Você está na página 1de 2

Recebe o nome de ciclo de Otto, o ciclo termodinmico que representa o

funcionamento de motores de combusto interna, popularmente conhecidos


como motores a exploso. O ciclo foi definido e patenteado pelo engenheiro
francs Beaus de Rochas, porm, o engenheiro alemo Nikolaus August
Otto o implementou, sendo o primeiro a construir um motor com base nesse
ciclo.

O modelo ideal do
ciclo de Otto constitudo por quatro processos reversveis internamente:

1. Admisso isobrica
2. Compresso adiabtica
3. Expanso adiabtica
4. Exausto isobrica

Motores de automveis movidos a gasolina, lcool ou gs natural operam com


base no ciclo de Otto. Esse tipo de motor tambm chamado de motor de quatro
tempos uma vez que ocorre num ciclo de 4 etapas: admisso, compresso,
expanso e exausto.

1 - Admisso: nessa primeira fase, a vlvula de admisso (entrada) est aberta


e a vlvula de escape (sada) permanece fechada. O pisto se move de forma a
aumentar o volume da cmara de combusto, e a mistura de combustvel com o
ar entra no cilindro sob presso praticamente constante. Assim, diz-se que na
fase de admisso ocorreu uma transformao isobrica, ou seja,
transformao sob presso constante.

2 - Compresso: agora as vlvulas de admisso e de escape esto fechadas


e o pisto realiza um movimento rpido, comprimindo a mistura combustvel.
Com isso, ocorre um aumento de presso e uma diminuio do volume da
mistura, simultaneamente. No fim dessa etapa a presso do sistema cerca de
9 vezes a presso atmosfrica.

3 - Expanso: nessa terceira etapa, as vlvulas de admisso e escape


continuam fechadas, o pisto sobe e a vela (um dispositivo do motor) solta uma
fasca, que provoca uma exploso da mistura combustvel. Por meio dessa
queima, uma grande quantidade de energia trmica obtida e parte dessa
energia ser convertida em trabalho mecnico. Com o fornecimento de calor, a
presso do sistema aumenta e o pisto forado violentamente para baixo, de
modo a aumentar o volume do cilindro.

4 - Exausto: por fim, no momento em que o pisto chega posio de maior


volume do cilindro, a vlvula de escape se abre e a de admisso continua
fechada. Isso faz com que o gs quente seja expulso da cmara de combusto,
resfriando o sistema. Depois de ocorrer o resfriamento, o pisto se movimenta
no sentido de diminuir o volume da cmara de combusto, conduzindo os
resduos da exploso para fora, que sero liberados pelo escapamento.