Você está na página 1de 5

ENTREVISTA – NUNO COBRA

PREPARADOR FÍSICO E MENTAL


MBC - Movimento Brasil Competitivo -

Nuno Cobra, preparador físico e mental, famoso por seu trabalho


junto a Ayrton Senna, destaca os diferenciais de seu método de
treinamento para vencedores no trabalho e na vida.

Nuno Cobra, famoso por ter sido o preparador físico do


tricampeão de Fórmula 1 Ayrton Senna, resolveu colocar no papel sua
experiência de mais de 40 anos em treinar atletas e empresários.
Autor do livro A Semente da Vitória - que resume seu método de
treinamento em 223 páginas - Nuno Cobra afirma que a finalidade do
livro é mostrar que o método, de tanto sucesso, não tem milagre
nenhum. Não há segredo.
Ele consiste no resgate do homem às suas raízes de vencedor.
Formado em educação física, Cobra defende que corpo, mente,
emoção e espírito devem ser trabalhados em conjunto. Ele critica a
moda da malhação do corpo e garante que quem é feliz não adoece.
"Não existe doença. Existe o doente. Procuramos e trabalhamos
arduamente para ficar doentes porque temos um programa de
autodestruição", diz.
Professor de Educação Física de São José do Rio Pardo, no
interior paulista, tornou-se respeitado internacionalmente. No
currículo, acumula um pódio atrás do outro. Foi preparador físico e
mental de feras como Ayrton Senna, Mika Hakkinen e Christian
Fittipaldi.

Leia a entrevista realizada com exclusividade para o portal do


MBC:

Equipe Editorial: Quais as principais características de seu método


de treinamento?
Nuno Cobra: Busco através do corpo físico desenvolver os outros
corpos: mental, emocional e espiritual. Ele não apenas é um método
voltado para o desenvolvimento desse corpo físico e ponto final.
Entendo que esse é um caminho precioso para o desenvolvimento do
extraordinário potencial humano das pessoas. Sua característica por
essa sua função interior de vivência de vitória reestruturando toda sua
vida, promove uma verdadeira terapia.

Equipe Editorial: O que diferencia o seu método dos demais


programas de treinamento?
Nuno Cobra: Ele não é apenas um método de preparação física,
visando o desenvolvimento apenas do corpo físico, mas fazer desse
um caminho para o desenvolvimento integral da pessoa humana.

Equipe Editorial: Em seu livro "A Semente da Vitória", o senhor


propõe uma mudança radical nas pessoas: Chegar ao cérebro pelo
músculo e ao espírito pelo corpo. O que isso significa? Como é
possível?
Nuno Cobra: O caminho do cérebro ao músculo é o acontecimento
natural de um trabalho físico integrado com o momento que ele se
encontra, voltado para o seu interior e se deixando conduzir em seus
movimentos do corpo pelo seu cérebro, você estará automaticamente
desenvolvendo seu cérebro. Quanto mais complexos, variados e
intensos forem seus movimentos, mais exigentes serão os estímulos
que envolverão seu cérebro, num constante ajuste. Serão dadas
ordens das mais variadas para seu corpo na execução desses
movimentos. O que não pode é a pessoa passar a realizar um
trabalho cardiovascular não sintonizado com ela mesma, assistindo
televisão ou lendo jornal. Nesse caso, o movimento perderá todo o
seu valor mental, da mesma forma que realizar trabalhos com pesos
eletrônicos. Com eles, somente o movimento desligado do corpo será
realizado, tornando as pessoas fortes, mas burras, uma vez que irá
desenvolver uma força inteligente capaz de ser aplicada numa
situação de realidade da vida prática por não estar conectado com
seu cérebro quando essa força foi desenvolvida.

Equipe Editorial: O senhor foi uma das primeiras pessoas no Brasil a


destacar a relação entre o exercício físico e as questões emocionais.
Qual a relação entre os dois?
Nuno Cobra: Toda busca de um desenvolvimento físico, quando se
procura saúde e não malhação estúpida, se transforma
automaticamente numa arma magnífica na mão de um educador. Isso
porque no objetivo de se transformar esse corpo físico, se impondo a
um trabalho correto e persistente, o indivíduo aciona seu corpo
emocional para realizar não o que ele quer ou gostaria, mas aquilo
que é necessário fazer. Por exemplo, se essa pessoa recebe a
orientação para realizar um trabalho cardiovascular para caminhar 25
minutos, você poderá ficar alegre quando o professor lhe pede, mas
no dia seguinte, logo depois que acorda, estará pensando: puxa tenho
que caminhar? Queria fazer tudo menos isso. Mas realiza o método.
Existe um grande esforço nesse objetivo de se transformar, e isso vai
moldando suas emoções. Mas não é apenas isso. Tão logo você inicia
a caminhada, seu estupendo organismo estará promovendo o envio à
circulação sanguínea de estimulantes poderosos que lhe dará muito
apetite de realizar esse movimento. Quando chegar aos vinte e cinco
minutos, estará adorando realizar esse movimento. Terá então, de
submeter sua vontade de encerrar o trabalho. Em síntese, você terá
de fazer quando não quer fazer e parar de fazer quando o que você
mais quer é fazer. Terá através do envolvimento com o método de
transformar sua vida um efeito formidável em fortificar suas emoções.

Equipe Editorial: Com 46 anos de trabalho, o senhor começou com


deficientes mentais e presidiários. Trabalhou em escolas, aliando
educação física, motivação e acompanhamento aos alunos. Quais
foram os resultados? Como estão estes alunos hoje?
Nuno Cobra: Bela pergunta. Em 60 comecei um trabalho com
excepcionais - foi magnífico. Com os presidiários, então, deve ter sido
o mais glorioso de todos eles. No dia 5 de junho, tive a alegria imensa
e emoção extraordinária que por uma dessas coisas do destino, um
ex-aluno estava me procurando há anos. Localizou meu telefone e
veio ao meu encontro. Eram 11h da manhã e quando visualizei aquele
homem, com agora 52 anos, senti algo que não esperava sentir nessa
vida: encontrar com um aluno exatamente dessa época que agora,
casado, é o símbolo do sucesso e equilíbrio. Era o Adão, meu grande
amigo, que na época tinha 9 anos. Meu Deus, que coisa exuberante
ver aquele homem alto e tão saudável na minha frente, sorrindo e tão
alegre. Haviam passado mais de quarenta anos, que juntos
esforçávamos para adquirir um outro estilo de vida, trabalhando a seu
favor. Ele lembrava justamente das acrobacias que fortificaram tanto
seu corpo emocional, ajustando dentro do limites possíveis de
coeficiente intelectual para ser um cidadão útil e produtivo.

Equipe Editorial: De que forma os aspectos emocionais podem fazer


a diferença no treinamento?
Nuno Cobra: O treinamento quando bem aproveitado pelo mestre já
é um elemento poderoso na formação desse corpo emocional. O que
necessita é o aluno atleta ir se percebendo mais forte e capaz de
superar antigos limites e dificuldades, se fazendo mais poderoso. É
necessário fazê-lo perceber que dificuldades são estímulos para
desafios, que superados o coloca num patamar diferenciado diante
dos demais.

Equipe Editorial: De que forma a sua visão de mudança pode


contribuir para uma vida melhor? Isso pode refletir também na carreira
de cada um? Como?
Nuno Cobra: A dedicação ao trabalho com seu corpo físico levando
em conta esse objetivo de desafio e superação irá promover em sua
mente e emoções esse ganho extra que vai fazer toda a diferença no
futuro. Essas mudanças singelas no inicio, sendo aproveitadas
convenientemente pelo mestre, servem de catapulta para levá-lo num
nível diferenciado de outras pessoas, contribuindo de uma forma
decisiva em sua carreira profissional, seja ela qual for. Isso eu vi
ocorrer através dessas mais de quatro décadas com as pessoas que
realizaram essa modificação em sua vida.

Equipe Editorial: O senhor foi preparador físico de pessoas famosas,


grandes vencedores, como Ayrton Senna, Rubens Barrichello, Abílio
Diniz, Drauzio Varella e Fafá de Belém. Quais foram os momentos que
o senhor destacaria durante o trabalho desenvolvido com estes
ícones?
Nuno Cobra: Ficou muito claro em todos eles que a grande diferença
do que chega lá e o que não chega é simplesmente aquele que
acredita, aquele que consegue ser convencido que tudo está
simplesmente no fazer. Aliás, essas cinco letras mágicas que
resolvem tudo. O sábio não é o que sabe, mas aquele que faz o que
sabe. Eles foram, de certa forma, sábias criaturas que acreditaram em
meu método, mas que, acima de tudo, acreditaram neles mesmos, e
fizeram. Essa foi toda a diferença.

Equipe Editorial: O Senhor acredita que cada ser humano pode


utilizar o corpo como um caminho para o desenvolvimento mental,
emocional e espiritual. E para alcançar o sucesso profissional?
Nuno Cobra: É o que fiz comigo depois que descobri isso e com
todas as pessoas ao longo dessas mais de quatro décadas. O corpo é
o caminho natural para conseguir esse desenvolvimento. O método é
fundado em números e quando você muda esses números são
realizadas façanhas com seu corpo físico. Todos os demais correm
atrás, porque o homem é uma coisa, só que indivisível.

Equipe Editorial: Na sua opinião, quais as características de um


líder?
Nuno Cobra: Só pode ser líder quem se conheceu e se transformou.
Sem autoconhecimento, sabendo de suas possibilidades e poder,
ninguém convence ninguém a nada. O líder é o resultado dessa
enorme e fantástica transformação quando nos desprendemos dessa
insignificante, mas fortíssima, anulação imposta por essa sociedade
castradora.

Entrevista realizada com exclusividade para a equipe editorial do site


do MBC.
Enfato Comunicação Empresarial
(51) 3333.7832 / 3333.9912
enfato@enfato.com.br
http://www.enfato.com.br/

-----------------------------

Livro: “A Semente da Vitória”- Prof Nuno Cobra


Editora SENAC São Paulo
Rua Rui Barbosa, 377 – 1.º andar – Bela Vista
CEP 01326-010
Caixa Postal 3595 – CEP 01060-970 – São Paulo – SP
Tel 0xx-11-284-4322
Fax 0xx-11-289-9634
E-mail: eds@sp.senac.br
Home Page: http://www.sp.senac.br