Você está na página 1de 6
Video Digital Do VinEo Anatocico 40 Dicttal Prquevs Histon po Vine Dia am que Video Digital € Agueles que ach: render a0 ‘aiitima moda vao se surpres jto surgiu em 1951, saber que 0 concel 10 videocassete. AS com a invencao di primeiras imagens eram captadas por enormes cameras de televisa0, convertidas em impulsos elétricos, € gravadas em fita magnética. Ainda nao eram imagens digitais. Nos idos de 60, com as exploragoes espaciais, a NASA usou e abusou da tecnologia na transmissao de imagens de diferentes pontos da superficie lunar ede Marte, obtidas através de sondas nao tripuladas, Apos serem capturadas e sravadas nas fitas magnéticas, os sinais eram transmitidos por horas a fio, pelo frio do espaco, em direcdo a base aqui na velha Terra. Os satélites espides também contribuiram para 0 avango da tecnologia, sempre em busca da imagem mais detalhada do inimigo, Com a invencao dos primeiros sensores de imagens, 0 CMOS em 1964, eo CCD em 1969, a conversio direta da luz aptada pelas lentes para cargas elétricas Passou a acontecer: Logo surgiu o Figura 1.2: O sistema completo para producao de video digital: 0 AVentura ~ Digital Video Solution. 7 | ; 7 conversor do sinal elétrico analégico para cédigo binario, a base da digitalizacao. A resolugdo dos primeiros modelos era inferior a 0,1 megapixel. Em 1972 a Texas Instruments foi a primeira empresa privada a patentear uma camera digital, chamada entao de cimera eletronica sem filme. Em 1981 a Sony langou a Mavica, Magnetic Video Camera, a primeira camera digital comercial do mundo, que gravava as imagens de 0,3 megapixel em minidisco, que depois podiam ser exibidas em televisao ou através de impressora colorida. Desde 0 inicio, a cameras digitais de video e fotografia e Figura L.4 (Qs sensores de imagem CCD e CMOS. confundiram, pois afinal uma camera fotogratica digital nada mais é do que uma camera de video que captura apenas um quadro de cada vez, ou seja, um quadro de video estatico (a imagem que vocé vé na televisao ¢ formada por 30 quadros que se sucedem a cada segundo, dando a ilusio de movimento continuo). Continuando na linha de fotografia digital, a Kodak langou, a partir de 1970, diversos modelos de cimeras eletrOnicas estéticas, cada uma mais sensivel que as outras, ¢ que resultou no primeiro sensor de megapixel em 1986. A evolugao continuou até o que vemos hoje em dia, com a popularizagao profissional amadora das cameras fotograficas digitais. As primeiras cameras de video usadas em produgdo de TV eram enormes, desajeitadas, ¢ exigiam tanta luz que as pessoas gravadas quase derretiam sob os holofotes, Camera de video portatil, nos anos 60, significava um caminhao cheio de equipamentos, Mas logo alguns engenheiros comegaram a desmontar pedagos de sistemas maiores e reduzir para unidades portateis, geralmente em duas partes ligadas: a cimera eo videocassete, que ainda assim pesavam algumas dezenas de quilos. Figura 13: As imagens que vieram do espaco. Figura Ls mera, tuner e videoca Figura 1.6 As primeiras cameras de estidio eram grandes e mute desajeitada: Em 1967 a Sony langou a primeira PortaPak, ou camera portatil em preto- branco, formada por dois ou trés aparelhos que podiam ser carregados por um homem apenas. Logo a Panasonic ¢ 2 JVC langaram seus PortaPaks, e com a corrida comercial 0s modelos ficaram mais eficientes, menores, e a capacidade de gravar em cores surgiu. Estava lancada a revolucdo tecnolégica que abriu o video para as massas. Agora qualquer um podia operar uma camera, eo video como arte € 0 telejornalismo de “guerrilha” surgiram, ja que ficou possivel ir até as noticias, enquanto elas estavam acontecendo. As fitas magnéticas ainda eram carregadas em carretéis, que tinham que ser encai- xados nas maquinas, Um grande avango foi o lancamento do U-matic, uma fita Introducao completa ¢ fechada, que era introduzida na camera, sistema que se tornou padrao até hoje. Seguiram-se outros sistemas € finalmente em 1976 a JVC lancou o VHS colorido, enquanto a Sony brigava por seu Betamax. E somente em 1982 JVC e Sony apresentaram a combinacao dos dois equipamentos, CAMera e reCORDER, formando a atual camcorder. O slogan usado pela Sony na época foi “dentro da camera tem um videocassete Diversas companhias entraram no mercado, cada uma langando novidades, como as fitas de 8 milimetros, cameras com chips eletrénicos, VHS compacto, Hi-8 milimetros, visores coloridos, e a cada langamento a qualidade da imagem melhorava. Contudo, por serem analogicas, a imagem obtida ainda perdia qualidade cada vez que era copiada ao ser editada Panasonic, em 1995, a primeira a langar uma camera verdadeiramente digital, seguida por Sony, JVC e Sharp. Com 0 novo sistema, as cOpias ja nao perdiam a qualidade na edigao, entre outras vantagens. Figura 1.7: A camcorder que cabe na palma da mio, a PV.GS120. Ainda hoje a maioria das cameras grava a informacao digital em fitas magnéti- cas, mas ja existem modelos que gravam diretamente em DVD, em discos rigidos € em outros meios digitais. Dificil saber © que esta se cozinhando agora mesmo Nos pordes tecnolégicos das grandes empresas, mas uma coisa é certa: as cameras digitais ja estao substituindo as anal6gicas com muitas vantagens, num caminho sem volta. Portanto, a hora é esta para voce se digitalizar! Como Era Ferra 4 Evicio pos Primeiros Vineos No inicio do video, a edigao era feita cortando partes da fita magnética, que eram entio coladas com fita adesiva na sequéncia desejada para conter a histéria, A primeira transmissa0 de um programa de video editado for nos BUA, rno canal CBS, em 1958. sir foi possivel ligar dois sssetes, permitindo uma copia de a inevitavel perda de A segu videoca fita a fita, mas com qualidade, O timecode, que € uma marcagao gravada na fita, e que identifica cada quadro de imagem, permitindo uma edicao extremamente precisa, surgiu em 1967. Por volta de 1971 comecaram as alguma primeiras edigdes com participagio de siste cao de video em computador. A e computadores pessoais comegou com a preocupacio dos engenheiros, porque os monitores preto e branco nao eram compativeis com 0 padrao de cores da TV americana, o NTSC. O resultado foi os primeiros cartoes de video que combinavam sinais graficos com sinais de video anal6gico a0 vivo, os avos das placas de edicio atuais, Mas foi em 1990 qu Processo de edicdo por computador comesou a ficar popular, com 0 langamento dos primeiros processadores Pentium para computador pessoal, o PC, € a grande novidade: a multimidia, que permitia trabalhar com som e imagens na mesma maquina. Uma das primeiras placas a trabalharem com video em PC foi a Video Blaster, que apenas deixava 0 video passar pelo computador. Vocé tinha que ligar a camera de um lado, conectada ao PC no meio permitindo corrigir as cores, mudar o formato, colocar legendas, e em tempo real gravar o resultado no outro lado, conectado a um videocassete. Os computadores nao tinham discos rigidos tao grandes que permitiam a captura das imagens. Era precario, mas era 0 comeco de uma revolugao na arte de contar histérias A partir dai os computadores foram evo- luindo e ganhando mais acess6rios, que permitem que cles se tornem verdadeiras estagdes de edicao de video digital, beiran- do as profissionais, mas com um custo que torna possivel o uso doméstico. Figura |.10: Placa dk dicao digital Li