Você está na página 1de 1

Primeira ocorrncia de macrofsseis na serra de Ubatuba, Municpio de Granja

(Grupo So Joaquim / Mesoproterozico)

Robbyson Mendes Melo; Maria Somlia Sales Viana2

Bolsistas do PIBIC/CNPq/UVA, Curso de Biologia;


Prof. Orientadora, Curso de Biologia, Laboratrio de Paleontologia, Museu Dom Jos UVA.

Introduo: A presena de macrofsseis pr-cambrianos muito rara devido a baixa


biodiversidade de organismos maiores e a intensidade dos processos geolgicos
subsequentes (principalmente metamorfismo). A serra de Ubatuba, de altitude de 700 a
900m, localizada no Municpio de Granja CE constituda por dobramentos pr-
cambrianos extremamente erodidos que surgem imediatamente ao norte do front da Serra
da Ibiapaba. Na rea, afloram rochas pertencentes ao Grupo So Joaquim, cuja litologia
composta por quartzitos, xistos, mrmores e rochas metavulcnicas (Pedreira & Torquato,
1991), sem nenhuma citao de ocorrncias fossilfera at o momento. Objetivos:
Registrar a primeira ocorrncia de fsseis Pr-Cambrianos na serra de Ubatuba (Granja) em
terrenos pertencentes ao Grupo So Joaquim. Procedimentos Metodolgicos: A
metodologia aplicada consistiu de pesquisa bibliogrfica para conhecimento dos aspectos
geogrficos e geolgicos sobre a rea de estudo; de pesquisa de campo, para explorao,
coleta e registro dos achados fossilferos; e pesquisa de laboratrio, na qual foi realizada
anlise do material coletado e deposio na coleo cientfica do Museu Dom Jos.
Resultados: Na rea explorada foram encontrados dois tipos de fsseis: 1. Em calcrio
metamrfico foram observados estromatlitos (estruturas biossedimentares laminares que
em geral, podem assumir a forma de esteiras, originadas por atividade microbiana); 2. Em
quartzito foi encontrado fragmento de carvo, cuja anlise qumica encontra-se em
processo. Concluses: Foram registradas duas ocorrncias inditas para a regio,
correspondendo a estromatlitos e fragmentos de carvo. Tais ocorrncias abrem a
possibilidade de novos achados e suscitam o desenvolvimento de futuras pesquisas para a
rea. Bibliografia: PEDREIRA, L.H.S; T. & TORQUATO, J.R.. Formao So Joaquim.
Base do Grupo Martinpole ou Grupo So Joaquim? In: SIMP. GEOL. NORDESTE, 14.
Recife, 1991. Atas... Recife, SBG. Bol. 12, 1991. p. 26-29.