Você está na página 1de 7

1

Lista de exercícios P1

  • 1. Duas partículas tendo cargas +3q e +q estão fixadas em uma barra isolante separadas por uma distância d. Uma terceira carga, como mostra a figura, pode se mover livremente pela barra. Em qual posição a terceira carga ficará em equilíbrio?

1 Lista de exercícios P1 1. Duas partículas tendo cargas +3 q e + q estão
  • 2. Na figura abaixo, três esferas condutoras idênticas forma um triângulo equilátero de lado d = 20.0 cm. O raio das esferas são desprezíveis quando comparados com d e as cargas são q A = 2.00 nC, q B = 4.00 nC e q C = +8.00 nC.

    • a) Qual é a magnitude da força entre as esferas A e C?

    • b) Os seguintes procedimentos são tomados: A e B são conectados por um fio condutor fino e então desconectados; B é aterrado por um fio; e por fim B e C são conectados por um fio e então desconectados. Quais são as magnitudes da força eletrostática entre A e C e entre B e C após todo o procedimento?

1 Lista de exercícios P1 1. Duas partículas tendo cargas +3 q e + q estão
  • 3. Quatro cargas pontuais estão situadas nos vértices de um quadrado de lado l = a, e cujos valores são Q A = q, Q B = q, Q C = q e Q D = 3q. Use k = 9×10 9 Nm 2 /C e considere a origem do sistema cartesiano no vértice C.

    • a) Faça um desenho mostrando o diagrama de forças que atuam no ponto D.

    • b) Calcule a força resultante F no ponto D, em função dos versores ˆ i e ˆ j.

2

  • c) Calcule o potencial elétrico no ponto P. Assuma V = 0 no infinito.

  • d) Calcule a intensidade do vetor campo elétrico produzido por essas cargas no ponto P.

2 c) Calcule o potencial elétrico no ponto P . Assuma V = 0 no infinito.
  • 4. Uma esfera de massa m está suspensa por um fio leve na presença de um campo elétrico uniforme como mostrado na figura abaixo. Quando E = (A ˆ i + B ˆ j) N/C, onde A e B são constantes positivas, a bola se mantém em equilíbrio com um ângulo θ. Sendo assim, encontre:

    • a) A carga elétrica da bola.

    • b) A tensão no fio.

2 c) Calcule o potencial elétrico no ponto P . Assuma V = 0 no infinito.
  • 5. Na figura abaixo, a partícula 1 de carga q 1 = 5.00q e a partícula 2 de carga q 2 = 2.00q estão fixas em um eixo x, separadas por uma distância L.

    • a) Em função de L, qual a coordenada sobre o eixo em que o campo elétrico resultante é nulo?

    • b) Esboce as linhas de campo resultante da combinação.

2 c) Calcule o potencial elétrico no ponto P . Assuma V = 0 no infinito.

3

  • 6. Prótons são projetados com uma velocidade inicial v i = 9.55 × 10 3 m/s em uma região onde age um campo elétrico uniforme

ˆ

E = 720 j N/C, como mostra a figura. Os prótons

atingem um "alvo"(target) que se encontra horizontalmente a uma distância de 1.27 mm

do ponto onde os prótons cruzaram o campo elétrico. Encontre:

  • a) O ângulo θ.

  • b) O tempo total que dura a trajetória (desde a entrada no campo elétrico até atingir o alvo.)

3 6. Prótons são projetados com uma velocidade inicial v = 9 . 55 × 10
  • 7. Na figura abaixo, duas hastes curvadas uma de carga +q e outra de carga q, formam um círculo de raio R = 8.50 cm no plano xy. O eixo x passa por ambos os pontos de conexão das duas hastes e a carga é distribuída uniformemente sobre ambas as hastes. Se q = 15.0 pC, qual é o campo elétrico E produzido em P, no centro do círculo?

3 6. Prótons são projetados com uma velocidade inicial v = 9 . 55 × 10
  • 8. Uma esfera sólida e isolada de raio a tem uma densidade de carga volumétrica uniforme ρ e carrega uma carga Q total positiva.

    • a) Calcule a magnitude do campo elétrico em um ponto no exterior da esfera.

    • b) Encontre a magnitude do campo elétrico em um ponto no interior da esfera.

  • 9. Uma esfera sólida condutora de raio a carregada positivamente com carga 2Q. Uma casca esférica condutora com raio interior b e raio exterior c é colocada de maneira concêntrica à esfera de raio a, e a casca está carregada com carga Q. Usando a lei de Gauss, encontre o campo elétrico nas regiões 1, 2, 3 e 4 mostradas na figura abaixo, e encontre a distribuição de carga na casca esférica quando o sistema está em equilíbrio eletrostático.

  • 4

    4 10. Dois fios de cobre, cada um com raio r e comprimento l estão dispostos
    • 10. Dois fios de cobre, cada um com raio r e comprimento l estão dispostos paralelamente, sendo que a distância entre eles é d. Considere que r d l e que se pode aproximar os fios por fios infinitos.

      • a) Se assumirmos que um dos fios tem uma densidade linear de carga λ e o outro λ, use a lei de Gauss para determinar o campo elétrico num ponto qualquer entre os dois fios, em função de sua distância ao centro de um dos fios.

      • b) Use a definição de potencial elétrico para calcular a diferença de potencial entre dois pontos ligados perpendicularmente ao fio localizados em sua superfície.

      • c) Determine a capacitância do conjunto.

      • d) Quando é aplicada uma diferença de potencial ε entre esses condutores, determine a carga em cada condutor e a energia armazenada.

  • 11. Uma esfera isolante sólida de raio R tem uma densidade volumétrica de carga não uniforme ρ que varia com a distância do seu centro dada por ρ(r) = Ar 2 , onde A é uma constante e r < R é medido a partir do centro da esfera.

    • a) Calcule o campo elétrico no exterior da esfera (r > R).

    • b) Calcule o campo elétrico no interior da esfera (r < R).

  • 12. Uma esfera de raio 2a é feita de um material não condutor que tem densidade volumétrica de carga ρ. Uma cavidade esféria de raio a é então removida da esfera original, como mostra a figura. Mostre que o campo elétrico na direção x após a retirada é zero e que o campo elétrico no eixo y é dado pela expressão:

  • ρa E y = 3ε 0
    ρa
    E y =
    3ε 0

    5

    • 13. Uma barra de comprimento L está localizada no eixo x como na figura. A barra tem uma densidade de carga não uniforme λ(x) = αx, onde α é uma constante positiva. Calcule o potencial elétrico no ponto A e no ponto B.

    5 13. Uma barra de comprimento L está localizada no eixo x como na figura. A
    • 14. Um fio tendo uma densidade de carga uniforme λ é dobrado como mostra a figura. Encontre o potencial elétrico no ponto O.

    5 13. Uma barra de comprimento L está localizada no eixo x como na figura. A
    • 15. Encontre o potencial e o campo elétrico acima de uma placa circular com densidade uniforme de carga σ e de raio a, a uma distância z do seu centro. Analise para o caso onde a z.

    • 16. Um disco de raio R tem uma densidade superficial de carga não homogênea dada pela equação σ(r) = αr onde α é uma constante e r é o raio do disco partindo do seu centro. Encontre o potencial em um ponto P que passa pelo centro do disco.

    • 17. Um tubo de Gaiger é um detector de radiação que consiste essencialmente de um cilíndro metálico vazado (o cátodo) com raio interno r a e um fio cilíndrico coaxial (o ânodo) de raio r b . A carga por unidade de comprimento no ânodo é λ, enquanto a no cátodo é λ. Um gás preenche o "vão"deixado pelos eletrodos. Quando uma partícula elementar de alta energia passa por esse vão, ela pode acabar ionizando um átomo desse gás.

    5 13. Uma barra de comprimento L está localizada no eixo x como na figura. A

    a) Mostre que a magnitude da diferencia de potencial entre o fio e o cilíndro é:

    V

    = 2ln r a

    r

    b

    6

    • b) Mostre que a maginitude do campo elétrico no espaço entre o ânodo e o cátodo é dada por:

    E =

    ln(r a /r b ) 1

    V

    r

    • 18. Um capacitor do tipo placa-paralela é construído preenchendo seu interior com três tipos de dielétricos diferentes, como mostra a figura. Assuma l d.

    6 b) Mostre que a maginitude do campo elétrico no espaço entre o ânodo e o

    Encontre a expressão para a capacitância do sistema em termos da área A da placa, d, κ 1 ,

    κ 2 e κ 3 .

    • 19. Considere dois fios longos, paralelos, com cargas e com raio d separados por uma distância D. Assuma que a carga é uniformemente distribuída pelo fio, e então mostre que a capacitância por unidade de comprimento desse par de fios é dada por:

      • C πε 0

    =

    • l ln(D d) ln(d)

    • 20. Encontre a capacitância equivalente entre os pontos a e b na combinação de capacitores dada pela figura abaixo:

    6 b) Mostre que a maginitude do campo elétrico no espaço entre o ânodo e o
    • 21. Dado o circuito elétrico abaixo, calcule:

      • a) A corrente em cada ramo do circuito.

      • b) A potência carregada em cada resistor.

    6 b) Mostre que a maginitude do campo elétrico no espaço entre o ânodo e o

    7

    • 22. O circuito na figura abaixo contém dois resistores em paralelo R 1 = 2.00 ke R 2 = 3.00 k, e dois capacitores, C 1 = 2.00 µF e C 2 = 3.00 µF, conectados a uma bateria de fem ε = 120 V. Os capacitores se encontram descarregados quando a chave S está aberta. Determine as cargas em ambos os capacitores após a chave ser fechada.

    7 22. O circuito na figura abaixo contém dois resistores em paralelo R = 2 .
    • 23. A chave S está fechada inicialmente há muito tempo. Tome C 1 = 3.00 µF, C 2 = 6.00 µF, R 1 = 4.00 ke R 2 = 7.00 k.

    A potência dissipada por R 2 é 2.40 W.

    • a) Encontre a carga em C 1 .

    • b) Agora a chave S se abre. Determine por quanto o capacitor C 2 vai estar carregado após vários milisegundos.

    7 22. O circuito na figura abaixo contém dois resistores em paralelo R = 2 .