Você está na página 1de 3

NTC 812010

PORCA QUADRADA

FIGURA - PORCA QUADRADA

OBS.: 1 - Medidas em milmetros.


2 - e = excentricidade mxima = 1,0 mm

VISTA ISOMTRICA

TABELA

NTC CDIGO COPEL


2010 15011588
1 2

JULHO/2015 SEE/DPRD/VPON VOLUME 1 Pgina 1 de 3


NTC 812010

PORCA QUADRADA
1. OBJETIVO

Esta NTC padroniza as dimenses e estabelece as condies gerais e especficas da porca quadrada a ser utilizada nas
montagens de Redes de Distribuio Areas da Copel.

2. NORMAS E/OU DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Conforme a norma de Materiais de Distribuio - Especificao - NTC 810051, e/ou outras normas que assegurem igual ou
superior qualidade.

3. DEFINIES

Conforme item 2.

4. CONDIES GERAIS

4.1 Identificao:

No necessita identificao.

4.2 Condies de utilizao:

A porca quadrada corretamente instalada deve ajustar-se perfeitamente rosca do parafuso M16.

4.3 Rosca:

A porca quadrada deve ter rosca mtrica ISO, passo Normal e classe de tolerncia 7H, conforme NBR ISO 965-2.

4.4 Acabamento:

A porca quadrada deve ter superfcies lisas, contnuas e uniformes, evitando-se salincias pontiagudas, arestas cortantes ou
outras imperfeies.

5. CONDIES ESPECFICAS

5.1 Material:

Ao carbono, grau MR 250.

5.2 Proteo superficial:

A porca quadrada deve ser revestida com zinco, pelo processo de imerso a quente, com espessura mnima do revestimento,
devendo atender NBR 6323.

5.3 Caractersticas tcnicas:

5.3.1 Caractersticas geomtricas e dimensionais:

Conforme Figura acima.

5.3.2 Caractersticas mecnicas:

A porca quadrada corretamente atarraxada em um parafuso deve suportar as seguintes solicitaes:

- carga nominal de trao sem deformao permanente F = 2500 daN;


- carga mnima de ruptura : F = 5000 daN;
- torque de instalao sem deformao permanente T = 10,0 daN x m.

5.4 Embalagem e acondicionamento:

JULHO/2015 SEE/DPRD/VPON VOLUME 1 Pgina 2 de 3


NTC 812010

PORCA QUADRADA
Consultar a Internet no seguinte endereo:

www.copel.com
- Fornecedores
- Informaes
- Guia para confeco de embalagens unitizadas

6. INSPEO

Os ensaios e mtodos de ensaios, amostragem e critrios de aceitao ou rejeio devem estar de acordo com as respectivas
normas e/ou documentos complementares citados no item 2 desta NTC.

7. FORNECIMENTO

O fornecimento Copel deste material fica condicionado avaliao de amostras e posterior homologao da Ficha Tcnica
do mesmo pela SEE/DPRD/VPON. Para maiores informaes consultar a Internet no seguinte endereo:

www.copel.com
- Consultas
- normas Tcnicas
- Materiais Padro para Redes de Distribuio

JULHO/2015 SEE/DPRD/VPON VOLUME 1 Pgina 3 de 3