Você está na página 1de 18
1
1

Então você deseja começar a empreender e abrir um negócio próprio? Talvez essa vontade já exista há vários anos, talvez você tenha pensado nessa possibilidade hoje mesmo. O importante mesmo é que, em ambos os casos, você precisará colocar esse desejo em prática em algum momento.

Mas qual será o momento certo para tirar a ideia de um negócio do mundo dos planos e colocar no mundo material? E, mais importante ainda, como você fará isso?

Neste e-book mostraremos para você um verdadeiro passo a passo para que você tire as suas ideias do papel e comece o seu negócio de uma vez por todas!

Serão poucos passos muito simples, mas ao mesmo tempo essenciais. Tenho certeza de que lhe renderão muitas horas quebrando a cabeça. E valerá a pena.

Vamos lá?

2
2
Muitas pessoas desejam abrir um negócio próprio porque não encontram outras opções no mercado de

Muitas pessoas desejam abrir um negócio próprio porque não encontram outras opções no mercado de trabalho, ou então apenas visando ganhar uma grana extra. Você precisa saber que essas não são as melhores motivações que você poderia ter.

As chances de um negócio com objetivos rasos como esses não dar certo são muito grandes. Com o que você deve se preocupar, na verdade, é: qual é o impacto positivo que o seu negócio pode fazer para a sociedade? Se a sua empresa deixasse de existir, ela faria falta?

Pense nos negócios que você vê no dia a dia pela sua cidade. Quantos deles realmente fariam falta se não estivessem mais ali? Provavelmente, os que você mais sentiria falta são

aqueles que possuem algum diferencial. Aqueles que você não consegue encontrar um produto ou serviço semelhante apenas andando duas quadras a mais.

Portanto, para encontrar uma mensagem nobre e fazer com que o seu negócio faça a diferença no mundo, o foco deve ser na inovação. É somente inovando que você não se limitará a fazer o mesmo que outras empresas já estão fazendo e se diferenciar no mercado.

Encontrou uma ideia de negócio inovadora que trará benefícios para todos? Ótimo! Podemos ir para o próximo passo! Ou você ainda não tem certeza disso? Vamos fazer um pequeno teste.

Complete a sentença: “Se o meu negócio nunca ”

tivesse existido, o mundo seria pior porque

4
4

De nada adianta encontrar a mais nobre das mensagens se você não conseguir transmiti-la para o público, não é? Então é hora de começar a pensar nisso! Passe a sua mensagem a diante e coloque a mão na massa para implantar tudo na prática.

5
5
Ninguém sai por aí procurando por negócios inovadores. Não vá esperar que as pessoas venham
Ninguém sai por aí procurando por negócios inovadores. Não vá esperar que as pessoas venham

Ninguém sai por aí procurando por negócios inovadores. Não vá esperar que as pessoas venham até você perguntar sobre a sua nova empresa por mágica.

Então, se você possui uma ideia inovadora que pode trazer benefícios para o público, faça com que eles saibam disso. Se você realmente puder fazer a diferença, não demorará para que todos consigam ver isso.

Quer saber qual é a melhor forma de fazer isso? Então vamos para mais uma atividade prática: resuma a essência do seu negócio em poucas palavras - de duas a oito. Pense naquilo que você realmente quer transmitir.

Quando você tiver essa ideia bem clara para você, sempre que tratar do seu negócio, procurará transmiti-la. Com o tempo, isso estará marcado nas outras pessoas também.

6
6

Veja só como funciona mesmo. Tente associar as frases a seguir com as suas respectivas empresas:

as frases a seguir com as suas respectivas empresas: Fácil, não é? Caso você queira ter

Fácil, não é? Caso você queira ter certeza, as respostas são: A-B, B-C e C-A.

7
7
É muito comum que o ciclo de um potencial empreendedor seja o seguinte: vontade de

É

muito comum que o ciclo de um potencial empreendedor seja

o

seguinte: vontade de empreender > boa ideia de negócio >

planejamento > mais planejamento. E para por aí, quando, na verdade, o ciclo deveria ser: vontade de empreender > boa ideia de negócio > planejamento > colocar em prática.

Por conta do excesso de planejamento, inúmeras empresas nunca chegam a existir. Esse não será o seu caso, não é? Então é preciso encarar que a hora de começar é agora!

Depois de pensar na mensagem que você quer transmitir e fazer um planejamento inicial, o melhor que pode ser feito é começar

a trabalhar. Se você cair na neura de tentar planejar até ter um negócio perfeito em mãos, nunca irá tirar a ideia do papel.

Iniciando aos poucos, você já terá a empresa aberta e os negócios acontecendo. É o cenário ideal para identificar falhas e concertá-las. Da mesma forma, você conseguirá visualizar tudo o que está dando certo para direcionar a empresa.

8
8

E como você pode começar agora mesmo?

a empresa. 8 E como você pode começar agora mesmo? Estabeleça metas ambiciosas. Pense no quão

Estabeleça metas ambiciosas. Pense no quão longe o seu negócio pode chegar e comece a trabalhar nessa ideia desde agora. Não seja tímido ou modesto. O seu negócio tem que mudar o mundo, lembra?

Encontre sócios e parceiros. Por mais competente que você seja, é impossível que consiga criar um grande negócio sem contar com a ajuda de uma boa equipe que tenha os mesmos objetivos que você. Portanto, comece a procurar por pessoas com esse perfil.

Consiga os primeiros clientes fiéis. Quando encontrar pessoas realmente interessadas no que você está propondo, mantenha-as por perto. Elas serão suas principais aliadas para medir a qualidade do seu produto ou serviço.

Crie produtos inovadores com designs únicos. Lembra do que falamos sobre diferenciar-se dos demais? Crie produtos que ainda não existem, que ninguém quer produzir ou muito superiores aos que já estão no mercado.

Teste! Testar será a principal ação para aperfeiçoar seus produtos ou serviços. Faça várias versões de um mesmo produto e vá adaptando conforme a reação de seus clientes.

9
9
Manter as operações funcionando de forma satisfatória passa por dois problemas: 1. Criar um planejamento

Manter as operações funcionando de forma satisfatória passa por dois problemas:

1. Criar um planejamento para ser seguido 2. Efetivamente seguir esse plano

Sem um planejamento, é muito fácil que a sua empresa fique perdida no mercado. Você não possui foco, apenas continua funcionando. Quando vê, já passaram 3 anos de atividade e o seu negócio continua igual, apenas sobrevivendo.

É por isso que toda empresa precisa de um plano de voo.

E todo plano precisa ter início, meio e fim. Mas qual é o melhor plano? A verdade é que pode ser qualquer um, desde que você execute!

Como já abordamos, de nada adianta ficar planejando, planejando e planejando mais um pouco sem nunca

colocar em prática. Portanto, faça um planejamento inicial

e comece logo a aplicá-lo. Se você notar que as coisas

não estão saindo da melhor forma, faça ajustes e refaça o plano. O importante mesmo é que você seja capaz de agir,

e não ficar parado esperando as coisas acontecerem.

10
10
o plano. O importante mesmo é que você seja capaz de agir, e não ficar parado
Confira algumas dicas para elaborar o seu plano de voo: Seja específico. Comece com um

Confira algumas dicas para elaborar o seu plano de voo:

Seja específico. Comece com um pequeno público, bem específico. Depois de dominar essa parcela, você automaticamente começará Comece com um pequeno público, bem específico. Depois de dominar essa parcela, você automaticamente começará a expandir os horizontes. Tentar abraçar o mundo desde o começo é uma grande furada.

Não complique. Faça um negócio simples e objetivo, de fácil compreensão pelo público. Saber o que você Faça um negócio simples e objetivo, de fácil compreensão pelo público. Saber o que você faz é o primeiro passo para o interesse.

Não tenha medo de copiar modelos de sucesso. Há muitas áreas da empresa em que você pode - e deve - inovar. Mas Há muitas áreas da empresa em que você pode - e deve - inovar. Mas fórmulas de modelo de negócios de sucesso estão aí para servirem e inspiração.

Se você ainda ficou com alguma dúvida, não se desespere. No capítulo 6 deste e-book abordaremos com mais detalhes tudo sobre o plano de voo!

Agora, faça mais um exercício prático:

1. Calcule os custos mensais para o funcionamento de sua empresa;

2. Calcule o lucro bruto de cada unidade de seu produto;

3. Divida o resultado dos custos pelo do lucro;

4. Descubra se você consegue vender tantas unidades assim.

11
11
12
12

5. MEÇA OS RESULTADOS

Você já ouviu falar que os primeiros anos um negócio iniciante não costumam dar resultados? Isso realmente pode acontecer, pois é preciso conquistar clientes, ganhar mercado e otimizar as operações. Mas é longe de ser uma verdade absoluta.

Muitos empreendedores, com base nesse fato, ficam acomodados, achando que é normal que a empresa não esteja lucrando. Depois de alguns meses, a situação passa de “normal” para “desesperadora”. No final de um ano, a empresa já deixa de existir.

13
13

Então ponha na sua cabeça, desde o começo, que a sua empresa precisa apresentar resultados, sim! E para que você possa medir como vai o seu negócio, concentre-se nesses três pontos:

Objetivos: são as pretensões que você tem para o seu negócio, que inclui: medições de desempenho de seus produtos; dimensões do mercado; margem de lucro bruto; taxa de conversão de clientes; retorno sobre o investimento para o cliente; entre outros.

Marcos: constituem os pontos de referência da empresa, delimitando o progresso. Aqui entra: comprovar a sua concepção; levantar capital; equilibrar as finanças; concluir um protótipo; entre outros.

Tarefas: são aquelas tarefas ligadas diretamente ao seu produto, como projetar, fabricar, vender, enviar e dar assistência técnica a seu produto ou serviço.

14
14

A grande maioria dos artigos sobre a abertura de um novo negócio baseiam-se na elaboração de um plano de negócio. Aquele documento mágico e salvador, que é capaz de fazer com que toda empresa prospere e faça sucesso. Já ouviu falar dele?

Infelizmente, criou-se uma cultura em torno de um plano de negócio que não condiz com a verdade. Como vimos durante este e-book, você não precisa elaborar esse documento para iniciar o seu negócio. Entretanto, você poderá precisar dele para outras finalidades. Então, para suprir essa necessidade e para que esse assunto não passe batido, vamos abordá-lo neste capítulo.

6.1 O que é o plano de voo?

O plano de voo é um documento em que você registrará por escrito todos os objetivos do seu negócio e como fará para que eles sejam alcançados. Na teoria, ele permite que você identifique e corrija os seus erros no papel, ao invés de cometê- los no mercado.

Isso ilustra exatamente aquela história que abordamos antes:

o camarada que fica planejando tudo no papel com medo de errar e buscando o planejamento perfeito. E é por isso mesmo que você não deve se apegar ao plano de voo para entrar no mercado.

De qualquer forma, você deve saber que um plano de voo é estruturado levando em conta os seguintes aspectos:

Sumário executivo:

dados do empreendimento, missão da empresa, setores de atividade, forma jurídica, enquadramento tributário, capital social, fontes de recurso. Análise de mercado: estudo dos clientes, dos concorrentes e dos fornecedores.

15
15

Plano de marketing:

descrição dos principais produtos e serviços, preço, estratégias promocionais, estrutura de comercialização, localização do negócio.

Plano operacional:

layout, capacidade produtiva, processos operacionais, necessidade de pessoal.

Plano financeiro:

investimento total, estimativa de retorno, indicadores de viabilidade.

Construção de cenários.

Avaliação estratégica.

O grande problema de basear-se em um plano de voo antes de iniciar o negócio é que os número são muito abstratos. Como você pode estimar um ponto de equilíbrio se ainda não sabe os custos que terá e nem como o mercado reagirá ao seu negócio?

Mas, dissemos na introdução do capítulo que você precisará de um bom plano de voo para outra finalidade. E sabe qual é essa finalidade? Agradar os investidores e conhecer um pouco mais sobre a sua empresa!

6.2 Como elaborar de forma correta?

6.2 Como elaborar de forma correta? Existem dois cenários diferentes em que você utilizará o seu

Existem dois cenários diferentes em que você utilizará o seu plano de voo:

O investidor está decidido em apostar em você.

Nesse caso, o plano de voo servirá para reforçar

esse interesse. Se você não possuir um, pode acabar perdendo uma oportunidade.

O investidor não vai apostar em você. Nesse caso,

por melhor que seja o seu plano de voo, ele muito dificilmente irá ajudar você. Pra falar bem a verdade, é

bem provável que ele nem seja lido. Tudo se resume a procurar quem está interessado em você.

Sendo assim, confira os motivos certos para elaborar um plano de voo:

Cumprir a formalidade de mostrar ao investidor na fase final da comunicação entre vocês; comunicação entre vocês;

Refletir com a sua equipe sobre os objetivos de sua empresa e como cada um dos membros pode colaborar para chegar a eles. Também ajudará a identificar como cada um dos membros pode colaborar para chegar a eles. Também ajudará a identificar e corrigir algumas falhas;

Ajudar você a lembrar de como deve fazer para seu avião chegar no destino. Também serve para repassar tudo o que havia sido encoberto, não feito chegar no destino. Também serve para repassar tudo o que havia sido encoberto, não feito ou não dito;

Elaborar este plano de voo é muito mais pra você do que pra qualquer outra pessoa. Ele será seu guia!tudo o que havia sido encoberto, não feito ou não dito; O plano de voo não

O plano de voo não é aquela ferramenta mágica que muitos acham que é, mas tem a sua utilidade, não é? Apenas lembre-se de usá-lo apenas para lhe guiar durante o percurso, e não para ficar parado antes mesmo de iniciar a viagem.

16
16

6.3 Primeiro, o mais importante

6.3 Primeiro, o mais importante Muitos empreendedores acham que o plano de voo é a grande

Muitos empreendedores acham que o plano de voo é a grande atração em uma relação com investidores. Mas estão muito enganados. O que realmente chama a atenção é a apresentação. Por isso, primeiro deve ser feita a apresentação e só depois o plano.

17
17

Eis o processo correto a ser adotado:

* Elabore uma apresentação com cerca de 10 slides;

* Treine. Apresente para o máximo de pessoas que

puder. De preferência, as mais críticas que você conhece;

* Reúna a sua equipe para debater sobre todos os pontos;

* Apresente para o investidor;

* Comece elaborar o plano de voo.

Neste e-book você aprendeu como começar o seu negócio agora mesmo, iniciar a sua gestão

Neste e-book você aprendeu como começar o seu negócio agora mesmo, iniciar a sua gestão de forma eficiente e também qual é o papel do plano de voo. Mas essa foi apenas a primeira parada de uma longa viagem. Se você quer saber tudo sobre o sucesso de um negócio, confira o e-book Plano de Voo!

Design By Fabio L. Souza - 48 9165.4651

18
18
negócio, confira o e-book Plano de Voo! Design By Fabio L. Souza - 48 9165.4651 18