Você está na página 1de 8
PROCESSO DE CALIBRACAO POLYMAT PLUS Ss Processo de calibragdo Polymat Plus S AEENGAO 1: OS INSTRUMENTOS NECESSARIOS PARA A PERFEITA ‘GPERACAO DOS PROCEDIMENTOS Ase SAO: | 1: OSCILOSCOPIO DIGITAL 6oMH; 2, MULTIMETRO DIGITAL 4 %4 true RMS; 3.” mAs METER; 4. Catoteste ATENCAO 2; JAMAIS INICIE © PROXIMO PASSO SEM ANTES TER CONCLUIDO. © ANTERIOR! : 1° PASSO 11+ Desconectar alimentagéo trifésica do inversor e isolar os terminais. 1,2- _ Retirar os fusiveis F16 e F17 chifontésde alimentaggo do filamento da placa DS-S. * 1.3: Retirar os fusiveis F7 e F8 da slimentaggo do arranque de anodo da placa D5-S. 2° PASSO CALIBRAR REF.KV NA PLACA D2-S 3.1- Medir com multimetro de 4 ¥2 digltos.00 resistor RB da placa D6-S e selecionar 40KV no painel. Ajustaf 0 valor de'0,992V em R62 (TRIMPOT) da D2-S. Ponto de terra da D2-S é o, dissinador do regulador de tenséo. 3.2: Selecionar 125KV no painel-e ajustar 3,10V em R69 (TRIMPOT) da D2~ s. be Quadro de referéncia de tensao para a calibracao dos trimpots da placa D2-S KV, V. Ref. ev. [__v. Ref. 40 0,992 65 1,637 aL 1,017 70 1,736 42 1,042 73 1,810 44 1,091 77. 1,910. 46 1141 81 2,009 48 1,190 85 2,108 50. 1,240 90 2,232 52. 1,290 96, 2,381 55, 1,364 102 2,530 57, 1414_ 109) 2,703. 60 1,488 117, 2,902 63 1,562 125) 3,100 3° PASSO CALIBRACAO INICIAL DA PLACA D3-S 2a 2.2- 23- 2.4 2.5- 2.6- 2.7- 2.8- 2.9- 2.10- 2.41- 212- 2.13- Instalar 0 catoteste (este procedimento no € obrigatério,mas é altamente recomendado).. Ligar 0 equipamento: Verificar 05 pulsos do inversor de filamento (FIGURA 02). Eles devem estar defasados.(Ponto de medic&0 : PT2 e PT3 da D3-S).No osciloscépio utilize a escala de 5V/div,, base de tempo de 20us/div. E 0 nivel do trigger em SV. Conectar a garrinha de terra da ponta em PT1. ‘Ajustar a frequéncia destes pulsos em Pi. Valor:9.1KHz (FIGURA 07). DICA: Deve-se observar 0 Dead Time (tempo morto onde no ha ‘condugao dos IGBT’s) existentes a0 se comparar os pulsos em cada Gate conforme FIGURA 02. Calibrar a mudanca de calibrago para carga espacial: 2.5.1- Medir em R28 e ajustar em P2 um valor de tenséo de 1,686V. CALIBRACAO PARA TUBO RAYSS_1: Calibrar a tensdo de referéncia de Stand-by em P17, ajustando 1,00V no PT6. Ponto de terra da placa D3-S é 0 PT1. Selecionar 60KV no painel e medir com um multimetro em R13 (Jumper) a referéncia de tenséo para 2 corrente selecionada: Selecionar no painel a corrente de 80mA e ajustar em PS 0’ valor de 1,43. Selecionar 125mA e ajustar em PS 1,48V. Selecionar 200mA e ajustar em P7 1,54V Selecionar 250mA e ajustar em P8 1,52V. Selecionar 320mA e ajustar em P9 1,56V. Selecionar 500mA e ajustar em P10 1,60V. Calibrar Sub e Sobre-corrente: 2.13-1.1. Biog. de sub-corrente: Medir em R43 0,90v ajustdvel em Pa, 2.13-1.2. Blog. de sobre-corrente: Medir em R45 ¢ ajustar em P3.0 valor de bloqueio em 10% acima da tenséo de referéncia da técnica de 500mA. CALIBRACAO PARA TUBO RAY12s_1: 2.14- Calibrar a tensdo de referéncia de Stand-by em P17, ajustando 1,00V no PT6. Ponto de terra da placa D3-S € 0 PT1. Selecionar 60KV no painei e medir com um multimetro em R13 (Jumper) a referéncia de tensdo para a corrente selecionada:. 2.15- Selecionar no painel a corrente de 80mA e ajustar em P5 0 valor de 1,43V. Selecionar 125mA e ajustar em P6 1,48V : Sclecionar 200mA e ajustar em P7 1.54V Selecionar 320mA e ajustar.em P8 1,70V. Selecionar 500mA e ajustar.em P9 1,77V. Selecionar 640mA e ajustar em P10.1,55V." Calibrar Sub e Sobre-corrente: . Blog. de sub-corrente:-Medir em R43 0,90v ajustavel em Pa. : . Blog. de sobre-corrénte:, Meair em R4S e afustar em P3 0 valor de bloquéio em 10% acima da tens&o de referéncia da técnica de 640mA. CALIBRAGAO PARA TUBO BIANGULI: 2.22- Calibrar a tenséo de referéncia de Stand-by em P17, ajustando 1,25V no PT6. Ponto de terra da placa D3-S ¢ 0 PTI. Selecionar 60KV no painel ¢ medir com um multimetro em R13 (Jumner) a referéncia de tensdo para a corrente selecionada: «~~ 2.23- selecionar no painel 2 corrente’de S0mA“é"ajustar em PS 0 vaior de 1,94V. 2.24- Selecionar 125mA e ajustar em P6 1/98V. 2.25- Selecionar 200mA e ajustar em P7 2,10V. ~ 2.26- Selecionar 250mA e ajustar em P8 2;05V. 2.27- Selecionar 320mA e ajustar‘em P9-2,12 V. 28- Seleclonar 500mA e Sjustarem P10 2,16V. 2.29- Calibrar Sub e Sobre-corrénte: Medir em R43 1,20v ajustével em : Medir em R45 e ajustar em P30 valor de bioquefa‘em 10% acima da tensio de referéncia da técnica Ge S00mAi, a 4° PASSO. eS CALIBRAR PLACA D4-S 5.1- Ajustar tens&o de referéncia de tempo de frenagem em P2. Medir em PTS e ajustar o valor de 11,10V. O ponto de terra da D4-S é 0 PTS. 5.2- Retirar 0 conector K5 © ao conectar cronometrar o tempo em que LD2 fica aceso. Ajustar em 3s no P2, * 5° PASSO CALIBRAR PLACA D6-S 4a 6° PASSO 6.1- 6.2- 6.3- ‘Ajustar a freqUéncia dos pulsos do PT1 em 43,1KHz no P5 (FIGURA 04). Com 0 osciloscépio utilizar a escala de 2V/div. ,base de tempo de Sus € nivel de trigger em 1V. © Ponto de terra da D6-5 é 0 PT7. Desligue o disjuntor principal! Recoloque os fusivels F16, F17, F7 € F8 na DS-S e ligue o equipamento. Observar se 0 Led LD1 da D5-S acende. Se no acender verificar a ligacdo do cabo K9, provavelmente estd Invertido. Com 0 catoteste verificar se 0s dois focos acenderam. Utilizar para leltura de corrente no catoteste multimetro true RMS e ajustar a corrente de Stand-by em P18 da D3-S, Seno, desligar e verificar cabo de filamento, aumentar a pressao dos terminais de alta da via negativa € placa D3-S. 6.2-1, Para tubo RAYSS_1, ajustar uma corrente de 3,6 A. 6.2-2, Para o tubo RAY12S_1, ajustar uma corrente de 3,3 A 6.2-3, Para o tubo B130/50, ajustar uma corrente de 4,3 A. Dica: Pode-se visualizar a forma de onda de corrente de filamento no resistor R59 DA D3-S conforme FIGURA 01. Na placa D4-S ajustar 0 tempo de_arranque em PT4 no Pi com osdiloscépio durante a PREPARACAO. Ajustar S00ms (FIGURA 05).Utilizar a escala de Sv/div. no osciloscépio com base de tempo de 200ms/div. e trigger em borda de subida em 9V. OBS: NAO DISPARAR. 7° PASSO CALIBRAR BLOQUEIO MASTER DE DISPARO NA PLACA D5-S. 7a- 7.2: 7.3- 8° PASSO 8.1- Com 0 osciloscépio em PT1, ajustar 0 bloqueio méster de disparo no trimpot R20 (0 tinico da placa).Utilizar a escala de 5V/div., base de tempo de 500ms/div. e trigger em borda de subida (FIGURA 08). 0 ponto de terra da D5-S é a carcaca do CIS. Selecione a técnica de 40KV/80mA/0.4mAs. E necessério pressionar “preparo” e apés liberado pressionar “Disparo” para visualizar o pulso. ‘Ajustar este pulso em 3.22 segundos. ATENCAO MUITO IMPORTANTE II! Desligue o disjuntor principal! Conecte a alimentagéo trifésica no inversor e monitore com 0 multimetro a carga lenta. Observe sempre © Led da placa D9-S no inversor. Ele aceso indica carga dos capacitores. A carga lenta deve atingir 194 VDC antes do contator bater ( 20s ). Ao monitorar a subida da tenstio DC, se a tensao nao aumentar, desligar tudo antes do contator bater, (caso contrario val colar os contatos do contator e queimar as pontes retificadoras do inversor), retirar alimentacdo trifésica do inversor, e procurar possiveis causas. Verificar fusiveis Diazed, conexées internas, rede (alguma fase faltando) etc. Dica: em 10s a tenso atinge aproximadamente 145VDC. 9° PASSO 9.1- Com 0 osciloscépio na placa D6-S, faga a leitura do KV real. © Ponto de terra 6 0 PT7 ¢ o de leitura do KV real é 0 PT6. Base de tempo de 20ms/div., tensdo de 1V/div. Trigger em 800mV. 9.2. Comece a calibracéo de mAs. Selecione a técnica de 66 KV, 80 mA, mAs. Utilize a escala de 1V/div., base de tempo em 20ms/div, trigger em borda de subida a +/- 0,8V. 9.3- Dispare. 9.4- Ajuste 0 mAs atuando no trimpot referente a técnica selecionada seguindo 0 quadro abaixo: Quadro de mAs medido para tubo RAY8S_1 e BI30/50: ew 60 70 [ma 250 [BBE 500 BOI 125 [Boal 250 lmas 25 50 (8]12,5)B0y 25 ‘As medido al a5 iolMtin 21 (iemila2 slo 10,2) 21 Perera 29 [iamils7,s\9j2|13,2\iga| 29 P7-P& P9 P10 Pll Pi2 P13 Pld P1s Obs: A linha "mAs medido” é conforme calibragéo de Fabrica! Quadro de mAs medido para tubo RAY12S_1: few =| 66 70 ma ‘SG 125 320 640 125 320 |mas 12,5 32 12,5 32 lmas medido |9,2) 58 Ba 60 |i PE 7) IMin |68] 10,2 27,2 54,4 10,2 27,2 a [oleracea xl ial 13,8 36,8 73,6 13,8 36,8 Trimpot’s de ajuste: PS P6 P7 P& P9 PIO Pll Pi2 P13 P14 P15 P16 Obs: A linha "mAs medido” & conforme calibragio de fébrica! 10° PASSO: Calibragao da subida do KV e overshoot. 10.1- Calibrar 0 KV real: 10.1-5. Selecionar no painel 81KV/80mA/0,8mAS; Ajustar a base de tensto do osciloscépio em S00mV/div € base de tempo em ImS} Disparar ‘Ajustar 0 KV real para que o sinal de KV medido no osciloscépio atinja 2V considerando os picos do sinal. 0 ajuste deve ser feito no trimpot R69 da D2-S e medindo com o multimetro no resistor RB da D6-S (lado direito visto de frente) para o terra (PT7). Diminuindo a leitura efetuada no multimetro o sinal do KV real também diminui. Re-calibrar o valor medido em R28 da D3-S (calibragio da carga espacial) para um valor que seja intermedidrio as referéncias de 66KV e 70KV(valor das referéncias medido ‘em R26 da D3-S). A callbraco do KV real sendo feito de acordo com esse passo altera as referéncias de KV e com isso a mudanga da carga espacial precisa ser ajustada. A figura que se segue ilustra como deve ficar 0 KV real para um valor de 81KV: s0omv/div ims/div Valor de pico atingindo 04 divisdes, que corresponde a 2V = B1KV 10.2- Selecione 40 KV, 320mA, 32mAs. Leia no resistor R13 da Placa D6-S um valor de tenséo de 1,50V(OBS: Para equipamentos 380V ajustar esse valor em 1,8v) .Se no estiver nesse valor calibre em P3. Dispare. Se o KV subiu corretamente passe para o préximo passo; se ngo subiu altere essa calibracéo lentamente até que o KV suba corretamente. (nao ultrapasse 1.8V). Observe a FIGURA 03. 10.3- Para calibrar 0 overshoot selecione 102 KV, 80mA, 0,8MAS. Dispare. Se go houver oversnoot suba para o préximo KV. Se houver varie o trimpot P4 da D6-S, sentido anti-hordrio, para que ele diminua. Passe para o proximo KV. Obs: Jamais dispare 117KV, 80mA se houver overshoot em 109KV. 10.4- Calibre o overshoot com 117KV, 80mA, 0.8mAs variando 0 trimpot P4 da D6-S, Obs: Visualizagéo do overshoot na (FIGURA 06). 11° PASS 11.1- Finalize as calibragies das correntes, lembrando que acima de 70KV muda-se os trimpots de calibracao, pois temos a carga espacial. Neste caso, acima de 70KV utilizar os trimpots abaixo: 11.11 80mA- Pit. 11.1.2 125mA - P12. 11.1.3- 200mA - P13. 11.1.4- 250mA - Pi4 (320mA p/ S4KW). 11.1,5- 320mA - PLS (500mA p/ 54KW). 11.1.6- 640mA - P16 Obs: Para alterar o limite de poténcia do equipamento, deve-se observar a tabela na placa D2-S (JP9, JP10, JP11). A alteragao deve ser feita com a alimentacao geral desligada, do contrério o limite de poténcia no varia. TABELA DE CODIGOS DE ERRO Tabela de cédigos de erros Quando, durante a preparacdo, o equipamento apresentar algum tipo de bloqueio, apareceré apds 30s um cédigo no painel indicando que houve um bloqueio.Os codigos sao os seguintes: 001 ~ Bloqueio de arranque de anodo. 002 ~ Bloqueio de Sub-corrente 003 ~ Bioqueio de Sobre-corrente. 04 - Falha de comunicagao 605 ~ Bloqueio de KV maximo. = Bloqueio de porta aberta no momento do disparo. 006 ~ Bloqueio de IGBT (madulo inversor) SOLUGAO DE PROBLEMAS Solucdo de problemas 1, ERRO 001: BLOQUETO DE ARRANQUE DE ANODO 1.1- ATENCAO: equipamento desligado! Verificar os fusiveis F7 e F8 da placa 5-5. 1.2- Se o tempo de arranque estiver maior que 1s a protecdo atuard. Neste caso ajuste o tempo conforme manual técnico.

Você também pode gostar