, nunca se esqueça quem você é. Davi não colocou
méritos sobre si, porque sabia que toda e qualquer vitória só poderiam ter vindo das
mãos de Deus. Humildade é isso: é saber quem eu sou e diante de Quem estou.

O gigante que me faz lutar.


A lutar que luto em nome de Deus.
A vitória que vem da confiança.
A humildade que vem da certeza do favor de Deus!

Esse é só o começo da história de Davi.

Que eu e você possamos ser provados e aprovados dessa maneira. Amém.