Você está na página 1de 228

PESQUISA DISTRITAL POR AMOSTRA DE DOMICÍLIOS - DISTRITO FEDERAL - PDAD/DF 2013

Brasília (DF) dezembro de 2014

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

Agnelo Queiroz

Governador

Nelson Tadeu Filippelli

Vice-Governador

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO DO DISTRITO FEDERAL - SEPLAN

Paulo Antenor de Oliveira

Secretário

COMPANHIA DE PLANEJAMENTO DO DISTRITO FEDERAL - CODEPLAN Júlio Miragaya

Presidente

Diretoria de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas

Júlio Miragaya

Diretor respondendo

Diretoria Administrativa e Financeira

Salviano Antônio Guimarães Borges

Diretor

Diretoria de Estudos e Políticas Sociais Vago

Diretoria de Estudos Urbanos e Ambientais

Wilson Ferreira de Lima

Diretor

Secretaria Geral

Edivan Batista Carvalho

Secretário

GERÊNCIA DE BASE DE DADOS

GERÊNCIA DE INFORMÁTICA

Jusçanio Umbelino de Souza - Gerente

Marcelo Borges de Andrade - Gerente Fábio Salviano da Costa

GERÊNCIA DE ESTUDOS E PESQUISAS SOCIOECONÔM ICAS

Núcleo de Estatística

Iraci M. D. Moreira Peixoto - Gerente

Apoio

Miriam Francisca Chaves Ferreira - Coordenadora

Ana Lúcia Barreto Soares Carlos Alberto Reis

Alisson Carlos da Costa Luiz Rubens Câmara de Araújo

Raquel Alves de Barros Silva Uhiana Keury da Silva Rocha - Estagiária

Benilde Maria Rio Nunes Leila Valerie Funke Ormieres Marcia Maria Montenegro de Abreu

Luíza Helena Souza da Silva Paulo Laerte Coutinho Silva Vinicius Dalla Costa Diderot Zilma Costa Ferreira

Maria de Fátima Alves Ribeiro Maria Glauci Gomes Pessoa Maria Helena Marques Maria Teresa Botelho de Sousa

Pesquisa de Campo

Maria José Borges Maria Selma Dantas

José Douglas de Queiroz - Coordenador

Maryangela Oliveira Senna

Apoio

Raquel Alves Moreira Valéria Cavalcanti Alves

Léia Oliveira de Lima Marta Luiz Oliveira Telma Maria de Lima

Nair Alves de Lima - Coordenadora Maria Beatriz Borges Gonçalves

Digitação

Supervisores

Rosa Maria Ribeiro Maria Inês Ribeiro Araujo

Valci Vieira dos Santos Edvaldo Pinheiro de Sousa Paulo Rogério Azevedo Andrade

Maria das Graças Ferreira Couto

Agentes de coleta

Antônio Tadeu Ferreira - Coordenador Ana Lúcia Dias Barreto

Paulo Cesar Antonio Batista - Coordenador

Adão Martins Filho Adilson Rodrigues Nascimento Álvaro José de Oliveira Filho Ana Francisca Vieira Cursino Antônio Humberto França de Souza Benedito Messias Rocha Gomes Danilo Camargos Erivaldo da Fonseca Barbosa Francisco de Paula Salgado Iolanda Martins Lara Jacira Roberto dos Santos Luiz Ricardo Janz Magda Maria dos Santos Márcia da Silva Maria Dalva Resende Maria de Lourdes de Jesus Silva Mariângela G dos Santos da Luz Rosa Amélia M. Sobrinho

Crítica

Idelma Moncaio de Andrade Helena Clemente do Nascimento Maria de Fátima Ribeiro Silva Maria das Graças R. Oliveira Paulo Roberto Louzada de Sá Osvaldo Pereira de Souza

Ana Maria Alves Galvão Celia Teixeira Marinho Alves Maria Aparecida Gonçalves Maria da Conceição Ribeiro Silva Maura Ferreira Cavallari Sandra Moreira de Faria Soares Selmo Claudio Dias Bruna Gonzalez Amorim - Estagiária Luiza Cristina Estagiária Mateus Sampaio Cordeiro - Estagiário

Regina Célia Alves Tereza Cristina Amaral Vilmar de Oliveira Barreiros Wallas Amâncio Alves

Chester Felipe Parreira Reis - Coordenador Gilvan Gonçalves de Oliveira Maria Zelândia dos Santos Maria Carolina Borges Gonçalves Cleiton Dos Santos Sobrinho - Estagiário

Checagem

Carlos Reis da Costa Coordenador Cleusa de Fátima de Matos Eliene Vieira Barbosa Nobre

Thácio de Morais Marques - Estagiário

Hercoles Jones Borraz Arantes Maria do Socorro e Silva Regina Aparecida Ribeiro Sandra Almeida de Oliveira

Jorge Alves Machado - Coordenador Maria Edna P. Medeiros Maria das Graças de Sousa Maria Sueli da Silva

Sebastião Cunha e Silva Zilneide dos Santos Domingues

Assessoria de Comunicação

Zilda Alves dos Santos

Deborah Barbosa de Andrade - Chefe da Assessoria

Mariza Gomes de Oliveira Ribeiro - Coordenadora Ângela Maria Pinto da Silva

Revisão de Original e Copidesque

Eliane Menezes

Capa

Ana Lúcia Barreto Soares

Mapa da capa

Cárita da Silva Sampaio

Editoração Eletrônica

Maurício Suda

Sumário

Apresentação .......................................................................................................................

11

  • 1 - Introdução .......................................................................................................................

13

  • 2 -

Nota Metodológica ..........................................................................................................

15

  • 3 - Caracterização do Distrito Federal ................................................................................

19

  • 4 - Resultados ......................................................................................................................

21

4.1

- Características dos

......................................................................................

21

4.2

- Infraestrutura

................................................................................................

24

4.3

-

Características

..............................................................................................

24

4.4

- Características da População

...........................................................................

25

4.5

-

.......................................................................................................................

27

4.6

-

.......................................................................................................................

28

4.7

- Aspectos

Culturais.

........................................................................................................

30

4.8

-

Aspectos

Esportivos.

......................................................................................................

30

4.9

- Segurança

......................................................................................................................

31

4.10

-

Trabalho e

...............................................................................................

31

4.11

-

Posse de Bens, Equipamentos e

..................................................................

34

4.12

- Locais de

.....................................................................................................

35

4.13

- Benefício Social ...........................................................................................................

36

4.14

-

.........................................................................................................................

36

4.15

- Responsáveis pelos

...................................................................................

36

  • 5 - Considerações Finais .....................................................................................................

39

Anexo I - Tabelas de Resultados ........................................................................................

41

  • 1 - Características dos Domicílios ......................................................................................

43

Tabela 1.1 - Domicílios ocupados, por espécie, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

.....................................................................................

45

Tabela 1.2 - Domicílios ocupados, por tipo, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

.....................................................................................

46

Tabela 1.3 - Domicílios ocupados, por condição, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

.....................................................................................

47

Tabela 1.4 - Domicílios ocupados, por posse de documentação do imóvel, segundo

 

as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

.........................................

48

Tabela 1.5 - Domicílios ocupados, por material das paredes, segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

............................................................

49

Tabela 1.6 - Domicílios ocupados, por material do piso, segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

............................................................

50

Tabela 1.7 - Domicílios ocupados, por o material de cobertura, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

..........................................................

51

Tabela 1.8 - Domicílios ocupados, por total de cômodos, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

..........................................................

52

Tabela 1.9 - Domicílios ocupados, por total de salas, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

..........................................................

53

Tabela 1.10 - Domicílios ocupados, por total de dormitórios, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

.........................................................

54

Tabela 1.11 - Domicílios ocupados, por total de banheiros, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

.........................................................

55

Tabela 1.12 - Domicílios ocupados, por existência de vagas de garagem, segundo

as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

.......................................

56

Tabela 1.13 - Domicílios ocupados, por existência de piscina no domicílio, segundo as

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

...........................................

57

Tabela 1.14 - Domicílios ocupados, por existência de piscina no prédio, segundo as

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

...........................................

58

Tabela 1.15 - Domicílios ocupados, por a área construída, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

.........................................................

59

  • 2 - Infraestrutura ..................................................................................................................

61

Tabela 2.1 - Domicílios ocupados, por abastecimento de água, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

63

Tabela 2.2 - Domicílios ocupados, por consumo de água potável, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

64

Tabela 2.3 - Domicílios ocupados, por abastecimento de energia elétrica, segundo as

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

.............................................

65

Tabela 2.4 - Domicílios ocupados, por esgotamento sanitário, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

66

Tabela 2.5 - Domicílios ocupados, por tipo de coleta de lixo, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

67

Tabela 2.6 - Domicílios ocupados, por infraestrutura urbana, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 ............................................................

68

Tabela 2.7 - Domicílios ocupados, por problemas nas cercanias, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

69

Tabela 2.8 - Domicílios ocupados, por problemas nas áreas públicas, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 ..............................................

70

  • 3 - Características Turísticas ..............................................................................................

71

Tabela 3.1 - Domicílios ocupados, por declaração de existência de atrativos turísticos

na RA, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

..............

73

Tabela 3.2 - Domicílios ocupados, por conhecimento de atrativos turísticos na RA,

segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

.........................

74

Tabela 3.3 - Domicílios ocupados, por hábito de receber hóspedes na residência,

segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

.........................

75

4

- Características da População Urbana ...........................................................................

77

Tabela 4.1 - População, por sexo, segundo as Regiões Administrativas - Distrito

Federal -

..................................................................................................

79

Tabela 4.2 - População, por grupos de idade, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

....................................................................................

80

Tabela 4.3 - População, por cor ou raça declarada, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

....................................................................................

82

Tabela 4.4 - População, por estado civil, segundo as Regiões Administrativas - Distrito

Federal -

..................................................................................................

83

Tabela 4.5 - População, por religião declarada, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

....................................................................................

84

Tabela 4.6 - População, por frequência religiosa, segundo as Regiões Administrativas

  • - Distrito Federal - 2013 .....................................................................................

85

Tabela 4.7 - População, por condição na estrutura domiciliar, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

86

Tabela 4.8 - População, por tipo de deficiência física e/ou mental/intelectual, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 ..........................................

87

  • 5 - Migração ..........................................................................................................................

89

Tabela 5.1 - População, por naturalidade, segundo as Regiões Administrativas Distrito

Federal -

..................................................................................................

91

Tabela 5.2 - População, por o ano de chegada no Distrito Federal, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

92

Tabela 5.3 - População por regiões/PMB de procedência, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

93

Tabela 5.4 - População, por motivo da mudança para o Distrito Federal, segundo as

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

.............................................

94

Tabela 5.5 - População, por tempo de moradia na Região Administrativa atual, segundo

as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

.........................................

96

Tabela 5.6 - População, por tempo de moradia na residência atual, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 ............................................................

97

Tabela 5.7 - População, por RA de procedência, segundo as Regiões Administrativas

  • - Distrito Federal - 2013 .....................................................................................

98

  • 6 - Instrução ..........................................................................................................................

103

Tabela 6.1 - População, por condição de estudo, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

....................................................................................

105

Tabela 6.2 - População, por nível de escolaridade, segundo as Regiões Administrativas

  • - Distrito Federal - 2013 .....................................................................................

106

Tabela 6.3 - População, por frequência em atividades extracurriculares, segundo as

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

109

Tabela 6.4 - População, por RA de estudo, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

....................................................................................

111

  • 7 - Aspectos Culturais .........................................................................................................

115

Tabela 7.1 - População, por frequência ao museu, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

....................................................................................

117

Tabela 7.2 - População, por frequência ao cinema, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal - 2013.....................................................................................

118

Tabela 7.3 - População, por frequência ao teatro, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal - 2013

.....................................................................................

119

Tabela 7.4 - População, por frequência à biblioteca, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal - 2013

.....................................................................................

120

Tabela 7.5 - População, por hábito de leitura, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal - 2013

.....................................................................................

121

Tabela 7.6 - População, por frequência a shows, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal - 2013 ....................................................................................

122

Tabela 7.7 - População, por preferência musical, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal - 2013 ....................................................................................

123

  • 8 - Aspectos Esportivos ......................................................................................................

127

Tabela 8.1 - População, por frequência a parques/jardins/praças, segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

129

Tabela 8.2 - População, por práticas de atividades esportivas, segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

130

Tabela 8.3 - População, por frequência a espaços esportivos, segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

132

Tabela 8.4 - População, por preferência de time de futebol nacional, segundo as

 

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

.............................................

133

Tabela 8.5 - População, por preferência de time de futebol local, segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

138

  • 9 - Segurança .......................................................................................................................

141

Tabela 9.1 - População, por tipo de violência sofrida, segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

143

Tabela 9.2 - População, por local de violência sofrida, segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

145

10

- Trabalho e Rendimento ................................................................................................

147

Tabela 10.1 - População, por situação de atividade, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

.................................................................................

149

Tabela 10.2 - População, por setor de atividade remunerada, segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

........................................................

151

Tabela 10.3 - População, por posição na ocupação, segundo as Regiões Administrativas

 
  • - Distrito Federal -

.................................................................................

153

Tabela 10.4 - População, por contribuição para a previdência, segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

........................................................

155

Tabela 10.5 - População ocupada, por Região Administrativa de trabalho, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 ...........................................

156

Tabela 10.6 - Aposentados que voltaram a trabalhar, por motivo do retorno, segundo

 

as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

......................................

160

Tabela 10.7 - Renda domiciliar média mensal e per capita média mensal, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 ...........................................

161

Tabela 10.8 - Distribuição dos domicílios ocupados por classe de renda domiciliar

segundo as Regiões Administrativas.- Distrito Federal -

........................

162

Tabela 10.9 - População, por renda domiciliar, per capita e renda total no DF, segundo

as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

......................................

163

  • 11 - Posse de Bens, Equipamentos e Serviços .................................................................

165

Tabela 11.1 - Domicílios ocupados, por condição de posse de veículo, segundo as

Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013

167

Tabela 11.2 - Domicílios ocupados, por condição de posse de bens, segundo as

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

168

Tabela 11.3 - Domicílios ocupados, por tipo de serviço de comunicação utilizado,

segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

........................

171

Tabela 11.4 - Domicílios ocupados, por serviço doméstico, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

.........................................................

172

  • 12 - Locais de Compra .........................................................................................................

173

Tabela 12.1 - Domicílios ocupados, por local de compras/utilização de serviços alimentação, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

...

175

Tabela 12.2 - Domicílios ocupados, por local de compras/utilização de serviços roupas/

calçados, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

........

176

Tabela 12.3 - Domicílios ocupados, por local de compras/utilização de eletrodomésticos,

segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

........................

177

Tabela 12.4 - Domicílios ocupados, por local de compras/utilização de serviços pessoais,

segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

........................

178

Tabela 12.5 - Domicílios ocupados, por local de compras/utilização de serviços em geral, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 .........................

179

Tabela 12.6 - Domicílios ocupados, por local de compras/utilização de serviços de cultura

e lazer, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

...........

180

  • 13 - Benefício Social ............................................................................................................

181

Tabela 13.1 - Domicílios ocupados, por condição de recebimento de benefício social, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 .........................

183

  • 14 - Saúde .............................................................................................................................

185

Tabela 14.1 - População, por existência de plano de saúde, segundo as Regiões

Administrativas - Distrito Federal -

.........................................................

187

Tabela 14.2 - População, por localidade do hospital público/UPA utilizado, segundo as

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

188

Tabela 14.3 - População, por localidade do posto de saúde utilizado, segundo as

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

192

  • 15 - Características do Responsável pelo Domicílio .........................................................

197

Tabela 15.1 - Distribuição dos responsáveis pelos domicílios, por sexo, segundo as

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

199

Tabela 15.2 - Distribuição dos responsáveis pelos domicílios, por grupo de idade,

segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

........................

200

Tabela 15.3 - Distribuição dos responsáveis pelos domicílios, por cor e/ou raça declarada, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

......

201

Tabela 15.4 - Distribuição dos responsáveis pelos domicílios por condição de estudo,

segundo as

Regiões Administrativas - DF -

...........................................

202

Tabela 15.5 - Distribuição dos responsáveis pelos domicílios por nível de escolaridade, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 .........................

203

Tabela 15.6 - Distribuição dos responsáveis pelos domicílios, por naturalidade das Grandes Regiões, DF, Exterior, segundo as Regiões Administrativas

- Distrito Federal -

..................................................................................

205

Tabela 15.7 - Total de responsável, por motivo por que veio para o Distrito Federal, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 .........................

207

Tabela 15.8 - Distribuição dos responsáveis pelos domicílios ocupados por situação de

atividade, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013

.........

209

Tabela 15.9 - Distribuição dos responsáveis pelos domicílios por setor de atividade remunerada, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 ...

210

Tabela 15.10 - Distribuição dos responsáveis pelos domicílios, por posição na ocupação, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

.....

212

Tabela 15.11 - Distribuição dos responsáveis pelos domicílios, por tipo de contribuição previdenciária, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013 214

Tabela 15.12 - Renda individual média mensal do responsável pelo domicílio, segundo

 

as Regiões Administrativas - Distrito Federal -

....................................

215

Gráficos

Gráfico 1 - Domicílios ocupados segundo a condição - Distrito Federal -

....................

21

Gráfico 2 - Domicílios ocupados, por área construída até 40 m², segundo as Regiões

 

Administrativas - Distrito Federal -

.............................................................

23

Gráfico 3 - Domicílios ocupados, por área construída acima de 250 m², segundo as

 

Regiões Administrativas - Distrito Federal -

...............................................

23

Gráfico 4 - População de Negros e Não Negros seg. RAs - Distrito Federal -

.............

25

Gráfico 5 - População, por religião declarada - Distrito Federal -

................................

26

Gráfico 6 - População imigrante segundo a naturalidade - Distrito Federal -

...............

27

Gráfico 7 - População por nível de escolaridade - Distrito Federal - 2013 ............................. Gráfico 8 - População por nível de escolaridade analfabetos segundo Regiões

28

 

Administrativas - Distrito Federal -

.............................................................

29

Gráfico 9 - População com nível superior segundo Regiões Administrativas - Distrito

 

Federal -

....................................................................................................

29

Gráfico 10 - Renda Domiciliar Média Mensal segundo Regiões Administrativas - Distrito

 

Federal -

..................................................................................................

33

Gráfico 11 - Renda Domiciliar Per Capita Média Mensal segundo Regiões

 
 

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

33

Gráfico 12 - Renda Domiciliar Per Capita Média Mensal segundo Regiões

 
 

Administrativas - Distrito Federal -

...........................................................

34

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Apresentação

A Companhia de Planejamento do Distrito Federal tem a satisfação de apresentar os resultados gerais da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013. Trata-se da quarta pesquisa realizada pela Codeplan nas regiões administrativas do DF sobre as características socioeconômicas de sua população urbana, sucedendo a PDAD/DF - 2011, a PDAD/DF - 2004 e a Pesquisa de Informações Socioeconômicas das Famílias - PISEF/DF, realizada em 1997.

A PDAD/DF - 2013 contemplou as 31 regiões administrativas do Distrito Federal, cujos resultados foram apresentados em cadernos específicos ao longo de sua realização, em 2013/2014. Este documento ajusta os dados coletados durante a pesquisa de campo ocorrida em 2013 e 2014 para o mês de referência (julho de 2013).

A PDAD/DF - 2013 representa um rico manancial de informações de natureza socioeconômica sobre as famílias do DF, crucial para o planejamento governamental, mas também de suma importância para o planejamento empresarial, estudos acadêmicos e para a sociedade em geral. As informações aqui apresentadas compreendem os seguintes capítulos: Características dos Domicílios; Infraestrutura Familiar; Características Gerais da População Urbana; Migração; Grau de Instrução; Características Culturais, Turísticas e Esportivas, Trabalho e Rendimento; Posse de Bens, Equipamentos e Serviços; Local de Compras, Segurança, Benefícios Sociais e Saúde e Características dos Responsáveis pelos Domicílios.

A partir de 2011, a Codeplan assumiu o desafio de realizar a PDAD/DF a cada dois anos, estando prevista, portanto, a realização da próxima pesquisa em 2015. Outro desafio assumido pela Codeplan foi iniciar em 2013 a Pesquisa Metropolitana por Amostra de Domicílios - PMAD/DF, compreendendo os doze municípios goianos que formam a periferia metropolitana de Brasília, entendendo que o planejamento integrado da área metropolitana é uma condição essencial para o planejamento do próprio Distrito Federal.

Os resultados da PDAD/DF - 2013/14 de cada uma das regiões administrativas, em detalhe, estão disponíveis no site www.Codeplan.df.gov.br.

Júlio Miragaya

Presidente da Codeplan

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

12

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

1 - Introdução

A PESQUISA DISTRITAL POR AMOSTRA DE DOMICÍLIOS - PDAD/DF 2013 - pretende ser um instrumento do planejamento nas ações e tomadas de decisões governamentais.

Neste sentido, deverá suprir a carência de dados e informações atualizadas relativas ao perfil socioeconômico dos moradores das áreas urbanas das regiões administrativas (RAs) do Distrito Federal.

Para manter a homogeneidade e comparabilidade dos dados levantados pela Codeplan em parceria com a Secretaria de Estado de Planejamento do Distrito Federal, a pesquisa foi realizada adotando a mesma metodologia da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios - PDAD/DF, realizada em 2004.

Conforme se sabe, ainda não há a delimitação oficial para as 11 novas RAs existentes no Distrito Federal criadas a partir de 2003. Dessa forma, a Codeplan procedeu, para efeito desta pesquisa, uma delimitação das poligonais das RAs, com o agrupamento dos setores censitários do IBGE.

Para o melhor entendimento dos resultados apresentados, encontram-se anexos os conceitos adotados pela PDAD/DF - Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios.

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

2 - Nota Metodológica

Considerando os altos custos e o tempo gasto na realização de um Censo, optou-se por uma pesquisa planejada em um esquema de amostragem, tendo como base o Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos - CNEFE do IBGE e adotou-se a amostragem aleatória estratificada para as 31 regiões administrativas do Distrito Federal.

Assim, para a definição das amostras, utilizou-se o parâmetro estatístico, variância da renda domiciliar. Tal parâmetro serviu de balizador na partição da amostra total de cerca de 25.000 domicílios seguindo o modelo da repartição de Neyman. Quanto maior a variância da renda domiciliar, maior será a amostra da Região Administrativa.

Para garantir robustez nas amostras, foi definido o menor tamanho amostral n=450 domicílios, de forma análoga à do IBGE na definição das áreas de ponderação, mesmo que a fórmula estatística indique uma amostra suficiente menor. Em algumas RAs, a amostra suportará subdivisão, por exemplo, o setor Vale do Amanhecer, de Planaltina, poderá ser desagregado, pois sua amostra atende ao tamanho mínimo de 450 domicílios.

O tamanho da amostra foi determinado a partir da relação:

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 2 - Nota

Onde:

ni

Tamanho da amostra na RA. ; ( i = 1,2,

......

,31).

Ni

Número de domicílios da RA. i i (1,2,3,

.....

,31).

Si Raiz quadrada da variância da RA. i

Os domicílios foram organizados em cinco estratos de renda, em cada RA, de acordo com a renda domiciliar média da PDAD 2011. Dentro dos estratos, espera-se que as unidades amostrais tenham a menor variabilidade possível e, assim, minimizem o erro padrão das estimativas. Segue o corte dos estratos da renda domiciliar captada na PDAD 2011, com exceção da RA Fercal, para a qual foi assumida a variância da renda semelhante à adotada na RA Sobradinho.

  • 1 - Menos de R$ 500,00

  • 2 - de R$ 500,00 a menos de R$ 1.000,00

  • 3 - de R$ 1.000,00 a menos de R$ 2.000,00

  • 4 - de R$ 2.000,00 a menos de R$ 5.000,00

  • 5 - mais de R$ 5.000,00

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

As estimativas dos totais e proporções foram obtidas a partir dos seguintes estimadores;

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 As estimativas dos

Onde i é o peso da RA i obtido pela relação, sendo o inverso da fração amostral:

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 As estimativas dos

Para o Distrito Federal, os estimadores foram:

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 As estimativas dos

Apoiados em resultados de pesquisas desse mesmo porte, com a mesma finalidade, podemos prever um erro de 0,60%, com 95% de grau de confiança, para os resultados do Distrito Federal

A fração de amostragem resulta da seguinte relação:

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 As estimativas dos

Onde:

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 As estimativas dos

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

As estimativas dos totais e proporções foram obtidas a partir dos seguintes estimadores;

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 As estimativas dos
Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 As estimativas dos

Para o Distrito Federal, os estimadores foram:

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 As estimativas dos

Como não estão delimitadas as poligonais das regiões administrativas, a PDAD trabalhou com uma hipótese de delimitação de área urbana provisória 1 , que poderá ainda apresentar alteração quando forem oficializadas as delimitações das novas RAs do Distrito Federal.

Até então, definidos extra-oficialmente os limites das 31 regiões administrativas, foi elaborada uma lista de setores censitários que compõem cada uma delas. A utilização dessa lista, com as informações de domicílios e moradores constantes da Base de Dados Agregados por Setores Censitários 2010, possibilitou a repartição do contingente populacional para cada uma das 31 regiões administrativas.

1 Nota Metodológica PDAD/2011/Codeplan - Delimitação das Regiões Administrativas

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

3 - Caracterização do Distrito Federal

Em outubro de 1957, o presidente Juscelino Kubitschek sancionou a Lei que marcava, em 21 de abril de 1960, a transferência da capital da União para o novo Distrito Federal. Com a entrega das chaves da cidade a Juscelino Kubitschek, na Praça dos Três Poderes às 16 horas do dia 20 de abril de 1960, tiveram início as solenidades de inauguração de Brasília, no dia 21, com a presença de autoridades da República, representantes estrangeiros credenciados e visitantes de toda a parte do país.

No Plano Urbanístico de Brasília, as cidades satélites estão previstas como núcleos periféricos ao Plano Piloto. Sua implantação deveria ocorrer de acordo com as necessidades de fixação da população. No entanto, com o início das obras na nova capital, houve diversas invasões de terrenos, ameaçando não só os espaços vazios do Plano Piloto, com objetivos já definidos, mas também os locais periféricos não previstos para os núcleos habitacionais. Daí a necessidade de se criar núcleos habitacionais paralelamente à construção de Brasília.

Assim foi com a Cidade Livre, em 1956, posteriormente denominada Núcleo Bandeirante, para alojar os trabalhadores das empresas construtoras e, em 1961, transformou-se em cidade satélite. Em 1957, surgiu o Paranoá para abrigar os trabalhadores que vieram construir a barragem do Lago com o mesmo nome da cidade: Taguatinga foi criada em 1958, Gama e Sobradinho, em 1960 e as três passaram à condição de cidades satélites em 1967. Por sua vez, Planaltina e Brazlândia já existiam como municípios do Estado de Goiás.

Em 1964, com a finalidade de facilitar a administração dessas localidades, o território do Distrito Federal foi dividido em oito regiões administrativas (as sete apresentadas no Quadro 01 e a RA Jardim, depois extinta), cada uma delas com um administrador nomeado pelo então prefeito Ivo de Magalhães, pela Lei n o 4.545/64.

Com a evolução da ocupação territorial, por meio da Lei no 49 de 25 de outubro de 1989 e do Decreto no 11.921/89, procedeu-se à nova divisão em 12 RAs.

Em 1993, foram criadas mais três RAs pela Lei no 348/92, Decreto n o 14.604/93 e pelas Leis n os 467/93 e 510/93 pelo Decreto n o 15.046/93, totalizando 15.

Já em 1994, outras quatro RAs foram criadas conforme Lei n o 641/94, Decreto n o 15.516/94, Lei n o 643/94, Decreto n o 15.515/94, Lei n o 620/94, Decreto n o 15.441/94 e Lei n o 648/94, Decreto n o 15.513/94, passando a totalizar 19 RAs.

Em 6 de maio de 2003, foram criadas mais quatro regiões administrativas (Águas Claras, Riacho Fundo II, Sudoeste/Octogonal e Varjão) com a Lei n o 3.153. Em dezembro do mesmo ano, com a Lei n o 3.255, mais uma foi criada - a Park Way, chegando a 24 RAs.

No ano de 2004, mais três foram criadas, SCIA - Estrutural, Sobradinho II e Jardim Botânico, totalizando 27. Em 2005, foram as Regiões Administrativas - Itapoã e SIA. Em 26 de maio de 2009, a Região Administrativa Vicente Pires, alcançando o total de 30. Em 2012, foi a vez da RA XXXI - Fercal, portanto, ainda não instalada quando do início da presente pesquisa.

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

A Lei de criação das regiões administrativas e a data podem ser visualizadas no Quadro 01.

Quadro 01 Lei e data de criação das Regiões Administrativas - Distrito Federal

Regiões Administrativas

Lei de Criação

Data

RA I Brasília/Plano Piloto

 
  • 4.545 10/12/1964

RA II - Gama

 
  • 4.545 10/12/1964

   
  • 4.545 10/12/1964

RA III - Taguatinga RA IV - Brazlândia

 
  • 4.545 10/12/1964

RA V - Sobradinho

 
  • 4.545 10/12/1964

RA VI - Planaltina

 
  • 4.545 10/12/1964

RA VII - Paranoá

 
  • 4.545 10/12/1964

RA VIII - Núcleo Bandeirante

 
  • 049 25/10/1989

RA IX - Ceilândia

 
  • 049 25/10/1989

RA X - Guará

 
  • 049 25/10/1989

RA XI - Cruzeiro

 
  • 049 25/10/1989

RA XII - Samambaia

 
  • 049 25/10/1989

RA XIII - Santa Maria

 
  • 348 04/11/1992

RA XIV - São Sebastião

 
  • 467 25/06/1993

RA XV - Recanto das Emas

 
  • 510 28/07/1993

   
  • 643 10/01/1994

RA XVI - Lago Sul RA XVII - Riacho Fundo

 
  • 620 15/12/1993

RA XVIII - Lago Norte

 
  • 641 10/01/1994

RA XIX - Candangolândia

 
  • 658 27/01/1994

   
  • 3.153 06/05/2003

RA XX - Águas Claras RA XXI - Riacho Fundo II

 
  • 3.153 06/05/2003

RA XXII - Sudoeste/Octogonal

 
  • 3.153 06/05/2003

RA XXIII - Varjão

 
  • 3.153 06/05/2003

RA XXIV - Park Way

 
  • 3.255 29/12/2003

   
  • 3.315 27/01/2004

RA XXV - SCIA (Estrutural)(1) RA XXVI - Sobradinho II

 
  • 3.314 27/01/2004

RA XXVII - Jardim Botânico

 
  • 3.435 31/08/2004

RA XXVIII - Itapoã

 
  • 3.527 03/01/2005

   
  • 3.618 14/07/2005

RA XXIX - SIA(2) RA XXX - Vicente Pires

 
  • 4.327 26/05/2009

RA XXXI - Fercal

 
  • 4.745 29/01/2012

Fonte: Diário Oficial do Distrito Federal - DODF - Dados elaborados pela Codeplan Nota: (1) SCIA - Setor Complementar de Indústria e Abastecimento - inclui a Vila Estrutural (2) SIA - Setor de Indústria e Abastecimento

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

4 - Resultados

4.1 - Características dos Domicílios

O total de domicílios estimados pela Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios - PDAD/DF é de 821.130. Considerando-se sua população urbana estimada em julho de 2013, o número de habitantes alcança 2.786.684. Dessa forma, o número médio de moradores por domicílio urbano fica calculado em 3,39 pessoas.

Em relação aos domicílios pesquisados, a PDAD/DF mostrou que 98,64% das construções são permanentes. O tipo de domicílio predominante é a casa e representa 73,11%, seguido de apartamentos 23,14%. Os demais tipos são pouco expressivos. O Sudoeste/Octogonal é a única região que só possui apartamentos (Tabelas 1.1 e 1.2).

Quanto à forma de ocupação, 69,48% dos entrevistados declararam que as suas residências são próprias. Desses, 22,53% estão em terrenos não legalizados. Do total de domicílios, 24,60% se encontram em terrenos não legalizados e/ou assentamentos. O percentual mais expressivo encontra- se na RA Itapoã (93,55%), Jardim Botânico (90,00%) e SCIA - Estrutural (83,33%).

Cerca de 200 mil imóveis são alugados (22,53%) no DF. Na RA Núcleo Bandeirante, chegam a 42,80% e no Sudoeste/Octogonal a 40,27%, o que pode ser explicado pela proximidade com o centro de Brasília (Tabela 1.3 e Gráfico 1).

Gráfico 1 - Domicílios ocupados segundo a condição - Distrito Federal - 2013 Funcional Cedido 4,14
Gráfico 1 - Domicílios ocupados segundo a condição
- Distrito Federal - 2013
Funcional
Cedido
4,14 %
Cedido em terreno
não legalizado
0,93 %
1,09 %
Outros
Alugado em Terreno
não legalizado
1,8 %
0,03 %
Alugado
22,53 %
Próprio Quitado
e em Aquisição
47,61 %
Próprio em Terreno
não Regularizado
21,87 %
Fonte: Tabela 1.3

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Em relação à documentação de posse dos imóveis, 30,50% declararam não ter imóvel e 41,40% ter escritura definitiva. Já 14,81% só possuem um contrato de compra e venda. Esta situação ocorre tanto nas regiões de menor poder aquisitivo como Estrutural e Itapoã, como nas de classe de renda mais alta, Jardim Botânico e Vicente Pires, o que mostra que a irregularidade no título de propriedade dos imóveis é um fato no DF, independente da condição socioeconômica do morador (Tabela 1.4).

A alvenaria é o tipo de material mais utilizado em todas as construções residenciais beirando a totalidade, tanto nas paredes externas quanto nas internas (Tabelas 1.5).

Em relação ao material do piso, verifica-se predominância de cerâmica (84,72%). Os domicílios com piso de cimento tiveram participação de 9,35%, presente principalmente nas regiões de menor poder aquisitivo. Os demais tipos de piso são pouco representativos em todas as regiões administrativas (Tabela 1.6).

Quanto à cobertura das edificações, as de fibrocimento/amianto são mais representativas, 37,55% no DF, e nas regiões de menor renda como Fercal, Estrutural e Varjão elas chegam a 86,22%, 84,22% e 66,91% dos domicílios, respectivamente. Nas regiões de maior poder aquisitivo, predominam os telhados de cerâmica com laje, sendo 60,80%, 47,82% e 42,20% no Lago Sul, Lago Norte e Jardim Botânico (Tabela 1.7).

No que se refere ao total de cômodos, predominam no Distrito Federal as unidades habitacionais com cinco a oito cômodos (62,79%). Os domicílios pequenos, com um a quatro cômodos representam 27,11%, incluídos os domicílios tipo barracos assim como as quitinetes. Dado a alta correlação entre o número de cômodos e a renda auferida pela família assim como o local de moradia, nas regiões de maior renda predominam as residências com nove a 12 cômodos. Localidades, com renda alta e terrenos grandes como Lago Sul, Lago Norte, Park Way e Jardim Botânico possuem residências maiores (Tabela 1.8).

Quanto à existência do cômodo sala no Distrito Federal, 86,91% têm apenas uma e nas regiões de maior poder aquisitivo predominam a existência de duas ou mais (Tabelas 1.9).

O número de dormitórios de um domicílio é um bom indicador de qualidade de vida, principalmente, quando relacionado ao número de moradores. A pesquisa apurou que no DF, quase metade dos domicílios (49,91%) possui três ou mais dormitórios. Os domicílios sem dormitórios embora pouco representativos (0,26%) constituem precariedade. Como é previsível nas regiões de maior renda, prevalecem os domicílios com maior número de quartos (Tabela 1.10).

O número de banheiros por domicílio também é indicativo de padrão de habitabilidade. Pouco mais de 53,24% dos domicílios possuem um banheiro e 29,25%, dois. Cerca de 600 residências ainda não contam com banheiro privativo (Tabela 1.11). No Lago Sul, 88,93% dos domicílios possuem três ou mais banheiros.

A PDAD/DF levantou também a existência de garagem nos domicílios. Em 55,87% das residências contam com uma vaga de garagem enquanto 30,83% não contam com esse espaço no domicílio. Três ou mais são pouco representativas (3,82%) (Tabela 1.12).

Com relação à existência de piscina nos domicílios do Distrito Federal, quesito que reflete um maior padrão de vida, apenas 3,04% declararam ter uma piscina e 96,94% não; enquanto que os que possuem duas ou mais é insignificante. O percentual de domicílios residenciais, em forma de condomínios, que possuem uma ou mais piscinas, aproxima-se de 2,5% e corresponde a cerca de 20 mil (Tabelas 1.13 e 1.14).

Quanto à área construída dos domicílios, constatou-se que a maioria concentra-se nas áreas entre 61m 2 a 90 m 2 (35,56%). Até 60 m 2 foram encontrados 22,63%, que compreendem barracos, quitinetes e flat e são encontrados em todas as regiões, independente da condição socioeconômica.

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Acima de 250 m 2 representam apenas 3,18% dos domicílios e encontram-se essencialmente nas regiões de maior poder aquisitivo. No Lago Sul, 65,70% e no Park Way, 59,87% das residências possuem mais de 250 m 2 (Tabela 1.15 e Gráficos 2 e 3).

Gráfico 2 - Domicílios ocupados por área construída até 40 m², segundo as Regiões Administrativas –
Gráfico 2 - Domicílios ocupados por área construída até 40 m²,
segundo as Regiões Administrativas – Distrito Federal - 2013
25,00
20,00
15,00
10,00
5,00
0,00
Fonte: Tabela 1.15
Percentual
Brasília/Plano Piloto
Gama
Ta guatinga
Brazlândia
Sobradinho
Planaltina
Paranoá
Núcleo Bandeirante
Ceilândia
Guará
Cruzeiro
Samambaia
Santa Maria
São Sebastião
Recanto das Emas
Lago Sul
9,77
4,56
4,89
6,00
2,59
5,57
10,40
14,80
10,43
5,05
2,90
6,30
5,57
11,42
9,59
0,91
Riacho Fundo
9,31
Lago Norte
Candangolândia
Á gua s Clara s
Riacho Fundo II
8,36
7,92
2,62
5,83
Sudoeste/Octogonal
Varjão
Park Way
SCIA - Estrutural
Sobradinho II
Jardim Botânico
Itapoã
S I A¹
Vicente Pires
Fercal
Distrito Federal
23,14
14,16
1,12
16,22
3,33
0,80
3,89
6,63
1,90
5,78
7,01
Gráfico 3 - Domicílios ocupados por área construída até 250 m², segundo as Regiões Administrativas –
Gráfico 3 - Domicílios ocupados por área construída até 250 m²,
segundo as Regiões Administrativas – Distrito Federal - 2013
70
60
50
40
30
20
10
0
Fonte: Tabela 1.15
Percentual
Brasília/Plano Piloto
Gama
Ta guatinga
Brazlândia
Sobradinho
Planaltina
Paranoá
Núcleo Bandeirante
Ceilândia
Guará
Cruzeiro
Samambaia
Santa Maria
São Sebastião
Recanto das Emas
Lago Sul
Riacho Fundo
Lago Norte
Candangolândia
Á gua s Clara s
Riacho Fundo II
Sudoeste/Octogonal
Varjão
Park Way
SCIA - Estrutural
Sobradinho II
Jardim Botânico
Itapoã
S I A¹
Vicente Pires
Fercal
Distrito Federal
0,94
0,78
1,72
0,22
1,23
0
0
1,2
0,24
0,85
0,83
0,12
1,03
0,2
0
65,7
2,38
40,18
1,04
5,38
0,18
5,12
0
59,87
0
5,11
26,4
5,56
0,6
12,3
0
3,18

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

  • 4.2 - Infraestrutura Domiciliar

Entre os vários fatores relevantes para avaliar a condição de habitabilidade estão o atendimento com serviços públicos de abastecimento de água, esgotamento sanitário e coleta de lixo, entre outros.

A abrangência do abastecimento de água no DF por rede geral é de 97,82%. Observa-se cobertura de 100% em Taguatinga, Cruzeiro, Riacho Fundo Sudoeste/Octogonal e SIA. As demais regiões tendem à universalização (Tabela 2.1).

O consumo de água potável filtrada foi observado em 78,25% dos domicílios e 8,85% consomem água mineral. Cabe observar que 12,90% dos domicílios não possuem filtro, situação especialmente verificada nas regiões de menor renda como Varjão, 51,99%, Estrutural, 32,67% e Planaltina, 31,42%. O dado é preocupante devido às consequências para a saúde da população (Tabela 2.2).

A energia elétrica está presente em 99,66% dos domicílios do Distrito Federal. Tem cobertura total em oito regiões e está próxima à universalização nas demais regiões administrativas (Tabela 2.3).

Quanto ao esgotamento sanitário, 85,95% dos domicílios contam com rede geral, embora as regiões de criação mais recente, especialmente de alta renda, possuam ampla maioria servida por fossa séptica como Vicente Pires (82,55%), Jardim Botânico (78,20%), Park Way (73,09%). Nas regiões de menor poder aquisitivo, como o Fercal, a fossa séptica está presente em 45,11% dos domicílios e a rudimentar, em 47,78% (Tabela 2.4).

A quase totalidade dos domicílios possui serviço de coleta urbana de lixo, com 9,88% dos domicílios contando com a coleta seletiva (Tabela 2.5).

Conforme os resultados da pesquisa, o Distrito Federal é bem atendido pelos serviços essenciais de infraestrutura urbana. Independente da condição socioeconômica da região, observam- se ruas asfaltadas, meios-fios, iluminação pública e rede de água pluvial na quase totalidade dos domicílios (Tabela 2.6).

  • 4.3 - Características Turísticas

A fim de dimensionar o conhecimento do morador de Brasília sobre os atrativos turísticos da capital e o hábito de receber hóspedes, a PDAD inseriu um novo bloco no questionário, que foi o quesito formulado para o conhecimento da existência de atrativos turísticos na região. Para esse quesito, 26,38% dos moradores declararam conhecer os atrativos e 72,30% disseram não conhecê- los (Tabela 3.1).

Quanto aos atrativos turísticos no DF, 73,58% dos moradores conhecem os atrativos turísticos e 26,13% não os conhecem. Ao analisar as regiões individualmente, constata-se que a maior concentração daqueles moradores que conhecem os atrativos turísticos do Distrito Federal estão no Plano Piloto, 97,99%, Jardim Botânico, 94,00%, seguido do Lago Norte, 93,45%. Já os moradores que não conhecem esses atrativos concentram-se em Recanto das Emas, 52,40%, Fercal, 50,00% e Sobradinho II, 45,62%, regiões de menor poder aquisitivo (Tabela 3.2).

A PDAD/DF considerou ainda que por serem os anos de 2013 e 2014 importantes para a indústria turística local, em razão dos eventos desportivos no Brasil e no Distrito Federal, formulou-se quesito versando sobre o hábito de receber hospedes em residências pelos moradores alvo da PDAD/DF. Declararam que recebem parentes/amigos em sua residência 61,39% dos moradores,

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

outros 38,37% não têm esse hábito enquanto apenas 0,04% (338 domicílios) tem hábito de receber turistas. Entre os domicílios, por localidade, que mais têm o hábito de receber parentes/amigos encontram-se Sobradinho, 74,76%, Lago Norte, 74,18%, e Plano Piloto, 73,77%. Os domicílios que menos recebem situam-se nas regiões administrativas do SCIA - Estrutural, 57,56%, Varjão, 54,87%, e Planaltina, 52,95% (Tabela 3.3).

4.4 - Características da População Urbana

A PDAD/DF estimou a população urbana do Distrito Federal, em julho de 2013, em 2.786.684 habitantes, enquanto em 2011 era de 2.556.149.

A distribuição populacional por sexo mostra que a maioria (51,98%) é constituída por mulheres, situação relativamente semelhante à observada em todas as regiões administrativas, exceto Estrutural, Lago Norte, 49,50%, 49,49%, e Setor de indústria, 48,78%. Os maiores percentuais de população do sexo feminino estão em Taguatinga, Núcleo Bandeirante, Guará, Cruzeiro e Riacho Fundo (Tabela 4.1).

Dos residentes no DF, 20,38% têm até 14 anos de idade, entretanto, 65,56%, que constituem a grande maioria, concentram-se nos grupos entre 15 e 59 anos. A faixa da população acima de 60 anos de idade é de 14,07%. As crianças foram encontradas principalmente nas regiões recém- criadas e de baixa renda como Estrutural com 34,12% e Varjão 29,24%. Os jovens de 15 a 24 anos estão presentes principalmente no Recanto das Emas, 22,81%, SIA, 21,72% e Varjão 21,65%. Já os idosos são mais representativos no Lago Sul (29,28%) e Plano Piloto (23,69%), regiões mais antigas (Tabela 4.2).

No que diz respeito à cor/raça, 49,58% da população do Distrito Federal declarou ser parda/mulata, seguida de 45,02% da cor branca e 5,16%, cor preta. Nas regiões de maior renda, prevaleceram a cor branca, Lago Sul (80,27%), Sudoeste/Octogonal (73,76%) e Jardim Botânico (66,43%), enquanto nas regiões de menor poder aquisitivo, prevaleceu a cor parda/mulata como na RA Fercal (70,23%), Paranoá (67,98%) e Varjão (66,13%) (Tabela 4.3 e Gráfico 4).

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 outros 38,37% não

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Quanto ao estado civil, observa-se que 50,66%, na população com 14 anos e mais, são formados por casados, incluindo os conviventes. Evidencia, como preferência dos moradores, o casamento no Civil atrelado ao religioso (23,79%), o que indica que, no Distrito Federal, as uniões conjugais seguem padrões mais tradicionais. Em contrapartida, quando comparados os dados entre as regiões Administrativas, a união convivente foi a mais representativa nas RAs de menor poder aquisitivo como SCIA- Estrutural, 29,70%, Itapoã, 27,97% e Varjão e Fercal com 23% cada. Os solteiros representam 39,66% (Tabela 4.4).

A religião predominante no Distrito Federal é a católica com 59,69%, seguida da evangélica, 28,82% e espírita, 3,25%. As demais religiões são menos significativas (1,13%). Os que declararam não ter religião representam 6,71%. Quando desagregados os dados por região, percebe-se a mesma tendência de religiosidade, ou seja, maior participação de católicos seguidos da religião evangélica, embora os evangélicos sejam mais representativos nas RAs de menor renda. Os maiores percentuais de católicos estão no Lago Sul (74,22%), RA do Plano Piloto (65,38%) e Núcleo Bandeirante (64,10%). Já os evangélicos têm destaque no SCIA - Estrutural (46,00%), Varjão (34,76%) e Fercal (35,57%) (Tabela 4.5 e Gráfico 5).

Gráfico 5 - População, por religião declarada - Distrito Federal 2013

6,93 Religiões Fonte: Tabela 4.5 Percentual 20 40 60 21,89 59,69 0 0,03 0,13 3,25 0,95
6,93
Religiões
Fonte: Tabela 4.5
Percentual
20
40
60
21,89
59,69
0
0,03
0,13
3,25
0,95
0,02
6,71
0,4

Quando perguntado acerca da frequência religiosa, quesito novo da PDAD 2013, 62,58% afirmaram que praticam regularmente a sua religião enquanto 28,62% a pratica eventualmente e 8,14% não frequentam cultos religiosos (Tabela 4.6).

Com referência à composição familiar no domicílio, observa-se que 38,71% dos habitantes são filhos, enquanto 29,47% são responsáveis pelos domicílios, 19,52%, cônjuges e 10,65% são outros parentes. As demais condições representam somente 0,18% (Tabela 4.7).

Segundo informações da Organização Mundial de Saúde - OMS 2 , aproximadamente 10% de qualquer população é portadora de algum tipo de deficiência. No DF, 4,14% dos moradores declararam ser deficientes. Do total de portadores de necessidades especiais declaradas, a deficiência visual foi a mais observada, 35,45%, seguida pela motora 22,12% e 19,23% têm outros tipos de deficiência (Tabela 4.8).

2 www.onu.org.br

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

4.5 - Migração

Ainda conforme o levantamento da PDAD/DF, 48,98% dos residentes são naturais do Distrito Federal. Em relação ao total de imigrantes, 52,25% são da Região Nordeste, seguidos pelos oriundos da Região Sudeste, 26,83%. Do Centro-Oeste, vieram 13,91% e das Regiões Norte e Sul do País juntas representam 6,38%. Estrangeiros somam 0,61%.

Quando desagregada a naturalidade por RAs, observa-se que nas regiões de maior renda, prevaleceu a população oriunda da Região Sudeste, no Jardim Botânico (52,95%), Lago Sul (47,16%), Sudoeste/Octogonal (46,41%), Plano Piloto (45,23%) e Lago Norte (42,59%). Nas regiões de menor poder aquisitivo, o Nordeste foi mais representativo: na SCIA - Estrutural, com 69,16%, no Varjão, 68,40% e Itapoã, 67,40% (Tabela 5.1 e Gráfico 6).

Gráfico 6 - População imigrante segundo a naturalidade - Distrito Federal - 2013

0 0,61 0,03 3,43 2,95 13,91 52,24 26,83 60 50 40 30 20 10 Percentual
0
0,61
0,03
3,43
2,95
13,91
52,24
26,83
60
50
40
30
20
10
Percentual

Fonte: Tabela 5.1

Regiões

Quando analisado o ano de chegada ao Distrito Federal, percebem-se similaridades nos períodos 1971 a 1980 e 1991 a 2000, com 10,69% e 10,26%, respectivamente. Observa-se, também, que 11,57% migraram depois do ano de 2000 (Tabela 5.2).

Na variável local de origem dos moradores, 50,20% vêm das regiões Nordeste; 27,34% da Sudeste; Centro-Oeste; 15,20%, Norte e Sul, juntas, 6,20%, situação similar à naturalidade. Apenas 0,26% dos imigrantes é oriundo da Periferia Metropolitana de Brasília (Tabela 5.3).

Analisando o conjunto de fatores que motivou a migração dos residentes no Distrito Federal acompanhar parentes e a procura de trabalho destacaram-se como principais motivos na decisão de migrar. Levando-se em conta, que o item acompanhar parentes refere-se, principalmente, aos filhos que chegaram na companhia dos pais, a procura de trabalho classifica-se, então, como fator de motivação determinante da migração para o Distrito Federal, 40,22% (Tabela 5.4).

Segundo a PDAD/DF 2014, 48,45% do seu contingente populacional reside na região administrativa há mais de 15 anos e 22,89%, menos de seis anos. A pesquisa destaca ainda que 32,09% residem na mesma residência há mais de 15 e 31,48%, entre um e cinco anos (Tabela 5.5 e 5.6).

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Quando analisada a migração interna da população por região administrativa, destacou-se que 56,82% nunca se mudaram da RA que moram. A RA de Taguatinga e Ceilândia foram as regiões que tiveram maior procedência da população de outras regiões no período,17,52% e 16,69%, respectivamente (Tabela 5.7).

4.6 - Instrução

Da população total do Distrito Federal, 28,99% são estudantes e a maioria (19,38%) frequenta a escola pública (Tabela 6.1).

Quanto ao nível de escolaridade dos residentes no Distrito Federal, 29,67% dos moradores informaram ter o ensino fundamental incompleto, enquanto 17,27% têm formação superior, incluindo curso de especialização, mestrado e doutorado. Os que se declararam analfabetos, sabem ler, escrever e cursam a alfabetização de adultos totalizam 3,99%, e somados aos que têm ensino fundamental incompleto atingem a casa dos 32,81% da população.

Os resultados da pesquisa mostram a alta correlação entre o grau de instrução e a renda domiciliar. Nas regiões de alta renda como Lago Norte, Lago Sul e Sudoeste/Octogonal, a maioria da população possui nível superior, incluindo cursos de especialização - mestrado e doutorado, enquanto nas de baixo poder aquisitivo como SCIA-Estrutural, este percentual não chega a um por cento (Tabela 6.2 e Gráficos 7, 8 e 9).

Gráfico 7 - População por nível de escolaridade - Distrito Federal - 2013

4,25 Percentual 10 15 20 25 30 29,67 20,42 2,94 5 0,04 7,43 4,42 3,99 0,10
4,25
Percentual
10
15
20
25
30
29,67
20,42
2,94
5
0,04
7,43
4,42
3,99
0,10
9,48
1,99
17,27
0
Gráfico 7 - População por nível de escolaridade - Distrito Federal - 2013 4,25 Percentual 10

Fonte: Tabela 6.2

Nível de Escolaridade

A pesquisa mostra também que 96,61% não fazem nenhuma atividade extracurricular e 2,26% declaram fazer curso de inglês. Observa-se que os moradores da RA do Plano Piloto, região de alta renda, são os que mais fazem cursos extracurriculares, sendo principal o curso de inglês, 4,54%, enquanto nas regiões de baixa renda, SCIA-Estrutural, este percentual não chega a meio por cento (Tabela 6.3).

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Quanto à região de estudo, a PDAD apurou que o Plano Piloto é a RA que recebe maior número de estudantes, 19,08%, seguida pela RA de Ceilândia, 14,23% e Taguatinga, 13,97% (Tabela 6.4).

Gráfico 8 - População por nível de escolaridade, Analfabetos, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal 2013

4,50 0,24 2,59 2,59 2,75 2,85 2,28 2,68 4,48 2,10 2,07 0,67 4,00 3,50 3,00 2,50
4,50
0,24
2,59
2,59
2,75
2,85
2,28
2,68
4,48
2,10
2,07
0,67
4,00
3,50
3,00
2,50
2,00
1,50
1,00
Percentual
0,50
0,00
0,36
1,25
1,25
1,66
1,90
1,94
1,47
0,35
0,65
0,86
0,36
3,41
0,36
0,86
3,55
0,00
3,59
2,22
0,53
0,67
0,07

Sudoeste/Octogonal Cruzeiro Águas Claras Lago Norte Plano Piloto Lago Sul Jardim Botânico Guará S I A¹ Sobradinho Vicente Pires Park Way Núcleo Bandeirante Riacho Fundo II Sobradinho II Ta guatinga Riacho Fundo Candangolândia São Sebastião Recanto das Emas Samambaia Santa Maria SCIA - Estrutural Itapoã Gama Planaltina Varjão Ceilândia Fercal Brazlândia Paranoá Distrito Federal

Fonte: Tabela 6.2

Regiões Administrativas

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 Quanto à região

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

  • 4.7 - Aspectos Culturais

A população do Distrito Federal é formada por imigrantes de diferentes estados brasileiros, cada um trazendo de sua origem a cultura local, promovendo uma grande diversidade, mas a PDAD apurou que os moradores do DF têm pouco hábito de ir a museus, bibliotecas, teatros e mesmo a cinema.

Do total de moradores do DF, 92,57% não vão a museu. Os que raramente vão representam 3,99%. A região administrativa onde os residentes têm o hábito de ir com mais frequência ao museu é do Sudoeste/Octogonal, 8,64%. A pesquisa mostrou ainda que 18,49% vão ao cinema raramente, enquanto 13,42% frequentam às vezes. Já 58,98% não têm o costume de ir ao cinema. Os moradores das regiões de renda mais alta, Sudeste/Octogonal e Lago Norte costumam ir ao cinema, 41,88% e 27,93% (Tabela 7.1 e 7.2).

Quanto à ida ao teatro, 86,74% não têm esse hábito e 6,94% raramente assistem aos espetáculos. Os residentes na RA de renda mais baixa, como a Fercal, 98,47% não frequentam

teatro. Os que não possuem hábito de ir à biblioteca somam 90,98% dos residentes no DF (Tabela

  • 7.3 e 7.4).

No tocante ao hábito de leitura, observou-se que 63,54% não mantêm hábito de leitura. Por

ano,

16,58% leem

entre um

a

dois

livros.

A prática de leitura superior

a

12 livros

por

ano

é

representada por 3,34% da população. Já com relação a shows, 82,70% dos entrevistados declararam não frequentar. Os que assistem a um a dois shows, por ano, são 8,69% dos entrevistados, enquanto a frequência de três a cinco shows por ano soma 5,56% (Tabela 7.5 e 7.6).

A população do Distrito Federal mostrou-se eclética quanto à preferência musical. Entre aqueles que declararam gostar de música, 46,17% têm gosto variado. A música Sertaneja tem a preferência de 17,72% da população, 16,58% preferem a Música Gospel e 4,96% gostam da MPB. Os demais gêneros, em termos percentuais, são pouco significativos (Tabela 7.7).

  • 4.8 - Aspectos Esportivos

A PDAD mostrou que apenas 8,06% da população do DF frequentemente vai a parques/jardins/parques. A maior frequência é observada nos moradores do Sudoeste/Octogonal, 41,03%, Plano Piloto, 31,27% e em Águas Claras, 20,81%. Aqueles que não frequentam esses locais de lazer representam 73,88%. Quanto aos que raramente fazem uso desses espaços totalizam 10,68% (Tabela 8.1).

Quanto à prática esportiva, a Caminhada, é verificada em 12,23% da população. Academia é praticada por 8,71%, e os que não praticam atividades esportivas totalizam a maioria, 72,05%. O uso de espaços esportivos tem poucos adeptos, 86,67% não os frequentam, apenas 5,40% vão ao Parque da Cidade. A utilização do Parque é feita essencialmente pelos moradores do Sudoeste/Octogonal, 24,88% e Plano Piloto,18,29%. Outros espaços são frequentados por 6,80% dos moradores (Tabelas 8.2 e 8.3).

Do total da população do Distrito Federal, 39,07% declararam não torcer por nenhum time de futebol de expressão nacional. Considerando o universo dos que torcem por algum clube, o Flamengo - RJ conta com uma torcida de 47,16% do total, seguido pelo Vasco da Gama - RJ, 11,98%, pelo Corinthians, 7,18% e pelo Botafogo, 6,00%. Maior número de torcedores do Flamengo se encontra em Ceilândia, Samambaia e Taguatinga, que são regiões também de maior população. Os torcedores de clubes do Rio de Janeiro representam juntos 71,70%, seguidos pela torcida dos clubes de São Paulo, 19,28% e de Minas Gerais, 4,94% (Tabela 8.4).

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

A pesquisa identificou que 93,43% não torcem por times locais. Entre os que torcem, o Brasiliense tem a preferência de 40,99% dos torcedores, seguidos pelo Gama, com 25,90% (Tabela

8.5).

4.9 - Segurança

O quesito “segurança”, dirigido para toda a população, revela que 92,83% declararam que não

sofreram, em 2013, qualquer tipo de violência das alinhadas na pesquisa. Entre os que declararam, predominou o roubo, com 45,48% dos registros, seguidos pelo furto sem violência ou grave ameaça,

35,52%. Os demais parâmetros utilizados na pesquisa sobre segurança são menos significativos ou não foram detectados na pesquisa (Tabela 9.1).

Quanto ao local da violência, predominaram as sofridas na cidade em que residem, 62,95%, seguidos pela sofrida na residência, 26,87% (Tabela 9.2).

4.10 - Trabalho e Rendimento

No tocante à ocupação dos moradores do Distrito Federal, com 10 anos e mais de idade, observou-se que 49,58% têm atividades remuneradas, 14,45% são aposentados e pensionistas e 17,78% somente estudam, enquanto 5,62% se encontram desempregados (Tabela 10.1).

A partir das informações coletadas, estimou-se um total de 1.207.111 ocupados. Destes, 0,79% trabalha na agropecuária; 7,03%, na indústria; 25,05% no comércio; 20,90%, na Administração Pública (administração direta, empresas públicas e fundações) e 19,69%, em serviços gerais. Os dados da PDAD/DF mostram que cada Região Administrativa tem suas especificidades, a exemplo dos perfis de residentes segundo a atividade econômica à qual pertence. Verifica-se que os trabalhadores da Administração Pública residem em maior proporção no SIA, Sudoeste/Octogonal, Plano Piloto, Jardim Botânico, Cruzeiro e Lago Norte. Por outro lado, a maioria dos empregados domésticos tem residência fixada no Varjão, Itapoã, Paranoá e São Sebastião (Tabela 10.2).

Com relação ao número da população ocupada por setor de atividade, Ceilândia, Samambaia e Plano Piloto aparecem, em primeira posição, em números absolutos de trabalhadores em quase todos os setores de atividade remunerada. Esse fato não surpreende por serem também as cidades mais populosas do Distrito Federal.

Do contingente total de trabalhadores, a categoria “empregados com carteira de trabalho”

representa 50,92%, os empregados sem carteira, 6,64%, a Administração Pública/Militares, 15,99% e os trabalhadores por conta própria (autônomo), 22,65%. As cidades de renda baixa possuem maiores taxas de população ocupada sem carteira assinada. Quanto menor a renda e menor escolaridade, maior o percentual da população ocupada sem carteira assinada e vice-versa, à exceção da

Estrutural que apresenta o maior percentual de autônomos (Tabela 10.3).

No que tange à contribuição previdenciária, 51,29% não contribuem, independente de trabalhar ou não, e 10,49%, embora trabalhem, também não contribuem. Este fato constitui uma situação de precariedade, uma vez que esses trabalhadores não estão cobertos pela legislação trabalhista, não podendo, por exemplo, contar com o benefício da aposentaria. Nas regiões administrativas de alta renda, como é o caso de Lago Sul e Norte, Plano Piloto, etc., o fato de não contribuir com a previdência, não necessariamente implica precariedade porque a maioria tem previdência privada e/ou aplicações financeiras, que garantem, na maioria dos casos, uma aposentadoria melhor em comparação com a previdência pública. O mesmo não pode ser inferido

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

para a população das cidades de baixa renda que não contribui com a previdência. Para essa categoria, em geral, toda a renda é gasta para o consumo (Tabela 10.4).

A pesquisa levantou também o local de trabalho da população. Do total de postos de trabalho, 477.125 (42,57%) estão localizados no Plano Piloto, 7,89% em Taguatinga e 7,62% em vários locais. Nas localidades de menor poder aquisitivo, já se observa a desagregação de empregos, voltados essencialmente para ocupações de menor qualificação. Cabe destaque para o fato de que 7,62% dos ocupados trabalham em vários locais, principalmente os moradores do Itapoã, 17,36%, Estrutural,14,75% e Varjão, 14,70%. Possivelmente eles trabalhem também no Plano Piloto, o que aumentaria a concentração de postos de trabalho nesta RA. Para fora do DF se desloca apenas 0,70% dos ocupados. Apesar de o Distrito Federal enfrentar sérios problemas relacionados à mobilidade da população, estratégias de descentralização dos empregos no Plano Piloto, essas questões continuam sendo consideradas prioritárias no planejamento governamental (Tabela 10.5).

Do total de aposentados (306.562) residindo no Distrito Federal, apenas 11.087 (3,62%) continuam a trabalhar. Destes, a maioria (59,45%) o faz com vistas à complementação de renda e 30,20%, por vontade própria (Tabela 10.6).

A renda familiar constitui um indicador amplamente utilizado para análise da situação socioeconômica de uma população, embora apresente limitações por não considerar a ocupação domiciliar nem a faixa etária dos moradores. Quando apurado o rendimento gerado, ignoram-se as desigualdades de condições de cada domicílio.

Ao analisar a renda de uma localidade, deve-se também atentar para o fato de que a renda domiciliar é resultado do momento em que o dado é coletado, do desempenho global da economia, da política salarial, assim como da situação do mercado de trabalho.

Feitas as devidas ressalvas, esse indicador ainda se constitui como bom parâmetro na definição do perfil socioeconômico da população residente, investigando-se a renda bruta mensal decorrente do trabalho e demais rendimentos como aposentadorias, pensões, aluguéis, entre outros, auferidos pelos membros dos domicílios pesquisados.

A renda domiciliar média da população do Distrito Federal em 2013 apurada pela pesquisa era da ordem de R$ 5.015,04 (6,93 Salários Mínimos - SM) e a renda per capita de R$ 1.489,57 (2,20 SM). A renda média domiciliar mais alta foi verificada no Lago Sul, seguida do Park Way, Sudoeste/Octogonal e Lago Norte, as duas últimas com valores próximos entre si. A renda mais alta representa quatro vezes a renda média do DF. Por outro lado, as regiões de menor renda média domiciliar são SCIA-Estrutural (1,99 SM), Varjão (2,59 SM) e Fercal (2,88 SM). É importante destacar que, embora em termos de renda média o Distrito Federal detenha valor elevado, ao desagregar os dados em nível de Região Administrativa, um novo contexto aparece, evidenciando o elevado nível de desigualdade interna existente no DF e mensurado pelo Coeficiente de Gini 3 , de 0,474. Verifica-se que a diferença entre a maior renda domiciliar média (Lago Sul) é 14 vezes maior que a menor renda (Estrutural) e em termos de renda per capita, essa diferença é de 18 vezes. Dentro de cada região administrativa, a desigualdade é menor, independente da classe social. O Coeficiente de Gini do Lago Sul é de 0,350, Park Way, 0,352 enquanto nas rendas mais baixas, o indicador cai para 0,318 na Estrutural (Tabela 10.7 e Gráficos 10 e 11).

Analisando-se a distribuição da renda domiciliar bruta mensal segundo as classes com base em múltiplos de salários mínimos, verifica-se que o mais significativo é o agrupamento de mais de dois a cinco salários mínimos, que concentra 36,98% dos domicílios, seguido da classe de mais de cinco a 10 SM (18,92%) e de um a dois (18,04 SM), enquanto apenas 8,30% têm rendimentos acima de 20 SM. A classe de renda que compreende os domicílios até 1 SM representa 3,27%. Observa-se o Lago Sul e o Park Way possuem alta concentração de domicílios com renda domiciliar acima de

3 O Coeficiente de Gini representa uma medida descritiva da classificação da renda, mensurando as suas diferenças, variando de “zero” que representa a igualdade perfeita a “um” que significa a desigualdade perfeita.

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

20 SM, 68,51% e 55,17%, respectivamente. Por sua vez é expressivo o percentual de domicílios com rendas até um SM na Estrutural (15,82%), Fercal (11,39%) (Tabela 10.8 e Gráfico 12).

Gráfico 10 - Renda Domiciliar Média Mensal, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013

1,99 3,68 3,66 3,66 3,57 3,48 3,39 2,88 6,93 2,59 3,73 5 0 28,27 30 25
1,99
3,68
3,66
3,66
3,57
3,48
3,39
2,88
6,93
2,59
3,73
5
0
28,27
30
25
20
15
10
Valores em Saláirio Mínimo
7,55
19,33
18,54
18,51
16,39
13,29
10,86
10,29
9,51
7,62
23,34
7,56
7,08
6,60
6,09
5,54
5,22
3,80
3,79
3,75

La go Sul Park Way Sudoeste/Octo gonal La go Norte Jardim Botânico

Plano Piloto

Á gua s Cla ras Cruzeiro Vicente Pires Guará Sobradinho II Sobradinho S I A¹ Ta guatinga Núcleo Bandeirante Riacho Fundo Candangol ândia Gama Brazlândia Riacho Fundo II Sa ma mba ia Sã o Sebas tião Itapoã Paranoá Planaltina Sa nta Maria Ceilândia Re canto da s Emas

Fonte: Tabela 10.7

Regiões Administratrivas

Fercal Varjã o SCIA - Estrutura l

Distrito Federal

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013 20 SM, 68,51%

Na tabela 10.9, as regiões administrativas foram divididas em quatro grupos com base na renda domiciliar e per capita. As rendas mais altas estão localizadas no Lago Sul, Park Way Sudoeste/ Octogonal, Lago Norte, Plano Piloto e Jardim Botânico. Nesta classe, está a população mais instruída e qualificada, predominando os funcionários e empregados públicos, profissionais liberais, empresários, entre outros. A maior participação de regiões está nas classes média baixa

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

(13 regiões) e na média baixa (oito), representando 50,17% e 25,82% da população, respectivamente. No outro extremo, nas regiões de baixa renda, encontra-se a faixa de população que compõe a mão de obra menos especializada e com menor instrução, empregada na construção civil, empregos domésticos e no comércio.

Gráfico 12 - Distribuição dos domicílios ocupados segundo Classes de Renda Domiciliar - Distrito Federal - 2013

Mais de 20 Salários Mínimos 8,30 %

Até 1 Salário Mínimo 3,27 %

Gráfico 12 - Distribuição dos domicílios ocupados segundo Classes de Renda Domiciliar - Distrito Federal -

Mais de 10 a 20 Salários Mínimos 14,49 %

Mais de 5 a 10 Salários Mínimos 18,92 % Mais de 2 a 5 Salários Mínimos
Mais de 5 a 10
Salários Mínimos
18,92 %
Mais de 2 a 5
Salários Mínimos
36,98 %

Mais de 1 a 2 Salários Mínimos 18,04 %

Fonte: Tabela 10.8

Em razão da alta correlação entre a renda e a educação, a forma eficiente de combater as desigualdades observadas no Distrito Federal, a médio e longo prazo, consiste em investimentos em educação. As políticas públicas voltadas para a educação permitirão que a população historicamente excluída do processo do desenvolvimento social tenha acesso ao ensino de qualidade até o nível superior. A qualificação profissional, não apenas em nível técnico, também garante melhoria da renda da população na medida em que os empregos de alta remuneração exigem uma melhor qualificação.

4.11 - Posse de Bens, Equipamentos e Serviços

Pesquisas socioeconômicas têm demonstrado a existência de alta correlação entre a posse de bens e a renda domiciliar. No DF, 66,13% dos domicílios possuem automóvel. A bicicleta é o segundo veículo com maior participação (30,90%), seguido de motocicleta (6,04%). A posse de outras modalidades de veículos não foi relevante na pesquisa. Mesmo nas regiões de baixa renda, a incidência de posse de automóveis é significativa, como na Estrutural, 37,33% e Varjão, 37,61% (Tabela 11.1).

As informações captadas sobre equipamentos domésticos, por sua vez, indicam que alguns deles, por serem essenciais, como geladeira, assim como TV são encontrados na quase totalidade dos domicílios. Foram também identificados a posse de máquinas de lavar roupa em 80,90% dos domicílios e tão somente o percentual de 2,07% em relação à energia solar. No Lago Sul, 94,63% possuem máquina de lavar, enquanto no Itapoã, este percentual é de 57,02%. O tanquinho, por sua vez, por ter custo menos elevado, está presente em 62,43% dos domicílios da Fercal e no Sudoeste/Octogonal em apenas 2,67%.

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

A incidência de telefone celular pré-pago nos domicílios vem-se expandindo nos últimos anos, com significativa ocorrência nas residências com uma, duas ou mais linhas, alcançando a proporção de 83,92% dos domicílios. A modalidade pós-paga é encontrada em apenas 19,15% das residências.

Do total de domicílios pesquisados, 55,42% contam com microcomputador; o Notebook já está presente em 43,65. Nas regiões de maior poder aquisitivo, como o Lago Sul, a presença do microcomputador já supera 80% dos domicílios ocupados (Tabela 11.2).

O serviço de Internet mais utilizado é o de banda larga, detectada em 61,57% dos domicílios. A TV por assinatura aparece em 43,72% e a assinatura de jornais, 5,65% (Tabela 10.3).

Constatou-se que 7,19% dos domicílios dispõem de serviços de mensalista, sendo apenas 0,76% morador no domicílio. Os serviços domésticos de diarista representam 13,79%. A PDAD/DF mostrou um pequeno percentual de empregados domésticos/mensalistas vindos da Ride (4,04%). Os moradores do DF trabalham em 16,18% dos domicílios (Tabela 11.4).

4.12 - Local de Compras

A PDAD/DF 2013 levantou quais são os locais de compras de bens e serviços utilizados pelos moradores de fora e do Distrito Federal. Vivemos em uma sociedade em que se questiona:

quantidades, quanto pesa, quanto custa, quanto vale e como se comportam os fluxos de compras de consumidores e a realização das vendas pela classe empresarial. Neste sentido, a Pesquisa consolidou as informações inerentes a compras de bens e serviços pelos moradores, em nível de DF, por setores representativos da dinâmica econômica local.

Os moradores do DF, preferencialmente realizam compras de alimentação na própria região administrativa onde residem, 82,31%, seguidos pela opção de comprar no Plano Piloto, 6,65% e, nas demais regiões administrativas, 6,04%. Moradores de Vicente Pires preferencialmente realizam compras de alimentos em Taguatinga, 62,64%, tendo o mesmo destino das compras os moradores de Águas Claras, 36,11% (Tabela 12.1).

Os

moradores

do

Distrito

Federal

realizam

suas

compras de vestuários e calçados

preferencialmente nas próprias RAs, 74,47%. Outros compram no Plano Piloto, 10,65% e, em

Taguatinga, 8,32% dos moradores do DF (Tabela 12.2).

Compras de eletrodomésticos nas próprias regiões administrativas em que residem, representando 75,93% das vendas do comércio deste segmento econômico. O comércio da Região Administrativa de Taguatinga é responsável pela venda aos moradores do DF de 7,92% desses bens. Nas demais regiões, são da ordem de 5,78%. As regiões administrativas onde os moradores mais compram eletrodomésticos fora de sua região: Park Way, 0,45%, Vicente Pires, 9,62% e Jardim Botânico, 10,60%, localidades que não possuem comércio expressivo (Tabela 12.3).

Os moradores do DF utilizam serviços pessoais preferencialmente na própria RA, 83,10%, já 6,76% contratam esses serviços no Plano Piloto e 5,34% dos moradores em Taguatinga. (Tabela

12.4).

Utilização de serviços em geral é realizada pelos moradores do DF na própria região administrativa em que residem, 82,45%, em Plano Piloto, 6,99% e em Taguatinga, 5,26%. A contratação de serviços em geral continua ocorrendo na própria RA, entretanto, 67,00% dos moradores de Vicente Pires, 33,29% de Águas Claras e 19,78% do SCIA/Estrutural contratam esses serviços em Taguatinga (Tabela 12.5).

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

No Distrito Federal, a utilização de serviços de Cultura e Lazer ocorrem predominantemente nas próprias regiões administrativas, 63,92%. Plano Piloto é outra região preferida pelos moradores do DF, 17,31%, o que é previsível pelo fato de estarem aqui concentrados os teatros, restaurantes, shoppings (Tabela 12.6).

  • 4.13 - Benefício Social

Os benefícios sociais levantados na pesquisa são programas especialmente voltados para a transferência de renda e referem-se às informações prestadas pelos entrevistados, não coincidindo necessariamente com o número de famílias cadastradas pelo Governo. Apenas 8,39% dos domicílios recebem algum benefício social. Dos que recebem o Bolsa-Família representa 79,81% e o Benefícios de Prestação Continuada, BPC, 14,42% (Tabela 13.1).

  • 4.14 - Saúde

No quesito saúde, foi pesquisada a existência de Plano de Saúde. Observa-se que somente 34,64% da população do Distrito Federal conta com esse serviço, dos quais 27,42% possuem plano empresarial e 7,17%, plano individual. Como era de se esperar, as maiores incidências de Planos de Saúde foram nos domicílios das regiões administrativas de maior renda (Tabela 14.1).

Quanto à utilização de hospital público/Unidade de Pronto Atendimento - UPA, 72,37% da população declarou fazer uso desse serviço. Do total que o utiliza, 18,52% o fazem em Ceilândia, 15,86%, em Taguatinga e 12,35%, no Plano Piloto. As demais Regiões são pouco representativas (Tabela 14.2).

Em relação à localização do posto de saúde utilizado pela população, a Tabela 14.3 apontou que 80,95% declararam utilizar esse serviço público. Dos que o utilizam, aproximadamente 90% procuram o posto de saúde da própria RA (Tabela 14.3).

  • 4.15 - Responsáveis pelos Domicílios

No Distrito Federal, os responsáveis pelos domicílios em sua maioria são homens (72,01%),

enquanto 27,99% são mulheres. Cabe observar o conceito de responsável pelo domicílio adotado na PDAD/DF: “Responsável pelo domicílio é a pessoa de referência reconhecida como tal pelos demais integrantes” (Tabela 15.1).

A Tabela 15.2 mostra que a maior participação dos responsáveis por domicílios concentra-se no grupo de mais de 55 anos, que totaliza 38,45%. Na sequência, aparecem os grupos etários de 36 a 45, com 21,97% e de 46 a 55 anos, com 21,51% de participação. Os responsáveis, com até 25 anos de idade são 3,12%. Vale ressaltar que, nas regiões criadas mais recentemente, os responsáveis pelos domicílios concentram-se nos grupos de 36 a 45 anos (Tabela 15.2)

No quesito cor e/ou raça dos responsáveis pelos domicílios do Distrito Federal em 2013, 47,34% declararam ser brancos, 47,03%, pardos/mulatos e apenas 5,34%, pretos. Não foi significativa a presença de outras etnias. Quando desagregado por regiões administrativas, a cor parda/mulata prevalece nas regiões de menor poder aquisitivo (Estrutural, Varjão), enquanto na região de maior renda, o Lago Sul, os brancos são mais de 80% (Tabela 15.3).

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Do total de responsáveis pelos domicílios, 3,63% estão estudando. Destes 2,15% frequentam a escola particular (Tabela 15.4).

No quesito escolaridade, observa-se que 26,56% dos responsáveis pelos domicílios têm ensino fundamental incompleto, 24,43%, o ensino médio completo e 24,37%, o nível superior completo. Os que se declararam analfabetos, sabem ler, escrever e frequentam a alfabetização de adultos totalizam 7,49%. Quando desagregados, no nível de escolaridade por regiões administrativas, observa-se que, nas regiões de alta renda como o Lago Sul e Sudoeste/Octogonal, mais de 80% dos responsáveis pelos domicílios têm nível superior, enquanto nas RAs de baixo poder aquisitivo como Estrutural e Fercal, esse percentual totaliza 0,89% (Tabela 15.5).

Conforme dados da Tabela 15.6, 82,12% dos responsáveis pelos domicílios são migrantes. Destes, são naturais das regiões: Nordeste, 51,81%, Sudeste, 28,41% e Centro-Oeste, 13,48%. As Regiões Sul e Norte têm participação de 2,90% e 2,81%, respectivamente. Os naturais do Distrito Federal contribuem com 17,88% na composição populacional.

Quanto ao motivo que levou os responsáveis pelos domicílios a migrarem para o Distrito Federal, 55,61% tiveram como principal motivo procurar trabalho, 35,58%, acompanhar parentes e 3,21%, transferência de local de trabalho (Tabelas 15.6 e 15.7).

Os dados da pesquisa indicaram também que 64,11% dos responsáveis pelos domicílios são trabalhadores remunerados, 24,68%, aposentados e apenas 1,13% não tem atividade (Tabela 15.8).

Quanto ao setor de atividade remunerada, os dados levantados mostram que 23,74% dos responsáveis pelos domicílios estão na Administração Pública (Federal e Distrital) e 22,89%, no Comércio (Tabela 15.9).

Do contingente de trabalhadores responsáveis pelos domicílios, a categoria “empregados com carteira de trabalho” representa 45,17%, os empregados sem carteira, 6,2%, a Administração

Pública/Militares, 18,66% e os trabalhadores por conta própria (autônomo), 27,35% (Tabela 15.10).

No que se refere à contribuição para a Previdência Social, 53,90% contribuem para a previdência pública e 0,58%, particular. Os que não contribuem representam 45,24%, independente de trabalhar ou não (15.11).

A renda individual média dos responsáveis pelos domicílios do Distrito Federal, apurada na pesquisa, é da ordem de R$ 3.097,68 correspondentes a 4,57 salários mínimos (SM). Quando comparado entre as regiões administrativas, as de maior poder aquisitivo, Lago Sul e Park Way, os responsáveis pelos domicílios destas localidades percebem 17,84 e 14,38 salários mínimos, em contrapartida, as RAs como Estrutural, Varjão e Fercal recebem somente 1,36, 1,54 e 1,88 SM, respectivamente (Tabela 15.12).

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

5 - Considerações Finais

O resultado da PDAD/DF 2013 permite descrever a situação socioeconômica das famílias residentes na área urbana do Distrito Federal. São informações reunidas em tabelas, quadros, gráficos e análises técnicas de resultado, colocadas à disposição do governo, setor produtivo, acadêmico, sociedade civil em geral e dos veículos de comunicação.

A PDAD/2013 traz informações segmentadas, de forma inédita para Distrito Federal, ao desagregar os dados das 31 regiões administrativas, que é de suma importância como subsídio ao planejamento regional e definição estratégica de ações e programas de governo.

O amplo cruzamento de informações, que a PDAD/DF permite, possibilita identificar situações latentes de desigualdades sociais e econômicas, de carências pela prestação de serviços públicos e de infraestrutura, condições de habitabilidade dos domicílios familiares, situações que requerem a efetiva presença e atenção por parte do Estado.

A pesquisa evidencia a predominância participativa da administração pública, comércio e serviços em geral. Há modesta participação da indústria e ainda menor da agropecuária. O Distrito Federal conta com uma dinâmica de geração de postos de trabalho considerável, mas insuficiente para atender a demanda ampliada pelos trabalhadores residentes nos municípios que englobam a área metropolitana, os quais mantêm a predominância de cidades dormitórios.

Avaliando o quadrilátero do Distrito Federal, a Região Administrativa do Plano Piloto continua oferecendo o maior número de postos de trabalho embora já se observe pequena descentralização para as regiões de moradia.

Elevado grau de diferenciação entre as regiões administrativas foi confirmado pela pesquisa, não só pelos padrões de renda mas, também, pelas condições e tamanho das áreas residenciais, pela posse de bens de consumo e condições de habitabilidade dos domicílios, ainda que estas variáveis estejam correlacionadas com os padrões de rendimento das famílias.

A comparação dos dados das PDAD/DF, realizada em 2011 com os de 2013, apresenta mudanças na composição domiciliar com o acréscimo do número médio de pessoas por domicílio. Analisar os fatores que determinaram esse aumento pode resultar na necessidade de investigação de outros fatores relevantes: o comportamento de dinâmica demográfica, com ênfase para a taxa de natalidade e migração e outras avaliações, como o da evolução da política habitacional local.

O confronto dos dados entre as PDADs 2011 e 2013 mostra que a renda domiciliar e a per capita, convertida em salários mínimos, sofreram redução, muito embora, o salário mínimo tenha apresentado acréscimo real o que implica na possiblidade de crescimento real da renda.

O patrimônio das famílias, medido pela posse de equipamentos domésticos, mostra, na comparação das duas pesquisas, crescimento da posse de bens, indicador relacionado à qualidade de vida das famílias, principalmente as menores de poder aquisitivo. Também houve aumento nos padrões de escolaridade no período entre pessoas com nível superior, incluindo a formação com curso de especialização, mestrado e doutorado.

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

O

Coeficiente de Gini (0,474),

por

sua vez,

denotando melhora na distribuição de renda.

apresenta decréscimo em relação a 2011,

Quadro 02 - Evolução de alguns Indicadores Socioeconômicos - Distrito Federal - 2013/2011/2004

Indicadores Socioeconômicos

2013

2011

2004

Renda Domiciliar (em Salários mínimos)

6,93

8,52

9,00

Renda Per capita (em Salários mínimos)

2,20

2,42

2,41

Nº médio de moradores por domicílio

3,39

3,26

3,72

% de analfabetos

1,90

3,71

4,20

% da população urbana com ensino fundamental completo

4,25

5,56

9,29

% da população urbana com ensino superior completo

17,27

15,87

9,30

% de domicílios próprios

69,48

71,53

64,70

% de domicílios alugados

24,33

22,08

24,1

% de domicílios com automóvel

66,13

62,86

51,7

% de domicílios com bicicleta

30,90

29,08

30,1

% de domicílios com micro-ondas

75,65

63,39

37,2

% de domicílios com máquina de lavar roupas

80,90

71,57

50,2

% de domicílios com microcomputador

55,42

55,59

31,59

% de domicílios com internet

66,53

54,62

22,6

% de postos de trabalho no Plano Piloto

42,57

44,25

...

Coeficiente de Gini

0,474

0,510

0,573

Fonte: Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios PDAD/DF- 2004 2011- 2013

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Anexo I Tabelas de Resultados

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

42

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

1 - Características dos Domicílios

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

44

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Tabela 1.1 - Domicílios ocupados, por espécie, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013

Distrito Federal e Regiões

Total

 

Espécie de Domicílio

Administrativas

Permanente

 

Improvisado

 

Permanente em Construção

 

Valores Absolutos

 

Plano Piloto

76.919

76.882

0

37

Gama

38.775

38.646

43

86

Taguatinga

66.702

66.321

170

212

Brazlândia

15.035

14.902

67

67

Sobradinho

18.518

18.341

152

25

Planaltina

50.332

49.427

62

843

Paranoá

12.650

11.894

168

588

Núcleo Bandeirante

7.315

7.212

59

44

Ceilândia

127.407

125.833

227

1.347

Guará

38.770

38.740

0

30

Cruzeiro

10.232

10.232

0

0

Samambaia

63.955

63.358

224

373

Santa Maria

33.532

33.286

49

197

São Sebastião

27.665

26.612

222

832

Recanto das Emas

36.942

35.790

177

974

Lago Sul

8.580

8.549

0

31

Riacho Fundo

11.244

11.244

0

0

Lago Norte

10.962

10.843

20

100

Candangolândia

4.616

4.510

67

38

Águas Claras

38.401

38.282

17

102

Riacho Fundo II

10.806

10.668

20

118

Sudoeste/Octogonal

22.062

22.062

0

0

Varjão

2.491

2.116

292

83

Park Way

5.404

5.392

0

12

SCIA - Estrutural

8.892

7.667

1.186

40

Sobradinho II

26.692

26.100

237

355

Jardim Botânico

7.490

7.310

15

165

Itapoã

16.200

15.448

196

556

S I A

537

537

0

0

Vicente Pires

19.690

19.535

22

132

Fercal

2.313

2.195

15

103

Distrito Federal

821.130

809.935

3.705

7.490

 

Valores Relativos (%)

 

Plano Piloto

100,00

99,96

0,00

0,04

Gama

100,00

99,67

0,11

0,22

Taguatinga

100,00

99,43

0,25

0,32

Brazlândia

100,00

99,11

0,44

0,44

Sobradinho

100,00

99,05

0,82

0,14

Planaltina

100,00

98,17

0,25

1,58

Paranoá

100,00

94,03

1,33

4,65

Núcleo Bandeirante

100,00

98,60

0,80

0,60

Ceilândia

100,00

97,97

0,24

1,79

Guará

100,00

99,92

0,00

0,08

Cruzeiro

100,00

100,00

0,00

0,00

Samambaia

100,00

99,07

0,35

0,58

Santa Maria

100,00

99,27

0,15

0,59

São Sebastião

100,00

96,19

0,80

3,01

Recanto das Emas

100,00

96,88

0,48

2,64

Lago Sul

100,00

99,64

0,00

0,36

Riacho Fundo

100,00

100,00

0,00

0,00

Lago Norte

100,00

98,91

0,18

0,91

Candangolândia

100,00

97,71

1,46

0,83

Águas Claras

100,00

99,52

0,07

0,41

Riacho Fundo II

100,00

98,72

0,18

1,09

Sudoeste/Octogonal

100,00

100,00

0,00

0,00

Varjão

100,00

84,96

11,73

3,32

Park Way

100,00

99,78

0,00

0,22

SCIA - Estrutural

100,00

86,22

13,33

0,44

Sobradinho II

100,00

97,78

0,89

1,33

Jardim Botânico

100,00

97,60

0,20

2,20

Itapoã

100,00

96,55

0,89

2,56

S I A

100,00

100,00

0,00

0,00

Vicente Pires

100,00

99,22

0,11

0,67

Fercal

100,00

94,89

0,67

4,44

Distrito Federal

100,00

98,64

0,45

0,91

Fonte: Codeplan Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios PDAD/DF-2013

Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal - PDAD/DF - 2013

Tabela 1.2 - Domicílios ocupados, por tipo, segundo as Regiões Administrativas - Distrito Federal - 2013

Distrito Federal e

   

Tipo de Domicílio

 

Regiões

Total

Casa

Barraco

Cômodo

Quitinete/

Flat

Aparta-

Uso Misto

Outros

Administrativas

Estúdio

mento

 

Valores Absolutos

 

Plano Piloto

76.919

7.984

0

37

7.048

147

61.598

0

105

Gama

38.775

31.702

43

0

345

0

6.599

43

43

Taguatinga

66.702

44.793

170

42

975

0

20.553

42

127

Brazlândia

15.035

14.401

67

0

67

0

501

0

0

Sobradinho

18.518

13.769

152

51

505

0

4.017

25

0

Planaltina

50.332

48.251

62

65

291

76

1.503

84

0

Paranoá

12.650

11.138

168

56

308

0

952

28

0

Núcleo Bandeirante

7.315

3.116

59

0

336

15

3.789

0

0

Ceilândia

127.407

122.288

227

146

1.495

0

3.175

71

5

Guará

38.770

18.572

0

30

1.656

0

18.422

0

90

Cruzeiro

10.232

2.356

0

0

297

0

7.536

21

21

Samambaia

63.955

55.970

224

75

522

0

6.716

448

0

Santa Maria

33.532

31.713

49

0

148

0

1.623

0

0

São Sebastião

27.665

25.559

222

0

1.109

0

665

111

0

Recanto das Emas

36.942

36.056

177

44

266

0

266

133

0

Lago Sul

8.580

8.486

0

0

0

0

47

0

47

Riacho Fundo

11.244

8.104

0

0

379

0

2.761

0

0

Lago Norte

10.962

8.072

20

0

618

20

2.232

0

0

Candangolândia

4.616

3.933

67

19

231

0

356

10

0

Águas Claras

38.401

10.924

17

0

728

17

26.715

0

0

Riacho Fundo II

10.806

10.373

20

59

79

0

236

20

20

Sudoeste/Octogonal

22.062

0

0

0

5.448

25

16.590

0

0

Varjão

2.491

1.725

287

28

193

0

231

22

6

Park Way

5.404

5.283

0

0

48

0

73

0

0

SCIA - Estrutural

8.892

7.667

1.186

20

20

0

0

0

0

Sobradinho II

26.692

24.678

237

0

237

30

1.511

0

0

Jardim Botânico

7.490

7.370

15

0

15

0

90

0

0

Itapoã

16.200

15.271

165

139

385

0

147

93

0

S I A

537

421

0

3

29

0

84

0

0

Vicente Pires

19.690

18.082

22

0

463

44

1.013

66

0

Fercal

2.313

2.256

15

5

10

0

10

15

0

Distrito Federal

821.130

600.314

3.669

819

24.250

372

190.011

1.232

464

 

Valores Relativos (%)

 

Plano Piloto

100,00

10,84

0,00

0,04

8,79

0,18

80,02

0,00

0,13

Gama

100,00

81,76

0,11

0,00

0,89

0,00

17,02

0,11

0,11

Taguatinga

100,00

67,15

0,25

0,06

1,46

0,00

30,81

0,06

0,19

Brazlândia

100,00

95,78

0,44

0,00

0,44

0,00

3,33

0,00

0,00

Sobradinho

100,00

74,35

0,82

0,27

2,73

0,00

21,69

0,14

0,00

Planaltina

100,00

96,01

0,25

0,08

0,91

0,17

2,16

0,42

0,00

Paranoá

100,00

88,05

1,33

0,44

2,43

0,00

7,52

0,22

0,00

Núcleo Bandeirante

100,00

42,60

0,80

0,00

4,60

0,20

51,80

0,00

0,00

Ceilândia

100,00

96,75

0,24

0,12

0,97

0,00

1,83

0,04

0,04

Guará

100,00

47,90

0,00

0,08

4,27

0,00

47,52

0,00

0,23

Cruzeiro

100,00

23,03

0,00

0,00

2,90

0,00

73,65

0,21<