Você está na página 1de 5
QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO ELÉTRICA Componente Curricular: Instalações Elétricas Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de Técnico
QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO ELÉTRICA Componente Curricular: Instalações Elétricas Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de Técnico

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO ELÉTRICA

Componente Curricular: Instalações Elétricas

Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de Técnico em Eletrônica

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO ELÉTRICA Componente Curricular: Instalações Elétricas Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de Técnico
 

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO ELÉTRICA Introdução

O quadro de distribuição elétrica predial é o ponto central da instalação, contendo a distribuição dos circuitos elétricos, as proteções contra sobrecorrentes, proteções contra correntes de fuga, podendo também ser o local da proteção contra surtos elétricos e de comandos e controles da instalação. Como todos os itens da instalação, este componente tem as suas especificações e instalação definidas em normas técnicas, atendendo a quesitos de segurança e condições elétricas adequadas.

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO ELÉTRICA Introdução O quadro de distribuição elétrica predial é o

Fonte das imagens: Catálogo do fabricante CEMAR

Os quadros de distribuição utilizados nas instalações prediais têm as suas prescrições

contidas na norma NBR IEC 60439-1, entitulada “Conjuntos de manobra e controle de baixa tensão - Parte 1: Conjuntos com ensaio de tipo totalmente testados (TTA) e conjuntos com

ensaio de tipo parcialmente testados (PTTA)”,

Especificações

O quadro de distribuição deve atender às solicitações elétricas da instalação como tensão de isolação, corrente nominal total e parcial dos circuitos servidos, capacidade de suportar efeitos eletrodinâmicos durante um curto-circuito. Construtivamente, deve impedir contatos diretos com as partes energizadas por pessoas não qualificadas e ser protegido contra agentes externos existentes no local como líquidos e partículas sólidas.

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO ELÉTRICA Introdução O quadro de distribuição elétrica predial é o

1

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO

 

Especificamos um quadro de forma a atender às características da instalação e requisitos elétricos.

Os quadros diferem quanto a disposição dos disjuntores e outros equipamentos em seu interior, quanto a maneira de instalação da caixa e também quanto ao seu tamanho ou quantidade de dispositivos que nele podem ser instalados:

Disposição dos disjuntores: O quadro pode abrigar os disjuntores na posição vertical ou na posição horizontal, sendo que os barramentos internos de distribuição elétrica serão apropriados a cada caso.

Disjuntor na vertical

Disjuntor na horizontal

 
 Disposição dos disjuntores: O quadro pode abrigar os disjuntores na posição vertical ou na posição
 Disposição dos disjuntores: O quadro pode abrigar os disjuntores na posição vertical ou na posição

Forma de instalação: A caixa pode ser para instalação aparente ou embutida, sendo que o acabamento externo é adequada para cada uma dessas situações.

Instalação aparente

Instalação embutida na horizontal

Instalação aparente Instalação embutida na horizontal
Instalação aparente Instalação embutida na horizontal
QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO Especificamos um quadro de forma a atender às características da instalação e requisitos

2

 

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO

Tamanho: O quadro é fabricado em vários tamanhos, sendo que se pode especificá- lo pelo número de disjuntores que ele comporta em caso de fabricação modular, ou também pelas medidas físicas, se a montagem interna requerer uma situação especial.

Montagem personalizada Montagem padronizada Para atender às necessidades elétricas da instalação, devemos definir os
Montagem personalizada
Montagem padronizada
Para
atender
às
necessidades
elétricas
da
instalação,
devemos
definir
os

seguintes parâmetros:

Tensão nominal ou de isolação:

Valor máximo de tensão aplicável entre as fases sem que ocorram arco elétrico ou fuga de corrente excessiva entre as partes energizadas ou mesmo entre fase e massa.

Corrente nominal:

Valor máximo de corrente suportável pelos barramentos do quadro e que não provoca calor em excesso nos próprios barramentos, nos componentes do quadro e no ar interno. O valor definido como corrente nominal irá determinar, principlamente, as dimensões das barras utilizadas para a distribuição da corrente, sendo que nos casos em que se utilizar barramentos secundários, a corrente prevista para esses também deverá ser informada.

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO  Tamanho : O quadro é fabricado em vários tamanhos, sendo que se

3

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO

 

Capacidade de curto circuito:

Valor máximo de corrente durante um curto circuito, suportável pelos barramentos e conexões, até a interrupção por um dispositivo de proteção, que pode ser o disjuntor geral no próprio quadro ou dispositivo instalado a montante. Considerando que na condição de curto circuito há esforços eletrodinâmicos que podem causar danos mecânicos e elétricos nos componentes do quadro de distribuição, a construção desses deve prever a suportabilidade aos valores de corrente mencionados e seus efeitos.

Assim, o valor a ser especificado para a capacidade de curto circuito deve ser maior que a corrente de curto circuito presumida para esse ponto da instalação.

Grau de proteção:

O invólucro que abriga os componentes do quadro de distribuição deve, entre outras funcionalidades, oferecer proteção contra a penetração de corpos sólidos e líquidos em seu interior.

O grau de proteção oferecido pelo invólucro é classificado segundo o limite que é capaz de impor à penetração dos corpos estranhos e nocivos. Uma das formas de classificação normalizada, utilizada para esta finalidade, é composta pelo código IP acompanhado de 2 algarismos onde:

o primeiro algarismo representa a proteção contra sólidos; e,

o segundo algarismo representa a proteção contra líquidos, sendo que a ordem crescente representa maior proteção.

Vedação com grau de proteção IP54

(A proteção neste exemplo é feita por anel de borracha preso no lado interno da porta e o restante do invólucro totalmente fechado).

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO  Capacidade de curto circuito: Valor máximo de corrente durante um curto circuito,
QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO  Capacidade de curto circuito: Valor máximo de corrente durante um curto circuito,

4

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO  Capacidade de curto circuito: Valor máximo de corrente durante um curto circuito,