Você está na página 1de 2

GGD AO

CONSTRUO MECNICA
52100 Generalidades
O ao GGD 52100 um ao de elevado teor de carbono, ligado ao cromo, utilizado
Composio Qumica para beneficiamento quando se pretende atingir elevada dureza aps a tmpera,
C Si Mn Cr entre 62 66 HRC. um ao tempervel em leo.
0,98 0,15 0,25 1,30

1,10 0,35 0,45 1,60 Aplicaes
utilizado em componentes em geral nas indstrias de fabricao de rolamentos.
Similaridade
DIN 100Cr6, W.Nr. 1.3505,
UNS G52986, Forjamento
GERDAU 100Cr6
O ao GGD 52100 deve ser realizado na temperatura mnima de 925C e mxima
de 1150C.

Condies de Tratamento Trmico


Fornecimento Recozimento: Por seu elevado teor de carbono o ao GGD 52100 deve sofrer
recozimento de esferoidizao para otimizar sua usinabilidade. A esferoidizao
Fornecido com dureza realizada em torno de 750C por tempos variando entre 15 e 20 horas. Resfriar
mxima de 250 HB. no forno.

Normalizao: O tratamento deve ser feito na temperatura prxima de 870


890C por no mnimo 1 hora para cada 25 mm. Resfriar ao ar. Em casos especiais
pode se utilizar ar forado.

Cores de Identificao Tmpera: A austenitizao para a tmpera deve ser realizada entre 840 850C,
manter pelo tempo necessrio para homogeneizar a temperatura na seo
transversal e resfriar em leo.

Ao Construo Mecnica www.ggdmetals.com.br


Revenimento: Deve ser realizado imediatamente aps a tmpera quando a temperatura atingir cerca de 70C. O revenimento
realizado em temperaturas entre 120 200C. A temperatura usual de revenimento em torno de 150C. Nestas condies
no h queda significativa da dureza. No revenimento a cerca de 180C a dureza pode cair de 1 a 2 pontos HRC. A variao da
dureza em funo da temperatura de revenimento mostrada na curva orientativa a seguir.

70
65
60
Dureza (HRC)

55
50
45
40
35
30
25
0 100 200 300 400 500 600 700
o
Temperatura de Revenimento ( C)

Curva de Revenimento
Tmpera a partir de 845C.

As informaes contidas neste catlogo so orientativas, dependendo da caracterstica da matria prima e das condies de teste.

Ao Construo Mecnica 11 5545 8200