Você está na página 1de 2

GLOSSÁRIO

Autoespaço correspondente a um certo autovalor é o conjunto de todos os autovetores associados a


este autovalor.

Autovalor associado ao operador linear T é um escalar λ tal que T ( v ) = λ ⋅ v , para algum vetor não
nulo v.

Autovetor associado a um operador linear é um vetor não nulo v tal que T ( v ) = λ ⋅ v , para algum
escalar λ .

Base para espaço vetorial V é um conjunto de vetores de V que são linearmente independentes e que
geram V.

Combinação linear dos vetores v1 ,..., v n é qualquer vetor da forma k1 ⋅ v1 + ... + k n ⋅ v n onde k1 ,..., k n
são escalares.

Complemento ortogonal de um subespaço vetorial é o conjunto de vetores ortogonal a qualquer vetor


deste subespaço.

Dimensão de um espaço vetorial é o número de elementos que compõem uma base deste espaço.

Imagem de uma transformação linear T é o conjunto dos vetores T(v), sendo v um vetor qualquer do
domínio.

Isomorfismo entre espaços vetoriais é qualquer transformação linear bijetora.

Um conjunto de vetores é denominado linearmente dependente quando algum vetor do conjunto é


uma combinação linear dos demais.

Um conjunto de vetores é denominado linearmente independente quando nenhum dos vetores do


conjunto é combinação linear dos demais.

Matriz anti-simétrica é uma matriz quadrada A tal que A t = − A .

Matriz escalonada é qualquer matriz onde o número de zeros que precede o primeiro elemento não
nulo de uma linha aumenta linha a linha e todas as linhas nulas encontram-se na “parte inferior” da
matriz.

Matriz escalonada reduzida por linha é uma matriz escalonada onde o primeiro elemento não nulo
de uma linha é sempre o número 1 e é o único elemento não nulo desta linha.

Matriz idempotente é qualquer matriz quadrada A tal que A 2 = A .


82
Matriz inversa da matriz quadrada A é a matriz quadrada B tal que A ⋅ B = B ⋅ A = I .

Uma matriz quadrada é denominada matriz invertível quando possuir inversa.

Matriz normal é qualquer matriz quadrada que comuta com sua transposta.

Matriz ortogonal é qualquer matriz invertível cuja matriz inversa é igual a sua matriz transposta.

Matriz simétrica é qualquer matriz quadrada igual a sua matriz transposta.

Multiplicidade algébrica de um autovalor λ0 é o grau do fator ( λ − λ0 ) no polinômio característico.

Multiplicidade geométrica de um autovalor λ0 é a dimensão do autoespaço Vλ0 .

Núcleo de uma transformação linear T é o conjunto de vetores v tais que T ( v ) = 0 W .

Um operador linear T é denominado operador diagonalizável se existir uma base tal que sua
representação matricial nesta base seja uma matriz diagonal.

Polinômio característico de um operador T é o polinômio em λ obtido da fórmula det(T − λ ⋅ I ) .

Posto de uma matriz escalonada é seu número de linhas não nulas.

Sistema homogêneo é um sistema onde todos os termos independentes são nulos.

Subespaço gerado por um conjunto de vetores é o subespaço vetorial formado por todas as
combinações lineares destes vetores.

Subespaço vetorial é qualquer subconjunto de um espaço vetorial que também é um espaço vetorial.

83

Você também pode gostar