Você está na página 1de 4

E- commerce: conceito e perfil.

O e-commerce é um sistema de vendas em constante aumento de público no


Brasil. está se popularizando cada vez mais por oferecer praticidade, diversidade,
comodidade na hora das compras e principalmente melhores preços.

A venda feita pelo e-commerce acontece pela internet os meios de pagamentos


são bastante variados e a forma de pagamento também é um dos fatores que
cooperam para os excelentes resultados desta forma de comércio.

O comércio eletrônico já tem 10 anos e se consolidou no mercado utilizando a


internet como base pelo fato de não ser um veículo de um nicho específico, mas um
veiculo de massa.

Pequenas e médias empresas brasileiras já alcançaram participação de 9,7% no


mercado nacional de vendas pela internet, que deve movimentar cerca de R$ 10,5
bilhões neste ano. Os dados foram divulgados neste mês pela empresa de
consultoria em internet e-bit. No primeiro semestre deste ano na comparação com
igual período de 2008, a fatia de mercado das companhias de menor porte aumentou
1,6 ponto percentual.

Isso indica uma tendência consolidada. A escolha entre participar ou não deste
mercado on-line pode refletir no crescimento e faturamento futuros das empresas.

Diversas tecnologias serão introduzidas no mercado nos próximos meses, o


acesso a rede será cada vez mais fácil e as experiências dos usuários atuais que já
compram pela internet mostram que é seguro e confiável.

Em 2007 o número de compradores pela internet eram de 13,2 milhões. Em


2009, esse número alcança mais de 17 milhões.

O comércio eletrônico não pára de crescer, nesses primeiros 6 meses já foram


faturados R$ 4,8 bilhões no e-commerce , crescimento 27% superior ao registrado no
mesmo período do ano passado, segundo a 20ª edição do WebShoppers, da
consultoria e-bit.

O ticket médio também foi significativo nesse período, os consumidores que


fizeram suas compras virtuais gastaram em média R$ 323 por compra.
O alto índice do confiança do consumidor no e-commerce é fruto da credibilidade
oferecida por esse meio, que apresenta diversas condições de pagamentos, além da
isenção do frete e mais comodidade por não ter que sair de casa e enfrentar os
problemas característicos das grandes cidades.

A categorias de produto preferida nesse primeiro semestre do e-commerce foi os


Eletrodomésticos, devido ao efeitos da queda do IPI. A categoria representou 9% de
participação nas vendas pela internet.

A campeã do ranking continua sendo a categoria Livros, Revistas e Assinaturas,


seguida de Saúde, beleza e medicamentos e Informática, em terceiro. A quinta
categoria mais vendida foi Eletrônicos, com 5% do total do volume transacional.

PREVISÃO DE CRESCIMENTO E-COMMERCE 2º SEMESTRE DE 2009

Só no 2° semestre de 2009, no período entre Julho e Dezembro, espera-se que as


lojas virtuais atinjam R$ 5,7 bi em vendas de produtos pela rede, com expectativa de
28% de crescimento, com previsão de faturamento para 2009 de 10,5 bilhões de
Reais.
Essa expectativa de crescimento do e-commerce para o 2º semestre de 2009 se
deve ao fato datas consideradas especiais para o varejo, como: Dia dos Pais, Dia das
Crianças e Natal. Ações de marketing digital nessas épocas sazonais ajudam a
alavancar as vendas.
Atualmente, a maioria dos e-consumidores são adultos, com idade entre 35 a 49
anos, seguidos dos internautas de 25 a 34 anos, a maioria com curso superior e
renda familiar entre R$ 1.000,00 e R$ 5.000,00.

As mulheres são responsáveis por 51% das compras na internet. O varejo on-line
deve movimentar R$ 10 bilhões, subindo entre 20% e 25% em relação a 2008.
A classe C deve continuar crescendo no e-commerce em 2009, no ano
passado esta classe representou 42% do público.

O AdoroPromoção ajuda você a entrar nesse novo universo de negócios on-line.


Entre em contato pelo site www.adoropromocao.com.br.