Você está na página 1de 1

EREsp 1.220.667-MG, Rel. Min.

Herman Benjamin, por


PROCESSO
unanimidade, julgado em 24/5/2017, DJe 30/6/2017.

RAMO DO
DIREITO PROCESSUAL CIVIL
DIREITO

Embargos de divergncia. Ao de Improbidade administrativa.


TEMA Reexame necessrio. Cabimento. Aplicao, por analogia, do art. 19
da lei 4.717/1965. CPC. Aplicao subsidiria.

DESTAQUE

A sentena que concluir pela carncia ou pela improcedncia de ao de improbidade


administrativa est sujeita ao reexame necessrio, com base na aplicao subsidiria do
art. 475 do CPC/73 e por aplicao analgica da primeira parte do art. 19 da Lei n.
4.717/65.

INFORMAES DO INTEIRO TEOR

A divergncia tratada envolve definir se cabvel remessa necessria em Ao de


Improbidade Administrativa. O acrdo embargado, decidido pela Primeira Turma,
entendeu que a ausncia de previso da remessa de ofcio no pode ser vista como uma
lacuna da Lei de Improbidade que precisa ser preenchida razo pela qual no h falar
em aplicao subsidiria do art. 19 da Lei n. 4.717/65, mormente por ser o reexame
necessrio instrumento de exceo no sistema processual, devendo, portanto, ser
interpretado restritivamente. Por outra via, o acrdo paradigma, da Segunda Turma,
adotou entendimento no sentido diametralmente oposto ao admitir o reexame
necessrio na Ao de Improbidade. No se desconhece que h decises no sentido do
acrdo embargado, porm prevaleceu o entendimento de que cabvel o reexame
necessrio na Ao de Improbidade Administrativa, nos termos do art. 475 do
CPC/1973. Ademais, por "aplicao analgica da primeira parte do art. 19 da Lei n.
4.717/65, as sentenas de improcedncia de ao civil pblica sujeitam-se
indistintamente ao reexame necessrio".