Você está na página 1de 10

Discurso Tomada Posse

2016/2019

Direcção Nacional
Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo
Avenida Defensores de Chaves, 32-1º Esq. – 1000-119 LISBOA
Tel: (351) 217 955 390/ 217 990 810 Fax: (351) 217 964 075

Vogal da Comissão Diretiva POCH. João Dias da Silva Sr. Dra. o ensino particular e cooperativo serve 20% dos alunos em idade escolar. Félix Esménio Sr. Presidente do Conselho Diretivo do IAVE . representante do Grupo Parlamentar do CDS-PP. Representante da FNE. Luís Capela Sr. só por si. Dr. Membro da direcção da ANESPO. Dr.Instituto de Avaliação Educativa. Discurso Tomada de Posse 2016-2019 CONTINUIDADE. Subdirectora-Geral da Direção-Geral da Administração Escolar. gostava hoje de vos chamar a atenção para a nossa presença em sectores específicos. Maria Alcina Cardoso Sr. Suzana Maximiano Sra. Carlos Vieira Sra. João Batista Sr. Pedro Cunha Sr. José Ricardo Srs. Caríssimos Colegas que comigo hoje tomaram posse. 2 . Dr. João Ramalho Sr. Dr. Dr. UNIDADE E RECONVERSÃO Ex. Dra. Porém. Srs. Dra. Isabel Pestana Sr. Isto. Presidente da CNEF. Secretário-Geral da FNE. quase 50% delas frequentam estabelecimentos de ensino não estatal. Subinspetor-Geral da Educação e Ciência. Inspector-Geral da Educação e Ciência. Membra da direcção da APEC. Fernando Varão Excelentíssimos Representantes das entidades titulares dos estabelecimentos de ensino associados da AEEP.ma. É com muito gosto que vos recebemos a todos neste dia para testemunhar a tomada de posse da Direcção e Corpos Sociais da AEEP. Hélder Sousa Sra. Dr. Subdiretor-Geral da Direção-Geral das Estatísticas da Educação e Ciência. João Alvarenga Sr. já é digno de nota. Dr. Daniel Rosa e Dr. Deputada Ana Rita Bessa. Representantes do SPLIU. Em Portugal. Sra. Representante do Senhor Secretário de Estado da Educação e Subdirector-Geral da DGE. professores. Caros amigos. Diretora da Direção de Serviços do Ensino Particular e Cooperativo. srs. Dr. Sr. Dr. Dr. Directores Pedagógicos. Quando pensamos nas crianças do pré-escolar. Dr.

na nossa variedade. um instrumento generalizado de quebra da perpetuação de estruturas e zonas de pobreza. Um dos países mais pobres mas em que maior percentagem de famílias sente necessidade de investir fortemente na educação dos seus filhos. exactamente aqueles que o Estado mais deveria apoiar. isto é indício de que o sistema educativo. Discurso Tomada de Posse 2016-2019 A rede de ensino artístico especializado é composta quase exclusivamente por estabelecimentos do ensino particular e cooperativo. como poderíamos ser. Gostaríamos de ter os meios para ser. com todos os outros. através dos estabelecimentos de ensino especial. Décadas de uma visão estatizante e instrumentalizadora da Educação. limitaram o desenvolvimento de projectos diferenciados no ensino privado e a sua autonomia perante o Estado. Segundo os dados da Eurydice. a partir de Setembro. 3 . especialmente na sua vertente financiada pelo Estado – quase 50% dos alunos do sector. alternativas de percursos e projectos educativos para que cada família possa efectivamente escolher. É uma rede nacional de oferta composta por escolas que há anos prestam um inestimável serviço público em articulação com escolas públicas estatais e colégios com contrato de associação – e. somos o país da Europa em que maior percentagem de pais paga para exercer a sua opção educativa. Mas gostaríamos de fazer mais ao nível da igualização de oportunidades e percursos para todos os jovens do país. tal como está. Queremos oferecer. de responder às necessidades dos mais frágeis da nossa sociedade. Como é bom de ver. Com uma enorme variedade de tipos de escolas. segrega um grande número de portugueses. nem sempre bem compreendido. O EPC tem uma fortíssima expressão no ensino profissional e profissionalizante e persiste num esforço. o EPC procura chegar a todos os extractos sociais e geográficos. junto com uma tradição centralizadora e desconfiada da iniciativa cidadã e livre.

Aprofunda conceitos de estabilidade e relação com a rede de serviço público de ensino. por exemplo nas exigências quanto às habilitações dos docentes. Abre espaço para um uso responsável duma ampla autonomia pedagógica e curricular. Discurso Tomada de Posse 2016-2019 Não vão longe os tempos em que as nossas escolas. negociado duramente durante tantos anos. programas marcados ideologicamente e exames de repetição papagueada de conceitos politicamente correctos. Consagra a autonomia organizativa. cargas curriculares estanques e constrangedoras. primeiro por essas razões totalitárias e de cerceamento das liberdades civis. fruto de tantas e tantas discussões. mas que mesmo assim ficou curta. dependiam cada uma da sua escola pública estatal mais próxima. a mudança dos tempos. inovador. com a abertura dos (25%) de maleabilidade efectiva. cria sugestivos contratos plurianuais. estudos e observação da realidade. que impôs a consagração de um novo estatuto do Ensino Particular e Cooperativo baseado na autonomia e diversidade. autónomo. Uma relação de tutela e controlo. procurado pela população e com bons processos e resultados. não o que almejaríamos que fosse. o trabalho exemplar das escolas e a perseverança das sucessivas direcções da AEEP ajudaram a que pudéssemos tornar evidente um sector pujante. foi o Estatuto possível. Temos hoje um sector reconhecido na sua qualidade e capacidade de inovação. baseado na confiança responsável. aquele que nos foi outorgado. pouco claras. Os anseios de liberdade de uma sociedade esclarecida. Este Estatuto. onde as escolas não se revêem. mas mantém resquícios dum controlo inapropriado pelo Estado. Ainda ressoam os tempos em que nos eram impostos modelos organizativos e pedagógicos. por desconfiança. mas foi enredado em regulamentações discutíveis. depois por se presumir que não tinham capacidade de organização e. 4 . medo ou tentação de domínio. Um sector com projectos que acrescentam mais valias evidentes à educação dos jovens por todo o país. por fim.

nas famílias e nos alunos. Procuraremos que todos olhem para a educação pensando. na sua liberdade de escolha. procurando todos os que queiram vir connosco. A acção social escolar é um direito do aluno e não uma vantagem de mercado. antes de mais. mas não dá a estas a última palavra da escolha.nos seus impostos e na sua escolha duma escola que preenche os seus anseios e projecto de família de forma mais clara e completa. indefesas nessas arbitrariedades. Não aceitamos que uma família que fez a sua opção seja discriminada perante outra. ao não dar iguais condições a todos os estudantes. Não partilhamos decididamente da visão de quem acha que por se escolher uma escola diferente da do Estado se perdem direitos de cidadania. antes de mais. mas nunca podem subtrair direitos fundamentais aos seus cidadãos e muito menos às crianças ou estudantes. É preciso procurar soluções justas e equilibradas. Querem proporcionar educação de qualidade a todos os que as queiram frequentar. mas que escolheu a escola certa. possam ter igual acesso à acção social escolar. Tudo faremos para os parcos apoios directos às famílias. Lutaremos para que todos os alunos. Perguntaremos repetidamente. porque é que uns têm escola gratuita e outros pagam duas vezes a educação dos seus filhos . O sistema educativo tem de ser menos estanque e dominado por forças corporativas ou por atavismos organizacionais 5 . Discurso Tomada de Posse 2016-2019 Abre campo à inovação e variedade e a uma relação esclarecida e comprometida com as famílias. Nas sociedades democráticas. não sejam limitados pela escola que se escolheu. querem servir os alunos e as famílias. da rede. As nossas escolas querem ser parte do sistema. nas mesmas condições. ou do que lhe chamem. não pode ser exclusiva dos alunos que estão nas escolas do Estado ou em contrato de associação. Estes devem ser o ponto de partida para as políticas públicas. Os contratos simples e de desenvolvimento de apoio à família têm de ser alargados a toda a rede. independentemente da escola em que estejam. as escolhas são livres e têm consequências assumidas. Nada justifica que se mantenha a situação actual em que alguns têm contrato e outros não. Mas.

Gostaria de fazer algumas menções especiais a entidades e pessoas que hoje nos deram a honra da sua presença. Teremos de construir consensos sociais à volta de objectivos grandes a atingir um dia. tudo recomeçar. em conjunto. acrescentar soluções sustentáveis. Mas. fulgores ou lampejos de fazer diferente pelo diferente para. úteis. Ser feita com passos serenos e oportunos. da academia aos professores. Não duvidamos que qualquer alteração curricular ou estrutural do sistema tem de ser alvo de um amplo consenso e discussão. 6 . mensuráveis e bem monitorizados. Isto não permite uma saudável competição entre os actores do sistema e a demonstração por cada um da sua capacidade de serviço à comunidade. Seremos prudentes. para não ser um sobressalto à estabilidade das famílias e dos agentes educativos em geral. em próximo ciclo político. experimentalismos sem objectivos claros. se é que muitas não estão já a ser experimentadas. conciliadores e atentos aos equilíbrios a que vamos ter de chegar. como se elas fossem argumentos (como há dias dizia sagazmente uma professora do EPC na Assembleia da Republica). Discurso Tomada de Posse 2016-2019 adequados ao século passado. Não negamos a utilidade do trabalho em conjunto com a tutela nem nos negaremos à abertura a novos desafios. e não será connosco. Velhos do Restelo e gente escondida atrás de ideologias. Queremos. Para tudo o que pressuponha inovação ou a adoção das melhores práticas internacionais. Também por isto estamos ansiosos por ouvir as palavras que o Senhor Secretário de Estado nos enviou sobre a visão do desenvolvimento curricular e organizacional que este Governo gostaria de implementar. à procura dum ideal com ampla aceitação em todos os campos sociais. Sabemos que todos estes percursos encontrarão escolhos. há no EPC escolas que serão as primeiras a aprofundar essas propostas. e possíveis. isso nunca foi.

e com objectivos claros. a eles se deve. pela capacidade que teve de adaptação na sua tarefa inspectiva ao novo contexto do novo Estatuto do EPC. por fim. que souberam lutar. sempre combativos mas sempre presentes. Discurso Tomada de Posse 2016-2019 À frente de sindicatos da UGT. Para eles e para a nossa equipa negocial. que em momentos bem difíceis. na consolidação da autonomia que agora vivemos. passo a passo. impondo-a pela qualidade e pela defesa intransigente dos nossos direitos e da capacidade de cada dia fazermos melhor. com tanta história para contar como ouviremos esta noite. SPLIU e SINAPE. À Inspeção-Geral da Educação e Ciência. o nosso reconhecimento e os votos de continuação dum profícuo trabalho conjunto em ordem ao aprofundamento da regulamentação do sector e reformulação de carreiras docentes e não docentes. cumprindo o seu papel de constatação do cumprimento dos compromissos de cada projecto educativo com as famílias que os escolheram. Se hoje há contratação colectiva no sector. E gostaria de terminar com uma enunciação breve dos nossos objectivos programáticos e apresentação da equipa que. a todos os funcionários e colaboradores da associação. faz agora pouco mais de um ano. E. com simplificação e esclarecimento de conceitos e práticas ligadas à autonomia de cada escola. nossos interlocutores antigos. com paciência e enorme discernimento. Aprofundando o ambiente de avaliação de conformidades à variedade organizacional e curricular agora consagrada. Em terceiro lugar. quando ninguém se aventurava a lutar pelos equilíbrios possíveis nos tempos mais difíceis da crise. Ajudaram a abrir portas a um novo estilo e capacidade de fazer diferente. FNE. que souberam ajudar a consolidar a relevância que este sector hoje pode mostrar. foi capaz de. evidenciando e salvaguardando as suas responsabilidades e desempenhos. plesbicitada democraticamente por uma larga presença na assembleia electiva e esforçadamente representando quase toda variedade de escolas da nossa 7 . levar-nos à celebração de um novo Contrato Colectivo de Trabalho. Melhor e mais adequado à variedade de projectos educativos que tanto estimamos na nossa diversidade. a todos os elementos das Direcções da AEEP que nos antecederam.

consideração da qualidade efectiva dos desempenhos das escolas e abertura a novos desafios. independentemente da escola e regime de escolarização. 8 . Discurso Tomada de Posse 2016-2019 associação. cívica e de participação democrática de todos os seus estudantes e famílias. secundou o meu convite para um mandato que se antevê combativo. extensão da ASE a todos os estudantes do EPC. procurando a mudança de mentalidades e o reconhecimento do espaço de liberdade que é o EPC. Haverá uma maior competição entre nós e alguma incompreensão ou desconfiança em relação ao nosso sector como parte integrante que quer ser dum sistema ao serviço da melhoria da educação no nosso país. valorizando as de menos recursos e mais numerosas. Aprofundar o regime de contratualização plurianual. que valorize o EPC como um sector estratégico e particularmente comprometido com a elevação social. II Regulamentar os Contratos de Apoio à Família tendo em conta . No nosso plano de acção é antes de mais referido que começa agora um período onde se irão aprofundar os factores demográficos negativos que já vimos sentindo. mas também por isso estimulante e cheio de responsabilidades. exigente. . atenção social. promoção da igualdade de tratamento no apoio ao pré-escolar quando comparado com os apoios da rede social . criando critérios que aprofundem a sua transparência. Pareceu-nos assim ser vital apresentar como tarefas prioritárias I Criar um plano de comunicação da AEEP. a sua universalização a todas as escolas. os custos reais das mensalidades e as necessidades efectivas das famílias. .

intensificando a participação dos associados nomeadamente através do acompanhamento e sinalização dos grandes momentos de cada escola. como fóruns de debate. Valorização e dinamização dos departamentos. de gestores escolares e responsáveis administrativos. ajuda efectiva às práticas das escolas e ideias projectos potenciadores de inovação. encontro e partilha de experiências e criação de Grupos de Trabalho de questões específicas 9 . Aprofundamento do +Desporto e realização de dois em dois anos de grande encontro Desportivo do EPC. encontros de Directores. Aprofundar e criar novos protocolos que promovam formações diferenciadoras de relevância. Discurso Tomada de Posse 2016-2019 Sedimentação do regime de apoio ao Ensino Especial. como referencial de avaliação externa das escolas. . Apoio à consolidação do Selo CNEF de Qualidade. eventualmente com novo modelo de apoio. com especial realce e empenho na formação e actualização pedagógica. promoção de uma real dinâmica associativa. aprofundamento da colaboração com Cambridge na área da formação de professores e currículos alternativos. novos currículos no 1º ciclo e Projecto de Ciências Experimentais. V Por fim. nomeadamente . Aprofundamento do regime dos benefícios fiscais em IRS para as despesas de educação. III Reforço das estratégias de formação já concretizadas e dos serviços existentes na AEEP.

Na sua pessoa. colaboração e empenho de fazermos a nossa associação. é agora a sua vez. na colaboração decidida no esforço de democratização do ensino. mas simultaneamente. O nosso Presidente da Assembleia Geral é reconhecidamente um desses. útil e eficaz trabalho e capacidade de diálogo e interacção com todos. Secretário de Estado. caro Dr. aqui presente. com 3 novos elementos na Direcção. Queremos manter-nos ancorados nesses elementos fundamentais. Discurso Tomada de Posse 2016-2019 A AEEP tem tido historicamente grandes líderes. Pedro Cunha. vamos ouvi-lo com atenção. pensando no relevo geracional imprescindível para a abertura aos novos desafios já lançados e aos paradigmas diferentes do sector que se verificarão certamente no final do mandato que agora se vai iniciar. na consolidação de projectos feitos de grandes e notáveis intuições. que continuam connosco. a ser aprovada na próxima Assembleia Geral. entendemos que era muito importante promover uma renovação efectiva dos corpos dirigentes da associação. aproveitamos para fazer os melhores votos de bom. O Pe. um corpo de suplentes da Direcção com grande dinamismo e juventude. Senhor representante do Senhor Secretário de Estado. Lisboa. curtidos nas lutas dos momentos em que as nossas escolas foram faróis de liberdade contra tentativas de hegemonia estatizante. 23 de Fevereiro de 2016 10 . representando um associado de primeira hora da nossa associação. sou o primeiro a agradecer terem aceite o meu convite e a pedir-vos toda a dedicação possível. Vitor Melícias. e pedindo que o transmita ao Sr. a seriedade e experiência dos órgãos de controlo e supervisão (Conselho Fiscal e Mesa da Assembleia Geral) e um Conselho Geral renovado. mas com o sentido crítico que já nos conhece. Por isso.