Você está na página 1de 24

Comunicação

Empresarial

Ementa

Comunicação empresarial e sua importância no mercado de trabalho.

Características e ação da comunicação empresarial.

Comunicação empresarial, sustentabilidade e educação ambiental.

Habilidades para a construção do texto no âmbito empresarial: coerência e

coesão textuais. A prática da argumentação na comunicação empresarial.

Leitura e interpretação e construção de textos. A comunicação empresarial com o uso de ferramentas tecnológicas.

A prática do discurso oral (apresentação de projetos).

A prática da comunicação nas suas diversas formas relevantes ao ambiente

profissional do Administrador.

Carga Horária: 80h

Serão 4 aulas semanais ministradas as quartas feiras;

Serão realizadas duas chamadas por dias: a primeira ocorrerá as 19h15 e compreenderá a frequência dos

dois primeiros horários; a segunda ocorrerá as 21h05 e

compreenderá a frequência dos dois últimos horários;

Conforme o parágrafo primeiro do art. 69 do Regimento Interno da Faculdade, “é considerado reprovado na disciplina o discente que não obtenha frequência em. no

mínimo, 75% das aulas e demais atividades

programadas.

Os

materiais

das

aulas

serão

disponibilizados

previamente na Reprografia da Faculdade;

É responsabilidade do discente buscar apoio das bibliografias indicadas no Plano de Ensino da

disciplina, com a finalidade de ampliar os conteúdos

estudados em sala de aula;

Dúvidas deverão

e

questionamentos fora da sala de aula

encaminhados para o e-mail

ser

Reflexões e debates
Reflexões e debates

Qual a importância da comunicação em sua vida?

Que entende por comunicação?

Qual a sua postura quando alguém fala com você?

Escuta com atenção para depois dizer o que pensa?

Você é um bom receptor?

Qual é a sua postura diante de um texto escrito? Procura entender o ponto de vista de quem escreveu

o texto? Examina com atenção o que está posto e o

que está subentendido?

O que é comunicação?
O que é comunicação?

A comunicação pode ser considerada o processo social básico, primário, porque é ela que torna possível a

própria vida em sociedade. Vida em sociedade significa

intercâmbio. E todo intercâmbio entre os seres

humanos só se realiza por meio da comunicação. A

comunicação preside, rege, todas as relações

humanas. O que é produzido e vendido pela comunicação? Uma mercadoria cada vez mais valiosa,

apesar de imaterial: informação, ou seja, notícias,

dados, ideias, conhecimento, ficção, cultura, arte.

Elementos da Comunicação
Elementos da Comunicação

Emissor: o que emite a mensagem;

Receptor: o que recebe a mensagem;

Mensagem: o conjunto de informações transmitidas;

Código: a combinação de signos utilizados na transmissão de uma

mensagem. A comunicação só se concretizará, se o receptor souber decodificar a mensagem;

Canal de Comunicação: por onde a mensagem é transmitida: TV, rádio,

jornal, revista, cordas vocais…;

Contexto: a situação a que a mensagem se refere, também chamado de

referente.

O processo de comunicação
O processo de comunicação

OCORRE EM MÚLTIPLOS NÍVEIS SIMULTÂNEOS:

- Consciente / voluntária

- Inconsciente /involuntária

POR MEIO DE MÚLTIPLOS CANAIS:

- Verbal: Oral/Escrita

- Não-verbal: gestos, olhar, expressão corporal, desenhos, sons sntonação da voz, modo de vestir

Funções da Linguagem

O emissor, ao transmitir uma mensagem, sempre tem um objetivo: informar algo, ou demonstrar seus sentimentos, ou convencer alguém a fazer algo, entre outros; consequentemente, a linguagem passa a ter uma função, que são as seguintes:

1)

Função Referencial;

2)

2) Função Conativa;

3) Função Emotiva;

4) Função Metalinguística; 5) Função Fática; 6) Função Poética.

Em um mesmo texto, duas ou mais funções podem ocorrer simultaneamente: uma poesia em que o autor discorra sobre o

que ele sente ao escrever poesias pode conter as linguagens

poética, emotiva e metalinguística ao mesmo tempo.

Função Referencial

Quando o objetivo do emissor é informar,

ocorre a função referencial, também chamada de denotativa ou de informativa. São exemplos

de função denotativa a linguagem jornalística e

a científica.

Função Conotativa
Função Conotativa

Ocorre a função conativa, ou apelativa,

quando o emissor tenta convencer o receptor

a praticar determinada ação. É comum o uso

do

verbo

Imperativo.

no

Função Emotiva
Função Emotiva

Quando o emissor demonstra seus sentimentos

ou emite suas opiniões ou sensações a respeito de algum assunto ou pessoa, acontece a função

emotiva, também chamada de expressiva.

Não sei quantas almas tenho

Não sei quantas almas tenho. Cada momento mudei. Continuamente me estranho. Nunca me vi nem acabei. De tanto ser, só tenho alma.

Quem tem alma não tem calma.

Quem vê é só o que vê, Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,

Torno-me eles e não eu.

Cada meu sonho ou desejo É do que nasce e não meu.

Sou minha própria paisagem;

Assisto à minha passagem,

Diverso, móbil e só, Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo Como páginas, meu ser.

O que segue não prevendo,

O que passou a esquecer. Noto à margem do que li O que julguei que senti. Releio e digo: “Fui eu?”

Deus sabe, porque o escreveu.

Fernando Pessoa

Função Metalinguística
Função Metalinguística

É a utilização do código para falar dele

mesmo: uma pessoa falando do ato de

falar, outra escrevendo sobre o ato de

escrever, palavras que explicam o

significado de

outra

palavra.

Função Fática
Função Fática

A função fática ocorre, quando o emissor testa o canal de comunicação, a fim de observar se está sendo entendido pelo receptor, ou seja, quando o emissor quebra a linearidade contida

na comunicação. São perguntas como "não é

mesmo?", "você está entendendo?", "cê tá

ligado?", "ouviram?", ou frases como "alô!", "oi".

Na comunicação escrita resume-se aos recursos

gráficos.

Alô Carlos! A missão foi

cumprida, ok? Devo voltar à

nave? Alguém me ouve? Alô!!

Função Poética
Função Poética

É a linguagem das obras literárias,

principalmente das poesias, em que

as palavras são escolhidas e dispostas

de maneira que se tornem singulares.

FRANGO NA BATATA PALHA (Uma receita em forma

de poesia)

FRANGO NA BATATA PALHA (Uma receita em forma de poesia)

Receita para 4 ou 5 pessoas.

INGREDIENTES:

2

2

2

½ kg de batata palha.

Sal a gosto (não esquecer que o requeijão já tem sal)

- peitos de frango

colheres (de sopa) de manteiga

copos médio (100 a 120 ml) de requeijão

É um prato prático, fácil e delicioso

Uma receita deliciosa

Escrita em forma de poesia

Uma comida mui gostosa Veja, tenta fazer um dia.

É frango na batata palha

Um prato simples, diferente

Cheiro e delícias que se espraia

Pode servi-lo frio ou quente.

Somente dois peitos de frangos

Todos cortados em cubinhos Com pouca gordura fritando Todos aqueles pedacinhos.

Depois a manteiga mistura

Despeja também o requeijão

Mexe bem, é uma gostosura Uma bela combinação.

Forra numa forma de pão Com partes da batata palha

Põe em cima o frango e requeijão

Pra cobrir, a batata espalha.

Pronto. É prato saboroso Só de falar, fome já sinto Serve-se frio com delicioso

Vinho, de preferência tinto.

Obs. Vai a batata palha por baixo, os demais ingredientes no meio e por cima o restante da batata palha. Forma tipo um recheio.

(Christiano Nunes)

Bibliografia
Bibliografia

MEDEIROS, João Bosco; TOMASI, Carolina. Comunicação Empresarial. 3.ed.

São Paulo: Atlas, 2010.

SHOCAIR,

Nélson

Maia.

Gramática

Moderna

da

5.ed.São Paulo: Impetus, 2011.

Língua

Portuguesa.