Você está na página 1de 2

Regra da derivada

Para calcular a derivada de uma funo que seja derivvel, em determinado


ponto do seu domnio, podemos sempre usar a definio.

A funo polinomial que, em certo sentido, nem to complicada. Mas


possvel imaginar como ficaria bem mais difcil de ser calcular a taxa de
variao mdia dessa funo em determinado intervalo, bem como o limite da
taxa de variao mdia

Como esse outro exemplo calcular a derivada num ponto do domnio, utilizando
apenas a definio.

Esses dois exemplos nos permite entender melhor como calcular derivada.

Atravs desses dois exemplo fica mais fcil calcular funes que contm
atravs destas operaes de funes.

provado as propriedades abaixo, usando a definio de derivada, teremos a


possibilidade de calcular derivadas de funes mais complicadas, sem muito
trabalho. Vamos l!

A derivada de uma funo constante zero.

De fato, para qualquer x real, sendo f(x)=k, temos:

Com esse exemplo acima mostra a definio de derivada de funes onde a


constante 0.

Antes x nessa equao tender a zero a frao.


Uma vez que o limite existe e zero, conclumos que a derivada da funo
constante existe e zero.

Se f e g so derivveis, ento f+g derivvel e (f+g)=f+g.

Ento a forma ficara assim:

Uma vez que cada uma das funes derivvel, as fraes tm limite a
primeira f'(x) e a segunda g'(x). Logo o limite existe, ou seja a derivada
da funo soma existe e igual soma das derivadas.

Sendo assim:

Se f derivvel e k uma constante, ento k.f derivvel e

Desta forma abaixo:

Como o limite da frao existe, pois a derivada da funo f, que derivvel


por hiptese, ento a funo k.f derivvel e , como
queramos provar.

http://ecalculo.if.usp.br/derivadas/regras_derivacao/regras_derivacao.htm