Você está na página 1de 4

Os dois mandamentos de caridade (Mt 22,37.

39)
Amarás o Senhor teu Deus, com todo o teu coração,
com toda a tua alma e com toda a tua mente. Amarás
ao próximo como a ti mesmo.

A regra de ouro (Mt 7, 12)


Tudo quanto quiserdes que os homens vos façam,
fazei-lho vós também.

As Bem-aventuranças (Mt 5, 3-12)


Bem-aventurados os pobres em espírito, porque
deles é o reino dos céus.
Bem-aventurados os que choram, porque serão
consolados.
Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a
terra.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça,
porque serão saciados.
Bem-aventurados os misericordiosos, porque
alcançarão misericórdia.
Bem-aventurados os puros de coração, porque verão
a Deus.
Bem-aventurados os pacificadores, porque serão
chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por
causa da justiça, porque deles é o reino dos céus.
Bem-aventurados sereis quando vos insultarem, vos
perseguirem e, mentindo, disserem toda a espécie de
calúnias contra vós.
Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa
recompensa nos céus.
As três virtudes teologais (1Cor 13,13)
1 Fé 2 Esperança 3 Caridade.

As quatro virtudes cardeais (Sb 8,7)


1 Prudência; 2 Justiça; 3 Fortaleza; 4 Temperança.

Os sete dons do Espírito Santo (Is 11,2)


1 Sabedoria 4 Fortaleza 7 Temor de Deus.
2 Entendimento 5 Ciência
3 Conselho 6 Piedade

Os doze frutos do Espírito Santo (Gl 5,22-23)


1 Amor 5 Longanimidade 9 Fé
2 Alegria 6 Benignidade 10 Modéstia
3 Paz 7 Bondade 11 Continência
4 Paciência 8 Mansidão 12 Castidade.

Os cinco preceitos da Igreja:


1 Participar na Missa, aos domingos e festas de
guarda e abster-se de trabalhos e atividades que
impeçam a santificação desses dias.
2 Confessar os pecados ao menos uma vez cada
ano.
3 Comungar o sacramento da Eucaristia ao menos
pela Páscoa.
4 Guardar a abstinência e jejuar nos dias
determinados pela Igreja.
5 Contribuir para as necessidades materiais da
Igreja, segundo as possibilidades.
As sete obras de misericórdia corporais
(Mt 25,31-46; Is 58,6-7; Hb 13,3; Tg 1,27; Tg 2, 14-26)
1 Dar de comer a quem tem fome
2 Dar de beber a quem tem sede
3 Vestir os nus
4 Dar pousada aos peregrinos
5 Visitar os enfermos (Eclo 7,39(35))
6 Visitar os presos
7 Enterrar os mortos. (Tb 1,17)

As sete obras de misericórdia espirituais:


1 Dar bons conselhos (Tg 3,13.17-18)
2 Ensinar os ignorantes (Tg 4,17; 2Tm 2,24-26; Gl 6,6)
3 Corrigir os que erram (Tg 5,19; Gl 6,1; Mt 18,15)
4 Consolar os tristes (Eclo 7,38(34); Rm 12,15)
5 Perdoar as injúrias (Mt 6,12.14-15 ; Mc 11,25; Eclo 28,1-5;
Mt 5,7; Cl 3,13; Ef 4,32; Tg 2,13)
6 Suportar com paciência as fraquezas do nosso
próximo (Tg 1,12; Tg 5,7-12; Gl 6,2.9-10; 1Ts 5,15)
7 Rezar a Deus por vivos e defuntos. (Mt 5,44; Lc 6, 28;
2Mc 12, 42-45)

Os sete pecados capitais


1 Soberba[1]

[1] Soberba: comportamento excessivamente orgulhoso;


arrogância, presunção, imodéstia, afetação, arrogância,
atrevimento, convencimento, empáfia, filáucia, inchação,
insolência, jactância, pedantismo, pernosticidade,
petulância, presunção, pretensão, ufania, vaidade,
vanglória.
2 Avareza[2]
3 Luxúria[3]
4 Ira[4]
5 Gula[5]
6 Inveja[6]
7 Preguiça[7].

Os quatro novíssimos
1 Morte 2 Juízo 3 Inferno 4 Paraíso.

[2] Avareza: característica de quem é avarento, de quem


tem apego excessivo ao dinheiro, às riquezas,
mesquinharia, sovinice. Agiota,
[3] Luxúria: comportamento desregrado com relação aos
prazeres do sexo; bandalheira, cupidez, depravação,
descaramento, erotismo, hediondeza, imoralidade,
libertinagem, licenciosidade, obscenidade, perversão,
pornografia, torpeza;
[4] Ira: intenso sentimento de ódio, de ranco, fúria, cólera,
indignação, cólera.
[5] Gula: vício de comer e beber em excesso.
[6] Inveja: sentimento em que se misturam o ódio e o
desgosto, e que é provocado pela felicidade, prosperidade
de outrem, ciúme,
[7] Preguiça: desânimo, esmorecimento, indolência,
vadiagem, vagabundagem.