Você está na página 1de 1

A MULHER-NEGRA NA SOCIEDADE

sis Trindade1

A mulher tem em sua essncia o ato de acolher e de lutar pelo o que seu
e mesmo mostrando uma imagem frgil aos olhos da sociedade, a mulher muito
forte. mais forte ainda quando se trata de uma mulher que sofre preconceito, que
alm do machismo ainda luta contra o racismo.

A sociedade opressora e alimenta um sistema de que a mulher uma pea


frgil, nesse contexto, pode-se dizer que muito difcil a mulher ter uma ascenso
social. E se tiver, ela no ir receber o mesmo que um homem que faz o mesmo
trabalho.

Em um trabalho que tem como autora Sanchris Santos, obra chamada de


Ducentsimo Stimo Osso (2012), em uma das imagens em destaque tem sua
me nua mostrando as sequelas do tempo no corpo de uma mulher negra que luta
no dia a dia tendo como prioridade o bem-estar familiar.

A mulher negra tem em seu sangue lutas que tiveram como propsito a
busca de um papel mais efetivo na sociedade assim como todas as mulheres,
porm, elas tiveram que lutar na escravido, muitas lutam hoje para manter a
cultura afro-brasileira e todas trazem uma concepo em comum a aceitao delas
na sociedade.

Os obstculos dessa mulher negra encontram-se nas muitas


impossibilidades de cursar, por exemplo, um ensino superior, dificilmente voc ver
uma mulher negra numa turma de medicina ou de engenharia, cursos ditos como
superiores aos outros. Muitas mulheres nem terminam o ensino bsico
(fundamental e mdio) por conta da dificuldade em que se encontra a sua famlia,
se tornando muitas vezes empregadas domsticas ou cuidando do seu lar.
Algumas engravidam cedo por conta de no saber se cuidar ou at mesmo como
um refgio da sua realidade.

Isso tudo faz parte da marginalizao dessa mulher, tendo que trabalhar
cedo para alimentar os filhos, se descuidando e se colocando em segundo plano
para manter a famlia bem cuidada. O corpo e as marcas do tempo s mostram o
quanto a mulher luta e luta almejando um direito que seu. Ter um lugar na
sociedade no privilgio, direito de um cidado qualquer.

A luta pela resistncia vlida, pois a discriminao racial na vida da mulher


negra grande, ento interessante manter os traos da cultura afro.
Intensificando a identidade do movimento negro, pois ainda muitas mulheres no
se reconhecem em suas origens e se submetem a certos julgamentos contrrios
sua raa e cultura.

1
Discente do 6 semestre do curso de Licenciatura em Educao Fsica, turma EF6N1, e-mail:
isiscristinaferreira@gmail.com