Você está na página 1de 3

Aula 2

S > 0 sempre ocorre acmulo de entropia

S ~ 0 acmulo de energia mnimo por momento


T

Bioqumica minimizao da perda de calor diviso em vrias etapas


S ~ 0
glicose energia livre organizao do
organismo

CO

Calor entropia

Exemplo de acoplamento: queima de combustvel (exergnico);


organizao do eixo (endergnico).

Nenhuma mquina to eficiente quanto o corpo, e mesmo assim nossa


eficincia no chega a 50%.
Toda vez que o corpo adoece para ele um processo exergnico.

Espontneo
(exergnico)
G < 0
Mais organizado

*Transporte passivo sem gasto de energia do arredor. Perda de energia


livre do sistema (soluto).
*Organizao aumentar a probabilidade (capacidade) de localizar algo.
Quanto mais dispersos maior a desorganizao.
O transporte passivo ocorre sem gasto de energia, essa a pior besteira
que algum pode dizer.

*Nenhuma movimentao ocorre sem gasto de energia do sistema.

Difuso
Fluxo do soluto atravs de uma membrana permevel
C C
Ocorre at o equilbrio (fluxo = 0)
Fluxo direo de movimento
Movimento browniano (aleatrio) agitao entrpica
- Membrana permevel;
- Gradiente (diferena) de concentrao;
*Sempre a primeira opo do sistema !

*Tipos de membrana
Permevel soluto passa livremente
Semi-permevel s passa solvente
Seletivamente permevel passam alguns solutos
Impermevel no existe biologicamente

Todas as clulas possuem membrana plasmtica

Osmose

Osmose

Semi-permevel

Fluxo de solvente atravs de uma membrana


A osmose s ocorre quando o soluto impermeante (no passa)
C C
A osmose ocorre quando a difuso est impossibilitada
Fluxo de solvente no equilbrio = 0 (porm o movimento continua)

*Soluto osmoticamente ativo atrai o solvente formando a osmose


Soluto ativo
Solvente passivo
*S partculas impermeantes so osmoticamente ativas
*Soluto impermeante osmoticamente ativo (ele causa a osmose)

Porque ocorre a morte?


A morte um processo espontneo, portanto exergnico, resultado de
uma transformao completa de toda energia livre armazenada em um
corpo em entropia. A morte a maior prova da Segunda Lei da
Termodinmica (tudo tende ao caos), demonstrando a situao mais
prxima do equilbrio sem quebrar a terceira lei (o zero kelvin inatingvel
a transformao completa da energia livre em entropia, com perca do
movimento dos eltrons). Como a energia livre a base de abastecimento
do organismo, fundamental para a sobrevivncia, sua transformao em
entropia determina o processo da morte.

Você também pode gostar