Você está na página 1de 21

Padres reconhecveis de

cidades

Prof. MSc. Ricardo Batista Bitencourt


Existem tipos de cidades produzidas e repetidas durante a
histria da humanidade.

Ou seja, no existem datas para desenvolvimento dessa


ou daquela, os pensadores a descobriram ou
registraram no decorrer da histria.

O que meus olhos viram foi simultneo, o que escreverei


ser sucessivo, pois a linguagem o .
JL. Borges
Cidade Tradicional
Para Sitte, o esprito artstico e a sociedade moderna eram
conceitos opostos, sendo que essa anttese aumentava com o ideal
de lucro e a ordem material das coisas sendo necessrios para o
estilo de vida moderna. Pois este estilo de vida que aglomerava o
urbano e limitava o planejamento do espao, transformando a
cidade em algo plano, retilneo e montono.

O reto e plano era moderno e desprezado por Sitte, assim como as


formas livres da poca medieval eram enaltecidas e apreciadas,
assim ele passa a fazer um planejamento espacial livre e pitoresco
na tentativa de humanizar o urbano. A praa surge como uma
forma de restituir a qualidade de vida nas cidades modernas dando
ao cidado uma rea livre, mas que permitisse que ele aproveitasse
realmente o espao. Com isso inserindo o edifcio em um quadro,
promovendo unidade. E foi na praa que ele enxerga uma forma de
redimir a cidade, de sair do ideal rgido.
Espontaneidade

City of London, Bank


O projeto
Campidoglio, Roma
Percebam a importncia do
Monumento, bem localizado.
As sociedades tem existido combinando

FORMALIDADE

URBANIDADE
Na forma-espao:

FORMALIDADE:

- enormes espaos abertos


- inmeros espaos cegos, mortos, residuais
- forte isolamento entre o dentro e o fora

URBANIDADE:

- pequenos espaos abertos


- espaos ricamente alimentados por entradas
- ambiguidade dentro/fora
- dialtica local/global nem o labirinto nem o deserto
A Cidade Modernista
A Carta de Atenas escrita por Le Corbusier no ano de 1933,
composta por princpios gerais que previam a extino do
traado das cidades baseado em ruas e quadras e propunha
a implantao do zoneamento seletivo, uma diviso de reas
que seguia quatro funes:

HABITAR, TRABALHAR, CIRCULAR E RECREAR ...

que definiriam a Cidade Funcional.


Princpios objetivos e naturalistas
O solo deve estar livre para o circular: automveis e pedestres, cada um na sua
Setorizao e rodoviarismo
Pensamento racional - expanso