Você está na página 1de 3

MUNDO ESTRANHO

01 O que são sonhos lúcidos?

A premissa de um sonho lúcido é simples e, ao mesmo

tempo, misteriosa: um sonho lúcido é aquele em que você sabe em que está sonhando. A maioria de nós acorda ou tem o sonho imediatamente interrompido quando descobre, no meio dele, que está sonhando. O susto parece trazer nossa consciência de volta do mundo onírico. Mas o que talvez você não saiba é que tem gente que consegue ter sonhos lúcidos com bastante frequência e inclusive permanecer neles, mas alerta. E isso significa ser capaz de fazer tudo o que você faz acordado, mas em sonho.

02 O que podem ser os sonhos lúcidos?

De acordo com a autora do livro Consciousness: A Very Short Introduction, Susan Blackmore, sonhos lúcidos podem ser um estado de consciência distinto daqueles que já conhecemos e alguns cientistas até acreditam que possamos, eventualmente, identificá-lo desse maneira. Ela

iguala o estado de 'sonho lúcido' a alteração de consciência

de experiências com algumas drogas como maconha e LSD,

paralisia do sono, meditação e experiências de projeção astral.

03 O que da para fazer com sonhos lúcidos?

Imagine se fosse possível não despertar de um sonho lúcido, no qual você sabe que está sonhando? As possibilidades seriam infinitas: daria pra visitar lugares que você nunca foi, conversar com gente inacessível de outra forma, voar, se transformar em um bicho… aliás, pode começar a fazer sua lista do que você faria se pudesse despertar sua consciência dentro de um sonho, porque isso é perfeitamente possível.

04 Como ter sonhos lúcidos?

Se você pensou no filme Inception, vai lembrar que, nele,

Leonardo DiCaprio tinha "âncoras" que lhe permitiam saber

se estava sonhando ou não. Essa é uma das técnicas usadas

pelos sonhadores lúcidos - eles criam uma âncora com a realidade que pode ser verificada no sonho. A ideia é reconhecer, durante o dia, elementos exclusivos da realidade não-onírica. Por exemplo: em um sonho, se você apertar o interruptor da luz, não necessariamente a luz acende ou apaga. Na vida real, a não ser que a lâmpada esteja queimada, pressionar o interruptor vai sempre ter um efeito. E se você se acostumar, no cotidiano, a checar se a luz acende ou apagar todas as vezes que você toca o interruptor, dizem os especialistas, você vai começar a repetir os mesmos hábitos nos sonhos. Daí, diante de um resultado improvável - digamos, tudo fica colorido quando

você aperta o interruptor - você saberá que está sonhando. Vale pra qualquer coisa, como se olhar no espelho e checar

a imagem que aparece antes de ir pro trabalho, por

exemplo. O importante é que seja um hábito e que lhe

permita checar a realidade. Outra técnica é fazer um diário

de sonhos: separe um caderno e todos os dias, ao acordar,

anote tudo o que se lembrar sobre seus sonhos. Mas faça isso ao acordar, pois as memórias do que a gente sonha tendem a enfraquecer ao longo do dia. Vários especialistas recomendam técnicas diferentes. Algumas, sugerem induzir o cérebro - literalmente soprar pra si mesmo “vou ter um sonho lúcido essa noite”, outras recomendam despertar por um número específico de vezes durante a noite para aumentar as chances de controlar os sonhos. Mas nenhuma

fórmula é definitiva e, de acordo com os relatos, cada coisa funciona de maneira diferente com cada pessoa.

05 O que é paralisia do sono?

Paralisia do Sono é uma condição caracterizada por uma paralisia temporária do corpo imediatamente após o despertar ou, com menos frequência, imediatamente antes de adormecer. Fisiologicamente, ela é diretamente relacionada à paralisia que ocorre como uma parte natural do sono REM (o sono REM é a fase do sono na qual ocorrem os sonhos mais vívidos.

06 O que acontece durante a fase da paralisia do sono?

Durante esta fase, a atividade cerebral é similar à do estado

de vigília e os olhos movem-se rapidamente o movimento

dos olhos é gerado pelo NGL do Tálamo e associado a ondas occipitais), a qual é conhecida como atonia REM. A paralisia do sono ocorre quando o cérebro acorda de um estado REM, mas a paralisia corporal persiste. Isto deixa a pessoa perfeitamente consciente, mas incapaz de se mover.

Além disso, o estado pode ser acompanhado por alucinações hipnagógicas (percepções visuais de objetos que não existem, tão reais que dificilmente são removíveis pela argumentação lógica).

07 Quais são os sintomas da paralisia do sono?

Paralisia: Ela ocorre pouco antes da pessoa adormecer ou imediatamente após despertar. A pessoa não consegue mover nenhuma parte do corpo, nem falar, e tem apenas um controle mínimo sobre os olhos e a respiração. Esta paralisia é a mesma que acontece quando uma pessoa sonha. O cérebro paralisa os músculos para prevenir possíveis lesões, já que algumas partes do corpo podem se mover durante o sonho. Se uma pessoa acorda repentinamente, o cérebro pode pensar que ela ainda está dormindo, e manter a paralisia. Alucinações: Imagens e sons que aparecem durante a paralisia. A pessoa pode sentir presenças atrás dela ou pode ouvir sons estranhos. As percepções parecem-se muito com sonhos, possivelmente fazendo a pessoa pensar que ainda está sonhando. Algumas pessoas relatam sentirem um peso no peito, como se alguém ou algum objeto pesado estivesse pressionando-o. Há também pessoas que relatam terem saido do corpo, ou até “flutuar”. Estes sintomas podem durar de alguns poucos segundos até vários minutos e podem ser considerados assustadores para algumas pessoas.

08 Quais são as causas da paralisia do sono?

A paralisia do sono acontece durante o período de sono

REM, prevenindo assim movimentos corporais durante um sonho. Muito pouco se sabe sobre a fisiologia da paralisia

do sono. Entretanto, já foi sugerido que ela pode estar relacionada à inibição pós-sináptica de neurônios

motores (o neurônio motor recebe um impulso nervoso, que é um estimulo elétrico, através dos dendritos que passa para

o corpo celular do neurônio. Esse impulso segue para

o axônio, local onde haverá a despolarização e gerará um potencial de ação na célula) na ponte do tronco cerebral. Particularmente, níveis baixos de melatonina(a melatonina tem sua principal função em regular o sono; ou seja, em um ambiente escuro e calmo, os níveis de melatonina do organismo aumentam, causando o sono. Por isso é importante eliminar do ambiente quaisquer fontes de som, luz, aroma, ou calor que possam acelerar o metabolismo e impedir o sono, mesmo que não percebamos) podem interromper a despolarização em atividade nos nervos, a

qual previne o estímulo dos músculos, essa melatonina esta ligada ao consumo excessivo de bananas em um certo horário do dia, entre 14:00 e 20:00 horas ou pelo menos 5 horas antes de dormir e 3 horas depois de acordar.

09 - Alguns estudos sugerem que existem vários fatores

que aumentam a probabilidade da ocorrência de paralisia do sono e de alucinação. Eles incluem:

A indução consciente da paralisia do sono também é uma técnica comum para entrar em um estado de sonho lúcido.

Dormir de barriga para cima.

Agenda de sono irregular; cochilos; privação de sono.

Stress elevado.

Mudanças súbitas no ambiente ou na vida de alguém.

lúcido que

Um sonho

imediatamente

precede

o

episódio.

Sono induzido através de medicamentos, como anti-histaminas.

10

Fale sobre o tipo familiar de paralisia do sono:

O

tipo familiar é o mais raro. Deve-se à herança genética,

ou seja, o problema está nos genes associados ao sono que são compartilhados por vários membros de uma família. Pode surgir em qualquer altura da vida, sendo que depois permanece para sempre. A causa é uma mutação nesses genes que ocorre quando o material genético é copiado, durante a divisão celular, um erro que surge naturalmente (como acontece com alguns casos de câncer), provocado pelos raios cósmicos (fótons de alta energia), pelo contato indevido com substâncias químicas ou ainda pelo fumo do tabaco.

11

Fale sobre o tipo patológico da paralisia do sono:

O

tipo patológico está associado a outros distúrbios de

sono, como a narcolepsia ou o bruxismo (ranger os dentes). Nestes casos, a paralisia do sono é apenas um efeito secundário de uma dada patologia. É comum nos casos patológicos a paralisia do sono surgir ao adormecer, enquanto que nos casos familiares e isolados só surge ao acordar. Por isso, se um paciente apresentar esta condição ao adormecer é um forte sinal de que pode sofrer de narcolepsia ou bruxismo. Recomenda-se a medicação.

12

Fale sobre o tipo isolado da paralisia do sono:

O

tipo isolado é o mais comum. Está associado a altos

níveis de ansiedade ou stress, provocados por um trauma recente como, por exemplo, um divórcio. Surge devido a alterações no processo normal do sono e desaparece logo que os níveis de stress ou ansiedade do paciente diminuem. Este tipo é responsável pelo fato de 50% da população mundial poder vir a sofrer de paralisia do sono, pelo menos uma ou duas vezes, durante a vida. Um sistema emocional em equilíbrio evita que ocorra.

13 Como se libertar da paralisia do sono?

Existem algumas técnicas que se pode utilizar para sair do estado de paralisia o mais rápido possível. As mais eficazes são as seguintes: piscar os olhos incessantemente, tentar mexer apenas os dedos dos pés (tentar mover um braço ou uma perna, que são músculos maiores, atrasa ainda mais o despertar) ou respirar profundamente várias vezes seguidas (o oxigênio em excesso desperta o cérebro num instante).

Também é frequente a paralisia do sono ocorrer várias vezes durante uma mesma noite. Para evitar que ocorra mais do que uma vez basta, após despertar do primeiro episódio, olhar diretamente para uma luz forte durante um minuto, e aí voltar a dormir que certamente não ocorrerá mais nenhum episódio na mesma noite.

14 Qual tratamento para paralisia do sono?

Clonazepam (o rivotril é o clonazepam, um tranquilizante

do grupo dos benzodiazepínicos. Sua alta potência, longo tempo de circulação como forma ativa e peculiaridades farmacodinâmicas o tornam um dos melhores

tranquilizantes disponíveis no mercado) é altamente efetivo

no tratamento da paralisia do sono. A ritalina já foi usada

com sucesso como um medicamento diurno para promover padrões de sono estruturados e a prevenção da paralisia do sono em alguns adultos. Deve-se tomar cuidado em monitorar a pressão sanguínea em meio a outros testes apropriados.

15 O que é narcolepsia?

A narcolepsia é um distúrbio do sono caracterizado por

sonolência excessiva durante o dia e por frequentes ataques

de sono, mesmo quando a pessoa dormiu bem à noite. Esses

ataques costumam ocorrer repentinamente e a qualquer

momento do dia - até mesmo em situações inusitadas, como

em consultas médicas, dirigindo ou numa conversa entre amigos.

16 O que é onírico?

sua origem

grego óneiros, que quer dizer literalmente "sonho".

A palavra

tem

etimológica a

partir

do

17 O que é telecinese?

Em ocultismo e parapsicologia, a psicocinese ("movimento

mental") ou telecinésia ("movimento à distância") descreveria o suposto fenômeno ou capacidade de uma pessoa movimentar, manipular ou abalar um sistema físico sem interação física, apenas usando a mente.

18 O que é parapsicologia?

A Parapsicologia é a ciência que se preocupa em estudar

cientificamente, ou seja, via aplicação de método científico,

as realidades que vão além do que é tido como normal -

comum - e isto inclui três áreas de pesquisa, a saber:

1.Psi-kapa: esta realidade é aquela em que a pessoa pode agir sobre a matéria, sobre a realidade física pelas vias mentais, sem usar qualquer instrumento físico ou fisiológico. Isto inclui entornar colheres com o olhar mental, etc. É, portanto, a realidade dos fenômenos mais objetivos, que podem ser estudados com mais detalhes em laboratório, como tem sido feito nos últimos séculos. 2.Psi-gama: esta realidade é justamente aquela que é mais subjetiva, que ocorre mais interna do que externamente. A pessoa aqui pode comunicar-se pela telepatia, pela clarividência e/ou pela precognição. 3.Psi-theta: aqui entram todos os fenômenos que estão ligados ao além-túmulo: lembrança(s) de vidas passadas (retrocognição), saída do corpo (viagem astral), experiência de quase morte (EQM), aparições, mediunidade, incorporações de espíritos e etc. É a ciência que investiga a consciência (ser) e a evolução do ser sob os aspectos integrais, considerando a hipótese experimental da existência das vidas anteriores (personalidade palingenética, ciclos de renascimento) e a retrocognição, a personalidade formada ao longo das eras, a reencarnação, a

experiência fora do corpo e as experiências advindas das

mesmas, a realidade energética (aura, campo de energia), o universo multidimensional, o período entrevidas e a missão

de

vida, as experiências ocorridas nos períodos espirituais,

o

pós-morte, a precognição e o acesso ao futuro, as

potencialidades paranormais integrais - como a telepatia, clarividência, pre e retrocognição, PK, transidentificação,

os atributos ou qualidades do ser, o amor, a ética cósmica

maior, os relacionamentos evolutivos, as pendências e tudo o que engloba o ser integral.

19 O que é clarividência?

A Clarividência além de ser um dom, é uma capacidade

espiritual.

Tal capacidade é um presente de Deus para todos os seus filhos, mas nem todos podem utilizá-lo, tudo tem a ver com a sua evolução e missão no plano físico. Mas no futuro está destinado que todos os humanos nasçam plenos de consciência e também com clarividência ativa no seu corpo físico. Antes de mais devo explicar que a clarividência é a

física

e

capacidade de ver os mundos, os planos, invisíveis aos nossos olhos, e juntamente vem a clariaudiência que nos completa com os sons desses reinos, tão próximos de nós, mas que os nossos olhos físicos não são capazes de ver, devido á sua frequência tão elevada.