Você está na página 1de 2

CENTRO ESCOLAR MEDIDAS DE AUTOPROTEO Anexo J5

VERSO 1
MEIOS DE INTERVENO
Central de Bombagem

1. OBJECTIVO
Esta instruo operacional tem como objetivo descrever o modo de operao da central de
bombagem de gua para a rede de incndio, nomeadamente, quando for necessrio proceder
ao respetivo arranque em modo manual.

2. DESCRIO

2.1. Intrues gerais de funcionamento

A central de bombagem de gua para a rede do servio de incndio constituda


essencialmente pelo painel de sinalizao e comando, pelas bombas principais, pela bomba
equilibradora de presso da rede (jockey), por manmetros, por pressostatos, pelas vlvulas
de seccionamento, reteno e descarga e pelo medidor de caudal.

Quando existe uma solicitao de gua na rede, as bombas entram automaticamente em


funcionamento para garantir a presso adequada de gua no circuito. Caso esta se revele
insuficiente, entra a primeira bomba eltrica, depois a segunda para combate ao incndio.

Neste caso em particular, existe um reservatrio de gua por baixo da sala da Central de
bombagem.

2.2. Arranque da Central de bombagem em modo manual

Em caso de falha no arranque automtico da Central, necessrio efectuar o arranque em


modo manual, procedendo do seguinte modo, para acionar a bomba eltrica:

Pg. 1 de 2
CENTRO ESCOLAR MEDIDAS DE AUTOPROTEO Anexo J5
VERSO 1
MEIOS DE INTERVENO
Central de Bombagem

Partir o vidro e
premir o boto

2.3. Paragem de emergncia da Central de bombagem

Independentemente do modo de funcionamento (automtico ou manual) pode-se sempre


parar as bombas da Central rodando o seletor de corte geral de energia no quadro eltrico,
para a posio 0.

Pg. 2 de 2